Base de dados : LILACS
Pesquisa : G05.380 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2183 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 219 ir para página                         

  1 / 2183 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-828234
Autor: Barbosa, Andressa; Santos, Marcelo dos; Podestá, José Roberto Vasconcelos de; Gouvêa, Sônia Alves; Zeidler, Sandra Ventorin Von; Louro, Iúri Drumond; Cordeiro-Silva, Melissa de Freitas.
Título: Polymorphisms in methylenetetrahydrofolate reductase and cystathionine beta-synthase in oral cancer - a case-control study in southeastern Brazilians / Polimorfismos em metilenotetrahidrofolato redutase, cistationina beta-sintase no câncer de boca - um estudo de caso-controle no Sudeste brasileiro
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);82(5):558-566, Sept.-Oct. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT INTRODUCTION: Oral squamous cell carcinoma (OSCC) is a serious public health problem, due to its high mortality rate and worldwide rising incidence. OSCC susceptibility is mediated by interactions between genetic and environmental factors. Studies suggest that genetic variants encoding enzymes involved in folate metabolism may modulate OSCC risk by altering DNA synthesis/repair and methylation process. OBJECTIVE: The goals of this study were to evaluate the association of three genotypic polymorphism (MTHFR C677T, MTHFR A1298C and CBS 844ins68) and oral cancer risk in southeastern Brazilians and evaluate the interactions between polymorphisms and clinical histopathological parameters. METHODS: This case-control study included 101 cases and 102 controls in the state of Espírito Santo, Brazil. MTHFR genotyping was done by PCR-RFLP (polymerase chain reaction - restriction fragment length polymorphism) and CBS genotyping by PCR (polymerase chain reaction) analysis. RESULTS: MTHFR C677T polymorphism was associated with lymph node involvement. Genotype CT + TT acted as a protective factor. MTHFR A1298C AC + CC genotype was associated with tumor differentiation, and possibly with a better prognosis. In risk analysis, no correlation was observed between genotypes and OSCC. CONCLUSION: We concluded that MTHFR C677T, MTHFR A1298C and CBS 844ins68 polymorphisms were not associated with OSCC risk in southeastern Brazilians; however, we suggest a prognosis effect associated with MTHFR C677T and A1298C polymorphisms in OSCC.

Resumo Introdução: O carcinoma espinocelular oral (CECO) trata-se de um importante problema de saúde pública, devido à elevada taxa de mortalidade e incidência crescente em todo o mundo. A susceptibilidade ao CECO é mediada por interações entre fatores genéticos e ambientais. Estudos sugerem que as variantes genéticas que codificam as enzimas envolvidas no metabolismo do folato podem modular o risco de CECO, alterando a síntese/reparação do DNA e o processo de metilação. Objetivo: Os objetivos deste estudo foram avaliar a associação de três polimorfismos genotípicos (MTHFR C677T, MTHFR A1298C e CBS 844ins68) e o risco de câncer oral em brasileiros da região Sudeste, e avaliar as interações entre polimorfismos e parâmetros clínico-histopatológicos. Método: Este estudo de caso-controle incluiu 101 casos e 102 controles no estado do Espírito Santo, Brasil. A genotipagem do polimorfismo MTHFR foi realizada por PCR-RFLP (Reação de Polimerase em Cadeia - Polimorfismo no Comprimento de Fragmento de Restrição) e a do CBS por análise da PCR (Reação de Polimerase em Cadeia). Resultados: O polimorfismo MTHFR C677T foi associado ao envolvimento de gânglios linfáticos. O genótipo CT + TT atuou como um fator protetor. O genótipo MTHFR A1298C AC + CC foi associado à diferenciação do tumor e, possivelmente, a um prognóstico melhor. Na análise de risco, a correlação entre os genótipos e o CECO não foi observada. Conclusão: Concluímos que os polimorfismos MTHFR C677T, MTHFR A1298C e CBS 844ins68 não estão associados ao risco de CECO nos brasileiros da região Sudeste; no entanto, sugerimos um efeito prognóstico associado aos polimorfismos MTHFR C677T e A1298C em CECO.
Descritores: Neoplasias Bucais/enzimologia
Carcinoma de Células Escamosas/enzimologia
Predisposição Genética para Doença/genética
Cistationina beta-Sintase/genética
Metilenotetra-Hidrofolato Redutase (NADPH2)/genética
-Prognóstico
Polimorfismo de Fragmento de Restrição
Neoplasias Bucais/genética
Carcinoma de Células Escamosas/genética
Estudos de Casos e Controles
Reação em Cadeia da Polimerase
Genótipo
Estadiamento de Neoplasias
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 2183 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-839410
Autor: Petito, Guilherme; Carneiro, Megmar Aparecida dos Santos; Santos, Sílvia Helena de Rabello; Silva, Antonio Marcio Teodoro Cordeiro; Alencar, Rita de Cassia; Gontijo, Antonio Paulo; Saddi, Vera Aparecida.
Título: Human papillomavirus in oral cavity and oropharynx carcinomas in the central region of Brazil / Papilomavírus humano (HPV) em carcinomas de cavidade oral e orofaringe na região central do Brasil
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(1):38-44, Jan.-Feb. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction Molecular studies about carcinomas of the oral cavity and oropharynx demonstrate the presence of human papilomavirus genome in these tumors, reinforcing the participation of human papilomavirus in oral carcinogenesis. Objectives This study aimed to determine the prevalence of human papilomavirus and genotype distribution of HPV16 and HPV18 in oral cavity and oropharynx carcinomas, as well as their association with clinical characteristics of the tumors. Methods This is a retrospective study, with clinical data collected from 82 patients. Human papilomavirus detection was conducted on specimens of oral cavity and oropharynx carcinomas included in paraffin blocks. Patients were assisted in a cancer reference center, in the central region of Brazil, between 2005 and 2007. Polymerase chain reaction was used for the detection and genotyping of human papilomavirus. Results Among the patients evaluated, 78% were male. The average age of the group was about 58 years. Risk factors, such as smoking (78%) and alcohol consumption (70.8%) were recorded for the group. HPV DNA was detected in 21 cases (25.6%; 95% confidence interval 16.9–36.6) of which 33.3% were HPV16 and 14.3% were HPV18. The presence of lymph node metastases and registered deaths were less frequent in human papilomavirus positive tumors, suggesting a better prognosis for these cases; however, the differences between the groups were not statistically significant. Conclusion The results obtained in the present study, with respect to the presence of the high-risk HPV16 and HPV18 genotypes, highlight the importance of human papilomavirus vaccination in the control of oral cavity and oropharynx carcinomas.

Resumo Introdução Estudos moleculares sobre carcinomas da cavidade oral e orofaringe demonstram a presença do genoma do papilomavírus humano (HPV) nesses tumores, o que enfatiza a participação do HPV na carcinogênese oral. Objetivos Determinar a prevalência de HPV e a distribuição genotípica de HPV16 e HPV18 nos carcinomas de cavidade oral e orofaringe, bem como sua associação com as características clínicas dos tumores. Método Estudo retrospectivo, com dados clínicos coletados de 82 pacientes. A detecção de HPV foi feita em amostras de carcinomas de cavidade oral e orofaringe incluídos em blocos de parafina. Os pacientes foram atendidos em um centro de referência para tratamento do câncer, na região central do Brasil, entre 2005 e 2007. Foi usada a reação em cadeia de polimerase (PCR) para a detecção e genotipagem do HPV. Resultados Entre os pacientes avaliados, 78% eram homens. A média de idade do grupo era de 58 anos. Fatores de risco como o tabagismo (78%) e consumo de álcool (70,8%) foram registrados para o grupo. HPV DNA foi detectado em 21 casos (25,6%; IC de 95%, 16,9-36,6), dos quais 33,3% eram HPV16 e 14,3% eram HPV18. A presença de metástases em linfonodos e os óbitos registrados foram menos frequentes em tumores positivos para HPV, o que sugere melhor prognóstico para esses casos; contudo, as diferenças entre os grupos não foram estatisticamente significantes. Conclusão Os resultados obtidos no presente estudo, com respeito à presença de genótipos de alto risco de HPV16 e HPV18, destacam a importância da vacinação para HPV no controle dos carcinomas de cavidade oral e orofaringe.
Descritores: Neoplasias Orofaríngeas/virologia
Infecções por Papillomavirus/genética
Infecções por Papillomavirus/virologia
Papillomavirus Humano 16/genética
Papillomavirus Humano 18/genética
Boca/virologia
-Brasil
DNA Viral/genética
Reação em Cadeia da Polimerase
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Papillomavirus Humano 18/isolamento & purificação
Genótipo
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 2183 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147254
Autor: Marrero, Mariana A; Agaras, Betina; Wall, Luis G; Valverde, Claudio.
Título: Enriquecimiento diferencial de Pseudomonas spp. en el rizoplano de distintas especies cultivadas / Selective enrichment of Pseudomonas spp. in the rhizoplane of different plant species
Fonte: Rev. argent. microbiol;47(2):132-137, June 2015.
Idioma: es.
Resumo: En contraste con la simbiosis entre rizobios y leguminosas, la especificidad de las Pseudomonas en la colonización radicular parece menos estricta. Sin embargo, estudios sobre la diversidad bacteriana del nicho rizosférico resaltan la influencia de la especie vegetal en la selección específica de ciertos microorganismos a partir de la flora residente del suelo. Para evaluar el efecto que los cultivos extensivos de nuestro país tienen sobre la estructura de las comunidades de Pseudomonas, se realizaron experimentos con plantas trampa, partiendo de semillas de trigo, maíz y soja desinfectadas superficialmente y sembradas en un mismo suelo prístino. A partir de las suspensiones representativas de la microflora del rizoplano, se realizaron recuentos en placa en medio selectivo para Pseudomonas. El conjunto de colonias originado a partir de los distintos rizoplanos se utilizó como fuente de ADN para analizar la estructura de comunidad a través del perfil de restricción de amplicones de los genes oprF y gacA. El análisis comparativo de estos perfiles agrupó a las muestras por especie de planta y las distinguió del patrón obtenido a partir del suelo prístino. La secuenciación parcial del gen 16S ADNr de aislamientos bacterianos representativos confirmó la existencia de genotipos enriquecidos diferencialmente en el rizoplano de cada especie vegetal. Estos resultados apoyan la hipótesis de la existencia de mecanismos de selección específica de estirpes de Pseudomonas a partir de la flora nativa del suelo en la interacción cooperativa entre estas PGPR y las raíces de diferentes cultivos como trigo, soja y maíz

In contrast to rhizobia-legume symbiosis, the specificity for root colonization by pseudomonads seems to be less strict. However, several studies about bacterial diversity in the rhizosphere highlight the influence of plant species on the selective enrichment of certain microorganisms from the bulk soil community. In order to evaluate the effect that different crops have on the structure of pseudomonad community on the root surface, we performed plant trap experiments, using surface-disinfected maize, wheat or soybean seeds that were sown in pots containing the same pristine soil as substrate. Rhizoplane suspensions were plated on a selective medium for Pseudomonas, and pooled colonies served as DNA source to carry out PCR-RFLP community structure analysis of the pseudomonads-specific marker genes oprF and gacA. PCR-RFLP profiles were grouped by plant species, and were distinguished from those of bulk soil samples. Partial sequencing of 16S rDNA genes of some representative colonies of Pseudomonas confirmed the selective enrichment of distinctive genotypes in the rhizoplane of each plant species. These results support the idea that the root systems of agricultural crops such as soybean, maize and wheat, select differential sets of pseudomonads from the native microbial repertoire inhabiting the bulk soil
Descritores: Pseudomonas/crescimento & desenvolvimento
Sementes/microbiologia
DNA Ribossômico/análise
-Rizosfera
Genótipo
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Estudo Observacional
Responsável: AR635.1 - FCVyS - Servicio de Información y Documentación


  4 / 2183 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-839430
Autor: Sanecka, Agnieszka; Biernacka, Elzbieta Katarzyna; Sosna, Magdalena; Mueller-Malesinska, Malgorzata; Ploski, Rafal; Skarzynski, Henryk; Piotrowicz, Ryszard.
Título: Evaluation of electrocardiographic parameters in patients with hearing loss genotyped for the connexin 26 gene (GJB2) mutations / Avaliação dos parâmetros eletrocardiográficos em pacientes com perda auditiva genotipada para mutações do gene conexina 26 (GJB2)
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(2):176-182, Mar.-Apr. 2017. tab.
Idioma: en.
Projeto: National Center for Science.
Resumo: Abstract Introduction: Several studies have associated congenital sensorineural hearing loss in children with prolongation of the cardiac parameter QTc. The cause of this association is unknown. At the same time, mutations in GJB2, which encodes connexin 26, are the most common cause of congenital hearing impairment. Objective: To compare electrocardiographic parameters (PR interval, QRS complex, and QTc interval) in patients with hearing loss who were tested for mutations in GJB2 and GJB6 to investigate whether these mutations affect electrical activity of the heart. Methods: 346 patients (176 males, 170 females) with sensorineural hearing loss of 30 dB HL or more, aged 21.8 ± 19.9 years (including 147 children <14 years), underwent both genetic study for GJB2 and GJB6 mutations and electrocardiography. Results: Mutations in GJB2, including homozygotes and heterozygotes, were found in 112 (32%) patients. There were no significant differences in ECG parameters between groups of patients with and without mutations in GJB2. No differences were observed either in men (mean PR with mutation: 155 ± 16.6 vs. 153.6 ± 30.1 without; QRS: 99.9 ± 9.9 vs. 101.1 ± 15.4; QTc: 414.9 ± 29.9 vs. 412.4 ± 25.7) or women (mean PR with: 148.7 ± 21 vs. 143.8 ± 22.8 without; QRS: 94.8 ± 7.6 vs. 92.9 ± 9.6; QTc: 416.8 ± 20.6 vs. 424.9 ± 22.8). In similar fashion, we did we find any significant differences between groups of children with and without GJB2 mutations (mean PR with: 126.3 ± 19.6 vs. 127 ± 19.7 without; QRS: 80.7 ± 9.5 vs. 79.4 ± 11.6; QTc: 419.7 ± 23.5 vs. 419.8 ± 24.8). Conclusion: No association was found between the presence of GJB2 mutations encoding connexin 26 in patients with hearing loss and their ECG parameters (PR, QRS, QTc).

Resumo Introdução: Vários estudos têm associado a perda auditiva neurossensorial congênita em crianças ao prolongamento do parâmetro cardíaco QTc. A causa dessa associação é desconhecida. Ao mesmo tempo, as mutações no GJB2, que codifica a conexina 26, são a causa mais comum de deficiência auditiva congênita. Objetivo: Comparar parâmetros eletrocardiográficos (intervalo PR, complexos QRS e intervalo QTc) em pacientes com perda auditiva que foram testados para mutações no GJB2 e GJB6 para investigar se essas mutações afetam a atividade elétrica do coração. Método: Foram submetidos a estudo genético para mutações de GJB2 e GJB6 e eletrocardiograma 346 pacientes (176 homens, 170 mulheres) com perda auditiva neurossensorial de 30 dB ou mais, com média de 21,8 ± 19,9 anos (incluindo 147 crianças <14 anos). Resultados: Mutações no GJB2, inclusive homozigóticos e heterozigóticos, foram encontradas em 112 (32%) pacientes. Não houve diferenças significativas nos parâmetros de ECG entre grupos de pacientes com e sem mutações no GJB2. Não foram observadas diferenças em homens (PR médio com mutação: 155 ± 16,6 vs. 153,6 ± 30,1 sem mutação; QRS: 99,9 ± 9,9 vs. 101,1 ± 15,4; QTc: 414,9 ± 29,9 vs. 412,4 ± 25,7) nem em mulheres (PR médio com: 148,7 ± 21 vs. 143,8 ± 22,8, sem; QRS: 94,8 ± 7,6 vs. 92,9 ± 9,6; QTc: 416,8 ± 20,6 vs. 424,9 ± 22,8). Da mesma forma, encontramos diferenças significativas entre os grupos de crianças com e sem mutações de GJB2 (PR médio com: 126,3 ± 19,6 vs. 127 ± 19,7, sem; QRS: 80,7 ± 9,5 vs. 79,4 ± 11,6; QTc: 419,7 ± 23,5 vs. 419,8 ± 24,8). Conclusão: Não foi encontrada associação entre a presença de mutações de GJB2 que codificam conexina 26 em pacientes com perda auditiva e seus parâmetros de ECG (PR, QRS, QTc).
Descritores: Síndrome do QT Longo/genética
Conexina 26/genética
Perda Auditiva Neurossensorial/genética
Mutação
-Síndrome do QT Longo/complicações
Eletrocardiografia
Genótipo
Perda Auditiva Neurossensorial/complicações
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 2183 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-974364
Autor: Atilla, Mahmut Huntürk; Özdaş, Sibel; Özdaş, Talih; Baştimur, Sibel; Muz, Sami Engin; Öz, Işılay; Kurt, Kenan; İzbirak, Afife; Babademez, Mehmet Ali; Vatandaş, Nilgün.
Título: Association of Ugrp2 gene polymorphisms with adenoid hypertrophy in the pediatric population / Associação de polimorfismos do gene Ugrp2 com hipertrofia de adenoide na população pediátrica
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);84(5):599-607, Sept.-Oct. 2018. tab.
Idioma: en.
Projeto: Hacettepe University Scientific Research Project Coordination Unit.
Resumo: Abstract Introduction: Adenoid hypertrophy is a condition that presents itself as the chronic enlargement of adenoid tissues; it is frequently observed in the pediatric population. The Ugrp2 gene, a member of the secretoglobin superfamily, encodes a low-molecular weight protein that functions in the differentiation of upper airway epithelial cells. However, little is known about the association of Ugrp2 genetic variations with adenoid hypertrophy. Objective: The aim of this study is to investigate the association of single nucleotide polymorphisms in the Ugrp2 gene with adenoid hypertrophy and its related phenotypes. Methods: A total of 219 children, comprising 114 patients suffering from adenoid hypertrophy and 105 healthy patients without adenoid hypertrophy, were enrolled in this study. Genotypes of the Ugrp2 gene were determined by DNA sequencing. Results: We identified four single nucleotide polymorphisms (IVS1-189G>A, IVS1-89T>G, c.201delC, and IVS2-15G>A) in the Ugrp2 gene. Our genotype analysis showed that the Ugrp2 (IVS1-89T>G) TG and (c.201delC) CdelC genotypes and their minor alleles were associated with a considerable increase in the risk of adenoid hypertrophy compared with the controls (p = 0.012, p = 0.009, p = 0.013, and p = 0.037, respectively). Furthermore, Ugrp2 (GTdelCG, GTdelCA) haplotypes were significantly associated with adenoid hypertrophy (four single nucleotide polymorphisms ordered from 5′ to 3′; p = 0.0001). Polymorfism-Polymorfism interaction analysis indicated a strong interaction between combined genotypes of the Ugrp2 gene contributing to adenoid hypertrophy, as well as an increased chance of its diagnosis (p < 0.0001). In addition, diplotypes carrying the mutant Ugrp2 (c.201delC) allele were strongly associated with an increased risk of adenoid hypertrophy with asthma and with allergies (p = 0.003 and p = 0.0007, respectively). Conclusion: Some single nucleotide polymorphisms and their combinations in the Ugrp2 gene are associated with an increased risk of developing adenoid hypertrophy. Therefore, we tried to underline the importance of genetic factors associated with adenoid hypertrophy and its related clinical phenotypes.

Resumo Introdução: A adenoide ou hipertrofia de tonsila faríngea é uma condição que se apresenta como o aumento crônico de tecidos linfoides na rinofaringe e é frequentemente observada na população pediátrica. O gene Ugrp2, um membro da superfamília da secretoglobina, codifica uma proteína de baixo peso molecular que funciona na diferenciação das células epiteliais das vias aéreas superiores. No entanto, pouco se sabe sobre a associação de variações genéticas do Ugrp2 com hipertrofia de tonsila faríngea. Objetivo: Investigar a associação de polimorfismos de nucleotídeos únicos no gene Ugrp2 com hipertrofia de tonsila faríngea e seus fenótipos relacionados. Método: Foram incluídos no estudo 219 crianças, 114 pacientes com hipertrofia de tonsila faríngea e 105 saudáveis. Os genótipos do gene Ugrp2 foram determinados por sequenciamento de DNA. Resultados: Identificamos quatro polimorfismos de nucleotídeo único (IVS1-189G>A, IVS1-89T>G, c.201delC, e IVS2-15G>A) no gene Ugrp2. Nossa análise genotípica mostrou que os genótipos Ugrp2 (IVS1-89T>G) TG e (c.201delC) CdelC e seus alelos menores foram associados a um aumento considerável no risco de HA em comparação com os controles (p = 0,012, p = 0,009, p = 0,013 e p = 0,037, respectivamente). Além disso, os haplótipos Ugrp2 (GTdelCG, GTdelCA) foram significativamente associados com hipertrofia de tonsila faríngea (quatro polimorfismos de nucleot' ordenados de 5' a 3'; p = 0,0001). A análise de interação polimorfismo-polimorfismo indicou uma forte interação entre genótipos combinados do gene Ugrp2 que contribuiu para hipertrofia de tonsila faríngea, bem como uma chance maior de seu diagnóstico (p < 0,0001). Além disso, os diplótipos que transportam o alelo mutante Ugrp2 (c.201delC) foram fortemente associados a um risco aumentado de hipertrofia de tonsila faríngea com asma e com alergias (p = 0,003 e p = 0,0007, respectivamente). Conclusão: Alguns polimorfismos de nucleotídeo único e suas combinações no gene Ugrp2 estão associados a um risco aumentado de desenvolver hipertrofia de tonsila faríngea. Portanto, tentamos enfatizar a importância dos fatores genéticos e fenótipos clínicos associados a essa hipertrofia.
Descritores: Tonsila Faríngea/patologia
Citocinas/genética
Polimorfismo de Nucleotídeo Único/genética
Proteínas Supressoras de Tumor/genética
-Fenótipo
Estudos de Casos e Controles
Predisposição Genética para Doença
Frequência do Gene
Genótipo
Hipertrofia/genética
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 2183 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-914602
Autor: Juliatti, Fernando Cezar; Sagata, Erika; Juliatti, Breno Cezar Marinho.
Título: Ranqueamento de genótipos de soja com resistência parcial por diferentes métodos de inoculação de sclerotinia sclerotiorum submetidos à análise de correlação / Ranking of soybean genotypes with partial resistance from different inoculation methods of sclerotinia sclerotiorum and correlation analysis between procedures
Fonte: Biosci. j. (Online);29(3):681-689, may/june 2013. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A podridão branca da haste da soja ou mofo branco tornou-se a segunda doença em importância na cultura no Brasil. Pouco se conhece sobre a resistência de soja ao patógeno. O objetivo do trabalho foi avaliar e definir um método confiável na seleção de genótipos de soja resistentes ao mofo branco, causado por Sclerotinia sclerotiorum. O trabalho baseou-se em diferentes métodos de inoculação. Os testes foram conduzidos em ambiente controlado e à campo. Em condições de laboratório e câmara de crescimento sob condições ótimas de favorabilidade ótima e contínua ao patógeno e em campo com alternância de menor e maior favorabilidade ao mesmo. Para definir qual o melhor método de inoculação, como também os genótipos que possuem maior resistência parcial calcularam-se correlações pelo coeficiente de Spearman entre os métodos avaliados e métodos com o ranking geral das genótipos ou cultivares. O melhor método para avaliação da resistência de genótipos de soja ao mofo branco foi a inoculação realizada com ferimento no terço médio da planta onde estas se encontravam no final do florescimento e início de enchimento dos grãos, com discos de BDA e avaliadas 14 dias após a inoculação (rs=0,86) A cultivar que poderá ser considerada com padrão de resistência em outros estudos foi a Emgopa 316, sendo o padrão de suscetibilidade a BRSMG Garantia e BRSMG 68 Vencedora, sendo este último o genótipo mais suscetível ao mofo branco.

White mold or Sclerotinia stem rot is the second disease on soybeans in Brazil. In nowadays there is the lack of studies and inoculations methods to resistance in soybean genotypes his study evaluated and developed a reliable method for the selection of soybean genotypes resistant to white mold of soybean, also called Sclerotinia stem rot. The work was based on rating inoculations on the stem. The tests were conducted in two different environments, a controlled one, where plants were grown in a greenhouse and brought into the laboratory to be inoculated and incubated in a growth chamber where the temperature is favorable for fungal growth, and a field, where the pathogen is subjected to adverse environment conditions. Spearman´s coefficients of rank correlation were used to measure the correspondence between ranks of cultivar and ranks of the same cultivars in field experiments to establish the best inoculation method. The best method to evaluate soybean resistance was by wound inoculating the middle third of the plant when the plants were at the end of flowering and early grain filling, with PDA disks and evaluating 14 days later. This method was rs = 0.86, and the variety that can be considered as resistance standard in other studies was Emgopa 316, while the susceptible standards were BRSMG Garantia and BRSMG68 Vencedora. The most susceptible genotype was BRSMG 68 Vencedora.
Descritores: Soja
Suscetibilidade a Doenças
Fungos
Genótipo
-Ascomicetos
Estatísticas não Paramétricas
Meio Ambiente
Ambiente Controlado
Correlação de Dados
Noxas
Responsável: BR396.4


  7 / 2183 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1090265
Autor: Pompeo, Carolina Mariano; Cardoso, Andreia Insabralde de Queiroz; Souza, Mercy da Costa; Ferraz, Mayara Bontempo; Ferreira Júnior, Marcos Antonio; Ivo, Maria Lúcia.
Título: Fatores de risco para mortalidade em pacientes com doença falciforme: uma revisão integrativa / Factores de riesgo para la mortalidad en pacientes con enfermedad falciforme: una revisión integradora / Risk factors for mortality in patients with sickle cell disease: an integrative review
Fonte: Esc. Anna Nery Rev. Enferm;24(2):e20190194, 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo Sumarizar fatores de risco e indicadores de mortalidade em pacientes com doença falciforme. Método Revisão integrativa em periódicos indexados nas bases de dados CINAHL, PubMed/MEDLINE, Science Direct/SCOPUS, SciELO e Web of Science. A questão norteadora foi elaborada por meio da estratégia Population, variable, outcome (PVO). A busca ocorreu no portal de periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior entre outubro e novembro de 2018. Resultados Dos 19 artigos, 18 eram coorte e um ensaio clínico randomizado. A amostra foi constituída, em sua maioria, pelo sexo feminino e genótipo HbSS. Se repetiram mais a taxa de mortalidade cumulativa e a curva de mortalidade global. Sete estudos identificaram fatores de risco com associação estatisticamente significativa para morte. Os mais frequentes foram o baixo nível de hemoglobina, variáveis hepáticas (enzimas fosfatase alcalina e transaminase glutâmico oxalacética) e cardiovasculares (velocidade de regurgitação da válvula tricúspide ≥ 2,5m/s). Conclusão e implicações para a prática Indicadores de mortalidade constituem ferramentas de manejo de pacientes com doença falciforme e prevenção de riscos e complicações. Há necessidade de estudos sobre os fatores relacionados à mortalidade desses pacientes. A prevenção do óbito, certamente, promoverá uma melhoria na qualidade de vida e na sobrevida dessa população.

RESUMEN Objetivo Resumir los factores de riesgo y los indicadores de mortalidad en pacientes con enfermedad de células falciformes. Método revisión integradora de publicaciones en las bases de datos CINAHL, PubMed/MEDLINE, Science Direct/SCOPUS, SciELO y Web of Science. La pregunta guía basada en Population, variable, outcome (PVO) conduciu la búsqueda en el Portal de revistas de la Coordinación de Mejoramiento de Personal de Nivel Superior, entre octubre-noviembre de 2018, con los descriptores anemia, sickle cell "and" mortality "and" survival y sus sinónimos. Resultados De 18/19 artículos son cohortes y un ensayo controlado aleatorio. La muestra consistió en mujeres y genotipo HbSS. La tasa de mortalidad acumulada y la curva de mortalidad general fueron más repetidas. Siete estudios identificaron factores de riesgo con asociación estadísticamente significativa con la muerte. Los más frecuentes fueron el bajo nivel de hemoglobina, variables hepáticas (fosfatasa alcalina y enzimas glutámicas transaminasas oxalacéticas) y variables cardiovasculares (velocidad de regurgitación de la válvula tricúspide ≥ 2.5m/s). Conclusión e implicaciones para la práctica Los indicadores de mortalidad son herramientas de manejo de los pacientes con esta enfermedad, la prevención de factores de riesgo y complicaciones. Hace necesidad de estudios sobre los factores relacionados con la mortalidad. La prevención de las muertes mejorará la calidad de vida y la supervivencia.

ABSTRACT Objective To summarize the risk factors and mortality indicators in sickle cell disease patients. Method Integrative review searched publications in journals in CINAHL, PubMed/MEDLINE, Science Direct/SCOPUS, SciELO, and Web of Science databases. The guiding question was elaborated through the Population, Variable, Outcome (PVO) strategy and the search was from October-to-November 2018, at the Coordination of Higher Level Personnel Improvement Periodicals' Gate. The keywords anemia, sickle cell "and" mortality "and" survival and their synonyms were used. Results From 18/19 articles were cohort and one randomized controlled trial. The sample consisted mostly of females and HbSS genotype. The cumulative mortality rate and the overall mortality curve were the most repeated. Seven studies identified risk factors with a statistically significant association with death. The most frequent were low hemoglobin level, liver variables (alkaline phosphatase and oxalacetic glutamic transaminase enzymes) and cardiovascular variables (tricuspid valve regurgitation speed ≥ 2.5m/s). Conclusion and implications for practice Mortality indicators are tools for better management of sickle cell disease's patient, prevention of risks and complications. There is a need for further studies on the factors related to mortality of these patients. Preventing the causes that lead to death will certainly improve the quality of life and survival of this population.
Descritores: Fatores de Risco
Anemia Falciforme/mortalidade
-Taxa de Sobrevida
Genótipo
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação


  8 / 2183 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-948426
Autor: Chaves, Prínscilla Pâmela Nunes; Santos, Gil Rodrigues dos; Silveira, Márcio Antônio da; Gomes, Luíz Antônio Augusto; Momenté, Valéria Gomes; Nascimento, Ildon Rodrigues.
Título: Reação de genótipos de batata-doce a nematóides de galhas em condições de temperatura elevada / Reaction of genotypes of the sweet potato to nematode galls in high temperature conditions
Fonte: Biosci. j. (Online);29(6):1869-1877, nov./dec. 2013. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo do trabalho foi avaliar a reação de genótipos de batata-doce oriundos de sementes botânicas quanto a nematóides de galhas (M. incognita raça 2 e M. javanica) em condições de temperatura elevada. Para cada espécie de nematóides, foi instalado um experimento utilizando o delineamento experimental inteiramente casualizado com três repetições. Foram avaliados 25 genótipos dos quais 20 são famílias de meios-irmãos (oriundo de um campo de policruzamento); cinco cultivares (Amanda, Ana Clara, Bárbara, Duda e Marcela) e a cultivar de tomate Santa Clara, suscetível aos nematóides. A classificação da resistência foi feita pelo Índice de Reprodução (IR%), no período mais quente do ano (janeiro/fevereiro), sobre condições temperatura média do solo de 26 ºC na região Sul do Estado do Tocantins. Avaliou-se também o número médio de galhas por sistema radicular, tamanho médio das galhas e posicionamento das galhas. Em condição de temperatura elevada, a espécie M. javanica foi mais agressiva do que M. incognita raça 2, originando galhas em maior número e de maior tamanho, principalmente nas raízes secundárias. Os genótipos BDFMI-16, BDFMI-78, Bárbara e Marcela são resistentes a M. incognita raça 2. Para o isolado M. javanica, o genótipo BDFMI-04 e BDFMI-16 e as cultivares Amanda e Duda são classificados como muito resistentes. O genótipo BDFMI-16 resistente a M. incognita raça 2 e M. javanica é promissor para uso no Estado do Tocantins ou então compor programas de melhoramento cujo objetivo é desenvolver genótipos resistentes às duas espécies de nematóides.

The objective of this study was to evaluate the response of sweet potato genotypes derived from botanical seed gall nematode (M. incognita race 2 and M. javanica) in high temperature conditions. For each species of nematodes, an experiment was conducted using completely randomized design with three replications. Were evaluated 25 genotypes of which 20 are half-sib families (coming from a field polycross); five cultivars (Amanda, Ana Clara, Barbara Duda and Marcela) and tomato cultivar Santa Clara, susceptible to nematodes. The classification was made by the resistance Rendering Index (IR%), the hottest period of the year (January/February) on average soil temperature conditions of 26 ° C in the southern region of the State of Tocantins. Also evaluated the mean number of galls per root system galled average size and positioning of the gall. Under high temperature condition, the species M. javanica was more aggressive than M. incognita race 2, causing galls in greater numbers and larger, especially in the secondary roots. Genotypes BDFMI-16, BDFMI-78, and cultivars Barbara and Marcela are resistant M. incognita race 2. To isolate M. javanica, the genotype BDFMI-04 and BDFMI-16 and cultivars Amanda and Duda are classified as very resistant. Genotype BDFMI 16 resistant M. incognita race 2 and M. javanica is promising for use in the State of Tocantins and then compose breeding programs aimed at developing genotypes resistant to both nematode species.
Descritores: Tumores de Planta
Ipomoea batatas
Temperatura Alta
Nematoides
-Tylenchoidea
Melhoramento Vegetal
Genótipo
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  9 / 2183 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039283
Autor: Xie, Sanlin; Li, Jianzhong; Wang, Wentao; Chen, Xianming.
Título: Association of glutamate metabotropic receptor polymorphisms and sensorineural hearing loss in adults of different age groups / Associação entre polimorfismos do gene do receptor metabotrópico de glutamato 7 e perda auditiva neurossensorial em adultos de diferentes faixas etárias
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);85(5):560-564, Sept.-Oct. 2019. tab.
Idioma: en.
Projeto: Natural Science Foundation of FuJian Province.
Resumo: Abstract Introduction: Sensorineural hearing loss is a common challenge all over the world, including a section of the young population. While there have been many published reports associating glutamate metabotropic receptor 7 with sensorineural hearing loss, there is no report, till date, about the association of glutamate metabotropic receptor 7 polymorphisms with sensorineural hearing loss at different ages. Objective: To test the association between the single nucleotide polymorphisms rs11928865 and rs11920109 of the glutamate metabotropic receptor 7 with sensorineural hearing loss in adults of different age groups. Methods: A total of 1661 subjects were studied. The individuals aged between 30 and 50, and between 51 and 70 years with sensorineural hearing loss comprised group A and group B, respectively. Individuals aged between 30 and 50; and between 51 and 70 years without hearing loss comprised control groups C and D, respectively. The MassARRAY method was used to analyze the genotypes. Results: The difference in genotypes for the glutamate metabotropic receptor 7 rs11928865 single nucleotide polymorphism between patients in the groups B and D was statistically significant (p = 0.018). The distribution frequencies of genotypes in patients that were aged between 30 and 50 years were not significantly different. The difference in genotypes for the rs11920109 single nucleotide polymorphism between the sensorineural hearing loss groups and control groups showed no statistical significance. Conclusion: The rs11928865 single nucleotide polymorphism was associated with the susceptibility to hearing loss in patients in group B but not with those in group A.

Resumo Introdução: A perda auditiva neurossensorial é um desafio comum no mundo todo, inclui uma parte da população jovem. Embora haja muitos relatos que associem o gene do receptor metabotrópico de glutamato 7 com perda auditiva neurossensorial, não há relato, até a presente data, sobre a associação de polimorfismos do receptor metabotrópico de glutamato 7 com perda auditiva neurossensorial em diferentes faixas etárias. Objetivo: Testar a associação entre os polimorfismos de nucleotídeo único, rs11928865 e rs11920109 do receptor metabotrópico de glutamato 7 e perda auditiva neurossensorial em adultos de diferentes faixas etárias. Método: Um total de 1661 indivíduos foram estudados. Os indivíduos com idade entre 30 e 50 anos e entre 51 e 70 anos com perda auditiva neurossensorial constituíram o grupo A e o grupo B, respectivamente. Indivíduos com idade entre 30 e 50 anos; e entre 51 e 70 anos sem perda auditiva foram os grupos controle C e D, respectivamente. O método MassARRAY foi utilizado para analisar os genótipos. Resultados: A diferença nos genótipos para o polimorfismo de nucleotídeo único rs11928865 do gene receptor metabotrópico de glutamato 7 entre os pacientes dos Grupos B e D foi estatisticamente significante (p = 0,018). As frequências de distribuição dos genótipos nos pacientes entre 30 e 50 anos não foram significantemente diferentes. A diferença nos genótipos para o polimorfismo de nucleotídeo único rs11920109 entre os grupos com perda auditiva neurossensorial e os grupos controle não mostrou significância estatística. Conclusão: O polimorfismo de nucleotídeo único rs11928865 foi associado à suscetibilidade para perda auditiva em pacientes do grupo B, mas não àqueles do grupo A.
Descritores: Receptores de Glutamato Metabotrópico/genética
Polimorfismo de Nucleotídeo Único/genética
Perda Auditiva Neurossensorial/genética
-Reação em Cadeia da Polimerase
Fatores Etários
Distribuição por Idade
Frequência do Gene
Genótipo
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 2183 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1132588
Autor: Li, Xin; Zhu, Zhengping; Li, Wei; Wei, Li; Zhao, Baocheng; Hao, Zheng.
Título: Polymorphism in GRHL2 gene may contribute to noise-induced hearing loss susceptibility: a meta-analysis / Polimorfismo no gene GRHL2 pode contribuir para a suscetibilidade à perda auditivainduzida por ruído: uma metanálise
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);86(3):370-375, May-June 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Humanities and Social Sciences of Ministry of Education Planning Fund of China.
Resumo: Abstract Instruction: Noise-induced hearing loss is a leading occupational disease caused by gene-environment interaction. The Grainy Like 2, GRHL2, is a candidate gene. In this regard, many studies have evaluated the association between GRHL2 and noise-induced hearing loss, although the results are ambiguous and conflicting. Objective: The purpose of this study was to identify a precise estimation of the association between rs3735715 polymorphism in GRHL2 gene and susceptibility of noise-induced hearing loss. Methods: A comprehensive search was performed to collect data up to July 8, 2018. Finally, 4 eligible articles were included in this meta-analysis comprising 2410 subjects. The pooled odds ratios with 95% confidence intervals were used to evaluate the strength of the association. Results: Significant association was found in the overall population in the dominant model (GA/AA vs. GG, odds ratio = 0.707, 95% confidence interval = 0.594-0.841) and allele model (G allele vs. A allele, odds ratio = 1.189, 95% confidence interval = 1.062-1.333). When stratified by source of the subjects, we also found association between rs3735715 and noise-induced hearing loss risk in the dominant model (GA/AA vs. GG, odds ratio = 0.634, 95% confidence interval = 0.514-0.783) and allele model (G allele vs. A allele, odds ratio = 1.206, 95% confidence interval = 1.054-1.379). Conclusion: Rs3735715 polymorphism in GRHL2 gene may influence the susceptibility of noise-induced hearing loss. Additional large, well-designed and functional studies are needed to confirm this association in different populations.

Resumo Introdução: Perda auditiva induzida por ruído é uma das principais doenças ocupacionais causadas pela interação gene-ambiente. O Grainy Like 2, ou GRHL2 é um gene que tem sido considerado como candidato. Nesse sentido, muitos estudos avaliaram a associação entre o GRHL2 e perda auditiva induzida por ruído, embora os resultados sejam ambíguos e conflitantes. Objetivo: Identificar uma estimativa precisa da associação entre o polimorfismo rs3735715 no gene GRHL2 e a suscetibilidade à perda auditiva induzida por ruído. Método: Uma pesquisa abrangente foi feita para coletar dados até 8 de julho de 2018. No fim, quatro artigos elegíveis foram incluídos nesta metanálise, abrangeram 2.410 indivíduos. As odds ratios agrupadas com intervalos de confiança de 95% foram usadas para avaliar a força da associação. Resultados: Uma associação significante foi encontrada na população geral no modelo de dominância (GA/AA vs. GG, odds ratio = 0,707, intervalo de confiança 95% = 0,594-0,841) e modelo de alelo (alelo G vs. alelo A; odds ratio = 1,189, intervalo de confiança 95% = 1,062 a 1,333). Quando estratificados pelo local de trabalho dos indivíduos, também encontramos associação entre rs3735715 e risco de perda auditiva induzida por ruído no modelo de dominância (GA/AA vs. GG, odds ratio = 0,634, intervalo de confiança 95% = 0,514 ± 0,783) e modelo de alelo (alelo G vs. alelo A; odds ratio = 1,206, intervalo de confiança 95% = 1,054- 1,379). Conclusão: O polimorfismo Rs3735715 no gene GRHL2 pode influenciar a suscetibilidade à perda auditiva induzida por ruído. Estudos adicionais, amplos, bem desenhados e funcionais são necessários para confirmar essa associação em diferentes populações.
Descritores: Fatores de Transcrição/genética
Predisposição Genética para Doença/genética
Polimorfismo de Nucleotídeo Único/genética
Proteínas de Ligação a DNA/genética
Perda Auditiva Provocada por Ruído/genética
-Genótipo
Ruído Ocupacional/efeitos adversos
Doenças Profissionais/genética
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 219 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde