Base de dados : LILACS
Pesquisa : G07.265.753.770 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 5 [refinar]
Mostrando: 1 .. 5   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 5 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-721668
Autor: Amaral, Leandro Custódio do; Portela, Eduardo Jardel; Oliveira, Marcelo Magaldi Ribeiro de; Lara, Marilis Tissot; Sousa-Pereira, Sílvio Roberto de; Seabra, Liz Custódio Souza; Almeida, Marcelo Gomes de; Menezes, Guilherme Marques Miranda de.
Título: Tratamento cirúrgico da epilepsia refratária: análise de 34 casos atendidos no Hospital das Clínicas da UFMG / Surgical treatment of refractory epilepsy: analysis of 34 cases from the Hospital das Clínicas, Federal University of Minas Gerais
Fonte: Arq. bras. neurocir;33(2), jun. 2014. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Apresentar dados estatísticos referentes a uma série de casos submetidos ao tratamento cirúrgico da epilepsia refratária no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC-UFMG), no período entre 23/11/2007 e 7/12/2010. Métodos: Estudo retrospectivo com análise de prontuários de 34 pacientes e classificação do controle de crises pós-operatório utilizando a Escala de Engel. Resultados: Dos pacientes, 70,5% apresentaram início das crises antes dos 15 anos, sendo o tipo de crise mais comum as crises parciais complexas com generalização secundária, presente em 55% dos casos. Esclerose mesial temporal foi o diagnóstico de base em 79,4% dos pacientes. Houve complicações cirúrgicas em 23,5% dos casos, sendo as mais frequentes as alterações de campo visual (8,8% dos casos). Conclusão: O controle de crises foi compatível com Engel menor ou igual a III em 64,7% dos casos. O tratamento cirúrgico revelou-se eficiente para melhorar o controle de crises em pacientes portadores de epilepsia refratária ao tratamento medicamentoso.

Objective: Presenting statistical data on a series of cases undergoing surgical treatment of epilepsy at the Hospital das Clínicas, Universidade Federal de Minas Gerais (HC-UFMG) in the period between 11/23/2007 and 12/7/2010. Methods: Retrospective analysis with charts of 34 patients and classification of seizure control postoperatively using the Engel Scale. Results: 70.5% of the patients had the onset of seizures before 15 years old and the most common type of seizure was complex partial seizure with secondary generalization, presented in 55% of cases. Mesial temporal sclerosis was the underlying diagnosis in 79.4% of patients. There were surgical complications in 23.5% of cases, the most frequent visual changes (8.8% of cases). Conclusion: Seizure control was consistent with Engel III or less in 64.7% of cases. Surgical treatment has proved effective in improving seizure control in patients with medically refractory epilepsy.
Descritores: Epilepsia/cirurgia
Epilepsia/complicações
Esclerose
-Período Refratário Eletrofisiológico
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR584.1 - Biblioteca Central BSCAN


  2 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Bento, Ricardo Ferreira
Texto completo
Id: lil-572515
Autor: Kutscher, Kellen; Goffi-Gomez, Maria Valéria S; Befi-Lopes, Débora Maria; Tsuji, Robinson Koji; Bento, Ricardo Ferreira.
Título: Implante coclear: correlação da recuperação neural, privação auditiva e etiologia / Cochlear implant: correlation of nerve function recovery, auditory deprivation and etiology
Fonte: Pró-fono;22(4):473-478, out.-dez. 2010. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: TEMA: a Função de Recuperação do Nervo Auditivo (REC) pode ser extraída do potencial de ação das fibras neurais - ECAP (Eletrically Evoked Compound Action Potential). O ECAP pode ser influenciado pela estimulação recebida pelo nervo e pela etiologia de uma perda auditiva e, consequentemente, afetar a REC. OBJETIVO: verificar se há correlação entre REC e os fatores: etiologia, tempo de surdez e tempo de uso do AASI antes do Implante Coclear (IC). MÉTODO: estudo retrospectivo transversal. Foram coletados dados sobre etiologia, tempo de surdez, tempo de uso do Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI) e REC de 50 indivíduos, 26 crianças e 24 adultos, submetidos à cirurgia de IC e usuários do dispositivo multicanal Nucleus®24. As medidas da função de recuperação do nervo auditivo foram calculadas e os pacientes foram divididos em grupos (GI: recuperação rápida, GII: recuperação intermediária e GIII: recuperação lenta) para posterior análise de relação com os demais dados coletados. RESULTADOS: a análise dos dados não mostrou correlação estatisticamente significante entre a recuperação e os aspectos pré-cirúrgicos estudados. Entretanto, foi possível observar maior concentração de ambos, crianças e adultos, nas REC intermediárias. GI não agrupou indivíduos com surdez de etiologias infecciosas, tais como a meningite, rubéola e citomegalovírus. A média de REC apresentou-se mais lenta para as etiologias infecciosas, tanto para o grupo de crianças, como para o grupo de adultos. CONCLUSÃO: não houve correlação estatisticamente significante entre função de recuperação do nervo auditivo e os fatores: etiologia, tempo de surdez e tempo de uso do AASI antes do IC.

BACKGROUND: the Auditory Nerve Recovery Function (REC) may be extracted from the Electrically Evoked Compound Action Potential (ECAP). ECAP may be influenced by the stimulation received (or the deprivation of stimulation) and by the etiology of the hearing loss, consequently it might affect the REC. AIM: to verify whether there is a correlation between the REC and each of the following factors: etiology, time of auditory deprivation and time of hearing aid use before cochlear implantation (CI). METHOD: retrospective study. Data regarding etiology, time of auditory deprivation, time of hearing aid use before cochlear implantation were collected in children and adults who received a Nucleus®24. All patients who presented neural response at surgery and whose REC was assessed intraoperatively were included in this study. Fifty patients were selected, 26 children and 24 adults. Patients were divided according to the REC classification into three groups (GI: fast recovery; GII: intermediate recovery and GIII: slow recovery) to allow correlation analysis. RESULTS: data analysis did not show any statistically significant correlation between the recovery function and the pre-implant studied characteristics. Nevertheless, it was observed that there was a greater concentration of both, children and adults, in the intermediate recovery function values. GI did not present individuals with infectious etiologies, such as meningitis, rubella and cytomegalovirus. REC average scores were slower in infectious etiologies for both children and adults. CONCLUSION: there was no statistically significant correlation between the recovery function and factors such as etiology, time of auditory deprivation and time of hearing aid use prior to CI.
Descritores: Implantes Cocleares
Nervo Coclear/fisiologia
Surdez/etiologia
Recuperação de Função Fisiológica/fisiologia
-Estudos Transversais
Implante Coclear/reabilitação
Estimulação Elétrica
Potenciais Evocados/fisiologia
Período Refratário Eletrofisiológico
Estudos Retrospectivos
Fatores de Tempo
Telemetria/métodos
Limites: Adulto
Criança
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Albuquerque, Denilson Campos de
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: lil-529167
Autor: Barbosa, Eduardo Correa; Benchimol-Barbosa, Paulo Roberto; Bomfim, Alfredo de Souza; Rocha, Plínio José da; Boghossian, Silvia Helena Cardoso; Albuquerque, Denilson Campos de.
Título: Remodelagem atrial elétrica reversa após cardioversão de fibrilação atrial isolada de longa duração / Remodelación atrial eléctrica reversa tras cardioversión de fibrilación atrial aislada de larga duración / Reversal atrial electrical remodeling following cardioversion of long-standing lone atrial fibrillation
Fonte: Arq. bras. cardiol;93(3):213-220, set. 2009. graf, tab, ilus.
Idioma: en; es; pt.
Resumo: FUNDAMENTO: A fibrilação atrial (FA) isolada promove mudanças eletrofisiológicas, chamadas de "remodelamento elétrico", facilitando sua recorrência e manutenção. Há evidência de que o processo de remodelamento seja reversível após a recuperação do ritmo sinusal (RS). Entretanto, o momento para a recuperação das propriedades eletrofisiológicas ainda não foi definido. OBJETIVO: O objetivo desse estudo foi avaliar a ativação elétrica atrial usando o eletrocardiograma de alta resolução de onda P (P-ECGAR) pós-cardioversão da FA de longa duração, concentrando-se no processo de remodelamento reverso para identificar o momento da estabilização do processo. MÉTODOS: Indivíduos com FA isolada persistente, candidatos à cardioversão com conversão bem-sucedida ao RS, foram incluídos no estudo. A P-ECGAR foi realizada imediatamente após a reversão ao ritmo sinusal e repetida após 7 e 30 dias. RESULTADOS: Dentre os 31 indivíduos, 9 apresentaram recorrência precoce da FA, todos nos primeiros 7 dias após a cardioversão, e 22 permaneceram em RS por pelo menos um mês; o ECGAR foi obtido no sétimo e no trigésimo dias após a cardioversão. No 30º dia, a duração da onda P progressivamente diminuiu do primeiro para o terceiro ECGAR (duração da onda P: 185,5±41,9 m/s vs 171,7±40,5 m/s vs 156,7±34,9 m/s, respectivamente, 1º, 2º e 3º ECGAR; p<0,001 para todas as comparações). Na análise de domínio de frequência, a turbulência espectral não foi aparente no ECGAR imediatamente após a cardioversão, mas aumentou de forma aguda no 7º dia e permaneceu inalterada no 30º dia. CONCLUSÃO: O presente estudo sugere que os primeiros sete dias pós-cardioversão, após FA de longa duração, são críticos para o processo de remodelamento reverso e recorrência da arritmia.

BACKGROUND: Atrial fibrillation (AF) itself promotes electrophysiological changes, termed "electrical remodeling", facilitating its recurrence and maintenance. There is evidence that the remodeling process is reversible after restoration of the sinus rhythm (SR). However, the timing for the recovery of electrophysiological properties is still undefined. OBJECTIVE: The aim of this study was to assess the atrial electrical activation using P-wave signal-averaged electrocardiogram (P-SAECG) post-cardioversion of long-standing AF, focusing on the reversal remodeling process to identify the timing of the process stabilization. METHODS: Subjects with lone persistent AF, eligible for cardioversion and successfully converted to SR, were enrolled at the study. SAECG was performed immediately after reversion to SR and repeated on days seven and thirty. RESULTS: Of 31 subjects, nine presented early recurrence of atrial fibrillation, all of them in the first seven days post-cardioversion; 22 remained in SR for at last one month and SAECG was obtained on days seven and thirty after cardioversion. In the latter, P-wave duration progressively abated from the first to the third SAECG (P-wave duration: 185.5±41.9 ms vs 171.7±40.5 ms vs 156.7±34.9 ms, respectively, first, second and third SAECG; p<0.001 for all matches). In the frequency domain analysis, spectral turbulence was not apparent in SAECG immediately post-cardioversion, but sharply increased on day seven and remained unchanged on day thirty. CONCLUSION: This study suggests that the first seven days post-cardioversion of long standing AF are critical for reversal remodeling process and arrhythmia recurrence.

FUNDAMENTO: La fibrilación atrial (FA) aislada promueve cambios electrofisiológicos llamados "remodelación eléctrica", que facilitan su recurrencia y mantenimiento. Hay evidencia de que el proceso de remodelación sea reversible tras la recuperación del ritmo sinusal (RS). Sin embargo, el momento para la recuperación de las propiedades electrofisiológicas no está definido todavía. OBJETIVO: El objetivo de ese estudio fue evaluar la activación eléctrica atrial con el empleo del electrocardiograma de alta resolución de onda P (P-ECGAR) postcardioversión de la FA de larga duración, concentrándose en el proceso de remodelación reversa para identificar el momento de la estabilización del proceso. MÉTODOS: Se incluyeron en el estudio a individuos con FA aislada persistente y a candidatos a la cardioversión con conversión exitosa al RS. La P-ECGAR se realizó inmediatamente tras la reversión al ritmo sinusal y se repitió después de 7 y 30 días. RESULTADOS: Entre los 31 individuos, 9 presentaron recurrencia precoz de la FA, todos en los primeros 7 días después de la cardioversión, y 22 siguieron en RS durante un mes como mínimo; el ECGAR se obtuvo en el séptimo y en el trigésimo días tras la cardioversión. En el 30º día, la duración de la onda P disminuyó progresivamente desde el primer hasta el tercer ECGAR (duración de la onda P: 185,5±41,9 m/s vs 171,7±40,5 m/s vs 156,7±34,9 m/s, respectivamente, 1er, 2º y 3er ECGAR; p<0,001 para todas las comparaciones). En los análisis de dominio de frecuencia, la turbulencia espectral no fue aparente en el ECGAR inmediatamente tras la cardioversión, pero aumentó de forma aguda en el 7º día y siguió inalterada en el 30º día. CONCLUSIÓN: El presente estudio sugiere que los primeros siete días post cardioversión, después FA de larga duración, son críticos para el proceso de remodelación reversa y recurrencia de la arritmia.
Descritores: Fibrilação Atrial/fisiopatologia
Sistema de Condução Cardíaco/fisiopatologia
Recuperação de Função Fisiológica/fisiologia
Período Refratário Eletrofisiológico/fisiologia
-Fibrilação Atrial/terapia
Cardioversão Elétrica
Métodos Epidemiológicos
Eletrocardiografia/métodos
Fatores de Tempo
Resultado do Tratamento
Limites: Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Venezuela
Texto completo
Id: lil-517089
Autor: Pérez, Freddy Antonio; D'Alessandro Martínez, Antonio José; Azuaje, José del C.
Título: Modelo biomecánico de la generación de fuerza muscular en condiciones isométrica y tetánica / Biomechanical model of the generation in isometric muscle strength and tetanus
Fonte: Arch. venez. farmacol. ter;27(1):26-28, 2008. ilus, graf.
Idioma: es.
Resumo: El objetivo de este trabajo consiste en elaborar un modelo estructural y matemático de la generación de fuerza del músculo esquelético en condiciones isométricas, y tetánica, que permita explicar las curvas Fuerza - tiempo (F - t) y Fuerza - longitud (F - l) obtenidas experimentalmente. Se propone un modelo macroscópico empaquetado que consta de un conjunto formado por un elemento contráctil, uno elástico y otro viscoso organizados en paralelo, y un elemento elástico en serie con el conjunto anterior. A este modelo se le aplican las leyes de Newton, para obtener la ecuación diferencial de movimiento del sistema. La solución de esta ecuación se está en un buen acuerdo con los resultados experimentales.
Descritores: Fenômenos Fisiológicos Musculoesqueléticos
Contração Isométrica
Contração Muscular
Período Refratário Eletrofisiológico
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  5 / 5 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Mill, J. G
Id: lil-3134
Autor: Mill, J. G.
Título: Efeito da propafenona na refratariedade do miocardio. / Effect of propafenon in the refractoriness of the myocardium
Fonte: Arq. bras. cardiol;36(1):35-39, 1981.
Idioma: pt.
Resumo: Foram investigados os efeitos exercidos pela propafenona na morfologia dos potenciais de acao e no periodo refratario eficaz (PRE) de fibras de Purkinje de cao "in vitro". Observou-se que, logo apos inicio de perfusao da preparacao com solucao de Tyrode + propafenona (1 micrograma/mg), ocorre rapida diminuicao da duracao e da amplitude do potencial de acao, alem de queda na velocidade de despolarizacao da membrana. Na fase inicial de perfusao com a propafenona, o PRE nao se alteraou diminui discretamente de duracao. Entretanto, 20 a 35 minutos apos inicio da perfusao da droga, apesar da duracao do potencial de acao continuar diminuido, ocorre progressivo aumento do PRE (65% maior que na situacao controle). Conclui-se que o aumento da refratariedade do tecido miocardico de conducao e a inibicao do canal rapido de sodio sao fatores importantes na determinacao do efeito antiarritmico da propafenona
Descritores: Antiarrítmicos
Período Refratário Eletrofisiológico
Ramos Subendocárdicos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde