Base de dados : LILACS
Pesquisa : F04.711.513 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 932 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 94 ir para página                         

  1 / 932 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-882783
Autor: Solis F, Fresia; Rodríguez S, María Inés; Moraga A, Arlette; San Martín P, Pamela.
Título: Escala de la calidad del desempeño sensoriomotor de bebés de 2 a 15 meses de edad: ECDSM2-15 / The sensory-motor quality performance scale from 2-15 months
Fonte: Rehabil. integral (Impr.);12(2):93-102, dic. 2017. tab.
Idioma: es.
Projeto: Fondo de Investigación Nacional de Salud (FONIS). Escala de la Calidad del Desempeño Sensoriomotor de bebés de 2 a 15 meses de edad. ECDSM2-15.
Resumo: The Sensory Motor Performance Quality Scale of babies from 2 to 15 months of age, detected with delayed motor development, or at risk or with cerebral palsy, is presented and its application exemplified through a case corresponding to the sixth month the subscale.

Se presenta la Escala de la Calidad del Desempeño Sensoriomotor de bebés de 2 a 15 meses de edad, detectados con retraso del desarrollo psicomotor, o diagnosticados en riesgo o con parálisis cerebral. Se ejemplifica su aplicación a través de un caso correspondiente a la subescala del sexto mes.
Descritores: Desenvolvimento Infantil
Deficiências do Desenvolvimento
Destreza Motora
Testes Neuropsicológicos
-Desempenho Psicomotor
Paralisia Cerebral
Limites: Seres Humanos
Lactente
Responsável: CL61.1 - Biblioteca Central Campus Sur


  2 / 932 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Agranonik, Marilyn
Texto completo
Id: biblio-846397
Autor: Jarros, Rafaela Behs; Salum, Giovanni Abrahão; Silva, Cristiano Tschiedel Belem da; Toazza, Rudineia; Becker, Natália; Agranonik, Marilyn; Salles, Jerusa Fumagalli de; Manfro, Gisele Gus.
Título: Attention, memory, visuoconstructive, and executive task performance in adolescents with anxiety disorders: a case-control community study / Desempenho em tarefas de atenção, memória, habilidades visuoconstrutivas e funções executivas em adolescentes com transtornos de ansiedade: um estudo comunitário caso-controle
Fonte: Trends psychiatry psychother. (Impr.);39(1):5-11, Jan.-Mar. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: The aim of the present study was to assess children and adolescents with mild and severe anxiety disorders for their performance in attention, verbal episodic memory, working memory, visuoconstructive skills, executive functions, and cognitive global functioning and conduct comparative analyses with the performance of children free from anxiety disorders. Methods: Our sample comprised 68 children and adolescents aged 10 to 17 years (41 with current diagnoses of anxiety disorders and 27 controls) selected from a larger cross-sectional community sample of adolescents. Children and adolescents with anxiety disorders were categorized into two groups on the basis of anxiety severity (mild or severe). All participants underwent a neuropsychological assessment battery to evaluate attention, verbal episodic memory, working memory, visuoconstructive skills, and executive and cognitive functions. Results: No differences were found in any neuropsychological tests, with the single exception that the group with mild anxiety had better performance on the Digit Span backward test compared to subjects with severe anxiety and to controls (p = 0.041; η2 = 0.11). Conclusions: Not only might anxiety disorders spare main cognitive functions during adolescence, they may even enhance certain working memory processes.

Resumo Objetivo: Este estudo objetivou avaliar crianças e adolescentes com transtornos de ansiedade leve e moderada nas funções neuropsicológicas de atenção, memória episódica verbal, memória de trabalho, habilidades visuoconstrutivas, funções executivas e cognição global, comparando o seu desempenho ao de crianças com desenvolvimento típico. Métodos: Participaram do estudo 68 crianças e adolescentes com idade de 10 a 17 anos (41 com diagnósticos clínicos atuais de transtornos de ansiedade e 27 controles), selecionados de uma amostra transversal mais ampla de adolescentes da comunidade. Os adolescentes com diagnóstico foram divididos ainda em dois grupos com base na gravidade dos transtornos (leve ou moderado). Todos os participantes realizaram uma avaliação neuropsicológica individual das funções de atenção, memória episódica verbal, memória de trabalho, habilidades visuoconstrutivas, funções executivas e cognição global. Resultados: Nenhum dos testes neuropsicológicas demonstrou diferenças significativas, sendo a única exceção a tarefa de span de dígitos ordem inversa, na qual o grupo com ansiedade leve apresentou desempenho superior ao do grupo com ansiedade moderada e também ao dos controles (p = 0.041; η2 = 0.11). Conclusão: Os resultados sugerem que não só os transtornos de ansiedade podem preservar as principais funções cognitivas durante a adolescência, mas que podem até melhorar certos processos de memória de trabalho.
Descritores: Transtornos de Ansiedade/psicologia
Atenção
Percepção Espacial
Percepção Visual
Função Executiva
Memória
-Escalas de Graduação Psiquiátrica
Índice de Gravidade de Doença
Estudos de Casos e Controles
Estudos Transversais
Psicologia do Adolescente
Cognição
Testes Neuropsicológicos
Limites: Seres Humanos
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 932 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-914967
Autor: Alencar, Mariana Asmar; Oliveira, Aldalan Cunha; Figueiredo, Luisa Costa; Dias, João Marcos Domingues; Dias, Rosângela Corrêa.
Título: Prevalência e transição para a fragilidade em idosos com alteração cognitiva em uma coorte de um ano / Prevalence and transition to frailty in older adults with cognitive impairment: a 1-year cohort study
Fonte: Geriatr., Gerontol. Aging (Impr.);12(2):89-95, abr.-jun.2018.
Idioma: en; pt.
Resumo: Alteração cognitiva e fragilidade são frequentemente encontradas em idosos e parece haver uma relação entre elas. Entretanto, pouco se sabe sobre a prevalência e a transição para a fragilidade nos idosos com alteração cognitiva, principalmente para a população brasileira. O objetivo do estudo foi avaliar a prevalência e a transição entre os estados de fragilidade em um grupo de idosos com alteração cognitiva em uma coorte prospectiva de um ano. Neste estudo de coorte foram avaliados 59 idosos comunitários com alteração cognitiva (≥ 65 anos). O indivíduo frágil foi identificado por apresentar pelo menos três dos seguintes critérios: perda de peso não intencional, fraqueza da força de preensão palmar, exaustão, lentidão na marcha e baixo nível de atividade física. Quando o indivíduo apresentou um ou dois critérios, foi considerado pré-frágil; quando não apresentou nenhum critério, foi considerado não frágil. A função cognitiva foi avaliada pelo Mini Exame do Estado Mental e a gravidade, pela Clinical Dementia Rating Scale. Do total de 59 idosos avaliados na linha de base, 28 (47,5%) eram frágeis, a mesma quantidade era de pré-frágeis e apenas 3 idosos eram não frágeis. Em 12 meses, verificou-se uma transição para fragilidade de 33,3%. Este estudo mostrou que a prevalência de fragilidade é alta entre os idosos com alteração cognitiva e, em um período de 12 meses, novos casos de fragilidade ocorreram entre os idosos com alteração cognitiva. Entretanto, mais estudos são necessários para investigar com melhor precisão uma relação existente entre o declínio cognitivo e a fragilidade

Cognitive impairment and frailty are often found in older people, and they appear to be related to each other. However, little is known about the prevalence and transition to frailty in older adults with cognitive impairment, especially in the Brazilian population. The present study aimed to determine the prevalence and transitions between frailty states in a cohort of older adults with cognitive impairment followed prospectively for 1 year. A cohort of 59 community-dwelling older adults (aged ≥ 65 years) with cognitive impairment was evaluated. Individuals were classified as frail by the presence of 3 or more of the following criteria: unintentional weight loss; reduced grip strength; exhaustion; slowness; and low physical activity level. Individuals meeting 1 or 2 criteria were classified as prefrail, and those meeting 0 criteria as nonfrail. Cognitive function was assessed by the Mini-Mental State Examination, and severity, by the Clinical Dementia Rating scale. Of 59 older adults evaluated at baseline, 28 (47.5%) were classified as frail, 28 (47.5%) as prefrail, and only 3 (5%) as nonfrail. Over 12 months, 33.3% of participants transitioned from prefrail to frail. The present study showed a high prevalence of frailty in older adults with cognitive impairment and, within 12 months, new cases of frailty were identified in this population. Therefore, more research is needed to further investigate the relationship between cognitive decline and frailty.
Descritores: Saúde do Idoso
Idoso Fragilizado
Disfunção Cognitiva/diagnóstico
Fragilidade/diagnóstico
-Estudos de Coortes
Testes Neuropsicológicos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  4 / 932 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-796965
Autor: Opasso, Patrícia Romano; Barreto, Simone dos Santos; Ortiz, Karin Zazo.
Título: Phonemic verbal fluency task in adults with high-level literacy / Fluência verbal fonêmica em adultos de alto letramento
Fonte: Einstein (Säo Paulo);14(3):398-402, July-Sept. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To establish normative parameters for the F-A-S form of the phonemic verbal fluency test, in a population of Brazilian Portuguese speaking adults with high-level literacy. Methods: The sample comprised 40 male and female volunteers aged 19 to 59 years, and at least 8 years of formal education. Volunteers were first submitted to the Mini-Mental State Examination and the Clock Drawing cognitive screening tests, then to the F-A-S Verbal Phonemic Fluency Test; in this test, examinees were given 60 seconds to generate as many words as possible beginning with each of the three test letters. Results: The means for number of words beginning the letters F, A and S and for total number of words beginning with either letter generated per minute corresponded to 15.3, 14.4, 13.9 and 43.5, respectively. Conclusion: Reference values obtained from young adults with high levels of literacy submitted to the F-A-S Verbal Phonemic Fluency Test in this study were similar to those reported in the international literature. These reference values can be used for clinical assessment of language disorder and neuropsychological evaluation.

RESUMO Objetivo: Obter parâmetros de normalidade na tarefa de fluência verbal fonêmica, versão F-A-S, em uma população de alto letramento de adultos falantes do português brasileiro. Métodos: A amostra foi constituída por 40 voluntários, de ambos os sexos, com idade entre 19 e 59 anos, e com mais de 8 anos de estudo. Todos os voluntários foram inicialmente submetidos ao Miniexame do Estado Mental e ao Teste do Desenho do Relógio, para fins de rastreio cognitivo, e, então, ao Teste de Fluência Verbal Fonêmica F-A-S. Neste último, os indivíduos foram orientados a produzirem o maior número de palavras que conseguissem, iniciadas com cada uma das três letras ditas pelo examinador, em um intervalo de 60 segundos cada. Resultados: As médias das palavras produzidas com as letras F-A-S foram as seguintes: “F” = 15,3 palavras por minuto; “A” = 14,4 palavras por minuto; e “S” = 13,9 palavras por minuto. A média do total de palavras emitidas iniciada com todas as letras do teste foi de 43,5 palavras. Conclusão: Foram obtidos valores de referência para o Teste de Fluência Verbal Fonêmica F-A-S para indivíduos adultos jovens de alto grau de letramento semelhantes aos de estudos internacionais. Tais valores podem ser utilizados na avaliação clínica de transtornos da linguagem e na avaliação neuropsicológica.
Descritores: Comportamento Verbal/fisiologia
Testes de Linguagem/normas
Meia-Idade/fisiologia
-Valores de Referência
Comportamento Verbal/classificação
Brasil
Escolaridade
Linguagem
Testes Neuropsicológicos/normas
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 932 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1047131
Autor: Mejia, Jorge(edt); García, María; Beltran, Vicente.
Título: Alteraciones neuropsicológicas y funciones ejecutivas superiores en adolescentes de padres con alcoholismo, vistos desde el modelo de adaptación de Roy / Neuropsychological disorders and higher executive functions in teens of parents with alcoholism, seen from the Roy Adaptation Model
Fonte: Rev. enferm. neurol;17(2):43-51, may-ago 2018.
Idioma: es.
Resumo: El alcoholismo por parte de los padres está estrechamente ligado a causar alteraciones cognitivas tanto a la persona dependiente de la sustancia como a las personas con las que convive éste todos los días, existen habilidades cognitivas de tipo superior llamadas funciones ejecutivas, las cuales regulan las acciones complejas del ser humano para llevar una conducta social aceptada, dichas funciones se desarrollan en la adolescencia, etapa en la cual el cerebro alcanza su tamaño igual al del adulto y por ende, su madurez. Callista Roy desarrolló un modelo del proceso cognitivo basado en las unidades funcionales del cerebro, se fundamenta en el conocimiento de la neurociencia y las observaciones en la práctica de enfermería, hace mención de las funciones ejecutivas y los cambios que sufre el adolescente
Descritores: Testes Neuropsicológicos
-Adaptação
Responsável: MX380.1 - Coordianción de Investigación en Enfermería


  6 / 932 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-887323
Autor: González García, María B; Conde-Guzon, Pablo; Alcalde Martín, Carlos; Conde-Guzon, María J; Velasco Zúñiga, Roberto.
Título: Evaluación neuropsicológica en niños y adolescentes con fenilcetonuria e hiperfenilalaninemia y su relación con los niveles de fenilalanina plasmática / Neuropsychological assessment among children and adolescents with phenylketonuria and hyperphenylalaninemia and its relationship with plasma phenylalanine levels
Fonte: Arch. argent. pediatr;115(3):267-273, jun. 2017. tab.
Idioma: en; es.
Resumo: Aunque, con tratamiento precoz, los pacientes con fenilcetonuria pueden presentar niveles de inteligencia normales, es importante optimizar el control dietético para mantener niveles de fenilalanina adecuados y poder desarrollar su potencial intelectual sin alteraciones en sus tareas diarias por déficits en las funciones ejecutivas. Se presenta una serie de 26 pacientes, diagnosticados y tratados precozmente, a quienes se realizó una evaluación psicométrica junto con determinaciones de fenilalanina a lo largo de su vida y en el momento de realización de los tests. Se observa una tendencia a la relación inversa entre el cociente intelectual y la fenilalanina concurrente, la mediana de fenilalanina y el cociente fenilalanina/tirosina, así como una tendencia a la relación negativa entre las funciones ejecutivas y los valores de fenilalanina concurrentes y durante la vida.

Although with early treatment phenylketonuria patients may have average intelligence levels, it is important to optimize the nutritional management to maintain adequate phenylalanine levels, so that patients can develop their intellectual potential free of abnormalities in their daily activities due to deficits of cognitive executive functions. This study presents a series of 26 patients, diagnosed and treated early, who underwent a psychometric evaluation together with phenylalanine determinations along their lives, and at the time of doing the tests. A trend is observed towards a reverse relationship between IQ and concurrent phenylalanine concentration, phenylalanine median and phenylalanine/tyrosine ratio. Likewise, a trend towards a negative relationship is observed between executive functions and concurrent phenylalanine values along patients' lives.
Descritores: Fenilalanina/sangue
Fenilcetonúrias/sangue
Fenilcetonúrias/terapia
Testes Neuropsicológicos
-Fenilcetonúrias/psicologia
Testes de Inteligência
Limites: Seres Humanos
Animais
Masculino
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  7 / 932 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-742014
Autor: Lourenço, Laura Bacelar de Araujo; Rodrigues, Roberta Cunha Matheus; São-João, Thaís Moreira; Gallani, Maria Cecilia; Cornélio, Marilia Estevam.
Título: Quality of life of coronary artery disease patients after the implementation of planning strategies for medication adherence / Qualidade de vida de coronariopatas após implementação de estratégias de planejamento para adesão medicamentosa / Calidad de vida de pacientes con enfermedad coronaria después de implementación de estrategias de planificación para adherencia a medicamentos
Fonte: Rev. latinoam. enferm;23(1):11-19, Jan-Feb/2015. tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: OBJECTIVE: to compare the general and specific health-related quality of life (HRQoL) between the Intervention (IG) and Control (CG) groups of coronary artery disease patients after the implementation of Action Planning and Coping Planning strategies for medication adherence and to verify the relationship between adherence and HRQoL. METHOD: this was a controlled and randomized study. RESULTS: the sample (n=115) was randomized into two groups, IG (n=59) and CG (n=56). Measures of medication adherence and general and specific HRQoL were obtained in the baseline and after two months of monitoring. CONCLUSION: the findings showed that the combination of intervention strategies - Action Planning and Coping Planning for medication adherence did not affect the HRQoL of coronary artery disease patients in outpatient monitoring. .

OBJETIVO: comparar a qualidade de vida relacionada à saúde - geral e específica - de pacientes coronariopatas entre os grupos Intervenção e Controle, após a implementação das estratégias de Planejamento de Ação e de Enfrentamento de Obstáculos para adesão medicamentosa e verificar a relação entre adesão e qualidade de vida, relacionada à saúde. MÉTODO: trata-se de estudo controlado e randomizado. RESULTADOS: a amostra (n=115) foi aleatorizada nos grupos Intervenção (n=59) e Controle (n=56). Foram obtidas medidas de adesão medicamentosa e de qualidade de vida relacionada à saúde geral e específica, na fase inicial do estudo e após dois meses de seguimento. CONCLUSÃO: os achados evidenciaram que a combinação de estratégias de intervenção - Planejamento de Ação e de Enfrentamento de Obstáculos para adesão medicamentosa não influenciou a qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes coronariopatas em seguimento ambulatorial. .

OBJETIVO: comparar la calidad de vida relacionada a la salud (CVRS) - general y específica de pacientes con enfermedad coronaria entre los grupos Intervención y Control después de la implementación de las estrategias de Planificación de Acción y de Enfrentamiento de Obstáculos para adherencia a medicamentos y verificar la relación entre adherencia y CVRS. MÉTODO: se trata de estudio controlado y aleatorio. RESULTADOS: la muestra (n=115) fue del tipo aleatorio en los grupos GI (n=59) y GC (n=56). Fueron obtenidas medidas de adherencia a medicamentos y de CVRS general y específica, en la fase inicial del estudio y después de dos meses de seguimiento. CONCLUSIÓN: los hallazgos evidenciaron que la combinación de estrategias de intervención - Planificación de Acción y de Enfrentamiento de Obstáculos para adherencia a medicamentos no influenció la CVRS de pacientes con enfermedad coronaria en seguimiento en ambulatorio. .
Descritores: Transtornos Cognitivos/etiologia
Julgamento/fisiologia
Esquizofrenia/complicações
Percepção do Tempo/fisiologia
-Estimulação Acústica
Análise de Variância
Atenção
Discriminação (Psicologia)
Testes Neuropsicológicos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Research Support, N.I.H., Extramural
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 932 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-773521
Autor: Cunha, Paulo Jannuzzi; Oliveira, Paula Approbato de; Cortezzi, Mariana; Busatto, Geraldo F; Scivoletto, Sandra.
Título: Executive dysfunction and low academic attainment in adolescent substance abusers with a history of maltreatment / Disfunção executiva e baixo desempenho escolar em adolescentes usuários de drogas com história de maus-tratos
Fonte: MedicalExpress (São Paulo, Online);2(6):M150506, Nov.-Dec. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação Faculdade de Medicina; . Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: OBJECTIVE: Substance abuse and maltreatment are highly associated with Executive Cognitive Function impairments, but very little is known about how symptoms of a condition known as Dysexecutive Syndrome may impact on real-life activities, especially in adolescents. This study investigated the presence of Executive Cognitive Function deficits in maltreated substance-abusing adolescents relative to healthy control subjects and analyzed the association between executive performance and educational attainment. METHOD: The sample consisted of 15 maltreated adolescent substance abusers and 15 non-maltreated healthy adolescents (controls). They were assessed by the Frontal Assessment Battery, composed of six subtests: Conceptualization, Mental flexibility, Motor programming, Sensitivity to interference, Inhibitory control, and Environmental autonomy. RESULTS: Maltreated adolescents did not differ from controls in sociodemographic variables such as age, ethnicity, and handedness. However, they performed significantly and importantly below controls in almost all domains of Executive Cognitive Function, including abstract abilities, cognitive flexibility, motor planning, and sensitivity to interference. Maltreated adolescents also completed fewer years of formal education vs. controls. The Frontal Assessment Battery total score correlated with educational attainment throughout the sample (r = 0.511; p < 0.01). CONCLUSION: Substance-abusing adolescents with a history of maltreatment performed more poorly vs. controls on a variety of measurements of executive functioning, and the results of the Frontal Assessment Battery were associated with educational attainment. Our results evidence a negative impact of dysexecutive symptoms on educational attainment in adolescents. Strategies focusing on neuropsychological rehabilitation may be relevant to help substance-abusing and maltreated adolescents to perform better at school and perhaps in life.

OBJETIVO: Abuso de substâncias e maus-tratos têm sido altamente associados com déficits nas funções executivas, porém pouco se conhece sobre o impacto da disfunção executiva nas atividades da vida real, especialmente em adolescentes. O objetivo deste estudo foi investigar a presença de déficits nas funções executivas em adolescentes abusadores de substâncias com histórico de maus-tratos, comparando-os com um grupo de jovens controles saudáveis, assim como analisar a associação entre o desempenho executivo e o nível de escolaridade dos participantes. MÉTODO: A amostra foi composta por 15 adolescentes abusadores de substâncias, vítimas de maus tratos e 15 adolescentes saudáveis, sem história de maus-tratos. Todos os participantes foram avaliados pela Bateria de Avaliação Frontal, composto por seis subtestes: Conceituação, Flexibilidade mental, Programação motora, Sensibilidade à interferência, Controle inibitório e Autonomia Ambiental RESULTADOS: Os adolescentes abusadores não diferiram dos controles saudáveis em variáveis sócio-demográficas, tais como idade, etnia e lateralidade. No entanto, apresentaram desempenho significativamente abaixo dos controles em quase todos os domínios das funções executivas, incluindo capacidade de abstração, flexibilidade cognitiva, planejamento motor e sensibilidade à interferência. Os adolescentes vítimas de maus tratos concluíram menos anos de educação formal do que os controles. A pontuação total da Bateria de Avaliação Frontal correlacionou com o nível de escolaridade, na amostra total (r = 0.511; p < 0.01). CONCLUSÃO: Os adolescentes abusadores de substâncias com histórico de maus-tratos apresentam prejuízos em várias medidas de Funções Executivas. Os resultados da Bateria de Avaliação Frontal associam-se com os anos completados de escolaridade. Nossos resultados evidenciam o impacto negativo da disfunção executiva no aproveitamento escolar em adolescentes. Estratégias com foco em reabilitação neuropsicológica podem ser relevantes para ajudar adolescentes abusadores de substâncias e vítimas de maus tratos a atingirem melhor aproveitamento na escola e, talvez, na vida como um todo.
Descritores: Violência Doméstica
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Transtornos de Aprendizagem
Testes Neuropsicológicos
Limites: Seres Humanos
Adolescente
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 932 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-778563
Autor: Paula, Jonas Jardim de; Costa, Mônica Vieira; Andrade, Giovanna de Freitas de; Ávila, Rafaela Teixeira; Malloy-Diniz, Leandro Fernandes.
Título: Validity and reliability of a "simplified" version of the Taylor Complex Figure Test for the assessment of older adults with low formal education / Validade e confiabilidade de uma versão "simplificada" da Figura Complexa de Taylor para a avaliação dos idosos com baixa escolaridade
Fonte: Dement. neuropsychol;10(1):52-57, Jan.-Mar. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPEMIG.
Resumo: Objective : The assessment of visuospatial abilities and memory using tasks such as the Taylor Complex Figure Task (TCFT) is biased for older adults with low formal education. We devised a "Simplified" version of the TCFT designed to assess older adults with low educational background and provide preliminary evidence of its psychometric properties. Methods : We evaluated a heterogeneous sample of healthy older adults and patients with mild cognitive impairment and Alzheimer's disease dementia using the simplified TCFT and other neuropsychological measures. Results : Our results suggest that the test copy, immediate and delayed recall have high inter-rater agreement and internal consistency, significant correlations with other tests of visuospatial abilities, memory and intelligence, and also detected significant group differences between controls and patients. Conclusion : Our study presents a new measure for assessing low-educated elderly with promising evidence of validity and reliability.

Objetivo : A avaliação de habilidades visioespaciais e de memória por tarefas como a Figura Complexa Taylor (FCT) é enviesada para de idosos com baixa escolarização formal. Propomos uma versão "simplificada" da FCT (FCTs) projetada para a avaliação dos idosos com baixo nível educacional e apresentamos evidências preliminares de suas propriedades psicométricas. Métodos : Avaliamos uma amostra heterogênea de idosos saudáveis e pacientes com comprometimento cognitivo leve e demência por Doença de Alzheimer usando a FCTs e outras medidas neuropsicológicas. Resultados : Nossos resultados sugerem que a cópia de teste, a evocação imediata e a evocação tardia têm alta concordância entre avaliadores e elevada consistência interna, apresentam correlações significativas com outros testes de habilidades visioespaciais, memória e inteligência, além de documentarem diferenças significativas entre o grupo controles e os pacientes. Conclusão : Nosso estudo apresenta uma nova medida para a avaliação neuropsicológica de idosos com baixa escolaridade, com evidências promissoras de validade e confiabilidade.
Descritores: Educação
Doença de Alzheimer
Disfunção Cognitiva
Testes Neuropsicológicos
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  10 / 932 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-984338
Autor: Pereira, Andressa Hermes; Gonçalves, Ana Bresolin; Holz, Maila; Gonçalves, Hosana Alves; Kochhann, Renata; Joanette, Yves; Zimmermann, Nicolle; Fonseca, Rochele Paz.
Título: Influence of age and education on the processing of clustering and switching in verbal fluency tasks / Influência da idade e da escolaridade nos processos de agrupamento e alternância em tarefas de fluência verbal
Fonte: Dement. neuropsychol;12(4):360-367, Oct.-Dec. 2018. tab.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: ABSTRACT Verbal fluency (VF) is a widely used tool in neuropsychological assessment. Objective: We aimed to investigate the influence of age and educational level on clustering and switching in three VF modalities: phonemic (PVF), semantic (SVF) and unconstrained (UVF). We evaluated type of cluster, mean cluster size, and quantity of clusters, intersections, and returns. A total of 260 healthy subjects were assessed. Methods: Participants were divided into three age groups: young adults (18 to 39 years), middle-aged adults (40 to 59 years) and older adults (60 to 80 years) and into two groups of educational level: 1-8 years (low), 9 years or more (high). A two-way ANOVA analysis was conducted to analyze the effect of age and educational level and its interactions. A repeated measures ANOVA was performed to verify the performance during the task. Results: A main effect of age was detected on the UVF and SVF scores for total switches, taxonomic clusters, and for the total semantic clusters on the SVF. There was a greater effect of educational level on total switches (UVF, PFV and SVF), taxonomic clusters (UVF and SVF), thematic clusters and total semantic cluster (UVF), phonemic and mixed clusters (PVF), mean cluster size (UVF and SVF) and intersections (SVF). Educational level had a greater effect on all three VF tasks.

RESUMO Fluência verbal (FV) são ferramentas amplamente utilizadas na avaliação neuropsicológica. Objetivo: Nosso objetivo foi investigar a influência da idade e do nível de escolaridade no agrupamento e alternância em três modalidades de fluência verbal: fonêmica (FVF), semântica (FVS) e livre (FVL). Métodos: Avaliamos o tipo, tamanho médio e quantidade de agrupamentos, alternâncias, intersecções e retornos. Foram divididos 260 indivíduos, em três grupos etários: jovens adultos (18 a 39 anos), adultos de idade intermediária (40 a 59 anos) e idosos (60 a 80 anos) e dois grupos de escolaridade 1-8 (baixa), 9 ou mais (alto). Uma análise ANOVA de dois fatores foi conduzida para analisar o efeito da idade e do nível educacional e suas interações, além de uma ANOVA de medidas repetidas para verificar o desempenho ao longo da tarefa. Resultados: Encontrou-se efeito principal da idade nas tarefas de FVL e FVS nos seguintes escores: total de alternâncias, agrupamento taxonômicos e no total de agrupamentos semânticos na FVS. Houve um efeito principal do nível educacional no total de alternâncias (FVL, FVF e FVS), agrupamento taxonômicos (FVL e FVS), agrupamento temáticos e cluster semântico total (FVL), clusters fonêmicos e mistos (FVF), tamanho médio de cluster (FVL e FVS) e, finalmente, interseções (FVS). O nível educacional teve efeito maior nas três tarefas de FV.
Descritores: Inteligibilidade da Fala
Testes Neuropsicológicos
-Comportamento Verbal
Escolaridade
Grupos Etários
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante



página 1 de 94 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde