Base de dados : LILACS
Pesquisa : G01.311 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 6 [refinar]
Mostrando: 1 .. 6   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 6 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-769610
Autor: Nóbrega, M. T.; Serra, E.; Silveira, H.; Terassi, P. M. B.; Bonifácio, C. M..
Título: Landscape structure in the Pirapó, Paranapanema 3 and 4 Hydrographic Unit, in the state of Paraná, Brazil / Estrutura da paisagem na Unidade Hidrográfica Pirapó, Paranapanema 3 e 4, no estado do Paraná, Brasil
Fonte: Braz. j. biol;75(4,supl.2):107-119, Dec. 2015. graf.
Idioma: en.
Resumo: The aim of this study is to characterize the Pirapó, Paranapanema 3 and 4 Hydrographic Unit, emphasizing its physical attributes and processes of use and occupation, responsible for the structure of the current landscape and the state of its water resources. The recognition of the landscape’s spatial structure in the hydrographic unit and its drainage basins was obtained by integrated analysis of the main elements that compose it: geology, landforms (hypsometric and slope), soils, climate and land use. Analysis revealed that within each drainage basin several variations in the spatial structure of the landscape occur which produce an internal compartmentalization. Each compartment is defined by its own geo-ecological structure, physiognomic standards and dynamics, reflected in its potentialities and vulnerabilities and in the conditions of water resources in the wake of occupation and use over time.

Resumo O objetivo deste trabalho é caracterizar a Unidade Hidrográfica do Pirapó, Paranapanema 3 e 4, ressaltando os seus atributos físicos e os processos de uso e ocupação, responsáveis pela estrutura da paisagem atual e pelo estado dos seus recursos hídricos. O reconhecimento da estrutura espacial da paisagem na unidade hidrográfica e nas suas bacias foi obtido por meio da análise integrada dos principais elementos que a compõe: geologia, relevo, solos, clima e uso da terra. A análise mostrou que no interior de cada bacia hidrográfica ocorrem variações na estrutura espacial da paisagem que produzem uma compartimentação interna. Cada compartimento se define por uma estrutura geoecológica, padrões fisionômicos e dinâmicos próprios o que se reflete nas suas potencialidades e vulnerabilidades e nas condições dos seus recursos hídricos, em face das formas de ocupação e uso ao longo do tempo.
Descritores: Clima
Ecossistema
Fenômenos Geológicos
Rios
-Brasil
Hidrologia
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-595545
Autor: Horbe, Adriana M. C; Behling, Hermann; Nogueira, Afonso C. R; Mapes, Russell.
Título: Environmental changes in the western Amazônia: morphological framework, geochemistry, palynology and radiocarbon dating data
Fonte: An. acad. bras. ciênc;83(3):863-874, Sept. 2011. ilus, mapas, tab.
Idioma: en.
Resumo: The sediments from the Coari lake, a “terra firme” lake sculpted into Plio-Pleistocene deposits, and the Acará lake, a flooding-type lake developed on Quaternary sediments in the floodplain of the mid-Solimões river, in the western Amazônia, Brazil, were studied to investigate the environmental condition of their developing. This study includes mineral composition, geochemistry, Pb isotope, palinology, radiocarbon-age and morphological framework of the lakes obtained from SRTM satellite images. The geological and the environmental conditions in the two lakes are highly variable and suggest that their evolution reflect autogenic processes under humid rainforest condition. Although kaolinite, quartz, muscovite, illite, and smectite are the main minerals in both lakes, the geochemistry indicates distinct source, the Acará lake sediments have higher concentrations of Al2O3, Fe2O3, FeO, CaO, K2O, MgO, Na2O, P2O5, Ba, V, Cu, Ni, Zn, Pb, Sr, Li, Y and La and have more radiogenic Pb than the Coari lake sediments. The radiocarbon ages suggest that at 10160 yr BP the Coari lake started to be developed due to avulsion of the Solimões river, and the Acará lake was formed by the meander abandonment of Solimões river retaining its grass dominated shore at ca. 3710 yr BP.

Os sedimentos do lago Coari, de ambiente de terra firme eesculpido nos depósitos do Plio-Pleistocenos, e o Acará, típico lago de várzea e ambos formados nos sedimentos quaternários da planície de inundação do médio Solimões, no oeste da Amazônia, Brasil, foram estudados para investigar as condições ambientais durante sua formação. Este estudo inclui dados da composição mineralógica, química, isótopos de Pb, palinologia, datações de radiocarbono e a configuração morfológica dos lagos obtida por imagens SRTM. As condições geológica e ambiental dos lagos variam e sugerem que suas evoluções refletem processos autogenéticos em condições de floresta úmida e chuvosa. Embora caulinita, quartz, muscovita, illita e esmectita sejam os principais minerais em ambos os lagos, a geoquímica indica fonte distinta, os sedimentos do lago Acará têm maior concentração de Al2O3, Fe2O3, FeO, CaO, K2O, MgO, Na2O, P2O5, Ba, V, Cu, Ni, Zn, Pb, Sr, Li, Y e La e têm mais Pb radiogênico que os sedimentos do lago Coari. As idades de radiocarbono sugerem que há aproximadamente 10160 anos AP o lago Coari iniciou o desenvolvimento devido a avulsão do rio Solimões, enquanto o lago Acará foi formado devido ao abandono de meandro do rio Solimões e retendo o domínio das gramíneas nas suas praias há aproximadamente 3710 anos AP.
Descritores: Água Doce/química
Sedimentos Geológicos/química
Metais Pesados/análise
Datação Radiométrica/métodos
-Brasil
Fenômenos Geológicos
Paleontologia
Pólen
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-583812
Autor: Mercante, MA; Rodrigues, SC; Ross, JLS.
Título: Geomorphology and habitat diversity in the Pantanal / Geomorfologia e a biodiversidade no Pantanal
Fonte: Braz. j. biol;71(1,supl.1):233-240, Apr. 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: The present study deals with the inter-relations in the relief which forms the Bacia do Alto Rio Paraguay (BAP) in mid-west Brazil. The overall aim is to discuss the relationship between relief forms and the biodiversity of the Pantanal. The BAP is a natural environmental system with contrasts in two of the compartments on which it is formed: the plateau, the most elevated compartment, highly transformed by human activities, and the plain which forms the Pantanal, which is more preserved and less transformed in relation to productive activities. The analysis was performed based on publications with a geomorphologic focus, examining the different relief units of the BAP and the dynamics of the revealing processes of landscape change which the Pantanal has undergone since the end of the Pleistocene.

O presente estudo tem como objetivo abordar a inter-relação entre os compartimentos do relevo brasileiro que compõem a Bacia do Alto Paraguai - BAP, para discutir as formas de relevo e a biodiversidade do Pantanal. A abordagem fundamenta-se na compreensão das diferentes formas do terreno, associando ao fato que a BAP é um sistema ambiental natural que tem contrastes nos dois compartimentos que a compõem: o planalto, o compartimento mais elevado, fortemente transformado por atividades humanas; e a planície, que constitui o Pantanal mato-grossense, mais conservada e pouco transformada, quanto ao uso com atividades produtivas. A análise foi realizada a partir de publicações com enfoques geomorfológicos, abordando as diferentes unidades do relevo da BAP e o entendimento da dinâmica dos processos reveladores de que o Pantanal passa desde o fim do Pleistoceno, com processos de mudanças da paisagem.
Descritores: Biodiversidade
Fenômenos Geológicos
Geografia/classificação
Áreas Alagadas
-Brasil
Limites: Animais
Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-578284
Autor: Jacobs, Louis L; Strganac, Christopher; Scotese, Christopher.
Título: Plate motions, Gondwana Dinosaurs, Noah's Arks, Beached Viking Funeral Ships, Ghost Ships, and Landspans
Fonte: An. acad. bras. ciênc;83(1):3-22, Mar. 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: Gondwanan Dinosaur Symposium, Third,
Resumo: Gondwana landmasses have served as large-scale biogeographic Noah's Arks and Beached Viking Funeral Ships, as defined by McKenna. The latitudinal trajectories of selected Gondwana dinosaur localities were traced through time in order to evaluate their movement through climate zones relative to those in which they originally formed. The dispersal of fauna during the breakup of Gondwana may have been facilitated by the presence of offshelf islands forming landspans (sensu Iturralde-Vinent and MacPhee) in the Equatorial Atlantic Gateway and elsewhere.

As massas de terra do Gondwana serviram como Arcas de Noe biogeograficas de grande escala e Navios Funerarios Vikings encalhados, conforme definido por McKenna. As trajetorias latitudinais de areas selecionadas de dinossauros do Gondwana foram tracadas ao longo do tempo a fim de avaliar seu movimento atraves de zonas climaticas relativas aquelas nas quais elas foram originalmente formadas. A dispersao da fauna durante a quebra do Gondwana pode ter sido facilitada pela presenca de ilhas oceanicas formando extensoes de terra (sensu Iturralde-Vinent e MacPhee) na entrada do Atlantico Equatorial e em outros lugares.
Descritores: Dinossauros
Geografia
Fenômenos Geológicos
Paleontologia
-Fósseis
Filogeografia
Dinâmica Populacional
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-504448
Autor: Haffer, J.
Título: Hypotheses to explain the origin of species in Amazonia / Hipóteses para explicar a origem das espécies na Amazônia
Fonte: Braz. j. biol;68(4,supl):917-947, Nov. 2008. ilus, mapas, tab.
Idioma: en.
Resumo: The main hypotheses proposed to explain barrier formation separating populations and causing the differentiation of species in Amazonia during the course of geological history are based on different factors, as follow: (1) Changes in the distribution of land and sea or in the landscape due to tectonic movements or sea level fluctuations (Paleogeography hypothesis), (2) the barrier effect of Amazonian rivers (River hypothesis), (3) a combination of the barrier effect of broad rivers and vegetational changes in northern and southern Amazonia (River-refuge hypothesis), (4) the isolation of humid rainforest blocks near areas of surface relief in the periphery of Amazonia separated by dry forests, savannas and other intermediate vegetation types during dry climatic periods of the Tertiary and Quaternary (Refuge hypothesis), (5) changes in canopy-density due to climatic reversals (Canopy-density hypothesis) (6) the isolation and speciation of animal populations in small montane habitat pockets around Amazonia due to climatic fluctuations without major vegetational changes (Museum hypothesis), (7) competitive species interactions and local species isolations in peripheral regions of Amazonia due to invasion and counterinvasion during cold/warm periods of the Pleistocene (Disturbance-vicariance hypothesis) and (8) parapatric speciation across steep environmental gradients without separation of the respective populations (Gradient hypothesis). Several of these hypotheses probably are relevant to a different degree for the speciation processes in different faunal groups or during different geological periods. The basic paleogeography model refers mainly to faunal differentiation during the Tertiary and in combination with the Refuge hypothesis. Milankovitch‡ cycles leading to global main hypotheses proposed to explain barrier formation separating populations and causing the differentiation of species in Amazonia during the course of geological...

As principais hipóteses propostas para explicar as formações de barreiras separando populações e causando diferenciações de espécies na Amazônia são baseadas em diferentes fatores (a maioria históricos), como os seguintes: 1) Mudanças na distribuição da terra e mar ou na paisagem devido a movimentos tectônicos ou flutuações do nível do mar (hipótese Paleogeográfica); 2) o efeito de barreiras dos rios amazônicos (hipótese de Rios); 3) uma combinação de efeitos de barreiras de rios largos e mudanças vegetacionais no norte e sul da Amazônia (hipótese de Refúgio-rios), 4) o isolamento dos blocos de floresta úmida das áreas de relevo de superfície na periferia da Amazônia separadas por florestas secas, savanas e outros tipos de vegetação intermediária durante os períodos climáticos secos do Terciário e Quaternário (hipótese de Refúgios), 5) mudanças na densidade do dossel devido a mudanças climáticas (hipótese de Densidade do dossel), 6) o isolamento e especiação de populações animais em pequenas áreas montanhosas na Amazônia devido a flutuações climáticas sem maiores mudanças vegetacionais (hipótese de Museu), 7) interações competitivas entre espécies e isolamentos de espécies locais em regiões periféricas da Amazônia devido a invasão e contra-invasão durante períodos frios/quentes do Pleistoceno (hipótese Distúrbio-vicariante), e 8) especiação parapátrica através de acentuados gradientes ambientais sem separação das respectivas populações (hipótese de Gradiente). Muitas dessas hipóteses provavelmente são relevantes para diferentes graus de processos de especiação em diferentes grupos da fauna ou durante diferentes períodos geológicos. O modelo básico de paleogeografia refere-se principalmente a diferenciação faunística durante o terciário e em combinação com a hipótese de Refúgio. Os ciclos de Milankovitch que levam a mudanças climáticas-vegetacionais globais afetaram os biomas do mundo não apenas durante o Pleistoceno mas também durante...
Descritores: Evolução Biológica
Meio Ambiente
Especiação Genética
Dinâmica Populacional
-Aves/classificação
Demografia
Ecossistema
Geografia
Fenômenos Geológicos
Hibridização Genética/genética
Paleontologia
Filogenia
Rios
América do Sul
Especificidade da Espécie
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 6 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-401789
Autor: Alvarez, León, Ricardo; Mendoza Mazzeo, Luis Alberto; Vernette, Georges.
Título: Factores de formación de las lagunas costeras del suroeste del Caribe colombiano / Factors involved in coastal lagoons formation in colombian southwest Caribbean
Fonte: Acta cient. venez;54(3):180-188, 2003. mapas.
Idioma: es.
Resumo: Existen cuatro tipos de lagunas costeras en el suroeste del Caribe colombiano, con base en su origen, evolución geomorfológica y características ambientales, las cuales se ilustran con un ejemplo representativo: (1) con aporte sedimentario terrígeno en ambiente deltáico (Ciénagas del Delta del Río Sinú, Depto. de Córdoba), (2) con barras arenosas litorales en llanura costera (Ciénaga de Tesca, Depto. de Bolívar), (3) con barra construida por organismos, especialmente arrecifes de coral (Lagunas de Isla Grande, Depto. de Bolívar) y, (4) con barreras de tipo tectónico (Bahía de Cartagena, Depto. de Bolívar)
Descritores: Evolução Biológica
Laguna Costeira
Fenômenos Geológicos
-Colômbia
Ecossistema
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde