Base de dados : LILACS
Pesquisa : G04.144 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 194 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 20 ir para página                         

  1 / 194 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-870261
Autor: Silva, Carlos Augusto Moreira.
Título: Caracterização da expressão proteica por imuno-histoquímica de genes relacionados no cromossomo 9P em linfoma de grandes células b primáriodo mediastino e sua relação com marcadores de proliferação e ciclo celular / Characterization of protein expression by immunohistochemistry of genes related to changes in chromosome 9p in primary mediastinal large Bcell lymphoma and its relationship with proliferation markers and cell cycle.
Fonte: São Paulo; s.n; 2015. 89 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Fundação Antônio Prudente para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O linfoma de grandes células B primário mediastinal tímico (LBPM) possui alterações genéticas particulares, dentre as quais, amplificação da região cromossômica 9p. Recentes estudos correlacionam à patogênese do LBPM alguns genes (JMJD2c, SOCS1, STAT6, JAK2 e PDL1) associados direta ou indiretamente a esta região cromossômica. Estes são responsáveis por ativarem ou bloquearem diversas vias de sinalização que promovem aumento da atividade proliferativa celular e/ou escape a mecanismos imunes de defesa do hospedeiro, originando fenômenos oncogênicos. O objetivo deste estudo foi avaliar a expressão proteica por imuno-histoquímica de genes relacionados a alterações cromossômica no 9p e correlacioná-las à expressão de marcadores relacionados à proliferação e ciclo celular, bem como a parâmetros clínicos e evolutivos. Para tanto, avaliamos 63 pacientes procedentes de 5 instituições do Estado de São Paulo diagnosticados no período de 1975 a 2011. Expressão de JAK2 (p=0,0009), PDL1 (p=0,0007) e p16 (p=0,0058) bem como estádio clínico agrupado (p=0,0015) e IPI (p<0,0001), foram fatores prognósticos relacionados a melhor sobrevida global...

Thymic primary mediastinal large B-cell lymphoma (LBPM) has particular genetic changes, among which, amplification of chromosome 9p region. Recent studies correlate some genes (JMJD2c, SOCS1, STAT6, JAK2 and PDL1) directly or indirectly related to this chromosome region to the pathogenesis of LBPM. These are responsible for activating or blocking several signaling pathways that result in increased cell proliferative activity and / or escape the immune defense mechanisms of the host, leading to oncogenic phenomena. The objective of this study was to evaluate the protein expression by immunohistochemistry of genes related to chromosomal alterations in 9p and correlates them the expression of markers related to proliferation and cell cycle as well as clinical and outcome parameters. Therefore, we evaluated 63 patients coming from 5 institutions of the State of São Paulo diagnosed from 1975 to 2011. Expression JAK2 (p = 0.0009), PDL1 (p = 0.0007) and p16 (p = 0.0058 ) grouped clinical stage (p = 0.0015) and IPI (p <0.0001) were prognostic factors related to better overall survival...
Descritores: Cromossomos Humanos Par 9
Imuno-Histoquímica
Linfoma
Mediastino
Prognóstico
Sobrevida
-Ciclo Celular
Proliferação de Células
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Guia
Responsável: BR30.1 - Biblioteca
BR30.1


  2 / 194 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-961283
Autor: Sierra Benítez, Enrique Marcos; León Pérez, Mairianny Quianella; Laud Rodríguez, Lenier; Carrillo Comas, Alberto Lázaro; Pérez Ortiz, Letier; Rodríguez Ramos, Eglys.
Título: Gliomas malignos: biología molecular y detalles oncogenéticos / Wicked gliomas: molecular biology and oncogenetics detail
Fonte: Rev. medica electron;40(4):1100-1111, jul.-ago. 2018. ilus.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN La biología de los gliomas malignos se asocia con el balance de la expresión de las proteínas que controlan de manera positiva o negativa el ciclo celular, la proliferación, la motilidad, la neoformación vascular y el reconocimiento del sistema inmune. La frecuencia de las alteraciones genéticas que están presentes en GBM2 y GBM1 son diferentes así como la edad de los pacientes en la que se presentan. Mientras que los GBM1 suelen aparecer en edades más tardías, alrededor de los 60-70 años, los GBM2 suelen presentarse en edades más tempranas, 40-50 años. En la génesis del glioblastoma existen alteraciones moleculares a nivel de genes supresores de tumores, oncogenes y genes reparadores de ADN (AU).

ABSTRACT The glioblastoma it is the primary wicked tumor of the central nervous system more common in adults and it invariably associates to a bad presage. The biology of the wicked gliomas associates with the balance of the expression of the proteins that they control of positive way or negative the cellular cycle, the proliferation, the motility, the vascular neoformation and the recognition of the immune system. The frequency of the genetic alterations that they are present in GBM2 and GBM1 is different. While the GBM1 usually appears in later ages, around the 60-70 years, the GBM2 usually presents in earlier ages, 40-50 years. In the genesis of the glioblastoma exist molecular alterations at level of suppressive genes of tumors (GST), oncogenes and reparative genes of DNA (AU).
Descritores: Oncogenes/genética
Biologia/classificação
DNA/classificação
-Pacientes
Proteínas
Ciclo Celular
Genes Supressores
Glioblastoma
Genes/genética
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CU424.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas


  3 / 194 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-731291
Autor: Rosa, Patricia Lima Ferreira Santa; Hoga, Luiza Akiko Komura; Santana, Mônica Feitosa; Silva, Pâmela Adalgisa Lopes.
Título: Use of medicinal plants by black women: ethnography study in a low-income community / Uso de las plantas medicinales por las mujeres negras: estudio etnográfico en una comunidad de bajos ingresos / Uso de plantas medicinais por mulheres negras: estudo etnográfico em uma comunidade de baixa renda
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;48(spe):45-52, 08/2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: Objective To explore beliefs, values and practices related to the use of medicinal plants among low-income black families. Method The research method was ethnography and the participant observation process was done in a low-income community in the peripheral area of the City of São Paulo. Twenty black women were interviewed. Results Two cultural sub-themes, I do use medicines that I learned to make with my mother and with religious practitioners to care for diseases and Home medicines are to treat problems that are not serious, and the cultural theme I do use home medicines to treat simple diseases because I always have them at my disposal, they are free and I don’t need a medical prescription represent beliefs, values, and practices related to the use of medicinal plants among low-income black families. Conclusion The development of such practices, which can hide ethnic and social vulnerability, reveals the resilience of low-income black women in the process of confronting problems during the health-illness process. .

Objetivo Explorar las creencias, valores y prácticas sobre el uso de las plantas medicinales entre las familias negras de bajos ingresos. Método El método de investigación fue la etnografía y el proceso de observación participante fue desarrollado en una comunidad de bajos ingresos en las afueras de la Ciudad de São Paulo. Se entrevistó a veinte mujeres negras. Resultados Dos subtemas culturales Uso remedios que aprendí a hacer con mi madre y con los religiosos para cuidar de enfermedades y Remedios caseros se utilizan para resolver problemas que no son graves y el tema cultural Uso remedio casero para resolver enfermedades simples porque tengo todo lo que necesito, es gratuito y no necesita una receta médica simbolizam las prácticas de las mujeres. Conclusión Estas prácticas, que pueden estar enmascarando vulnerabilidades étnicas y sociales, ponen de manifiesto la resiliencia de las mujeres negras de bajos ingresos en el confrontamiento de los problemas del proceso salud-enfermedad. .

Objetivo Explorar crenças, valores e práticas relativas ao uso das plantas medicinais entre famílias negras de baixa renda. Método Pesquisa etnográfica cujo processo de observação participante foi desenvolvido em uma comunidade de baixa renda da periferia da Cidade de São Paulo. Vinte mulheres negras foram entrevistadas. Resultados Dois subtemas culturais, Uso remédios que aprendi a fazer com minha mãe e com os religiosos para cuidar das doenças e Remédios caseiros servem para resolver problemas que não são graves, e o tema cultural Uso remédio caseiro para resolver doenças simples, pois tenho sempre que preciso, é de graça e não precisa de receita médica representam as crenças, valores e práticas relativos ao uso das plantas medicinais entre famílias negras de baixa renda. Conclusão O desenvolvimento dessas práticas, que pode estar mascarando vulnerabilidades étnicas e sociais, revela a resiliência das mulheres negras de baixa renda no enfrentamento dos problemas que encontram no processo saúde-enfermidade. .
Descritores: Anti-Inflamatórios não Esteroides/farmacologia
Apoptose/efeitos dos fármacos
Endotélio Vascular/efeitos dos fármacos
Sulindaco/análogos & derivados
Sulindaco/farmacologia
-Inibidores da Angiogênese/farmacologia
Ciclo Celular/efeitos dos fármacos
Divisão Celular/efeitos dos fármacos
Linhagem Celular
Relação Dose-Resposta a Droga
Endotélio Vascular/citologia
Endotélio Vascular/ultraestrutura
Microscopia Eletrônica
Veias Umbilicais
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 194 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1119313
Autor: Bastos, Nina Carrossini.
Título: Papel do fator de transcrição NFAT1 na regulação do ciclo celular e na expressão de ciclinas / [Role of the transcription factor NFAT1 in the regulation of the cell cycle and in the expression of cyclins].
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2008. xv, 126 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A família de fatores de transcrição NFAT (Nuclear Factor of Activated T cells) apresenta um papel central na regulação de diversos genes relacionados com a resposta imune e recentemente foram implicados na proliferação e diferenciação de diversos tipos celulares. Nossos resultados mostram que os linfócitos B deficientes para NFAT1, quando estimulados pelo BCR, proliferavam mais, apresentavam um aumento do número de células na fase G1 do ciclo celular e um aumento na expressão dos genes das ciclinas A2, E1 e E2. Além disso, o silenciamento do NFAT1 aumentou a proliferação de uma linhagem celular de células B. Análises adicionais demonstraram que a expressão ectópica de NFAT1 em células CHO inibiu a proliferação celular, a expressão das ciclinas A2, E1 e E2, a formação de colônias in vitro e o crescimento tumoral in vivo. Juntos estes resultados indicam que o NFAT1 apresenta um papel de regulador negativo do ciclo celular
Descritores: Ciclo Celular
Ciclinas
Fatores de Transcrição NFATC
-Linfócitos B
Responsável: BR440.1 - Biblioteca Geraldo Matos de Sá . Hospital do Câncer I
BR440.1


  5 / 194 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1117820
Autor: Cruz, André Luiz de Souza.
Título: Papel dos corpúsculos lipídicos na proliferação e transformação celular / [Role of lipid bodies in cell proliferation and transformation].
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2014. 135 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Corpúsculos lipídicos são organelas dinâmicas envolvidas no metabolismo de lipídeos, no tráfego de membrana e na sinalização intracelular. A lipogênese está associada com um mau prognóstico em diversas doenças neoplásicas, sugerindo um papel dessas organelas no desenvolvimento do câncer. Foi mostrado anteriormente que corpúsculos lipídicos são elementos centrais na síntese de prostaglandina E2 e na proliferação celular em linhagens celulares de câncer de cólon, e podem estar implicados na patologia desta neoplasia. Baseado nesses dados, avaliamos a regulação dos corpúsculos lipídicos na progressão do ciclo celular e na transformação celular. Células NIH3T3 foram sincronizadas por confluência e privação de soro, e progressão pelo ciclo celular foi avaliada após suplementação com soro por incorporação de BrdU e por análise de qRT-PCR ou western blot de genes e proteínas do ciclo celular. Foi observado que, após suplementação, células NIH3T3 progridem para fase S em 24 horas, seguindo para as fases G2 e M após 36-48 horas. Além disso, análise de expressão de ciclinas confirmou que células sincronizadas progridem uniformemente pelo ciclo celular após suplementação com soro. Usando este modelo, avaliamos a regulação de corpúsculos lipídicos durante o ciclo celular. Quantificação e análise de localização subcelular mostraram que células em arresto na fase G1 apresentam menor quantidade e localização perinuclear de corpúsculos lipídicos, enquanto que um maior número e localização dispersa dessas organelas foram observados durante a fase S. Os mesmos resultados foram observados em células IEC-6. Além disso, estes dados foram confirmados em NIH3T3 através de microscopia de fluorescência com marcação simultânea de corpúsculos lipídicos e BrdU incorporado, ou através de sincronização específica na fase S por timidina. A linhagem transformada NIH3T3-H-rasV12 foi também submetida à confluência e privação de soro para análise de corpúsculos lipídicos, onde foi possível observar um aumento no número e localização dispersa de corpúsculos lipídicos, além do acúmulo da proteína estrutural ADRP, quando comparadas com a linhagem selvagem NIH3T3. Por outro lado, células NIH3T3 com superexpressão de ADRP humana não apresentaram características de transformação in vitro, como observado em ensaios de proliferação e morte celular, formação de focos, ou ensaio de crescimento independente de ancoragem. Juntos, esses resultados mostram que corpúsculos lipídicos são regulados durante a progressão do ciclo celular e que em células transformadas esta regulação está alterada, embora tenha sido visto que a superexpressão de ADRP não é capaz de induzir transformação celular em nosso modelo. Não obstante, esses dados dão evidências de que um mecanismo coordenado regula a progressão de ciclo celular e biogênese de corpúsculos lipídicos, que pode estar desregulado durante o desenvolvimento neoplásico. (AU)

Lipid bodies (or lipid droplets) are organelles involved in lipid turnover, membrane traffic and signaling. Lipogenesis has been associated with poor prognosis in several neoplasic diseases, suggesting a role for these organelles in cancer development. We have previously reported that lipid bodies are involved in prostaglandin E2 synthesis and cell proliferation in colon cancer cells, and may have implications to colon adenocarcinoma pathogenesis. Based on this, we evaluated the role of lipid bodies in cell cycle regulation and during cellular transformation. NIH3T3 cells were synchronized through confluence and serum starvation, and progression through cell cycle was assayed before or after 12, 24, 36 or 48 hours of serum supplementation by BrdU incorporation, and by qRT-PCR and western blot analysis of cell cycle genes and proteins. We observed that, upon serum supplementation, NIH3T3 cells reached S phase after 24 hours and G2/M phase after 36-48 hours, confirming that synchronized NIH3T3 progressed uniformly through cell cycle after stimulus. Using the same model, we evaluated the regulation of lipid bodies during cell cycle progression by fluorescence microscopy and flux citometry. We observed that cells arrested on G1 phase showed a lower number and perinuclear localization of lipid bodies, whereas an increased number of lipid bodies with a dispersed distribution through the cytoplasm were observed during S phase. The same results were seen in IEC-6 cells. These data were also confirmed in NIH3T3 cells by microscopy analysis after simultaneous staining of lipid bodies and incorporated BrdU, and with thymidine synchronization to assess regulation of lipid bodies in S cell cycle phase. The transformed cell lineage NIH3T3-H-rasV12 was also submitted to confluence and serum starvation for lipid bodies' analysis, showing increased number and dispersed localization of lipid bodies, along with increased ADRP protein accumulation, when compared with NIH3T3 cells. In the other hand, NIH3T3 cells overexpressing human ADRP did not display transformed phenotype in vitro, as observed in cell death and proliferation, foci formation, and anchorage-independent growth assays. Taken together, these results suggest that lipid bodies are highly regulated during cell cycle, and that this regulation is altered in transformed cells, although ADRP overexpression was not able to induce cell transformation in our model. Nevertheless, these data provide evidence for a coordinate mechanism that regulates cell cycle progression and lipid body biogenesis, which might be deregulated during cancer development. (AU)
Descritores: Metabolismo dos Lipídeos
-Ciclo Celular
Células NIH 3T3
Crescimento Celular
Responsável: BR440.1 - Biblioteca Geraldo Matos de Sá . Hospital do Câncer I


  6 / 194 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-941808
Autor: Segges, Priscilla Alves Mascarenhas.
Título: Alterações na apoptose e no ciclo celular e sua modulação pelo sistema imune no Linfoma de Hodgkin clássico pediátrico / [ Changes in apoptosis and cell cycle and their modulation by the immune system in classical pediatric Hodgkin's lymphoma].
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2014. 187 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O linfoma de Hodgkin clássico (LHc) caracteriza-se por apresentar 1-2% de células tumorais (Hodgkin e Reed-Sternberg, H-RS), em meio de um infiltrado inflamatório. As células H-RS são caracterizadas por alterações simultâneas e ainda não bem entendidas no ciclo celular e apoptose, e uma alta dependência das células imunes infiltrantes, tendo inclusive estas alterações sido associadas ao desfecho clínico. O objetivo deste trabalho foi investigar alterações no ciclo celular e apoptose das células H-RS e a sua relação com a resposta imune local, definida pela composição do microambiente tumoral, em casos de LHc pediátricos, visando identificar cross-talks potenciais entre os dois componentes do tumor. Para isto, foram analisadas por imunohistoquímica (IHQ) os marcadores p53, p21, MDM2, nucleofosmina (NPM) H2AX, ATM, a cinética populacional (Ki-67, Histona H3, número de H-RS, uni e multinucleação), BCL2, caspase-3 (CASP3) e SURVIVINA e a fragmentação de DNA (ensaio de TUNEL) nas células H-RS, em um grupo de 87 pacientes com LHc pediátrico. Estas alterações foram analisadas em relação ao status do vírus Epstein-Barr (EBV), as sub-populações celulares do MAT e a sobrevida livre de progressão (SLP) e global (SG). Uma alta taxa de proliferação (IPC; Ki-67>50% nas H-RS) e taxa mitótica (IM; histona H3>25% nas H-RS) foram observados em 75,9% e 37,5% dos casos, sem associação com o número de células tumorais, enquanto que a expressão de p53, p21, MDM2, ATM ,H2AX, BCL2, CASP3 e SURVIVINA foram observadas em 13,4%, 69%, 83,6%, 59%, 72,7%, 56,6%, 71,4% e 52% dos casos, respectivamente. Quanto a NPM, foi identificada a expressão citoplasmática da proteína (NPMc+) em 66,2% dos casos, posteriormente confirmada por imunoflorescência e por microscopia confocal a laser...

Classical Hodgkin lymphoma (cHL) is a B-cell neoplasm characterized by two components, the malignant (Hodgkin-Reed-Sternberg, H-RS) cells which comprise 1-2% of the tumor mass, and an intense inflammatory infiltrate, the tumor microenvironment. H-RS cells exhibit simultaneous alterations in cell cycle and apoptosis and a strong dependence on infiltrating immune cells. The objective of this study was to investigate alterations of H-RS cell cycle and apoptosis and their relationship with the local immune response, defined by the TME composition, aiming to identify a potential cross-talk between the two components of the tumor, in a series of pediatric cHL. For this, different markers were analyzed by immunohistochemistry (IHC), such as H-RS population kinetics (Ki-67, histone H3, number of H-RS, uni and multinucleation), p53, p21, MDM2, nucleophosmin (NPM), pH2AX, pATM, BCL2, caspase-3 (CASP3), survivin and DNA fragmentation (TUNEL assay) in H-RS cells. These results were analyzed in respect of Epstein-Barr virus (EBV) status, TME cell subpopulations and survival. A high proliferation rate (IPC; Ki-67>50% in H- RS) and mitotic rate (IM; histone H3>25% in H-RS) were seen in 75.9% and 37.5% of cases, without association with the number of tumor cells, while the expression of p53, p21, MDM2, ATM, H2AX, BCL2, CASP3, and SURVIVIN were seen in 13.4%, 69%, 83.6 %, 59%, 72.7%, 56.6%, 71.4% and 52% of cases, respectively. NPM was aberrantly localized to the cytoplasm (NPMc+) in 66.2% of cases, confirmed by immunofluorescence and confocal laser scanning microscopy. In order to disclose the causes of the aberrant localization, exon 12 mutation analysis was performed from H-RS microdissected cells (2 NPMc+ cases) and by subcloning of total DNA (4 NPMc+ cases), and no mutation were identified. FISH analysis with non-commercial probes did not identify any chromosomal translocation in the NPM1 gene...
Descritores: Apoptose
Ciclo Celular
Doença de Hodgkin
Microambiente Tumoral
-Ribonucleoproteínas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR440.1 - Biblioteca Geraldo Matos de Sá . Hospital do Câncer I
BR440.1


  7 / 194 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-781411
Autor: Santana, G M; Deus, M S M; Sousa, J M C; Ferreira, P M P; Fernandes, H B; Peron, A P.
Título: Antimitotic and antimutagenic action of the Hymenaea stigonocarpa bark on dividing cells / Ação antimitótica e antimutagênica do ritidoma de Hymenaea stigonocarpa Mart ex Hayne na divisão celular
Fonte: Braz. j. biol;76(2):520-525, Apr.-June 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The objective of this study was to evaluate the action of Hymenaea stigonocarpa bark hydroalcoholic extract against a mutagenic compound using A. cepa meristematic root cells as a test system. The treatment groups were: Negative Control (NC) – distilled water; Positive Control (PC) – paracetamol at a concentration of 0.008 mg/mL, Jatoba Control (JC) – aqueous fraction jatobá-do-cerrado at 0.5 or 1.0 or 1.5 mg/mL, and Simultaneous Treatment (ST) - jatobá-do-cerrado aqueous fraction at a concentration of 0.5 or 1.0 or 1.5 mg/mL associated with paracetamol solution at a concentration of 0.008 mg/mL. All groups were analyzed at 24 and 48 h. Five onion bulbs (five replications) were used for each treatment group. The root tips were fixed in Carnoy and slides prepared by the crush technique. Cells were analyzed throughout the cell cycle, totaling 5,000 for each treatment group at each exposure time. Mitotic indices were subjected to statistical analysis using the chi-square test (p<0.05). From the results it was found that the ST group, at the three concentrations, significantly potentiated the antiproliferative effect of the test system cells when compared to PC, NC and TJ at the three concentrations. Furthermore, the three ST concentrations significantly reduced the number of cell aberrations when compared to the number of aberrant cells obtained for the PC, demonstrating antimutagenic action on the A. cepa test system cells.

Resumo O objetivo do presente trabalho foi avaliar a ação do extrato hidroalcólico do ritidoma de Hymenaea stigonocarpa frente a um composto mutagênico, utilizando como sistema teste as células meristemáticas de raízes de A. cepa. Os grupos tratamentos avaliados foram: Controle Negativo (CN) – água destilada; Controle Positivo (CP) – paracetamol na concentração de 0,008 mg/mL, Controle Jatobá (CJ) – fração aquosa de jatobá-do-cerrado na concentração de 0,5 ou 1,0 ou 1,5 mg/mL, e Tratamento Simultâneo (TS) – fração aquosa de jatobá-do-cerrado na concentração de 0,5 ou 1,0 ou 1,5 mg/mL associada a solução de paracetamol na concentração de 0,008 mg/mL. Todos os grupos foram analisados nos tempos de 24 e 48 h. Para cada grupo tratamento cinco bulbos de cebolas (cinco repetições) foram utilizados. As radículas foram fixadas em Carnoy e as lâminas preparadas pela técnica de esmagamento. Analisaram-se células em todo ciclo celular, totalizando 5.000 para cada grupo tratamento em cada tempo de exposição. Os índices mitóticos obtidos foram submetidos à análise estatística do Qui-quadrado (p<0,05). A partir dos resultados verificou-se que o grupo TS, nas três concentrações, potencializou o efeito antiproliferativo significativo as células do sistema teste quando comparado ao CP, CN e TJ nas três concentrações. Ainda, o TS nas três concentrações reduziu de forma significativa o número de aberrações celulares quando comparado com o número de células aberrantes obtidas para o CP, demonstrando ação antimutagênica as células do sistema teste A. cepa.
Descritores: Extratos Vegetais/farmacologia
Cebolas/citologia
Cebolas/fisiologia
Hymenaea
Acetaminofen/farmacologia
-Fatores de Tempo
Ciclo Celular/efeitos dos fármacos
Meristema
Casca de Planta
Antimitóticos/farmacologia
Antipiréticos/farmacologia
Índice Mitótico/métodos
Mutagênicos/metabolismo
Mutagênicos/farmacologia
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 194 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1118572
Autor: Primo, Luiza Marcondes Ferraz.
Título: O papel da ciclina E1 no estresse replicativo e na instabilidade genômica em células epiteliais da mama / [The role of cyclin E1 in replicative stress and genomic instability in breast epithelial cells].
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2017. xIII, 86 f p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A ciclina E, juntamente com Cdk2, é um regulador importante da transição das fases G1/S do ciclo celular, promovendo o início e a progressão da síntese de DNA. Em alguns tipos de câncer, como o câncer de mama, os níveis de ciclina E se encontram desregulados, correlacionando com um estágio avançado do tumor e mau prognóstico. Níveis elevados de ciclina E interferem com a montagem de complexos pré-replicativos e retardam a progressão das forquilhas de replicação, levando ao fenômeno de estresse replicativo e eventualmente a instabilidade genômica. No entanto, as alterações genômicas causadas pela desregulação da ciclina E ainda não foram totalmente investigadas. Dados anteriores do nosso grupo demonstraram que altos níveis de ciclina E1 retardam a progressão pela fase S, permitindo que células entrem em mitose antes do término da replicação do DNA. A replicação incompleta do DNA induz aberrações cromossômicas em regiões genômicas específicas, como sítios frágeis. O objetivo deste projeto é avaliar o efeito da desregulação de ciclina E1 na instabilidade genômica de células epiteliais da mama ao longo da proliferação celular. Para estabelecer o modelo de estresse replicativo, células do epitélio da mama humana imortalizadas (HME1) foram transduzidas com adenovírus controle (Adv-Controle) ou com adenovírus que codifica o cDNA de ciclina E1 humana (Adv-Ciclina E1). Como controle positivo, foram utilizadas as linhagens celulares de câncer da mama SUM149PT e MDA-MB-157, que têm níveis aumentados de ciclina E1. Nossos resultados indicam que altos níveis de ciclina E1 não interferem com a proliferação de células HME1. Contudo, análises de citometria de fluxo indicam que altos níveis de ciclina E1 reduzem o número de células na fase G1, reduzem a progressão pela fase S e atrasam a entrada nas fases G2/M ao longo de 7 dias. A desregulação de ciclina E1 não induz a morte celular, mas induz eventos de poliploidia. Células HME1 tratadas com a afidicolina, um inibidor de DNA polimerase, progridem mais lentamente pela fase S, mas não apresentam alterações na morte celular ou poliploidia. Além disso, células HME1 com desregulação de ciclina E1 apresentam aberrações cromossômicas, como endorreduplicação, hiperfragmentação cromossômica e separação prematura de cromátides irmãs quando comparadas com células controle. No momento, estamos avaliando a instabilidade de sítios frágeis específicos em células HME1 com altos níveis de ciclina E1 usando Hibridização Fluorescente In Situ (FISH). Além disso, células HME1 com níveis elevados de ciclina E1 serão analisadas através de cariótipo por bandeamento G. O objetivo deste projeto é contribuir para a caracterização das alterações genéticas mediadas por ciclina E1 durante a carcinogênese da mama.
Descritores: Neoplasias da Mama/genética
Ciclina E
-Ciclo Celular
Instabilidade Genômica
Responsável: BR440.1 - Biblioteca Geraldo Matos de Sá . Hospital do Câncer I


  9 / 194 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-677723
Autor: Castañeda Castañeda, Benjamín; Castro de la Mata, Ramiro; Manrique Mejía, Renán; Paredes Anaya, Mónica; Ibañez Vásquez, Lucy.
Título: Evaluación de la acción antimitótica y embriotóxica del extracto metanólico de Abuta grandifolia (Mart) Sandwith, Abuta, Bejuco de ratón, Butua, Barbasco / Evaluation of the cytotoxic and embryotoxic actions of methanolic extract of Abuta grandifolia (Mart) Sandwith, Abuta, Bejuco de ratón, Butua, Barbasco
Fonte: Horiz. méd. (Impresa);6(1):36-44, jun. 2006. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: La Abuta grandifolia es una planta nativa de zonas tropicales húmedas de Sudamérica, perteneciente a la familia Menispermaceae, con múltiples usos en la Medicina Tradicional. Se evaluó la acción antimitótica del extracto metanólico en células de Allium cepa L (cebolla), mediante la técnica de De La Torre y la acción embriotóxica en erizo de mar, mediante la técnica de Gustafson; utilizando modelos del CYTED. Nuestros resultados indican acción antimitótica evidenciada por un retardo de las diferentes fases del ciclo celular. Asimismo, apreciamos acción embriotóxica, más no teratogénica. Los análisis estadísticos de la diferencia del número de células en las diferentes fases del ciclo celular, entre el grupo control y el tratado con Abuta grandifolia, fueron altamente significativos.

Abuta grandifolia is a native plant of tropical and humid zones of South America, that belongs to the family Menispermaceae, and which has many uses in Traditional medicine. We evaluated the antimitotic and embryotoxic action of methanolic extracts, on Allium cepa L cells and on sea urchin embryos, using CYTED models. We found antimitotic action supported by the marked delay on different phases of cell cycle pf Allium cepa L. embryotoxic action consisted mainly of blastula and gastrula-arrested embryos, but we did not appreciate teratogenis action. The results on differences of number of cells and on the different phases of the cell cycle between the control and the Abuta grandifolia treated groups were statistically significant.
Descritores: Antineoplásicos
Extratos Vegetais/toxicidade
Menispermaceae/classificação
Plantas Medicinais/química
Plantas Medicinais/toxicidade
Teratogênios
-Cebolas
Ciclo Celular
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  10 / 194 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-553384
Autor: Arias, Victor Eduardo Arrúa.
Título: Cinética celular em lesões proliferativas pré-malígnas e malignas de epitélio mamário: papel da apoptose proteína BCL2 produto de oncogene HER-2/NEU proteínas reguladoras do ciclo celular e proliferação celular: um modelo de progressão de doença / Cellular kinetics in proliferative premalignant and malignat lesions of the mammary epithelium - roles of apoptosis, bcl-2 protein, HER-2/neu oncogene product, cell cycle associeted proteins and cell proliferation: a model for disease progression.
Fonte: São Paulo; s.n; 2002. 144 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Fundação Antônio Prudente para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O equilíbrio entre proliferação celular e apoptose tem um papel fundamental na homeostasia tecidual e alterações nesse equilíbrio são importantes no desenvolvimento e progressão de neoplasias... O presente trabalho estudou retrospectivamente o tecido mamário de pacientes submetidas a mastectomia parcial ou total com diagnósticos de hiperplasia ductal típica (HT-20 casos), hiperplasia epitelial atípica (HA-15 casos), carcinoma ductal in situ (CIS-20 casos) e carcinoma ductal infiltrante (CA-20 casos) utilizando métodos para avaliação e quantificação de apoptose (TUNEL), proliferação celular e expressão de genes ligados ao ciclo celular (imuno-histoquímica)... Os resultados mostraram diferenças estatísticas entre os grupos (p<0,00001). Não houve diferenças estatisticamente significativas entre o grupo de HA e o de CIS (p=0,17). No que se refere ao papel modulador das proteínas associadas ao ciclo celular no IA e IP, encontramos correlação positiva entre a expressão de oncoproteína c-erbB-2 e o IP e correlação inversa entre a expressão de proteína bcl-2 e o IA nas lesões associadas à progressão histológica do câncer de mama. Assim, nossos resultados permitem concluir que há um aumento progressivo no IP e no IA à medida que a lesão ductal mamária evolui em direção ao câncer. É possível dizer que o mesmo acontece com o índice de renovação celular (quociente IP/IA), pelo menos na progressão histológica até o carcinoma in situ. A HA relaciona-se ao CIS do ponto de vista de cinética celular. O índice de proliferação celular correlaciona-se positivamente com a expressão do produto de oncogene Her2/neu (proteína c-erbB-2) enquanto que o índice de apoptose correlaciona-se inversamente à expressão da proteína bcl-2 ao longo da progressão histológica desde a hiperplasia típica ductal até o carcinoma ductal invasor...(AU)

The balance between cell proliferation and apoptosis plays a fundamental role in tissue homeostasis. Disruptions in this balance are important in tumor development and progression. Epidemiologic evidence indicates that invasive breast cancer may result from a multiple stage phenomenon begining in hyperplastic states of the epithelium, passing by in situ carcinoma. We studied retrospectively tissues with sual breast duct hyperplasia (HT -20 cases), atypical ductal hyperplasia (HA-15 cases), in situ ductal carcinoma (CIS-20 cases) and invasive breast carcinoma (CA20 cases) using methods for evaluating and quantifying apoptosis (TUNEL ), cell proliferation and the expression of cell cycle associated genes (immunohistochemistry). The results showed that both cellular proliferation index (IP) and apoptosis index (IA) increase with the progression of the epithelial lesion p
Descritores: Apoptose
Ciclo Celular
Hiperplasia
Hiperplasia/patologia
Neoplasias da Mama
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR30.1 - Biblioteca
BR30.1



página 1 de 20 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde