Base de dados : LILACS
Pesquisa : G07.180.562.797.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 17 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 17 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1041572
Autor: Souza, Filipe Jonas Mattos Soares de; Silva, Vanderlei Campos; Coelho, Cláudia Alves de Andrade; Azevedo, Alfredo Carlos Rodrigues de; Bastos, Leonardo; Souza, Nataly Araujo de.
Título: Nocturnal activity rhythm of nyssomyia intermedia (diptera: psychodidae: phlebotominae) in campus fiocruz mata atlântica, an american cutaneous leishmaniasis transmission area, Rio de Janeiro, Brazil
Fonte: Rev. Soc. Bras. Med. Trop;52:e20180464, 2019. graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação Oswaldo Cruz.
Resumo: Abstract INTRODUCTION: Nyssomyia intermedia is an important vector of American cutaneous leishmaniasis. METHODS: Sand flies were captured in a Shannon trap and after landing on human collectors and retrieved monthly. Nocturnal activity was estimated using a log-linear model. RESULTS: Peak sand fly collection in the Shannon trap occurred in summer and winter, and peak fly collection on humans occurred in spring and summer. CONCLUSIONS: Ny. intermedia was captured in both the hottest and coldest months, indicating its adaptability to different seasons and the possibility of disease transmission at any time of the year in Campus Fiocruz Mata Atlântica, Brazil.
Descritores: Estações do Ano
Ciclos de Atividade/fisiologia
Leishmaniose Cutânea/transmissão
Insetos Vetores/fisiologia
-Psychodidae/classificação
Psychodidae/fisiologia
Brasil
Florestas
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-834462
Autor: Quiles, Caroline Luísa; Oliveira, Melissa Alves Braga de; Piazza, Francele Valente; Pilz, Luísa Klaus; Hidalgo, Maria Paz Loayza.
Título: Mudança de fotoperíodo: proposta de modelo experimental / Change of photoperiod: proposal for an experimental model
Fonte: Clin. biomed. res;34(3):307-312, 2014. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Introduction: There are some physiological and behavioral variations related to seasonality, and light is the major synchronizer of these variations according to the seasonal functions in temperate latitudes. Thus, the objective of this study was to validate a methodology for photoperiod modification in Wistar rats byevaluating its interference in the biological rhythm. Methods: Three male adult Wistar rats (60 days) were exposed to 3 photoperiods of 17 days each, with different light/dark cycles (LD): LDPP/SDPP Animal, exposed to initial LD 16:30/07:30 (LDPP, long-day photoperiod) and final LD 07:30/16:30 (SDPP, short-day photoperiod); SDPP/LDPP Animal, exposed to initial LD 07:30/16:30 and final LD 16:30/07:30; and final LD 16:30/07:30; and CT Animal, under constant LD 12:00/12:00. LDPP/SDPP and SDPP/LDPP animals underwent an intermediate photoperiod between initial and final LD, in which light exposure was increased or reduced by 30 min each day until the photoperiods were inverted. All animals remained isolated during the study and had their core temperatures continuously measured by sensors implanted in the peritoneal cavity and their locomotive activity assessed by sensors attached to their cages. The data obtained were used to construct histograms. Results: LDPP/SDPP and SDPP/LDPP animals had a longer period of activity in the SDPP than in the LDPP. The temperature of the CT animal followed a rhythmic pattern. The rat strain used was sensitive to changes in photoperiod. Conclusions: The model proposed and validated in this study can be used in experiments that aim to assess the consequences of changes in light exposure.

Introdução: Existem variações fisiológicas e comportamentais relacionadas à sazonalidade, e a luz é o principal sincronizador destas variações de acordo com as funções sazonais em latitudes de climas temperados. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi validar uma metodologia de modificação de fotoperíodo com ratos Wistar avaliando sua interferência no ritmo biológico. Métodos: Três ratos Wistar machos adultos (60 dias) foram expostos a 3 fotoperíodos de 17 dias cada, com diferentes ciclos claro/escuro (light/dark, LD): Animal CL/CC, exposto a LD inicial 16:30/07:30 (CL, claro longo) e LD final 07:30/16:30 (CC, claro curto); Animal CC/CL, exposto a LD inicial 07:30/16:30 e LD final 16:30/07:30; e Animal CT, sob LD constante 12:00/12:00. Os animais CL/CC e CC/CL passaram por um fotoperíodo intermediário entre o LD inicial e final, no qual a exposição à luz foi aumentada ou diminuída em 30 min a cada dia até que os fotoperíodos se invertessem. Todos os animais permaneceram isolados durante o estudo e tiveram suas temperaturas corporais continuamente aferidas por sensores implantados na cavidade peritoneal e suas atividades locomotoras medidas por sensores acoplados às suas caixas. Os dados obtidos foram utilizados para construção de histogramas. Resultados: Os animais CL/CC e CC/CL apresentaram maior período de atividade em CC do que em CL. A temperatura do animal CT seguiu um padrão rítmico. A linhagem utilizada apresentou sensibilidade à mudança de fotoperíodo. Conclusão: O modelo proposto e validado neste estudo pode ser usado em experimentos que tenham como objetivo avaliar as consequências das mudanças de exposição à luz.
Descritores: Ciclos de Atividade
Adaptação Fisiológica
Temperatura Corporal
Estimulação Luminosa
Fotoperíodo
-Doença/etiologia
Iluminação/efeitos adversos
Estações do Ano
Estudos de Validação como Assunto
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  3 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-572152
Autor: Martínez, Gladys S.
Título: Regulación circadiana del comportamiento: diferencias entre especies diurnas y nocturnas / Circadian regulation of behavior: differences between diurnal and nocturnal species
Fonte: Univ. psychol;8(2):487-496, mayo.-ago. 2009.
Idioma: es.
Resumo: La mayoría de los organismos, incluyendo los humanos, exhiben ritmos diarios de aproximadamente 24 horas en fisiología, funciones hormonales y conducta. En mamíferos, estos ritmos son controlados por un marcapasos circadiano endógeno ubicado en el núcleo supraquiasmático (NSQ) del hipotálamo que determina la organización temporal de varias conductas y procesos fisiológicos. El control circadiano de ritmos diarios difiere en especies diurnas y nocturnas pero los mecanismos que pueden explicar dichas diferencias se desconocen aún. El objetivo de esta revisión es resumir el estado actual del conocimiento sobre los relojes circadianos y de las diferencias entre especies diurnas y nocturnas.

Most organisms, including humans, show daily rhythms of about 24 hours in physiology, hormonal function, and behavior. In mammals, these rhythmsare controlled by an endogenous circadian pacemaker localized in the suprachiasmatic nucleus (SCN) of the hypothalamus that determines thetemporal organization of several behaviors and physiological processes.Circadian control of daily rhythms differs in diurnal and nocturnal speciesbut many of the mechanisms that may explain these differences remain stillunknown. The aim of this review is to summarize our current knowledge of the circadian clocks and the differences between diurnal and nocturnal species.
Descritores: Ciclos de Atividade/fisiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO185.1 - Biblioteca Alfonso Borrero Cabal, S. J.


  4 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-569181
Autor: Mazzoni, R; Moraes, M; Rezende, CF; Iglesias-Rios, R.
Título: Diet and feeding daily rhythm of Pimelodella lateristriga (Osteichthyes, Siluriformes) in a coastal stream from Serra do Mar - RJ / Dieta e ritmo diário da alimentação de Pimelodella lateristriga (Osteichthyes, Siluriformes) de um riacho costeiroda Serra do Mar - RJ
Fonte: Braz. j. biol;70(4):1123-1129, Nov. 2010. ilus, tab.
Idioma: en.
Projeto: Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Laboratório de Ecologia de Peixes; . Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Resumo: The present study was carried out in Mato Grosso fluvial system, a costal drainage from Serra do Mar. We analysed the diet and the feeding daily rhythm of Pimelodella lateristriga from samples carried out during 24 hours over a 4 hour fishing interval, in June, July and September, 2006 as well as in January and February, 2007. Diet was described from the Feeding Index (IAi) and feeding daily rhythm was verified through the Gut Fullness Index (GFI). Pimelodella lateristriga diet was composed of 37 items, being aquatic insects the most important ones. IAi analysis revealed that Diptera, Trichoptera and Ephemeroptera amounted to 90 percent of the diet. Autochthonous invertebrates were the most important consumed items. Pimelodella lateristriga concentrated its feeding activities in the nocturnal period (10:00 PM to 2:00 AM) with marked significant differences (F = 16.11; gl = 5; p < 0.05) between each diurnal and nocturnal periods. Between 6:00 AM and 6:00 PM, foraging activity was gradually reduced. We concluded that P. lateristriga has an insectivorous diet and a nocturnal feeding habit with greater activity between 10:00 PM to 2:00 AM.

O presente estudo foi desenvolvido no sistema fluvial do rio Mato Grosso que compõe uma drenagem costeira da Serra do Mar. Foi analisado o hábito alimentar e o ritmo alimentar diário de Pimelodella lateristriga a partir de amostras obtidas em coletas de 24 horas, com intervalos de 4 horas, em junho-julho-setembro/2006 e janeiro- fevereiro/2007. A dieta foi avaliada a partir do Índice Alimentar (IAi) e o ritmo alimentar diário, com base no Índice de Repleção Estomacal (GFI) dos peixes. A dieta de P. lateristriga foi composta por 37 itens, sendo os insetos aquáticos os mais abundantes. O IAi revelou que Diptera, Trichoptera e Ephemeroptera somaram 90 por cento da dieta, sendo, portanto, os invertebrados autóctones os itens mais consumidos. Pimelodella lateristriga concentrou sua atividade alimentar no período noturno (10:00 até 14:00 horas) com diferenças significativas (F = 16,11; gl = 5; p < 0,05) entre os horários diurnos e noturnos. Entre os horários 6 am e 6 pm a atividade de forrageamento foi gradualmente reduzida. Concluímos que P. lateristriga possui dieta insetívora e ritmo alimentar noturno com pico de atividade entre 10:00 até 14:00 horas.
Descritores: Ciclos de Atividade/fisiologia
Peixes-Gato/fisiologia
Comportamento Alimentar/fisiologia
-Brasil
Peixes-Gato/classificação
Conteúdo Gastrointestinal
Rios
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-569164
Autor: Esbérard, CEL; Bergallo, HG.
Título: Foraging activity of the free-tailed bat Molossus molossus (Chiroptera; Molossidae) in southeastern Brazil / Atividade de forrageio do morcego-cauda-de-rato Molossus molossus (Chiroptera; Molossidae) no Sudeste do Brasil
Fonte: Braz. j. biol;70(4):1011-1014, Nov. 2010. graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq; . CNPq.
Resumo: Sunset and sunrise regulate the activities of most studied bat species. To verify patterns of foraging activity, 29 bat sampling nights were carried out over a dam in Rio de Janeiro city, which resulted in 363 hours with 730 captures, representing 13 species of insectivorous bats. Molossus molossus constituted the bulk of the captures (79.9 percent) and was present in 82.8 percent of the sampling nights. This bat species exhibited crepuscular and nocturnal activity (from -6 minutes to 900 minutes after the time of sunset). A bimodal activity pattern was observed, and two non-overlapping capture peaks. The first peak lasted from 6 minutes before sunset to 420 minutes after sunset. The second peak began at 564 minutes after sunset and ended just after sunrise. The first capture peak was observed in 75.9 percent of the nights, and the second peak in 62.1 percent of the nights. The time of the first capture exhibited a positive linear relationship with sunset and the time of the last capture, a positive linear relationship with sunrise. The existence of a relationship between night length and the difference between first and last captures of each night shows that M. molossus has longer activity the longer the night, showing a seasonal variation in the activity period.

A atividade dos morcegos inicia-se imediatamente antes, durante ou imediatamente após o pôr do sol. O início e o término das atividades dos morcegos são reguladas respectivamente pelo pôr e nascer do sol. Nesse trabalho, 29 noites de amostragem foram realizadas (total de 363 horas) sobre um açude na Cidade do Rio de Janeiro para avaliar a atividade de forrageio de Molossus molossus. Esse esforço resultou em 730 capturas de 13 espécies de morcegos insetívoros. Molossus molossus constituiu a maior parte das capturas e representou 79,9 por cento da amostragem, presente em 82,8 por cento das noites de coleta. Esta espécie apresenta atividade crepuscular e noturna (de -6 minutes a 900 minutos após o pôr do sol). Foi observado um padrão bimodal de atividade com picos de capturas sem superposição, sendo o primeiro 6 minutos antes do pôr do sol a 420 minutos após o pôr do sol, e o segundo aos 564 minutos após o pôr do sol e término imediatamente após o nascer do sol. O primeiro pico de captura ocorreu em 75,9 por cento das noites e o segundo em 62,1 por cento das noites. O horário da primeira captura resultou em uma relação linear positiva com o pôr do sol e o horário da última captura, com o nascer do sol. A existência de relação entre a duração da noite e a diferença entre a primeira e a última captura de cada noite demonstra que M. molossus tem maior período de atividade quanto mais longa é a noite, sustentando uma variação estacional do período de atividade.
Descritores: Ciclos de Atividade/fisiologia
Quirópteros/fisiologia
Comportamento Alimentar/fisiologia
-Brasil
Quirópteros/classificação
Estações do Ano
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-569155
Autor: Ortêncio Filho, H; Reis, NR; Minte-Vera, CV.
Título: Time and seasonal patterns of activity of phyllostomid in fragments of a stational semidecidual forest from the Upper Paraná River, Southern Brazil / Padrões de atividade horária e sazonal de morcegos filostomídeos em fragmentos de floresta estacional semidecidual do alto rio Paraná, sul do Brasil
Fonte: Braz. j. biol;70(4):937-945, Nov. 2010. graf, mapas, tab.
Idioma: en.
Resumo: Bats may exhibit different patterns of activity, considering aspects concerning niche dynamics as well as the establishment and permanence of the communities in the ecosystems. In this way, the present study analyzed the time and seasonal patterns of activity in different species of frequent phyllostomid bats in remnants of the stational semidecidual forest from the Upper Paraná River, Southern Brazil. Captures were performed between January and December, 2006, using 32 mist nets set above the soil along the nocturnal period during the four seasons of the year. The daily and seasonal patterns of activity of each species was modeled using generalized linear models with Poisson error. The best model was selected using Akaike's Information Criterion (AICc). Artibeus planirostris (Spix, 1823) did not exhibit a conspicuous time pattern, whereas A. lituratus (Olfers, 1818) was more frequent after the sixth hour and A. fimbriatus Gray, 1838 had an activity increase along the night. Platyrrhinus lineatus (E. Geoffroy, 1810) was registered during all sampling hours. Carollia perspicillata (Linnaeus, 1758) and Sturnira lilium (E. Geoffroy, 1810) were the most active during the first four hours. Concerning seasonal pattern, the highest activity of these species was verified during the summer. These data contribute to the information about the ecology of bats in the region, highlighting the high adaptive potential of the species studied in relation to the use of space throughout the night and in to variations in environmental conditions.

Os morcegos podem exibir diferentes padrões de atividade, considerando-se aspectos relacionados à dinâmica de nicho e ao estabelecimento e permanência das comunidades nos ecossistemas. Assim, o presente estudo teve por objetivo investigar o padrão de atividade horária e sazonal em diferentes espécies de morcegos, frequentes em remanescentes de floresta estacional semidecidual do alto rio Paraná, sul do Brasil. As coletas foram realizadas entre janeiro e dezembro de 2006, com o auxílio de 32 redes armadas acima do solo, ao longo de todo o período noturno e nas quatro estações do ano. A análise dos dados contemplou o uso de modelos lineares generalizados Akaike's Information Criterion (AICc) e distribuição de Poisson. Artibeus planirostris (Spix, 1823) não exibiu um padrão horário conspícuo, enquanto A. lituratus (Olfers, 1818) foi mais frequente após a sexta hora e A. fimbriatus Gray, 1838 teve aumento da atividade ao longo da noite. Platyrrhinus lineatus (E. Geoffroy, 1810) foi registrado durante todas as horas de amostragem. Carollia perspicillata (Linnaeus, 1758) e Sturnira lilium (E. Geoffroy, 1810) foram mais ativos nas quatro primeiras horas. Em relação ao padrão sazonal, constatou-se maior atividade dessas espécies durante o verão. Esses dados contribuem com as informações acerca da ecologia dos morcegos na região e evidenciam o alto potencial adaptativo das espécies estudadas à variação de tempo e condições ambientais.
Descritores: Ciclos de Atividade/fisiologia
Quirópteros/fisiologia
Ecossistema
Estações do Ano
Árvores
-Brasil
Quirópteros/classificação
Rios
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-469801
Autor: Vale, Rodrigo Gomes de Souza; Barreto, Ana Cristina Glória; Novaes, Jefferson da Silva; Dantas, Estélio Henrique Martin.
Título: Efeitos do treinamento resistido na força máxima, na flexibilidade e na autonomia funcional de mulheres idosas / Effect of resistive training on the maximum strenght, flexibility and functional autonomy of elderly woman
Fonte: Rev. bras. cineantropom. desempenho hum;8(4), dez. 2006. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo desse estudo foi verificar os efeitos do treinamento resistido na força máxima, na flexibilidade e na autonomia funcional, bem como a correlação existente entre a força máxima e a autonomia funcional de idosas (grupo de força - GF n=11, = 66,3±7,84 anos e um grupo controle - GC n=11, =65,1±3,33 anos). OGF foi submetido a um treinamento contra resistência de força (75-85% 1RM), por 16 semanas, 2 dias/semana. O tratamento estatístico utilizado foi correlação de Pearson e o teste ôtõ de Student. Os dados mostraram resultados significativos do GF no ganho da força máxima, flexibilidade e autonomia funcional, e correlação significativa entre a força máxima medida no exercício supino reto (SR) e o teste de autonomia funcional levantarda posição de decúbito ventral (LPDV) (r=-0,67). Os dados sugerem que o programa de treinamento melhorou o desempenho das atividades da vida diária da amostra, com um treinamento de apenas 2 dias/semana.

The objective of this study was to investigate the effects of resistive training on maximum strength, flexibility and functional autonomy, as well as the correlation between maximum strength and functional autonomy of the elderly women (strength group, GF, n=11, = 66.3 ± 7.84 years/control group, GC, n=11, =65.1 ± 3.33 years). They participated of a resistive training (75-85% 1RM) during 16 weeks, 2 days/week. Statistical procedures were PearsonÆs correlation and Student t-test, using the SPSS package, version 12.0. Data showed significant results for GF on the strength, flexibility and functional autonomy, and significant correlation between strength and functional autonomy (r=-0.67). The data suggested that training program enhances performance in activities of daily living with a training protocol of only 2 days/week.
Descritores: Ciclos de Atividade
Autonomia Pessoal
Educação Física e Treinamento
Maleabilidade
Amplitude de Movimento Articular
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  8 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-424724
Autor: Gnther, Bruno; Morgado, Enrique.
Título: Allometric scaling of biological rhythms in mammals
Fonte: Biol. Res;38(2/3):207-212, 2005. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: A wide spectrum of cyclic functions in terrestrial mammals of different size, from the 3-gram shrew to the 3-ton elephant, yields an allometric exponent around 0.25, which is correlated - as a kind of common denominator - with the specific metabolic rate. Furthermore, the applicability of these empirical findings could be extrapolated to chronological events in the sub-cellular realm. On the other hand, the succession of growth periods (T98 percent) until sexual maturity is reached also follows the 1/4 power rule. By means of Verhulst's logistic equation, it has been possible to simulate three different biological conditions, which means that by modifying the numerical value of only one parameter, revertible physiological and pathological states can be obtained, as for instance isostasis, homeostasis and heterostasis.
Descritores: Mamíferos/anatomia & histologia
Mamíferos/crescimento & desenvolvimento
Mamíferos/fisiologia
Mamíferos/metabolismo
-Baleias/fisiologia
Ciclos de Atividade/fisiologia
Ciclos de Atividade/genética
Ciclos de Atividade/imunologia
Disciplina de Cronobiologia/fisiologia
Disciplina de Cronobiologia/genética
Disciplina de Cronobiologia/imunologia
Elefantes/fisiologia
Limites: Humanos
Animais
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  9 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-411244
Autor: Alóe, Flávio; Azevedo, Alexandre Pinto de; Hasan, Rosa.
Título: Mecanismos do ciclo sono-vigília / Sleep-wake cycle mechanisms
Fonte: Rev. bras. psiquiatr;27(supl.1):33-39, maio 2005. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Três sub-divisões hipotalâmicas são importantes no ciclo sono-vigília: o hipotálamo anterior (núcleos gabaérgicos e núcleos supraquiasmáticos), o hipotálamo posterior (núcleo túbero-mamilar histaminérgico) e o hipotálamo lateral (sistema hipocretinas). O sistema gabaérgico inibitório do núcleo pré-óptico ventro-lateral (VLPO) do hipotálamo anterior é responsável pelo início e manutenção do sono NREM. Os neurônios supraquiasmáticos (NSQs) do hipotálamo anterior são responsáveis pelo ritmo circadiano do ciclo sono-vigília. Os núcleos aminérgicos, histaminérgicos, as hipocretinas e núcleos colinérgicos do prosencéfalo basal apresentam-se ativos durante a vigília, inibindo o núcleo pré-óptico ventro-lateral, promovendo a vigília. O processo de inibição-estimulação é a base do modelo da interação recíproca entre os grupos de células wake-off-sleep-on e células wake-off-sleep-on reguladores do ciclo sono-vigília. O modelo da interação recíproca também se aplica aos núcleos colinérgicos (células REM-on) e aminérgicos (células REM-off) do tronco cerebral no controle temporal do sono REM-NREM.
Descritores: Ciclos de Atividade/fisiologia
Hipotálamo/fisiologia
Neurônios/fisiologia
Neurotransmissores/fisiologia
Fases do Sono/fisiologia
Vigília/fisiologia
-Eletromiografia
Eletrofisiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 17 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-293213
Autor: Uribe, Gabriel.
Título: Modificaciones endocrinas Inducidas por la actividad física
Fonte: Rev. colomb. obstet. ginecol;41(2):89-96, abr.-jun. 1990. tab.
Idioma: es.
Descritores: Ciclos de Atividade/genética
Ciclos de Atividade/imunologia
Ciclos de Atividade/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO47.1 - Centro de Documentación



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde