Base de dados : LILACS
Pesquisa : F04.096.837 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 28 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 28 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-648275
Autor: Sutter, Matilde Josefina.
Título: Determinação e mudança de sexo: aspectos médico-legais / Determination and sex change: medical-legal aspects.
Fonte: São Paulo; Revista dos Tribunais; 1993. 173 p.
Idioma: pt.
Descritores: Medicina Legal
Sexo
Sexologia/legislação & jurisprudência
Responsável: BR2025 - AHM - Autarquia Hospitalar Municipal
BR2025; WM611, S967d. 0171


  2 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1028603
Autor: Morales, Brenda C. De.
Título: La educación sobre sexualidad y reproducción humana: un derecho fundamental en la adolescencia / Sex education and human reproduction: a fundamental right in adolescence
Fonte: Enfoque (Panama);13(8):27-38, Ene.-jun. 2013.
Idioma: es.
Resumo: La educación sexual es muy importante, pero quien interviene como educador no debe tenerrepresiones sexuales en su subconsciente. Se inicia desde el hogar y la familia, ya que son los padres losprimeros educadores de sus propios hijos. Se incluye también, su derecho a adoptar decisiones relacionadasa la sexualidad sin sufrir discriminación, violencia y abuso. Los datos de la Encuesta Nacional de Salud2009 revelan que 55,2% de los adolescentes entre 15 y 19 años ha tenido relaciones sexuales. Cerca de dosmillones de adolescentes sufren la enfermedad del sida en todo el mundo, El factor determinante críticopara reducir la morbilidad y la mortalidad para la adolescente y su hijo es la asistencia prenatal oportuna yconcienzuda. La educación, desde la infancia, contigua a la escolaridad, es la base principal que ayudarásatisfactoriamente a orientar y enseñar a la niñez, todo lo relacionado con la sexualidad.

Sex education is very important. However, the person acting as educator should not have anysexual repressions in his or her subconscious. Sex education starts from home and family since parents arethe first educators of their own children. They also have the right to make decisions related to sexualitywithout suffering from discrimination, violence, or abuse. The date from the 2009 National Health Surveyshows that 55.2% of adolescents between 15 and 19 have had sex. About two million adolescents sufferfrom Aids worldwide. The critical factor to reduce morbidity and mortality among adolescents and yourchild is timely and thorough prenatal care. Education, from childhood as well as schooling, is a main baseto help successfully guide and teach children about all issues related to sexuality.
Descritores: Defesa da Criança e do Adolescente/legislação & jurisprudência
Educação Sexual
Sexologia
-Controle de Doenças Transmissíveis
Gravidez na Adolescência/estatística & dados numéricos
Limites: Adolescente
Responsável: PA30.1 - BINASA - Biblioteca Nacional de Salud


  3 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-952301
Autor: Alarcão, Violeta; Machado, Fernando Luís; Giami, Alain.
Título: Emergência e institucionalização da sexologia em Portugal: processos, atores e especificidades / The emergence and institutionalization of sexology in Portugal: processes, actors, and specificities / Emergencia e institucionalización de la sexología en Portugal: procesos, actores y especificidades
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(8):e00036215, 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo: Com base na teoria dos campos de Bourdieu, este artigo analisa a emergência e a institucionalização da sexologia enquanto ciência e profissão em Portugal, identificando instituições, atores e práticas profissionais, e discutindo as suas relações e especificidades. Começa por contextualizar o surgimento da sexologia moderna ocidental para uma compreensão do caso português no contexto sexológico internacional. Numa segunda parte, descreve os fatores de natureza social, cultural e institucional que têm impulsionado a profissionalização da sexologia. Na terceira, descreve a emergência da sexologia portuguesa e os seus principais marcos históricos, instituições e atores em jogo. Por fim, discute algumas implicações desse processo para o papel da sexologia como ciência e profissão. Esta pesquisa revela as dinâmicas entre processos nacionais e internacionais no campo, na transição de uma perspectiva holística da sexologia para a hegemonia da medicina sexual, e clarifica os seus mecanismos de legitimação como ciência transdisciplinar da sexualidade, sugerindo perspectivas futuras.

Abstract: Based on Bourdieu's field theory, this article analyzes the emergence and institutionalization of sexology as a science and profession in Portugal, identifying relevant institutions, actors, and professional practices and discussing its relations and specificities. The analysis begins by contextualizing the emergence of modern Western sexology in order to comprehend the Portuguese case in the international sexology context. The second section describes the social, cultural, and institutional factors that have driven the professionalization of sexology. The third section describes the emergence of Portuguese sexology and its principal historical milestones, institutions, and actors. Finally, the article discusses some implications of this process for the role of sexology as a science and profession. The study reveals the dynamics of national and international processes in the field, in the transition from a holistic perspective of sexology to the hegemony of sexual medicine, and sheds light on its mechanisms of legitimation as a transdisciplinary science of sexuality, suggesting future perspectives.

Resumen: En base a la teoría de los campos de Bourdieu, este artículo analiza la emergencia y la institucionalización de la sexología como ciencia y profesión en Portugal, identificando instituciones, actores y prácticas profesionales, y discutiendo sus relaciones y especificidades. Comienza por contextualizar el surgimiento de la sexología moderna occidental para una comprensión del caso portugués en el contexto sexológico internacional. En una segunda parte, se describen los factores de naturaleza social, cultural e institucional que han impulsado la profesionalización de la sexología. En la tercera parte, se describe la emergencia de la sexología portuguesa y sus principales marcos históricos, instituciones, y actores en juego. Finalmente, discute algunas implicaciones de este proceso para el papel de la sexología como ciencia y profesión. Esta investigación revela las dinámicas entre procesos nacionales e internacionales en el campo, en la transición de una perspectiva holística de la sexología para la hegemonía de la medicina sexual, y clarifica sus mecanismos de legitimización como ciencia transdisciplinaria de la sexualidad, sugiriendo perspectivas futuras.
Descritores: Sexologia/organização & administração
-Portugal
Comportamento Sexual/história
Estados Unidos
Brasil
Política de Planejamento Familiar
Sexologia/classificação
Sexologia/história
Sexologia/tendências
Europa (Continente)
Medicalização
Ocupações em Saúde/tendências
Limites: Humanos
História do Século XIX
História do Século XX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Abdo, Carmita Helena Najjar
Texto completo
Id: biblio-2510
Autor: Lucena, Brabara Braga; Abdo, Carmita Helena Najjar.
Título: Terapia sexual: breve histórico e perspectivas atuais / Sex Therapy: brief history and current perspectives
Fonte: Diagn. tratamento;21(4):186-189, Out.-Dez. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: A intervenção de profissionais de diferentes áreas é necessária para a avaliação e o tratamento efetivos de indivíduos que sofrem por disfunção sexual. O paradigma atual preconiza o modelo biopsicossocial para a compreensão e o tratamento dessas queixas. Contando com mais de cinco décadas, desde o seu advento, a terapia sexual permanece viva e incorpora à sua prática importantes achados recentes da Psicologia e da Medicina. O planejamento terapêutico deve ser elaborado após elucidação de fatores predisponentes, precipitadores e mantenedores do problema. Apesar de apresentar e publicar resultados promissores, as intervenções psicoterápicas para as disfunções sexuais devem ser mais estudadas a fim de preencherem os requisitos de uma prática baseada em evidências. O sucesso da terapia sexual não se mensura a partir da frequência sexual ou das mudanças no tempo de latência ejaculatória e da rigidez peniana. Mais do que resgatar a função sexual, interessa conseguir a minimização/supressão do sofrimento, o prazer e a satisfação sexual do paciente.
Descritores: Psicoterapia
Terapêutica
Sexualidade
Disfunções Sexuais Psicogênicas
Sexologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  5 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Carrara, Sergio
Id: biblio-983467
Autor: Carrara, Sérgio(org).
Título: Meu encontro com os outros: memórias de José de Albuquerque, pioneiro da s políticos governança políticas urbana sexologia no Brasil.
Fonte: Rio de Janeiro; Editora Fiocruz; 2016. 234 p. ilus. (História e saúde; Clássicos e fontes).
Idioma: pt.
Resumo: A sexualidade como função fisiológica e o desejo sexual como necessidade orgânica primária. A educação sexual – para homens e mulheres – como estratégia para solucionar não só o problema das doenças venéreas, mas outros como a desarmonia conjugal e as perversões sexuais. A legitimação e institucionalização da andrologia, a ciência do homem. A crítica à abstinência sexual socialmente imposta às mulheres solteiras e viúvas. Essas eram algumas das ideias defendidas pelo autoproclamado sexólogo e andrologista brasileiro José de Albuquerque, médico que, embora tenha enfrentado tabus, levantado polêmicas e causado rebuliço na elite carioca nos anos 1930, ficou esquecido ao longo das décadas seguintes. Mas agora esse importante personagem da história da sexualidade no Brasil volta à cena com a publicação de sua autobiografia até então inédita. Enfim, para além das peripécias de uma vida bastante agitada e de uma singular trajetória profissional, a autobiografia desvela aspectos interessantíssimos do desenvolvimento das ciências médicas no Rio de Janeiro do entreguerras. Nela, aparecem seus principais personagens, a vida em suas escolas e o universo de sua prática, afirmam os organizadores. Sua leitura na segunda década dos anos 2000 permite colocar em uma nova perspectiva a própria história da sexualidade no Brasil, um campo que hoje, como nos anos 1930, continua tensionado por inúmeros dilemas, conflitos e impasses.
Descritores: Andrologia
Educação Médica/história
Educação Sexual/história
Sexologia/história
-Biografias como Assunto
Brasil
Pessoas Famosas
História da Medicina
Saúde do Homem/história
Médicos/história
Urologia/história
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Biografia
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; 306.7098, C313m


  6 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-773550
Autor: Alarcão, Violeta; Machado, Fernando Luís; Giami, Alain.
Título: A construção da sexologia como profissão em Portugal: composição de um grupo profissional e tipos de sexólogos / The construction of sexology as a profession in Portugal: composition professional group and types of sexologists
Fonte: Ciênc. saúde coletiva;21(2):629-640, Fev. 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este estudo visa discutir a emergência da profissão de sexólogo em Portugal, comparando a sua evolução com as tendências internacionais. Procura igualmente compreender as autoidentificações profissionais dos sexólogos e os sentidos que eles lhes atribuem. A informação empírica apresentada resulta de um inquérito por questionário a 91 sexólogos identificados através das principais associações profissionais e de 44 entrevistas aprofundadas junto de peritos selecionados através de uma amostragem intencional para assegurar a diversidade dos sexólogos portugueses. Os resultados do inquérito indicam que em média o sexólogo português tem 43 anos, é maioritariamente do sexo feminino, não médico, e tem formação em sexologia. Considerando as habilitações, os percursos profissionais e as atividades desenvolvidas no campo, e os discursos dos entrevistados relativos aos seus ideais de profissão, obtivemos uma tipologia com cinco categorias: sexólogos por vocação, sexólogos pela prática clínica, sexólogos por certificação, sexólogos-cientistas sociais e sexólogos por mediatização. A pesquisa identificou uma interessante diversidade de práticas e conceções profissionais no campo da sexologia portuguesa. Ser sexólogo parece estar mais ligado aos ideais sobre a profissão do que ao tempo dedicado à mesma.

Abstract This study sets out to discuss the emergence of the profession of sexologist in Portugal, comparing its development with international trends. This research also seeks to understand the self-identification of sexologists and the significances they attribute to it. The empirical information presented derives from a survey conducted with 91 Portuguese sexologists identified through the leading professional associations and from 44 in-depth interviews with experts selected by intentional sampling to ensure the diversity of Portuguese sexologists. The results of the survey indicate that the Portuguese sexologist is on average 43 years old, mainly female, non-physician, and has training in sexology. Considering the qualifications of the interviewees, their professional trajectories and the activities they develop in the field, and the discourses related to their ideals of the profession, a typology was found with five types: sexologists by vocation, sexologist by clinical practice, sexologists by certification, social scientist-sexologists and sexologists by media coverage. The survey identified an interesting diversity of practices and professional conceptions in the field of sexology in Portugal. Being a sexologist appears to be more associated with the ideals of the profession than the time devoted to same.
Descritores: Ocupações
Sexologia
-Portugal
Inquéritos e Questionários
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-763623
Autor: Maestro, Orieta; Spinelli, Ivonne; Calero, Myriam.
Título: Sexo y placer: lo que olvidaron decirnos / Sex and pleasure: what forgot to tell us.
Fonte: Montevideo; Fin de Siglo; 1992. 127 p.
Idioma: es.
Descritores: Prazer
Sexo
Sexologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina
UY1.1; 36T, MAE


  8 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-763567
Autor: Berro Rovira, Guido.
Título: Sexología medicolegal: violencia sexual, abordaje médico forense / Medicolegal sexology: sexual violence, forensic medical approach
Fonte: In: Berro Rovira, Guido. Medicina legal. Montevideo, FCU, mayo 2013. p.205-224.
Idioma: es.
Descritores: Medicina Legal
Delitos Sexuais
Sexologia/legislação & jurisprudência
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina
UY1.1; 34A, BER; UY1.1; W700, BER


  9 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-759741
Autor: Flores Colombino, Andrés.
Título: Los trastornos sexuales en la tercera edad / Sexual disorders in old age
Fonte: In: Vignolo, Julio; Lindner, Cristina. Medicina Familiar y Comunitaria. Montevideo, Oficina del Libro Fefmur, 2013. p.757-785.
Idioma: es.
Descritores: Idoso
Disfunções Sexuais Fisiológicas
Atenção Primária à Saúde
Sexologia
Comportamento Sexual
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina


  10 / 28 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-745893
Autor: Rufino, Andrea Cronemberger; Madeiro, Alberto Pereira.
Título: Teaching sexuality in Brazilian medical schools / Ensino da sexualidade na formação médica no Brasil
Fonte: Einstein (Säo Paulo);13(1):vii-viii, Jan-Mar/2015.
Idioma: en.
Descritores: Educação de Graduação em Medicina/normas
Faculdades de Medicina/normas
Educação Sexual/normas
Sexologia/educação
-Brasil
Sexualidade
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde