Base de dados : LILACS
Pesquisa : G07.203.300.518 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 74 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 8 ir para página                    

  1 / 74 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1022983
Autor: Diamant, Claudia Mabel.
Título: Cultivos genéticamente modificados: ¿son un riesgo para el ambiente y para la salud? / Are genetically modified cultures risky to environment and health?
Fonte: Inmanencia (San Martín, Prov. B. Aires);6(1):54-59, 2017.
Idioma: es.
Resumo: La utilización de cultivos genéticamente modificados ha tenido en nuestro país y en el mundo una amplia acogida por parte de los productores agrícolas, pues ha significado una disminución de costos y un aumento de la producción. Uno de los temas más importantes del debate sobre la biotecnología aplicada a la agricultura se relaciona con los posibles riesgos sobre la salud humana y el ambiente que podrían generar los organismos vegetales genéticamente modificados (OVGM). Esta cuestión es la que origina las cuestiones regulativas, éticas y sociales actualmente en discusión

Genetically modified cultures have been well received by agricultural producers in our country and all round the world, because they generate greater benefits, less costs and increased production. Among the most important debated points over biotechnological application to agriculture is the possibility of risk that modified vegetable species may produce to human health. This question had generated multiple ethical, social and regulative worries

A utilização de cultivos geneticamente modificados tem atingido em nosso país e no mundo toda uma ampla acolhida da parte dos produtores agrícolas, pela diminuição dos custos e o acréscimo da produção. Um assunto dos mais importantes no debate sobre a biotecnologia aplicada à pecuária relaciona-se com os possíveis riscos sobre a saúde humana e o meio-ambiente que poderiam gerar os organismos vegetais genéticamente modificados (OVGM). Esta questão orienta aspectos de regulamentação, éticos e sociais que atualmente se discutem
Descritores: Biotecnologia
Organismos Geneticamente Modificados
Transferência Genética Horizontal
Alimentos Geneticamente Modificados
Agricultura
Meio Ambiente
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: AR392.1 - Biblioteca


  2 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-783672
Autor: Gómez-Camponovo, Mariana.
Título: The community study has begun
Fonte: Rev. salud pública;18(2):321-322, mar.-abr. 2016.
Idioma: en.
Descritores: Consumo de Alimentos/normas
Fome
Alimentos Geneticamente Modificados
Hipersensibilidade Alimentar
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Atui, Márcia Bittar
Lorini, Irineu
Texto completo
Id: biblio-908199
Autor: Soares, Juliane dos Santos; Atui, Márcia Bittar; Marciano, Maria Aparecida Moraes; Lorini, Irineu.
Título: Análise microscópica do amido extraído de milho (Zea mays) convencional e transgênico / Microscopic analysis of the starch extracted from conventional and transgenic corn (Zea mays)
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;76(Único):1-7, 2017. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os programas de melhoramento genético têm desenvolvido uma grande variedade de sementes de milho, com características que conferem maior resistência às adversidades do plantio, e permitem a extensão do seu cultivo nas mais diversas condições climáticas. A análise microscópica de grãos é uma ferramenta de grande relevância na caracterização das matérias primas e modificações do amido. Levando-se em conta o fato do uso de transgênicos em alimentos ser ainda controverso, e principalmente para os consumidores, o considerável aumento de sua utilização como ingrediente em produtos alimentícios, o presente trabalho investigou a possibilidade de detectar, por meio de microscopia, a variação das características dos grãos de amido de milho transgênico em comparação com os grãos de amido de milho convencional. Os resultados indicaram diferenças entre os grãos de amido extraídos de milho convencional e naqueles extraídos de milho transgênico. O amido extraído de milho convencional, em sua maioria, caracterizou-se pela presença de grânulos de formato poliédrico, alguns ligeiramente abaulados, com hilo em formato estrelado. No amido extraído dos grãos de milho transgênico, o hilo apresentou formato linear, pontual ou ausente. Estas propriedades serão úteis para caracterizá-los nos trabalhos de pesquisa e de identificação em produtos alimentícios.

The genetic programs have developed the varieties of maize seed, with features that providegreater resistance to the planting adversity, thus to carry out the extension of their cultivationat varied weather conditions. Microscopic analysis of grain is a relevant tool for characterizingthe raw materials and the starch modifications. Taking into account the fact of the use ofgenetically modified organisms (GMOs) in food being still controversial, especially for consumers, and also owing to their significant increased use as ingredients in food products, the presentstudy investigated the possibility in detecting the characteristics variations of transgenic cornstarch grains by microscopy, in comparison with the conventional corn starch grains. The results showed significant differences between the conventional starch grains-extracted maize andthose derived from transgenic maize. Conventional corn-extracted starch was characterized mostly by the presence of polyhedral shaped beads, some of them slightly cambered, with Starryformat hilum, while the extracted starch from genetically modified maize grain, the hilum showed a linear format, punctual or absent. These findings will be valuable for conducting studies and for performing food products characterization and identification.
Descritores: Alimentos Geneticamente Modificados
Histologia
Amido
Zea mays
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  4 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-646650
Autor: Herrera López, Teresa.
Título: Alimentos transgénicos: fundamentos científicos / Food, genetically modified: scientific basis
Fonte: ReNut;3(9):416-424, jul.-sept. 2009. tab.
Idioma: es.
Resumo: La biotecnología moderna es la ciencia que investiga y manipula genéticamente los sistemas biológicos mediante la tecnología del ADN recombinante. La biotecnología tradicional es la ciencia que se ha venido practicando durante siglos mediante la selección y reproducción natural de las especies. En la búsqueda de producir mejores cultivos y mejores alimentos, dándole ciertas características tales como resistencia a las plagas, tolerancia al calor, al frio a las sequias, rendimientos mas altos, mejorar el sabor o darles mayores nutrientes; los científicos han logrado insertar genes deseables no solo de una misma especie o de plantas muy emparentadas, si no de genes de otros organismos muy diferentes al organismo aceptor. Esta es la llamada tecnología transgénica que permite trasladar copias de genes con características específicas de un organismo a otro organismo muy distinto que entonces tendrá estas nuevas características. Los consumidores finales, los principales destinatarios de esta tecnología, tiene derecho a una mayor protección (a través de información objetiva) para poder decidir sobre la utilización o no de estos alimentos. De llegar a demostrarse que es una tecnología realmente inocua, esta podría salvar del hambre a la creciente población mundial, promoviendo el suministro de alimentos de alta calidad, mejorando el valor nutritivo. Aunque los científicos traten de desarrollar técnicas para asegurar la vida sobre la tierra, solo queda aseverar que "la vida siempre se abrirá paso por si sola".
Descritores: DNA
DNA Recombinante
Alimentos Geneticamente Modificados
Biotecnologia
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  5 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-646629
Autor: Villaverde M., Paola.
Título: Alimentos transgénicos: conocimiento y opinión de estudiantes de nutrición de la Universidad Nacional Mayor de San Marcos / Transgenic foods: knowledge and opinion of students of nutrition at Universidad Nacional Mayor de San Marcos
Fonte: ReNut;1(2):77-79, ago.-dic. 2007. graf.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: Determinar el nivel de conocimiento y opinión en relación a los alimentos transgénicos de los estudiantes de Nutrición de la Universidad Nacional Mayor de San Marcos. Métodos: Se realizó un estudio observacional, descriptivo y transversal. Se aplicó una encuesta a 110 alumnos desde primero a cuarto año con edades entre 17 y 29 años, muestreo no proababilístico por conveniencia. En la encuesta se consideraron ítems para medir el conocimiento y conocer la opinión acerca del consumo, recomendación, comercialización en el país de alimentos transgénicos. Resultados: El 51% de los alumnos presentó un nivel medio de conocimiento, el 79% no recomendaría consumirlos, el 38% tiene una opinión negativa y un 35% son indiferentes a ellos. Conclusiones: Se debe reforzar y.
Descritores: Alimentos Geneticamente Modificados
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Estudantes
Ciências da Nutrição
-Epidemiologia Descritiva
Estudos Transversais
Estudos Observacionais como Assunto
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto
Feminino
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  6 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-756781
Autor: Galvão, Luiz Augusto C(org); Finkelman, Jacobo(org); Henao, Samuel(org).
Título: Determinantes ambientais e sociais da saúde / Environmental determinants of health and social.
Fonte: Rio de Janeiro; Opas; Editora Fiocruz; 2011. xxix,601 p. mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Este livro tem como objetivo disseminar no Brasil análises e debates para a redução dos danos à saúde associados a problemas ambientais. Os organizadores chamam atenção para a crescente medicalização das agendas de saúde, ignorando com frequência a crescente massa de evidências que associam uma boa ou má saúde individual e coletiva a um grau de determinantes ambientais e sociais, dominados por amplas iniquidades sociais e econômicas que limitam o bem estar e o progresso de amplos setores da população. A coletânea é dividida em três partes. A primeira discute as novas agendas de saúde, o desenvolvimento sustentável e a governança da saúde ambiental. A segunda reúne trabalhos sobre temas técnicos de caráter geral, como epidemiologia, toxicologia, mudanças climáticas, doenças infecciosas emergentes e comunicação de riscos. Aborda também o papel dos laboratórios de saúde ambiental, a deterioração dos ecossistemas e a proteção à saúde do consumidor. Já a terceira parte analisa questões mais especificas ligadas à energia, à universalização do saneamento básico, aos alimentos geneticamente modificados, aos desastres naturais e aos cuidados com a primeira infância...
Descritores: Desenvolvimento Sustentável
Desequilíbrio Ecológico
Meio Ambiente
Monitoramento Ambiental
Planejamento Socioeconômico/políticas
Poluição Ambiental
Saúde Ambiental
-Alimentos Geneticamente Modificados
América Latina
Doenças Transmissíveis Emergentes
Populações Vulneráveis
Saneamento Básico
Limites: Humanos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  7 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-394044
Autor: Centro Brasileiro de Estudos de Saúde.
Título: Transgênicos: decisões açodadas envolvendo uma questão de perigo que exige maior segurança / Transgenics: diligent decisions involving a matter of danger that requires greater security
Fonte: Saúde debate;27(65):429-430, set.-dez. 2003.
Idioma: pt.
Descritores: Alimentos Geneticamente Modificados
Direito à Saúde
Saúde Pública
-Economia dos Alimentos
Organismos Geneticamente Modificados
Segurança
Limites: Humanos
Responsável: BR430.1 - Biblioteca


  8 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1046063
Autor: Rocha, Daniele Rachidi Araujo da.
Título: Critérios para Avaliação de Risco do feijão transgênico (Phaseolus vulgaris L) resistente ao vírus do mosaico dourado / Risk Assessment Criteria for transgenic bean (Phaseolus vulgaris L) resistant to golden mosaic virus.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2011. 98 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A avaliação de risco de risco é um elemento chave em assegurar o uso do conhecimento científico para estabelecer padrões, diretrizes e recomendações para a segurança dos alimentos a fim de garantir proteção ao consumidor e facilitar o comércio internacional. O processo de avaliação do risco tem que incluir informações quantitativas e amplas da estimativa de risco à saúde humana, com análises realizadas caso a caso. As inovações científicas vêm sempre acompanhadas de riscos. Em algumas ações científicas, o conhecimento disponível não permite que existam conclusões finais acerca do caráter dos riscos, sua significância e a probabilidade de que causem sérios danos. Neste contexto, o Princípio da Precaução recomenda que, antes de implementar as inovações tecnocientíficas, sejam tomadas precauções especiais e que a pesquisa seja conduzida de forma detalhada e de largo alcance sobre os riscos potenciais dessas inovações. O feijão (Phaseolus vulgaris L.) é uma cultura de extrema importância para o Brasil, de grande impacto social e também por ser uma fonte fundamental de proteína além da relevância cultural. O Brasil é o maior produtor, com uma produção anual de dois milhões de toneladas, o que equivale a 20% da produção mundial. A cultura do feijoeiro ocupa uma área de 12 milhões de hectares e constitui-se na leguminosa mais importante para a alimentação de mais de 500 milhões de pessoas na América Latina e África. Portanto neste trabalho serão avaliados os critérios preliminares para avaliação do risco do feijão a fim de garantir ao máximo a segurança alimentar deste produto. (AU)
Descritores: Segurança
Medição de Risco
Precaução
Alimentos Geneticamente Modificados
Segurança Alimentar e Nutricional
Fabaceae
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  9 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1023154
Autor: Silva, Paola; Pinheiro, Ana C; Rodriguez, Lorena; Figueroa, Victoria; Baginsky, Cecilia.
Título: Fuentes naturales de fitoesteroles y factores de producción que lo modifican / Natural sources of phytosterols and production factors that modify them
Fonte: Arch. latinoam. nutr;66(1):17-25, mar. 2016. tab, ilus.
Idioma: es.
Resumo: Actualmente los fitoesteroles son adicionados a los alimentos industrializados, lo que aumenta su costo y por lo tanto limita su consumo. Este manuscrito tiene como objetivo identificar alimentos que son una fuente natural de fitoesteroles, así como también analizar cómo el ambiente y el manejo productivo modifican su contenido, relacionando estos aspectos con la salud. Los fitoesteroles son compuestos presentes en las plantas con propiedades hipocolesterolémicas, que pueden contribuir a prevenir las enfermedades cardiovasculares. La ingesta diaria estimada de fitoesteroles varía entre 160 y 500 mg/día, sin embargo su acción beneficiosa se logra con consumos de 1500 mg a 2400 mg diarios. Las semillas de oleaginosas y de cereales son las mayores fuentes naturales de fitoesteroles. El amaranto es considerado un pseudocereal y entre los cereales tiene la mayor concentración de fitoesteroles con 178 mg/100 g, valor 5 veces superior al de la harina de trigo. El ambiente modifica el contenido de fitoesteroles de los alimentos, la sequía y temperaturas altas duplican su contenido en las semillas; la fertilización nitrogenada y la fecha de siembra pueden provocar cambios, pero se requieren más estudios al respecto. La selección de genotipos con mayor contenido de fitoesteroles y el estudio de la interacción genotipo ambiente, permitirá la identificación de aquellos genotipos con adaptación local para este carácter. El manejo productivo podrá aumentar la oferta de alimentos naturales ricos en fitoesteroles, contribuyendo a una mayor oferta de alimentos protectores de la salud(AU)

Currently phytosterols are added to processed foods, which increase their cost and therefore limits its use. This manuscript aims to identify foods that are a natural source of phytosterols, as well as analyze how the environment and production management modify its content, linking these aspects with health. Phytosterols are compounds found in plants with hypocholesterolemic properties, which may help prevent cardiovascular diseases. The estimated daily intake of phytosterols varies between 160 and 500 mg/day, but its beneficial effect is achieved with 1,500 to 2,400 mg daily consumption. Oil and cereal seeds are the largest natural sources of phytosterols. Amaranth is considered a pseudocereal and among the cereals has the highest concentration of phytosterols with 178 mg/100 g, value 5 times higher than wheat flour. Environment modifies phytosterol content in food, drought and high temperatures can double their content in seeds; nitrogen fertilization and planting date can cause changes, but more studies are needed. The selection of genotypes with higher phytosterol content and studying the genotype x environment interaction, allow the identification of those genotypes with local adaptation for this character. The production management will increase the supply of natural foods rich in phytosterols, contributing to a greater supply of health protective foods(AU)
Descritores: Fitosteróis/administração & dosagem
Amaranthus
Alimentos Geneticamente Modificados
Dislipidemias/etiologia
Alimentos Industrializados
-Doenças Cardiovasculares
Doença Crônica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: VE557.1 - Biblioteca Fundación Bengoa


  10 / 74 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-964563
Autor: Crosariol Netto, Jacob; Michelotto, Marcos Doniseti; Grigolli, José Fernando Jurca; Galli, Juliana Altafin; Pirotta, Melina Zacarelli; Busoli, Antonio Carlos.
Título: Damage caused by Dichelops melacanthus (Heteroptera: pentatomidae) in conventional and transgenic corn hybrids / Danos ocasionados por Dichelops melacanthus (Heteroptera: pentatomidae) em híbridos convencionais e transgênicos de milho
Fonte: Biosci. j. (Online);31(4):1092-1101, july/aug. 2015.
Idioma: en.
Resumo: This study evaluated the symptoms of attack by the green belly stink bug, Dichelops melacanthus (Dallas, 1851), in conventional and transgenic commercial corn (Zea mays) hybrids, the seeds of which were either treated using the insecticide thiamethoxam or without chemical treatment. The experiment was conducted during the 2010/2011 crop season in Pindorama, São Paulo State, Brazil. The percentage of plants with symptoms or injuries was recorded by visually evaluating the degree or intensity of attack symptoms. The height of the plants was also recorded on a weekly basis, until the plants were 40 DAE. We also measured yield compounds, such as the number of rows of grain/spikes, spike weight (with and without straw), and grain weight. The seeds of hybrids that had previously been treated with thiamethoxam showed lower percentage of the number of plants that were attacked. Further, the grain weight of the plants increased 29.5% more than that of plants from untreated seeds. It was also found that transgenic hybrids exhibited lower height reduction in 40 DAE plants than did conventional isolines. Visual inspection is effective in assessing the degree of injury caused by attacks to the developing plants.

Este trabalho teve como objetivos avaliar os sintomas de ataque de D. melacanthus e seus respectivos danos, ocasionados em diferentes híbridos comerciais convencionais e transgênicos, submetidos ou não ao tratamento químico de sementes. O experimento foi realizado no ano agrícola de 2010/2011, em área experimental da APTA, Polo Regional Centro Norte, localizado em Pindorama, SP. Os parâmetros avaliados foram a porcentagem de plantas com sintomas ou injúrias de ataque, avaliando-se o grau ou intensidade de sintomas de ataque nas plantas, através de uma escala visual de notas de danos. A altura das plantas foi avaliada semanalmente até os 40 dias de idade das plantas (DAE). Avaliou-se as características de produtividade como o número de fileiras de grãos/espiga, peso (g) de espiga com e sem palha, e peso de grãos (g). Verificou-se que híbridos cujas sementes foram tratadas previamente com inseticida sistêmico thiametoxam, apresentaram menor porcentagem de plantas atacadas, maior desenvolvimento e aumento de 29,5% no peso de grãos em comparação às plantas oriundas de sementes não tratadas. Verificou-se também que os híbridos transgênicos apresentaram menor redução da altura aos 40 DAE, do que as suas isolinhas convencionais. A escala visual de notas foi eficiente para avaliar o grau de sintomas ou injúrias causadas pelo ataque da praga às plantas em desenvolvimento.
Descritores: Sementes
Zea mays
Heterópteros
Alimentos Geneticamente Modificados
Eficiência
Insetos
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central



página 1 de 8 ir para página                    
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde