Base de dados : LILACS
Pesquisa : F03.388 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 6 [refinar]
Mostrando: 1 .. 6   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 6 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: lil-726194
Autor: Antonio Bacallao Méndez, Raymed; Mañalich Comas, Reinaldo; Gutiérrez García, Francisco; Llerena Ferrer, Betsy.
Título: Ingestión de sodio en pacientes litiásicos y su relación con variables demográficas y nutricionales / Sodium intake in lithiasic patients and its relationship to demographic and nutritional variables
Fonte: Rev. cuba. med;53(3):300-309, jul.-set. 2014.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: la medición de la excreción urinaria de sodio es importante en pacientes con litiasis urinaria, pues su excreción elevada predispone a hipercalciuria, el trastorno metabólico urinario más frecuente. Objetivo: determinar la ingestión (igual a excreción) de sodio e identificar su posible relación con variables demográficas y nutricionales, en pacientes con litiasis urinaria. Métodos: se desarrolló un estudio analítico, transversal, de los pacientes con litiasis urinaria que se hicieron estudio metabólico renal en el Instituto de Nefrología, entre enero 2011 y diciembre 2012. Se excluyeron los pacientes con factores que modifican la excreción de sodio. Las determinaciones de creatinina fueron realizadas por el método cinético de Jaffé, con espectrofotómetro Jenway®; las mediciones del sodio urinario, con analizador electrolítico marca Roche®. La información fue procesada de forma automatizada (SPSS versión 15.0). En cada categoría de las variables fueron calculadas media y desviación estándar de la excreción de sodio (mEq/d). Las comparaciones de los promedios se realizaron mediante la prueba t o mediante ANOVA. Resultados: de 1 985 pacientes estudiados, 1 363 fueron del sexo masculino (68,7 por ciento) y 622, del femenino (31,3 por ciento). La excreción urinaria media de sodio fue 235,29 mEq/d, globalmente, y resultó mayor en los hombres (252,69 mEq/d), al ser comparada con la de las mujeres (197,14 mEq/d) (p= 0,00). También se encontraron diferencias al comparar la excreción de sodio entre las categorías de valoración nutricional (p= 0,00) y de excreción de creatinina (p= 0,0). Conclusiones: la excreción urinaria de sodio es elevada en pacientes urolitiásicos, mayor en los hombres y en los sujetos con sobrepeso y obesidad...

Introduction: measurement of urinary sodium excretion is important in patients with urolithiasis, for a high level of excretion leads to hypercalciuria, the most common urinary metabolic disorder. Objective: to determine sodium intake (equal to excretion) and identify its possible relationship to demographic and nutritional variables in patients with urinary lithiasis. Methods: an analytical cross-sectional study was conducted in patientes with urinary lithiasis undergoing metabolic renal study at the Institute of Nephrology from January 2011 to December 2012. Patients with factors modifying sodium excretion were excluded. Creatinine determinations were made with Jaffé's kinetic method using a Jenway™ spectrophotometer. Urinary sodium was measured with a Roche™ electrolytic analyzer. Data was processed with the statistical software SPSS version 15.0. Variables for each category were estimated as mean and standard deviation of sodium excretion (mEq/d). Comparisons of averages were made with the t test or ANOVA. Results: of the 1 985 patients studied, 1 363 were male (68.7 percent) and 622 were female (31.3 percent). Global mean sodium urinary excretion was 235.29 mEq/d, greater in men (252.69 mEq/d) than in women (197.14 mEq/d) (p= 0.00). Differences were also found when sodium excretion was compared by nutritional assessment (p= 0.00) and creatinine excretion (p= 0.0). Conclusions: urinary sodium excretion is high in patients with urolithiasis. Values are higher in men, and in overweight and obese individuals...
Descritores: Índice de Massa Corporal
Transtornos da Excreção
Urolitíase
Limites: Humanos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  2 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Bombonato, Pedro Primo
Id: lil-557559
Autor: Jarretta, Georgea Bignardi; Bombonato, Pedro Primo; De Martin, Benedicto Wlademir.
Título: Estudo do tempo de excreção renal pela cintilografia em felinos domésticos / Urinary excretion rate assessment by scintigraphy in domestic cats
Fonte: Braz. j. vet. res. anim. sci;47(1):13-22, 2010. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Na rotina clínica de felinos domésticos, algumas modalidades de diagnóstico por imagem, como a ultrassonografia, radiografia simples e urografia excretora, já são amplamente utilizadas. A cintilografia é uma técnica não invasiva, capaz de oferecer informações funcionais de rins individualmente, porém é considerada uma modalidade menos usual. O objetivo deste estudo foi verificar o tempo de excreção renal de felinos domésticos através da cintilografia, em animais com parâmetros ultrassonográficos e radiográficos dentro dos limites da normalidade. Foram utilizados 15 animais, 9 machos e 6 fêmeas, e estes foram divididos em grupos de animais não submetidos à anestesia e anestesiados. Foi estabelecido o tempo para o radiofármaco obter acúmulo máximo em cada um dos rins e o tempo para este acúmulo máximo ser reduzido pela metade. Não houve diferença estatística entre os valores dos animais não-anestesiados e anestesiados, nem entre os rins esquerdo e direito, tampouco entre machos e fêmeas.

In internal medicine of domestic cats, some imaging diagnosis modalities, such as ultrasonography, radiography and intravenous pylogram are spreadly used. Scintigraphy is a non-invasive technique, which provides functional information of individual kidneys; however, it is regarded not ordinary nowadays. The aim of this study was to verify the time of excretion of each particular kidney in domestic cats by scintigraphy, and these animals were presented with normal ultrasonographic and radiographic parameters. We used 15 cats, 9 males and 6 females, and they were divided into awake and anesthetized cats. We calculated the time the radiopharmaceutical takes to reach the maximum activity in the kidneys (T max.) and the time it takes to decrease into half of this value (half-time). There was no difference between the awake and anesthetized cats, nor between the right and left kidneys, and no difference between male and female either.
Descritores: Diagnóstico por Imagem/tendências
Diagnóstico por Imagem/veterinária
Medicina Nuclear/métodos
Testes de Função Renal/métodos
Testes de Função Renal/veterinária
Transtornos da Excreção
-Gatos
Doença
Rim
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Adulto
Gatos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-465092
Autor: Nardiello N., Ana; Baquedano D., Paulina; Cavagnaro S. M., Felipe.
Título: Síndrome de mala eliminación / Dysfunctional elimination syndrome
Fonte: Rev. chil. pediatr;78(2):128-134, abr. 2007. ilus, tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: El Síndrome de Mala Eliminación (SME) comprende la alteración en la evacuación a nivel intestinal y urinario, en distintos grados y formas de presentación clínica. Diversos estudios muestran el origen de esta patología en una alteración a nivel de la musculatura del piso pelviano. El objetivo de esta revisión es entregarle al pediatra una visión general de este concepto, usa cada vez más utilizado en la literatura internacional, destacando la importancia de la sospecha clínica, diagnóstico y manejo precoz. Los resultados de estudios internacionales avalan la necesidad del tratamiento conjunto de la afección urinaria y gastrointestinal, para lograr mayor porcentaje de mejoría. El enfoque conjunto de la incontinencia y la constipación, más la amplia gama de situaciones clínicas que cada uno de ellos conlleva, es el objetivo que persigue introducir este nuevo síndrome.
Descritores: Constipação Intestinal/diagnóstico
Constipação Intestinal/terapia
Transtornos Urinários/diagnóstico
Transtornos Urinários/terapia
-Constipação Intestinal/etiologia
Síndrome
Sinais e Sintomas
Diafragma da Pelve/patologia
Transtornos Urinários/etiologia
Transtornos da Excreção/etiologia
Incontinência Urinária
Limites: Criança
Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-357968
Autor: Loiola, Alessandro.
Título: Animus: um desafio diagnóstico e terapêutico / Animus: a diagnosis and therapeutic challenger
Fonte: J. bras. med;84(3):63-66, mar. 2003. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O animus tem sido implicado como o principal componente da evacuação obstruída. Além da constipação intestinal, a proctalgia crônica é outra manifestação freqüente deste distúrbio. O diagnóstico envolve medições laboratoriais do esforço evacuatório, sendo a proctografia dinâmica o exame padrão-ouro. O tratamento consiste, na maioria dos casos, de retreinamento com biofeedback (BF), associado a medidas dietoterápicas e uso de laxantes suaves.
Descritores: Canal Anal
Constipação Intestinal
Transtornos da Excreção/etiologia
Transtornos da Excreção/psicologia
-Motilidade Gastrointestinal
Limites: Humanos
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  5 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-313779
Autor: Salles, Márcia Saladini Vieira.
Título: Efeitos da monensina em bezerros holandeses submetidos a estresse pelo calor / Monesin effects in dutch dairy cattle submitted to heat stress.
Fonte: São Paulo; s.n; 2001. 101 p. tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Este trabalho teve como objetivo estudar a ação da monensina em animais em estresse térmico sobre o desempenho, digestibilidade do alimento, parâmetros ruminais, concentrações de Ca, P, Mg, Na, Zn e Cu no soro sangüíneo e retenção e absorção destes minerais. Foram utilizados 24 bezerros machos da raça Holandesa (peso médiio 82 kg), estrutua de tramentos de fatorial 2 x 2, dois níveis de suplemntaç+o: 0 mg de monensina e 85 mg de mononsina/animal/dia e duas temperaturas: temperatura ambiente (24,3 ºC) e de estresse térmico (33,2 ºC)...
Descritores: Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Animal
Ionóforos/farmacocinética
Minerais
Ruminantes
Estresse Fisiológico
Transtornos da Excreção/diagnóstico
-Colorimetria
Alteração Ambiental
Fermentação
Qualidade dos Alimentos
Fenômenos Fisiológicos da Nutrição do Lactente
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; 641.1, S168e


  6 / 6 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Coy, Cláudio Saddy Rodrigues
Id: lil-313494
Autor: Coy, Cláudio Saddy Rodrigues.
Título: Correlação entre parâmetros fisiológicos e função clínica nas anastomoses coloanais com e sem reservatório / Correlation between physiological parameters and clinical function in coloanal anastomosis withand without colonic pouch.
Fonte: Campinas; s.n; jun. 1997. 82 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: As cirurgias de preservação esfincteriana no tratamento do câncer de reto têm significado importante progresso na manutenção da qualidade de vida dos pacientes após a ressecção retal completa, sem comprometer significativamente o seu prognóstico. O presente estudo tem como objetivos comparar as técnicas cirúrgicas de anastomose coloanal manual com e sem reservatório avaliando-se os resultados funcionais e análise dos parâmetros fisiológicos na medição do mecanismo de continência fecal envolvido. As hipóteses levantadas para este estudo são: 1) a anastomose coloanal com reservatório apresentaria melhores resultados do que a anastomose coloanal sem reservatório, 2) a medição de parâmetros fisiológicos estaria correlacionada ao índice funcional e poderia predizer os resultados funcionais. Foram estudados 42 pacientes operados pelo Grupo de Coloproctologia da Disciplina de Moléstias do Aparelho Digestivo da Faculdade De Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas, no período de 1979 a 1995. Os pacientes responderam a questionário específico sobre função esfincteriana (índice funcional) para posterior quantificação dessa função. Os parâmetros fisiológicos estudados foram: pressão anal média de repouso, pressão anal máxima de contração voluntária, pesquisa do reflexo inibitório anoneorretal, valor médio de pressão anal de repouso na zona de mais alta pressão, índice de assimetria da zona de mais alta pressão em repouso, localização da zona de mais alta pressão em repouso em relação ao comprimento do canal anal, volume correspondente a primeira sensação anoneorretal, ao desejo de evacuar e à capacidade máxima neorretal, além da medida de complacência neorretal. Para a análise da ocorrência de evacuações fragmentadas e reflexo anoneorretal, utilizou-se a tabela de contigência, sendo o valor de significação estabelecido pelo teste exato de Fischer. Para calcular a existência de correlação entre o índice funcional e os parâmetros fisiológicos, foi utilizado o cálculo do coeficiente de correlação, sendo considerado estatisticamente significante valores de p<0,05. Os demais parâmetros fisiológicos (pressão anal média de repouso, pressão anal máxima de contração voluntária, índice de assimetria e localização da zona de mais alta pressão em repouso, volume de insuflação do balão intra-neorretal correspondente a primeira sensação anoneorretal e capacidade máxima neorretal) não apresentaram significância estatística entre os dois grupos.
Descritores: Anastomose Cirúrgica
Neoplasias Retais
-Idoso de 80 Anos ou mais
Doenças do Sistema Digestório
Transtornos da Excreção
Limites: Humanos
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR734.1 - Biblioteca Central Cesar Lattes - BCCL
BR734.1; C839c



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde