Base de dados : LILACS
Pesquisa : G05.360.340.024.340.137 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-556614
Autor: Fonseca, Érica Lourenço da.
Título: Expressão de genes de resistência intrínsecos e adquiridos em Pseudomonas aeruginosas e funcionalidade de cassetes gênicos associados a integrons classe 1 / Expression of genes of intrinsic and acquired resistance in Pseudomonas aeruginosa and functionality of gene cassettes associated with class 1 integrons.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2009. x,161 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Integrons classe 1 e cassetes gênicos vêm sendo apontados como importantes mecanismos para a emergência da multi-resistência em bactérias Gram-negativas, contudo, a maioria dos estudos não acessa a funcionalidade destas estruturas. Em Pseudomonas aeruginosas, os conhecidos sistemas de efluxo MexAB-OprM, MexCD-OprJ, MexEF-OprN e MexXY-OprM contribuem de forma significativa para multi-resistência, e a porina OprD tem sido considerado o principal determinante intrínseco de resistência a imipenem nesta espécie. Isolados clínicos de P. aeruginosas, Klebsiella pneumonie e Vibrio cholerae carreiam com freqüência integrons classe 1. O presente estudo tem como objetivo determinar o padrão de transcrição/expressão dos principais determinantes da multi-resistência em P. aeruginosas, incluindo mecanismos intrínsecos e adquiridos. Além disto, objetivou-se acessar o papel dos integrons e cassetes gênicos neste fenótipo de resistência em outras espécies, V. cholerae e K. pneumoniae, 17 isolados clínicos multi-resistentes de P. aeruginosas carreando íntegrons classe 1 com distintos arranjos gênicos foram analisados. Todo os arranjos gênicos, o gene da porina OprD e os genes reguladores das bombas foram seqüenciados. A transcrição de vários arranjos gênicos clonados (aacA4-blaoxa-2-gcuD, dfrB7-aacA4, dfrB7-aacA4-blaoxa-2 e aadB-aacA4-blacarb-4), dos quatro principais sistemas de efluxo (mexAB-oprM, mexAB-oprM, mexCD-oprJ, mexXY-oprM e mexEF-oprN) e do gene da porina oprD foi avaliada por PCR em tempo real. O padrão de transcrição do arranjo gcu14-blaGes1/aacA4 presente em PS1 e PS26 também foi determinado por PCR em tempo real e Northem blot. A expressão dos novos alelos de cassetes Gênicos encontrados em V. cholerae (qnrVC1), K. pneumoniae(arr-5) e P. aeruginosa (arr-4) foi verificada através do fenótipo de resistência e da busca de sinais traducionais presentes nestas estruturas. A maioria dos isolados apresentou aumento nos níveis de transcrição de mex XY, enquanto que mexEF-oprN estava reprimida em todos os isolados MexCD apresentou transcrição basal em 8/17 amostras e 4/17 estavam com transcrição elevada. OprD teve uma transcrição diminuída em grande parte dos isolados, corroborando com a resistência a imipenem observada, e alguns isolados com transcrição aumentada da oprD apresentavam várias mutações no gene estrutural. De um modo geral, os perfis de resistência estavam de acordo com a expressão de todas as bombas, contudo, a correlação entre a transcrição da bomba e a integridade de seu gene regulador não foi observada, indicando a participação de reguladores adicionais para todas estas quatro bombas. Há uma correlação entre o efeito da posição do cassete e o nível de transcrição, já que cassetes mais próximos do promotor Pc eram até 3X mais transcritos que cassetes mais distais. A influência da configuração do Pc nos níveis de transcrição também foi determinada, de forma que a versão forte foi responsável por um aumento de 2X em relação à versão fraca considerando o mesmo cassete gênico em uma mesma posição (aacA4). Foi mostrado que o cassete fusionado blages-1/aacA4 presente em PS1 e PS26 era transcrito como um RNAm policistrônico, e foi possível observar o efeito da posição do cassete. O fenótipo de resistência das transformantes corroborava com a expressão dos arranjos gênicos clonados. Promotores internos foram caracterizados em vários cassetes, e PaadB e Pcarb-4 mostraram ser funcionais. A presença da ORF-11 no sítio att/1 de vários dos cassetes gênicos e o fenótipo de resistência destes isolados sugere fortemente o papel desta seqüência regulatória putativa em eventos pós-transcricionais. Esta seqüência regulatória também foi identificada nos novos alelos descritos, qnrVC1, arr-4 e arr-5, e apóia o perfil de resistência observados nos isolados selvagens de V. cholerae, P.aeruginosa e K.pneumoniae. Além disso, foi identificada, pela primeira vez, uma ORF-11-like em potencial (ORF-15) que poderia aumentar a expressão dos cassetes dfrB7. Em conclusão, este estudo foi original na determinação do padrão de transcrição de cassetes fusionados, e no estabelecimento do efeito da posição do cassete no nível de transcrição em isolados selvagens de P. aeruginosa (PS1 e PS26). Verificou-se que a multi-resistência destes isolados era multifatorial, e que uma regulação pós-transcricional influenciava o fenótipo final de resistência. Considerando os isolados de P. aeruginosa, os cassetes gênicos em integrons de classe 1 tinham um papel secundário no perfil de resistência.
Descritores: Componentes do Gene
Integrons
Klebsiella pneumoniae
Pseudomonas aeruginosa
Vibrio cholerae
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas
BR15.1


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Mattar, Rosiane
Id: lil-539336
Autor: Moura, Eliane de Albuquerque; Daher, Silvia; Souza, Eduardo de; Mattar, Rosiane; Rocha, Dinalva; Leite, Alessandra Plácido Lima; Campos, Ana Aurélia Salles.
Título: Aspectos imunogenéticos do parto pré-termo espontâneo / Immunogenetic aspects in spontaneous preterm birth
Fonte: Femina;37(9):499-503, set. 2009.
Idioma: pt.
Resumo: O parto pré-termo é uma das grandes intercorrências obstétricas, sendo a maior causa de morbidade e mortalidade perinatal. Dentre os diferentes fatores envolvidos no seu desencadeamento, a infecção intra-amniótica parece representar um papel central. As infecções desencadeiam resposta inflamatória nos tecidos materno e fetal, mediada pela produção de citocinas inflamatórias. As citocinas induzem a liberação de prostaglandinas, aumentando a contratilidade uterina, favorecendo a rotura das membranas fetais, a modificação e dilatação da cérvice e, finalmente, o parto pré-termo. A síntese de citocinas depende de controle genético. Diversos polimorfismos relacionados a genes humanos codificadores de citocinas são reconhecidos e associados a fenótipos de alta, média e baixa produção desses fatores. Assim sendo, a relação entre determinados genótipos e a ocorrência e/ou características de diferentes patologias tem sido investigada. Este tipo de abordagem pode contribuir para o conhecimento da patogenia, permitindo o reconhecimento de parâmetros preditivos e a definição de novas estratégias terapêuticas.

Preterm birth is a major obstetric incident and one of the main causes of perinatal mortality and morbidity. Among the different factors involved in its unleashing, intra-amniotic infection seems to play a central role. The infections unleash inflammatory response in both maternal and fetal tissues, mediated by the production of inflammatory cytokines. They also lead to liberation of prostaglandin, which increases myometrial contractility, favoring the rupture of fetal membrane, alteration and dilation of the cervix and, finally, preterm birth. The production of cytokines depends on genetic control. Many polymorphisms related to human genes that codify cytokines are recognized and associated with phenotypes of high, medium and low production of such factors. Thus, the relation between certain genotypes and the occurrence and/or characteristics of several pathologies has been the focus of investigations. This approach may contribute with a better understanding of the pathogenesis, allowing the identification of predictive parameters and the establishment of new intervention strategies.
Descritores: Citocinas/genética
Complicações Infecciosas na Gravidez/metabolismo
Líquido Amniótico/metabolismo
Líquido Amniótico/microbiologia
Nascimento Prematuro/genética
Nascimento Prematuro/imunologia
Nascimento Prematuro/metabolismo
Trabalho de Parto Prematuro/genética
Trabalho de Parto Prematuro/imunologia
Trabalho de Parto Prematuro/metabolismo
-Componentes do Gene
Polimorfismo Genético
Limites: Feminino
Gravidez
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-513127
Autor: Rodrigues, Silas P; Andrade, Josemar S; Ventura, José A; Fernandes, Patricia M. B.
Título: New approach for papaya latex storage without virus degradation / Nova metodologia de armazenamento do latex de mamão sem degradação viral
Fonte: Braz. j. microbiol;40(1):122-124, Jan.-Mar. 2009. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Papaya meleira virus (PMeV) is the causal agent of papaya (Carica papaya L.) sticky disease, which has been detected through analysis of its double-stranded RNA (dsRNA) genome from plant latex. In this work we demonstrate that PMeV dsRNA is protected during 25 days when latex is diluted in citrate buffer pH 5.0 (1:1 v/v) and maintained at -20ºC. At the same temperature, some protection was observed for pure latex or latex diluted in ultra-pure water. Conversely, the dsRNA was almost completely degraded after 25 days when maintained at 25ºC, indicating the need for freezing. The proper procedures to collect and store papaya latex described here will contribute to efficient and large scale use of molecular diagnosis of PMeV.

Papaya meleira virus (PMeV) é o agente etiológico da meleira do mamoeiro (Carica papaya L.), cujo diagnóstico é feito através da detecção do RNA dupla-fita (dsRNA) viral a partir do látex das plantas. Neste trabalho é demonstrado que o dsRNA do PMeV é protegido durante 25 dias quando diluído em tampão citrato pH 5.0 (1:1 v/v) seguido de armazenamento à -20ºC. Nesta mesma temperatura, o dsRNA foi parcialmente protegido quando o látex foi diluído em água ultra-pura ou mantido puro. Ao contrário, quando as amostras foram mantidas à 25ºC, observou-se uma degradação progressiva do dsRNA, com ausência de bandas após 25 dias, indicando a necessidade do congelamento do látex. Os procedimentos de coleta e armazenamento do látex descritos neste trabalho contribuem para a eficiência e uso em larga escala do diagnóstico molecular do PMeV.
Descritores: Carica/genética
Componentes do Gene
Técnicas In Vitro
Látex/análise
Látex/isolamento & purificação
Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa
-Biodegradação Ambiental
Eletroforese
Amostras de Alimentos
Métodos
Técnicas
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR32.1 - Serviço de Biblioteca e Informação Biomédica



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde