Base de dados : LILACS
Pesquisa : G07.203.300.140 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 105 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 11 ir para página                         

  1 / 105 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-483806
Autor: Rodríguez Oyakawa, Elizabeth Harumi; Sacsaquispe Contreras, Sonia Julia.
Título: Tasa de flujo salival y nivel de confort al emplear saliva artificial y caramelos de menta sin azúcar en adultos mayores con xerostomía / Salivary flow rate and level of comfort when using artificial saliva and candies of mint without sugar in elderly people with xerostomy
Fonte: Rev. estomatol. Hered;16(2):103-109, jul.-dic. 2006. tab.
Idioma: es.
Resumo: Se compara la variación en el flujo salival no estimulado y el nivel de confort al emplear saliva atificial y caramelos de menta sin azúcar en adultos mayores con xerostomía. El grupo de estudio estuvo conformado por 30 sujetos mayores de 60 años residentes de un albergue, a quienes se les aplicó dos tratamientos con saliva artificial y caramelos de menta sin azúcar, evaluándose el flujo salival al iniciar y finaliozar los tratamientos. La variación del flujo salival al iniciar y finalizar el tratamiento con saliva artificial fue de 0,03 ± 0,23 g, mientras que en el caso de los caramelos de menta sin azúcar resultó mayor, esta variación fue de 0,08 ± 0, 24 g. Los resultados respecto al nivel de confort indican que se percibieron ambos productos en general como buenos, sin embargo se encontró una diferencia de 0,41 (p=0,014) a favor de los caramelos de menta, igualmente la preferencia en ambos sexos fue para los caramelos (80.8 por ciento). Se encontró mayor preferencia para edad saliva artificial, en los sujetos de mayor edad (82 ± 7,75 años). Los resultados de este estudio sugieren que el uso de caramelos de menta sin azúcar tiene una mayor eficacia que la saliva artificial, por lo tanto, se puede considerar como un tratamiento alternativo para el alivio de la xerostomía.
Descritores: Doces
Saliva Artificial
Xerostomia/terapia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  2 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-783206
Autor: Turcatel, Louise Cristiane; Pires, Patrícia Fernanda Ferreira; Diniz, Priscila Reis; Ferreira, Sila Mary Rodrigues; Alves, Márcia Aurelina de Oliveira; Beux, Márcia Regina.
Título: Que doce de leite é esse? Uma discussão sobre o padrão de identidade e qualidade do doce de leite pastoso / Which dulce de leche is that? A discussion on the identity and quality standard of creamy dulce de leche
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;73(3):302-308, jul.-set. 2014. tab.
Idioma: pt.
Resumo: No presente trabalho foi determinada a qualidade do doce de leite pastoso comercial para discutir se há descaracterização do produto tradicional pela indústria de alimentos, considerando-se o padrão de identidade e qualidade (PIQ). Foram avaliadas cinco marcas de doce de leite pastoso e uma marca definida como amostra padrão, codificadas em DL I, DL II, DL III, DL IV, DL V e DL P. As amostras foram submetidas à análise físico-química de umidade, cinzas, lipídios, proteínas e análise dos parâmetros de cor e textura. Os ingredientes dos rótulos foram analisados e confrontados com o padrão de identidade e qualidade. Os resultados foram tratados pela análise de variância (ANOVA) e teste Tukey com p <0,05 no software Statistica 10.0 (StatSoft). Os valores obtidos das amostras quando comparados com a amostra padrão sugerem que o doce de leite tem sido modificado ao longo dos anos. No entanto, mesmo com a adição de outros ingredientes não tradicionais ao doce de leite, o produto final está de acordo com os parâmetros estabelecidos pelo padrão de identidade e qualidade, o que pode ser atribuído a uma permissividade da legislação Brasileira, aliada à apropriação da indústria de alimentos sobre o produto tradicional...
Descritores: Alimentos Industrializados
Doces/análise
Indústria Alimentícia
Leite
Padrão de Identidade e Qualidade para Produtos e Serviços
-Fenômenos Químicos/métodos
Limites: Humanos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  3 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Timm, Claudio Dias
Texto completo
Id: lil-783204
Autor: Ferrasso, Marina de Mattos; Milan, Camile; Silveira, Débora Rodrigues; Timm, Cláudio Dias.
Título: Comportamento de Escherichia coli entero-hemorrágica, enteropatogênica e enteroinvasiva em ambrosia / Behavior of enterohemorrhagic, enteropathogenic and enteroinvasive Escherichia coli in ambrosia
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;73(3):293-297, jul.-set. 2014. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Ambrosia é um tipo de doce de leite preparado artesanalmente com leite, ovos e açúcar, muito consumido na América do Sul, e comumente comercializado em feiras livres, supermercados e docerias. A contaminação de alimentos por micro-organismos patogênicos geralmente ocorre durante as etapas de processamento,nos centros de distribuição, no mercado varejista ou na casa do consumidor. Neste trabalho foi avaliado o comportamento dos agentes patogênicos Escherichia coli: entero-hemorrágica (EHEC) ATCC 4895,enteropatogênica (EPEC) INCQS 00182 e enteroinvasiva (EIEC) ATCC 43893 em amostras de ambrosia.Alíquotas de ambrosia foram experimentalmente contaminadas com as cepas analisadas no estudo. Foram realizadas pesquisas do micro-organismo inoculado após 0, 1, 2, 3, 4, 5, 10, 20 e 30 dias de estocagem. EHEC foi recuperada de todas as amostras até cinco dias após a contaminação. EPEC sobreviveu na ambrosia e foi isolada até o quarto dia do experimento. A cepa de EIEC conseguiu permanecer viável durante os30 dias de estocagem. As cepas patogênicas de E. coli estudadas mostraram diferente comportamento em ambrosia, mas todos representam perigo potencial para a saúde dos consumidores. Este estudo serve como alerta em relação à necessidade da adoção de medidas higiênico-sanitárias apropriadas durante a produção, embalagem e manipulação da ambrosia...
Descritores: Abastecimento de Alimentos
Doces/microbiologia
Escherichia coli
Escherichia coli Enteropatogênica
Leite
Microbiologia de Alimentos
Limites: Humanos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  4 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-729379
Autor: Mazini, Camila Pegorer; Pieretti, Gabriella Giani; Branco, Ivanise Guilherme; Scapim, Monica Regina da Silva; Madrona, Grasiele Scaramal.
Título: Desenvolvimento e avaliação físico-química, sensorial e da estabilidade de ácido ascórbico de doce de leite com pimenta / Development of red pepper-containing dulce de leche and evaluation of its physico-chemical and sensorial characteristics, and ascorbic acid stability
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;72(2):142-146, 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O doce de leite é um alimento muito consumido em todo o Brasil, com sabor, cor, aroma e texturas características. A pimenta dedo-de-moça também está presente na mesa dos consumidores e é rica emácido ascórbico (vitamina C), que é excelente antioxidante. No presente trabalho, foi elaborado o docede leite adicionado de pimenta dedo-de-moça. No produto desenvolvido, foi determinada a composiçãocentesimal, e foi avaliada a aceitação do doce quanto aos atributos sensoriais de cor, aroma, sabor, texturae aceitação global. O teor de ácido ascórbico foi quantificado em diferentes períodos de armazenamento(0, 30 e 60 dias). O doce de leite com pimenta preparado apresentou composição centesimal de acordocom a legislação vigente. O teor de ácido ascórbico mostrou-se praticamente estável durante o período dearmazenamento, e o produto demonstrou boa aceitação na análise sensorial.
Descritores: Fenômenos Químicos
Doces
Pimenta
Ácido Ascórbico/análise
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  5 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-688214
Autor: Padilha, Vivianne Montarroyos; Salgado, Silvana Magalhães; Rolim, Priscilla Moura; Livera, Alda Verônica Souza; Andrade, Samara Alvachian Cardoso; Guerra, Nonete Barbosa; Guilheme, Ruth Cavalcanti.
Título: Chemical composition and functional properties of chocolate cakes formulated with yacon tube roots (Smallanthus sonchifolius)
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;71(2):301-307, abr.-jun. 2012. tab.
Idioma: en.
Resumo: This present work aimed at developing a cake using yacon flour (20% and 40%), for replacing partially thew heat flour. The products were characterized on the nutritional composition, glycemic index, glycemic charge and in vitro prebiotic effect. The physico chemical analyses showed a high fiber concentration in the experimental cakes, in compliance with the legislation in force, being 7.49g% for the cake A (yacon 20%)and 10.75g% for the cake B (yacon 40%). Low concentrations of available carbohydrates of 11.22g% and 9.35g% were found in both cake A and B, respectively. Glicemic index lower than 55 and glycemic chargelo wer than 10 were detected. The prebiotic effect was observed by keeping the lactic bacteria above 106UFC/g of substrate. On that account, cakes containing high fiber concentrations were achieved. Regard lessof the added amounts of yacon flour to the experimental cakes, they were classified as of low glycemic index and glycemic charges products, besides their in vitro prebiotic effect.
Descritores: Índice Glicêmico
Alimento Funcional
Doces
Prebióticos
Raízes de Plantas
Tubérculos
Responsável: BR76.1 - Biblioteca


  6 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Timm, Claudio Dias
Texto completo
Id: lil-672305
Autor: Lopes, Nathalie Almeida; Scarabelot, Kélia Della Vechia; Nascente, Patrícia da Silva; Gonzalez, Helenice de Lima; Dias, Priscila Alves; Timm, Cláudio Dias.
Título: Mycological analysis of ambrosia and creamy dulce de leche / Análise micológica de ambrosia e doce de leite pastoso
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;70(4):480-483, out.-dez. 2011. tab.
Idioma: en.
Resumo: Creamy dulce de leche is a product made from concentrated milk by heating, and adding sucrose. Ambrosia is a variety of dulce de leche prepared by adding eggs and sugar in to milk. Aiming at identifying the genera of filamentous fungi isolated from creamy dulce de leche and ambrosia, 40 ambrosia and 20 creamy dulce deleche samples were analyzed in the present study. Filamentous fungi and yeast counts and the identification of genera of the isolated filamentous fungi were performed. Thirty-nine samples (65 per cent) showed filamentous fungi and yeast counts that exceeded the accep table limits. Six fungus genera were identified, and amongthem the Penicillium was the most frequent. These findings are a warning of the requirement for strict control on good manufacturing practices as well as on the inspection and monitoring of ambrosia andcreamy dulce de leche trading.
Descritores: Doces
Fungos
Leite
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  7 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-644393
Autor: Bellini-Silva, Patrícia Elaine Alencar; Morgano, Marcelo Antonio; Araújo, Marcos Antônio da Mota; Moreira-Araujo, Regilda Saraiva dos Reis.
Título: Teores de minerais de paçoquinhas elaboradas com matérias-primas regionais alternativas / Mineral contents of tradicional candy paçoquinha prepared alternative regional raw materials
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;70(3):412-416, set. 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os teores de minerais de formulações de paçoquinha à base de matérias-primas regionais alternativas do Nordeste Brasileiro (farinha de castanha de caju, farinha de mandioca, fubá de milho, rapadura, e mel), foram determinados e comparados com os das paçocas de amendoim existentes no mercado. Foram preparadas paçoquinhas com fígado bovino (FB) em diferentes concentrações e formulações sem fígado bovino (PIFB). Os teores de minerais foram analisados por espectrometria de emissão óptica em plasma com acoplamento indutivo. Os valores obtidos (mg/100 g) em produtos com 5%, 7,5% e 10% de FB foram, respectivamente: Mg (112,5; 112,0; 111,0); Mn (1,10;1,13; 1,06); P (299; 315; 321) Fe (4,0; 4,75; 4,59); Na(378, 369; 361); Zn (3,24; 3,4; 3,4); Se (0,1; 0,1; 0,1); e nos produtos PIFB, Mg (111,0); Mn (1,10); P (278,0);Fe (4,1); Na (346,0); Zn (2,85). Paçoquinhas com 5% de FB apresentaram maiores teores de Na, P, Zn e Se,do que PIFB. Paçoquinhas de 5% de FB e PIFB demonstraram maiores teores de Mg, P, Fe, Na, K, Cu, Zn, em relação às de amendoim das Tabelas de Composição Química dos Alimentos Nacionais. Paçoquinhas elaboradas com matérias primas regionais apresentam viabilidade de produção pelos teores mais elevados de minerais do que de amendoim.
Descritores: Comercialização de Produtos
Doces
Micronutrientes
Minerais na Dieta
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  8 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-500683
Autor: Timm, Cláudio D; Conceição, Rita de Cássia S; Coelho, Francisco José O; Roos, Talita B; Tejada, Talita S; Quevedo, Pedro S; Hentges, Andréa; Brasil, Nathalia D. A.
Título: Avaliação microbiológica de doce de leite pastoso / Microbiology quality evaluation of pasty doce de leite
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;66(3):275-277, set.-dez. 2007. graf.
Idioma: pt.
Resumo: A manipulação inadequada e a exposição ao meio ambiente aumentam o risco de contaminação do doce de leite oferecido ao consumidor. O objetivo do trabalho foi avaliar a qualidade microbiológica do docede leite fracionado para venda a varejo. Foram realizadas pesquisa de Salmonella e contagens de Staphylococcus coagulase positiva, de coliformes termotolerantes e de bolores e leveduras em 28 amostras de doce de leite. Uma amostra apresentou Salmonella enterica subsp. enterica sorotipo Typhimuriumem 25 g do produto. Essa cepa foi resistente aos antimicrobianos cloranfenicol e sulfametoxazol/trimetoprim, apresentou resistência parcial à tetraciclina e foi sensível aos demais. Todas as amostras analisadas apresentaram contagens de Staphylococcus coagulase positiva < 10 UFC/g. As contagens de coliformes termotolerantes apresentaram resultados < 3 NMP/g, com exceção de duas amostras coletadas de dois supermercados, que apresentaram 0,4 e 2,1 NMP/g. Apenas uma amostra apresentou contagem de bolores e leveduras com valores aceitáveis pelas normas brasileiras. Todas as demais apresentaram contagens acima de 1,0 x 102 UFC/g. O doce de leite pastoso fracionado nos estabelecimentos comerciais pode ser fonte de microrganismos patogênicos para humanos, o que justifica a adoção de rigoroso controle na inspeção e fiscalização do comércio deste alimento.
Descritores: Doces/microbiologia
Leite/microbiologia
Salmonella typhimurium
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  9 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Correia, Marlene
Texto completo
Id: lil-342867
Autor: Correia, Marlene; Roncada, Maria José.
Título: Padronizaçäo de método e quantificaçäo de matérias estranhas e filamentos micelianos. I. Doces de frutas em pasta / Standardization of method and quantification of the extraneous materials and mycelial of mods. I. Fruit pastes in sweets
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;61(2):85-90, 2002. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Com objetivos de padronizar procedimentos analíticos e avaliar a contaminaçäo por matérias estranhas e filamentos micelianos de fungos em doces de frutas em pastas industrializados (bananada, goiabada e marmelada), foram colhidas 57 amostras dos doces citados em supermercados da cidade de Säo Paulo. Os métodos utilizados para determinaçäo dos parâmetros estudados mostraram-se adequados. Quanto aos resultados das análises, 54,4 por cento das amostras apresentaram matérias estranhas (principalmente fragmentos de insetos); 80,7 por cento continham filamentos micelianos pela contagem Howard e 31,6 por cento estavam positivas para hifas de Geotrichum. Considerando a legislaçäo de alimentos em vigor, 83,0 por cento das amostras de doces em pasta estavam positivas em pelo menos uma das três determinaçöes, podendo concluir que os produtos analisados apresentaram alto índice de contaminaçäo, tendo como principal fator a presença de filamentos micelianos
Descritores: Doces
Fungos
Contaminação de Alimentos
Métodos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  10 / 105 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Rodrigues, Regina M. Morelli S
Correia, Marlene
Id: lil-217909
Autor: Rodrigues, Regina M. Morelli S; Correia, Marlene; Franzolin, Márcia Regina; Baggio, Domingos.
Título: Matérias estranhas em doces de amendoim e de leite vendidos por ambulantes na Cidade de Säo Paulo / Light filth in peanuts and \"milk sweet\" bars, sold by street merchants in the city of Säo Paulo
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;57(1):81-6, 1998. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Foram analisadas 351 amostras de doces de amendoim e 157 de doces de leite, no período de janeiro/93 a janeiro/94, adquiridas mensalmente em dez barracas de ambulantes de doces, distribuídas em quatro regiöes da Cidade de Säo Paulo/SP. O objetivo do trabalho foi a adequaçäo de métodos para pesquisa de matérias estranhas e avaliaçäo das condiçöes sanitárias desses produtos, durante as quatro estaçöes do ano, utilizando-se métodos da "Association of Official Analytical Chemists", 15 ed., 1990. Os métodos permitiram obter material adequado para leitura e identificaçäo das matérias estranhas, sem resíduos interferentes que dificultassem o diagnóstico da análise. Do total de amostras de doces de amendoim e de leite, 32,8 (por cento) e 28,7 (por cento), respectivamente, estavam aprovadas, segundo as normas legais vigentes brasileiras. Das 351 amostras de doces de amendoim, 60,7 (por cento) continham fragmentos de insetos, 11,7 (por cento) ácaros e 6,8 (por cento) estavam contaminadas com pêlos de roedor. Das 157 amostras de doce de leite, 58,6 (por cento) estavam contaminadas por fragmentos de insetos, 26,8 (por cento) por ácaros e 5,7 (por cento) por pêlos de roedor. Os números médios de fragmentos de insetos, ácaros e pêlos de roedor, em relaçäo às amostras condenadas, foram 8,6 (por cento); 11,3 e 1,4 para os doces de leite e 6,5; e 1,1 para os doces de amendoim, respectivamente. As estaçöes do ano que apresentaram o maior percentual de anostras positivas para fragmentos de insetos e pêlos de roedor foram o outono e o inverno, para os doces de amendoim, e o outono para os doces de leite; para ácaros, o maior percentual de amostras positivas ocorreu no veräo
Descritores: Arachis
Doces/análise
Qualidade dos Alimentos
Análise de Alimentos/métodos
-Amostras de Alimentos/normas
Higiene dos Alimentos
Contaminação de Alimentos/análise
Inspeção de Alimentos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação



página 1 de 11 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde