Base de dados : LILACS
Pesquisa : G07.203.650.240.835 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 7 [refinar]
Mostrando: 1 .. 7   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 7 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mônego, Estelamaris Tronco
Texto completo
Texto completo
Id: lil-782912
Autor: Souza, Rávila Graziany Machado de; Campos, Marta Isabel Valente Augusto Moraes; Cordeiro, Mariana de Morais; Monego, Estelamaris Tronco; Peixoto, Maria do Rosário Gondim.
Título: Validação de fotografias de alimentos para estimativa do consumo alimentar / Validation of food's photographs for estimating the consumption food
Fonte: Rev. Nutr. (Online);29(3):415-424, mai.-jun. 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo Validar fotografias de um guia fotográfico de alimentos para estimativa do consumo alimentar. Métodos As fotografias de 12 alimentos (bolo simples, macarrão ao sugo, mamão formosa, melancia, repolho roxo ralado, quiabo refogado, churrasco em tiras, filé de frango grelhado, pudim de leite condensado, pizza, amendoim cru e queijo tipo minas), retratadas em três tamanhos de porções (pequena, média e grande), foram avaliadas por 90 indivíduos adultos. Foram também investigados o peso, a estatura e o sexo dos participantes. Para análise de concordância entre o tamanho da porção do alimento retratado nas fotos e o tamanho real do alimento, utilizou-se o teste Kappa. Os dados foram analisados no software Stata, considerando-se p <0,05. Resultados A maior prevalência de acerto foi para as preparações pizza (87,8%), churrasco (80,0%), filé de frango e pudim (75,5%). Já os alimentos com menor percentual de acertos foram a melancia (52,2%), o mamão formosa e o bolo (57,8%). A concordância geral entre a percepção do tamanho da porção do alimento e o tamanho real do alimento foi de 0,622 ( p <0,001). A percepção não foi influenciada pelo sexo e pelo estado nutricional dos participantes ( p >0,05). Conclusão As 12 fotografias apresentaram uma boa concordância com as porções dos alimentos e podem ser um instrumento útil para aumentar a acurácia dos relatos do consumo alimentar.

ABSTRACT Objective Validate photographs of a photographic guide of foods to estimate food consumption. Methods The photos of 12 foods (simple cake, pasta to suck, papaya, watermelon, grated purple cabbage, okra stew, barbecue into strips, grilled chicken, condensed milk pudding, pizza, raw peanuts and cheese type mines), pictured in three portion sizes (small, medium and large), were evaluated for 90 adult subjects. The weight, height and gender of the participants also were investigated. For analysis of agreement between the size of the food portion pictured in the photos and the actual size of the food used the Kappa test. Data were analyzed using Stata software, considering p<0.05. Results The highest prevalence was hit for pizza preparations (87.8%), barbecue (80.0%) chicken fillet and pudding (75.5%), while foods with a lower percentage of correct answers were watermelon (52.2%), the papaya and cake (57.8%). The overall agreement between the perception of the size of the food portion and the actual size of the food was 0.622 (p<0.001). The perception was not influenced by sex and nutritional status of participants (p>0,05). Conclusion We conclude that the 12 photographs showed a good agreement with the portions of food and can be a useful instrument to increase the accuracy of dietary intake reports.
Descritores: Percepção de Tamanho
Consumo de Alimentos
Guias Alimentares
Fotografia
Tamanho da Porção/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  2 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Abreu, Mery Natali Silva
Texto completo
Id: biblio-972960
Autor: Santos, Polyana Barbosa; Souza, Maria Aparecida de; Abreu, Mery Natali Silva; Pereira, Simone Cardoso Lisboa.
Título: Estandardização de dietas hospitalares:diagnóstico e subsídio para a qualidade da atenção / Hospital diets standardization: diagnosis and support for quality of care
Fonte: Mundo saúde (Impr.);39(4):[448-459], s.d. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A estandardização afeta diretamente a estimativa da composição química das dietas hospitalares e sua aceitação. Consequentemente,o consumo alimentar do paciente/cliente e o atendimento às suas necessidades nutricionais são influenciadospor esse processo. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar a padronização do processo produtivo das dietas ofertadas àpacientes/clientes de um hospital público de Belo Horizonte/MG, entre os anos de 2010-2012. Para tanto, foi realizada apesagem direta de preparações dos seis tipos de dietas hospitalares e realizada a caracterização dos cardápios. Em seguida,calculou-se o aporte dos macronutrientes e micronutrientes (cálcio, ferro, sódio, zinco, magnésio, potássio, vitaminas A eC). Verificou-se um alto índice de repetições das combinações de preparações dos cardápios executados, especialmenteconcernentes às dietas para fins específicos. Grandes disparidades foram levantadas nos valores das aferições quantitativasdas preparações e no valor nutricional em todas as dietas analisadas, sendo muitas dessas diferenças, estatisticamente,significantes (p<0,05). Elevados coeficientes de variação referentes ao porcionamento (8-30%) e aporte de macronutrientes(23-115%) e micronutrientes (24-498%) dos seis tipos de dietas foram observados. Portanto, os resultados evidenciaramfragilidades importantes quanto ao planejamento de cardápios, ao porcionamento das preparações e, consequentemente,ao aporte nutricional aos seus pacientes/clientes, configurando-se como um processo não padronizado. Evidenciou-sea necessidade de avanços com vistas às iniciativas mais humanizadas deste serviço (individualização do atendimento;melhoria nutricional e sensorial dos cardápios; organização do serviço; e formação permanente), como a aplicação detécnicas gastronômicas no planejamento de cardápios, bem como um programa de educação permanente da equipe desteserviço, respectiva ao porcionamento.

Standardization directly affects the estimated chemical composition of hospital diets and their acceptance. Consequently,patient's or client's food consumption and fulfillment of their nutritional needs are influenced by this process. Therefore, theobjective of this study was to evaluate the standardization of the production process of diets offered to patients/clients at apublic hospital in Belo Horizonte/MG between the years 2010 to 2012. For this purpose, the direct weighing of six typesof hospital diets that were prepared was made and the menu types and frequencies were characterized. The macronutrientcontent and micronutrient content (calcium, iron, sodium, zinc, magnesium, potassium and vitamins A and C) were thencalculated. A high repetition rate was observed regarding the combinations of menu preparations implemented, especiallyin relation to diets for special purposes. There were large disparities in the quantitative measurements and nutritional valueof the preparations, in all the diets analyzed, and many of these differences were statistically significant (p<0.05).High coefficientsof variation regarding portioning (8-30%), macronutrient content (23-115%) and micronutrient content (24-498%)were observed in the six types of diet. Therefore, the results highlighted significant weaknesses in planning menus, the foodportions, and hence the nutritional support to their patients / clients by setting up as a non-standard process. The need forprogress with a more humanized initiatives view of this service (individualization of care, nutritional and sensory improvementof menus; organization of the service, and lifelong learning) was highlighted, as the application of gastronomic techniquesin planning menus, as well as a continuing education program for the staff of this service, the respective portioning.
Descritores: Dieta
Hospitais
Planejamento de Cardápio
Tamanho da Porção
Valor Nutritivo
-Desnutrição
Dieta Hipossódica
Diálise Renal
Carboidratos
Lipídeos
Cálcio na Dieta
Sódio na Dieta
Zinco
Potássio na Dieta
Magnésio
Ácido Ascórbico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR599.1 - Coordenação Geral de Documentação e Informação (CGDI)


  3 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-774147
Autor: França, Jaqueline Lopes Pereira.
Título: Porções de alimentos e número de refeições realizadas por adultos e idosos do município de São Paulo: relação com excesso de peso e perfil lipídico / Food portion sizes and eating frequency of adults and elderly of São Paulo relationship with overweight and lipid profile.
Fonte: São Paulo; s.n; 2014. 93 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Nutrição para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: As contribuições do tamanho das porções dos alimentos e do número de refeições realizadas por dia para o aumento da prevalência do excesso de peso e para alterações no perfil lipídico em populações consumindo dieta ad libitum ainda não são bem estabelecidas, visto que a literatura apresenta resultados contraditórios. Objetivo: Avaliar a associação entre porções dos alimentos e o número de refeições realizadas com o excesso de peso e o perfil lipídico de adultos e idosos residentes do município de São Paulo. Métodos: Foram utilizados dados do estudo transversal de base populacional ISA - Capital 2008, referentes à amostra probabilística de residentes do município de São Paulo com 20 anos ou mais, de ambos os sexos. As informações, como dados socioeconômicos, antropométricos, de estilo de vida e inquérito alimentar, foram coletadas entre 2008 e 2010 por meio de visitas domiciliares e inquérito telefônico. No primeiro manuscrito da presente dissertação, os 1042 indivíduos foram classificados segundo o Índice de Massa Corporal (IMC) em duas categorias: com e sem excesso de peso. Dados de consumo alimentar foram obtidos por dois recordatórios alimentares de 24 horas (R24h). Os alimentos citados foram classificados em grupos e avaliados. Foi calculada a mediana da porção, percentual de relato e contribuição energética para homens e mulheres com e sem excesso de peso. Modelos de regressão logística foram utilizados para avaliar a associação entre o tamanho das porções...

The contribution of food portion sizes and eating frequency to the rising prevalence of overweight and to lipid profile changes in populations consuming ad libitum diet is not well established, as contradictory results are presented in literature. Objective: Verify the association between food portion sizes, eating frequency, being overweight and lipid profile in a representative population sample of adults and elderly in São Paulo. Methods: The study considered data from cross-sectional population-based ISA-Capital 2008 with random sample of residents of São Paulo aged above 20 years and both sexes. Socioeconomic, anthropometric, lifestyle and diet information was collected between 2008 and 2010 in personal or phone interviews. In the first article of this dissertation, 1042 individuals were classified according to Body Mass Index (BMI) into two categories: with and without excess body weight. Food consumption data were obtained by two 24-hour food recall (R24h). The reported foods were classified into groups and evaluated. The median portion, reported percentage and energy contribution for men and women with and without EBW were calculated. Logistic Regression models were used to evaluate the association of food portion sizes with being overweight. In the second article, data from 521 adults and elderly who had information about lipid profile, the second R24h and did not use hipocolesterolemics were used. Individuals were classified according to eating...
Descritores: Dieta
Consumo de Alimentos
Lipídeos/sangue
Tamanho da Porção
-Brasil
Estudos Transversais
Obesidade
Sobrepeso
Valor de Referência para Porções
Limites: Humanos
Adulto
Idoso
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  4 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-773093
Autor: França, Jaqueline Lopes Pereira.
Título: Porções de alimentos e número de refeições realizadas por adultos e idosos do muncípio de São Paulo: relação com excesso de peso e perfil lipídico / Food portion sizes and eating frequency of adults and elderly of São Paulo relationship with overweight and lipid profile.
Fonte: São Paulo; s.n; 2015. 93 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Nutrição para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: As contribuições do tamanho das porções dos alimentos e do número de refeições realizadas por dia para o aumento da prevalência do excesso de peso e para alterações no perfil lipídico em populações consumindo dieta ad libitum ainda não são bem estabelecidas, visto que a literatura apresenta resultados contraditórios. Objetivo: Avaliar a associação entre porções dos alimentos e o número de refeições realizadas com o excesso de peso e o perfil lipídico de adultos e idosos residentes do município de São Paulo. Métodos: Foram utilizados dados do estudo transversal de base populacional ISA - Capital 2008, referentes à amostra probabilística de residentes do município de São Paulo com 20 anos ou mais, de ambos os sexos. As informações, como dados socioeconômicos, antropométricos, de estilo de vida e inquérito alimentar, foram coletadas entre 2008 e 2010 por meio de visitas domiciliares e inquérito telefônico. No primeiro manuscrito da presente dissertação, os 1042 indivíduos foram classificados segundo o Índice de Massa Corporal (IMC) em duas categorias: com e sem excesso de peso. Dados de consumo alimentar foram obtidos por dois recordatórios alimentares de 24 horas (R24h). Os alimentos citados foram classificados em grupos e avaliados. Foi calculada a mediana da porção, percentual de relato e contribuição energética para homens e mulheres com e sem excesso de peso...

The contribution of food portion sizes and eating frequency to the rising prevalence of overweight and to lipid profile changes in populations consuming ad libitum diet is not well established, as contradictory results are presented in literature. Objective: Verify the association between food portion sizes, eating frequency, being overweight and lipid profile in a representative population sample of adults and elderly in São Paulo. Methods: The study considered data from cross-sectional population-based ISA-Capital 2008 with random sample of residents of São Paulo aged above 20 years and both sexes. Socioeconomic, anthropometric, lifestyle and diet information was collected between 2008 and 2010 in personal or phone interviews. In the first article of this dissertation, 1042 individuals were classified according to Body Mass Index (BMI) into two categories: with and without excess body weight. Food consumption data were obtained by two 24-hour food recall (R24h). The reported foods were classified into groups and evaluated. The median portion, reported percentage and energy contribution for men and women with and without EBW were calculated. Logistic Regression models were used to evaluate the association of food portion sizes with being overweight...
Descritores: Dieta
Consumo de Alimentos
Lipídeos/sangue
Tamanho da Porção
-Brasil
Estudos Transversais
Obesidade
Sobrepeso
Valor de Referência para Porções
Limites: Humanos
Adulto
Idoso
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  5 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Mônego, Estelamaris Tronco
Id: lil-762205
Autor: Monego, Estelamaris Tronco.
Título: Alimentos brasileiros e suas porções: um guia para avaliação do consumo alimentar / Brazilian foods and their portions: a guide for assessment of food consumption.
Fonte: Rio de Janeiro; Rubio; 2013. 119 p. tab, ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Alimentos
-Tamanho da Porção
Responsável: BR45.1 - Biblioteca
BR45.1; WB400, M742a


  6 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-712173
Autor: Souza, Andressa Alves de; Almeida, Deusdelia Teixeira de; Duval, Hilda; Machado, Eliana Rodrigues; Pumar, Matilde.
Título: Análise crítica da rotulagem e medidas caseiras de margarinas, cremes vegetais, manteigas, requeijões e azeites de dendê / Critical analysis of labeling and household measures of margarine, vegetable cream, butter, cream cheese, and palm oil
Fonte: Nutrire Rev. Soc. Bras. Aliment. Nutr;39(1):1-16, abr. 2014. tab.
Idioma: pt.
Resumo: The aim of this study was to determine whether nutrition labeling of foods containing lipid is consistent with the Brazilian Legislation, as well as whether the portions described on the label match the volumetric capacity of tablespoons. We analyzed the labels of 23 packages of mar¬garine, 11 packages of vegetable cream, 45 packages of butter, 41 jars of cream cheese, and 12 bottles of palm oil, identified through online search and/or commercially available. A sample of each food group was weighed in 30 different types of level tablespoons. We verified that 20.6; 79.4 and 17.4% of the margarine and vegetables cream analyzed were designated as ?hydrogenated?, ?interesterified?, and ?trans-fat?, respectively; 11.8% were designated as ?butter + margarine?, which is not in accordance with the legislation. There was heterogeneity in the levels of sodium declared, with mean values ranging from 50.0-94.2 mg/10 g for margarine and vegetable cream, 1.0-115.0 mg/10 g for butter, and 106.3-174.3 mg/30 g for cream cheese. The average cholesterol content declared in butter ranged from 35.0 to 196.0 mg/10g. The labeling of palm oil showed no list of ingredients in 50% of the products assessed and incorrect statement of saturated fat content was present in 41.6% of the samples. The difference between the tablespoons ranged from 232.0 to 255.0%. It is worth noting that only 6.7; 6.7; 5.0 and 4.4 % presented the volumetric capacity of the tablespoons for margarine and vegetable cream, butter, cream cheese, and palm oil, respectively, in accordance with the legislation. The results demonstrate the need for standardization of tablespoons, updating, overt and efficient monitoring regarding the labeling of lipid foods in Brazil.

El objetivo de este estudio fue determinar si el etiquetado nutricional de los alimentos fuente de lípidos está de acuerdo con la ley brasileña vigente, así como si las porciones descritas en la etiqueta coinciden con la capacidad volumétrica de cucharadas soperas. Se analizaron las etiquetas de 23 margarinas, 11 cremas vegetales, 45 mantequillas, 41 requesones y 12 aceites de palma, productos que fueron identificados a través de una búsqueda por internet y/o adquiridos en el comercio. Se pesó una muestra de cada alimento, usando 30 diferentes tipos de cucharas soperas. Se verificó que el 20,6; 79,4 y 17,4% de las margarinas y cremas vegetales se etiquetaron como ?hidrogenadas?, ?interesterificadas? y ?con grasa trans?, respectivamente; también se verificó que el 11,8% se etiquetó como ?mantequilla + margarina?, ítem no previsto en la legislación. Se observó heterogeneidad en los niveles de sodio declarados, con los siguientes valores medios: 50,0-94,2 mg/10 g en las margarinas y cremas vegetales; 1,0-115 mg/10 g en las mantequillas y 106,3- 174,3 mg/30 g en los requesones. El contenido medio de colesterol declarado en las mantequillas osciló entre 35,0-196,0 mg/10g. El etiquetado del aceite de palma carecía del listado de ingredientes en el 50 % de los productos, y el nivel de grasa saturada estaba etiquetado de forma inexacta en el 41,6% de las muestras. La diferencia entre cucharadas soperas varió desde 232,0- 255,0%, puesto que el 6,7; 6,7; 5,0 y 4,4 % de las margarinas y cremas vegetales, mantequillas, requesones y aceites de palma, respectivamente, presentaron la capacidad volumétrica establecida en la legislación. Los resultados demuestran la necesidad de estandarización de las cucharadas soperas, actualización, fiscalización rigurosa y eficiente en el etiquetado de los alimentos lipídicos en Brasil.

O objetivo do presente estudo foi verificar se a rotulagem nutricional de alimentos fontes de lipídios está de acordo com a legislação brasileira vigente, bem como se as porções descritas no rótulo coincidem com a capacidade volumétrica de colheres de sopa. Foram analisados os rótulos de 23 margarinas, 11 cremes vegetais, 45 manteigas, 41 requeijões e 12 azeites de dendê, identificados por meio de busca on-line e/ou adquiri¬dos no comércio. Pesou-se uma amostra de cada alimento em 30 diferentes tipos de colheres de sopa niveladas. Verificou-se que 20,6%; 79,4% e 17,4% das margarinas e cremes vegetais foram designadas como ?hidrogenadas?, ?interesterificadas? e ?com gordura trans?, respectivamente; 11,8 % foram denominadas ?manteiga + mar¬garina?, item não previsto na legislação. Verificou-se heterogeneidade nos teores de sódio declarados. Os valores médios encontrados foram: 50,0-94,2 mg/10 g nas margarinas e cremes vegetais; 1,0-115,0 mg/10 g nas manteigas e 106,3-174,3 mg/30 g, nos requeijões. O teor médio de colesterol declarado nas manteigas variou entre 35,0-196,0 mg/10g. A rotulagem do azeite de dendê demonstrou ausência da listagem de ingredientes em 50% dos produtos e a declaração incorreta do teor de gordura saturada esteve presente em 41,6% dessas amostras. A diferença entre as colheres variou entre 232,0% e 255,0%, sendo que 6,7%; 6,7%; 5,0% e 4,4% destas apre¬sentaram capacidade volumétrica para marga¬rinas e cremes vegetais, manteigas, requeijões e azeites de dendê, respectivamente, em conformidade com a legislação. Os resultados demonstram a necessidade de uma padronização das colheres de sopa, atualização, fiscalização ostensiva e eficiente quanto à rotulagem de alimentos lipídicos no Brasil.
Descritores: Rotulagem de Alimentos
Informação Nutricional
-Tamanho da Porção
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 7 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-694536
Autor: Ribeiro, Rita de Cássia; Oliveira, Tatiana Resende Prado Rangel de; Ribeiro, Thaiane Leite; Campos, Kelly Alves.
Título: Porções alimentares adaptadas: proposta de instrumento para educação nutricional / Adapted food portions: an instrument proposal for nutrition education
Fonte: Nutrire Rev. Soc. Bras. Aliment. Nutr;38(2):172-188, ago. 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: The use of food replacement lists allows patients to acquire autonomy withrespect to their diets, giving them the ability of adapting them to severaloccasions. In this study, we aimed to determinate standard portions offood that enable the building of replacement lists that may be suitable to the patients of a nutrition school clinic. The aliments were grouped into major categories based on the Food Guide for the Brazilian Population. However, some adaptations ? namely the inclusion or exclusion of categories and aliments and changes in portion sizes ? were made considering food accessibility and nutritional orientations that are consistent with ambulatory care. Portion size was established, in grams, by using the mean and standard deviation of three measurements of each cooking measure that was obtained from each aliment. The energy value of the ?leader? aliment was observed in order to define the energy value of each group. For industrialized food, the serving size mean of three similar food brand products was calculated. Eleven groups were established: Grains, roots and tubers (150kcal); Bread and crackers (150kcal); Meat (150kcal); Dairy products (60kcal); Vegetables A (5kcal); Vegetables B (15kcal); Pulses (60kcal); Oils and Fats (40kcal); Fruits A (60kcal); Fruits B (65kcal); Oilseeds and nuts (60kcal). Replacement lists, when adapted to different population groups, constitute important material in the education of eating habits. However, it is important to develop a didactic method that facilitates their utilization and the recognition of their portion sizes.

El uso de la lista de sustitución de alimentos permite al paciente adquirir autonomía en relación a su alimentación para adaptarla a diferentessituaciones cotidianas. El objetivo de este estudio fue determinar las porciones estandarizadas de alimentos, con el fin de permitir la construcción de una lista de sustituciones adecuada al público de una clínica-escuela de Nutrición. Los alimentos fueron agrupados en grandes categorías de acuerdo a la clasificación de la Guía Alimentaria para la Población Brasilera, teniendo en cuenta, además, la necesidad de inclusión y exclusión de nuevas categorías o alimentos y alteraciones en el tamaño de las porciones, considerando el acceso a los alimentos y las orientaciones nutricionales pertinentes a la atención ambulatoria. Sedeterminó el tamaño de las porciones, en gramos, por la media y desvío padrón de tres medidas caseras de un determinado alimento. Para definirel valor energético de cada grupo se observó la composición del alimento denominado ?líder? y para los alimentos industrializados se calculó lamedia del tamaño de las porciones de tres marcas comerciales similares. Fueron estipulados 11 grupos: Cereales, raíces y tubérculos (150kcal);Panes y galletas (150kcal); Carnes (150kcal); Lácteos (60kcal); Hortalizas A (5kcal); Hortalizas B (15kcal); Leguminosas (60kcal); Aceites y grasas(40kcal); Frutas A (60kcal); Frutas B (65kcal); Oleaginosas y frutas secas (60kcal). La lista de sustitución, adaptada a los diferentes grupos poblacionales, es un material importante en el proceso de educación de hábitos alimentarios. Sin embargo, es necesario desarrollar un métododidáctico que facilite su uso y el reconocimiento del tamaño de las porciones.

A utilização da lista de substituição de alimentos permite ao paciente adquirir autonomia quanto à sua alimentação, para adaptá-la às mais diversas ocasiões. O objetivo deste estudo foi determinar porções padronizadas de alimentos, de modo a possibilitar a construção de uma lista de substituição adequada ao público de uma clínica-escola de Nutrição. Os alimentos foram agrupados em grandes categorias de acordo com a classificação do Guia Alimentar para a População Brasileira, porém adaptados à necessidade de inclusão e exclusão de novas categorias oualimentos, e de alterações no tamanho das porções, considerando a acessibilidade aos alimentos e as orientações nutricionais pertinentes noatendimento ambulatorial. O tamanho das porções, em gramas, foi determinado por meio de média e desvio padrão de três mensurações decada medida caseira obtida de um determinado alimento. Para definir o valor energético de cada grupo, foi observada a composição do alimentodenominado ?líder? e, para os alimentos industrializados, foi calculada a média do tamanho da porção de unidades pertencentes a três marcascomerciais similares. Foram estipulados 11 grupos: Cereais, raízes e tubérculos (150kcal); Pães e Biscoitos (150kcal); Carnes (150kcal);Laticínios (60kcal); Hortaliças A (5kcal); Hortaliças B (15kcal); Leguminosas (60kcal); Óleos e gorduras (40kcal); Fruta A (60kcal); Fruta B(65kcal); Oleaginosas e frutas secas (60kcal). A lista de substituição, adaptada a diferentes grupos populacionais, é um material importante noprocesso de educação dos hábitos alimentares. No entanto, destaca-se a importância do desenvolvimento de um método didático que facilitea utilização da mesma e o reconhecimento do tamanho de suas porções.
Descritores: Educação Alimentar e Nutricional
Tamanho da Porção
Valor de Referência para Porções
-Comportamento Alimentar/fisiologia
Composição de Alimentos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde