Base de dados : LILACS
Pesquisa : G02.111.660.871 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 45 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 45 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-884081
Autor: Agopian, Roberta Ghedini Der.
Título: Ocorrência e biossíntese de frutooligossacarídeos em banana / Occurrence and biosynthesis of fructooligosaccharides in banana.
Fonte: São Paulo; s.n; 2009. 112 p. tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A banana tem sido comumente indicada como uma boa fonte de frutooligossacarídeos (FOS), que são considerados componentes funcionais de alimentos. Contudo, diferenças significantes em suas quantidades têm sido referidas na literatura. Portanto, uma parte do trabalho foi destinada à identificação e quantificação de FOS durante o amadurecimento de cultivares de bananas pertencentes aos grupos genômicos mais comumente cultivados no Brasil. Considerando as diferenças de cultivar, estágio do amadurecimento e metodologia usada para análise de FOS, os conteúdos dos açúcares foram analisados por cromatografia líquida de alta performance (HPAEC-PAD) e cromatografia a gás (CG-MS). Uma pesquisa inicial entre oito cultivares no estágio maduro, mostrou acúmulo de 1-cestose, primeiro membro da série de FOS, em todas elas (quantidades entre 297 e 1600 µg/g M.S). A nistose, o segundo membro, foi detectado somente na cultivar Prata. Com bases nestes dados, foram escolhidas cinco cultivares, para que fossem analisadas durante todo o amadurecimento. Os resultados mostraram uma forte correlação entre a chegada a um nível específico de sacarose (~200 mg/g M.S) e a síntese de 1-cestose. Em uma segunda fase, os níveis de sacarose e FOS total foram quantificados em diferentes fases de amadurecimento de banana Prata, armazenada em temperatura ambiente e em baixa temperatura. As supostas enzimas envolvidas em sua síntese também foram avaliadas. Para explorar a possibilidade da invertase ser responsável pela atividade de frutosiltransferase em banana, foi medido o efeito do inibidor Piridoxal HCl, os níveis de concentração do substrato e as atividades de hidrólise e transglicosilação, e o efeito do tempo no estudo cinético da enzima. A baixa temperatura atrasou todos os eventos analisados por 15 dias e os níveis de sacarose tiveram um pequeno aumento, porém constante, enquanto a banana estava armazenada ao frio, e uma rápida elevação no final do amadurecimento. Foi detectado FOS total desde o primeiro dia pós-colheita, enquanto que a 1-cestose permaneceu indetectável até os níveis de sacarose atingirem aproximadamente 200 mg/g M.S., em ambos os grupos. Os níveis de sacarose e FOS total foram ligeiramente maiores em bananas armazenadas em baixas temperaturas do que em frutos controle. Em ambas as amostras os níveis de FOS total foram maiores que de 1-cestose. Os perfis de carboidratos por HPLC e TLC sugeriram a presença de neocestose, 6-cestose e bifurcose. A enzima supostamente responsável pela atividade de transglicosilação em banana parece ser a invertase. Contudo, os altos níveis de sacarose encontrados em banana armazenadas em baixa temperatura, poderiam ser resultado de várias mudanças de enzimas degradativas e biossíntéticas, como sacarose-sintase (SuSy), sacarose-fosfato-sintase (SPS), invertase e outras, uma vez que a sacarose possui um papel central, direta ou indiretamente, em diversas vias do metabolismo de carboidrato em banana. Assim, na última parte do trabalho foram analisados o acúmulo de sacarose e a síntese e atividade de enzimas sintéticas, hidrolíticas e fosforolíticas, importantes no metabolismo de amido-sacarose, durante o amadurecimento de banana Prata nos dois tratamentos. A baixa temperatura não danificou os frutos, aumentando a vida de prateleira deles. As amostras do frio apresentaram pequeno aumento no nível de degradação de amido e um acréscimo de 20 % na sacarose acumulada durante o amadurecimento. Foi verificado o atraso na produção de etileno, CO2, e no início de degradação de amido durante o acondicionamento ao frio, concomitante ao atraso no pico de atividade de α-amilase. O atraso no climatério também manteve alta a atividade e síntese protéica de SuSy durante o armazenamento a frio, que declinaram após a retirada do frio, como no controle. As enzimas ß-amilase, fosforilase (forma citosólica e plastidial) e SPS reagiram positivamente, sofrendo uma indução positiva na síntese e atividade enzimática durante o armazenamento ao frio, que poderia ser parte do mecanismo necessário para os maiores níveis de açúcares e para o processo de tolerância do fruto à baixa temperatura

Banana has been currently indicated as a good source of fructooligosaccharides (FOS), which are considered to be functional components of foods. However, significant differences in their amounts in bananas have been observed in the literature. So, a part of this work aims to identify and quantify FOS during ripening in different banana cultivars belonging to the most common genomic groups cultivated in Brazil. Considering that these differences can be due to cultivar, stage of ripening, and the methodologies used for FOS analyses, sugar contents were analyzed by high performance anion exchange chromatography pulsed amperiometric detection (HPAEC-PAD) and gas chromatography- mass spectrometry (GC-MS). An initial screening of eight cultivars in a full-ripe stage showed that 1-Kestose, the first member of the FOS series (amounts between 297 and 1600 µg/g of D.M), was accumulated in all of them. Nystose, the second member, was detected only in Prata cultivar. Five of the cultivars were analyzed during ripening, and a strong correlation could be established with a specific sucrose level (~200 mg/g of D.M.), which seems to trigger the synthesis of 1-Kestose. In a second part of this work, the levels of sucrose and total-FOS were quantified in different phases of banana Prata ripening stored at ambient and low temperature. The supposed enzymes involved in their synthesis were also evaluated. To explore the possibility that invertase could be responsible for the fructosyltransferase activity in banana, we measured the effect of the inhibitor Pyridoxal HCl, the level of substrate concentration on both hydrolyze and transglycosylase activity in the same protein extract and the effect of time on kinetic study of the enzyme. The cold temperature delayed all the analyzed events for 15 days and sucrose levels increased low, but constantly, while banana were stored at low temperature and had a burst when it increased. Total-FOS were detected in the first days after harvest, while 1-kestose remained undetectable until the sucrose levels were around 200 mg.g (dry weight), in both groups. Total-FOS and sucrose levels were higher in banana stored at low temperature than in control. In both samples total-FOS levels were higher than 1-kestose. The carbohydrate profiles by HPLC and TLC suggest the presence of neokestose, 6-kestose and bifurcose. The enzyme supposed to be responsible for the transglycosilation activity in banana, seems to be an invertase. However, the higher sucrose levels found in banana stored at low temperature could be result of several changes in biosynthetic and degradative enzymes, such sucrose-synthase, sucrose-phosphate-synthase, invertase and others, once that sucrose plays a central role in a lot of direct and indirect carbohydrate pathways in banana fruits. So, in the last part of this work, we analyzed the sucrose accumulation and synthesis and activity of synthetic, hydrolytic and phosphorolytic enzymes that are important in the starch-sucrose metabolism during ripening of banana Prata stored at ambient and low temperature. The levels of starch degradation and sucrose accumulation (around 20% over) showed high levels in cold fruits as compared with control, during the ripening. The cold temperature delayed the ethylene and CO2 production, and the beginning of the starch degradation, concomitantly with a delay in the profile of α-amylase synthesis and activity. The late climateric also maintained the high synthesis and activity of SuSy during the cold storage that decreased just after ending the cold exposure. The ß-amylase, phosphorylase (plastidial and citossolic forms) and the SPS enzymes showed a positive induction in the both activity and synthesis of protein during the cold storage. It could be important to the higher sugars levels showed at low temperature and that could contribute to the process of cold resistance in banana fruit
Descritores: Musa/genética
Biossíntese de Proteínas
Sacarose
-beta-Frutofuranosidase
Cromatografia Gasosa
Cromatografia Líquida de Alta Pressão/métodos
Frutanos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  2 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Burini, Roberto Carlos
Texto completo
Id: biblio-882390
Autor: Mendes-Netto, Raquel Simões; Burini, Roberto Carlos.
Título: Efeito da oferta e do balanço de energia sobre o metabolismo protéico (1980-1995) / Effects of the supply and the balance of energy on protein metabolism (1980-1995)
Fonte: Nutrire Rev. Soc. Bras. Aliment. Nutr;20/19:129-144, 2000. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: The impacts of the ingestion of non-protein energy sources and the result of the energy balance on protein metabolism are reviewed under the qualitative and quantitative aspects. It is well know that the protein contribution to the energy homeostasis is low, reaching at mostly 10% of resting energy expenditure (REE) achieving its maximum under glycogen depleted states. Under non-protein calorie inadequacy, part of amino acid pool has their carbon skeleton used for liver gluconeogenesis. Hence, higher energy intake provides better N retention under isoproteic diets. The energy balance affects protein throughout its metabolism starting from the digestion and going on to its absorption, circulation, cellular uptake, and metabolism,and more spendifully at the peptide bound. It is assumed a cost of 0.7 kcal/peptide bound or 3.6 kcal/g of synthesized protein, amounting 20% of REE.Proteins of low biological values require higher energy to be assimilated than proteins of high values. Although both necessary, carbohydrate (CHO)calories spare more protein than the fat calories. The best calorie ratio between the two sources remains uncertain and seems to depend upon the previous protein-energy status of the body. CHO main action relies on its higher insulin responses and elapsed anti-proteolysis activity whereas fat decreases gluconeo-genesis from amino acids by providing fatty acids and ketone bodies to the cells (and decreasing glucose oxidation). Thus energy and protein meta-bolism show close positive relationship strongly influenced by the quantitative and qualitative aspects of the calorie sources

Se revisa, desde el punto de vista cuantitativo y cualitativo, el efecto de la ingestión y el balance de energía sobre el metabolismo proteico.La participación proteica en la homeostasis ener-gética es pequeña y llega máximo, al 10% de latasa metabólica basal(TMB), pero cuando sereducen las reservas de glicógeno, aumenta laoxidación de aminoácidos. Si la ingestión de ca-lorias de origen no proteico es inadecuada, unaparte de los aminoácidos ingeridos, junto conotros endógenos, son utilizados para manuten-ción de la homeostasis de la glucosa, principal-mente vía neoglicogénesis hepática. Así, el au-mento del consumo de energía, estimula laretención de nitrógeno en dietas isoproteicas. Laasimilación de proteínas de bajo valor biológi-co, necesita más energía que las de elevado va-lor biológico. No obstante tanto las calorías deri-vadas de los glúcidos como de los lípidos sonindispensables, las calorías originarias de losglúcidos economizan más proteínas que lascalorías de origen lipídeo. Entre los efectos de losglúcidos se destaca la estimulación de la insu-linemia con la consiguiente inhibición de laproteolisis de los tejidos. Por otro lado, los lípidosparecen disminuir la oxidación de la glucosa yla neoglicogénesis, con un estímulo menor de lainsulinemia por medio de los cuerpos cetónicos.Así, el metabolismo energético y proteico estánestrechamente relacionados, influenciadoscuantitativa y cualitativamente por el tipo deoferta calórica

O efeito da ingestão e balanço energético sobre o metabolismo protéico é revisto nos as-pectos quantitativos e qualitativos. A participa-ção protéica na homeostase energética é peque-na, no máximo 10% do gasto energético de re-pouso (GER), havendo, entretanto, maior oxi-dação dos aminoácidos quando da redução dosníveis de glicogênio. Em caso de inadequação das calorias não protéicas, parte dos aminoá-cidos ingeridos será, conjuntamente com os en-dógenos, utilizado na preservação da homeos-tase glicêmica, particularmente via neoglico-gênese hepática. Assim, a elevação do consumoenergético aumenta a retenção nitrogenada em dietas isoprotéicas. A assimilação de proteínas de baixo valor biológico requer mais energia que as de elevado valor biológico. Apesar de ambas serem necessárias, as calorias de origem glicídica apresentam maior efeito poupador de proteínas que as calorias de origem lipídica. Dentre asações dos carboidratos pode ser destacada a con-tribuição do estímulo insulinêmico e consequente inibição da proteólise tecidual. As ações lipídicasparecem envolver a menor oxidação de glicose(e menor neoglicogênese) e, em menor propor-ção, o estímulo insulinêmico (pelos corpos cetôni-cos). Assim, os metabolismos energético e protéico mostram relação estreita e positiva com forte in-fluência quantitativa e qualitativa da fonte calórica oferecida
Descritores: Ingestão de Energia/fisiologia
Necessidade Energética/fisiologia
Proteínas/metabolismo
-Nitrogênio/metabolismo
Biossíntese de Proteínas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1600.9


  3 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-773006
Autor: Moraes, Rômulo Murilo do Nascimento.
Título: Identificação de motivos relevantes para a função do fator de iniciação da tradução EIF4E3 de Leishmania sp / Identification of relevant motifs to translation initiation factor EIF4E3 function in Leishmania sp.
Fonte: Recife; s.n; 2015. 74 p. ilus, graf, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Os tripanossomatídeos são organismos caracterizados pelo controle póstranscricional da expressão gênica, principalmente em nível de tradução. Na tradução em eucariotos, tem grande destaque o complexo eIF4F, sendo um de seus principais componentes o fator de iniciação da tradução eIF4E. Já foram descritos em tripanossomatídeos seis homólogos para o eIF4E, nomeados EIF4E1 a 6. Em um estudo com Leishmania amazonensis, focado no EIF4E3, percebeu-se que seu perfil de expressão se alterava rapidamente numa curva de crescimento, com este apresentando ao menos duas bandas. As mudanças observadas sugeriam modificações pós-traducionais do tipo fosforilação, algo posteriormente confirmado. Analisando-se a sequência do EIF4E3 de Leishmania, foi possível identificar a presença de possíveis sítios de fosforilação e de ligação a parceiros funcionais como homólogos do eIF4G, outro componente do complexo eIF4F, e da proteína de ligação á cauda poli-A (PABP). No presente estudo foi analisado o perfil de expressão e a capacidade de ligação a parceiros funcionais do EIF4E3 de Leishmania superexpresso em células transfectadas e no qual foram introduzidas mutações em motivos específicos. Os resultados mostraram um perfil de expressão de ao menos três bandas para o EIF4E3 de L. amazonensis e duas para L. infantum, com o sítio S75, presente apenas na primeira, sendo o responsável por esta diferença...
Descritores: FATOR DE INICIACAO ABBREVIATIONS AS TOPICF EM EUCARIOTOS
Expressão Gênica
Leishmania infantum/genética
Leishmania infantum/metabolismo
Leishmania mexicana/genética
Leishmania mexicana/metabolismo
-Proteínas de Ligação a Poli(A)
Ligação Proteica
Biossíntese de Proteínas
Proteínas de Protozoários
Homologia de Sequência do Ácido Nucleico
Limites: Humanos
Animais
Responsável: BR305.1 - Biblioteca do CPqAM


  4 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-772851
Autor: Encinas Ponce, Luis Fernando.
Título: Determinantes e forças seletivas na evolução das proteínas / Determinants and selective forces in the evolution of proteins.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2014. xiii, 86 p. tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A análise de grandes quantidades de dados aproveitando o poder computacional de ferramentas open sourcel que estão disponíveis na internet é o que veio a conhecer-se como quarto paradigma da investigação científica. Em muitas áreas do conhecimento como a Astronomia, a Física e Geologia, a experimentação, o desenvolvimento teórico e o poder computacional (os três primeiros paradigmas) têm dado lugar à análise rotineira de grandes quantidades de dados e o desenvolvimento de novos métodos, conceitos e teorias que permitam interpretar a informação gerada por novas tecnologias. No campo da biologia, esta mudança nos paradigmas da investigação científica supõe um desafio na hora de encarar uma questão biológica; mas, em contrapartida, ela oferece a oportunidade de validar teorias clássicas e ou testar hipóteses novas. Precisamente neste contexto, a presente tese aborda duas questões pertinentes ao campo da biologia evolutiva: Quais são os fatores que determinam a evolução de uma proteína? e Qual é a natureza da seleção cinética tradicional? Estas perguntas são, em principio, relevantes no âmbito teórico; por outro lado, sua compreensão, implicações e perspectivas têm também espaço importante na área experimental...
Descritores: Biologia Computacional
Mineração de Dados
Componentes Genômicos
Biossíntese de Proteínas
Proteínas
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  5 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-772788
Autor: Paula, Tainah Silva Galdino de.
Título: Os sítios adicionais de trans-splicing na 5' UTR dos genes trans-sialidase de Trypanosoma cruzi e avaliação de seus efeitos sobre a tradução / Additional trans-splicing sites in the 5 'UTR of the trans-sialidase gene Trypanosoma cruzi and evaluation of their effects on translation.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2013. xvi,99 p. ilus, graf, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A regulação gênica em tripanossomatídeos é policistrônica e ocorre de maneira pós-transcricional. [...] Para verificar se UTR de tamanhos diferentes possuem impacto na transcrição e, por conseguinte, na tradução de proteínas, selecionou-se genes da família de trans-sialidases, devido à importância destas no processo de invasão celular. A metodologia envolveu a extração de RNA total de T. cruzi CL-Brener, seguido da síntese de cDNA, PCR, clonagem dos produtos amplificados e seqüenciamento por Sanger e pelo uso do 454 Junior (Next Generation Sequencing – NSG). Como as trans-sialidases correspondem a uma família gênica de cópias múltiplas, usou-se a estratégia de sequenciamento de alto-desempenho na tentativa de cobrir o maior número possível de genes desta família. Para isso foram obtidos cDNAs de trans-sialidases de CL-Brener nas formas epimastigota e tripomastigota com o iniciador 5'UTRTCNA, os quais apresentaram UTR com tamanhos variados entre 65 – 187 pb, além da obtenção de cDNAs para esta família de proteínas, em epimastigotas CL-Brener, com o iniciador 5'TcTS, apresentando UTR variando de 171 a 221 pb, com similaridade de sequências entre elas. Com o intuito de avaliar a correspondência entre a transcrição dos RNAs de trans-sialidases e a sua tradução, houve a necessidade de identificação das proteínas. Desenvolvemos uma metodologia de lise celular e produção de extrato proteico (denominado TcS12) a partir de células de T. cruzi no estágio epimastigota. As cepas selecionadas para esse estudo foram CL-Brener (TcVI), Dm28c (TcI), Y (TcII) e 4167 (TcIV). O processo de lise celular foi otimizado para 107 parasitos/mL ressuspensos em 200 miL de tampão de lise hipotônica (por 30 minutos a 40C), associado ao sonicador de banho (por 30 minutos a 40C)...

Gene regulation in trypanosomatids is polycistronic and occurs in a post-transcriptionalway. [...] To verify the impact of UTRs presenting differentsizes in the transcription machinery and protein translation, genes from trans-sialidasefamily were selected due to its importance in the cell invasion process. Themethodological strategies involved the extraction of total RNA from T. cruzi CL-Brenerstrain, followed by cDNA synthesis, PCR, cloning and sequencing of amplified productsby Sanger and by using the 454 Junior (Next Generation Sequencing – NGS).Considering that trans-sialidase is a multi-copy gene family, this high-throughputsequencing strategy was employed in an attempt to cover the largest number of transsialidasegenes. Trans-sialidase cDNAs from CL-Brener epimastigote andtripomastigote were obtained with 5`UTRTCNA primer showing UTR sizes between 65 -187 bp. The cDNA from this protein family were also obtained with the 5'TcTS primerfrom CL-Brener epimastigotes, generating UTRs with 171 - 221 bp. Both 5'UTRpresented sequence similarities between them. In order to evaluate the correspondencebetween trans-sialidase gene transcription and translation, it was necessary toaccomplish the identification of proteins. Therefore, we developed a methodology forcell disruption, which resulted in a protein extract (referred as TcS12) from epimastigoteT. cruzi cells. The strains selected for this study were CL-Brener (TcVI), Dm28c (TcI), Y(TcII) and 4167 (TcIV). The process for lysing the cells was optimized to 107parasites/mL resuspended in 200 miL hypotonic lysis buffer (30 minutes at 4oC), followedby water bath sonication (30 minutes at 4oC). The process efficacy was confirmed byFACS, showing that near 72 percent of the cells were successfully stained with propidiumiodide solution (PI)...
Descritores: Biossíntese de Proteínas
Trans-Splicing/genética
Trypanosoma cruzi/crescimento & desenvolvimento
-Reação em Cadeia da Polimerase
Transcrição Reversa
Limites: Animais
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  6 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Bahia, Maria Terezinha
Texto completo
Id: lil-769833
Autor: Monteiro, Cíntia Júnia; Mota, Suianne Letícia Antunes; Diniz, Lívia de Figueiredo; Bahia, Maria Terezinha; Moraes, Karen CM.
Título: Mir-190b negatively contributes to the Trypanosoma cruzi- infected cell survival by repressing PTEN protein expression
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;110(8):996-1002, Dec. 2015. graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPEMIG; . FAPEMIG; . CNPq.
Resumo: Chagas disease, which is caused by the intracellular protozoanTrypanosoma cruzi, is a serious health problem in Latin America. The heart is one of the major organs affected by this parasitic infection. The pathogenesis of tissue remodelling, particularly regarding cardiomyocyte behaviour after parasite infection, and the molecular mechanisms that occur immediately following parasite entry into host cells are not yet completely understood. Previous studies have reported that the establishment of parasitism is connected to the activation of the phosphatidylinositol-3 kinase (PI3K), which controls important steps in cellular metabolism by regulating the production of the second messenger phosphatidylinositol-3,4,5-trisphosphate. Particularly, the tumour suppressor PTEN is a negative regulator of PI3K signalling. However, mechanistic details of the modulatory activity of PTEN on Chagas disease have not been elucidated. To address this question, H9c2 cells were infected with T. cruzi Berenice 62 strain and the expression of a specific set of microRNAs (miRNAs) were investigated. Our cellular model demonstrated that miRNA-190b is correlated to the decrease of cellular viability rates by negatively modulating PTEN protein expression in T. cruzi-infected cells.
Descritores: Regulação para Baixo
MicroRNAs/fisiologia
Miócitos Cardíacos/parasitologia
Biossíntese de Proteínas
PTEN Fosfo-Hidrolase/metabolismo
Trypanosoma cruzi/metabolismo
-Western Blotting
Linhagem Celular
Sobrevivência Celular
Formazans
Genes Reporter
Miócitos Cardíacos/metabolismo
Fosforilação
PTEN Fosfo-Hidrolase/genética
Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa
RNA Mensageiro/metabolismo
Sais de Tetrazólio
Trypanosoma cruzi/classificação
Limites: Animais
Ratos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-745942
Autor: Payab, Moloud; Kelishadi, Roya; Qorbani, Mostafa; Motlagh, Mohammad Esmaeil; Ranjbar, Shirin Hasani; Ardalan, Gelayol; Zahedi, Hoda; Chinian, Mohammad; Asayesh, Hamid; Larijani, Bagher; Heshmat, Ramin.
Título: Association of junk food consumption with high blood pressure and obesity in Iranian children and adolescents: the CASPIAN-IV Study / Associação entre o consumo de junk food e a pressão arterial alta e obesidade em crianças e adolescentes iranianos: o Estudo Caspian-IV
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);91(2):196-205, Mar-Apr/2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: This study aimed to evaluate the association of junk food consumption with hypertension and obesity in a national sample of Iranian children and adolescents. METHODS: This nationwide study was conducted in 2011-2012 among 14,880 students, aged 6-18 years, selected by cluster sampling from 30 provinces. Weight, height, waist circumference (WC), hip circumference (HC), waist-to-hip ratio (WHR), waist-to-height ratio (WHtR), as well as systolic and diastolic blood pressure (BP) were measured. Junk food was divided into four categories, including salty snacks, sweets, sweetened beverages, and fast food. Subjects reported how many times they had consumed each item (daily, weekly, and seldom). RESULTS: The intake of sweets was significantly associated with anthropometric indices and BP levels. Moreover, a significant association was found between fast food consumption, BP levels, and anthropometric indices (except for WHtR and WHR). Sweet beverages consumption was significantly associated with anthropometric indices; however, the consumption of salty snacks was only significantly associated with height, HC, and WHR. The risk of general obesity (OR: 0.75, 95% CI: 0.65-0.87) and abdominal obesity (OR: 0.81, 95% CI: 0.72-0.92) among participants who seldom consumed sweets was less than those who consumed daily. Also, the risk of general obesity (OR: 0.85, 95% CI: 0.74-0.97) among students that seldom consumed sweetened beverages was less than subjects who consumed them on a daily basis. CONCLUSION: It was found that junk food consumption increased the risk of both general and abdominal obesity; therefore, consumption of junk food should be reduced via restricting TV advertisements and increasing taxes on junk foods. .

OBJETIVO: Avaliar a associação entre o consumo de junk food e a hipertensão e obesidade em uma amostra nacional de crianças e adolescentes iranianos. MÉTODOS: Este estudo nacional foi feito entre 2011 e 2012 com 14.880 estudantes com seis-18 anos, selecionados por amostra em bloco em 30 províncias. Foram medidos o peso, a estatura, a circunferência da cintura (CC), a circunferência do quadril (CQ), a razão cintura/quadril (RCQ), a razão cintura/estatura (RCE) e a pressão arterial sistólica e diastólica (PAS e PAD). A junk food foi dividida em quatro categorias, incluindo lanches salgados, doces, bebidas açucaradas e fast food. Os indivíduos relataram quantas vezes consumiam cada um dos itens (diariamente, semanalmente, raramente). RESULTADOS: O consumo de doces foi associado significativamente aos índices antropométricos e níveis de pressão arterial (PA). Além disso, havia uma associação significativa entre o consumo de fast food e os níveis de PA e os índices antropométricos (exceto RCE e RCQ). O consumo de bebidas açucaradas foi associado significativamente aos índices antropométricos, porém o consumo de lanches salgados foi associado significativamente apenas a estatura, CQ e RCQ. O risco de obesidade geral (RC: 0,75, IC de 95%: 0,65-0,87) e obesidade abdominal (RC: 0,81, IC de 95%: 0,72-0,92) entre participantes que raramente consumiam doces era menor do que naqueles que os consumiam diariamente. Além disso, o risco de obesidade geral (RC: 0,85; IC de 95%: 0,74-0,97) entre estudantes que raramente consumiam bebidas açucaradas era menor do que entre indivíduos que os consumiam diariamente. CONCLUSÃO: Constatamos que o consumo de junk food aumentou o risco de obesidade geral e abdominal; portanto, o consumo de junk food deve ser reduzido por meio da restrição de comerciais de TV e do aumento de impostos sobre esse tipo de alimento. .
Descritores: Autofagia
Neoplasias da Mama/metabolismo
Neoplasias da Mama/patologia
Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intercelular/metabolismo
Transdução de Sinais
Estresse Fisiológico
Biomarcadores Tumorais/metabolismo
-Sequência de Aminoácidos
Neoplasias da Mama/enzimologia
Meio Ambiente
MAP Quinases Reguladas por Sinal Extracelular/metabolismo
/metabolismo
GLYCOGEN SYNTHASE KINASE ABATTOIRS/metabolismo
MCF-ABDOMINAL INJURIES CELLS
Dados de Sequência Molecular
Fosforilação
Biossíntese de Proteínas
/metabolismo
PHOSPHATIDYLINOSITOL ABATTOIRS-KINASES/metabolismo
Fosfopeptídeos/química
Fosfopeptídeos/metabolismo
Proteínas Proto-Oncogênicas c-akt/metabolismo
Temperatura
Limites: Feminino
Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-745863
Autor: Gupta, Shreya; Deoskar, Anuradha; Gupta, Puneet; Jain, Sandhya.
Título: Serum insulin-like growth factor-1 levels in females and males in different cervical vertebral maturation stages
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);20(2):68-75, Mar-Apr/2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: The aim of this cross sectional study was to assess serum insulin-like growth factor-1 (IGF-1) levels in female and male subjects at various cervical vertebral maturation (CVM) stages. MATERIAL AND METHODS: The study sample consisted of 60 subjects, 30 females and 30 males, in the age range of 8-23 years. For all subjects, serum IGF-1 level was estimated from blood samples by means of chemiluminescence immunoassay (CLIA). CVM was assessed on lateral cephalograms using the method described by Baccetti. Serum IGF-1 level and cervical staging data of 30 female subjects were included and taken from records of a previous study. Data were analyzed by Kruska-Wallis and Mann Whitney test. Bonferroni correction was carried out and alpha value was set at 0.003. RESULTS: Peak value of serum IGF-1 was observed in cervical stages CS3 in females and CS4 in males. Differences between males and females were observed in mean values of IGF-1 at stages CS3, 4 and 5. The highest mean IGF-1 levels in males was observed in CS4 followed by CS5 and third highest in CS3; whereas in females the highest mean IGF-1 levelswas observed in CS3 followed by CS4 and third highest in CS5. Trends of IGF-1 in relation to the cervical stages also differed between males and females. The greatest mean serum IGF-1 value for both sexes was comparable, for females (397 ng/ml) values were slightly higher than in males (394.8 ng/ml). CONCLUSIONS: Males and females showed differences in IGF-1 trends and levels at different cervical stages. .

OBJETIVO: o objetivo do presente estudo transversal foi avaliar os níveis do fator de crescimento semelhante à insulina-1 (IGF-1 sérico) em pacientes de ambos os sexos e em diferentes estágios de maturação das vértebras cervicais (MVC). MÉTODOS: a amostra consistiu de 60 pacientes, sendo 30 do sexo masculino e 30 do sexo feminino, com idades entre 8 e 23 anos. Amostras de sangue foram colhidas de todos os pacientes, cujos níveis de IGF-1 sérico foram avaliados por meio do método de imunoensaio quimioluminescente (CLIA). O estágio de MVC foi avaliado por meio de radiografias cefalométricas de perfil por meio do método descrito por Baccetti. O nível de IGF-1 sérico e o estágio de maturação das vertebras cervicais de 30 pacientes do sexo feminino foram avaliados e os dados retirados dos registros de um estudo prévio. Os dados foram submetidos aos testes de Kruskal-Wallis e de Mann-Whitney. A correção de Bonferroni foi calculada e o valor de alfa foi de 0,003. RESULTADOS: o valor de pico do IGF-1 sérico foi encontrado no estágio CS3, para mulheres, e CS4, para homens. Foram encontradas diferenças entre as médias dos valores de IGF-1 entre homens e mulheres nos estágios CS3, 4 e 5. O valor médio mais alto para os níveis de IGF-1 nos homens foi observado no estágio CS4, seguido do estágio CS5 e CS3. Nas mulheres, o valor médio mais alto foi observado em CS3, seguido do estágio CS4 e CS5. Diferenças também foram encontradas quanto à curva do IGF-1, em relação ao estágio de maturação das vértebras cervicais nos pacientes de ambos os sexos. O valor médio de IGF-1 sérico mais alto foi comparado. As pacientes do sexo feminino apresentaram valores ligeiramente mais altos (397ng/ml) em comparação aos pacientes do sexo masculino (394.8ng/ml). CONCLUSÕES: homens e mulheres apresentam valores de IGF-1 diferentes em estágios de maturação das vértebras cervicais diferentes. .
Descritores: Retículo Endoplasmático/metabolismo
Mediadores da Inflamação/metabolismo
Macrolídeos/metabolismo
Mycobacterium ulcerans/patogenicidade
-Úlcera de Buruli/metabolismo
Úlcera de Buruli/microbiologia
Úlcera de Buruli/patologia
Linhagem Celular
Moléculas de Adesão Celular
CYCLOOXYGENASE TEMEFOS/ECRET
Retículo Endoplasmático/patologia
INTERLEUKIN-ABDOMEN, ACUTE/ECRET
Lipopolissacarídeos/toxicidade
Mycobacterium ulcerans/metabolismo
Biossíntese de Proteínas/efeitos dos fármacos
Transporte Proteico/efeitos dos fármacos
Fator de Necrose Tumoral alfa
Limites: Animais
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-745214
Autor: Pérez Dominguez, Mariela; Rojas, Roselbi; Bandeira, Eduardo; Ferreras, Ana C; Triana, Juana L; Triana-Alonso, Francisco.
Título: Traducción independiente de la estructura 5´cap del ARN genómico del virus dengue / 5´cap-independent translation of dengue virus genomic RNA
Fonte: Rev. peru. med. exp. salud publica;32(1):11-18, ene.-mar. 2015. tab.
Idioma: es.
Resumo: Objetivos. Analizar la participación de la caperuza metil-guanosín-trifosfato (5´cap) y de la región inicial del ARN genómico del virus dengue serotipo 2 (DENV-2) genotipo Americano en la traducción, utilizando un sistema libre de células obtenido de placenta humana. Materiales y métodos. Se preparó el plásmido recombinante pTZ18R-D2 conteniendo el ADN que codifica la 5´UTR y los primeros 201 nucleótidos de la cápside viral. Este plásmido se utilizó para transcribir el ARN correspondiente (ARN-D2), sin la 5´cap. El ARN-D2 fue traducido en un sistema constituido por la fracción posmitocondrial (S-30) de placenta humana y se evaluó la incorporación de [14C] aminoácidos en presencia del ARN-D2 y en su ausencia (control). Se diseñaron siete oligonucleótidos antisentido (OAs1-7) dirigidos contra secuencias de las estructuras SLA, SLB y cHP del ARN-D2 y se analizó el efecto de los mismos sobre la traducción ARN-D2. Resultados.El ARN-D2 produjo un incremento significativo (p<0,001) en la incorporación de [14C] aminoácidos, con estimulación del 75% de la actividad traduccional respecto al control. El análisis de los productos de traducción mostró un pico de incorporación correspondiente a péptidos con peso molecular aparente cercano al esperado (7,746 kDa). El OAs5, complementario a una secuencia de la estructura SLB del ARN-D2, inhibió completamente la traducción. Conclusiones. El ARN-D2 fue traducido de manera específica y eficiente, bajo condiciones semejantes a las intracelulares en humanos, por un mecanismo alternativo independiente de la 5´cap, que involucraría a la estructura SLB. Este mecanismo podría considerarse como blanco en el desarrollo de terapias antisentido para inhibir la reproducción del virus.

Objetives. To analyze the involvement of methyl guanosine triphosphate cap (5Æcap) and the start site of the genomic RNA of Dengue virus serotype 2 (DENV-2) American genotype in translation, using a cell-free system prepared from human placenta. Materials and methods. The recombinant plasmid pTZ18R-D2 was prepared containing DNA encoding the 5ÆUTR and the first 201 nucleotides of the viral capsid. This plasmid was used to transcribe the corresponding RNA (RNA-D2) without the 5Æ cap. The RNA-D2 was translated in a system consisting of the postmitochondrial fraction (S-30) from human placenta and the incorporation of [14C] aminoacids in the presence of RNA-D2 and in its absence (control) was evaluated. Seven antisenseoligonucleotides (OAs1-7) directed against sequences of the SLA, SLB and CHP structures of RNA-D2 were designed and the effect thereof on RNA-D2 translation was analyzed. Results.The RNA-D2 produced a significant increase (p<0.001) in the incorporation of [14C] amino acids, with 75% stimulation of translational activity compared to the control. Analysis of the translation products showed peak incorporation corresponding to peptides with apparent molecular weight close to the expected (7.746 kDa).The OAs5, complementary to a sequence of SLB structure of RNA-D2, completely inhibited translation. Conclusions. The RNA-D2 was translated specifically and efficiently under conditions similar to human intracellular conditions, by an alternative 5Æ cap-independent mechanism, which would involve the SLB structure. This mechanism might be seen as an aim in the development of antisense therapies to inhibit virus replication.
Descritores: Vírus da Dengue
Oligonucleotídeos Antissenso
Biossíntese de Proteínas
Limites: Humanos
Responsável: PE14.1 - Biblioteca de la Sede Central


  10 / 45 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-742970
Autor: Cruz, Lucinéia Claudia de Toni Aquino da; Serra, Otacília Pereira; Leal-Santos, Fábio Alexandre; Ribeiro, Ana Lucia Maria; Slhessarenko, Renata Dezengrini; Santos, Marina Atanaka dos.
Título: Natural transovarial transmission of dengue virus 4 in Aedes aegypti from Cuiabá, State of Mato Grosso, Brazil
Fonte: Rev. Soc. Bras. Med. Trop;48(1):18-25, jan-feb/2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: INTRODUCTION: Dengue is the most prevalent arboviral disease in tropical areas. In Mato Grosso, outbreaks are reported every year, but studies on dengue in this state are scarce. METHODS: Natural transovarial infection of Aedes aegypti by a flavivirus was investigated in the Jardim Industriário neighborhood of Cuiabá, Mato Grosso. Eggs were collected with ovitraps during the dry, intermediate, and rainy seasons of 2012. After the eggs hatched and the larvae developed to adulthood, mosquitoes (n = 758) were identified and allocated to pools of 1-10 specimens according to the collection location, sex, and climatic period. After RNA extraction, multiplex semi-nested RT-PCR was performed to detect the four dengue virus (DENV) serotypes, yellow fever virus, West Nile virus and Saint Louis encephalitis virus. RESULTS: DENV-4 was the only flavivirus detected, and it was found in 8/50 pools (16.0%). Three of the positive pools contained females, and five contained males. Their nucleotide sequences presented 96-100% similarity with DENV-4 genotype II strains from Manaus, Amazonas. The minimum infection rate was 10.5 per 1000 specimens, and the maximum likelihood estimator of the infection rate was 11.6 (95% confidence interval: 4.8; 23.3). CONCLUSIONS: This study provides the first evidence of natural transovarial infection by DENV-4 in Ae. Aegypti in Mato Grosso, suggesting that this type of infection might serve as a mechanism of virus maintenance during interepidemic periods in Cuiabá, a city where dengue epidemics are reported every year. These results emphasize the need for efficient vector population control measures to prevent arbovirus outbreaks in the state. .
Descritores: Cinesina/metabolismo
Biossíntese de Proteínas
-Linhagem Celular
Centrifugação com Gradiente de Concentração
Técnicas de Silenciamento de Genes
Imunoprecipitação
Interfase
Cinesina/antagonistas & inibidores
Cinesina/genética
Microtúbulos/metabolismo
Iniciação Traducional da Cadeia Peptídica
Ligação Proteica
Pirimidinas/farmacologia
Interferência de RNA
Ribossomos/metabolismo
Tionas/farmacologia
Limites: Animais
Humanos
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, N.I.H., Extramural
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde