Base de dados : LILACS
Pesquisa : G05.360.340.024.340.364 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-837236
Autor: Lima Neto, Lídio Gonçalves.
Título: Participação da resposta inflamatória induzida por Chlamydophila pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae no infarto agudo do miocárdio / Participation of the inflammatory response induced by Chlamydophila pneumoniae and Mycoplasma pneumoniae in acute myocardial infarction.
Fonte: São Paulo; s.n; 2011. 125 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os agentes infecciosos têm sido considerados iniciadores da desestabilização da placa de ateroma. Este mecanismo pode estar relacionado a uma intensificação do processo inflamatório através da interação dos receptores de membrana CD14 e TLR com os microorganismos. Para avaliar esta hipótese, estudou-se a participação da resposta inflamatória induzida por Chlamydophila pneumoniae (Cp) e Mycoplasma pneumoniae (Mp) em indivíduos com infarto agudo do miocárdio (IAM). Avaliou-se também, a possível associação entre polimorfismos dos genes CD14, TLR2, TLR4 e TNFA e a expressão dos genes IL6, TLR2, TLR4 e TNFA em leucócitos do sangue periférico, assim como a sua associação com o IAM. Para isso, foi realizado um estudo caso-controle constituído por pacientes com IAM e por indivíduos sem evidência de doença cardiovascular (grupo controle). As imunoglobulinas IgM e IgG séricas anti-Cp foram detectadas por imunofluorescência indireta. O DNA dos agentes infecciosos foi detectado no sangue periférico pela PCR em tempo real. A genotipagem dos polimorfismos TNFA -308G>A, IL6 -174G>C, CD14 -260C>T, TLR4 (Asp299Gli e Thr39911e) e TLR2 Arg753Gln e a quantificação relativa da expressão gênica nas células sanguíneas foram analisados pela PCR em tempo real. A porcentagem de positividade para DNA de Cp foi de 18,0% e 8,1% nos grupos IAM e controle (p=0,071), respectivamente, (p=0,071). Foram positivos para DNA de Mp, 5,0% e 11,2% dos indivíduos nos grupos IAM e controle, respectivamente (p=0,318). Sete indivíduos (7,1%) do grupo IAM tiveram títulos anti-Cp IgG positivos (1:512) e 3,9% dos indivíduos do grupo controle (p=0,718). A expressão do TLR4 foi significantemente menor no grupo IAM (0,00113±0,00102) comparado ao grupo controle (0,00144±0,000806; p=0,003). As frequências genotípicas e alelicas dos polimorfismos TNFA -308G>A, CD14 -260C>T, TLR4 (Asp299GIi e Thr39911e) e TLR2 Arg753Gln foram similares entre os grupos estudados (p>0,05) sugerindo que esses polimorfismos não estão associados com IAM nesta amostra populacional. No grupo IAM, houve associação entre o genótipo -260CT+TI CD14 com títulos IgG anti-Cp detectados na diluição 1:16 (p=0,042). Da mesma forma, o alelo A do polimorfismo -308G>A TNF-α foi associado com títulos positivos de IgG anti-Cp na diluição 1:512 (p=0,0058). No grupo IAM, pacientes positivos para DNA de Cp tiveram maiores concentrações de fibrinogênio do que pacientes negativos para este agente infeccioso (541,8±161,5mg/dL e 450,5±196,8mg/dL, respectivamente; p=0.043). Os agentes infecciosos Chlamydophila pneumoniae e Mycoplasma pneumoniae não foram significantemente mais frequentes em indivíduos que tiveram infarto agudo do miocárdio em relação ao grupo controle, porém houve uma associação, no grupo IAM, entre positividade para DNA de C. pneumoniae e concentrações mais elevadas de fibrinogênio

Atheroma plaque instability has been attributed to the presence of some infectious agents. This mechanism may be related with increased stimulus of inflammatory process through interactions of CD14 and TLR with infectious agents. In this present study, it was evaluated the association of the presence of Chlamydophila pneumoniae and Mycoplasma pneumonia with acute myocardial infarction (AMI). A case-control study was conducted with AMI patients and non-AMI individuais as controls. Immunoglobulin G (lgG) and IgM antibodies anti-Chlamydophila pneumoniae were detected by indirect immunifluorescent assay and the Cp DNA and Mp DNA were detected by real time PCR (RT-PCR) in peripheral blood cells. Using the same method, the individuals were genotyped and the gene expressions of TLR2, TLR4, IL-6 e TNF-α were evaluated by RT-qPCR. In AMI patients, Cp DNA and Mp DNA were positive in 18,0% and 5,0% samples, respectively. In controls, 8,1% and 11,2% were positive for Cp DNA and Mp DNA, respectively. TLR4 expression was significantly decreased in AMI patients (0.00113±0.001 02) compared with controls (0.00144±0.000S06; p=0.003). The frequencies of -308G>A TNF-α., -260C>T CD14, Asp299Gli TLR4, Thr39911e TLR4e Arg753Gln TLR2 SNPs in AMI group were similar to those found in controls. On the other hand, In AMI group, the -260CT+TT CD14 genotype was associated with anti-CP IgG antibody titer of 1/16. Likewise, the rare allele of -308G>A TNF-α was associated with anti-CP IgG antibody titer of 1/16. Cp DNA positive patients had high concentration of fibrinogen when compared with negative patients. In conclusion, Cp DNA and Mp DNA positivity were not associated with AMI
Descritores: Chlamydophila pneumoniae
Mycoplasma pneumoniae
Infarto do Miocárdio/complicações
-Conservantes de Alimentos
Expressão Gênica/genética
Genes Microbianos
Inflamação
Biologia Molecular
Polimorfismo Genético
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T 616.0756, L732p. 30100020402


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-794994
Autor: Senthilraj, Rajapandi; Prasad, Ganduri Sathyanarayana; Janakiraman, Kunchithapatham.
Título: Sequence-based identification of microbial contaminants in non-parenteral products
Fonte: Braz. j. pharm. sci;52(2):329-336, Apr.-June 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Phenotypic profiles for microbial identification are unusual for rare, slow-growing and fastidious microorganisms. In the last decade, as a result of the widespread use of PCR and DNA sequencing, 16S rRNA sequencing has played a pivotal role in the accurate identification of microorganisms and the discovery of novel isolates in microbiology laboratories. The 16S rRNA region is universally distributed among microorganisms and is species-specific. Accordingly, the aim of our study was the genotypic identification of microorganisms isolated from non-parenteral pharmaceutical formulations. DNA was separated from five isolates obtained from the formulations. The target regions of the rRNA genes were amplified by PCR and sequenced using suitable primers. The sequence data were analyzed and aligned in the order of increasing genetic distance to relevant sequences against a library database to achieve an identity match. The DNA sequences of the phylogenetic tree results confirmed the identity of the isolates as Bacillus tequilensis, B. subtilis, Staphylococcus haemolyticus and B. amyloliqueficians. It can be concluded that 16S rRNA sequence-based identification reduces the time by circumventing biochemical tests and also increases specificity and accuracy.

RESUMO Os perfis fenotípicos para identificação microbiana são incomuns para micro-organismos raros, de crescimento lento e exigentes. Na última década, em resultado do uso generalizado de PCR e sequenciação de DNA, a sequenciação do rRNA 16S tem desempenhado papel crucial na identificação precisa do micro-organismo e a descoberta de novos isolados em laboratórios de microbiologia. A região de rRNA 16S é universalmente distribuída entre micro-organismos e é espécie-específica. A genotipagem foi realizada sobre os organismos isolados a partir de formulações farmacêuticas não parenterais. O DNA foi separado dos cinco isolados obtidos a partir das formulações. As regiões alvo dos genes de rRNA foram amplificados por PCR e sequenciados utilizando os iniciadores adequados. Os dados dos sequência foram analisados e alinhados na ordem crescente de distância genética de sequências relevantes contra biblioteca de dados para obter a identidade. A sequência de DNA de árvores filogenéticas confirma a identidade dos isolados como Bacillus-tequilensis, B. subtilis, Staphylococcus haemolyticus e B. amyloliqueficians. Pode-se concluir identificação baseada na sequência do rRNA 16S reduz o tempo por evitar testes bioquímicos e também aumenta a especificidade e a precisão.
Descritores: Técnicas Microbiológicas/análise
Análise de Sequência de DNA/métodos
-Genes Microbianos
Genes de RNAr
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde