Base de dados : LILACS
Pesquisa : F03.657 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 56 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 6 ir para página                

  1 / 56 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-515232
Autor: Campos Hernández, Guisela María.
Título: Alteraciones sexuales en el niño y el adolescente / Sexual disorders in child and adolescent
Fonte: Rev. peru. pediatr;61(4):245-249, oct..-dic. 2008.
Idioma: es.
Resumo: Para entender sobre los trastornos del desarrollo sexual en niños y adolescentes es necesario conocer la sexualidad normal. Revisaremos sobre la identidad sexual, la diferenciación sexual y los juegos sexuales. Uno de los trastornos más importantes en la niñez es el trastorno de identidad de género. En la adolescencia aparecen diversos trastornos que podrían aparecer en la adultez o perpetuarse desde la adolescencia.

To understand about disorders of sexual development in children and adolescents is necessary to know the normal sexuality. Review on sexual identity, sexual differentiation and sexual games. One of the most important disorders in childhood is a disorder of gender identity. Several disorders may emerge in adulthood or perpetuated since adolescence.
Descritores: Caracteres Sexuais
Comportamento Sexual
Diferenciação Sexual
Masturbação
Transtornos Parafílicos
Sexualidade
Transtornos Sexuais e da Identidade de Gênero
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  2 / 56 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-91290
Autor: Flores Agreda, Rene; García Trovato, Maita.
Título: Una nota sobre la clasificación de la patología sexual / A consideration about sexual pathology clasification
Fonte: Rev. neuropsiquiatr;45(2):107-17, jun. 1982. tab.
Idioma: es.
Resumo: Previamente a la consideración de la clasificación de los desórdenes sexuales, se hace referencia a las bases de la sexualidad en el ser humano y a algunas propuestas de definición, así como a la evolución del conocimiento, actitud y conductas sexuales a través del tiempo. A continuación se mencionan los primeros intentos de ordenar el complejo campo de la patología sexual, para luego examinar en detalle la DSM III y la ICD
Descritores: Sexo
Disfunções Sexuais Fisiológicas/classificação
Disfunções Sexuais Fisiológicas/patologia
Disfunções Sexuais Psicogênicas/classificação
-Transtornos Parafílicos
Sadismo
Comportamento Sexual
Transexualidade
Disfunções Sexuais Psicogênicas
Disfunção Erétil
Masoquismo
Limites: Humanos
História Antiga
História Medieval
História do Século XIX
História do Século XVII
História do Século XVIII
História do Século XX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  3 / 56 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Abdo, Carmita Helena Najjar
Texto completo
Id: biblio-1026698
Autor: Filho, Arnaldo Barbieri; Abdo, Carmita Helena Najjar.
Título: Transtornos parafílicos: comorbidades e abordagem ética / Paraphilic disorders: comorbidities and ethical approach
Fonte: Diagn. tratamento;24(3):[106-110], jul - set. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: As parafilias, antes conhecidas como perversões sexuais, foram, ao longo da história, ora consideradas patologias ora não. Em 2013, o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5) estabeleceu a distinção entre parafilias e transtornos parafílicos (TP), a partir da qual somente os últimos passaram a ser considerados doenças e, portanto, passíveis de tratamento. A presença de comorbidades e a farmacologia das medicações utilizadas são de fundamental importância na escolha da abordagem dos TP. Drogas que inibem a atividade sexual (como antidopaminérgicos, serotoninérgicos, antiandrógenos e outras) podem ser prescritas conforme comorbidades sexuais, psiquiátricas ou sistêmicas. Tratar um transtorno exibicionista associado à doença de Wilson e a uma psicose orgânica é diferente de tratar este mesmo TP associado a hipotireoidismo e depressão, por exemplo. É recomendado que o comportamento parafílico seja inibido sem impedir que o sujeito mantenha a função sexual. No entanto, quando o risco de agressão sexual é maior, muitos autores indicam inibição mais intensa, por meio de antiandrógenos potentes, a chamada "castração química", a qual não está autorizada no Brasil.
Descritores: Transtornos Parafílicos
Comorbidade
Sexualidade
Tratamento Farmacológico
Ética
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  4 / 56 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Moura, Cynthia Borges de
Id: lil-520097
Autor: Marinho-Casanova, Maria Luiza; Moura, Cynthia Borges de.
Título: Orientações para prevenir o abuso sexual infantil / Directions to prevent sexual abuse in children
Fonte: Pediatr. mod;45(3):114-118, maio-jun. 2009. tab.
Idioma: pt.
Descritores: Abuso Sexual na Infância/diagnóstico
Abuso Sexual na Infância/estatística & dados numéricos
Abuso Sexual na Infância/psicologia
Transtornos Parafílicos/patologia
Transtornos Parafílicos/psicologia
-Maus-Tratos Infantis/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  5 / 56 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-904049
Autor: Archimio, Emilio.
Título: Para una genealogía del violador. Prácticas penales, discursos médicos, psiquiátricos y criminológicos en la configuracion del agresor sexual en Argentina en la primera mitad del siglo XX / Para uma genealogia do estuprador. Práticas penais, discursos médicos, psiquiátricos e criminológicos na configuração do agressor sexual na Argentina na primeira metade do século XX / For a genealogy of the rapist. Penal practices, medical, psychiatric, and criminological discourses in the configuration of the sexual attacker in Argentina during the first half of the twentieth century
Fonte: Sex., salud soc. (Rio J.);(28):30-50, jan.-abr. 2018.
Idioma: es.
Resumo: Resumen El presente trabajo pretende reflexionar en torno a la definición y caracterización de la violencia sexual en Argentina durante la primera mitad del siglo XX. Procurando superar los enfoques tradicionales, proponemos extender el análisis más allá de los aspectos estrictamente jurídicos, inscribiendo el problema al interior del ejercicio de una determinada tecnología política, que articula una multiplicidad de saberes y relaciones de poder, los cuales se cristalizan por medio diversos tipos de discursos y prácticas, insertos en una red institucional público-privada de intervenciones, regulaciones y control. Desde esta perspectiva, investigamos el proceso de implantación de la figura del agresor sexual como un perfil individual definido, buscando hacer eje en las condiciones de emergencia, la integración estratégica y la productividad táctica de un conjunto heterogéneo de clasificaciones cognitivas que buscaban proporcionar una respuesta o solución a los comportamientos sexuales abusivos.

Resumo O presente trabalho tentar refletir acerca da definição e caracterização da violência sexual na Argentina na primeira metade do século XX. Tentando superar as abordagens mais tradicionais, propomos ampliar a análise para além dos aspectos estritamente legais, registrando o problema dentro do exercício de uma certa tecnologia política que articula uma multiplicidade de conhecimentos e relações de poder que cristalizam regulamentos e controles, através de vários tipos de discursos e práticas incorporados em uma rede institucional público-privada de intervenções. Nesta perspectiva, investigamos o processo de implementação da figura do agressor sexual como um perfil específico definido, procurando um eixo em condições de emergência, integração estratégica e produtividade tática de um conjunto heterogêneo de classificações cognitivas que procurou fornecer uma resposta ou solução para comportamentos sexuais abusivos.

Abstract The present research analyzes the definition and characterization of sexual violence in Argentina during the first half of the twentieth century. We propose to extend the analysis beyond the legal aspects, inscribing the problem on the exercise of a complex political technology assembling different kinds of knowledge and power relations crystalized through varied discourses and practices, which are inserted in a public-private institutional network of intervention, regulation, and control. With this perspective, we study the process of implementation of the sexual criminal as a clearly defined individual profile focusing on the emergence conditions, strategic integration and tactic productivity of a heterogeneous group of cognitive classifications which tried to provide an answer or a solution to sexual abusive behaviors.
Descritores: Transtornos Parafílicos
Argentina
Estupro
Delitos Sexuais
Conhecimento
Pesquisa Qualitativa
Criminosos/história
Medicina Legal
Limites: Humanos
História do Século XX
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  6 / 56 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-916657
Autor: Santos, Camilla Ferreira dos; Campos, Érico Bruno Viana.
Título: A psicopatologia psicanalítica das perversões na atualidade: uma revisão sistemática / The psychoanalytic psychopathology of perversions nowadays: a systematic review / La psicopatología psicoanalítica de las perversiones en la actualidade: uma revisión sistemática
Fonte: Estud. pesqui. psicol. (Impr.) = Estud. pesqui. psicol;17(2):653-673, maio-ago. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: O conceito de perversão sempre esteve impregnado pela concepção da psiquiatria clássica de um desvio moral e sexual, e seu estatuto costuma ser mal compreendido na própria psicanálise. A presente pesquisa teve como objetivo a discussão das perversões no âmbito da psicopatologia psicanalítica. Trata-se de uma pesquisa teórico-conceitual, baseada na revisão bibliográfica sistemática da literatura nacional feita através de um levantamento no portal da Biblioteca Virtual de Psicologia (BVS-PSI) dos artigos de 10 anos (2003 ­ 2013) com os descritores psicanálise, perversão e psicopatologia. Chegou-se a um total de vinte e oito artigos, os quais foram resumidos e categorizados, e levados para a sistematização, a interpretação e discussão. Os resultados mostram que na caracterização psicopatológica a literatura PSI tende a privilegiar os modelos pós-freudianos da perspectiva lacaniana e da perspectiva das relações de objeto. Conclui-se que a literatura atual não tem avançado em novas propostas de constructos teóricos acerca das perversões, demonstrando que o modelo da formação do objeto-fetiche freudiano ainda predomina como parâmetro para o seu entendimento, e que as discussões psicodinâmicas e estruturais têm diminuído em detrimento de uma abordagem ampliada de crítica sociológica e histórica sobre a perversão como produto de uma ordem médico-jurídica própria da modernidade. (AU)

The concept of perversion has always been steeped by the classic psychiatric conception of a sexual and moral deviance and its status is usually poorly understood in psychoanalysis itself. This research aims at discussing the perversions within the psychoanalytic psychopathology. This is a theoretic-conceptual work, based on the Brazilian systematic literature review made through a survey on the website of Virtual Library of Psychology (BVS-PSI) of articles in 10 years (2003 ­ 2013), with the descriptors psychoanalysis, perversion and psychopathology. It was reached a total of twenty eight articles, which were summarized and categorized, leading to a systematization, interpretation and discussion. The results show that regarding the psychopathological characterization, literature tends to emphasize the Lacanian perspective and the object relations perspective post-Freudian models. The discussion often boils down to a historic resumption or a general deconstruction of the concept. It can be concluded that the current literature has not progressed in propose new theoretical constructs about perversions, demonstrating that the Freudian model of the fetish object formation still predominates as parameter for its understanding and that psychodynamic and structural discussions have decreased at the expense of broader sociological and historical criticism about the perversion as a medical-legal product of modernity. (AU)

El concepto de perversión siempre estaba llena de la concepción de la psiquiatría clásica de una desviación moral y sexual y su estado es a menudo mal entendido en la psicoanálisis. Esta investigación tiene como objetivo la discusión de las perversiones dentro de la psicopatología psicoanalítica. Se trata de una investigación teórica y conceptual, basado en revisión bibliográfica sistemática de la literatura nacional realizada mediante de una encuesta en la página web de la Biblioteca Virtual de Psicología (BVS-PSI) de los artículos de 10 años (2003-2013) con descriptores de Psicoanálisis, Perversión y Psicopatología. Llegamos a un total de veinte e ocho artículos que fueron resumidos y categorizados, lo que lleva a una sistematización, interpretación y discusión. Los resultados muestran que sobre la caracterización psicopatológica, la literatura tiende a favorecer los modelos puesto freudianos de la perspectiva lacaniana y la perspectiva de las relaciones de objeto. Llegamos a la conclusión de que la literatura actual no ha avanzado en la propuesta de nueva construcción teórica sobre las perversiones, lo que demuestra que el modelo de la formación de freudiana fetiche a objetos aún prevalece como parámetro para su comprensión, y que las discusiones psicodinámicas y estructurales han disminuido en expensas de un enfoque más amplio a la crítica sociológica e histórica sobre la perversión como un producto de un sistema médico-legal de la propia modernidad. (AU)
Descritores: Psicanálise
Psicopatologia
-Transtornos Parafílicos
Fetichismo Psiquiátrico
Limites: Humanos
Responsável: BR1691.1 - Biblioteca CEH/A


  7 / 56 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-972076
Autor: Oliveira Junior, Waldemar Mendes de.
Título: Impacto da psicoterapia sobre a escolha dos parceiros sexuais de parafílicos em tratamento medicamentoso.
Fonte: São Paulo; s.n; 2015. 244 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: INTRODUÇÃO: Pacientes com diagnóstico de parafilias e de transtornos relacionados às parafilias ocupam a atenção pública e clínica por se tratarem de indivíduos potencialmente inconvenientes, causadores de problemas à sociedade e a si próprios. Caracteristicamente, apresentam padrões invulgares de comportamento sexual e distinguem-se pela escolha de parcerias ou de contextos sexuais incomuns. JUSTIFICATIVA: O tratamento atual leva em consideração comportamentos, fantasias e necessidades sexuais parafílicas e procura modificá-los por meio de psicoterapia cognitivocomportamental, medicação antidepressiva e antiandrogênica. Apenas a supressão destes comportamentos tem se mostrado insatisfatória e ainda apresenta altas taxas de reincidência. Não há resultados publicados sobre a efetividade de um novo tratamento psicoterapêutico, cujo foco esteja voltado para a identificação e a reestruturação da identidade sexual e cujo principal objetivo seja o de promover maior contato destes pacientes com parcerias sexuais convencionais. MÉTODO: A intervenção foi testada por meio de ensaio clínico de tratamento, randomizado, placebo controlado e unicego, realizado com dois grupos paralelos: experimental (N=6) e controle (N=8). Todos os pacientes apresentavam diagnóstico de parafilias e foram medicados com inibidores seletivos da recaptação de serotonina. As intervenções psicoterapêuticas duraram dezesseis semanas com frequência de uma sessão por semana. As mudanças comportamentais foram monitoradas por meio de um diário e as comorbidades psiquiátricas, a qualidade de vida e a adequação social foram avaliadas por meio de escalas psicométricas, nos três períodos do estudo: início, término e seguimento pósintervenção. RESULTADOS: Não houve melhora estatisticamente significante dos escores de depressão, qualidade de vida e adequação social para ambos os grupos. O grupo experimental apresentou tendência de melhor resposta para depressão ao se tomar esta variável de forma categorial...

INTRODUCTION: Patients diagnosed with paraphilia and paraphilia-related disorders have public and medical attention drawn to them because they are potentially disturbing individuals who cause problems to society and to themselves. Typically, they show unusual patterns of sexual behavior and make unusual choices related to sexual partners or sexual contexts. RATIONALE: Current treatment considers paraphilic behaviors, fantasies, and urges, trying to change these symptoms using cognitive-behavioral psychotherapy, antidepressants, and anti-androgen medication. The elimination of these behaviors has proved unsatisfactory and still has high recurrence rates. We could not find in the literature any studies on the effectiveness of a new psychotherapeutic treatment focused on identifying and restructuring the patients' sexual identity to allow for the promotion of contact between these patients and conventional sexual partners. METHOD: We conducted a randomized, placebo-controlled, single-blind clinical trial with two groups: experimental (N = 6) and control (N = 8). All patients were diagnosed with paraphilia and were treated with selective serotonin reuptake inhibitors. The psychotherapeutic interventions lasted sixteen weeks, and its frequency was one session a week. Behavioral changes were monitored using a diary, whereas psychiatric comorbidities, quality of life, and social adequacy were assessed using psychometric scales in the three study periods: baseline, end, and post-intervention follow-up. RESULTS: There was no significant improvement of depression, quality of life, and social adequacy scores for both groups. The experimental group showed a trend toward better response to depression when we considered this as categorical variable...
Descritores: Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Psicoterapia
Sexualidade
Parceiros Sexuais
Comportamento Sexual
Transtornos Parafílicos
Pedofilia
Exibicionismo
Fetichismo Psiquiátrico
Delitos Sexuais
Limites: Masculino
Humanos
Adulto
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1


  8 / 56 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-747891
Autor: Rosa Jr, Norton Cezar Dal Follo da; Poli, Maria Cristina.
Título: Fetichismo: Falo materno e Gozo diante do inanimado / Fetishism: maternal Phallus and "Jouissance" in view of the inanimate / Fetichismo: Falo materno y Goce delante del inanimado / Fétichisme: Phallus maternel et Jouissance devant l´Inanimé
Fonte: Rev. mal-estar subj;12(3/4):663-682, dez. 2012.
Idioma: pt.
Resumo: No transcorrer deste artigo, procuramos salientar alguns aspectos fundamentais - tanto na obra de Freud quanto no ensino de Lacan - acerca do fetichismo e da perversão. Esses clássicos, acompanhados de detalhes clínicos, levam-nos à hipótese de que o fetiche seria uma espécie de endereçamento da mãe ao seu filho, à medida que se trata de um significante do corpo erogenizado dela que recai no imaginário dele, uma insígnia do objeto de desejo da mãe que estaria fixada desde a geração anterior. Essa análise é cotejada com as elaborações de Lacan a partir do ciclo de Albertine no clássico "Em busca do tempo perdido", de Marcel Proust.

In the course of this paper, we pursue to highlight some key aspects in the work of Freud as well as in Lacan's teaching about fetishism and perversion. These classics, accompanied by clinical details, lead us to hypothesize that the fetish represents a sort of a mother's addressing towards her son, to the extent that it is a significant part of her eroticized body that falls onto his imaginary, an insignia of the object of the mother's desire that would be fixed from the previous generation. This analysis is approached within Lacan's the elaborations of the cycle of Albertine's classic "In Search of Lost Time" by Marcel Proust.

En el transcurso de este artículo buscamos resaltar algunos aspectos fundamentales, tanto en la obra de Freud como en la enseñanza de Lacan acerca del fetichismo y de la perversión. Esos clásicos, acompañados de detalles clínicos, nos llevan a la hipótesis de que el fetiche sería una especie de direccionamiento de la madre hacia su hijo, en la medida en que se trata de un significante del cuerpo erogenizado de ella que recae en el imaginario de él, una insignia del objeto del deseo de la madre que estaría fijada desde la generación anterior. Este análisis es cotejado con las elaboraciones de Lacan desde el ciclo de Albertine, del clásico "En busca del tiempo perdido", de Marcel Proust.

Au long de cet article nous avons cherché à souligner quelques aspects essentiels aussi dans l'oeuvre de Freud que dans l'enseignement de Lacan à propos du fétichisme et de la perversion. Ces classiques, accompagnés de détails cliniques, nous amènent à l'hypothèse que le fetiche serait quelque chose adressé de la mère à son fils, comme un signifiant du corps rendu erogène de la mère qui retombe sur l'imaginaire du fils, une insigne de l'objet de désir de la mére qui serait attachée depuis la génération antérieure. Cette analyse est comparée aux élaborations de Lacan à partir du cycle d'Albertine du classique "A la recherche du temps perdu" de Marcel Proust.
Descritores: Transtornos Parafílicos/psicologia
Psicanálise
Sexualidade/psicologia
Limites: Humanos
Responsável: BR85.1 - Biblioteca Dante Moreira Leite


  9 / 56 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-522913
Autor: Santos, Adelson Bruno dos Reis; Ceccarelli, Paulo Roberto.
Título: Perversão sexual, ética e clínica psicanalítica / Perversión sexual, ética y clínica psicoanalítica / Perversion sexuelle, éthique et clinique psychanalytique / Sexual perversion, ethics and psychoanalytic clinic
Fonte: Rev. latinoam. psicopatol. fundam;12(2):316-328, jun. 2009.
Idioma: pt.
Resumo: Neste trabalho os autores propõem discutir um construto teórico-clínico - a perversão - de difícil consenso entre as diversas teorias que compõem o universo psicanalítico. Defende-se o "direito à diferença", como uma expressão legítima de uma forma de organização psíquica, e sustenta-se que toda tentativa de normatização e de transformação do sujeito em um "sujeito-teórico" constitui uma perversão de papel do psicanalista. Para os autores, a clínica da perversão reabre o debate sobre a disposição ética para a escuta, e coloca o psicanalista diante das moções pulsionais perversas que o habitam.

En este trabajo, los autores se proponen discutir una construcción teórico-clínica - la perversión - de difícil consenso entre las teorías que componen el universo psicoanalítico. Los autores defienden el "derecho a la diferencia" como expresión legítima de una forma de organización psíquica. Argumentan, además, que toda tentativa de normalización y de transformación de un sujeto en "sujeto-teórico" es una perversión del papel del psicoanalista. Para los autores, la clínica de la perversión reabre el debate sobre la disposición ética para la escucha del "perverso" y, al mismo tiempo, coloca al psicoanalista frente a las pulsiones perversas que lo habitan.

Dans ce travail, les auteurs discutent une construction théorique-clinique - la perversion - dont l'appréhension est loin de faire consensus parmi les nombreuses théories qui composent l'univers psychanalytique. L'on y fait un plaidoyer au "droit à la différence" en tant qu'expression légitime d'une organisation psychique, tout en soulignant que toute tentative de normalisation et de transformation d'un sujet en "sujet-théorique" constituerait une perversion du rôle du psychanalyste. Pour les auteurs, la clinique de la perversion relance le débat sur l'éthique de l'écoute de la part de l'analyste et l'oblige à faire face aux motions pulsionnelles perverses qui l'habitent.

In this article the authors discuss a theoretical-clinical construction - perversion - aware of the fact that very little consensus has been reached on this question among writers working with the various theories in the field of psychoanalysis. Many insist on the "right to be different" as a legitimate expression of psychic organization. They also stress that any attempt at setting down norms and trying to transform a subject into a "theoretical-subject" constitute a perversion of the psychoanalyst's role. For the authors of this article, the clinic of perversion brings up a debate on the ethics of listening and leads each analyst to come into contact with his or her own perverse drives.
Descritores: Transtornos Parafílicos
Sexualidade/psicologia
Transtornos Sexuais e da Identidade de Gênero
Ética
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 56 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-949826
Autor: Méa, Cristina Pilla Della; Riva, Fabio.
Título: Expressões da sexualidade feminina no transtorno de personalidade borderline / Female sexuality expression in Borderline Personality Disorder
Fonte: Aletheia;(46):103-119, jan.-abr. 2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O transtorno da personalidade borderline (TPB) consiste num padrão de funcionamento instável nas relações interpessoais, autoimagem, afetos e impulsividade, que traz sofrimento ao indivíduo e prejuízos à sua sexualidade. Este estudo teve como objetivo descrever como é a vida sexual de pacientes com diagnóstico de TPB. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e, como instrumento, utilizou-se uma entrevista semiestruturada. Participaram do estudo sete mulheres com diagnóstico de TPB. A coleta de dados foi realizada a partir da análise de conteúdo de Bardin. Observou-se que algumas participantes não se sentem à vontade em manter relações sexuais com os seus parceiros, sofreram abuso sexual na infância, manifestam a presença de parafilias e/ou sentem dificuldade em alcançar o orgasmo. Concluiu-se que as pacientes com TPB apresentam dificuldades na esfera sexual, o que deve ser observado e avaliado pelo profissional de saúde mental.

The borderline personality disorder (BPD) consists of a pattern of unstable operation in interpersonal relationships, self-image, affections and impulsivity, which causes suffering to the individual and their sexuality. This study aimed to describe how the sexual life of patients diagnosed with BPD. It is a qualitative research and as an instrument a semi-structured interview was used. Seven woman who had a diagnosis of BPD took port in the study seven women who had a diagnosis of BPD. Data collection was performed from the Bardin content analysis. We observed that some participants did not feel comfortable in having sexual relations with their partners, have suffered childhood sexual abuse, reveal paraphilias and have difficulty achieving an orgasm. It was concluded that patients with BPD present difficulties in the sexual sphere, which must be observed and evaluated by mental health professional.
Descritores: Comportamento Sexual
Transtorno da Personalidade Borderline
Sexualidade
-Transtornos Parafílicos
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR85.1 - Biblioteca Dante Moreira Leite



página 1 de 6 ir para página                
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde