Base de dados : LILACS
Pesquisa : G02.740.685 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 9 [refinar]
Mostrando: 1 .. 9   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 9 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-769601
Autor: Jaeger, N.; Moraes, J. P.; Klauck, C. R.; Gehlen, G.; Rodrigues, M. A. S.; Ziulkoski, A. L..
Título: Cytotoxicity assays to evaluate tannery effluents treated by photoelectrooxidation / Ensaios de citotoxicidade na avaliação de efluentes de curtume tratados por fotoeletrooxidação
Fonte: Braz. j. biol;75(4,supl.2):53-61, Dec. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: The advanced oxidation process (AOP) is used to increase the treatment efficiency of effluents however, it is necessary to compare the toxicity of treated and untreated effluents to evaluate if the decontamination process does not cause any biological harm. Cultured cells have been previously used to assess the genotoxic and cytotoxic potential of various compounds. Hence, the aim of this work was to assess the applicability of cytotoxicity assays to evaluate the toxicity related to the AOP treatment. Samples of an industrial effluent were collected after their treatment by a conventional method. Cytotoxicity of standard and AOP treated effluents was assessed in CRIB and HEp-2 cell line using the MTT and neutral red assays. We observed decrease at cell viability in the both assays (50% MTT and 13% NRU) when cells were exposed to the AOP treatment in the highest concentration. Thus, cytotoxic assays in cultured cells can be explored as an useful method to evaluate toxicity as well as to optimize effluents treatment process.

Resumo O processo de oxidação avançada (POA) tem sido usado para aumentar a eficiência do tratamento de efluentes; no entanto, é necessário comparar a toxicidade de efluentes tratados e não tratados para avaliar se o processo de descontaminação não é capaz de causar algum risco biológico. Cultivos celulares têm sido utilizados para avaliar o potencial genotóxico e citotóxico de vários compostos. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a aplicabilidade de ensaios de citotoxicidade para avaliar a toxicidade relacionada ao tratamento com POA. As amostras de um efluente industrial foram recolhidas após o tratamento por um método convencional. A citotoxicidade dos efluentes padrão e tratado com POA foi avaliada nas linhagens celulares CRIB e HEp-2 usando os ensaios do MTT e do vermelho neutro. Observou-se diminuição da viabilidade celular em ambos os ensaios (50% MTT e 13% VN) quando as células foram expostas à concentração mais elevada do efluente tratado com POA. Assim, os ensaios de citotoxicidade em cultivos celulares podem ser explorados como um método útil para avaliar a toxicidade, bem como para otimizar os processos de tratamento de efluentes.
Descritores: Citotoxinas/toxicidade
Fotólise
Águas Residuárias/toxicidade
Poluentes Químicos da Água/toxicidade
-Linhagem Celular
Sobrevivência Celular/efeitos dos fármacos
Técnicas Eletroquímicas
Resíduos Industriais/análise
Oxirredução
Curtume
Testes de Toxicidade
Limites: Animais
Bovinos
Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-769600
Autor: Monteiro, G. S.; Staggemeier, R.; Klauck, C. R.; Bernardes, A. M.; Rodrigues, M. A. S.; Spilki, F. R..
Título: Degradation and inactivation of adenovirus in water by photo-electro-oxidation / Degradação e inativação de adenovírus na água por fotoeletrooxidação
Fonte: Braz. j. biol;75(4,supl.2):37-42, Dec. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The present study analyzed the efficiency of the photo-electro-oxidation process as a method for degradation and inactivation of adenovirus in water. The experimental design employed a solution prepared from sterile water containing 5.107 genomic copies/L (gc/L) of a standard strain of human adenovirus type 5 (HAdV-5) divided into two equal parts, one to serve as control and one treated by photo-electro-oxidation (PEO) for 3 hours and with a 5A current. Samples collected throughout the exposure process were analyzed by real-time polymerase chain reaction (qPCR) for viral genome identification and quantitation. Prior to gene extraction, a parallel DNAse treatment step was carried out to assess the integrity of viral particles. Integrated cell culture (ICC) analyses assessed the viability of infection in a cell culture. The tested process proved effective for viral degradation, with a 7 log10 reduction in viral load after 60 minutes of treatment. The DNAse-treated samples exhibited complete reduction of viral load after a 75 minute exposure to the process, and ICC analyses showed completely non-viable viral particles at 30 minutes of treatment.

Resumo O presente estudo analisou a eficiência do processo de fotoeletrooxidação como metodologia para a degradação e inativação de adenovírus em água. A concepção experimental emprega uma solução preparada a partir de água estéril contendo 5,107 cópias genômicas/L (gc/L) de uma amostra padrão de adenovírus humano tipo 5 (HAdV-5), dividida em duas partes iguais, uma para servir como controle e outra tratada por fotoeletrooxidação (PEO) durante 3 horas e com uma corrente de 5A. As amostras recolhidas durante o processo de exposição foram analisadas por PCR quantitativo em tempo real (qPCR) para identificação e quantificação do genoma viral. Antes da extração de ácidos nucleicos, um passo de tratamento com DNAse paralelo foi realizado para avaliar a integridade das partículas virais. Um ensaio de qPCR integrado à cultura de células (ICC-qPCR) permitiu analisar a viabilidade de infecção em uma cultura de células. O processo mostrou-se eficaz testada para a degradação viral, com uma redução de 7 log10 da carga viral após 60 minutos de tratamento. As amostras tratadas com DNAse exibiram redução completa da carga viral após uma exposição de 75 minutos ao processo, e a análise de ICC-qPCR mostrou partículas virais completamente não-viáveis ​​em 30 minutos de tratamento.
Descritores: Adenovírus Humanos/isolamento & purificação
Inativação de Vírus
Eliminação de Resíduos Líquidos/métodos
Purificação da Água/métodos
-Técnicas Eletroquímicas
Oxirredução
Fotólise
Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-755029
Autor: Garcia, ACA; Rodrigues, MAS; Xavier, JLN; Gazulla, V; Meneguzzi, A; Bernardes, AM.
Título: Degradation of cyanotoxins (microcystin) in drinking water using photoelectrooxidation / Degradação de cianotoxinas (microcistinas) em água potável aplicando fotoeletrooxidação
Fonte: Braz. j. biol;75(2,supl):45-49, May 2015. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo:

The discharge of sewage and industrial effluents containing high concentrations of pollutants in water bodies increases eutrophication. Cyanobacteria, some of the organisms whose growth is promoted by high nutrient concentrations, are resistant and produce several types of toxins, known as cyanotoxins, highly harmful to human beings. Current water treatment systems for the public water supply are not efficient in degradation of toxins. Advanced oxidation processes (AOP) have been tested for the removal of cyanotoxins, and the results have been positive. This study examines the application of photoelectrooxidation in the degradation of cyanotoxins (microcystins). The performance of the oxidative processes involved was evaluated separately: Photocatalysis, Electrolysis and Photoelectrooxidation. Results showed that the electrical current and UV radiation were directly associated with toxin degradation. The PEO system is efficient in removing cyanotoxins, and the reduction rate reached 99%. The final concentration of toxin was less than 1 µg/L of microcystin in the treated solution.

.

A descarga de esgotos e efluentes industriais contendo altas concentrações de poluentes nos corpos d'água aumenta a eutrofização. As cianobactérias, são organismos cujo crescimento é promovido por concentrações elevadas de nutrientes, são resistentes e produzem vários tipos de toxinas conhecidas, como cianotoxinas, altamente prejudiciais para os seres humanos. Os sistemas atuais de tratamento de água para o abastecimento público de água não são eficientes na degradação destas toxinas. Processos oxidativos avançados (POA) foram testados para a remoção de cianotoxinas, e os resultados têm sido positivos. Este estudo avalia o processo de fotoeletrooxidação (FEO) na degradação de cianotoxinas (microcistinas). Foi avaliado o desempenho dos processos envolvidos separadamente: fotocatalisis, eletrólise e fotoeletrooxidação. Os resultados mostram que a potencia da radiação UV e da corrente elétrica estão diretamente associados com a degradação de toxinas. O sistema de FEO é eficiente na remoção de cianotoxinas e a redução foi de 99%. A concentração final de toxina foi inferior a 1 g / L de microcistina na solução tratada.

.
Descritores: Toxinas Bacterianas/química
Água Potável/química
Microcistinas/química
Microcystis/química
Purificação da Água/métodos
-Eletrólise
Oxirredução
Fotólise
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-755018
Autor: Benvenuti, T; Rodrigues, MAS; Arenzon, A; Bernardes, AM; Zoppas-Ferreira, J.
Título: Toxicity effects of nickel electroplating effluents treated by photoelectrooxidation in the industries of the Sinos River Basin / Avaliação do efeito tóxico de efluentes oriundos da indústria galvânica na região da Bacia do Rio dos Sinos após o tratamento pelo processo de fotoeletrooxidação
Fonte: Braz. j. biol;75(2,supl):17-24, May 2015. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo:

The Sinos river Basin is an industrial region with many tanneries and electroplating plants in southern Brazil. The wastewater generated by electroplating contains high loads of salts and metals that have to be treated before discharge. After conventional treatment, this study applied an advanced oxidative process to degrade organic additives in the electroplating bright nickel baths effluent. Synthetic rinsing water was submitted to physical-chemical coagulation for nickel removal. The sample was submitted to ecotoxicity tests, and the effluent was treated by photoelectrooxidation (PEO). The effects of current density and treatment time were evaluated. The concentration of total organic carbon (TOC) was 38% lower. The toxicity tests of the effluent treated using PEO revealed that the organic additives were partially degraded and the concentration that is toxic for test organisms was reduced.

.

A Bacia do Rio dos Sinos é uma região do Sul do Brasil que sedia um importante pólo da indústria coureiro-calçadista incluindo, desde o beneficiamento das peles, em curtumes, à fabricação dos acessórios, em indústrias metalúrgicas e de galvanoplastia. O efluente gerado por processos galvânicos contém carga elevada de sais e metais que devem ser tratados antes do descarte. Neste artigo foi avaliada a aplicação de um processo oxidativo avançado após o tratamento convencional do efluente, visando degradar os aditivos orgânicos presentes nos efluentes dos banhos de eletrodeposição de níquel brilhante. Um efluente sintético foi tratado pelo processo físico-químico de coagulação para a remoção do níquel. A amostra foi, então, submetida a testes de ecotoxicidade e, em seguida, o efluente foi tratado pelo processo de fotoeletrooxidação (FEO). A influência da densidade de corrente e o tempo de tratamento foram avaliados. Foi verificada uma redução de carbono orgânico total superior a 38%. Os ensaios de ecotoxicidade para o efluente tratado por fotoeletroxidação indicaram que a FEO degradou parcialmente os aditivos orgânicos e reduziu a concentração que provoca efeitos tóxicos para os organismos teste.

.
Descritores: Clorófitas/efeitos dos fármacos
Cyprinidae/metabolismo
Daphnia/efeitos dos fármacos
Eliminação de Resíduos Líquidos/métodos
Águas Residuárias/toxicidade
Poluentes Químicos da Água/toxicidade
-Eletrólise
Galvanoplastia
Níquel/química
Oxirredução
Fotólise
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-595704
Autor: Lopes-dos-Santos, V; Campi, J; Filevich, O; Ribeiro, S; Etchenique, R.
Título: In vivo photorelease of GABA in the mouse cortex
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;44(7):688-693, July 2011. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Electrical stimulation has been used for more than 100 years in neuroscientific and biomedical research as a powerful tool for controlled perturbations of neural activity. Despite quickly driving neuronal activity, this technique presents some important limitations, such as the impossibility to activate or deactivate specific neuronal populations within a single stimulation site. This problem can be avoided by pharmacological methods based on the administration of receptor ligands able to cause specific changes in neuronal activity. However, intracerebral injections of neuroactive molecules inherently confound the dynamics of drug diffusion with receptor activation. Caged compounds have been proposed to circumvent this problem, for spatially and temporally controlled release of molecules. Caged compounds consist of a protecting group and a ligand made inactive by the bond between the two parts. By breaking this bond with light of an appropriate wavelength, the ligand recovers its activity within milliseconds. To test these compounds in vivo, we recorded local field potentials (LFPs) from the cerebral cortex of anesthetized female mice (CF1, 60-70 days, 20-30 g) before and after infusion with caged γ-amino-butyric-acid (GABA). After 30 min, we irradiated the cortical surface with pulses of blue light in order to photorelease the caged GABA and measure its effect on global brain activity. Laser pulses significantly and consistently decreased LFP power in four different frequency bands with a precision of few milliseconds (P < 0.000001); however, the inhibitory effects lasted several minutes (P < 0.0043). The technical difficulties and limitations of neurotransmitter photorelease are presented, and perspectives for future in vivo applications of the method are discussed.
Descritores: Córtex Cerebral/metabolismo
Córtex Cerebral/fisiopatologia
Inibição Neural/fisiologia
Neurônios/fisiologia
Ácido gama-Aminobutírico/metabolismo
-Fotólise
Ácido gama-Aminobutírico/química
Limites: Animais
Feminino
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-343958
Autor: Moriwaki, Cristiane; Brescansin, Edeilza Gomes; Hioka, Noburo; Maionchi, Florangela; Matioli, Graciette.
Título: Estudo da degradação do fármaco Nabumetona por fotólise direta / Study of Nabumetone degradation through direct photolysis
Fonte: Acta sci;23(3):651-654, jun. 2001. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O presente trabalho teve por objetivo estudar a degradação do fármaco Nabumetona por fotólise direta. Soluções etanólicas de amostras (20 mg/mL) foram preparadas e divididas em cubetas de quartzo com tampas de teflon. Estas foram colocadas em uma câmara de fotólise à temperatura de 35ºC. As quantificações das fotodegradações foram analisadas por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE); após 47 dias de fotólise, a degradação da amostra foi de 67 por cento, após 73 dias 88,5 por cento e após 111 dias 89,5 por cento. Determinações espectrofotométricas (240 a 360 nm) foram realizadas após 28, 47 e 73 dias de fotólise. Os fotoprodutos foram separados por CLAE e analisados por Cromatografia Gasosa Acoplada ao Espectro de Massa de Baixa Resolução (CG-EM). A análise em CG-EM da Nabumetona fotolisada durante 111 dias permitiu a sugestão de duas substâncias
Descritores: Anti-Inflamatórios não Esteroides
Estabilidade de Medicamentos
Fotólise
Técnicas In Vitro
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  7 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Tedesco, A. C
Texto completo
Id: lil-331449
Autor: Rotta, J. C. G; Lunardi, C. N; Tedesco, A. C.
Título: Nitric oxide release from the S-nitrosothiol zinc phthalocyanine complex by flash photolysis
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;36(5):587-594, May 2003. ilus, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: The photogeneration of nitric oxide (NO) using laser flash photolysis was investigated for S-nitroso-glutathione (GSNO) and S-nitroso-N-acetylcysteine (NacySNO) at pH 6.4 (PBS/HCl) and 7.4 (PBS). Irradiation of S-nitrosothiol with light (lambda = 355 nm followed by absorption spectroscopy) resulted in the homolytic decomposition of NacySNO and GSNO to generate radicals (GSA and NacySA) and NO. The release of NO from donor compounds measured with an ISO-Nometer apparatus was larger at pH 7.4 than pH 6.4. NacySNO was also incorporated into dipalmitoyl-phosphatidylcholine liposomes in the presence and absence of zinc phthalocyanine (ZnPC), a well-known photosensitizer useful for photodynamic therapy. Liposomes are usually used as carriers for hydrophobic compounds such as ZnPC. Inclusion of ZnPC resulted in a decrease in NO liberation in liposomal medium. However, there was a synergistic action of both photosensitizers and S-nitrosothiols resulting in the formation of other reactive species such as peroxynitrite, which is a potent oxidizing agent. These data show that NO release depends on pH and the medium, as well as on the laser energy applied to the system. Changes in the absorption spectrum were monitored as a function of light exposure
Descritores: Óxido Nítrico
Fotólise
-Lipossomos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-217038
Autor: Vargas, Franklin; Rivas, Carlos; Canudas, Nieves; Torrealba, Amalia; Sarabia, Zaideth.
Título: Elucidacion de los mecanismos de fototoxidad inducida por farmacos / Mechanisms of phototoxicity induced by pharmaceutical products
Fonte: Acta cient. venez;47(4):223-30, 1996. ilus, graf.
Idioma: es.
Resumo: First of all some general concepts are given on phototoxic activity of pharmaceutical products which full fill the structural characteristics required to decompose by light and to cause biological damage, either themselves, their photoproducts or the products of their metabolism. These considerations are important due to the fact that this field of research is fairly new. Next, a review is given on recent research carried out in this laboratory on the photochemistry and phototoxicity of fibric acid and their derivatives and finally a refc5r cview is made as well on the photochemistry and phototoxicity of antibacterial quinolones. Mechanisms are postulated for the photochemical decomposition of the substances investigated and possible mechanism for the in vitro activity at cellular level are also presented
Descritores: Dermatite Fototóxica/metabolismo
Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos
-Anti-Infecciosos/toxicidade
Hipolipemiantes/toxicidade
Butiratos/toxicidade
Fenofibrato/toxicidade
Genfibrozila/toxicidade
Fotoquímica
Fotólise
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 9 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-33588
Autor: Belgorosky, Alicia; Chaler, Eduardo; Cigorraga, Selva; Rivarola, Marco A.
Título: Photoaffinity labeling of extracellular and intracellular androgen binding proteins
Fonte: Acta physiol. pharmacol. latinoam;36(1):1-11, 1986. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Se describe un método de marcación por fotoafinidad de la SHBG sérica humana y de conejo en un precipitado de sulfato de amonio utilizando delta6-testosterona 3H como ligando. La precipitación disminuye la contaminación con albúmina y concentra al mismo tiempo la globulina ligadora de hormonas sexuales. La marcación por fotoafinidad se realizó mediante un flash electrónico. El esteroide libre y el no unido covalentemente se adsorbieron mediante un tratamiento prolongado con una solución de carbón dextrán. La cromatografía en columna de Sephadex G-200 mostró un único pico radioactivo unido covalentemente con el volumen de elución de la SHBG. Este preparado es útil para ser utilizado en estudios de metabolización de la SHBG in vivo. Con algunas modificaciones, el método fue aplicado a la marcación por fotoafinidad del receptor citosólico de andrógenos de próstata utilizando al R 1881 como ligando. El receptor de andrógenos de citosol de próstata también fue precipitado con sulfato de amonio. Luego de marca, irradiar y calentar a 50- C el R 1881-3H no unido covalentemente fue removido mediante el tratamiento con carbón dextrán. En presencia de fotólisis previa al tratamiento con calor, la cromatografía en microcolumnas de Sephadex G-25 mostró un pico radiactivo que eluyó con el volumen de elución de las macromoléculas, el cual desaparecía en las muestras no fotolizadas previamente; sin embargo el receptor fotomarcado tuvo un coeficiente de sedimentación, luego de ultracentrifugación en gradientes lineares de sucrosa, diferente del receptor no irradiado, sugiriendo que la fotólisis generó a algún cambio en la configuración del complejo
Descritores: Marcadores de Afinidade/metabolismo
Proteína de Ligação a Androgênios/metabolismo
Receptores Androgênicos/metabolismo
Testosterona/farmacologia
-Cromatografia em Gel
Temperatura Alta
Fotólise
Receptores de Progesterona/metabolismo
Limites: Coelhos
Ratos
Animais
Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde