Base de dados : LILACS
Pesquisa : F04.711.513.603 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 59 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 6 ir para página                

  1 / 59 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1088908
Autor: Barretto, M. L. M; Horta, D. F; Anselmo, F; Godinho, A. F; Oliveira, A. A. F.
Título: Avaliação neurocomportamental e níveis de acetilcolinesterase cerebral em ratos expostos subcronicamente ao fipronil / Neurobehavioral assessment and brain acetylcholinesterase levels in rats subchronically exposed to fipronil
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(1):169-176, Jan.-Feb. 2020. graf.
Idioma: pt.
Resumo: O fipronil é um inseticida de toxicidade seletiva amplamente empregado na agricultura e na medicina veterinária. Porém, há relatos de efeitos neurotóxicos dessa substância, que geram prejuízos para vertebrados. Avaliou-se a atividade locomotora, a coordenação motora e a atividade da enzima acetilcolinesterase cerebral em ratos expostos ao fipronil. Ratos Wistar machos adultos (n=15) receberam fipronil em dose de 30mg/kg, por via oral, durante 15 dias; o grupo controle (n=15) foi tratado com solução fisiológica, por via oral, no mesmo período. No 16° dia de experimentação, os animais foram submetidos aos testes de arena de campo aberto e hole board. No 17° dia, foram anestesiados e eutanasiados, procedendo-se à coleta de órgãos, e posteriormente foi feita a avaliação da AChE cerebral. A exposição ao fipronil não provocou alterações significativas sobre a coordenação motora e a atividade locomotora, porém gerou inibição significativa da atividade da acetilcolinesterase cerebral. Esses achados sugerem que o fipronil pode provocar efeitos neurotóxicos em curto prazo, os quais podem ser exacerbados caso a exposição seja prolongada.(AU)

Fipronil is a selective-toxicity insecticide widely used in agriculture and veterinary medicine. However, there are reports of neurotoxic effects of this substance, causing damages to vertebrates. We evaluated the locomotor activity, motor coordination and the activity of brain acetylcholinesterase in rats exposed to fipronil. Adult male Wistar rats (n= 15) received fipronil at a dose of 30mg/kg orally for 15 days; the Control group (n= 15) was treated with oral solution in the same period. On the 16th day of experimentation, the animals were submitted to the open field arena test and hole-board test. On the 17th day, they were anesthetized and euthanized, and organs were collected, and subsequently brain AChE was evaluated. Exposure to fipronil yielded no significant changes on motor coordination and locomotor activity but caused significant inhibition of brain acetylcholinesterase activity. These findings suggest that fipronil may cause short-term neurotoxic effects, which may be exacerbated if exposure is prolonged.(AU)
Descritores: Praguicidas/toxicidade
Acetilcolinesterase/análise
Exposição a Praguicidas
Síndromes Neurotóxicas/veterinária
Testes de Estado Mental e Demência
-Ratos Wistar
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055344
Autor: Bertola, Laiss; Ávila, Rafaela T; Bicalho, Maria Aparecida C; Malloy-Diniz, Leandro F.
Título: Semantic memory, but not education or intelligence, moderates cognitive aging: a cross-sectional study
Fonte: Braz. J. Psychiatry (São Paulo, 1999, Impr.);41(6):535-539, Nov.-Dec. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: Aging studies regularly assume that years of education are a protective factor for baseline cognition. In developing countries with specific sociocultural issues, this relationship may not work as expected, and an unmet need remains for alternative resilience factors. This study aimed to analyze different moderators for the relationship between aging and general cognition that could reflect better protective factors. Methods: One hundred and fourteen Brazilian older adults, deemed healthy by global cognition, absence of psychiatric symptoms, or neurological history, participated in this cross-sectional study. Moderators for the relationship between age and global cognition included education, intelligence, and occupational factors. Semantic memory was added as a protective factor reflecting culturally acquired conceptual knowledge. Results: As expected, age alone is a predictor of global cognitive scores; surprisingly, however, education, intelligence, and occupation were not moderators of the association. Semantic memory was a significant moderator (p = 0.007), indicating that knowledge acquired during life may be a protective factor. Conclusion: In developing countries, the use of resilience factors based only on years of education may be misleading. Sociocultural issues influence the educational system and achievement and, consequently, affect the use of this simple measure. Resilience-factor studies should consider using crystallized abilities when studying populations with sociocultural particularities.
Descritores: Escolaridade
Memória de Longo Prazo/fisiologia
Envelhecimento Cognitivo/fisiologia
Inteligência/fisiologia
-Valores de Referência
Estudos Transversais
Fatores Etários
Demência/fisiopatologia
Demência/prevenção & controle
Resiliência Psicológica
Testes de Estado Mental e Demência
Pessoa de Meia-Idade
Ocupações
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Radanovic, Márcia
Texto completo
Id: biblio-1055343
Autor: Radanovic, Márcia; Oshiro, Carlos A; Freitas, Thiago Q; Talib, Leda L; Forlenza, Orestes V.
Título: Correlation between CSF biomarkers of Alzheimer's disease and global cognition in a psychogeriatric clinic cohort
Fonte: Braz. J. Psychiatry (São Paulo, 1999, Impr.);41(6):479-484, Nov.-Dec. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP; . CNPq.
Resumo: Objective: The relationship between biomarkers of amyloid-beta aggregation (Aβ1-42) and/or neurodegeneration (Tau protein) in cerebrospinal fluid (CSF) and cognitive decline is still unclear. We aimed to ascertain whether CSF biomarkers correlate with cognitive performance in healthy and cognitively impaired subjects, starting from clinical diagnoses. Methods: We tested for correlation between CSF biomarkers and Mini-Mental State Examination (MMSE) scores in 208 subjects: 54 healthy controls, 82 with mild cognitive impairment (MCI), 46 with Alzheimer's disease (AD), and 26 with other dementias (OD). Results: MMSE correlated weakly with all CSF biomarkers in the overall sample (r = 0.242, p < 0.0006). Aβ1-42 and MMSE correlated weakly in MCI (r = 0.247, p = 0.030), and moderately in OD (r = 0.440, p = 0.027). t-Tau showed a weak inverse correlation with MMSE in controls (r = -0.284, p = 0.043) and MCI (r = -0.241, p = 0.036), and a moderate/strong correlation in OD (r = 0.665), p = 0.0003). p-Tau correlated weakly with MMSE in AD (r = -0.343, p = 0.026) and moderately in OD (r = -0.540, p = 0.0005). The Aβ1-42/p-Tau ratio had a moderate/strong correlation with MMSE in OD (r = 0.597, p = 0.001). Conclusion: CSF biomarkers correlated best with cognitive performance in OD. t-Tau correlated weakly with cognition in controls and patients with MCI. In AD, only p-Tau levels correlated with cognitive performance. This pattern, which has been reported previously, seems to indicate that CSF biomarkers might not be reliable as indicators of disease severity.
Descritores: Fragmentos de Peptídeos/líquido cefalorraquidiano
Peptídeos beta-Amiloides/líquido cefalorraquidiano
Proteínas tau/líquido cefalorraquidiano
Doença de Alzheimer/líquido cefalorraquidiano
Disfunção Cognitiva/líquido cefalorraquidiano
-Valores de Referência
Biomarcadores/líquido cefalorraquidiano
Estudos de Casos e Controles
Análise de Variância
Estudos de Coortes
Estatísticas não Paramétricas
Doença de Alzheimer/psicologia
Testes de Estado Mental e Demência
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1056002
Autor: Broche-Pérez, Yunier; Bartuste-Marrer, Danay; Batule-Domínguez, Miriam; Toledano-Toledano, Filiberto.
Título: Clinical utility of the INECO Frontal Screening for detecting Mild Cognitive Impairment in Parkinson's disease / Utilidade clínica do rastreio frontal INECO para detectar comprometimento cognitivo leve na doença de Parkinson
Fonte: Dement. neuropsychol;13(4):394-402, Oct.-Dec. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Cognitive deficits in Parkinson's disease typically affect executive functions. Recently, the concept of Mild Cognitive Impairment (MCI) has been related to PD (PD-MCI). PD-MCI is considered a transition phase to Parkinson's disease Dementia. Therefore, it is important to identify PD-MCI in a reliable way. Objective: To evaluate the sensitivity and specificity of the INECO Frontal Screening (IFS) in detecting cognitive deficits in PD-MCI. Additionally, we compare the IFS and the Addenbrook Cognitive Examination Revised (ACE-R) between three groups; PD-MCI, MCI, and controls. Methods: The IFS and ACE-R were administered to 36 patients with PD-MCI, 31 with MCI (amnestic-multidomain subtype) and 92 healthy controls. Sensitivity and specificity were determined using ROC analysis. The groups were compared using one-way analysis of variance. Results: The IFS had adequate accuracy in differentiating patients with PD-MCI from healthy controls (AUC=0.77, sensitivity=0.82, specificity=0.77), and good accuracy in differentiating PD-MCI from MCI patients (AUC=0.80, sensitivity=0.82, specificity=0.61). However the IFS had low accuracy in differentiating MCI patients from healthy controls (AUC=0.47, sensitivity=0.52, specificity=0.41). On the ACE-R, the PD-MCI group had low performance in Fluency and Language. Only patients with PD-MCI had difficulties on the IFS, specifically in inhibitory control and visual working memory. This dysexecutive profile explains the sensitivity and specificity values found in the IFS. Conclusion: The present study results suggest that the IFS is a suitable screening tool for exploring cognitive dysfunction in PD-MCI, especially in those patients with a dysexecutive profile.

RESUMO Os déficits cognitivos na doença de Parkinson geralmente afetam as funções executivas. Recentemente, o conceito de Comprometimento Cognitivo Leve (CCL) tem sido relacionado à DP (DP-CCL). O DP-CCL é considerado uma fase de transição para a doença de Parkinson. Portanto, é importante identificar o DP-CCL de maneira acurada. Objetivo: Avaliar a sensibilidade e especificidade do INECO Frontal Screening (IFS) na detecção de déficits cognitivos na DP-CCL. Além disso, comparamos o IFS e o Addenbrook Cognitive Examination Revised (ACE-R) entre três grupos; DP-CCL, CCL e controles. Métodos: O IFS e o ACE-R foram administrados a 36 pacientes com DP-CCL, 31 com CCL (subtipo amnésico-de múltiplos domínios) e 92 controles saudáveis. A sensibilidade e especificidade foram determinadas usando a análise ROC. Os grupos foram comparados usando uma análise de variância unidirecional. Resultados: O IFS teve precisão adequada para diferenciar pacientes com DP-CCL de controles saudáveis ​​(AUC=0, 77, sensibilidade=0, 82, especificidade=0, 77) e boa precisão para diferenciar DP-CCL de CCL (AUC=0, 80, sensibilidade =0, 82, especificidade=0, 61). No entanto, o IFS teve baixa precisão para diferenciar CCL de controles saudáveis ​​(AUC=0, 47, sensibilidade=0, 52, especificidade=0, 41). No ACE-R, o grupo DP-CCL apresentou baixo desempenho em fluência e linguagem. Somente pacientes com DP-CCL apresentaram dificuldades no IFS, especificamente no controle inibitório e na memória de trabalho visual. Esse perfil disexecutivo explica os valores de sensibilidade e especificidade encontrados no IFS. Conclusão: O presente estudo sugeriu que o IFS é uma ferramenta de triagem adequada para explorar a disfunção cognitiva na DP-CCL, principalmente naqueles pacientes com perfil disexecutivo.
Descritores: Doença de Parkinson
Disfunção Cognitiva
Testes de Estado Mental e Demência
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  5 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012544
Autor: Chaiben, Viviane Bernardes de Oliveira; Silveira, Thabata Baechtold da; Guedes, Murilo Henrique; Fernandes, João Pedro de Almeida; Ferreira, João Henrique Fregadolli; Beltrão, Julianna; Leal, Giovanna Foltran; Erbano, Lucas Henrique Olandoski; Bosch, Natasha Ludmila; Pecoits Filho, Roberto; Moraes, Thyago Proença de; Baena, Cristina Pellegrino.
Título: Cognition and renal function: findings from a Brazilian population / Cognição e função renal: achados de uma população brasileira
Fonte: J. bras. nefrol;41(2):200-207, Apr.-June 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Introduction: The prevalence of chronic kidney disease (CKD) is increasing, with a potential impact in the risk of acceleration of dementia. The potential association between glomerular filtration rate (eGFR) and cognitive performance was scarcely studied. The aim of this study was to evaluate cognitive performance levels across different degrees of kidney function. Methods: We analyzed 240 outpatients in a nephrology service, classified according to eGFR: Advanced (≤ 30ml/min/1.73m2), Moderate (30,1ml/min/1.73m2 to ≤ 60ml/min/1.73m2), and Mild CKD (> 60ml/min/1.73m2). Word list memory, Semantic fluency, Mental State Mini Exam and Trail Making Test (TMT) were applied to evaluate cognitive performance. In the TMT, lower scores are associated with better cognition. In linear regression, cognitive function was considered as dependent variables while groups based on eGFR were considered explanatory variables. The group with eGFR > 60ml/min was the reference and models were adjusted for confounding factors. Results: In our population (n = 240) 64 patients (26.7%) were classified as having advanced, 98(40,8%) moderate, and 78(32,5%) mild. There was no statistical difference among them in MMSE or in the verbal fluency test. However, comparing to mild, patients with advanced CKD presented significantly worse cognitive performance measured by TMTA [50,8s ± 31.1s versus 66,6s ± 35,7s (p = 0.016)] and TMTB [92,7s ± 46,2s versus 162,4s ± 35,7s (p < 0.001)]. Significantly lower TMTB scores (CI95%) 33,0s (4,5-61,6s) were observed in patients with mild compared to advanced CKD in the multivariate analysis adjusting for age, education, sex, diabetes, and alcohol use. Conclusion: Advanced CKD is independently associated with poorer cognitive performance measured by an executive performance test compared to mild CKD.

RESUMO Introdução: A elevação da prevalência de doença renal crônica (DRC) traz consigo um impacto potencial sobre o risco de aceleração da demência. A possível associação entre taxa de filtração glomerular (TFGe) e desempenho cognitivo foi pouco estudada. O objetivo do presente estudo foi avaliar os níveis de desempenho cognitivo em indivíduos com diferentes graus de função renal. Métodos: Foram analisados 240 pacientes ambulatoriais atendidos em um serviço de nefrologia classificados segundo a TFGe em grupos com DRC avançada (≤ 30ml/min/1,73m2), moderada (30,1ml/min/1,73m2 a ≤ 60ml/min/1,73m2) ou leve (> 60ml/min/1,73m2). Testes de memória por listas de palavras, fluência semântica, o mini exame do estado mental e o teste das trilhas (TT) foram aplicados para avaliar o desempenho cognitivo. No TT, escores mais baixos representam melhor cognição. Na regressão linear, função cognitiva foi considerada como variável dependente, enquanto os grupos baseados na TFGe foram considerados como variáveis explicativas. O grupo com TFGe > 60ml/min foi utilizado como referência e os modelos foram ajustados para fatores de confusão. Resultados: Em nossa população (n = 240), 64 pacientes (26,7%) foram diagnosticados com DRC avançada, 98 (40,8%) com DRC moderada e 78 (32,5%) com DRC leve. Não houve diferença estatística entre eles no MEEM ou no teste de fluência verbal. Contudo, em relação aos indivíduos com DRC leve, os pacientes com DRC avançada apresentaram desempenho cognitivo significativamente pior medido pelo TT A [50,8s ± 31,1s x 66,6s ± 35,7s (p = 0,016)] e TT B [92,7s ± 46,2s x 162,4s ± 35,7s (p < 0,001)]. Escores significativamente mais baixos no TT B (IC95%) 33,0s (4,5-61,6s) foram observados nos pacientes com DRC leve em comparação com o grupo com DRC avançada na análise multivariada ajustada para idade, escolaridade, sexo, diabetes e uso de álcool. Conclusão: DRC avançada esteve independentemente associada a pior desempenho cognitivo medido por um teste de desempenho executivo em comparação à DRC leve.
Descritores: Insuficiência Renal Crônica/complicações
Insuficiência Renal Crônica/epidemiologia
Disfunção Cognitiva/etiologia
-Índice de Gravidade de Doença
Brasil/epidemiologia
Prevalência
Estudos Transversais
Fatores de Risco
Creatinina/sangue
Função Executiva
Testes de Estado Mental e Demência
Taxa de Filtração Glomerular
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1002412
Autor: Amatneeks, Thaís Malucelli; Hamdan, Amer Cavalheiro.
Título: Montreal Cognitive Assessment for cognitive assessment in chronic kidney disease: a systematic review / Montreal Cognitive Assessment para avaliação cognitiva na doença renal crônica: uma revisão sistemática
Fonte: J. bras. nefrol;41(1):112-123, Jan.-Mar. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: There is evidence in the literature that cognitive impairment is more prevalent in individuals with chronic kidney disease (CKD) than in the general population. The Montreal Cognitive Assessment (MoCA) is an instrument with a good application profile for cognitive evaluation of patients with CKD-like impairments. The objective of this study is to perform a systematic review of MoCA use in the context of CKD. Method: The keywords "Montreal Cognitive Assessment", "Kidney Disease" and "Chronic Kidney Disease" were used to search the databases. The inclusion criteria were: a) empirical articles; b) approach to cognitive impairment in CKD; c) papers in Portuguese and English. Results: The studies were mostly cross-sectional, published in medical journals, with research carried out mostly in Europe. About 45% of the studies had samples of less than 150 participants and variations in the prevalence of cognitive impairment were found ranging from 28.9% to 74.6%. The cutoff point for the identification of the impairment presented variation between the studies. Discussion: The results' analysis demonstrates the need for more complete studies on MoCA scoring and adaptation in its different versions. We recommend to the health professionals who will use the results in the clinical setting that the interpretation of the results be made in the light of studies more related to the context lived by the patients. Conclusions: The instrument is efficient to be used in several stages and treatment modalities of the disease. We point to the need to adapt a cut-off point for the instrument in the different translations of the instrument.

Resumo Introdução: Há evidências na literatura de que o comprometimento cognitivo se apresenta com maior prevalência em indivíduos com Doença Renal Crônica (DRC) do que na população em geral. O Montreal Cognitive Assessment (MoCA) é um instrumento com bom perfil de aplicação para avaliação cognitiva de pacientes com comprometimentos similares aos da DRC. O objetivo deste estudo é realizar uma revisão sistemática sobre a aplicação do MoCA no contexto da DRC. Método: Foram utilizadas as palavras-chave "Montreal Cognitive Assessment", "Kidney Disease" e "Doença Renal Crônica" nas bases de dados. Os critérios de inclusão foram: a) artigos empíricos; b) abordagem do comprometimento cognitivo na DRC; c) trabalhos em língua portuguesa e inglesa. Resultados: Os estudos foram em sua maioria transversais, publicados em periódicos médicos, com pesquisas realizadas majoritariamente na Europa. Cerca de 45% das pesquisas tiveram amostras inferiores a 150 participantes e foram encontradas variações na prevalência de comprometimento cognitivo variando de 28,9% até 74,6%. O ponto de corte para identificação do comprometimento apresentou variação entre os estudos. Discussão: A análise de resultados demonstra a necessidade de estudos mais completos sobre pontuação e adaptação do MoCA em suas diferentes versões. Recomenda-se aos profissionais de saúde que utilizarão os resultados em âmbito clínico que a interpretação dos resultados seja realizada por estudos mais relacionados ao contexto vivido pelos pacientes. Conclusões: O instrumento demonstra-se eficiente para ser utilizado em diversos estágios e modalidades de tratamento da doença. Aponta-se a necessidade da adaptação de um ponto de corte para o instrumento nas diferentes traduções do instrumento.
Descritores: Insuficiência Renal Crônica/complicações
Disfunção Cognitiva/etiologia
Disfunção Cognitiva/epidemiologia
Testes de Estado Mental e Demência
-Prevalência
Estudos Transversais
Disfunção Cognitiva/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1040260
Autor: Erken, Ertugrul.
Título: Geriatric assessment in elderly hemodialysis patients / Avaliação geriátrica em pacientes idosos em hemodiálise
Fonte: J. bras. nefrol;41(3):310-311, July-Sept. 2019.
Idioma: en.
Descritores: Avaliação Geriátrica/métodos
Diálise Renal
Testes de Estado Mental e Demência
-Qualidade de Vida/psicologia
Disfunção Cognitiva
Fragilidade
Falência Renal Crônica/terapia
Limites: Humanos
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-845212
Autor: Souza, Regina Cláudia da Silva; Bersaneti, Mariana Davies Ribeiro; Siqueira, Ellen Maria Pires; Meira, Luciana; Brumatti, Daiana Lepre; Prado, Nilda Rosa de Oliveira.
Título: Capacitação de enfermeiros na utilização de um instrumento de avaliação de delirium / Nurses’ training in the use of a delirium screening tool
Fonte: Rev. gaúch. enferm;38(1):e64484, 2017.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo Narrar a experiência de capacitação de enfermeiros para implementação da avaliação sistematizada do delirium pelo método do Confusion Assessment Method for Intensive Care Unit. Método Relato de experiência que abrangeu as etapas de diagnóstico situacional, planejamento, capacitação da equipe e avaliação da implementação do instrumento entre janeiro e março de 2013 com enfermeiros de uma UTI de um hospital terciário do município de São Paulo. Resultados A implementação da avaliação, utilizando o Confusion Assessment Method for Intensive Care Unit, obteve uma adesão significativa dos enfermeiros e se tornou um indicador de assistência. Considerações finais A experiência demonstrou que essa avaliação possibilita analisar os resultados do processo de trabalho e a transformação consequente das iniciativas no cotidiano.

RESUMEN Objetivo Contar la experiencia de formación de enfermeras para la implementación de la evaluación sistemática de delirio por el método de la confusión Método de Evaluación de la Unidad de Cuidados Intensivos. Método Relato de experiencia que cubría las etapas de análisis de la situación, la planificación, la formación del personal y la evaluación de la aplicación de instrumentos, entre enero y marzo de 2013, con la enfermería en una unidad de cuidados intensivos de un hospital de tercer nivel en São Paulo. Resultados La aplicación de la evaluación utilizando el Método de Evaluación de la confusión de la Unidad de Cuidados Intensivos, obtuvieron una importante participación de las enfermeras y se convirtieron en un indicador de servicio. Consideraciones finales La experiencia ha demostrado que esta evaluación permite analizar los resultados del proceso de trabajo y las iniciativas de transformación consiguientes en la vida diaria.

ABSTRACT Objective To narrate the nurses’ training experience in the implementation of a systematic delirium screening tool using the Confusion Assessment Method for Intensive Care Unit. Method Experience report covering the steps of situation diagnosis, planning, staff training and evaluation of the tool’s implementation between January and March 2013 with nurses in the ICU of a tertiary hospital in São Paulo. Results The implementation of the assessment, using the Confusion Assessment Method for Intensive Care Unit, obtained significant nurse adhesion and became a service indicator. Final considerations The experience has shown that this assessment allows the results of the work process to be analyzed and the consequent transformation of daily initiatives.
Descritores: Diagnóstico de Enfermagem/métodos
Delírio/diagnóstico
Educação Continuada em Enfermagem
Enfermagem de Cuidados Críticos/educação
Testes de Estado Mental e Demência
Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital/educação
-Respiração Artificial
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Estado Terminal/psicologia
Estado Terminal/terapia
Papel do Profissional de Enfermagem
Delírio/enfermagem
Diagnóstico Precoce
Segurança do Paciente
Centros de Atenção Terciária
Capacitação em Serviço
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Martino, Milva Maria Figueiredo de
Texto completo
Id: biblio-960779
Autor: Vasconcelos, Eduardo Motta de; Martino, Milva Maria Figueiredo De.
Título: Preditores da síndrome de burnout em enfermeiros de unidade de terapia intensiva / Predictores del síndrome de burnout em enfermeras de La unidad de terapia intensive / Predictors of burnout syndrome in intensive care nurses
Fonte: Rev. gaúch. enferm;38(4):e65354, 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo OBJETIVOS Identificar a prevalência e analisar a existência de fatores preditores da síndrome de burnout em enfermeiros de unidade de terapia intensiva. MÉTODOS Estudo quantitativo, descritivo, transversal, com 91 enfermeiros de terapia intensiva. Utilizaram-se na coleta dos dados, em julho de 2014, dois instrumentos: um sociodemográfico e o Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey. Para verificar a associação entre a ocorrência do burnout e as variáveis categóricas foram aplicados o teste Qui-Quadrado de Pearson ou o teste Exato de Fisher. RESULTADOS Apresentaram burnout 14,3% da amostra. Das variáveis estudadas, a duração das férias foi a única que apresentou associação significativa com a ocorrência do burnout (p=0,034 / OR=3,92). CONCLUSÕES A prevalência do burnout nos enfermeiros correspondeu a 14,3%. A duração das férias foi a única variável em que houve associação significativa com a ocorrência do burnout.

Resumen OBJETIVOS Identificar la prevalencia y analizar la existencia de predictores del síndrome de burnout en enfermeras de la unidad de cuidados intensivos. MÉTODOS Estudio cuantitativo, descriptivo, transversal, con 91 enfermeros de terapia intensiva. Se utilizaron en la recolección de datos, en julio de 2014, dos instrumentos: un sociodemográfico y el Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey. Para verificar la asociación entre la ocurrencia del burnout y las variables categóricas se aplicó la prueba Qui-cuadrado de Pearson o la prueba Exacto de Fisher. RESULTADOS Presentaron burnout 14,3% de la muestra. De las variables estudiadas, la duración de las vacaciones fue la única que presentó asociación significativa con la ocurrencia del burnout (p = 0,034 / OR = 3,92). CONCLUSIONES La prevalencia del burnout en los enfermeros correspondió al 14,3%. La duración de las vacaciones fue la única variable en la que hubo asociación significativa con la ocurrencia del burnout.

Abstract OBJECTIVES To identify the prevalence and analyse the existence of predictors of burnout syndrome in intensive care nurses. METHODS The quantitative, descriptive, cross sectional study with 91 intensive care nurses. Two instruments were used to collect data in July 2014: a sociodemographic form and the Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey. Pearson's Chi-Square test or Fisher's exact test were applied to verify the association between the occurrence of burnout and the categorical variables. RESULTS Burnout affected 14.3% of the sample. Of the studied variables, only the duration of holidays had a significant association with the occurrence of burnout (p = 0034/OR = 3.92). CONCLUSIONS The prevalence of burnout in the nurses was 14.3%. Duration of the holidays was the only variable that showed a significant association with the occurrence of burnout.
Descritores: Esgotamento Profissional/psicologia
Enfermagem de Cuidados Críticos
/psicologia
FREEZE FRACTURINGABDOMEN/psicologia
-Brasil
Pesquisa em Enfermagem
Estudos Transversais
Carga de Trabalho
Estado Terminal
Emoções
Fadiga/psicologia
Testes de Estado Mental e Demência
Férias e Feriados
Hospitais de Ensino
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 59 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1052966
Autor: Herrera Bornes, María Florencia.
Título: El metilfenidato reduce la apatía en pacientes con Alzheimer / Methylphenidate reduces apathy in patients with Alzheimer's disease
Fonte: Evid. actual. práct. ambul;22(4):e001090, 2019. tab..
Idioma: es.
Descritores: Apatia
Doença de Alzheimer/tratamento farmacológico
Estimulantes do Sistema Nervoso Central/uso terapêutico
Metilfenidato/uso terapêutico
-Veteranos/psicologia
Índice de Gravidade de Doença
Atividades Cotidianas
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Método Duplo-Cego
Estudos Prospectivos
Cuidadores
Cognição
Depressão/psicologia
Vida Independente
Doença de Alzheimer/fisiopatologia
Doença de Alzheimer/psicologia
Testes de Estado Mental e Demência
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central



página 1 de 6 ir para página                
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde