Base de dados : LILACS
Pesquisa : G01.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 181 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 19 ir para página                         

  1 / 181 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989423
Autor: Ito, Vivian Cristina; Zielinski, Acácio Antônio Ferreira; Demiate, Ivo Mottin; Spoto, Marta; Nogueira, Alessandro; Lacerda, Luiz Gustavo.
Título: Effects of gamma radiation on the stability and degradation kinetics of phenolic compounds and antioxidant activity during storage of (Oryza sativa L) black rice flour
Fonte: Braz. arch. biol. technol;62:e19180470, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The effects of gamma radiation (0, 1, 2 and 3 kGy) were used to evaluate the stability and thermal degradation kinetics of anthocyanins, as well as the stability of total phenolic compounds (TPC) and antioxidant activity at different temperatures (4, 25, 35 and 45 °C) during the storage (0, 30, 60, 90 and 120 days) of black rice flour. This flour can be used as ingredient for gluten-free cereal products with higher nutritional value. For this it is necessary to preserve the anthocyanin content during thermal processing and shelf-life periods. At time 0, the dose of 3 kGy provided all of the most available bioactive compounds, raising their antioxidant potential, except for TPC. During the storage at different temperatures up to 120 days, gradual losses occurred in all the analysed parameters. Regarding the total anthocyanin content and TPC, the sample irradiated with a 1 kGy dose remained most stable. The analysis of kinetic data indicated a first-order reaction for the degradation of anthocyanins. The combination of irradiation with different temperatures may improve the shelf-life of black rice flour.
Descritores: Radiação
Oryza
Termodinâmica
Compostos Fitoquímicos
Antocianinas/química
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 181 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1319060
Autor: Perafan Gonzales, Carmen Ofir.
Título: Estimacion de parametros de radiacion y calificacion de la evapotranspiracion real en el Valle Alto de Cochabamba / sss.
Fonte: Cochabamba; s.n; 1998. 24 p. ilus, map.
Idioma: es.
Tese: Apresentada a Universidad Mayor de san Simon. Centro de Levantamientos Aeroespaciales y Aplicativos SIG para el Desarrollo Sostenible de los Recursos Naturales para obtenção do grau de Magister Profesional en Levantamiento de Recursos Hidricos.
Resumo: El Valle Alto de Cochabamba permite la aplicacion de la metodologia en el aspecto que cumple con las caracteristicas de ser un area plana y donde las caracteristicas climaticas pueden ser extrapoladas sin introducir errores considerables por efectos de cambios de altitud, sin embargo deben desarrollarse trabajos que validen la suposicion de homogeneidad espacial de dichas variables. A pesar de las limitaciones que se tuvieron en la aplicacion del metodo por falta de informacion de campo actualizada se pudo obtener resultados satisfactorios en cuanto a parametros radioactivos que actuan como calificadores de la evapotranspiracion. Ellos han permitido establecer las diferencias espaciales entre los diferentes rasgos superficiales y la disponibilidad de humedad en los mismos. La aplicacion de esta metodologia para mejorar la distribucion de agua para riego en el Valle Alto, no es posible ser utilizada con precision dada la falta de informacion climatica terrestre suficiente. El esquema de organizacion social para el abastecimiento de riego complica la efectividad del metodo, si se considera como herramienta indicadora de la dotacion de agua para consumo del cultivo...
Descritores: Abastecimento de Água
Cultivos Agrícolas
Evapotranspiração
Radiação
Responsável: BO134.1 - Biblioteca
0060 CLS.P4013


  3 / 181 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-559946
Autor: Fernandes, Juliano de Lara; Serrano Júnior, Carlos V; Hoff, Paulo.
Título: Radiação ionizante em imagem cardiovascular e risco de neoplasias / Ionozing radiation in cardiovascular imaging and the risk of neoplasia
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;19(4):591-596, out.-dez. 2009. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O uso de exames de imagem com radiação ionizante vem crescendo de forma substancial na cardiologia nos últimos anos, tendo sido multiplicado em até seis vezes o número total de exames realizados atualmente, em comparação com 1980. Os riscos de câncer associados a esse aumento ainda são incertos, mas a preocupação com o fato gerou diversas publicações e estudos que se intensificaram nos últimos três anos. A radiação por exames cardiológicos pode ser medida de diversas formas, porém nenhuma delas diretamente em órgãos humanos. Assim, todas as estimativas de radiação são baseadas em modelos teóricos, que tentam possibilitar extrapolações entre os diversos métodos, diferentes formas de exposição e efeitos sobre cada tecido. Esses efeitos biológicos são particularmente foco de atenção, uma vez que a relação entre carcinogêne e radiação foi bastante documentada a partir dos efeitos de acidentes ou guerras prévias. Porém, o uso desses modelos para se estabelecer o risco real de desenvolvimento de neoplasias a partir da exposição a radiação em exames radiológicos ainda é bastante controverso. Nas situações de baixas doses, em especial, o uso de modelos lineares pode superestimar esses riscos, embora, conservadoramente, se saiba que não existem níveis mínimos considerados totalmente seguros no que tange a essa exposição. Diante desses fatos, o cardiologista clínico deve sempre pesar a relação risco-benefício desses exames, considerando o risco atribuível de surgimento de casos de câncer induzido pelo exame e o benefício que o procedimento trará para a pergunta clínica em questão.

The use of cardiac imaging tests with ionizing radiation has increased substantially in the last years, with a 6 fold increase in the total number of tests performed when compared to the early 1980s. Cancer risk attributable to this increase in radiation exposure is yet uncertain but this concern has resulted in many publications and studies which have significantly increased in the last years. Radiation by imaging tests may be measured in different ways but none of them directly assess its effects in human organs. Therefore, all radiation exposure figures estimates are based on theoretical models that intend to enable extrapolations of the different methods, forms of exposure and effects on each tissue. The biological effects of radiation are a special focus of attentionsince the relationship between carcinogenesis and radiation has been well documented based on exposures in accidents and previous wars. However, the use of these models to establish the actual risk of developing neoplasias from radiation derived from cardiac imaging is still controversial. In low doses, the use of linear models may overestimate these risks, although, it is known that there is no minimum threshold for radiation to be considered absolutely safe. In face of these facts, the clinical cardiologist should always consider the risk-benefit ratio of these tests, considering the risk of cancer due to exposure and the benefits the procedure will provide.
Descritores: Diagnóstico por Imagem/métodos
Neoplasias/complicações
Radiação
Limites: Humanos
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  4 / 181 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-847844
Autor: Albuquerque, Andrei Skromov de; Mastrocola, Luiz Eduardo.
Título: Radiação e exames diagnósticos: qual o risco real? / Radiation and diagnostic exams: what is the real risk?
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;27(2):82-87, abr.-jun. 2017. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O processo de decisão clínica para utilização de radiação ionizante para obter estudos diagnósticos e prognósticos por imagem inclui obrigatoriamente critérios apropriados de indicação e avalia a razão risco-benefício dentro do princípio da mínima exposição, enquanto são obtidas informações de alta qualidade. Adicionalmente, a exposição à radiação médica continua a ser tópico de constante discussão, considerando-se o crescimento do uso de exames de imagem, em especial na oncologia e nas doenças cardiovasculares, o consequente aumento da dose efetiva de radiação, a falta de monitoração e a insuficiência de dados na exposição longitudinal à radiação de pacientes submetidos a múltiplos procedimentos ao longo do tempo, entre outros. Consequentemente, o tema "dose de radiação" envolvendo tais procedimentos ganhou destaque mundial e muitas teorias e especulações surgiram, tanto na literatura médica quanto na mídia leiga. O assunto com certeza merece atenção da comunidade médica e deve continuar recebendo novos investimentos, tanto no estudo de seus efeitos biológicos quanto na evolução tecnológica de equipamentos com capacidade de produzir exames com excelente capacidade diagnóstica e com dose de radiação cada vez menor. Até o momento, não se conhecem ao certo quais os efeitos biológicos da radiação de baixa dose em adultos, mas, considerando- se alguns fatos, evidências experimentais e epidemiológicas que relacionam a exposição a baixas doses de radiação ionizante e desenvolvimento de tumores sólidos e leucemias, protocolos rígidos de controle e segurança devem ser implementados na rotina diária, seguindo normatizações estabelecidas dos órgãos reguladores. Publicações recentes que envolvem a Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA - 2016) recomendam como estratégia de redução de dose em imagens de perfusão do miocárdio com o uso de radiofármacos a observação rígida dos princípios básicos de proteção à radiação médica, categorizados como princípios da "Justificação" (teste correto para o paciente certo), "Otimização" (princípio "ALARA") e "Melhores Práticas". Finalmente, os estudos de imagem cardiovascular com radiação ionizante são considerados maléficos, subestimando-se, muitas vezes, os benefícios resultantes quando eles são bem indicados, porque podem ser decisivos para a conduta adequada

The clinical decision to use ionizing radiation to obtain diagnostic and prognostic studies by image must include appropriate indication criteria, and evaluate the risk-benefit ratio, adhering to the principle of minimum exposure while obtaining high-quality information. Moreover, medical exposure to radiation is a subject of ongoing debate, in view of the growth in the use of imaging exams, especially in oncology and cardiovascular disease, the consequent increase in effective radiation doses, the lack of monitoring, and the inadequacy of data on longitudinal exposure to radiation in patients submitted to multiple procedures over time,among other factors. Consequently, the subject of the "radiation dose" involved in these procedures has gained interest worldwide, and many theories and speculations have arisen, both in the medical literature and in the general media. Without a doubt, the subject deserves the attention of the medical community, and should continue to receive new investments, whether on the study of its biological effects or on the technological development of equipment capable of producing exams with excellent diagnostic capacity and increasingly lower radiation doses. So far, the biological effects of low radiation doses in adults is not known for certain, but considering some facts, such as experimental and epidemiological evidence linking exposure to low doses of ionizing radiation with the development of solid tumors and leucemias,strict control and safety protocols should be implemented as routine, following the guidelines of the regulatory bodies. Recent publications involving the International Agency for Atomic Energy (IAEA - 2016) recommend, as a strategy for reducing the radiation dose in images of myocardial perfusion with the use of radiodrugs, strict observation of the basic principles of protection against medical radiation, categorized as principles of "Justification" (right test for the right patient), "Optimization" ("ALARA" principle) and "Best Practices". Finally, cardiovascular imaging studies with ionizing radiation are considered harmful, often underestimating the resulting benefits when they are well indicated, because they may be decisive for the appropriate conduct
Descritores: Radiação
Proteção Radiológica/métodos
Tomografia Computadorizada por Raios X/métodos
Fatores de Risco
-Radiação Ionizante
Diagnóstico por Imagem/métodos
Dosimetria
Neoplasias/terapia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  5 / 181 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-847873
Autor: Fernandes, Juliano Lara; Bittencourt, Márcio Sommer.
Título: Escore de cálcio coronariano: onde e quando faz a diferença na prática clínica / Coronary calcium score: where and when does it make a difference in clinical practice
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;27(2):88-95, abr.-jun. 2017. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O escore de cálcio coronariano (CAC) é obtido por meio de tomografia de tórax sem contraste, acoplada a eletrocardiograma com baixa dose de radiação e baixo custo. Atualmente, acessível na grande maioria de tomógrafos de múltiplos detectores, o exame tem como objetivo a identificação da carga de aterosclerose associada à presença de cálcio na topografia das artérias coronárias. Seu valor diagnóstico e prognóstico para doença arterial coronária subclínica foi demonstrado em diversos estudos pregressos envolvendo dezenas de milhares de pacientes com seguimento prolongado, de até 15 anos. O escore de cálcio mostrou-se superior aos escores clínicos tradicionais na predição de eventos cardiovasculares em indivíduos assintomáticos, sobretudo naqueles com risco intermediário pré-teste, em que pode haver dúvida sobre a melhor abordagem de tratamento. O achado de um escore de cálcio zero está associado a um risco cardiovascular significativamente baixo, enquanto um escore elevado re-estratifica o indivíduo para uma classe de risco superior. Grande parte das diretrizes clínicas indica o exame exatamente neste paciente ou nos indivíduos com risco inicial mais baixo, mas com antecedente familiar fortemente positivo. Embora não haja trabalhos randomizados com desfechos clínicos primários guiados pelo CAC, ao menos três estudos prospectivos demonstraram benefícios com seu uso, além dos inúmeros trabalhos observacionais e estudos de coorte que demonstraram excelente valor prognóstico. Recentemente, recomendações de como guiar a terapia de prevenção primária de acordo com o resultado do escore de cálcio foram publicadas com base em opiniões de especialistas, e uma proposta de estudo randomizado vem sendo discutida de forma intensa. Finalmente, o escore de cálcio também passou a ser visto como possível indicação para complementar outros exames, como tomografia de tórax, avaliação pulmonar ou em associação com exames funcionais, além de aumento de adesão à terapia

The coronary artery calcium score (CAC) is obtained through a computed tomography (CT) of the chest without the need for contrast, coupled with low radiation dose electrocardiogram and low cost. The exam is currently available in most multidetector tomographs, and its objective is to identify coronary atherosclerotic burden associated with the presence of calcium in the topography of the coronary arteries. Its diagnostic and prognostic value for subclinical coronary arterial disease has been demonstrated in many studies involving tens of thousands of patients, with long follow-up times of more than 15 years. The calcium score has been shown to be superior to most traditional clinical scores for predicting cardiovascular events in asymptomatic individuals, particularly those with moderate pre-test risk, where there might be more uncertainty in selecting the best treatment approach. A finding of a calcium score of zero is associated with a very low cardiovascular risk, while a high score re-stratifies an individual to a higher risk class. Most of the clinical guidelines recommend the exam in these patients, or in individuals with an initial low risk category but a strong positive familiar history for cardiovascular disease. Although there are currently no randomized controlled trials with outcomes guided by the use of CAC, at least three prospective studies have demonstrated the benefits of its use, and numerous observational works and cohort studies have demonstrated its excellent prognostic value. Recently, recommendations on how to guide primary preventive therapy based on the results of the calcium score have been published based on specialist opinions, and a randomized controlled trial is now in advanced discussions. Finally, the calcium score is now seen as a possible indication to complement other exams, such as chest CT, pulmonary evaluation, or in association with other functional stress exams, and adhesion to therapy has increased
Descritores: Tomografia Computadorizada por Raios X/métodos
Cálcio/análise
Vasos Coronários
Aterosclerose/diagnóstico
-Prognóstico
Radiação
Doença da Artéria Coronariana/complicações
Doença da Artéria Coronariana/diagnóstico
Calcificação Fisiológica
Valor Preditivo dos Testes
Dislipidemias
Frequência Cardíaca
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  6 / 181 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1046765
Autor: Ayala Álvarez, Renzo Ismael; Fiori Chíncaro, Gustavo.
Título: Revisión de las principales normas de protección radiológica para el uso de equipos de rayos X en odontología. Revisión de literatura / Review of the main radiation protection standards for the use of X-ray equipment in dentistry. Literature review
Fonte: Rev. cient. odontol;7(2):119-133, jul.-dic. 2019. tab.
Idioma: es.
Resumo: La odontología no es ajena al uso de equipos de rayos X, porque estos ayudan al diagnóstico, detección y control de patologías. Se calcula que 520 millones de personas se realizan estos exámenes cada año; pero la radiación emitida por los equipos de rayos X puede tener un efecto en el tejido celular, el cual depende de la dosis, el tiempo y el tipo de tejido. Por esto, las principales instituciones han establecido normas, guías e instrucciones sobre protección radiológica, las cuales ayudan a prevenir y disminuir los efectos y riesgos biológicos en las personas. El presente artículo tiene como propósito revisar las principales normas, reglamentos, guías e instrucciones acerca de la protección radiológica para el uso de equipos de rayos X en odontología. (AU)

Dentistry is no stranger to the use of X-ray equipment, because it helps to diagnose, detect and control the evolution of pathologies. An estimated 520 million people take these exams in a year. The radiation emitted by X-ray equipment can have an effect on cell tissue, it will depend on the dose, time and type of tissue. That is why the main institutions have established standards, guidelines and instructions on radiation protection, which help to prevent, reduce the effects and biological risks in which the health of people is exposed. The purpose of this article is to review the main rules, regulations, guides and instructions about radiation protection for the use of X-ray equipment in dentistry of the main institutions. (AU)
Descritores: Radiação
Proteção Radiológica/legislação & jurisprudência
Raios X
Radiografia
Odontologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: PE391.9 - UCS - Universidad Científica del Sur


  7 / 181 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1138794
Autor: Vargas-Rubio, Rómulo Darío; Ovalle-Hernández, Alan Felipe.
Título: Enteritis por radiación: reporte de un caso y revisión de la literatura / Radiation enteritis. Case report and literature review
Fonte: Rev. colomb. gastroenterol;35(3):362-368, jul.-set. 2020. graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen La enteritis por radiación es una patología causada por la radiación que se suministra durante el manejo de neoplasias radiosensibles. Esta enfermedad puede clasificarse en enteritis aguda o crónica, en las cuales es posible que se desarrollen síntomas por malabsorción u obstrucción intestinal, que alteran la calidad de vida de los pacientes. Presentamos el reporte de caso de un paciente masculino de 67 años, con antecedente de adenocarcinoma difuso con células en anillo de sello infiltrante y compromiso de todo el espesor de la pared gástrica, quien había recibido un manejo quirúrgico mediante gastrectomía total, asociado a quimio-radioterapia. El individuo consultó por síntomas de obstrucción intestinal. En principio, se consideró la existencia de una recaída tumoral. Sin embargo, se corroboró que los síntomas estaban relacionados con el compromiso causado por la radiación.

Abstract Radiation enteritis is a pathology caused by radiation therapy, used to treat radiosensitive tumors. Acute or chronic enteritis may be suspected in the presence of symptoms such as malabsorption or intestinal obstruction, which alter the patients quality of life. The following is the case report of a 67-year-old male patient, who consulted for symptoms of intestinal obstruction, with a history of diffuse type adenocarcinoma with infiltrating signet ring cells involving the entire thickness of the gastric wall. The patient underwent a total gastrectomy associated with chemoradiotherapy.
Descritores: Radiação
Enterite
-Obstrução Intestinal
Literatura
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Revisão
Responsável: CO354 - Sociedad Colombiana de Gastroenterología


  8 / 181 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1153099
Autor: Dervenis, Panagiotis; VasilakisPhD, Panagiotis; Stathi, Theodora; Giannoulakos, Georgios; Moula, Kiriaki; Dervenis, Nikolaos; Praidou, Anna; Rempapis, Ioannis.
Título: Acute corneal melting one week after an uncomplicated cataract surgery in a patient who previously underwent eyelid radiation and with undiagnosed rheumatoid arthritis: a case report / Ceratomalácia aguda uma semana após cirurgia de catarata sem complicações em uma paciente com irradiação prévia de uma pálpebra e artrite reumatoide não diagnosticada: relato de caso
Fonte: Arq. bras. oftalmol;84(1):87-90, Jan.-Feb. 2021. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT This is a rare case report of acute, paracentral corneal melting and perforation occurring 1 week after an uneventful cataract surgery, with discussions on possible pathogenetic mechanisms. Relevant literature was also reviewed. Herein, a case of an 86-year-old woman with acute, paracentral, and sterile corneal melting and perforation in her left eye at 1 week after an uncomplicated cataract extraction is described. This occurs at the base of ocular surface disorders due to previous radiation of her lower eyelid and cheeks for the treatment of cancer and previously undiagnosed rheumatoid arthritis. She underwent surgical treatment using Gundersen's conjunctival flap for the existing perforation due to low visual expectancies and reluctance to undergo corneal keratoplasty due to the risk of corneal graft rejection. The risk of coming across an acute corneal melting after an uncomplicated cataract surgery in the eyes with ocular surface disorders should always be considered.

RESUMO É apresentado um caso raro de ceratomalácia paracentral aguda estéril e perfuração da córnea em uma paciente de 86 anos, uma semana após cirurgia para catarata sem intercorrências. Também são discutidos possíveis mecanismos de patogênese e a literatura relevante é revisada. Esses distúrbios da superfície ocular ocorreram devido à irradiação da pálpebra inferior e da bochecha em um tratamento de câncer e a uma artrite reumatoide não diagnosticada anteriormente. A paciente submeteu-se a um tratamento cirúrgico com um flap conjuntival de Gundersen sobre a perfuração existente, devido às suas baixas expectativas visuais e à relutância em submeter-se a uma ceratoplastia da córnea, considerando o risco de rejeição do enxerto corneano. Deve-se sempre considerar o risco de ocorrência de ceratomalácia aguda após cirurgias de catarata sem complicações em olhos apresentando distúrbios da superfície ocular.
Descritores: Artrite Reumatoide
Radiação
Extração de Catarata
Doenças da Córnea
-Artrite Reumatoide/complicações
Doenças da Córnea/cirurgia
Doenças da Córnea/etiologia
Limites: Humanos
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 181 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1238536
Autor: França, Emmanuel Rodrigues de.
Título: A UVB-suscetibilidade na hanseníase / ?.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 1996. 142 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Rio de Janeiro. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doctor.
Resumo: Fundamentos - A radiação ultravioleta é capaz de modificar as respostas imunológicas mediadas por células nos modelos animais e no homem. Está bem estabelecido que ela pode interferir no comportamento das infecções virais, fúngicas, helmínticas e bacterianas. As células de Langerhans representam a forma inicial e principal de contato do sistema imunológico com os antígenos ambientais, dentre eles os bacterianos. A radiação ultravioleta promove uma depleção quantitativa e funcional destas células, possibilitando uma resposta orgânica alterada à invasão de microrganismos. Existe possibilidade de que a infecção pelo M. leprae seja afetada por este fenômeno. Objetivos - Os objetivos deste trabalho foram: determinar através do uso do dinitroclorobenzano (DNCB) a freqüência de indivíduos UVB-suscetíveis (UVB-S) e UVB-resistentes (UVB-R) nos diferentes grupos clínicos de hansenianos e no grupo controle; tentar estabelecer se existe relação entre UVB-suscetibilidade e a resposta à reação de Mitsuda nos indivíduos estudados; detectar a incidência de lesões hansênicas nas formas clínicas I, TT e BT em áreas normalmente expostas e não expostas à radiação ultravioleta. Metodologia - Foram selecionados 186 voluntários divididos em 2 grupos. Um grupo controle com 64 indivíduos e um grupo de 122 hansenianos. Os hansenianos foram identificados de acordo com os critérios clínicos e histopatológicos da classificação de Ridley e Jopling e foram submetidos ao teste de Mitsuda. Em todos, foi determinada a dose eritematosa mínima (DEM) de UVB. Vinte e quatro horas após foi aplicada uma dose de 2000 ug de DNCB numa área média ou baixa do dorso irradiada com 4 DEM, sendo realizada a leitura deste procedimento 48 horas após. Depois de trinta dias foram aplicados em uma área não irradiada 50 ug de DNCB , sendo a leitura feita 48 horas após a aplicação. Em 3 indivíduos foi verificado o comportamento das células de Langerhans, após identificação pela proteína S-100, na pele normal e na pele contralateral irradiada com 4,5 Kj/m2 de UVB. Resultados - O grupo TT mostrou 67,25 por cento de indivíduos UVB-R e 32,25 por cento de indivíduos UVB-S. O grupo BT revelou que 75 por cento dos indivíduos eram UVB-R e 25 por cento UVB-S. Os grupos I e BB também apresentaram percentuais próximos ao grupo controle, ou seja, no grupo I havia 69,23 por cento de indivíduos UVB-R e 30,77 por cento de indivíduos UVB-S e no grupo BB 66,67 por cento eram UVB-R e 33,33 popr cento UVB-S.
Descritores: Células de Langerhans
Hanseníase/imunologia
Infecções
Radiação
Raios Ultravioleta
Suscetibilidade a Doenças
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer
[{"text": "BR191.1", "_a": "WC335.500", "_b": "F844u"}]


  10 / 181 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1005601
Autor: Curado, Maria Paula; Oliveira, Max Moura de; Valverde, Nelson José de Lima; Cruz, Aparecido Divino da.
Título: Cancer incidence in the cohort exposed to Cesium-137 accident in Goiânia (Brazil) in 1987
Fonte: J. Health Biol. Sci. (Online);7(3):228-232, jul.-set. 2019.
Idioma: en.
Resumo: Objective:to describe the incidence of cancer cases in the direct victims of the accident, Groups I and II, and compare with overall cancer incidence rates for the population of Goiânia. Method: A descriptive study is presented herein, on the cohort of patients directly exposed and contaminated (Groups I and II) during the cesium-137 accident, which occurred in Goiania (Midwest Brazil) in 1987. The incident cases of malignant neoplasms diagnosed between 1988 and 2017 are described. Analysis included calculation of the Incidence Rate Ratio (IRR) with 95% confidence intervals (CI95%), according to gender. Results: In the 30-year period (1987-2017) following individual exposure, there were seven cancer cases in six directly exposed victims of the cesium-137 accident. Of these, five neoplasms occurred in men, in the esophagus (1), prostrate (3), bladder (1), and two in women, involving breast cancer (1) and skin melanoma (1). The accumulated incidence rates in the direct victims of the Cesium-137 accident were 327.9/100,000 for men and 148.6/100,000 for women. For the overall population of Goiânia, rates were 221.4/100,000 and 231.2/100,000 in men and women, respectively. The ratios of brute incidence rates (direct victims of Cesium-137/population of Goiânia) were 1.5 (IC95%:0.4;5.9) in men and 0.6 (IC95%:0.1;3.8) in women, with no statistically significant differences. Conclusion: Cancer incidence in the direct victims of the Cesium-137 accident (Groups I and II), according to sex, was not different from the incidence in those not exposed to Cesium-137 in the municipality of Goiânia. Cancer risk was similar to that of the general population of the municipality of Goiânia

Objetivo: descrever a incidência de casos de câncer nas vítimas diretas do acidente Grupo I e II e comparar com as taxas de incidência de câncer na população de Goiânia. Método: Estudo descritivo da coorte de pacientes diretamente expostos e contaminados (Grupos I e II), no acidente com Césio 137, ocorrido em Goiânia (Brasil), em 1987. Descrevemos os casos incidentes de neoplasia maligna diagnosticados no período entre 1988 e 2017. Foram calculados a razão das taxas de incidência e os intervalos de confiança de 95% (IC95%), segundo o sexo na população de estudo. Resultados: No período de 30 anos (1987-2017), ocorreram sete casos de câncer, em seis vítimas diretas do acidente pelo césio-137. Desses, cinco ocorreram em homens (esôfago [1], próstata [3] e bexiga [1]) e dois, em mulheres (mama [1] e melanoma da pele [1]). As taxas de incidência acumulada nas vítimas diretas do Césio-137 foram de 327,9/100,000 entre homens e de 148,6/100,000 entre as mulheres. Na população de Goiânia, as taxas foram de 221,4/100,000 e 231,2/100,000 em homens e mulheres, respectivamente. As razões das taxas de incidência bruta (vítimas diretas do Césio-137/população de Goiânia) foram 1,5 (IC95%:0,4;5,9) em homens e 0,6 (IC95%:0,1;3,8) em mulheres, não houve diferenças estatisticamente significativas. Conclusão: A incidência de câncer nas vítimas diretas do acidente pelo Césio 137 (Grupos I e II), segundo o sexo, não foi diferente da população não exposta ao Césio-137 do município de Goiânia; portanto, o risco de câncer foi semelhante ao da população geral do Município de Goiânia.
Descritores: Césio
-Radiação
Neoplasias
Responsável: BR1780.2



página 1 de 19 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde