Base de dados : LILACS
Pesquisa : G07.265.216.500.350 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 32 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 4 ir para página            

  1 / 32 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-839428
Autor: Prestes, Raquel; Andrade, Adriana Neves de; Santos, Renata Beatriz Fernandes; Marangoni, Andrea Tortosa; Schiefer, Ana Maria; Gil, Daniela.
Título: Temporal processing and long-latency auditory evoked potential in stutterers / Processamento temporal e potencial evocado auditivo de longa latência em indivíduos gagos
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(2):142-146, Mar.-Apr. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Stuttering is a speech fluency disorder, and may be associated with neuroaudiological factors linked to central auditory processing, including changes in auditory processing skills and temporal resolution. Objective: To characterize the temporal processing and long-latency auditory evoked potential in stutterers and to compare them with non-stutterers. Methods: The study included 41 right-handed subjects, aged 18-46 years, divided into two groups: stutterers (n = 20) and non-stutters (n = 21), compared according to age, education, and sex. All subjects were submitted to the duration pattern tests, random gap detection test, and long-latency auditory evoked potential. Results: Individuals who stutter showed poorer performance on Duration Pattern and Random Gap Detection tests when compared with fluent individuals. In the long-latency auditory evoked potential, there was a difference in the latency of N2 and P3 components; stutterers had higher latency values. Conclusion: Stutterers have poor performance in temporal processing and higher latency values for N2 and P3 components.

Resumo Introdução: A gagueira é um distúrbio da fluência da fala e pode estar associada a fatores neuroaudiológicos ligados ao processamento auditivo central, entre eles as alterações das habilidades auditivas de processamento e resolução temporal. Objetivo: Caracterizar o processamento temporal e o potencial evocado auditivo de longa latência em indivíduos gagos e compará-los com indivíduos sem gagueira. Método: Participaram do estudo 41 indivíduos destros, de 18 a 46 anos, distribuídos em dois grupos: 20 com gagueira e 21 sem gagueira, comparados segundo idade, escolaridade e gênero. Todos os indivíduos foram submetidos aos testes de padrão de duração, teste de identificação de intervalos aleatórios e o potencial evocado auditivo de longa latência. Resultados: Indivíduos com gagueira apresentaram pior desempenho nos testes de padrão de duração e Random Gap Detection, quando comparados com os indivíduos fluentes. No potencial evocado auditivo de longa latência, houve diferença na latência dos componentes N2 e P3, os indivíduos gagos apresentaram maiores valores de latência. Conclusão: Os indivíduos com gagueira apresentaram processamento temporal com desempenho abaixo do esperado e um maior valor de latência para os componentes N2 e P3.
Descritores: Percepção Auditiva/fisiologia
Gagueira/fisiopatologia
Potencial Evocado P300/fisiologia
Potenciais Evocados Auditivos/fisiologia
-Tempo de Reação/fisiologia
Estimulação Acústica/métodos
Escolaridade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019591
Autor: Silva, Deise Renata Oliveira da; Menezes, Pedro de Lemos; Almeida, Grazielle de Farias; Souza, Thais Nobre Uchoa; Costa, Ranilde Cristiane Cavalcante; Frizzo, Ana Claudia Figueiredo; Carnaúba, Aline Tenório Lins.
Título: Influence of speech-language therapy on P300 outcome in patients with language disorders: a meta-analysis / Influência da terapia fonoaudiológica no resultado do P300 em pacientes distúrbio de linguagem: uma metanálise
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);85(4):510-519, July-Aug. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: The patient's evolution in the audiology and speech-language clinic acts as a motivator of the therapeutic process, contributing to patient adherence to the treatment and allowing the therapist to review and/or maintain their clinical therapeutic conducts. Electrophysiological measures, such as the P300 evoked potential, help in the evaluation, understanding and monitoring of human communication disorders, thus facilitating the prognosis definition in each case. Objective: To determine whether the audiology and speech-language therapy influences the variation of P300 latency and amplitude in patients with speech disorders undergoing speech therapy. Methods: This is a systematic review with meta-analysis, in which the following databases were searched: Pubmed, ScienceDirect, SCOPUS, Web of Science, SciELO and LILACS, in addition to the gray literature bases: OpenGrey.eu and DissOnline. The inclusion criteria were randomized or non-randomized clinical trials, without language or date restriction, which evaluated children with language disorders undergoing speech therapy, monitored by P300, compared to children without intervention. Results: The mean difference between the latencies in the group submitted to therapy and the control group was −20.12 ms with a 95% confidence interval of −43.98 to 3.74 ms (p = 0.08, I 2 = 25% and p value = 0.26). The mean difference between the amplitudes of the group submitted to therapy and the control group was 0.73 uV with a 95% confidence interval of −1.77 to 3.23 uV (p = 0.57, I 2 = 0% and p value = 0.47). Conclusion: The present meta-analysis demonstrates that speech therapy does not influence the latency and amplitude results of the P300 evoked potential in children undergoing speech therapy intervention.

Resumo Introdução: A evolução do paciente na clínica fonoaudiológica atua como fator motivador do processo terapêutico, contribui para a sua adesão ao tratamento e possibilita ao terapeuta a revisão e/ou a manutenção de suas condutas. As medidas eletrofisiológicas, como o potencial evocado P300, auxiliam na avaliação, na compreensão e no monitoramento dos distúrbios da comunicação humana, facilitam, dessa forma, a definição do prognóstico de cada caso. Objetivo: Determinar se a terapia fonoaudiológica influencia na variação da latência e da amplitude do P300 em pacientes com distúrbio de linguagem submetidos à terapia fonoaudiológica. Método: Revisão sistemática com metanálise, na qual foram feitas buscas nas seguintes bases de dados: Pubmed, ScienceDirect, Scopus, Web of Science, SciELO e Lilacs, além das bases de literatura cinzenta: OpenGrey.eu e DissOnline. Foram considerados critérios de inclusão: ensaios clínicos aleatórios ou não, sem restrição de idiomas ou data, que submeteram crianças com distúrbio de linguagem à terapia fonoaudiológica, monitoradas pelo P300, comparadas a crianças sem intervenção. Resultados: A diferença média entre as latências do grupo submetido à terapia e do grupo controle foi de -20,12 ms com intervalo de confiança 95% entre -43,98 e 3,74 ms (p = 0,08; I2 = 25% e o valor de p = 0,26). A diferença média entre as amplitudes do grupo submetido à terapia e do grupo controle foi de 0,73 uV com intervalo de confiança de 95% entre -1,77 e 3,23 uV (p = 0,57; I2 = 0% e o valor de p = 0,47). Conclusão: A terapia fonoaudiológica não influencia nos resultados de latência e amplitude do potencial evocado P300 em crianças submetidas à intervenção fonoaudiológica.
Descritores: Distúrbios da Fala/terapia
Fonoterapia/métodos
Potencial Evocado P300
Terapia da Linguagem/métodos
-Eletrofisiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Metanálise
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089359
Autor: Azevedo, Andréia Aparecida de; Figueiredo, Ricardo Rodrigues; Penido, Norma de Oliveira.
Título: Tinnitus and event related potentials: a systematic review / Zumbido e potenciais evocados auditivos relacionados a eventos: uma revisão sistemática
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);86(1):119-126, Jan.-Feb. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction Tinnitus is sound perception in the absence of a sound source. Changes in parameters of latency and amplitude on the auditory event related potentials or long latency potentials waves have been cited in tinnitus patients when compared to a control group. Objective To perform an assessment of scientific evidence that verifies the possibility of alterations in latency or amplitude of the waves of event related potentials in individuals with tinnitus. Methods By using SciELO, Lilacs, ISI Web and PubMed, scientific databases, a review was performed. Articles published in English, Portuguese, French and Spanish that correlated tinnitus with changes in event related potentials were included in this review. Results Twelve articles were located, however only eight fulfilled the criteria for inclusion. Conclusion The sample of selected studies demonstrate that the long latency auditory evoked potentials related to events between the control and tinnitus patients showed some changes in latency and or amplitude in tinnitus patients. There are changes in event-related potentials when comparing patients with tinnitus and the control group. These changes take place considering the severity of tinnitus, tinnitus site of lesion, and capacity for changes after interventions. The event related potentials can help to determine the neurotransmitter involved in tinnitus generation and evaluate tinnitus treatments.

Resumo Introdução O zumbido é a percepção de um som na ausência de uma fonte sonora. Mudanças nos parâmetros de latência e amplitude nas ondas dos potenciais evocados auditivos relacionados a eventos ou potenciais de longa latência foram citadas em pacientes com zumbido quando comparados a um grupo controle. Objetivo Realizar uma avaliação de evidências científicas que verifiquem a possibilidade de alterações na latência ou amplitude das ondas de potenciais evocados auditivos relacionados a eventos em indivíduos com zumbido. Método Foi feita uma revisão a partir dos bancos de dados científicos SciELO, Lilacs, ISI Web e PubMed. Artigos publicados em inglês, português, francês e espanhol que correlacionavam zumbido com alterações nos potenciais evocados auditivos relacionados a eventos foram incluídos. Resultados Foram localizados 12 artigos, porém apenas oito preencheram os critérios de inclusão. Conclusão A amostra de estudos selecionados demonstra que os potenciais evocados auditivos de longa latência relacionados a eventos entre os pacientes-controle e com zumbido apresentaram algumas alterações na latência e/ou amplitude nos pacientes com zumbido. Há mudanças nos potenciais relacionados a eventos ao comparar pacientes com zumbido e o grupo controle. Essas alterações consideram a gravidade do zumbido, o local da lesão do zumbido e a capacidade de alterações após as intervenções. Os potenciais evocados auditivos relacionados a eventos podem ajudar a determinar o neurotransmissor envolvido na geração do zumbido e avaliar os tratamentos para o zumbido.
Descritores: Zumbido/fisiopatologia
Potenciais Evocados/fisiologia
Potenciais Evocados Auditivos/fisiologia
-Atenção
Zumbido/psicologia
Potencial Evocado P300/fisiologia
Medicina Baseada em Evidências
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1056447
Autor: Figueroa-Saavedra, Carla; Otzen, Tamara; Romero-Mejías, Fernando; Díaz-Franco, María Victoria.
Título: Morfología de los potenciales evocados auditivos de latencia tardía P300 y su rol en la evaluación de la conducta suicida / Morphology of auditory evoked potentials, and its role in the evaluation of suicidal behavior
Fonte: Int. j. morphol;38(2):356-362, abr. 2020. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: El suicidio es un problema de salud a nivel mundial, siendo la conducta suicida uno de los predictores de mortalidad por suicidio; sin embargo, su valoración aún sigue siendo compleja. Aunque la cantidad de literatura que ha abordado distintas perspectivas de la conducta suicida es abundante, se requiere ahondar en nuevos métodos que permitan una valoración rápida y objetiva de ésta, proporcionando a los clínicos y pacientes, un sistema de evaluación que registre los cambios de estados emocionales de manera dinámica. El objetivo de este manuscrito fue proporcionar una visión general de la morfología de los potenciales evocados auditivos de latencia tardía p300 y su rol en la evaluación de la conducta suicida.

Suicide is a global health problem, with suicidal behavior being one of the predictors of suicide mortality; however, its assessment is still complex. Although the amount of literature that has addressed different perspectives of suicidal behavior is abundant, it is necessary to deepen new methods that allow a rapid and objective assessment of it, providing clinicians and patients with an evaluation system that allows changes in emotional state to be recorded dynamically. The aim of this manuscript was to provide an overview of morphological patterns of auditory evoked potential P300 latency late in the assessment of suicidal behavior.
Descritores: Comportamento do Adolescente/fisiologia
Potencial Evocado P300/fisiologia
Ideação Suicida
-Valores de Referência
Eletrofisiologia
Potenciais Evocados Auditivos/fisiologia
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  5 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Bento, Ricardo Ferreira
Texto completo
Id: biblio-975611
Autor: Grasel, Signe; Greters, Mario; Goffi-Gomez, Maria Valeria Schimidt; Bittar, Roseli; Weber, Raimar; Oiticica, Jeanne; Bento, Ricardo Ferreira.
Título: P3 Cognitive Potential in Cochlear Implant Users
Fonte: Int. arch. otorhinolaryngol. (Impr.);22(4):408-414, Oct.-Dec. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction The P3 cognitive evoked potential is recorded when a subject correctly identifies, evaluates and processes two different auditory stimuli. Objective to evaluate the latency and amplitude of the P3 evoked potential in 26 cochlear implant users with post-lingual deafness with good or poor speech recognition scores as compared with normal hearing subjects matched for age and educational level. Methods In this prospective cohort study, auditory cortical responses were recorded from 26 post-lingual deaf adult cochlear implant users (19 with good and 7 with poor speech recognition scores) and 26 control subjects. Results There was a significant difference in the P3 latency between cochlear implant users with poor speech recognition scores (G-) and their control group (CG) (p= 0.04), and between G- and cochlear implant users with good speech discrimination (G+) (p= 0.01). We found no significant difference in the P3 latency between the CG and G+. In this study, all G- patients had deafness due to meningitis, which suggests that higher auditory function was impaired too. Conclusion Post-lingual deaf adult cochlear implant users in the G- group had prolonged P3 latencies as compared with the CG and the cochlear implant users in the G+ group. The amplitudes were similar between patients and controls. All G- subjects were deaf due to meningitis. These findings suggest that meningitis may have deleterious effects not only on the peripheral auditory system but on the central auditory processing as well.
Descritores: Implantes Cocleares
Potencial Evocado P300/fisiologia
Surdez/fisiopatologia
-Percepção da Fala/fisiologia
Estudos Prospectivos
Meningite/complicações
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  6 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-788041
Autor: Didoné, Dayane Domeneghini; Garcia, Michele Vargas; Oppitz, Sheila Jacques; Silva, Thalisson Francisco Finamôr da; Santos, Sinéia Neujahr dos; Bruno, Rúbia Soares; Filha, Valdete Alves Valentins dos Santos; Cóser, Pedro Luis.
Título: Auditory evoked potential P300 in adults: reference values / Potencial evocado auditivo P300 em adultos: valores de referência
Fonte: Einstein (Säo Paulo);14(2):208-212tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To establish reference intervals for cognitive potential P300 latency using tone burst stimuli. Methods This study involved 28 participants aged between 18 and 59 years. P300 recordings were performed using a two-channel device (Masbe, Contronic). Electrode placement was as follows: Fpz (ground electrode), Cz (active electrode), M1 and M2 (reference electrodes). Intensity corresponded to 80 dB HL and frequent and rare stimulus frequencies to 1,000Hz and 2,000Hz, respectively. Stimuli were delivered binaurally. Results Mean age of participants was 35 years. Average P300 latency was 305ms. Conclusion Maximum acceptable P300 latency values of 362.5ms (305 + 2SD 28.75) were determined for adults aged 18 to 59 years using the protocol described.

RESUMO Objetivo Estabelecer valores de referência para a latência do potencial cognitivo P300 com estímulos tone burst. Métodos Participaram do estudo 28 indivíduos entre 18 e 59 anos. O registro do P300 foi realizado no equipamento Masbe da marca Contronic. Os eletrodos foram fixados nas posições Fpz (eletrodo terra), Cz (eletrodo ativo), M1 e M2 (eletrodos referência). A intensidade foi de 80 dB NA. A frequência do estímulo frequente foi de 1.000Hz e a do estímulo raro de 2.000Hz. Os estímulos foram apresentados na forma binaural. Resultados A média de idade dos indivíduos foi de 35 anos. A média de latência para P300 de 305ms. Conclusão Usando o protocolo descrito, o valor máximo de latência aceitáveis para P300 foram de 362,5ms (305 + 2DP 28,75) na faixa etária do adulto de 18 a 59 anos.
Descritores: Potencial Evocado P300/fisiologia
Potenciais Evocados Auditivos/fisiologia
-Tempo de Reação/fisiologia
Valores de Referência
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011374
Autor: Boaz, Ândrea de Melo; Biaggio, Eliara Pinto Vieira.
Título: Desempenho no treinamento auditivo computadorizado Performance in computerized auditory training / Computer-based auditory training: different type of performance analysis
Fonte: Audiol., Commun. res;24:e1942, 2019. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Capes.
Resumo: RESUMO Objetivo Analisar e correlacionar o desempenho auditivo na etapa de avaliação existente no software escolhido e respostas eletrofisiológicas pré e pós-treinamento auditivo computadorizado. Métodos Trata-se de um estudo longitudinal, comparativo, clínico e experimental, realizado após aprovação do comitê de ética. A amostra foi composta por sete crianças, com idade entre 7 anos e 8 anos e 11 meses, de ambos os gêneros, diagnosticadas com transtorno do processamento auditivo. A intervenção terapêutica foi baseada no treinamento com o software Escuta Ativa® e composta por 12 sessões, realizadas duas vezes por semana, com duração aproximada de 30 minutos cada. Analisou-se a pontuação nas etapas de avaliação existente no software escolhido e os achados da medida eletrofisiológica potencial evocado auditivo de longa latência, especificamente o componente P3, pré e pós-treinamento, por meio de estudo estatístico adequado. Resultados Dentre as três etapas de avaliação pelo software, não houve resultado estatisticamente significativo pós-treinamento. Quanto ao componente P3, 3 das 4 crianças com ausência do componente passaram a tê-lo, pós-intervenção terapêutica. Na busca de correlação entre resultados comportamentais e eletrofisiológicos, não houve significância estatística, em ambos os momentos de avaliação. Conclusão Não foi possível verificar diferença significativa entre os períodos pré e pós-treinamento, usando a etapa de avaliação do próprio software, mostrando necessidade de mais estudos de investigação para verificar a utilização desta ferramenta de avaliação em ambiente clínico. Percebeu-se efeito da plasticidade pós-treinamento, com o surgimento do componente P3 em algumas crianças. Não houve correlação entre as etapas de avaliação pelo software e a mensuração eletrofisiológica.

ABSTRACT Purpose Analyze and correlate the auditory performance in the evaluation stage in the chosen software and electrophysiological responses pre and post computer-based auditory training. Methods This is a longitudinal, comparative, clinical and experimental study, performed after the approval of the ethics committee. The sample consisted of seven children, aged 7 to 8 years and 11 months, from both genders, diagnosed with auditory processing disorder. The therapeutic intervention was based on the training with the Escuta Ativa® software and composed of 12 sessions, perforned twice a week, lasting approximately 30 minutes each. The score in the evaluation stage in the chosen software and the findings of the electrophysiological measurement on Long-Latency Potential Evoked Auditory, specifically P3 component, pre and post-training, were analyzed through an adequate statistical study. Results Among the three stages of the evaluation by the software, there was no statistically significant post-training result. As for the P3 component, 3 out of the 4 children started to have it post-intervention therapy. In the search for correlation between behavioral and electrophysiological results, there was no statistical significance in either moments of the evaluation. Conclusion It was not possible to verify a significant difference between the pre and post-training periods in the evaluation stage of the software itself, showing the need for further studies to verify the use of this evaluation tool in a clinical setting. An effect of post-training plasticity with the appearance of P3 component was noted in some children. There was no correlation between the evaluation steps by the software and the electrophysiological measurement.
Descritores: Percepção Auditiva
Transtornos da Percepção Auditiva/terapia
Potencial Evocado P300
Potenciais Evocados Auditivos
-Brasil
Estudos Longitudinais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  8 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950644
Autor: Silva, Letícia Saia da; Regaçone, Simone Fiuza; Oliveira, Anna Caroline Silva de; Oliveira, Letícia Sampaio de; Fernandes, Franciele Trevisan; Frizzo, Ana Claudia Figueiredo.
Título: Potenciais corticais auditivos: uso de diferentes estímulos de fala em populações infantis / Auditory cortical potential: using different types of speech stimuli in children
Fonte: Audiol., Commun. res;22:e1788, 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: RESUMO Introdução Os potenciais evocados auditivos são respostas elétricas que ocorrem nas vias auditivas centrais, resultantes de estimulação acústica. O uso de estímulos de fala para eliciar a resposta desses potenciais possibilita a compreensão de informações sobre codificação e decodificação da fala no sistema nervoso central. Objetivo Comparar o resultado do potencial evocado auditivo de latência longa com dois diferentes estímulos de fala. Métodos Participaram do estudo 30 escolares saudáveis, de ambos os sexos, com idade entre 8 e 12 anos. Para os potenciais evocados auditivos, foram utilizados dois diferentes estímulos de fala para a discriminação auditiva: Teste 1 /ba/ x /da/ e Teste 2 /pa/ x /da/. Os estímulos foram aleatoriamente apresentados, sendo 20% raros e 80% frequentes. Os escolares participaram de uma tarefa auditiva ativa e disseram [da] para identificar os estímulos raros. A normalidade dos dados foi determinada utilizando o teste de Shapiro-Wilk. Para comparar a média com o Teste 1 e Teste 2, foi realizada a estimulação t de Student. Resultados Houve diferença significativa na latência P3 na orelha direita, amplitude P2 na orelha direita e amplitude P3 na orelha esquerda. Ocorreram valores mais longos com estímulo /ba/ x /da/. Conclusão As respostas dos potenciais evocados auditivos de latência longa variam em função do estímulo e do cuidado em sua análise, quando se utilizam estímulos de fala na avaliação.

ABSTRACT Introduction Auditory Evoked Potentials are electrical responses that occur in the central auditory pathways, resulting from acoustic stimulation. The use of speech stimuli to elicit the response of these potentials allows to understand information about speech coding and decoding in the central nervous system. Purpose To compare the Long Latency Auditory Evoked Potential of two different speech stimuli. Methods Thirty healthy school children of both genders, aged between 8 and 12 years, participated in the study. For the auditory evoked potentials, different speech stimuli were used for the auditory discrimination: Test 1 /ba/ x /da/ and Test 2 /pa/ x /da/. The stimuli were randomly presented: 20% infrequent and 80% frequent. The school children participated in an active auditory task and said [da] to identify the infrequent stimuli. The normality of the data was determined using the Shapiro-Wilk test. To compare the mean with Test 1 and Test 2, stimulation was performed using Student t test. Results There was a significant difference in P3 latency in the right ear, P2 amplitude in the right ear and P3 amplitude in the left ear. Longer values occurred with stimulus /ba/ x /da/. Conclusion The responses of long latency auditory evoked potentials vary depending on the stimulus and care in the analysis when using speech stimuli in the evaluation.
Descritores: Percepção da Fala
Estimulação Acústica
Potencial Evocado P300
Potenciais Evocados Auditivos
-Tempo de Reação
Córtex Auditivo
Desenvolvimento Infantil
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Criança
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891061
Autor: Pavarini, Sofia Cristina Iost; Brigola, Allan Gustavo; Luchesi, Bruna Moretti; Souza, Érica Nestor; Rossetti, Estefani Serafim; Fraga, Francisco José; Guarisco, Letícia Pimenta Costa; Terassi, Marélli; Oliveira, Nathalia Alves; Hortense, Priscilla; Pedroso, Renata Valle; Ottaviani, Ana Carolina.
Título: On the use of the P300 as a tool for cognitive processing assessment in healthy aging: A review / O uso do p300 como ferramenta para avaliação do processamento cognitivo em envelhecimento saudável
Fonte: Dement. neuropsychol;12(1):1-11, Jan.-Mar. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: ABSTRACT Changes in patterns of performance for the cognitive functions of memory, processing speed, and focused attention are expected in old age. Objective: The main goal of this systematic review was to analyze the use of ERP in healthy elderly in studies evaluating the P300 components. Methods: A systematic review was carried out based on recommendations for nursing research on the databases LILACS, PsycINFO, PubMed, SCOPUS and Web of Science. Results: 26 studies involving 940 healthy elderly were identified, most of which sought to identify and determine the influence of age on the P300. Conclusion: Although there is consensus in the literature that P300 latency is significantly longer in elderly with psychiatric disorders compared to healthy elderly, it was not possible to conclude P300 associations with gender, education and other cognitive tests.

RESUMO São esperadas mudanças nos padrões de desempenho nas funções cognitivas de memória, velocidade de processamento e atenção concentrada durante o processo de envelhecimento. Objetivo: O objetivo principal desta revisão sistemática é analisar o uso de ERP em idosos saudáveis nos estudos que avaliaram os componentes do P300. Métodos: Realizou-se uma revisão sistemática com recomendações de estudo para enfermagem nos bancos de dados LILACS, PsycINFO, PubMed, SCOPUS and Web of Science. Resultados: Foram identificados 26 estudos com 940 idosos saudáveis, a maioria procurava identificar e encontrar a influência da idade no P300. Conclusão: Embora haja consenso na literatura de que em idosos com transtornos psiquiátricos a latência P300 é significativamente maior, em relação aos idosos saudáveis não foi possível concluir as associações P300 com gênero, escolaridade e outros testes cognitivos.
Descritores: Idoso
Envelhecimento
Cognição
Potencial Evocado P300
Neuropsicologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  10 / 32 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039654
Autor: Francisco, Helen Capeleto; Brigola, Allan Gustavo; Ottaviani, Ana Carolina; Santos-Orlandi, Ariene Angelini dos; Orlandi, Fabiana de Souza; Fraga, Francisco José; Guarisco, Letícia Pimenta Costa; Zazzetta, Marisa Silvana; Pedroso, Renata Valle; Pavarini, Sofia Cristina Iost.
Título: Relationship between cognitive processing, language and verbal fluency among elderly individuals / Relação entre processo cognitivo, linguagem e fluência verbal entre idosos individuais
Fonte: Dement. neuropsychol;13(3):299-304, July-Sept. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Some cognitive dimensions, such as attention, memory and executive functions, may decline with age, while other functions remain intact or even improve due to greater life experience. Objective: to analyze the relationship between cognitive processing, language and verbal fluency among elderly individuals seen by primary healthcare services located in a city in the interior of São Paulo, Brazil. Methods: a cross-sectional study with a quantitative method was conducted. A total of 149 elderly individuals were assessed through previously scheduled interviews. Data collection included a questionnaire on sociodemographic data and the Addenbrooke's Cognitive Examination - Revised (ACE-R). Cognitive processing (P300) was assessed using a device that captures potentials elicited in auditory tasks. Descriptive analysis and Spearman's correlation were performed with the level of significance established at 5%. Results: a negative correlation was found between language and P300 latency, while a positive correlation was found between verbal fluency and P300 amplitude. Comprehension and naming tasks showed a negative correlation with latency. The repetition task revealed a positive correlation with P300 amplitude. Conclusion: although more extensive testing is needed, these findings suggest that language correlates with P300 latency, whereas verbal fluency correlates with P300 amplitude.

RESUMO As dimensões cognitivas, como atenção, memória e funções executivas, podem diminuir com a idade, enquanto outras funções permanecem ou até melhoram devido a uma maior experiência de vida. Objetivo: analisar a relação entre processamento cognitivo, linguagem e fluência verbal em idosos atendidos em serviços de atenção básica localizados em um município do interior de São Paulo, Brasil. Métodos: estudo transversal, método quantitativo. Um total de 149 idosos foram avaliados por meio de entrevistas previamente agendadas. A coleta de dados incluiu um questionário abordando dados sociodemográficos e o Exame Cognitivo de Addenbrooke - Revisado (ACE-R). O processamento cognitivo (P300) foi avaliado por meio de um dispositivo que capta potenciais elicitados em tarefas auditivas. A análise descritiva e a correlação de Spearman foram realizadas com o nível de significância estabelecido em 5%./ Resultados: foi encontrada correlação negativa entre a linguagem e a latência do P300 e uma correlação positiva entre a fluência verbal e a amplitude do P300. Tarefas de compreensão e nomeação apresentaram uma correlação negativa com a latência. A tarefa de repetição revelou correlação positiva com a amplitude do P300. Conclusão: embora testes mais extensos sejam necessários, esses achados sugerem que a correlação de linguagem com a latência e fluência do P300 está correlacionada com a amplitude do P300.
Descritores: Idoso
Envelhecimento
Potencial Evocado P300
Idioma
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante



página 1 de 4 ir para página            
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde