Base de dados : LILACS
Pesquisa : G07.203.650.220 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 89 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 9 ir para página                      

  1 / 89 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1151623
Autor: Leitão de Vasconcelos, Manuela; Feitoza Coêlho, Julyane; Fonsêca Guedes Pereira Máximo, Camila; Cahino Delgado, Isabelle; Ânderson dos Santos Alves, Giorvan.
Título: Dificultades de alimentación en niños con Síndrome de Down / Feeding difficulties in children with Down Syndrome
Fonte: Int. j. med. surg. sci. (Print);8(1):1-10, mar. 2021.
Idioma: es.
Resumo: La alimentación es un acto complejo que requiere integración entre los sistemas nerviosos central y periférico, las estructuras gastrointestinales, cardiopulmonares, mecanismo velofaríngeo, estructuras craneofaciales y musculoesqueléticas. Para que se convierta en un acto placentero para el niño, dependerá de las experiencias sensoriales vividas o aprendidas en los primeros meses de vida y de la interacción con el entorno y sus cuidadores. Por ello, es de extrema importancia el amamantamiento exclusivo durante los primeros seis meses y su complementación hasta los dos años de vida del niño, para que pueda transitar los períodos de cambios en la dieta sin traumas ni estrés. Cualquier interrupción en este proceso puede llevar a una pérdida en la introducción y desarrollo de la nutrición, generando una dificultad alimentaria (AD). Esta se define como cualquier problema que puede influir negativamente en la forma en que los padres y los cuidadores proporcionan alimentos al niño, y sus probables consecuencias son alteración en el desarrollo general, oral, motriz, sensorial y psicosocial, dependiendo de la gravedad del caso. El fonoaudiólogo puede intervenir mediante enfoques amplios e integradores, con el fin de lograr una alimentación más segura y eficaz, estimulando el sistema sensorial motor oral, mejorando la masticación y promoviendo una mayor coordinación entre las funciones de succión, respiración y deglución. Los niños con síndrome de Down, al poseer una determinada condición genética, presentan algunas características clínicas como la protrusión lingual, alteraciones en la deglución, disminución del tono muscular, reflujo gastroesofágico, intolerancia alimentaria, mala absorción intestinal, paladar ojival, coordinación motora deficiente y otros factores que pueden causar un retraso en el desarrollo del sistema estomatognático, facilitando la aparición de dificultades en la alimentación. Sabiendo que la nutrición es un factor importante para el desarrollo saludable del niño, el objetivo de este estudio es presentar los datos disponibles en la literatura sobre las dificultades de alimentación en los niños con síndrome de Down.

Feeding is a complex act that requires integration between the central and peripheral nervous systems, gastrointestinal and cardiopulmonary process, velopharyngeal mechanism, craniofacial and musculoskeletal structures. To become a pleasurable act for the child, it will depend on the sensory experiences lived or learned in the first months of life and the interaction with the environment and its caregivers. therefore, exclusive breastfeeding in the first six months and supplementation until the baby's two years is extremely important to the child can go through periods of dietary changes without trauma and stress. Any interference in this process can generate impairment in the introduction and development of feeding, creating feeding difficulty. This is defined as any problem that can negatively influence how parents and caregivers provide food for the child, and its probable consequences are changes in the overall development, oral motor and psychosocial development, depending on the severity of the case. The speech therapist can intervene through broad and integrative approaches, aiming a safer and more effective diet, through the stimulation of the oral motor sensory system, improving chewing and promoting greater coordination between the suction, breathing and swallowing functions. Children with Down Syndrome, for having a specific genetic condition, have some clinical characteristics such as tongue protrusion, swallowing disorders, decreased muscle tone, gastroesophageal reflux, food intolerance, intestinal malabsorption, ogival palate, impaired motor coordination and other factors that can cause a delay in the development of the stomatognathic system, facilitating the appearance of feeding difficulties. Knowing that nutrition is an important factor for the healthy development of the child, the aim of this study is to present the data available in the literature about feeding difficulties in children with Down Syndrome.
Descritores: Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Infantil
Síndrome de Down/complicações
Nutrição da Criança
Limites: Humanos
Criança
Responsável: CL61.1 - Biblioteca Central Campus Sur


  2 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1159965
Autor: Eberhardt, Derio R; Ferretti, José L; De Temiño, Nieves R; De Maskivker, Alicia F.
Título: Evaluación del consumo de proteínas en el hogar del huérfano de Rosario / Evaluation of protein consumption in the Rosario orphanage
Fonte: Arch. argent. pediatr;69(9):358-361, 1971 Nov. tab.
Idioma: es.
Descritores: Proteínas na Dieta
Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Infantil
Fenômenos Fisiológicos da Nutrição do Lactente
-Argentina
Inquéritos Nutricionais
Necessidades Nutricionais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  3 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-829493
Autor: Nobre, Érica Bezerra; Brentani, Alexandra Valéria Maria; Ferraro, Alexandre Archanjo.
Título: Association between maternal lifestyle and preschool nutrition / Associação do estilo de vida materno com a nutrição de pré-escolares
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);62(6):494-505, Sept. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Summary Introduction: Many of the health behaviors involved in the emergence of chronic non-communicable diseases (CNCD) are originated in childhood under parental influence. Mothers are the ones most involved in the education and health care of children. Lifestyle (LS) is a social determinant of health. Very few studies tried to understand the influence of maternal LS on child nutrition. Objective: To verify the association between maternal behavioral and non-behavioral LS and nutritional aspects in preschool children. Method: From January 2010 to December 2010, we performed a cross-sectional study with 255 mothers of preschool children who were residents of five different sub-districts in southwestern São Paulo. A proportional stratified random sample was selected using two layers (“schools” and “children”). From the mother, sociodemographic and LS information were collected. From the child, data on anthropometry, sedentary behavior and food intake were collected. The association was calculated using chi-square test and logistic regression. Results: Children who ate minimally processed food were born from mothers with more socially aware non-behavioral LS, while children that ate more processed food were born from mothers with more consumerist non-behavioral LS. No association was found between nutritional characteristics of preschoolers and types of maternal behavioral LS. Children presenting “sedentary behavior” and the habit of eating “ultra-processed foods” had 113% and 84% higher chances, respectively, of being born to mothers that belonged to the “consumerist” cluster. Conclusion: Mothers living a consumerist lifestyle can promote negative influences on child nutrition.

Resumo Introdução: muitos dos comportamentos de saúde envolvidos no aparecimento das doenças crônicas não comunicáveis são originados na infância sob influência dos pais. A mãe é a pessoa mais envolvida na educação e nos cuidados de saúde da criança. O estilo de vida (EdV) é um determinante social da saúde. Poucos estudos compreenderam a influência do EdV materno na nutrição infantil. Objetivo: verificar a associação do EdV materno comportamental e não comportamental com aspectos nutricionais do pré-escolar. Método: entre janeiro e dezembro de 2010, realizou-se um estudo transversal com 255 pares de mães-pré-escolares moradoras de cinco subdistritos da região sudoeste, do município de São Paulo. Selecionou-se uma amostra probabilística aleatória estratificada proporcional, com dois estratos (“escola” e “criança”). Da mãe, foram coletadas informações sociodemográficas e de EdV. Da criança, foram coletadas informações antropométricas, de comportamento sedentário e consumo alimentar. As associações foram calculadas por meio do teste do qui-quadrado e por regressão logística. Resultados: as crianças com alimentação “minimamente processada” eram filhas de mães com EdV não comportamental mais “socioconsciente”, enquanto as crianças com alimentação “ultraprocessada” eram filhas de mães com EdV não comportamental mais do tipo “consumista”. Nenhuma associação foi encontrada entre as características nutricionais do pré-escolar e os tipos de EdV materno comportamental. As crianças com “comportamento sedentário presente” e alimentação “ultraprocessada” tiveram chances 113 e 84% maiores, respectivamente, de serem filhas de mães pertencentes ao cluster “consumista”. Conclusão: mães com EdV do tipo “consumista” podem proporcionar influências negativas na nutrição infantil.
Descritores: Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Infantil
Estado Nutricional
Estilo de Vida
Comportamento Materno
Relações Mãe-Filho
-Fatores Socioeconômicos
Análise por Conglomerados
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1181123
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Promoción de la Salud.
Título: Preparando al agente comunitario de salud para el cuidado integral de la salud y nutrición de las gestantes y de las niñas y niños menores de 5 años. El manual del agente comunitario de salud. Documento técnico / Preparing the community health agent for the care of the health and nutrition of pregnant women and children under 5 years. The handbook of community health agent. technical Document.
Fonte: Lima; Ministerio de Salud. Dirección General de Promoción de la Salud; Ago. 2011. 174 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: El presente manual ha sido escrito para apoyar la labor realizado como agente comunitario de salud con las familias y la comunidad. La información que se presenta, ayudará a mejorar sus actividades y a dominar las prácticas clave para el cuidado de la salud y nutrición de las niñas y niños menores de cinco años, especialmente de los recién nacidos que, son los más afectados
Descritores: Agentes Comunitários de Saúde
Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância
Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Infantil
Promoção da Saúde
Vigilância Sanitária
-Peru
Tipo de Publ: Manual de Referência
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central
[{"text": "PE18.1", "_a": "MS/PROM 0101"}]


  5 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011848
Autor: Lourenço, Ana Eliza Port; Vieira, Juliana Lourenço; Rocha, Camilla Medeiros Macedo da; Lima, Flávia Farias.
Título: Influência da ambiência escolar no estado nutricional de pré-escolares de Macaé, Rio de Janeiro, Brasil / Influence of school ambience on the nutritional statusof preschoolers of Macaé, Rio de Janeiro, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(7):2399-2410, jul. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Objetivou-se avaliar a ambiência escolar e o estado nutricional de pré-escolares da rede pública de Macaé. Trata-se de um estudo transversal, com dados antropométricos secundários, coletados entre 2012 e 2014. Foram analisadas 962 crianças, de 2,1 a 6,6 anos, de quatro escolas, segundo recomendação da Organização Mundial da Saúde. A ambiência foi avaliada, qualitativamente, por observação direta. Por regressão logística, foi verificado se a chance de ocorrer desvios nutricionais diferia entre as escolas. A prevalência de excesso nutricional foi alarmante, principalmente nos menores de cinco anos (13,7%). Em crianças com cinco anos ou mais, as duas escolas, com ampla rede social de apoio no entorno, tiveram menor chance de ocorrer excesso nutricional (Odds Ratio de 0,40 e 0,33; p < 0,05). A escola com mais lanchonetes e propagandas de alimentos no território teve maior proporção de obesidade. Fatores positivos de ambiência dentro da escola, como ausência de cantina comercial, não conseguiram evitar o excesso nutricional. Este estudo adverte a respeito da relevância do entorno, sobretudo do apoio social. Esse é pouco abordado na literatura em nutrição, mas pode ser diferencial no perfil nutricional, em especial quando aspectos-chave de proteção no interior da escola estão adequados.

Abstract This study evaluated school ambience and the nutritional status of preschoolers in the Macaé city public system. This is a cross-sectional study with secondary anthropometric data collected between 2012 and 2014. In all, 962 children, aged 2.1 to 6.6 years from four schools were analyzed as per the World Health Organization recommendation. Ambience was assessed qualitatively by direct observation. Logistic regression verified the probability of different nutritional deviations among schools. The prevalence of nutritional excess was alarming, especially for children under five (13.7%). In children aged five years and over, the two schools with large social support network in their surroundings had a lower probability of nutritional excess (OR = 0.40 and OR = 0.33; p < 0.05). The school with more cafeterias and food advertisements in the territory had higher proportion of obesity. Positive factors of ambience within schools, such as the lack of commercial canteen, could not avoid nutritional excess. This paper warns about the importance of surroundings, especially social support. This is poorly addressed in nutrition literature, but may be a differential in the nutritional profile, mainly when key aspects of protection within school are adequate.
Descritores: Instituições Acadêmicas/estatística & dados numéricos
Apoio Social
Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Infantil
Estado Nutricional
-Brasil
Estudos Transversais
Fatores Etários
Obesidade Pediátrica/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-469852
Autor: Grillo, Luciane Peter; Klitzke, Cheila Adriane; Campos, Isabel Cristina de; Mezadri, Tatiana.
Título: Riscos nutricionais de escolares pertencentes a famílias de baixa renda do litoral catarinense / Nutritional risks of low family income students residents in the coast of Santa Catarina, Brazil
Fonte: Texto & contexto enferm;14(n.esp):17-23, 2005. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo objetivou verificar os riscos nutricionais de escolares entre 5 a 12 anos de idade em famílias de baixa renda, pertencentes à rede de ensino pública do município de Camboriú - SC. Foram avaliados 819 escolares (579 crianças e 240 adolescentes). Os riscos nutricionais foram verificados em relação à classificação antropométrica e constatou-se que 78% se encontravam eutróficos, 13% desnutridos e 9% com sobrepeso. A ingestão alimentar apontou consumo excessivo de proteínas (48%) e insuficiente em açúcares (96%), vegetais (80%), gorduras (68%), cereais (68%) e frutas (48%). Os dados socioeconômicos demonstraram que a classe predominante foi a D (43%), seguida da C (30%), E (22%) e B (5%). Encontraram-se 46% de escolares com anemia ferropriva. A pesquisa sugere que, por meio da identificação, diagnóstico e análise dos fatores nutricionais, poderão ser construídas estratégias de intervenção mais eficazes, colocando a questão nutricional como componente fundamental de promoção de saúde...

The objective of the present study was to assess nutritional risks of 5-12 year-old low family income students enrolled in public schools in the city of Camboriú - SC. We evaluated 819 students (579 children and 240 adolescents). The nutritional risks found were related to anthropometrical classification, and it was observed that 78% of the sample was eutrophic, 13% undernourished, and 9% overweight. Food intake analysis showed high consumption of proteins (48%) and low consumption of carbohydrates (96%), vegetables (80%), fats (68%), cereals (68%) and fruits (48%). Socio-economic data showed that class D was predominant (43%), followed by classes C (30%), E (22%) and B (5%). Iron deficiency anemia was diagnosed in 46% of the students. The present study suggests that more efficient intervention strategies can be developed through identification, diagnosis, and analysis of nutritional factors, highlighting nutritional matters such as an essential health promotion component...

El presente estudio tuvo como objetivo verificar los riesgos nutricionales de los escolares entre 5 y 12 años de edad de las familias de clase baja pertenecientes a la red de enseñanza pública de la ciudad de Camboriú - SC. Fueron evaluados 819 escolares (579 niños y 240 adolescentes). Los riesgos nutricionales fueron verificados mediante la clasificación antropométrica y se constató que el 78% estaban eutróficos, 13% desnutridos y 9% con sobrepeso. La ingestión alimenticia indicó un consumo excesivo de proteínas (48%) e insuficiente en azúcares (96%), vegetales (80%), grasas (68%), cereales (68%) y frutas (48%). Los datos socio-económicos demonstraron que la clase predominante fue la D (43%), seguida de la C (30%), E (22%) y B (5%). Se encontró que un 46% de escolares presentavan anemia ferropriva. El estudio sugiere que por medio de la identificación y el análisis de los factores nutricionales será posible la construcción de estrategias de intervención más eficaces para la promoción de la salud, siendo la cuestión nutricional un elemento primordial...
Descritores: Antropometria
Avaliação Nutricional
Família
Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Infantil
Pobreza
Transtornos da Nutrição Infantil
-Ensino Fundamental e Médio
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  7 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Araujo, Thelma Leite de
Texto completo
Id: lil-509465
Autor: Sousa, Francisca Georgina Macedo de; Araújo, Thelma Leite de.
Título: Avaliação nutricional de crianças de seis a sessenta meses / Evaluación nutricional de niños en edades de seis a sesenta meses / Nutritional evaluation of children aged from six to sixty months
Fonte: Rev. bras. enferm;57(5):534-536, set.-out. 2004. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo tem como objetivo identificar a situação nutricional de crianças na faixa etária de seis a sessenta meses. Foram utilizadas duas metodologias para definir a condição de nutrição das crianças: critérios de Waterlow e a Curva Peso/Idade do Cartão da Criança. A prevalência de problemas nutricionais foi de 42,9 por cento segundo critérios de Waterlow e 35,6 por cento quando utilizado o critério da Curva Peso/Idade. Propõe-se ações educativas para que a família adote comportamentos e estilos de vida visando reduzir os riscos para o crescimento e desenvolvimento da criança.

Este estudio tiene como objetivo identificar la situación nutricional de niños en edades entre seis a sesenta meses. Se utilizaron dos metodologías para definir la condición de nutrición de los niños: criterios de Waterlow y la Curva Peso/Edad de la Tarjeta del Niño. La predominancia de los problemas nutricionales fue de 42.9 por ciento según criterios de Waterlow y 35.6 por ciento cuando se utiliza el criterio de la Curva Peso/Edad. Se propone acciones educativas para que la familia adopte comportamientos y estilos de vida buscando reducir los riesgos para el crecimiento y desarrollo del niño.

This study aims at identifying the nutritional situation of children aged between six and sixty months. Two methodologies were used to determine the children's nutritional status: Waterloo criteria and the weight/age curve on the Child's Card. The prevalence of nutritional problems was of 42.9 percent, according to Waterloo criteria, and 35.6 percent when the weight/age curve was used. Educational actions are proposed so that the family may adopt behaviors and life styles aiming at reducing the risks on the child's growth and development
Descritores: Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Infantil
Estado Nutricional
-Avaliação Nutricional
Limites: Pré-Escolar
Humanos
Lactente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-933182
Autor: Bassichetto, Katia Cristina.
Título: Aconselhamento em alimentação infantil - avaliação de uma proposta da Organização Mundial da Saúde para capacitação de profissionais de saúde da cidade de São Paulo.
Fonte: São Paulo; s.n; 2006. 128 p. tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Nos primeiros dois anos de vida, as crianças passam por um acelerado processo de crescimento e desenvolvimento, sendo fundamental a obtenção de condições nutricionais satisfatórias. A evolução dos conceitos sobre alimentação infantil exige o desenvolvimento de ações educativas dirigidas aos profissionais de saúde envolvidos na atenção a estas crianças. Neste sentido, a OMS elaborou o "Curso Integrado de Aconselhamento em Alimentação Infantil" com conteúdos de Amamentação, HIV e alimentação infantil, Alimentação Complementar e Aconselhamento. O principal objetivo do estudo foi avaliar a efetividade deste curso na transformação de conhecimentos, atitudes e práticas de pediatras e nutricionistas da Rede Municipal de Saúde de São Paulo. Optou-se por um ensaio aleatorizado com grupo controle. Foram alocados, por sorteio, 27 indivíduos no grupo controle (GC) e 29 no intervenção (GI). Observou-se semelhança entre os grupos, indicando que a aleatorização foi bem sucedida. Entrevistadores previamente capacitados coletaram dados dos profissionais, nas unidades, antes da intervenção edois meses após. Utilizaram-se três instrumentos: Questionário para Caracterização do Perfil do Profissional; Questionário para Avaliação de Conhecimentos e Roteiro de Observação Clínica, este contendo quatro domínios: Habilidades de Aconselhamento, Anamnese alimentar, Avaliação e orientação nutricional e Reação da mãe ao profissional. Para comparação das diferenças das notas, no questionário de conhecimentos, foi utilizado o teste de Kruskall Wallis para amostras independentes e para comparação das médias nos domínios do roteiro de observação clínica utilizou-se o método de Tukey. Quanto ao conhecimento, observou-se melhora no GI (P<0,001) para o conjunto das questões e para cada um dos aspectos analisados: amamentação (p=0,004); HIV e alimentação infantil (p=0,049); alimentação complementar (p=0,012) e aconselhamento em alimentação infantil(p=0,004). Quanto ao desempenho dos ...
Descritores: Aleitamento Materno
Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Infantil
Aconselhamento
Efetividade
Pessoal de Saúde
-Organização Mundial da Saúde
Limites: Masculino
Feminino
Humanos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, B321a, 2006


  9 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-933166
Autor: Silva, Patrícia Crucello da.
Título: Uso de chá no primeiro mês de vida entre lactentes nascidos em um hospital público de São Paulo.
Fonte: São Paulo; s.n; 2006. 75 p. map, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A importância da amamentação tem sido amplamente pesquisada na literatura. O leite materno contém todos os nutrientes de que a criança necessita para os seis primeiros meses, porém a utilização de água e chá na complementação da dieta infantil tornou-se uma prática comum. O objetivo deste estudo foi conhecer a prática do aleitamento materno exclusivo (AME) e identificar os fatores que levam ao uso de chá na dieta das crianças no primeiro mês de vida. Metodologia: estudo longitudinal, com aplicação de entrevistas estruturadas em 115 pares mães-recém-nascidos de um Hospital Público em SãoPaulo, onde existe promoção do Aleitamento Materno Exclusivo. As mães foram entrevistadas: à alta da Maternidade e com um mês de vida. Foram analisados os fatores que interferem na amamentação exclusiva com testes estatísticos de quiquadradro, com p < 0.05. Resultados: a proporção de mães que amamentam exclusivamente até um mês foi de 87,3% e de aleitamento materno predominante foi de 11,8%. Das mulheres que estavam amamentando exclusivamente, 30 % em algum momento após a alta tinham oferecido chá e 11,8% água, embora tenham descontinuado esta prática. Oferecer água ou chá, mesmo que de maneira não continuada, foi significativo para a interrupção do AME. Foi também significativo o fato de mulheres brancas praticarem AME mais do que negras (69,5% x 30,5%). Conclusão: A introdução precoce de chá (ou água), mesmo que por poucas vezes, colaborou para a interrupção do aleitamento materno exclusivo. É necessário oferecer informação continuada no domicílio para sustentar a duração da amamentação.
Descritores: Bebidas
Aleitamento Materno
Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Infantil
Leite Humano
-Promoção da Saúde
Limites: Masculino
Feminino
Humanos
Recém-Nascido
Lactente
Criança
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, S586u, 2006


  10 / 89 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-942461
Autor: Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva.
Título: Consenso nacional de nutrição oncológica: paciente pediátrico oncológico - 2014.
Fonte: Rio de Janeiro; Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva; 2014. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Este documento de revisão do Consenso Nacional de Nutrição Oncológica é produto do esforço conjunto do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), da Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope) e de representações nacionais de instituições que promovem a assistência nutricional ao indivíduo com câncer no Brasil. Esta obra tem o objetivo de homogeneizar as condutas nutricionais na assistência ao indivíduo pediátrico com câncer, oferecendo, assim, a todos os pacientes de câncer do Sistema Único de Saúde (SUS), equidade e qualidade na sua assistência. É um documento dinâmico, no qual as instituições envolvidas no processo de sua constituição comprometem-se a implementar suas decisões e a atualizá-las de forma permanente. Esta, portanto, é uma revisão sobre os temas que envolvem a assistência nutricional em pediatria e também fará parte da primeira revisão do documento original do Consenso, lançado em 2009, e que será relançado em 2014.

This review document Oncological National Nutrition Consensus is the product of the joint effort of the National Institute of José Alencar Gomes da Silva Cancer (INCA), the Brazilian Society of Pediatric Oncology (SOBOPE) and national institutions representations that promote nutritional assistance individual with cancer in Brazil. This work aims to homogenize the nutritional behaviors in individual assistance to pediatric cancer, thus offering to all cancer patients of the Unified Health System (SUS), equity and quality in your care. It is a dynamic document, in which the institutions involved in the process of constitution undertake to implement its decisions and to update them permanently. This, then, is a review on the issues involving the nutritional assistance in pediatric and will also be part of the first review of the original Consensus document, released in 2009, and will be re-released in 2014.
Descritores: Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Infantil
Neoplasias/diagnóstico
Neoplasias/tratamento farmacológico
Neoplasias/mortalidade
Neoplasias/psicologia
Neoplasias/radioterapia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR440.1 - Biblioteca Geraldo Matos de Sá . Hospital do Câncer I



página 1 de 9 ir para página                      
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde