Base de dados : LILACS
Pesquisa : G07.345.124.519 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 395 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 40 ir para página                         

  1 / 395 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1284583
Autor: Silva, Lívia Luiza Carvalho da; Silva, Douglas Ferreira da; Rodrigues, Raphaela Farias; Rezende, Fernanda Carvalho de.
Título: Influência da técnica de preparo sobre o contorno cervical dos laminados cerâmicos: relato de caso / Influence of the preparation technique on the cervical contour of ceramic laminates: a case report / Influencia de la técnica de preparación en el contorno cervical de los laminados cerámicos: reporte del caso
Fonte: Rev. Ciênc. Plur;7(2):287-298, maio 2021. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Devido à crescente demanda estética, a odontologia restauradora se renova na intenção de alcançar melhores resultados na harmonia do sorriso. Entretanto, a atenção deve voltar-se também aos tecidos periodontais, visto que há uma integração entre material restaurador e os tecidos. Objetivo:Descrever e discutir as etapas clínicas para a confecção de laminados cerâmicos, atentando-se a preparos minimamente invasivos, contorno cervical e fatores que podem intervir na longevidade do procedimento.Relato de caso:Paciente do sexo masculino, 28 anos de idade, compareceu a Associação Brasileira de Odontologia, seção de Alagoas, relatando insatisfação em relação ao tamanho dos seus dentes. Os arcos superior e inferior foram moldados para a obtenção dos modelos de estudo e enceramento diagnóstico. Ao início do tratamento foi orientado ao paciente clareamento dental pela técnica combinada. O preparo dos dentes foi guiado por uma matriz de silicone, sendo estes uniformes e conservadores, seguido de moldagem, fase laboratorial e cimentação final. Finalizado o caso foi realizado o ajuste oclusal solicitando ao paciente que realizasse movimentos de lateralidade e protrusão. Conclusões:A técnica do preparo influência na longevidade dos laminados cerâmicos, por relacioanar-se à adesão e a saúde periodontal. O preparo deve ser mínino e limitado ao esmalte dental sempre que possível, determinando assim um maior e melhor prognóstico (AU).

Introduction:Due to the growing aesthetic demand, restorative dentistry is renewed to achieve better results in smile harmony. However, attention should also be turned to periodontal tissues since there is an integration between restorative material and tissues. Objective:To describe and discuss the clinical steps for the manufacture of laminate veneers, paying attention to minimally invasive preparations, cervical contour, and factors that can intervene in the procedure's longevity. Case report:A 28-year-old male patient attended the Brazilian Dental Association, the Alagoas section, reporting dissatisfaction with his teeth' size. The upper and lower arches were molded to obtain the study and diagnostic waxing models. At the beginning of treatment, the patient was instructed by the combined technique. After the case, the occlusal adjustment was performed, asking the patient to perform laterality and protrusion movements. Conclusions:The preparation technique influences the longevity of laminate veneers due to adherence and periodontal health. The preparation should be minimal and limited to dental enamel whenever possible, thus determining a higher and better prognosis (AU).

Introducción: Debido a la creciente demanda estética, la odontología restauradora se renueva para lograr mejores resultados en la armonía de la sonrisa. Sin embargo, también se debe prestar atención a los tejidos periodontales ya que existe una integraciónentre el material restaurador y los tejidos.Objetivo: Describir y discutir los pasos clínicos para la confección de carillas laminares, prestando atención a las preparaciones mínimamente invasivas, al contorno cervical y a los factores que pueden intervenir en la longevidad del procedimiento.Reporte del caso: Un paciente masculino de 28 años asistió a la Asociación Dental Brasileña, sección de Alagoas, reportando insatisfacción con el tamaño de sus dientes. Los arcos superior e inferior fueron moldeados para obtener los modelos de depilación de estudio y diagnóstico. Al comienzo del tratamiento, el paciente fue instruido por la técnica combinada. La preparación de los dientes fue guiada por una matriz de silicona, siendo estas uniformes y conservadoras, seguidas de moldeo, fase de laboratorio y cementación final. Después del caso, se realizó el ajuste oclusal, pidiendo al paciente que realizara movimientos de lateralidad y protuberancia. Conclusiones: La técnica de preparación influye en la longevidad de los laminados cerámicos, debido a la adherencia y la salud periodontal. La preparación debe ser mínima y limitada al esmalte dental siempre que sea posible, determinando así un pronóstico más alto y mejor (AU).
Descritores: Clareamento Dental
Periodonto
Preparo Prostodôntico do Dente/instrumentação
Facetas Dentárias
-Brasil/epidemiologia
Radiografia Dentária/instrumentação
Cerâmica
Ajuste Oclusal
Esmalte Dentário
Relatório de Pesquisa
Longevidade
Modelos Anatômicos
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos


  2 / 395 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-519693
Autor: Silva, Luna Rodrigues Freitas.
Título: Terceira idade: nova identidade, reinvenção da velhice ou experiência geracional? / Third age: new identity, reformulation of the old age or generational experience?
Fonte: Physis (Rio J.);18(4):801-815, 2008.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo trata das inovações acerca dos modos e das experiências de envelhecer que se vêm configurando nos últimos anos. Hábitos, imagens, crenças e condutas atreladas ao envelhecimento vêm-se alterando de forma significativa, determinando o surgimento do que se convenciona chamar de experiência da terceira idade. Mas, ainda que represente inovação e, sob muitos aspectos, seja descrita como uma reformulação extremamente positiva das possibilidades de envelhecer, o surgimento da terceira idade gera também questionamento e debate. Para compreender o estatuto desta experiência que surge no cenário contemporâneo, procederemos a um mapeamento da discussão acerca da terceira idade na literatura especializada, mais especificamente no que se refere a seu caráter de inovação em relação à identidade da velhice. Três hipóteses se destacam nesta análise: a primeira sugere que a terceira idade pode ser entendida como uma nova identidade, autônoma e diferenciada da identidade da velhice; a segunda, que seu surgimento pode ser compreendido como uma negação social da velhice propriamente dita; e, finalmente, a terceira hipótese supõe que as características da terceira idade são tributárias da experiência geracional de determinado grupo social. As principais hipóteses de entendimento da terceira idade são apresentadas e discutidas tendo em vista as possibilidades de criação, diversificação e inovação da experiência subjetiva.

This paper deals with innovations on the ways and on the experience of aging set up in recent years. Habits, images, beliefs and behaviors related to aging have changed determining the emergence of what is usually called the third age experience. But although it represents innovation and, in many ways, is described as a very positive reformulation of the possibilities of aging, the emergence of the third age also generates questioning and debate. In order to understand the status of this experience in contemporary society, we mapped the discussion on the third age in literature, more specifically on their nature of innovation in relation to the identity of old age. Three hypothesis are highlighted in this analysis: the first suggests that third age can be seen as a new identity, autonomous and other than the identity of old age; the second, that its appearance can be understood as a denial of the social identity of old age; and finally, the third hypothesis assumes that the characteristics of the third age are the result of the generational experience of a particular social group. These main hypotheses about the third age are presented and discussed according to the possibilities of creation, diversification and innovation of subjective experience.
Descritores: Identificação Social
Envelhecimento
Expectativa de Vida
Acontecimentos que Mudam a Vida
-Longevidade
Limites: Humanos
Idoso
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  3 / 395 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1037763
Autor: Grden, Clóris Regina Blanski.
Título: Síndrome da fragilidade física e as características sociodemográficas de idosos longevos / Syndrome of physical frailty and sociodemographic characteristics of the oldest old.
Fonte: Curitiba; s.n; 20150925. 121 p. ilus, tab, graf, mapas.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Trata-se de estudo do tipo quantitativo de corte transversal, com objetivo de investigar a associação da síndrome da fragilidade física às características sociodemográficas de idosos longevos usuários da atenção básica de saúde. A amostra foi do tipo estratificada proporcional e compreendeu 243 idosos longevos. A coleta de dados ocorreu entre janeiro de 2013 a setembro de 2014, nos domicílios que se encontram na área de abrangência de três Unidades Básicas de Saúde (UBS), na cidade de Curitiba, Paraná. Foram convidados a participar idosos com idade igual ou superior a 80 anos, cadastrados nas UBS de realização da pesquisa e que apresentassem capacidade cognitiva para participar do estudo. Para os longevos com dificuldade de comunicação verbal, ou que não atingiram os pontos de corte na avaliação cognitiva, o cuidador familiar foi convidado a participar da entrevista para responder às questões sociodemográficas. Os dados foram coletados com instrumento estruturado, aplicação de escalas e realização de testes físicos, que compõem a avaliação da fragilidade física. Realizaram-se a codificação e organização dos dados no programa computacional Excel® 2007 e as análises estatísticas pelo software Statistica10®. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva, distribuição de frequência absoluta e percentual, média e desvio padrão e outras medidas de tendência central. Foram realizadas análises univariadas por meio do teste de qui-quadrado, considerando o nível de significância estatística p<0,05, e multivariadas por regressão logística, com método Forward Stepwise. Para a elaboração dos Modelos preditores de fragilidade física em longevos, foram calculadas as respectivas Odds Ratio com intervalo de confiança de 95% das variáveis. Os modelos foram avaliados pela análise de Deviance, valor preditivo, especificidade e sensibilidade. Os resultados apontaram que dos 243 longevos avaliados, 36 (14,8%) eram frágeis, 155 (63,8%) pré-frágeis e 52 (21,4%) não frágeis. Houve associação significativa entre a variável demográfica idade (p=0,043) e fragilidade física. Entre os marcadores associaram-se: velocidade da marcha (p=0,010) e força de preensão manual (p=0,001) à variável idade, e a perda de peso não intencional (p=0,023) à variável situação financeira. A escolha do melhor modelo preditor da fragilidade física considerou a parcimônia e compreendeu as variáveis: sexo, idade e com quem mora. Conclui-se que a variável idade contribuiu para o processo de fragilização nos idosos longevos usuários da atenção básica de saúde, com associação significativa nos componentes velocidade da marcha e força de preensão manual. É essencial que o cuidado de enfermagem gerontológico contemple o rastreamento precoce da síndrome e considere a variável idade como um indicativo de necessidades de cuidados. Destas exigências apontase para as avaliações frequentes e intervenções minuciosas relacionadas à força dos membros inferiores e superiores. A realização de medidas preventivas e de intervenção pela equipe de saúde pode contribuir para retardar e atenuar o declínio funcional bem como evitar desfechos adversos e indesejáveis como a incapacidade, o agravamento das condições de saúde dos idosos, a hospitalização e a institucionalização.

This is a quantitative cross-sectional study which aims to investigate the association of physical frailty syndrome sociodemographic characteristics of the long-lived elderly who are users of primary health care. The sample was stratified proportional type and realized 243 long-lived elderly. Data collection was conducted from January 2013 to September 2014, in homes in the area covered by three Basic Healths Units in the city of Curitiba, Paraná. They were invited to attend the elderly over 80 years who were registered in UBS to conduct the survey and to provide cognitive ability to participate. For those with limited verbal communication, or who did not attain the cutoff value, we invited the family caregiver to participate in the interview, in order to respond to questions related to sociodemographic. Data were collected through a structured instrument, application scales and conducting physical tests, which make up the assessment of physical frailty. There were encoding and organization of data in computer program Excel® 2007 and statistical analyses by Statistica10® software. Data were analysed using descriptive statistics, distribution of absolute frequency and percentage, mean and standard deviation and other measures of central tendency. Univariate analyses were performed using the chi-square test, considering the level of statistical significance p<0.05, and multivariate logistic regression with Forward Stepwise method. In developing the physical fragility of predictive models in long-lived elderly, their Odds Ratio (OR) with a confidence interval of 95% of the variables were calculated. The models were evaluated by Deviance analysis, predictive value, sensitivity and specificity. The results show that of the 243 long-lived elderly of the study, 36 (14.8%) were fragile, 155 (63.8%) pre-frail and 52 (21.4%) not fragile. There was a significant association between age demographic variable (p = 0.043) and physical frailty. Among the markers were associated: walking speed (p = 0.010) and grip strength (p = 0.001) to the variable age and unintentional weight loss (p = 0.023) to the variable financial situation. Choosing the best predictor model of physical frailty considered thrift and understood the variables: sex, age and you live with. It concluded that the variable age contributes to the process of weakening the long-lived elderly users of public health service with significant association between components in gait speed and grip strength. It is essential that gerontological nursing care contemplate the early screening of the syndrome and consider the variable age as an indicator of care needs. These requirements point to the frequent assessments and detailed interventions related to the strength of the lower and upper limbs. Carrying out preventive measures and intervention by the health team can contribute to delay and mitigate the functional decline and avoid adverse and undesirable outcomes such as failure, worsening health conditions of the elderly, hospitalization and institutionalization.

Estudio del tipo cuantitativo de corte transversal, con objetivo de investigar la asociación del síndrome de la fragilidad física a las características sociodemográficas de ancianos longevos de la atención básica de la salud. Muestra estratificada proporcional que comprendió 243 de ancianos longevos. Recolección de datos ocurrió entre enero de 2013 y septiembre de 2014, en los hogares que se encuentran en el área de influencia de cada tres Unidades Básicas de Salud (UBS) en la ciudad de Curitiba, Paraná, Brasil. Fueron invitados a participar ancianos con edad igual o superior a 80 años, inscritos en las UBS de realización de la investigación y que presentaron capacidad cognitiva para participar. Para ancianos con comunicación verbal limitada, o que no han alcanzado los puntos de corte en la evaluación cognitiva, el cuidador familiar fue invitado a participar en la entrevista para responder a las preguntas sociodemográficas. Datos recolectados a través de instrumento estructurado, aplicación de escalas y realización de pruebas físicas, que componen la evaluación de la fragilidad física. Se realizaron codificación y organización de los datos en el programa de ordenador Excel® 2007 y los análisis estadísticos por software Statistica10®. Datos analizados mediante estadística descriptiva, distribución de frecuencia absoluta y porcentaje, media y desviación estándar y otras medidas de tendencia central. Análisis univariados se realizaron mediante prueba de chi-cuadrado, considerando el nivel de significación estadística p <0,05, y regresión logística multivariante con método forward stepwise. Para desarrollo de los modelos predictivos de fragilidad física en longevos, se calcularon las respectivas Odds Ratio con intervalo de confianza de 95% de las variables. Modelos evaluados por análisis de Deviance, valor predictivo, especificidad y sensibilidad. Resultados señalaron que de los 243 longevos evaluados, 36 (14,8%) eran frágiles, 155 (63,8%) pre-frágiles y 52 (21,4%) no frágiles. Hubo asociación significativa entre la variable demográfica edad (p=0,043) y fragilidad física. Entre los marcadores, se asociaron: velocidad de marcha (p=0,010) y fuerza de agarre (p=0,001) a la variable edad, y la pérdida de peso no intencional (p=0,023) a la variable situación financiera. Elegir el mejor modelo predictivo de la fragilidad física consideró el ahorro y comprendió las variables: sexo, edad y con quien vive. Se infiere que la variable edad contribuyó al proceso de debilitamiento de los ancianos longevos de la atención básica de salud, con asociación significativa en los componentes velocidad al caminar y fuerza de agarre. Es esencial que la atención de enfermería gerontológica contemple la detección temprana del síndrome y considere la variable edad como un indicador de necesidades de atención. Estos requisitos apuntan a las evaluaciones frecuentes e intervenciones detallados relacionadas con la fuerza de las extremidades inferiores y superiores. Llevar a cabo medidas de prevención e intervención del equipo de salud puede ayudar a frenar y mitigar el deterioro funcional y evitar resultados adversos e indeseables, como la incapacidad, el empeoramiento de las condiciones de salud de ancianos, la hospitalización y la institucionalización.
Descritores: Cuidados de Enfermagem
Dados Demográficos
Enfermagem Geriátrica
Idoso Fragilizado
IDOSO DE ACETABULARIA ANOS OU MAIS
-Enfermagem
Fragilidade
Longevidade
Atenção Primária à Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 618.970231, G785


  4 / 395 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1097170
Autor: Jardim, Renata Muniz Freire Vinhal Siqueira; Leal, Márcia Carréra Campos; Marques, Ana Paula de Oliveira; Barbosa, Laís Sousa; Cavalcanti, Mikaella Carla de França; Gomes, Fernanda Mirela Amaral.
Título: Fatores associados à prática de atividade física de idosos diabéticos da atenção básica / Factors associated with the practice of physical activity in older diabetic primary care patients
Fonte: Geriatr., Gerontol. Aging (Impr.);14(1):61-70, 31-03-2020. tab, ilus.
Idioma: en; pt.
Resumo: OBJETIVO: Avaliar o conhecimento científico produzido em relação aos fatores associados à prática de atividade física de idosos diabéticos assistidos na atenção primária à saúde no Brasil. MÉTODOS: Trata-se de uma revisão integrativa, e a busca por estudos ocorreu de forma on-line, sendo incluídos artigos originais da língua portuguesa, inglesa ou espanhola, publicados de outubro de 2008 a setembro de 2018, nas bases de dados Medical Literature and Retrieval System Online (MEDLINE), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Scopus. Os descritores utilizados foram: idosos, diabetes mellitus, exercícios e atenção primária à saúde. A qualidade metodológica dos artigos foi avaliada por meio de dois instrumentos: Critical Appraisal Skills Programme e Hierarchy of Evidence for Intervention Studies. Após análise, quatro artigos foram incluídos. RESULTADOS: Não foram encontrados artigos com amostras constituídas apenas de idosos, e somente um deles fazia uma análise diferenciada para essa faixa etária, chamando atenção para a necessidade de estudos abordando idosos diabéticos, por causa das especificidades desses indivíduos. Nenhum dos artigos fez uso de instrumentos para avaliação da atividade física. CONCLUSÃO: A prática da atividade física esteve associada à melhora da qualidade de vida, do autocuidado e da adesão ao tratamento do diabetes mellitus, evidenciando a importância do aconselhamento dessa prática por meio dos profissionais de saúde. Fatores como frequência e tipo da prática de atividade física não foram verificados nos estudos, o que destaca a necessidade do uso de instrumentos para a sua avaliação.

OBJECTIVE: To evaluate the scientific knowledge produced in relation to the factors associated to the practice of physical activity of older diabetic primary care patients in Brazil. METHODS: It involved an on-line research including original articles published between October 2008 and September 2018 in Portuguese, English, and Spanish, from the databases: Medline, Lilacsand Scopus. The keywords used were elderly, diabetes mellitus, exercise, and primary health care. The methodological quality of the articles was evaluated by means of two instruments: Critical Appraisal Skills Programme and Hierarchy of Evidence for Intervention Studies. After analysis, four articles were included. RESULTS: No articles were found with samples consisting only of older people, and only one of them made an exclusive analysis for this age group. There is a need for studies addressing the older diabetic individuals, due to the specificities of this population. None of the articles made use of instruments for physical activity evaluation. CONCLUSION: The practice of physical activity was associated to an improvement in quality of life, self-care, and adherence to treatment for diabetes mellitus, highlighting the importance of professional counseling. Factors such as frequency and type of physical activity were not verified in the studies, which highlights the need for the use of instruments for this evaluation.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Exercício Físico/fisiologia
Diabetes Mellitus/prevenção & controle
Diabetes Mellitus/epidemiologia
-Qualidade de Vida
Autocuidado/tendências
Saúde do Idoso
Fatores Etários
Longevidade/fisiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  5 / 395 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1097168
Autor: Mendonça, Sarah de Souza; Marques, Ana Paula de Oliveira; Nunes, Marília Gabrielle Santos; D'Angelo, Edson Rios; Leal, Márcia Carrera Campos.
Título: Capacidade funcional de idosos longevos: análise transversal baseada em um modelo de decisão / Functional capacity in the oldest old: cross-sectional analysis based on a decision model
Fonte: Geriatr., Gerontol. Aging (Impr.);14(1):52-60, 31-03-2020. tab, graf.
Idioma: en; pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: Idosos com 80 anos ou mais, ou longevos, são o subgrupo etário que mais cresce no mundo. Nesse segmento, a incapacidade funcional (IF) é mais prevalente que em outras faixas etárias. OBJETIVO: Caracterizar a capacidade funcional e analisar potenciais associações em idosos longevos de uma capital brasileira, com base em um modelo de decisão. MÉTODO: Estudo transversal com 100 idosos longevos, não institucionalizados, assistidos pela Estratégia Saúde da Família do Recife (PE), selecionados por amostra probabilística. Foram avaliados dados sociodemográficos, econômicos e clínicos coletados por meio de entrevistas domiciliares, aferição de medidas antropométricas e buscas nos prontuários. Para análise bivariada, foi empregado o teste χ2 de Pearson, considerando o nível de significância p < 0,05, e para a multivariada foi construída uma árvore de decisão com base em um algoritmo Exhaustive CHAID. RESULTADOS: A prevalência de IF na amostra correspondeu a 67,0%. Na análise bivariada, contribuíram para esse desfecho: renda (p = 0,032), situação previdenciária (p < 0,01), situação nutricional (p = 0,010), doenças neurológicas (p < 0,01), neoplasias (p < 0,01), saúde autopercebida (p = 0,025) e rede de apoio social (p = 0,032), permanecendo na análise multivariada: renda (p = 0,003), rede de apoio social (p = 0,032) e situação nutricional (p = 0,040). A árvore de decisão possibilitou a identificação das variáveis mais associadas ao desfecho, sendo capaz de prever adequadamente a dependência moderada, com assertividade de 72,1%. CONCLUSÃO: O modelo de decisão mostrou-se uma ferramenta oportuna na dedução dos determinantes mais relevantes da IF. Seu uso potencialmente contribui para ampliar a precisão diagnóstica e identificação de populações de risco.

INTRODUCTION: The oldest old adults, aged 80 years and above, is the fastest growing age group in the world. In this section of the population, functional disability (FD) is more prevalent compared to other age groups. OBJECTIVE: To characterize functional capacity and analyze potential associations in the oldest old from a Brazilian capital city, based on a decision model. METHODS: Cross-sectional study of 100 non-institutionalized oldest old participants assisted at the Family Health Strategy of Recife, in the Brazilian northeastern state of Pernambuco, selected by probabilistic sample. Sociodemographic, economic, and clinical data were collected by means of home interviews, anthropometric measurements, and medical records. For bivariate analysis, Pearson's chi-square test was used, establishing significance at p < 0.05. For the multivariate analysis, a decision tree was built from the Exhaustive CHAID algorithm. RESULTS: The prevalence of FD in the sample corresponded to 67.0%. In the bivariate analysis, the following data contributed to this outcome: income (p = 0.032), social security status (p < 0.01), nutritional status (p = 0.010), neurological diseases (p < 0.01), neoplasms (p < 0.01), self-perceived health (p = 0.025) and social support network (p = 0.032), remaining in the multivariate analysis: income (p = 0.003), social support network (p = 0.032), and nutritional status (p = 0.040). The decision tree allowed the identification of the variables most strongly associated with the outcome, being able to adequately predict moderate dependence, with 72.1% assertiveness. CONCLUSION: The decision model proved to be a timely tool in deducing the most relevant determinants of FD. Its use potentially contributes to increase the accuracy of the diagnosis and to identify populations at risk.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Atividades Cotidianas
Árvores de Decisões
Avaliação Geriátrica/estatística & dados numéricos
Longevidade/fisiologia
-Apoio Social
Fatores Socioeconômicos
Saúde do Idoso
Estudos Transversais
Fatores Etários
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  6 / 395 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1037758
Autor: Seima, Márcia Daniele.
Título: Participação intersubjetiva dos idosos longevos de uma comunidade / Intersubjective participation of older people living in a community.
Fonte: Curitiba; s.n; 20140324. 174 p. ilus, graf, mapas.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Trata-se de estudo qualitativo do tipo pesquisa-ação. A participação intersubjetiva é marcada pelo diálogo de reciprocidade. Refere-se ao sujeito como ser inacabado relacional e permeável aos demais (MARCEL, 1953; 1969). O objetivo do estudo foi desenvolver um modelo de participação intersubjetiva do idoso longevo usuário de Unidade Básica de Saúde. A pesquisa foi desenvolvida em uma Unidade de Saúde, localizada no município de Curitiba-PR, que faz parte do Distrito Sanitário Boa Vista. Os longevos foram selecionados conforme critérios estabelecidos de inclusão e exclusão. A coleta de dados ocorreu entre os meses de março a agosto de 2013 por meio de observação participante e a entrevista aberta. As informações provenientes das entrevistas foram transcritos na íntegra e analisadas conforme o Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) proposto por Lefévre & Lefévre (2003). Foram respeitados os preceitos éticos de participação voluntária e consentida, segundo Resolução 196/96, vigente no período do presente estudo, por meio do preenchimento do termo de consentimento livre e esclarecido de todos os atores envolvidos na pesquisa. Foram realizadas três reuniões junto aos membros da equipe de saúde, autoridade sanitária e ACS com o intuito de discutir o andamento e o planejamento das ações durante a investigação. Foram realizados 13 encontros com os idosos longevos, duas atividades envolvendo as crianças do Centro Municipal de Educação Infantil - CMEI e uma com idosos de uma instituição de longa permanência. Os encontros foram realizados nas tardes de sextas feiras, com duração de aproximadamente duas horas. Para apreender o processo de aprendizagem foi utilizada avaliação formativa em três encontros. Da análise do Discurso do Sujeito Coletivo emergiam sete temas: 1 - A valorização do longevo por meio do outro - O grupo de convivência despertou nos longevos a consciência da importância do outro para o bem estar próprio, em um nível de satisfação mais duradoura, que vai ficar na memória. Entenderam que a solidariedade é um dos caminhos para viver a vida bem melhor, com momentos de alegrias compartilhadas; 2 - A solidariedade que alimenta o ser humano - A participação voluntária trouxe grandes benefícios psicológicos e emocionais. Embora, sem retorno financeiro, característica intrínseca de atividades solidárias, desperta naqueles que participam os mais variados sentimentos, entre eles se destaca o contentamento consigo mesmo, provavelmente o mais essencial para os longevos; 3 - A aprendizagem mantem a mente em expansão - A aprendizagem auxilia os longevos na atividade de atribuir significados, ou seja, a realizarem melhores leituras e interpretações do mundo que aí está e, consequentemente, a se manterem mais próximos da realidade do mesmo; 4 - A participação ativa dos longevos - Os participantes mostraram que acreditam num ideal a perseguir, e que os limites do corpo jamais serão uma limitação, todavia considerados instrumentos que sempre podem evoluir na procura da satisfação. Têm consciência da necessidade de participação nas atividades de indiscutível utilidade social; 5 - Participar do grupo renova a vida do longevo - A participação em grupo é um recurso valioso para manter e ampliar a interação coletiva, elevar o sentimento de autoestima e autoconfiança e principalmente aumentar o ímpeto vital e a vontade de viver; 6 - Comunicação como sinal de alegria - A expressão e a linguagem provocam a abertura para o outro e o despertar para o ser com o outro. A comunicação com o outro permite que as coisas prósperas tornem-se mais esplendorosas, ao passo que as adversas, quando compartilhadas, tornam-se mais suportáveis; 7 - As amizades e o comprometimento fazem parte da vida - Possuir amigos é essencial à vida humana, proporciona sentimentos bons, aumentam as chances de viver mais e com qualidade de vida. Conforme as relações de amizade se fortaleceram, despertaram nos longevos os sentimentos de empatia e amor o que impossibilitou o desejo de desistir da ação pelo outro e potencializou o compromisso com o grupo de convivência. Destes temas emergiu o tema síntese: participação intersubjetiva como fonte de renovação para a vida do longevo - O convívio e a integração entre os idosos longevos no grupo de convivência favoreceram o sentimento de valorização e pertencimento e representaram a renovação para suas vidas, que pode ser interpretada pela vontade de viver mais e mais ativamente. A convivência com o outro é a base para o reconhecimento do valor de si e para atingir a participação intersubjetiva. O desenvolvimento de atividades altruísticas despertou o sentimento de solidariedade e criatividade nos longevos e proporcionou o desenvolvimento de certas habilidades artísticas. Configurou-se em fonte de nutrição para o ser.

This is a qualitative study of action research type. The intersubjective participation is marked by reciprocal dialogue. Refers to the subject as a relational being unfinished and too permeable (MARCEL 1953, 1969). The aim of the study was to develop a model of intersubjective participation longevo elderly users of Basic Health Unit. The research was conducted in a Health Unit, located in Curitiba - PR, which is part of the Sanitary District Boa Vista. The elderly were selected according to criteria of inclusion and exclusion. Data collection took place between March and August 2013 through participant observation and open interviews. The information from the interviews were transcribed and analyzed according to the Collective Subject Discourse (CSD) proposed by Lefèvre & Lefèvre (2003). The ethical principles of voluntary and informed participation were respected, according to Resolution 196/96, valid for the period of this study, by completing the term of free and informed consent of all actors involved in the research. Three meetings were held with members of the health team, health authority and ACS in order to discuss the progress and planning of actions during the investigation. 13 meetings were held with the oldest old, two activities involving children Municipal Center for Early Education - CMEI and seniors with a long-stay institution. The meetings were held in the afternoons Fridays, lasting approximately two hours. To grasp the learning process was used formative assessment in three meetings. Analysis of the Collective Subject Discourse seven themes emerged: 1 - The valuation of longevity through the other - The living group aroused the oldest awareness of the importance of each other for the well being of himself, in a more lasting satisfaction, that will stay in memory. Understood that solidarity is one of the ways to live a better life, with moments of shared joy; 2 - The solidarity that nourishes the human being - Voluntary participation has brought great psychological and emotional benefits. Although no financial return, intrinsic characteristic of solidarity activities, awakens in those who participate the most varied feelings, among them stands contentment with himself, probably the most essential to the long-lived; 3 - Learning keeps the mind expanding - Learning assists the oldest in the activity of assigning meanings, to achieve the best readings and interpretations of the world that is there and, consequently, to remain closer to the reality of it; 4 - The active participation of the oldest - the participants believe that an ideal to be pursued, and that the limits of the body will never be a limitation, however, considered instruments that can always move in search of satisfaction. Unaware of the need to participate in the activities of unquestionable social utility; 5 - Join Group renews the life of longevity - A group participation is valuable to maintain and expand the collective interaction, increase the feeling of self-esteem and self-confidence and appeal mainly to increase the vital impetus and will to live; 6 - Communication as a sign of joy - the expression language and cause the opening to the other and the awakening to be with each other. Communication with the other allows the prosperous things become more splendid, while adverse, when shared, become more bearable; 7 - Friendships and commitment are part of life - have friends is essential to human life, provides good feelings, increase your chances of living longer and quality of life. As the friendly relations were strengthened, the oldest aroused feelings of empathy and love which hindered the desire to give up the action another and potentiated commitment to the support group. The synthesis of these themes emerged topic: Intersubjective participation as a source of renewal for the life of longevity - The interaction and integration among the oldest old in the living group favored the feeling of belonging and recovery and represented a renewal for their lives, which can be interpreted the desire to live longer and more actively. Living with others is the basis for the recognition of the value of self and to achieve intersubjective participation. The development of altruistic activities aroused the feeling of solidarity and creativity in the oldest and enabled the development of certain artistic skills. Was configured into a source of nutrition to be.
Descritores: Centros de Convivência e Lazer
Cuidados de Enfermagem
Enfermagem Geriátrica
IDOSO DE ACETABULARIA ANOS OU MAIS
Longevidade
-Enfermagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 618.970231, S461


  7 / 395 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1037750
Autor: Michel, Tatiane.
Título: Do real ao ideal: o (des)cuidar da saúde dos idosos longevos / The real to the ideal: the health care(less) of oldest old.
Fonte: Curitiba; s.n; 20131217. 159 p. ilus, tab, mapas.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O cuidado é ação que sustenta a vida no mundo e considerado como essência da profissão de Enfermagem. Os cuidados à saúde são desenvolvidos pelas pessoas ao longo da vida de maneiras peculiares. As variações que ocorrem nas concepções, conhecimentos e expressões a respeito da saúde de indivíduos ou grupos podem ser analisadas por meio da perspectiva antropológica. Este estudo tem como objetivo geral analisar as semelhanças e dessemelhanças entre os significados do cuidado à saúde dos idosos longevos atribuídos pelos profissionais de Enfermagem e pelos idosos longevos no cenário de uma unidade de saúde, no município de Curitiba, Paraná. Trata-se de pesquisa com abordagem qualitativa do tipo etnográfica, realizada em uma unidade básica de saúde, segundo o referencial metodológico proposto por Spradley e McCurdy e referencial teórico fundamentado na antropologia interpretativa segundo Geertz e Kleinman. Por meio dos critérios de inclusão e exclusão no estudo, foram selecionados para a entrevista etnográfica, 20 informantes-chaves, de ambos os sexos, sendo 10 idosos longevos e 10 profissionais de Enfermagem. As informações foram coletadas por meio da observação participante e da entrevista etnográfica no período de março até outubro de 2013, perfazendo oito meses de trabalho de campo. Os dados foram analisados concomitantes à coleta com base nos registros do trabalho de campo, por meio do método de análise etnográfica, em domínios, taxonomias e temas culturais. Seguiram-se os preceitos éticos das pesquisas envolvendo seres humanos e os critérios de rigor da pesquisa qualitativa etnográfica. Os dados etnográficos revelaram oito domínios e taxonomias culturais, os quais são apresentados na perspectiva dos profissionais de Enfermagem e dos longevos. Com base em quatro relações semânticas, os resultados mostraram razões para cuidar da saúde dos idosos longevos; atributos do cuidado à saúde dos idosos longevos; o que utilizam para o cuidado à saúde deles; e maneiras de cuidar. Desses, emergiu o tema cultural: do real ao ideal - o (des) cuidar da saúde dos idosos longevos na unidade de saúde, sendo o real o que existe de fato e o ideal existe somente no imaginário coletivo. O estudo mostrou semelhanças e dessemelhanças nos significados do cuidado à saúde dos idosos longevos em uma realidade local e o distanciamento entre o que os profissionais de Enfermagem e os idosos longevos almejam para o cuidado à saúde e o que, de fato, fazem nas práticas cotidianas. A aproximação ao cuidado à saúde almejado pelos idosos longevos poderá contribuir na melhoria do bem-estar dessa população, para a autonomia no autocuidado e o fortalecimento das pessoas nas famílias, comunidades, profissões e serviços de Enfermagem e saúde.

Care is action that sustains life in the world and also considered as the essence of the nursing profession. The health care is developed by people over the life of peculiar ways. Variations occurring in the concepts, knowledge and expressions regarding the health of individuals or groups can be analyzed through the anthropological perspective. This study aims to analyze the similarities and dissimilarities between the meanings of health care for the oldest old assigned by nursing professionals and the oldest old in a health care setting, in the municipality of Curitiba, Paraná. This is a qualitative ethnographic research, held in a health service that performs the elder elderly population, according to methodologic proposal of Spradley and McCurdy and the theory of interpretative anthropology based on Geertz and Kleinman. The key informants were the oldest old and nursing professionals of both sexes, who experienced social situations and were selected for the ethnographic interview according to the criteria of inclusion and exclusion in the study. Data were collected through participant observation and ethnographic interviews from March until October 2013, totaling eight months of fieldwork. Data were analyzed concomitant to the collection based on the fieldwork records, by the method of ethnographic analysis in domains, taxonomies and cultural theme. Were followed the ethical principles of research involving humans, and the criteria of rigor of ethnographic qualitative research. The ethnographic data revealed eight domains and cultural taxonomies, which are presented from the perspective of professional nursing and the oldest old. Based on the four semantic relations, the results showed reasons to care for the health of the oldest old; attributes of health care for the oldest old, what use to the health care of them, and ways to take care. Of these, emerged the cultural theme: the real to the ideal - the care(less) health of the oldest old in the health care setting, the real is of what is fact and the ideal exists only in the collective imagination. The study showed similarities and dissimilarities in the meanings of health care for the oldest old in a local reality and the gap between what nursing professionals and the oldest old aims for health care and what, in fact, do in daily practices. The approach to health care sought by the oldest old may help in improving the well - being of this population, for autonomy in self-care and empowerment of people in families, communities, professions and services of nursing and health.
Descritores: Idoso de 80 Anos ou mais
Autocuidado
Cuidados de Enfermagem
Enfermagem Geriátrica
Serviços de Saúde para Idosos
-Atenção Primária à Saúde
Saúde do Idoso
Enfermagem
Longevidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 618.979231, M623


  8 / 395 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1037756
Autor: Willig, Mariluci Hautsch.
Título: As histórias de vida dos idosos longevos de uma comunidade: o elo entre o passado e o presente / Life stories of the oldest-old people in a community: the link between past and present.
Fonte: Curitiba; s.n; 20121214. 158 p. ilus, graf, mapas.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O objetivo deste estudo consistiu em interpretar as histórias de vida dos idosos longevos usuários de uma Unidade Básica de Saúde em Curitiba - PR, alicerçada na perspectiva do Envelhecimento Ativo e Curso de Vida. Foi realizada pesquisa do tipo qualitativo de enfoque sócio-histórico, a qual aborda as histórias de vida de vinte longevos. A coleta de dados ocorreu mediante a realização de entrevistas narrativas no domicílio dos participantes. As entrevistas foram gravadas e transcritas, com a autorização prévia dos informantes. As narrativas foram submetidas às etapas do processo de análise proposto pelo sociólogo alemão Fritz Schütze (2010): análise formal do texto, descrição estrutural do conteúdo, abstração analítica, análise do conhecimento, comparação contrastiva (comparação mínima e comparação máxima) e construção de um modelo teórico acerca da longevidade. As vinte histórias de vida foram submetidas às duas primeiras fases de análise. Para continuidade do processo analítico foram eleitas oito histórias de vida, que se mostraram mais pertinentes aos propósitos do estudo. As análises das trajetórias de vida resultaram em dez categorias que apresentaram semelhanças entre si, e oito consideradas diferentes às demais. As categorias apresentadas na comparação mínima foram: 1 - O trabalho como subsistência da vida cotidiana - os membros da família trabalhavam impulsionados por suas necessidades e exigências; 2 - As famílias extensas e suas implicações - o elevado número de filhos, a situação sócioeconômica e as condições dos fatores de produção não permitiam aos pais que enviassem os filhos à escola; 3 - A família patriarcal e a educação dos filhos - os arranjos familiares eram eminentemente centrados na autoridade paterna, severidade, temor e deveres dos filhos. 4 - Os conflitos políticos presenciados na infância - A cultura de silêncio - relatos de passagens da participação política de seus genitores, bem como as repercussões desses em suas vidas; 5 - A utilização de práticas culturais de cura como alternativa no cuidado à saúde - utilizada mais frequentemente na infância - os chás, as garrafadas, como também a figura do benzedor, raizeiro e curandeiro, essas práticas tem sua perpetuação no presente; 6 - O êxodo rural como expectativa de melhora de vida - ocorreu na fase adulta dos participantes e apresenta as dificuldades iniciais enfrentadas na região urbana; 7- As perdas e os enfrentamentos ao longo do curso de vida - esses eventos representaram momentos de angústia, revolta, desgosto, e deixaram marcas, após a superação destes, reconstruíram suas vidas e famílias. 8 - A Religiosidade e sua representatividade nas trajetórias de vida dos longevos - força propulsora de suas vidas, o apego à religião denota crenças, tradições, valores e formas de proteção, expressaram sua religiosidade como verdade incondicional; 9 - A trajetória atual - uma representação diferenciada de envelhecer - o cuidado à saúde é visto como prioritário, procuram se alimentar de forma saudável e manter-se ativos. A aproximação com filhos e netos traz segurança e favorece a ajuda mútua; 10 - A trajetória futura e os projetos de vida - soam como continuidade da vida e expectativas do que podem e o que almejam fazer, num contexto de desejos, saudades e declarações de amor à vida. As categorias que se apresentaram diferentes às oriundas da comparação inicial foram: 1 - Fumar - hábito adquirido na adolescência - entendem que o uso do fumo, pode trazer consequências à saúde com comprometimento da qualidade de vida, contudo, um dos longevos afirma não conseguir abandonar o vício; 2 - A vida solitária - amizade com os vizinhos como rede de apoio - a vida solitária manifestada na trajetória individual da longeva, não é vista por ela como fato negativo, mas sim como escolha pessoal; 3 - Novo casamento dos longevos após viuvez - os homens quando perderam suas esposas, casaram-se novamente, diversamente das mulheres que permaneceram viúvas; 4 - Insegurança gerada por moradia em área de risco - a insegurança causada pela presença de traficantes na região se configura como uma forma de violência ao longevo; 5 - O trabalho após a aposentadoria visto como uma necessidade - para manter a família, com pessoas doentes e dependentes, que dispendem maiores recursos financeiros em seus cuidados à saúde; 6 - A atenção à saúde referida como insatisfatória - em relação à demora de encaminhamento à atenção secundária e a falta de medicamentos usualmente distribuídos na Unidade Básica de Saúde; 7 - Alimentação precária por ingesta inadequada de nutrientes - a localização do trabalho distante da residência, não permite ao longevo realizar as refeições em casa, em consequência a alimentação é insatisfatória, pobre em nutriente; 8 - Fatores econômicos como geradores de proteção social - A situação financeira estável resulta em melhores condições de habitação, alimentação, lazer e cuidados com a saúde. Neste processo de análise das categorias surgiram elementos presentes no passado e presente dos longevos, que contribuíram para o desenvolvimento de um modelo teórico: "Construindo a longevidade no curso de vida". A longevidade tem suas raízes no passado, fortemente influenciada pela cultura familiar e curso de vida. Os pressupostos do Envelhecimento Ativo são mais expressivos na trajetória atual dos longevos, na qual se alternam determinantes e condicionantes do Envelhecimento Ativo, não existindo uma totalidade desses fatores presentes nas histórias individuais. As contribuições das histórias de vida remetem à construção e compreensão do processo de longevidade, conhecimento parcial, mas num amplo sentido, não só social, mas biológico, psicológico, econômico, político, cultural e espiritual. O conhecimento das histórias de vida apontou novas possibilidades de intervenção da Enfermagem Gerontológica na Atenção Primária, visando à promoção e prevenção da saúde, fundamentada especialmente no respeito à cultura, presente no curso de vida dos longevos.

This study objectified to interpret life histories of oldest-old users from a Primary Health Care Unit in Curitiba, Parana State/Brazil, grounded on the perspective of Active Aging and Life Course. A qualitative research study with a social, historical focus was held, approaching life histories of twenty oldest-old people. Data collection was carried out by means of narrative interviews at the participants' home. The interviews were recorded and transcribed with the participants' previous consent. The narratives were submitted to the steps of Fritz Schütze's analytical process (2010), a German sociologist: formal text analysis, structural content description, analytical abstraction, knowledge analysis, contrastive comparison (minimum and maximum comparison), and construction of a theoretical model on longevity. Twenty life histories were submitted to the first two steps of the analysis. Proceeding the analytical process, eight life histories, more pertinent to the study purposes, were selected. The analysis of life trajectories resulted in ten categories which presented similarities, and eight were considered dissimilar to the others. The categories featuring the minimum comparison were: 1 - Work supporting daily life - family members' work was driven by their needs and demands; 2 - Large families and their implications - the large number of children, the socioeconomic situation and the conditions of the production factors did not enable parents to send their kids to school; 3 - The patriarchal family and children's education - family arrangements were ultimately father-centered, severity, children's fear and duties. 4 - Political conflicts witnessed in childhood - The silence culture - accounts of parents' political participation as well as repercussions in their lives; 5 - The use of cultural healing practices as an alternative to health care - more frequently used in childhood - teas, bottled infusions, and the figure of the healer, herbal medication maker, such practices have been perpetuated; 6 - Rural depopulation as an expectation to improve life - it happened in participants' adulthood and features initial difficulties faced in the city; 7 - Losses and coping over lifetime - these events represent moments of anguish, revolt, grief, traces were left, and after overcoming them, they reconstructed their lives and families. 8 - Religiosity and its representation in the oldest-elders' life trajectories - a driving force in their lives, the attachment to religion means beliefs, traditions, values and ways of protection, they expressed their religiosity as unconditional truth; 9 - The current trajectory - a different representation from aging - health care is viewed as priority, they try to eat healthy food and be active. Getting closer to children and grandchildren brings safety and favors mutual help; 10 - Future trajectory and life projects - sound like life continuity and expectations of what they can and long to do in a context of wishes, longings and love declarations to life. The dissimilar categories from the initial comparison were: 1 - Smoking - habit from adolescence - they understand that smoking hinders their quality of life, however one of the oldest-elder claims that cannot give up the habit; 2 - Lonely life - neighbors' friendship as the support network - the lonely life manifested by an oldest-old woman is not viewed as a negative fact but her personal choice; 3 - New oldest-old marriage after spouses' death - men married again when losing their wives, unlike women who remained widows; 4 - Unsafety generated by living in a hazardous area - unsafety caused by the presence of drug dealers in the area features as a kind of violence for the oldest-old; 5 - Working after retirement viewed as a necessity - to support the family with ill, dependent members, who spend higher financial resources on their health care; 6 - Poor health care - regarding the delay in being referred to secondary health care as well as the scarcity of medication usually distributed by the Primary Health Care Unit; 7 - Precarious food due to inadequate nutrient intake - Work distant from home does not enable the oldest-old people to have their meals at home, consequently food intake is poor and lacks nutrients; 8 - Economic factors generating social protection - A stable financial situation brings about better conditions of housing, food, leisure and health care. In this process, elements from the oldest-old people's past and present emerged, which contributed to the development of a theoretical model: "Building longevity along the course of life." Longevity is rooted in the past, strongly influenced by family culture and course of life. The assumptions of Active Aging are more significant in the oldest-old participants' current trajectory where the determinants and the foundations of Active Aging have alternated, not existing a total amount of these factors in the individual narratives. The contributions of the life histories refer to the construction and understanding of the longevity process; partial knowledge, however, in a broader sense, not only social but also biological, psychological, economical, political, cultural and spiritual. The knowledge of life histories pointed to new interventional possibilities of Geriatric Nursing in Primary Health Care, aiming at health promotion and prevention, founded ultimately on the respect to the culture, present in the oldest-old people's course of life.
Descritores: Cuidados de Enfermagem
Enfermagem Geriátrica
IDOSO DE ACETABULARIA ANOS OU MAIS
Modelos Teóricos
Traços de História de Vida
-Percepção
Enfermagem
Acontecimentos que Mudam a Vida
Longevidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 618.970231, W733


  9 / 395 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-859126
Autor: Dias, Ernandes Gonçalves; Souza, Bianca Roberta Silva; Silva, Felipe Emanuel Souza e; Jesus, Marinalva de; Alves, Janine Cinara Silveira.
Título: Estilo de vida de idosos usuários de uma unidade básica de saúde / Lifestyle of the elderly in a basic health unit
Fonte: Arq. ciências saúde UNIPAR;21(2):105-111, maio-ago. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se avaliar o estilo de vida dos idosos de uma Unidade Básica de Saúde. Trata-se de um estudo descritivo, transversal e quantitativo realizado com 35 idosos na faixa etária de 63 e 101 anos, com média de 71 anos (±6,07). Os dados foram coletados por meio de um formulário. Os resultados revelaram que os idosos não têm hábito de adicionar sal extra na alimentação pronta para o consumo (97,1%), não consomem alimentos industrializados (71,4%) e gordura animal (65,7%), não realizam atividade de lazer (60%), não fumam (82,9%) e nem ingerem bebida alcoólica (85,72%), são sedentários (62,9%), e consomem frituras frequentemente ou às vezes (51,4%) e café frequentemente (85,71%). Conclui-se que os idosos adotam algumas medidas de prevenção compatíveis com um estilo de vida saudável como não consumir alimentos industrializados, não adicionar sal aos alimentos prontos para o consumo e não fazer uso de álcool e cigarro.

This study aimed to evaluate the lifestyle of the elderly in a basic health unit. This is a descriptive, cross-sectional and quantitative study of 35 elderly in the age group between 63 and 101 years, with means of 71 (± 6.07) years of age. Data were collected through a form. The results revealed that the elderly have no habit of adding extra salt in the food ready for consumption (97.1%), do not eat processed foods (71.4%) or animal fat (65.7%), do not have any leisure activity (60%), do not smoke (82.9%), and do not ingest alcohol (85.72%). It also revealed that they are sedentary (62.9%), frequently or occasionally eat fried food (51.4%) and often drink coffee (85.71%). It can be concluded that the elderly adopt some prevention measures that are compatible with a healthy lifestyle such as not consuming industrialized foods, not adding salt to ready-to-eat food and not using alcohol or smoking cigarettes.
Descritores: Qualidade de Vida
Saúde da Família
Estudos Transversais
Longevidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1532.9 - CEDIC - Coordenadoria de Editoração e Divulgação Científica


  10 / 395 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1223749
Autor: Goulart, Luana de Souza; Bós, Ângelo José Gonçalves.
Título: Índice de Variabilidade da Dieta relacionada à melhores condições de saúde em nonagenários e centenários, dados do projeto Atenção Multiprofissional ao Longevo / Variability Index of the Diet related to the best health conditions in nonagenarians and centenarians, data from the project Multiprofessional Attention Longevo / Índice de variabilidad de la dieta relacionada con las mejores condiciones de salud en nonagenarios y centenarios, datos del proyecto de atención multiprofesional Longevo
Fonte: Rev. epidemiol. controle infecç;10(2):158-166, abr.-jun. 2020. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Justificativa e Objetivos: Dietas saudáveis apresentam como características não somente a quantidade, mas também variabilidade dos itens alimentares consumidos diariamente.A qualidade da dieta pode então ser classificada através do Índice de Variabilidade da Dieta (IVD), pontuado através número de diferentes itens alimentares consumidos diariamente, estratificado em três níveis: baixo, médio e alto. O objetivo do estudo foi relacionar fatores associados com o IVD em nonagenários e centenários. Métodos: O estudo foi do tipo descritivo, quantitativo e analítico. Foram analisados os dados de 242 participantes de um projeto de acompanhamento a domicílio vinculado a um Programa de Pós-graduação. Resultados: As mulheres (74%) apresentaram maior frequência de IVD alto (35%, p=0,4202), o mesmo acontecendo entre os solteiros (45%) e que referiram saber ler e escrever (35%). A frequência de IVD alto foi observada em participantes referindo melhor percepção de saúde (p=0,0942) e com ausência de xerostomia (p=0,0893), relações consideradas indicativas de significância estatística. A prática de exercício físico também demonstrou maior frequência de IVD alto (44%), o mesmo acontecendo com o não consumo de bebida alcoólica (34%). Participantes com IVD alto apresentaram Índice de Massa Corporal mais baixo, menor circunferência da panturrilha e melhor desempenho cognitivo (p=0,0893). A capacidade de mastigatória e o apetite foram significativamente relacionados com o IVD(p=0,0033 e 0,0368, respectivamente). Conclusão: O IVD está relacionado à melhores condições de saúde em nonagenários e centenários.Optar por uma dieta variada pode ser um fator positivo na qualidade de vida e saúde na longevidade.(AU)

Background and Objectives: Healthy diets present as characteristics not only the quantity, but also variability of the food items consumed daily. The quality of the diet can then be classified through the Dietary Variability Index (IVD), punctuated by the number of different food items consumed daily, stratified into three levels:low, medium and high. The objective of the study was to relate factors associated with IVD in nonagenarians and centenarians.Methods: The study was descriptive, quantitative and analytical. Data from 242 participants of a home-based follow-up project linked to a Postgraduate Program were analyzed. Results: The women (74%) had a higher frequency of high IVD (35%, p=0.4202), as did non-whites (45%), and reported reading and writing %). The frequency of high IVD was observed in participants who reported better health perception (p=0.0942) and absence of xerostomia (p=0.0893),relationships considered indicative of statistical significance.The practice of physical exercise also showed a higher frequency of high IVD (44%), as did non alcoholic beverages (34%). Participants with high IVD presented lower Body Mass Index, lower calf circumference and better cognitive performance (p=0.0893). Masticatory capacity and appetite were significantly related to IVD (p=0.0033 and 0.0368, respectively).Conclusion: That IVD is related to better health conditions in nonagenarians and centenarians. Opting for a varied diet can be a positive factor in quality of life and health in longevity.(AU)

Justificación y objetivos: Las dietas saludables presentan como características no solo la cantidad, sino también la variabilidad de los alimentos que se consumen diariamente. La calidad de la dieta se puede clasificar a través del Índice de Variabilidad Dietética (DIV), puntuado por el número de diferentes alimentos que se consumen diariamente, estratificados en tres niveles: bajo, medio y alto. El objetivo del estudio fue relacionar los factores asociados con la IVD en nonagenarios y centenarios. Métodos: El estudio fue descriptivo, cuantitativo y analítico. Se analizaron los datos de 242 participantes de un proyecto de seguimiento en el hogar vinculado a un programa de posgrado. Resultados: Las mujeres (74%) tuvieron una mayor frecuencia de IVD alta (35%, p=0.4202), al igual que las no blancas (45%) y reportaron lectura y escritura. %). La frecuencia de IVD alta se observó en los participantes que informaron una mejor percepción de la salud (p=0.0942) y la ausencia de xerostomía (p=0.0893), las relaciones consideradas indicativas de significación estadística. La práctica del ejercicio físico también mostró una mayor frecuencia de IVD alta (44%), al igual que las bebidas no alcohólicas (34%). Los participantes con IVD alta presentaron un Índice de Masa Corporal más bajo, menor circunferencia de la pantorrilla y mejor rendimiento cognitivo (p=0.0893). La capacidad masticatoria y el apetito se relacionaron significativamente con la DIV (p=0,0033 y 0,0368, respectivamente). Conclusíon: La DIV está relacionada con mejores condiciones de salud en nonagenarios y centenarios. Optar por una dieta variada puede ser un factor positivo en la calidad de vida y la salud en la longevidad.(AU)
Descritores: Planos e Programas de Saúde
Ingestão de Alimentos
Nível de Saúde
Saúde do Idoso
Longevidade
-Fatores Socioeconômicos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1314.1 - Biblioteca Central



página 1 de 40 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde