Base de dados : LILACS
Pesquisa : G07.110.232.889.249 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 4 [refinar]
Mostrando: 1 .. 4   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 4 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Teles, Horácio Manuel Santana
Texto completo
Id: lil-64942
Autor: Teles, Horacio Manuel Santana; Marques, Cristiano Correa de Azevedo.
Título: Estivaçäo de Biomphalaria tenagophila (Pulmonata, Planorbidae) / Aestivation in Biomphalaria tenagophila (Pulmonata, Planorbidae)
Fonte: Rev. saúde pública;23(1):76-8, fev. 1989.
Idioma: pt.
Resumo: É relatado o encontro de Biomphalaria tenagophila estivada, em dois municípios do Estado de Säo Paulo (Brasil): Ubatuba e Conchas. Essa característica etològica foi percebida em 15 exemplares coletados em Ubatuba e 6 em Conchas. Os caramujos estavam enterrados em fendas do solo ressecado, e, em laboratòrio, voltaram a exibir vitalidade depois de colocados em água .
Descritores: Biomphalaria
Esquistossomose mansoni/prevenção & controle
Vetores de Doenças
Estivação
-Brasil
Limites: Animais
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  2 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-417926
Autor: Moraes, G; Altran, A. E; Avilez, I. M; Barbosa, C. C; Bidinotto, P. M.
Título: Metabolic adjustments during semi-aestivation of the marble swamp eel (Synbranchus marmoratus, Bloch 1795) - a facultative air breathing fish
Fonte: Braz. j. biol;65(2):305-312, May 2005. tab.
Idioma: en.
Resumo: Foram investigadas variações metabólicas em muçum (Synbranchus marmoratus) após 15 e 45 dias de semi-estivação artificial induzida, com ênfase no metabolismo intermediário e excreção de nitrogênio. Glicose, glicogênio, lactato, piruvato, aminoácidos livres, triglicerídios, amônia, uréia e uratos foram determinados em fígado, rim, músculo branco, coração, cérebro, e plasma. As enzimas lactato desidrogenase, glutamato desidrogenase, malato desidrogenase, aspartato amino transferase, alanina amino transferase, glutamina sintetase, ornitina carbamil transferase e arginase foram ensaiadas. O teleósteo S. marmoratus manteve sua demanda energética inicial pela oxidação de lipídios. A seqüência normal dos processos oxidativos foi observada por meio do perfil enzimático. Após o consumo das reservas lipídicas, os peixes passaram a consumir proteína. Valores constantes de hematócrito durante a semi-estivação induzida sugeriu que o balanço de água foi mantido normal. Todavia, a água ambiental provavelmente não foi o sinal inicial da semi-estivação em S. marmoratus. A diminuição de amônia e o aumento da síntese de uréia renal após 45 dias de semi-estivação levaram a assumir que existe uma forma alternativa de eliminar amônia. As variações metabólicas conseqüentes do jejum prolongado foram propostas como responsáveis pela síntese de pequenas moléculas envolvidas na semi-estivação de S. marmoratus.
Descritores: Estivação/fisiologia
Smegmamorpha/metabolismo
-Estações do Ano
Smegmamorpha/fisiologia
Fatores de Tempo
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Bezerra, José Clecildo Barreto
Texto completo
Id: lil-251338
Autor: Bezerra, José Clecildo Barreto; Kemper, Andreas; Becker, Wilhelm.
Título: Profile of organic acid concentrations in the digestive gland and hemolymph of Biomphalaria glabrata under estivation
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;94(6):779-84, Nov.-Dec. 1999.
Idioma: en.
Resumo: Using high performance liquid chromatography (HPLC) analysis it was possible to determine simultaneously the concentration of organic acids (pyruvate, lactate, succinate, fumarate, malate, acetate, propionate, acetoacetate, and ß-hydroxybutyrate) in the digestive gland and the extracellular concentration of these same acids in the hemolymph of estivating Biomphalaria glabrata, the intermediate host of Schistosoma mansoni. After a 7 day period of estivation, there was a significant increase in the tissue levels of lactate, succinate, malate and acetate compared to non-estivating snails. After 14 days of estivation, the levels of lactate and acetate were also significantly elevated. The hemolymph concentrations of pyruvate and acetate increased significantly after 7 days and acetate concentrations continued to be significantly increased up to 14 days of estivation. The other organic acids studied, such as ketone body acetoacetate and ß-hydroxybutyrate or the volatile acid propionate, did not accumulate. Their tissue concentrations, however, increased on the 7th day of estivation and reached normal levels within two weeks of estivation for some of them. One should take into consideration how the reduction in metabolism can be handled under aerobic conditions, and what role anaerobic pathways may play in both energy formation and redox balance processes
Descritores: Ácidos Carboxílicos/sangue
Sistema Digestório/metabolismo
Hemolinfa/metabolismo
Caramujos/fisiologia
-Cromatografia Líquida de Alta Pressão
Sistema Digestório/química
Estivação
Hemolinfa/química
Caramujos/química
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 4 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-161526
Autor: Abe, A. S.
Título: Estivation in South American amphibians and reptiles
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;28(11/12):1241-7, Nov.-Dec. 1995. graf.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: International Symposium on Regulatory Mechanisms of Cardiovascular and Respiratory Function in Vertebrates, Säo Carlos, Sept. 8-13, 1994.
Projeto: FAPESP; . CNPq; . FUNDUNESP.
Resumo: A number of amphibians and reptiles have cyclic behavior, becoming inactive with the coming of the dry season. In South America this pattern of activity is common, particularly in savannah-like vegetation. During the dry season amphibians burrow into the mud or soil, and either form a cocoon or increase the osmotic concentration of body fluids to reduce evaporative water loss. Some phyllomedusid tree frogs coat their body surface with skin secretion and excrete uric acid to minimize water loss. Reptiles also retreat into shelter deep enough to avoid temperature fluctuation during estivation or reduce metabolic response to temperature. Reduction of temperature sensitivity of the metabolism seems to be a strategy common to estivating amphibians and reptiles. Despite seasonal change of the environment, some species of reptiles are active all year round.
Descritores: Anfíbios/fisiologia
Comportamento Animal/fisiologia
Estivação/fisiologia
Répteis/fisiologia
-Regulação da Temperatura Corporal/fisiologia
América do Sul
Equilíbrio Hidroeletrolítico/fisiologia
Limites: Animais
Tipo de Publ: Revisão
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde