Base de dados : LILACS
Pesquisa : F04.096.879 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 661 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 67 ir para página                         

  1 / 661 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-990999
Autor: Rincón-Angarita, Dubán.
Título: Crimen organizado y corrupción: la ausencia de responsabilidad penal en la "corrupción por miedo" / Organized crime and corruption: absence of penal liability in the "corruption for fear" / Crime organizado e corrupção: a ausência de responsabilidade penal na "corrupção por medo"
Fonte: Rev. crim;61(1):127-139, ene.-abr. 2019.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Con bastante frecuencia, los grupos de crimen organizado pretenden un cierto grado de captura del Estado por corrupción. Este fenómeno acontece cuando un servidor público accede a actuar de forma contraria al deber jurídico, tradicionalmente a cambio de una dádiva o contraprestación. Pero puede suceder que la actuación ilícita del funcionario se presente porque obra guiado por el temor o por el miedo, debido a coacción ejercida en su contra. En estos casos, se habla de "corrupción por miedo". Así, se plantea como objetivo el de establecer las posibilidades de tratamiento jurídico-penal frente al servidor público que realiza un acto de corrupción cuando media coacción, violencia o fuerza en su contra. Metodológicamente, se trata de una investigación de dogmática jurídica, basada en los métodos de la investigación documental, con un enfoque hermenéutico-analítico. El principal resultado de investigación es que procede la declaratoria de insuperable coacción ajena como causal de ausencia de responsabilidad, y eventualmente se reconoce la circunstancia de menor punibilidad relativa al temor intenso, prevista en el numeral 3.º del artículo 55 del Código Penal. La principal conclusión es que el temor tiene en el ordenamiento penal colombiano una ubicación sistemática diversa, que depende de la intensidad de la emoción.

Abstract Quite frequently, the groups of organized crime intend certain level of capture of the State due to corruption. This phenomenon occurs when a public servant agrees acts contrary to his legal obligations, customarily in exchange for a gift or compensation. But, it can happen that the public servant's illegal act comes about because he proceeds for dread or fear due to a coercion exerted against him. In these cases, it is referred to "corruption for fear". Then, it is stated as objective to establish the possibilities of penaljuridical treatment for the public servant who commits a corruption act when coercion, violence or force are involved against him. Methodologically, it is a dogmaticjuridical investigation, based on the methods of the document investigation, with a hermeneutic-analytical approach. The main result of this research is that the declaration proceeds of insurmountable of external coercion as a causal of exoneration of responsibility. Eventually, it is recognized the circumstance of inferior punishability related to intense fear, in accordance with article 55 (3) of the Colombian Criminal Code. The main conclusion is that the fear in the Colombian criminal law has a diverse systematic position that depends on the emotion intensity.

Resumo Com bastante frequência os grupos de crime organizado pretendem certo grau de captura do Estado por corrupção. Esse fenômeno acontece quando um servidor público aceita agir de forma contrária ao deber jurídico, tradicionalmente em troca de uma propina ou contraprestação. Mas pode acontecer que a ação ilícita do funcionário se apresente porque age guiado pelo receio ou medo, devido à coação exercida em sua contra. Em esses casos se fala de "corrupção por medo". Assim, se apresenta como objetivo establecer as possibilidades de tratamento jurídico-penal perante do servidor público que realiza um ato de corrupção quando media a coação, violência ou força em sua contra. Metodologicamente, trata-se de uma pesquisa dogmática jurídica, baseada nos métodos da pesquisa documental, com uma abordagem hermenêuticoanalítica. O principal resultado de pesquisa é que procede a declaração de insuperável coação alheia como causal de ausência de responsabilidade, e eventualmente se reconhece a circunstância de menor punibilidade relativa ao medo intenso, prevista no numeral 3.º do artigo 55 do Código Penal. A principal conclusão é que o medo tem no ordenamento penal colombiano uma localização sistemática diversa, que depende da intensidade da emoção.
Descritores: Ciências Sociais
-Crime
Direito Penal
Corrupção
Responsável: CO340.1 - Centro de Investigaciónes Criminológicas


  2 / 661 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-990997
Autor: Urueña-Sánchez, Mario Iván.
Título: Las compañías militares de seguridad privada: ¿los nuevos mercenarios? / Private Military Security Companies: The new mercenaries? / As companhias militares de segurança privada: os novos mercenários?
Fonte: Rev. crim;61(1):97-110, ene.-abr. 2019. tab.
Idioma: es.
Resumo: Resumen El objetivo es comparar las figuras del mercenarismo y de las Compañías Militares y de Seguridad Privadas (CMSP), para de ahí contemplar la opción de una potencial tipificación jurídica para estas últimas. Para este fin, se recurre a una metodología en un doble sentido. Por un lado, se realiza una representación histórica del mercenarismo, en la que se contrastan las visiones sobre lo que esta figura simboliza y de cómo desde la literatura académica esas representaciones contradictorias también permean el debate sobre las CMSP. Por el otro lado, se propone un análisis de contenido de los instrumentos convencionales, jurisprudenciales y doctrinales del derecho internacional, para entender las dinámicas jurídicas y políticas que afectan en mayor medida el intento de regulación de las CMSP. La conclusión a la que se llegará apunta a que la importancia de adelantar un debate teórico-conceptual sobre el mercenarismo y las CMSP resulta estéril en la medida en que ninguna de las dos figuras cuenta con un sistema de regulación adecuado.

Abstract The objective of this study is to compare the concepts of mercenarism and the Private Military Security Companies (abbreviated in Spanish CMSP) to considering the possibility of a potential juridical classification for the PMSCs. A double methodology is implemented to reach this aim. On the one hand, a mercenarism historical representation is developed.The views upon what mercenarism symbolizes are compared in this representation, and how these contradictory representations have permeated the debate on the PMSCs from the academic literature. On the other hand, an analysis is conducted with regard to the conventional, legal and doctrinal instruments of the international law to understanding the juridical dynamics and policies, which affect in great measure the intention of regulating the PMSCs. The conclusión emphasizes in the unproductiveness of developing a conceptual-theoretical debate on mercenarism and the PMSCs, since these two concepts do not have a correct regulatory system.

Resumo O objetivo é comparar as figuras do mercenarismo e das Companhias Militares e de Segurança Privadas (CMSP), para daí considerar a opção de uma potencial tipificação jurídica para essas últimas. Para esse propósito, se recorre a uma metodologia em um sentido duplo. Por um lado, se realiza a representação histórica do mercenarismo, na qual se contrastam as visões sobre o que essa figura simboliza e como a partir da literatura académica essas representações contraditórias também permeiam o debate sobre as CMSP. Por outro lado, propõe-se uma análise do conteúdo dos instrumentos convencionais, jurisprudenciais e doutrinais do direito internacional, para entender as dinâmicas jurídicas e políticas que afeitam em maior medida o intento de regulação das CMSP. A conclusão a que se chegará aponta que a importância de desenvolver um debate teórico-conceptual sobre o mercenarismo e as CMSP é estéril na medida em que nenhuma das duas figuras conta com um sistema de regulação adequado.
Descritores: Ciências Sociais
-Direito Internacional
Direitos Humanos
Militares
Responsável: CO340.1 - Centro de Investigaciónes Criminológicas


  3 / 661 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1144427
Autor: Sanandres, Eliana; Molinares, Ivonne.
Título: Ideas y creencias sobre la reconciliación desde el sector de seguridad: el caso de la Unidad Policial para la Edificación de la Paz en el contexto del posacuerdo en Colombia / Ideas and Beliefs regarding Reconciliation from the Security Sector: the Case of the Police Unit for Peacebuilding in the Post-agreement Context in Colombia / Ideias e crenças sobre a reconciliação do setor de segurança: o caso da Unidade Policial para a Construção da Paz no contexto do pós-acordo na Colômbia
Fonte: Rev. crim;62(3):159-173, sep.-dic. 2020. tab.
Idioma: es.
Resumo: Resumen La seguridad y la reconciliación son dos factores determinantes para la construcción de la paz. Este artículo presenta los resultados de una investigación que tiene como objetivo comprender las ideas y creencias sobre la reconciliación desde el sector de seguridad en el contexto del posacuerdo en Colombia. Se utilizó una metodología cualitativa con un diseño fenomenológico, para analizar los testimonios de 15 policías adscritos a la Unidad Policial para la Edificación de la Paz, quienes fueron responsables de la seguridad de los excombatientes de las FARC-EP en las zonas veredales donde iniciaron su reincorporación a la vida civil después de la firma del acuerdo de paz con el Gobierno colombiano. Entre los resultados se destacan tres categorías conceptuales que emergieron de las narrativas de los participantes: condiciones necesarias para la interacción con el antiguo adversario, factores que facilitan la reconciliación desde el sector de seguridad y emociones involucradas en la reconciliación. Finalmente, se presentan algunas reflexiones para comprender la reconciliación desde el sector de seguridad en un escenario de posacuerdo.

Abstract Security and reconciliation are two determining factors for peacebuilding. This article presents the results of research whose objective is to understand the ideas and beliefs regarding reconciliation from the security sector in the post-agreement context in Colombia. A qualitative methodology was used with a phenomenological design to analyze the testimonies of 15 police officers assigned to the Police Unit for Peacebuilding. They were responsible for the security of former FARC-EP combatants in the rural areas where they began their reinsertion into civilian life after signing the peace agreement with the Colombian government. Three conceptual categories stood out among the results, which emerged from the participants' narratives: the necessary conditions to interact with the former adversary, factors that facilitated reconciliation from the security sector, and the emotions involved in reconciliation. Finally, some reflections are presented to understand reconciliation from the security sector in a post-agreement setting.

Resumo Segurança e reconciliação são dois fatores determinantes para a construção da paz. Este artigo apresenta os resultados de uma investigação que visa compreender as ideias e crenças sobre a reconciliação do setor de segurança no contexto do pós-acordo na Colômbia. Foi utilizada uma metodologia qualitativa de desenho fenomenològico para analisar os depoimentos de 15 policiais vinculados à Unidade Policial para a Construção da Paz, responsáveis pela segurança dos ex-combatentes das FARC-EP nas áreas rurais onde iniciaram sua reincorporação à vida civil após a assinatura do acordo de paz com o Governo colombiano. Dentre os resultados, destacam-se três categorias conceituais que emergiram das narrativas dos participantes: condições necessárias para interação com o antigo adversário, fatores que facilitam a reconciliação do setor de segurança e emoções envolvidas na reconciliação. Por fim, são apresentadas algumas reflexões para entender a reconciliação do setor de segurança em um cenário pós-acordo.
Descritores: Ciências Sociais
-Segurança
Guerra
Estudos de Avaliação como Assunto
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Artigo Clássico
Responsável: CO340.1 - Centro de Investigaciónes Criminológicas


  4 / 661 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Canesqui, Ana Maria
Texto completo
Id: biblio-890508
Autor: Canesqui, Ana Maria; Barsaglini, Reni; Melo, Lucas Pereira de.
Título: Adoecimentos e sofrimentos de longa duração: contribuições das Ciências Sociais e Humanas em Saúde / Long-term illness and suffering: contributions from the Social and Human Sciences in Health
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(2):354-354, Fev. 2018.
Idioma: pt.
Descritores: Estresse Psicológico/psicologia
Doença Crônica/psicologia
-Ciências Sociais
Estresse Psicológico/epidemiologia
Brasil/epidemiologia
Doença Crônica/epidemiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 661 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019666
Autor: Nunes, Everardo Duarte.
Título: Fronteiras do Conhecimento e Saúde Coletiva / Frontiers of Knowledge and Public Health
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(9):3179-3182, set. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O ensaio aborda, de forma breve, um tema bastante atual: fronteiras e limites, em seus desdobramentos para o campo da saúde coletiva. Ressalta, a partir de dezenove resumos, palavras-chave que exemplificam o encaminhamento do tema. Destaca, também, a questão das diferentes "culturas" que permeiam o campo da saúde coletiva e o papel da fragmentação do conhecimento na atualidade, em especial no campo das ciências sociais.

Abstract This essay briefly addresses a decidedly current theme, namely frontiers and boundaries and how these are featured in the field of public health. Based on nineteen abstracts, the essay highlights key words that exemplify the way the theme is addressed, as well as the question of "different cultures" that permeate the field of public health and the role that the fragmentation of knowledge plays today, especially in the area of the social sciences.
Descritores: Comparação Transcultural
Saúde Pública
-Ciências Sociais
Conhecimento
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 661 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1148405
Autor: Hüning, Simone Maria.
Título: Ética e políticas de pesquisa nas ciências humanas e sociais / Ethics and research policies in the human and social sciences / Ética y políticas de investigación en ciencias humanas y sociales
Fonte: Barbarói;(56):84-103, jan.-jun. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Diante da publicação da Resolução nº 510/2016 do Conselho Nacional de Saúde, que regulamenta a ética em pesquisa com seres humanos nas ciências humanas e sociais (CHS), este artigo propõe uma reflexão sobre os limites de se pensar a ética em pesquisa a partir da ênfase na regulamentação e no controle dos procedimentos metodológicos da pesquisa, dissociada de uma política epistemológica. Argumenta-se que nosso modelo de regulamentação atual reitera a prevalência de uma lógica positivista e individualista que tem sido, com frequência, restritiva de estratégias de pesquisa e, muitas vezes, levado ao esvaziamento da reflexão ética. Ademais, o engessamento em torno de procedimentos burocratizados e regulamentações pode também produzir um apagamento de diferenças entre distintas abordagens teóricas e epistemológicas nas CHS. Diante dessas questões são desenvolvidos dois argumentos principais: a) que a ética não é passível de institucionalização e normalização; e b) que não é possível dissociar ética da política epistemológica da pesquisa. Conclui-se afirmando a necessidade de um investimento intelectual e político na desnaturalização do modelo vigente de regulamentação. Nesse sentido, indica-se a importância da inclusão de outros atores em um diálogo mais amplo e horizontal sobre a ética em pesquisa. Sugere-se pensar a ética a partir de coletivos não institucionalizados que envolvam mais do que participantes e pesquisadores, e promover sua constituição como alternativa ao modelo naturalizado dos comitês. Simultaneamente, necessita-se ampliar a reflexão ético-política na formação e nas práticas de pesquisa para pensar os sentidos e limites da produção científica.(AU)

In view of the publication of the Resolution nº 510/2016 by the National Health Council, that regulates ethics in research with human beings in social and human sciences (SHS), this article proposes a reflection on the limits of thinking about ethics in research from the emphasis on the regulation and on the control of the research methodological procedures, dissociated from an epistemological policy. It is argued that our present regulation model reiterates the prevalence of a positivist and individualistic logic that has been often restrictive on research strategies and, many times, has led to the emptying of the ethical reflection. Moreover, the stiffening around bureaucratized procedures and regulations can also produce an erasing of differences between distinct theoretical and epistemological approaches in the SHS. In the face of those issues two main arguments are developed: a) that the ethics is not susceptible of institutionalization and normalization; and b) that it is not possible to dissociate ethics from research epistemological policy. This work concludes stating the need of an intellectual and political investment in the denaturalization of the current regulation model. In this regard, it indicates the importance of including other actors in a wider and horizontal dialogue on research ethics. It is suggested to think about ethics from non-institutionalized collectives that involve more than participants and researchers, and to promote their constitution as an alternative to the naturalized model of the committees. Simultaneously, it is necessary to expand the ethical-political reflection in the education and in the research practices in order to think about the senses and the limits of the scientific production.(AU)

En vista de la publicación de la Resolución nº 510/2016 del Consejo Nacional de Salud, que regula la ética de la investigación con seres humanos en las ciencias humanas y sociales (CHS), este artículo propone una reflexión sobre los límites de se pensar la ética en la investigación desde la énfasis en la regulación y el control de los procedimientos metodológicos de investigación, disociado de una política epistemológica. Se argumenta que nuestro modelo regulatorio actual reitera la prevalencia de una lógica positivista e individualista que, a menudo, ha sido restrictivo de estrategias de investigación y, muchas veces, condujeron al vaciado de la reflexión ética. Además, el endurecimiento en torno a los procedimientos burocráticos y reglamentos puede también borrar las diferencias entre los distintos enfoques teóricos y epistemológicos en CHS. En vista de estos problemas, se desarrollan dos argumentos principales: a) que la ética no está sujeta a institucionalización y normalización; y b) que no es posible disociar la ética de la política epistemológica de investigación. Se concluye afirmando la necesidad de una inversión intelectual y política en la desnaturalización del modelo regulatorio actual. En este sentido, se indica la importancia de incluir a otros actores en un diálogo más amplio y horizontal sobre ética de la investigación. Se sugiere pensar la ética desde colectivos no institucionalizados que involucran más que participantes e investigadores, y promover su constitución como alternativa al modelo naturalizado de los comités. Al mismo tiempo, es necesario ampliar la reflexión ético-política en la formación y en las prácticas de investigación para pensar sobre los significados y los límites de la producción científica.(AU)
Descritores: Ciências Sociais
Ética em Pesquisa
Políticas
Ciências Humanas
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1314.1 - Biblioteca Central


  7 / 661 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Silva, Antonio Augusto Moura da
Minayo, Maria Cecília de Souza
Texto completo
Id: biblio-1101060
Autor: Silva, Antônio Augusto Moura da; Minayo, Maria Cecília de Souza; Gomes, Romeu.
Título: Epidemiologia, ciências sociais e políticas de saúde no enfrentamento da COVID-19 / Epidemiology, social sciences and health policies in the fight against COVID-19
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(supl.1):2392-2392, Mar. 2020.
Idioma: pt.
Descritores: Pneumonia Viral/epidemiologia
Saúde Global
Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Política de Saúde
-Pneumonia Viral/prevenção & controle
Pneumonia Viral/transmissão
Isolamento Social
Ciências Sociais
Infecções por Coronavirus
Infecções por Coronavirus/prevenção & controle
Infecções por Coronavirus/transmissão
Pandemias/prevenção & controle
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 661 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1056955
Autor: Silva, Martinho.
Título: The 8th Brazilian Congress of Social and Human Sciences in Health: continuity, convergence and coherence / 8º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde: continuidade, convergência e coerência
Fonte: Physis (Rio J.);29(4):e290400, 2019.
Idioma: en.
Descritores: Ciências Sociais
Saúde Pública
Congressos como Assunto
Ciências Humanas
-Brasil
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  9 / 661 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-1100669
Autor: Semper González, Abel Iván; Álvarez Escobar, María del Carmen.
Título: José Ramón González Pérez. Obituario / José Ramón González Pérez. Obituary
Fonte: Rev. medica electron;40(1):244-245, ene.-feb. 2018.
Idioma: es.
Descritores: Ciências Sociais/educação
Educação Superior
Autoria e Coautoria na Publicação Científica
Docentes/história
Capacitação de Professores
Limites: Humanos
Masculino
História do Século XX
História do Século XXI
Tipo de Publ: Publicação Comemorativa
Responsável: CU424.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas


  10 / 661 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1125339
Autor: Grisotti, Marcia.
Título: Pandemia de Covid-19: agenda de pesquisas em contextos de incertezas e contribuições das ciências sociais / Covid-19 pandemic: research agenda in contexts of uncertainties and contributions from social sciences
Fonte: Physis (Rio J.);30(2):e300202, 2020.
Idioma: pt.
Descritores: Pesquisa
Ciências Sociais
Saúde Pública
Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Políticas Públicas de Saúde
Betacoronavirus
-Fatores Antropológicos
Doenças Transmissíveis Emergentes/epidemiologia
Iniquidade Social
Fatores Sociológicos
Governança
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C



página 1 de 67 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde