Base de dados : LILACS
Pesquisa : G01.311.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 748 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 75 ir para página                         

  1 / 748 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1154962
Autor: Nakamura, Gabriel; Vicentin, Wagner; Súarez, Yzel Rondon.
Título: Taxonomic and phylogenetic beta diversity in headwater stream fish communities of the Paraná and Paraguai River basins
Fonte: Neotrop. ichthyol;19(1):e200126, 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FUNDECT; . CNPq.
Resumo: Patterns of species replacement and richness differences along environmental gradients or ecoregions shed light on different ecological and evolutionary mechanisms acting on community structure. Communities of aquatic ecosystems of different watersheds are supposed to host distinct species and lineages. Quantifying and understanding the degree to which these differences are affected by environmental and biogeographical factors remains an open question for these environments, particularly in the Neotropical region. We investigated patterns of taxonomic and phylogenetic composition of headwater streams of the Paraná and Paraguai River basins to understand how local and biogeographical factors affect the assembly of fish communities. We also quantified taxonomic and phylogenetic beta diversity by decomposing them into nestedness and turnover components. We found that local environmental factors are the main factors influencing the composition of stream fish communities. Whereas pH affected both taxonomic and phylogenetic turnover, water velocity was responsible for phylogenetic turnover and pH was the main driver of phylogenetic nestedness. Our results indicate an effect of local environmental factors in determining the structure of headwater stream fish communities through a combination of a species sorting mechanism (water velocity and pH) and phylogenetic habitat filtering (pH).(AU)

Padrões de substituição de espécies ou diferenças de riqueza ao longo de gradientes ambientais ou ecoregiões lançam luz sobre diferentes processos e mecanismos ecológicos atuando na estruturação das comunidades. Supõe-se que comunidades aquáticas pertencentes a diferentes bacias pertençam a linhagens evolutivas distintas. Quantificar e entender o grau em que tais diferenças são resultado de fatores ambientais locais e/ou processos biogeográficos ainda é uma questão pouco explorada. Neste estudo nós investigamos os padrões de composição taxonômica e filogenética em riachos de cabeceira das bacias dos Rios Paraná e Paraguai, para entender como fatores locais e biogeográficos afetam a estruturação das comunidades de peixes. Nós quantificamos a diversidade beta taxonômica e filogenética decompondo estas em aninhamento e substituição. Encontramos que os fatores ambientais locais são os principais determinantes da composição das comunidades de peixes destes riachos. Enquanto o pH afetou tanto a substituição de linhagens e de espécies, a velocidade da água foi responsável por uma substituição de linhagens, enquanto o pH foi o principal responsável pelo aninhamento de linhagens. Nossos resultados indicam a importância dos fatores locais através da combinação entre mecanismos de preferência de nicho (velocidade da água e pH) e filtragem ambiental de linhagens (pH).(AU)
Descritores: Filogenia
Classificação
Ecossistema
Peixes
-Rios
Concentração de Íons de Hidrogênio
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 748 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1154964
Autor: Restrepo-Escobar, Natalia; Yepes-Acevedo, Anny Johanna; Márquez, Edna Judith.
Título: Population genetics of three threatened catfish species in heterogeneous environments of the Cauca River, Colombia
Fonte: Neotrop. ichthyol;19(1):e200040, 2021. tab, graf, mapas.
Idioma: en.
Projeto: Universidad Nacional de Colombia; . Empresas Públicas de Medellín.
Resumo: Neotropical catfishes Ageneiosus pardalis, Pimelodus grosskopfii and Sorubim cuspicaudus are migratory fishes of commercial importance that exhibit decreasing populations due to overfishing and other anthropic interventions. This study used species-specific microsatellite loci to test the hypothesis that threatened fish populations show genetic vulnerability signs and are genetically structured in the middle and lower sections of the Cauca River. The studied species exhibit genetic diversity levels higher than the average values reported for Neotropical Siluriformes; however, they seem to have suffered recent bottlenecks and they present significant endogamy levels that are higher for the critically endangered catfish P. grosskopfii. Furthermore, both Ageneiosus pardalis and S. cuspicaudus are each formed by one genetic group, while Pimelodus grosskopfii comprises two coexisting genetic groups. The information obtained in this study is useful for the decision making in management plans that are appropriate for the sustainability of these three species populations within the proposal for the expansion of the hydroelectric development and other anthropic activities.(AU)

Los bagres Neotropicales Ageneiosus pardalis, Pimelodus grosskopfii y Sorubim cuspicaudus, son peces migratorios de importancia comercial cuyas poblaciones han disminuido debido a la sobrepesca y otras intervenciones antrópicas. En este trabajo, se utilizaron loci microsatélites especie-específicos para contrastar la hipótesis de que las poblaciones de peces amenazadas muestran señales de vulnerabilidad genética y están genéticamente estructuradas en los sectores medio y bajo del río Cauca. Las especies estudiadas exhiben niveles de diversidad genética superiores a los promedios reportados para Siluriformes Neotropicales; sin embargo, parecen haber sufrido cuellos de botella recientes y presentan niveles significativos de endogamia que son más altos para el bagre en peligro crítico, P. grosskopfii. Además, Ageneiosus pardalis y S. cuspicaudus están conformados cada uno por un solo grupo genético, mientras que Pimelodus grosskopfii comprende dos grupos genéticos que coexisten. La información obtenida en este estudio es útil para la toma de decisiones en planes de manejo que sean adecuados para la sostenibilidad de las poblaciones de estas tres especies de bagre dentro de las propuestas para la expansión de desarrollo hidroeléctrico y otras actividades antrópicas.(AU)
Descritores: Peixes-Gato
Meio Ambiente
Genética Populacional
-Variação Genética
Rios
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 748 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1154965
Autor: Rodrigues, Amanda Cantarute; Santos, Natália Carneiro Lacerda dos; Baumgartner, Matheus Tenório; Gomes, Luiz Carlos.
Título: Adjustments in population and reproductive dynamics of native and non-native congeneric species during 26 years after invasion
Fonte: Neotrop. ichthyol;19(1):e200033, 2021. tab, graf, mapas.
Idioma: en.
Resumo: We aimed to improve the understanding of the establishment of Serrasalmus marginatus (non-native), which was followed by a decrease in the abundance of Serrasalmus maculatus (native) in the upper Paraná River floodplain. We estimated age, mortality rate, length and age at first maturity and variations in gonad development in three time-periods along a 26-year truncated time scale for both species. Population and reproduction parameters of both species showed substantial fluctuations among periods. Most age classes were sampled in all time-periods, but with considerable difference in abundance, with predominance of older individuals in the second time-period and younger individuals in the third time-period for both species. The mortality rates decreased for both species in the second time-period, but increased for the native in the third time-period. Length and age at first maturity decreased in the second time-period for both species, increasing the number of mature individuals on their populations. In the third time-period, the number of immature individuals increased for both species. We suggest that species experienced stressful conditions during cooccurrence and this have resulted in physiological responses in both species, reflecting in population and reproductive adjustments that may have relaxed competitive interactions between them, optimizing survival, reproductive effort and coexistence.(AU)

Nosso objetivo foi aumentar o conhecimento sobre o estabelecimento de Serrasalmus marginatus (não nativa), que foi seguido pela diminuição na abundância de Serrasalmus maculatus (nativa) na planície de inundação do alto rio Paraná. Estimamos a idade, taxa de mortalidade, comprimento e idade de primeira maturação e variações no desenvolvimento gonadal em três períodos ao longo de 26 anos para as espécies. Os parâmetros populacionais e de reprodução das espécies mostraram flutuações substanciais. A maioria das faixas etárias foi amostrada em todos os períodos, mas com diferenças consideráveis na abundância, predominando indivíduos mais velhos no segundo período e indivíduos mais jovens no terceiro período para ambas as espécies. A taxa de mortalidade diminuiu para as espécies no segundo período, mas aumentou para a espécie nativa no terceiro período. O comprimento e a idade de primeira maturação diminuíram no segundo período para as espécies, aumentando o número de indivíduos adultos. No terceiro período, o número de indivíduos imaturos aumentou para ambas as espécies. Sugerimos que as espécies passaram por condições estressantes durante a coocorrência, resultando em respostas fisiológicas que desencadearam ajustes populacionais e reprodutivos que podem ter minimizado a interação competitiva entre elas, otimizando a sobrevivência, o esforço reprodutivo e a coexistência.(AU)
Descritores: Mortalidade
Caraciformes/classificação
Sobrevivência
Grupos Etários
-Rios
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 748 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890580
Autor: Mariosa, Duarcides Ferreira; Ferraz, Renato Ribeiro Nogueira; Santos-Silva, Edinaldo Nelson dos.
Título: Influência das condições socioambientais na prevalência de hipertensão arterial sistêmica em duas comunidades ribeirinhas da Amazônia, Brasil / Influence of environmental conditions on the prevalence of systemic hypertension in two riverine communities in the Amazon, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(5):1425-1436, Mai. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo discute a influência das condições socioambientais na prevalência da Hipertensão Arterial Sistêmica em duas comunidades ribeirinhas da (RDS) Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé, Manaus, Amazonas, mediante estudo ecológico de grupos múltiplos e de análise contextual realizados com os moradores. Para delinear a etiologia ambiental que descreve o risco de acometimento da doença, o estudo compara dados demográficos, taxas de incidência e as práticas diárias comuns nas coletividades, levantados em pesquisa de campo, entre os anos de 2012 e 2014, com valores apresentados pelo IBGE na Pesquisa Nacional de Saúde de 2013. Os resultados da análise sugerem que determinantes socioambientais, como a precariedade das condições gerais de vida, trabalho e de acesso aos mecanismos protetivos à saúde das comunidades investigadas são relevantes para explicar a variabilidade das taxas de incidência de HAS. Finaliza-se alertando para a necessidade de considerar a vulnerabilidade socioambiental na elaboração de políticas públicas de saúde e na gestão de unidades de conservação.

Abstract This article discusses the influence of environmental conditions on the prevalence of systemic hypertension in two riverine communities in the Sustainable Development Reserve of Tupé, Manaus, Amazonas, Brazil, through an ecological study of multiple groups and contextual analysis carried out with the local inhabitants. To identify the environmental etiology describing the risk of disease development, the study compares demographics, incidence rates and common daily practices in these communities, using data collected in the field, between 2012 and 2014, as well as values provided by IBGE, originally from National Health Survey, 2013. The results suggest that social and environmental determinants, such as general living conditions, occupation and access to protective health care, in the investigated communities, are relevant factors in explaining the observed variability in systemic arterial hypertension (SAH) incidence rates. The study concludes by pointing out the importance and need to consider socio-environmental vulnerability in the elaboration of public health policies and in the management of environmentally protected areas.
Descritores: Conservação dos Recursos Naturais
Meio Ambiente
Determinantes Sociais da Saúde
Hipertensão/epidemiologia
-Brasil/epidemiologia
Saúde Pública
Incidência
Prevalência
Inquéritos Epidemiológicos
Rios
Política de Saúde
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 748 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-974717
Autor: Oliveira, Tatiana Figueiredo de; Buss, Daniel Forsin.
Título: Protocolo de avaliação da probabilidade de uso recreativo de rios e sua aplicação para análise de risco / A protocol for evaluating the probability of the recreational use of rivers and its application in risk analysis
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(11):3705-3717, Oct. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Águas contaminadas representam um risco à saúde não somente pelo consumo direto, mas também pelo uso recreativo. Estratégias de análise de risco visam à redução dos casos de contaminação e devem incorporar as percepções e aceitação das pessoas em assumir riscos. Um método rápido e simplificado foi desenvolvido para avaliar a probabilidade do uso de águas recreativas. Foram realizadas entrevistas em municípios com condições ecológicas distintas, para elencar fatores que embasam a decisão das pessoas pelo uso dos rios. Em seguida, foi elaborado e realizado pré-teste do Índice de Probabilidade de Uso Recreativo de Águas (I-PURA) que, após ajuste, foi aplicado em 26 balneários de 5 das 9 regiões hidrográficas do estado do Rio de Janeiro. Foram medidas, ainda, a frequência de uso, a contaminação bacteriana da água e um índice de avaliação do habitat (IAH). O I-PURA foi correlacionado à frequência de uso, mas não com o IAH, evidenciando que a percepção dos usuários é diferente de aspectos puramente ecológicos. Este método contribui com a análise de risco e manejo dos recursos hídricos. Locais em que há alta probabilidade de uso, ou uso observado, e alta contaminação são estratégicos para intervenção.

Abstract Contaminated waters constitute health risks not only due to direct consumption, but also in recreational use. Risk analysis strategies aim to reduce the instances of contaminations and must include the population's perceptions and willingness to assume risks. A rapid and simple method was developed to evaluate the probability of use of recreational waters. Interviews were conducted in municipalities with different ecological conditions, in order to define the factors used by people to decide to use, or otherwise, river waters. After analyzing the results, the "Índice de Probabilidade de Uso Recreativo de Águas (I-PURA)" was elaborated and tested. The index was then employed at 26 river locations representing five of the nine hydrographic regions of Rio de Janeiro state. The frequency of use, water contamination and a Habitat Assessment Visual Index (IAH) was also measured. The I-PURA was correlated with the frequency of use. Furthermore, the I-PURA was not correlated with IAH, showing that user perceptions are different from purely ecological aspects. This tool offers useful information for risk assessment and environmental management. Sites with a high probability of use, or observed use, that are highly contaminated should be prioritized for interventions.
Descritores: Qualidade da Água
Monitoramento Ambiental/métodos
Medição de Risco/métodos
Rios/química
-Probabilidade
Tomada de Decisões
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 748 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011863
Autor: Duarte, Juliana Lúcia; Diaz-Quijano, Fredi Alexander; Batista, Antônio Carlos; Duarte, Alejandro Fonseca; Melchior, Leonardo Augusto Kohara; Giatti, Leandro Luiz.
Título: Variabilidade climática e internações por doenças diarreicas infecciosas em um município da Amazônia Ocidental brasileira / Climate variability and hospitalizations due to infectious diarrheal diseases in a municipality of the Western Brazilian Amazon Region
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(8):2959-2970, ago. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A morbimortalidade por doenças diarreicas infecciosas ainda representa um grave problema de saúde no Brasil e está altamente relacionada a fatores como condições climáticas, ambientais e de vida da população. O objetivo deste estudo foi analisar a associação das taxas de internações por doenças diarreicas infecciosas na população do município de Rio Branco/AC com a precipitação, o nível do rio, a umidade e a temperatura, entre os anos de 2000 e 2013. Os dados foram extraídos do Sistema de Informações Hospitalares do SUS, do Instituto Nacional de Meteorologia e da Agência Nacional das Águas. Foram ajustados modelos múltiplos de regressão de Poisson e binomial negativa. Os resultados mostram que existe uma associação positiva entre as internações por doenças diarreicas infecciosas e o nível do Rio Acre (RT:1,07; IC95%:1,04 a 1,1); houve um decréscimo de 14% nestas taxas de internações entre os anos de 2000 e 2013 (RT:0,86; IC95%:0,85 a 0,87); o grupo mais vulnerável pertence à faixa etária de menores de 1 ano de vida. Este estudo mostrou a vulnerabilidade de uma cidade na Amazônia quanto à variabilidade climática e a respectiva influência epidemiológica na incidência de internações por doenças diarreicas infecciosas.

Abstract Morbimortality due to infectious diarrheal diseases still is a serious health issue in Brazil and is highly related to factors such as weather, environment, and people's life conditions. This study aimed to analyze the relationship between hospitalization rates due to infectious diarrheal diseases among the population of the municipality of Rio Branco (AC), Brazil and precipitation, river level, humidity and temperature between 2000 and 2013. Data were retrieved from the Hospital Information System of the SUS (Unified Health System), the National Institute of Meteorology and the National Water Agency. Multiple Poisson and negative binomial regression models were adjusted. Results showed that there is a positive association between hospitalization due to infectious diarrheal diseases and the level of the Acre river (RR: 1.07; CI 95%: 1.04 to 1.1); these hospitalization rates fell 14% between 2000 and 2013 (RR: 0.86; CI 95%: 0.85 to 0.87). The most vulnerable group was the age group of less than 1 year of age. This study showed the vulnerability of an Amazonian city to climate variability and its respective epidemiological influence on the incidence of hospitalizations due to infectious diarrheal diseases.
Descritores: Clima
Disenteria/epidemiologia
Hospitalização/estatística & dados numéricos
-Temperatura
Tempo (Meteorologia)
Brasil/epidemiologia
Incidência
Cidades
Rios
Umidade
Pessoa de Meia-Idade
Programas Nacionais de Saúde
Limites: Humanos
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 748 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1099169
Autor: de Souza de Oliveira, Rônisson; Peralta, Nelissa.
Título: «O rio comanda a vida¼: Aprendizagem do nado em uma comunidade ribeirinha do Amazonas / «The river commands life¼: Learning how to swim in a riverside village in the Amazon / «El río manda la vida¼: aprender a nadar en una comunidad ribereña en el Amazonas
Fonte: Rev. latinoam. cienc. soc. niñez juv;18(1):66-92, ene.-jun. 2020. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo (analítico) O objetivo deste artigo é descrever os processos e significados envolvidos na aprendizagem do nado entre crianças ribeirinhas do médio rio Solimões. A pesquisa questiona os métodos de aprendizagem e o que aprender a nadar representa em termos de construção da pessoa. Assim, recorremos a um estudo exploratório, com abordagem qualitativa e estudo de caso. Realizamos registros fotográficos, entrevistas semiestruturadas e observação participante. As crianças aprendem a nadar por meio de brincadeiras, em espaços específicos nas beiras dos rios, no período de inundação. Aprender a nadar lhes permite circular de forma autônoma nos espaços comunitários e lhes torna aptos a participar também do mundo da pesca. Concluímos que a natação é fundamental para a formação da pessoa, construção e afirmação da territorialidade do grupo.

Abstract (analytical) The authors describe the processes and meanings involved in learning how to swim among children who live next to the river in the Middle Amazon River region. The research investigates swimming techniques and what they mean for the construction of a person. The authors carried out an exploratory study with a qualitative approach and a case study design. Semi-structured interviews and participant observation techniques were used. Results show that children learn to swim through games in specific spaces near the river, especially during the rainy season. Developing their swimming techniques allows them to circulate autonomously in the community, develop their strength and participate in the world of fishing. The authors conclude that swimming is a skill that has very high relevance for children who live along the river and is fundamental for the formation of a person and the construction and affirmation of the territoriality of the group.

Resumen (analítico) Este artículo tiene como objetivo describir los procesos y significados involucrados en el aprendizaje del nado entre los niños ribereños del medio río Amazonas. La pregunta de investigación cuestiona las modalidades de aprendizaje de natación y qué significa para la construcción de la persona. Para responderla, recurrimos a un estudio de tipo exploratorio, con enfoque cualitativo y diseño de estudio de caso. Aplicamos la entrevista semiestructurada y la observación participante. Los niños aprenden a nadar por medio de juegos, especialmente en el período de inundación. Desarrollar las técnicas de natación les permite circular de forma autónoma en la comunidad y los vuelve aptos a participar también del mundo de la pesca. Concluimos que nadar es fundamental para la formación de la persona, así como la construcción y afirmación de la territorialidad del grupo.
Descritores: Natação
Ecossistema Amazônico
Aprendizagem
-Jogos e Brinquedos
Rios
Responsável: CO335.1 - Centro de Estudios Avanzados en Niñez y Juventud de la Alianza CINDE


  8 / 748 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Amaral, Benedito Domingues do
Texto completo
Id: lil-393858
Autor: Amaral, Benedito Domingues do.
Título: Fishing territoriality and diversity between the ethnic populations Ashaninka and Kaxinawá, Breu rive r, Brazil/Peru
Fonte: Acta amaz;34(1):75-88, 2004. mapas, tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Este estudo tem o objetivo de descrever a diversidade e a territorialidade pesqueira de subsistência das populações tradicionais de uma aldeia Ashaninka e duas Kaxinawá vivendo à beira do rio Breu. Elas se situam no alto rio Juruá acima de Marechal Taumaturgo (AC, Brasil/Peru) num complexo de unidades de conservação e territórios de diversas populações étnicas. As casas dos moradores das aldeias e as pescarias coletivas são as unidades amostrais nesse estudo. De modo geral, as amostragens nas casas foram realizadas nos fins de tarde, conforme a chegada dos pescadores à aldeia. O monitor de pesca fez a coleta das informações sobre a pescaria e a pesagem do pescado capturado. Os dados foram analisados de maneira exploratória através do índice ponderal de dominância (ID%), pela análise de variância para as diversidades das capturas nas aldeias e pela análise de correspondência para determinar as associações das espécies de pescado e os pontos pesqueiros entre as aldeias da Reserva Indígena. Os resultados das análises de variância demonstraram que existem diferenças entre as diversidades das capturas. No entanto, os testes a posteriori de comparações somente detectaram diferenças de diversidades entre o anzol de mão e os outros aparelhos (arco/flecha, tarrafa e tingui). Apesar do arco/flecha apresentar baixa captura (kg), sua estratégia de pesca gera alta diversidade de espécies. Os resultados demonstram que não há freqüência de sobreposição das visitas aos pontos pesqueiros entre as etnias Ashaninka e Kaxinawá. Esse padrão é o mesmo encontrado para a análise de correspondência para as espécies de pescado, que descreve a semelhança entre os ambientes de poços explorados entre os pescadores Ashaninka e Kaxinawá do Mourão devido a sua proximidade de localização na Reserva Indígena, mas não há sobreposição na exploração dos recursos pesqueiros. Essas populações étnicas ainda continuam a manter uma forte tradição cultural e cosmológica, com seus territórios definidos de maneira informal e com respeito aos que habitam a região do Alto Juruá.
Descritores: Ecossistema Amazônico
Rios
Grupos Populacionais
Pesqueiros
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  9 / 748 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1135405
Autor: Brejão, Gabriel L; Teresa, Fabrício B; Gerhard, Pedro.
Título: When roads cross streams: fish assemblage responses to fluvial fragmentation in lowland Amazonian streams
Fonte: Neotrop. ichthyol;18(3):e200031, 2020. tab, graf, mapas.
Idioma: en.
Projeto: CNPq; . FAPESPA; . CNPq; . FAPESP.
Resumo: Roads affect biodiversity by increasing mortality rates, habitat loss, and natural landscape fragmentation. Poorly installed culverts can impound streams, changing the environmental conditions, and affecting aquatic communities. We evaluated the effects of road crossings on the taxonomic composition and functional structure of fish assemblages in lowland eastern Amazonian streams, Brazil. We tested the hypothesis that the presence of road-derived impoundments affects assemblage taxonomic and functional composition and structure. Two predictions were addressed: (1) Species and functional group composition will differ in impounded reaches in relation to lotic reaches; (2) Assemblages in downstream lotic reaches will be richer in species and functional groups in relation to upstream lotic and impoundment reaches. We sampled five streams crossed by roads presenting impoundment formation, conducted by visual census (day, dusk, and night) in 200 m line transects. Assemblage composition from lentic reaches was different from lotic reaches, and Shannon diversity from downstream reaches was different from upstream and impoundment, however, beta diversity partitioning between lotic reaches showed higher nestedness contribution, reinforcing the role of impoundment in limiting fish dispersal between lotic reaches. These results suggest that impoundments impose environmental and dispersal constraints to fish, affecting their longitudinal distribution in streams fragmented by roads.(AU)

Estradas afetam a biodiversidade aumentando as taxas de mortalidade, perda de hábitat e fragmentação. Cruzamentos mal instalados represam riachos, alterando as condições ambientais e afetando as comunidades aquáticas. Avaliamos os efeitos deste impacto sobre a estrutura taxonômica e funcional das assembleias de peixes em riachos da Amazônia Oriental, Brasil. Testamos a hipótese de que a presença dos alagados derivados de estradas afeta a composição e estrutura taxonômica e funcional das assembleias. Nossas predições foram: (1) A composição de espécies e grupos funcionais é diferente entre trechos alagados e lóticos; (2) Assembleias nos trechos à jusante serão mais ricas em espécies e grupos funcionais que os trechos à montante e alagados. Amostramos cinco riachos cruzados por estradas com formação de alagamentos por censo visual (dia, crepúsculo e noite) em transectos lineares de 200 m. A composição das assembleias dos trechos lênticos diferiu dos lóticos, e a diversidade de Shannon à jusante diferiu dos trechos montante e alagados, entretanto, nos lóticos, houve maior contribuição do aninhamento na partição da diversidade beta, reforçando o papel do represamento na limitação da dispersão de peixes entre estes. Sugerimos que os represamentos impõem restrições ambientais e de dispersão aos peixes, afetando sua distribuição longitudinal em riachos fragmentados por estradas.(AU)
Descritores: Estradas
Conservação dos Recursos Naturais
Peixes
-Rios
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 748 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-413327
Autor: Horbe, Adriana Maria Coimbra; Gomes, Israel Leibnitz Ferreira; Miranda, Sebastião Fonseca; Silva, Maria do Socorro Rocha da.
Título: Contribuição à hidroquímica de drenagens no Município de Manaus - AM / Contribution to the hydrochemistry of drainages in the municipality of Manaus-AM
Fonte: Acta amaz;35(2):119-124, abr.-jun. 2005. mapas, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O rio Puraquequara, e seu afluente direito, o igarapé Agua Branca, localizam-se fora da zona urbana de Manaus e estão com a bacia ainda protegida por floresta primária. Têm características geológicas, pedológicas e climatológicas de igarapés naturais de terra-firme da Amazônia Central. Foram coletadas amostras de água nos meses de novembro de 1998 (período seco) e abril de 1999 (período chuvoso) e determinados os parâmetros temperatura, pH, turbidez, condutividade, alcalinidade, dureza, DQO, Ca2+, Mg2+, Na+, K+, SiO2, NO3-, NO2-, PO4(3-), SO4(2-), Cl-, NH4+ e Fe total. As águas apresentaram pH entre 3,8 e 4,1 passando a menos ácidas na estiagem. A alcalinidade e a turbidez são, em geral, mais elevadas na estiagem, enquanto a condutividade, dureza e DQO são maiores no período mais chuvoso. SiO2 e o Cl- foram os ânions mais abundantes, com contribuição maior do primeiro no Puraquequara e menor no Agua Branca, enquanto o Cl- tem comportamento oposto. Na+, Fe total e NH4+ são os cátions mais abundantes e predominam, no geral, no período mais seco. O NH4+ é o único cátion que tende a aumentar sua contribuição para jusante do igarapé no período úmido. Os teores de K+ são mais elevados do que os de Mg2+ e este que os de Ca2+, e são todos superados pelo Na+. Os teores da NH4+ e NO3-, acima de 0,2 mg/L e 0,5 mg/L, respectivamente, são indícios de contaminação. Essas características definem as águas da bacia como muito diluídas, com predominância dos ânions sobre os cátions e correlacionáveis as águas de cor preta.
Descritores: Ecossistema Amazônico
Rios
Águas Minerais
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde



página 1 de 75 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde