Base de dados : LILACS
Pesquisa : G08.686.195.875 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 17 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 17 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1051142
Autor: Bertozzo, Thainá Valente; Moreira, Lucas Roberto; Angelo, Jonatas Medeiros de Almeida; Marcellino, Marcia Clélia Leite.
Título: Valiação do efeito do extrato de Tribulus Terrestris l. Na ocorrência do ciclo estral de camundongos suíços fêmeas ovariectomizadas e não ovariectomizadas / Evaluation of the extract effect of Tribulus terrestris L. on the occurrence of the estral cycle of ovariectomized and not ovariectomized female swiss mice
Fonte: Rev. Salusvita (Online);38(2), 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: a infertilidade ou incapacidade de gerar filhos é um problema que acomete parte da população. Seu tratamento geralmente é feito pela reposição hormonal, no entanto, terapias alternativas com o uso de plantas medicinais vêm sendo adotadas. Objetivo: diante do exposto, o presente estudo teve por objetivo avaliar o efeito do extrato do Tribulus terrestris L. na ocorrência do ciclo estral em camundongos fêmea ovariectomizadas e não ovariectomizadas. Métodos: foram utilizados 28 camundongos suíços fêmeas e adultas, divididas em quatro grupos de 7 animais: grupo sem ovariectomia e sem suplementação ou controle, grupo com ovariectomia e sem suplementação, simulando a infertilidade, grupo tratado com Tribulus terrestris (10mg/kg) com ovariectomia e grupo tratado com Tribulus terrestris L. (10mg/kg) sem ovariectomia. Os extratos foram administrados por gavagem durante 21 dias. O ciclo estral foi analisado ao longo deste mesmo período. Resultados: notou-se aumento significativo na fase proestro do ciclo estral no grupo ovariectomizado e suplementado quando comparado ao grupo ovariectomizado e sem suplementação. Conclusão: o aumento significativo na ocorrência do proestro corresponde a um período do ciclo estral relacionado à ocorrência da ovulação.

Introduction: infertility or inability to generate children is a problem that affects part of the population. Its treatment is usually done by hormone replacement, however, alternative therapies with the use of medicinal plants have been adopted. Objective: in view of the above, the present study aimed to evaluate the effect of Tribulus terrestris L. extract on the occurrence of the estrous cycle in ovariectomized and non ovariectomized mice. Methods: twentyeight female and adult Swiss mice were divided into four groups of 7 animals: group without ovariectomy and without supplementation or control, group with ovariectomy and no supplementation simulating infertility, group treated with Tribulus terrestris L. (10mg / kg) with ovariectomy and group treated with Tribulus terrestris L. (10mg / kg) without ovariectomy. The extracts were administered by way of gavage for 21 days. The estrous cycle was analyzed over this same time. Results: there was a significant increase in the proestrus phase of the estrous cycle in the ovariectomized group and supplemented when compared to the ovariectomized group and without supplementation. Conclusion: the significant increase in the occurrence of proestrus corresponds to a period of the estrous cycle related to the occurrence of ovulation.
Descritores: Ciclo Estral
-Proestro
Tribulus
Limites: Camundongos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR36.1 - Biblioteca


  2 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-976480
Autor: Rodrigues, Alexandra S; Silva, Mariana A. A; Brandão, Tiago O; Nascimento, Aloísio B; Bittencourt, Rodrigo F; Chalhoub, Marcos; Bittencourt, Thereza C. B. S. C; Ribeiro Filho, Antonio de L.
Título: Eficácia da associação dupla dose PGF2 alfa-eCG no proestro de vacas leiteiras mestiças submetidas à IATF / Efficacy of the double PGF2 alpha dose-eCG association in proestrus of crossbred dairy cows submitted to IATF
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(8):1518-1527, Aug. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se avaliar o efeito de uma ou duas doses de prostaglandina F2α (PGF2α) associada ou não a gonadotrofina coriônica equina (eCG) sobre a dinâmica folicular, a função luteal pré-ovulatória, assim como as características morfofuncionais pós-ovulatórias do corpo lúteo (CL) em fêmeas mestiças cíclicas submetidas a um protocolo de inseminação artificial em tempo fixo (IATF). Para tanto, 29 vacas 3/4 Gir x Holandês multíparas foram submetidas ao exame de ultrassonografia (US) transretal e após a detecção do CL iniciou-se um protocolo de IATF em um dia denominado zero (D0), por meio da inserção do implante de progesterona (P4) associado à aplicação de 2,0mg de benzoato de estradiol. No D7 esses animais receberam 12,5mg de dinoprost trometamina. No D9 realizou a remoção dos dispositivos de P4 e aplicou 0,6mg de cipionato de estradiol. Nesse momento, as fêmeas foram subdivididas nos seguintes tratamentos: Grupo Controle (n=7), foi administrado 2,5mL de solução fisiológica; Grupo 2PGF (n=7), aplicou 12,5mg de dinoprost trometamina; Grupo eCG (n=7), administrou-se 300UI de eCG; Grupo 2PGF+eCG (n=8), realizou a aplicação de 300UI de eCG e 12,5mg de dinoprost trometamina. Para avaliar a dinâmica folicular foram realizados exames de US em modo B e power doppler (Mindray Z5, Shenzhen, China) a cada 12h do D7 até o momento da ovulação ou 96h após a remoção dos implantes de P4, mensurando-se o diâmetro folicular (DFOL), a área da parede folicular (AFOL) e a área de perfusão sanguínea da parede folicular (VFOL). Concomitante a cada exame, foram coletadas amostras de sangue sendo determinada a concentração sérica de P4 pré-ovulatória por meio da metodologia de quimioluminescência. No D24 foi realizada a US modo B e doppler analisando-se o diâmetro luteal (DCL), área luteal (ACL) e área de perfusão sanguínea do CL (VCL), assim como, foi coletada amostra de sangue para averiguar a concentração sérica de P4 pós-ovulatória. Os dados foram avaliados pelo Two-way ANOVA e análise de medidas repetidas considerando os efeitos do eCG, 2PGF e interação eCG*2PGF, P<0,05. Não houve diferença significativa entre os protocolos de sincronização para as variáveis DFOL, AFOL e VFOL ao longo do tempo da dinâmica folicular. Os grupos experimentais apresentaram uma concentração sérica de P4 pré-ovulatória semelhante em cada momento da avaliação. Não foi observada distinção da ACL e VCL entre os tratamentos hormonais, contudo o Grupo eCG demonstrou tendência (P=0,08) a apresentar maior DCL em relação ao Grupo 2PGF e 2PGF+eCG. Adicionalmente a estes achados, também foi constatado tendência (P=0,07) a maiores concentrações de progesterona no dia 24 do protocolo nos animais do Grupo eCG (11,00±3,32ng/mL) em relação ao Grupo 2PGF (6,37±1,31ng/mL), enquanto o Controle e 2PGF+eCG demonstraram resultados intermediários que se assemelham a ambos os grupos, com concentrações de 8,43±3,85 e 9,18±2,82ng/mL, respectivamente. As tentativas de ajustes no proestro foram incapazes de melhorar a qualidade folicular e minimizar a função luteal pré-ovulatória, assim como não incrementaram a morfologia do CL e a função luteal pós-ovulatória, sugerindo que em animais cíclicos mestiços protocolos de IATF com a utilização de uma única dose PGF2α e sem o suporte gonadotrófico da eCG parece promover adequada resposta folicular e luteal.(AU)

The study aimed to evaluate the effect of one or two prostaglandin doses F2α (PGF2a) with or without equine chorionic gonadotropin (eCG) in the follicular dynamics, the preovulatory luteal function, as well as the structural and functional characteristics post-ovulatory of the corpus luteum (CL) in cyclic crossbred females subjected to a fixed time artificial insemination (FTAI) protocol. For this, 29 multiparous 3/4 Gyr x Holstein cows were subjected to transrectal ultrasound examination (US) and upon detection of CL initiated a FTAI protocol on day called zero (D0) by the insertion of progesterone implant (P4) associated with the application of 2.0mg estradiol benzoate. On D7, these animals received 12.5mg of dinoprost tromethamine. At D9 happened the removal of the P4 devices and was applied 0.6mg of estradiol cypionate. At that time, the females were divided into the following treatments: control group (n=7) - which received 2.5mL of saline solution, 2PGF group (n=7) - received 12.5mg of dinoprost tromethamine, eCG group (n=7) - was administered 300IU eCG and eCG+2PGF group (n=8) - which received 300 IU eCG and 12.5mg of dinoprost tromethamine. To assess follicular dynamics were performed US scans B-mode and power doppler (Mindray Z5, Shenzhen, China) each 12h on D7 until the time of ovulation or until 96h after removal of the P4 implants, considering the follicular diameter (DFOL), the area of the follicular wall (AFOL) and the blood perfusion area of the follicular wall (VFOL). Concomitant with each test, blood samples were collected to determine the serum concentration of P4 preovulatory by chemiluminescence methodology. In D24 had held US B-mode and doppler to analyse the luteal diameter (DCL), luteal area (ACL) and blood perfusion area CL (VCL). Also, a blood sample was collected to determine the serum concentration of P4 post-ovulatory. All data was evaluated by Two-way ANOVA and repeated measures analysis considering the effects of eCG, 2PGF and eCG*2PGF, P<0.05. There was not significant difference between the synchronization protocols for DFOL, AFOL and VFOL variables over time of follicular dynamics. Experimental groups had a serum concentration of P4 preovulatory similar in every moment of evaluation. There wasn't distinction of ACL and VCL between hormone treatments. However, the eCG group showed a tendency (P=0.08) to present higher DCL compared to the 2PGF and 2PGF+eCG groups. In addition to these findings, there was also a tendency (P=0.07) to higher concentrations of P4 on D24 of the protocol in the animals of the eCG group (11.00±3.32ng/mL) compared to the 2PGF group (6,37±1.31ng/mL), meanwhile the Control and 2PGF+eCG showed intermediate results that resembled both groups, with concentrations of 8.43±3.85 and 9.18±2.82ng/mL, respectively. Attempts to adjust proestrus were unable to improve follicular quality and minimize preovulatory luteal function, nor did they increase CL morphology and post-ovulatory luteal function, suggesting that in cyclic animals, FTAI protocols using a single PGF2α dose and without the gonadotrophic support of eCG seems to promote adequate follicular and luteal responses.(AU)
Descritores: Proestro/fisiologia
Bovinos/metabolismo
Gonadotropinas Equinas/análise
-Sincronização do Estro
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-762566
Autor: Heydari, Leila; Mugahi, Seyed Mohamad Hossein Noori; Fazelipour, Simin; Koruji, Morteza; Alizadeh, Rafieh; izadpanah, Melika; Abbasi, Niloufar; Abbasi, Mehdi.
Título: Effects of ovarian varicose vein on mitochondrial structure, malondialdehyde and prooxidants: antioxidants balance in rat ovaries / Efectos de las venas ováricas varicosas sobre la estructura mitocondrial, niveles de malondialdehído y balance prooxidantes: antioxidantes en ovarios de ratas
Fonte: Int. j. morphol;33(3):930-935, Sept. 2015. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Oxidative stress is increased in varicose veins. Many studies have implicated oxidative stress in the pathogenesis of infertility causing diseases of the female reproductive tract. The aim of this study was to determine whether varicocele can cause raised levels of reactive oxygen species and denaturation of mitochondrial structure in ovaries of female rats or not. In each experimental study, 15 weaning-age female rats were divided equally in 3 groups: Unilateral Varicose Vein (A), Sham (B) and Control (C) groups. Mitochondrial structure and malondialdehyde levels as a product of lipid peroxidation and Prooxidants-Antioxidants Balance were evaluated 60 days after intervention in proestrus stage. Comparisons between groups were made by the measured test. After 2 months, our results showed that mitochondrial structure ultra-structurally was denatured with histologic examination, malondialdehyde and prooxidants-antioxidants balance levels of left ovaries increased significantly in varicocele group compared to control and sham groups (P0.05). In the right side, malondialdehyde increased significantly, but in prooxidants-antioxidants balance levels, there is no significant differences between groups. The data of control and sham groups were the same. These findings may support the concept that increased levels of malondialdehyde and PAB in varicocele may cause negative effects on fertility, so using antioxidants maybe useful.

El estrés oxidativo aumenta en las venas varicosas. Diversas investigaciones han implicado al estrés oxidativo en la patogénesis de las enfermedades que causan la infertilidad del tracto reproductivo femenino. El objetivo de este estudio fue determinar si el varicocele puede provocar niveles de especies reactivas del oxígeno y la desnaturalización de la estructura mitocondriales en los ovarios de ratas. En cada estudio experimental, cinco ratas hembras en edad de destete se dividieron por igual en 3 grupos: Várices unilateral (A), simulado (B) y control (C). La estructura mitocondrial y los niveles de malondialdehído como un producto de la peroxidación lipídica y el balance pro-oxidantes-antioxidantes (BPA) se evaluaron 60 días después de la intervención en la etapa proestro. Las comparaciones entre grupos se realizaron mediante la prueba de medición. Después de 2 meses, observamos que la estructura mitocondrial se desnaturalizó ultraestructuralmente, los niveles malondialdehído y el balance prooxidantes-antioxidantes de los ovarios izquierdos aumentaron significativamente en el grupo A en comparación con los grupos B y C (P0.05). En el lado derecho, los niveles de malondialdehído aumentaron significativamente, pero el BPA, no mostró diferencias significativas entre los grupos. Los datos de los grupos B y C eran los mismos. Estos hallazgos pueden apoyar el concepto de que el aumento de niveles de malondialdehído y BPA en presencia de varicocele, puede causar efectos negativos sobre la fertilidad, por tanto el uso de antioxidantes puede resultar útil.
Descritores: Ovário/irrigação sanguínea
Ovário/patologia
Varizes/patologia
-Antioxidantes/análise
Peroxidação de Lipídeos
Malondialdeído/análise
Microscopia Eletrônica
Mitocôndrias/patologia
Estresse Oxidativo
Proestro
Ratos Wistar
Limites: Animais
Feminino
Ratos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Simöes, Manuel de Jesus
Baracat, Edmund Chada
Texto completo
Id: lil-759286
Autor: Araujo, Ariadne Stavare Leal; Simões, Manuel de Jesus; Verna, Carina; Simões, Ricardo Santos; Soares Júnior, José Maria; Baracat, Edmund Chada; Gomes, Regina Célia Teixeira.
Título: Influence of hyperprolactinemia on collagen fibers in the lacrimal gland of female mice
Fonte: Clinics;70(9):632-637, Sept. 2015. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE:To quantify the collagen fibers in the lacrimal gland of female mice with hyperprolactinemia.METHODS:Forty adult female mice were randomly divided into two groups with 20 animals each: nonpregnant control (CTR1, control group, 0.2 mL of saline solution) and nonpregnant experimental (HPRL1, experimental group, 200 µg/day metoclopramide). Treatments lasted for 50 consecutive days. On day 50, 10 females from each group (control and experimental) were euthanized in the proestrus phase; then, the blood was collected and the lacrimal glands were removed. Thereafter, the remaining females were placed with the mates and continued to receive treatment with saline solution or metoclopramide. On the 6th post-coital day, 10 pregnant females from the control group (CTR2) and 10 pregnant females from the experimental group (HPRL2) were euthanized, after which blood was collected and the lacrimal glands removed. The lacrimal glands were processed for morphological analyses and collagen quantification, and prolactin and sex steroid levels were measured in the blood samples. Data were statistically analyzed using an unpaired Student t test (p<0.05).RESULTS:Morphological analysis revealed greater structural tissue disorganization of the lacrimal glands in the metoclopramide-treated groups. The total collagen content was significantly higher in the HPRL1 group than in the CTR1 group (p<0.05), whereas the difference between the CTR2 and HPRL2 groups was not significant.CONCLUSION:Our data suggest an impairment in the functioning of the lacrimal gland as a consequence of increased prolactin levels and decreased serum levels of estrogen and progesterone.
Descritores: Colágeno/efeitos dos fármacos
Hiperprolactinemia/induzido quimicamente
Aparelho Lacrimal/efeitos dos fármacos
-Colágeno/análise
Estradiol/sangue
Hiperprolactinemia/sangue
Hiperprolactinemia/patologia
Aparelho Lacrimal/patologia
Metoclopramida
Proestro/sangue
Progesterona/sangue
Prolactina/sangue
Radioimunoensaio
Distribuição Aleatória
Limites: Animais
Feminino
Camundongos
Gravidez
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-687622
Autor: Lopes, Patrícia Rotta; Furtado, Priscila Viau; Oliveira, Claudio Alvarenga de.
Título: Eficiência da mensuração de progesterona salivar para identificar a ovulação em cadelas / Efficiency of salivary progesterone measurement to identify the ovulation in bitches
Fonte: Braz. j. vet. res. anim. sci;49(4):269-276, 2012.
Idioma: pt.
Resumo: Vários autores enfatizaram a importância do monitoramento do ciclo estral em cadelas e citaram exemplos de como realizar tal procedimento. O objetivo deste estudo foiavaliar a técnica de dosagem de progesterona salivarem cadelas para identificar a ovulação nesta espécie. Para composição do grupo experimental, foram utilizadas 13 cadelas, de diferentes raças (sem raça definida, Buldogue Inglês, Bernesse Mountain Dog) e diferentes idades (11 meses a 9 anos). Amostras de sangue e saliva foram colhidas simultaneamente em todos os animais, a partir dos primeiros sinais clínicos de proestro. Amostras salivares foram obtidas com o uso de dispositivo comercial específico (Salivette®). Este método foi eficaz, visto ter tornado possível obter volume suficiente para dosagem de progesterona na grande maioria das amostras (100 μL para dosagens em duplicata). As concentrações de progesterona no soro foram determinadas pela técnica de radioimunoensaio e na saliva por enzimaimunoensaio, ambas com kits comerciais. Observou-se uma relação linear crescente e positiva entre a progesterona sérica e salivar (r=0,704; p<0,0001) em cadelas. Uma das cadelas apresentou ciclo anovulatório, no qual, durante 13 dias, as concentrações séricas de progesterona sérica se mantiveram entre 1,67 e 3,76 ng/mL e as concentrações salivares de progesterona entre 19,55 e 236,77 pg/mL. Conclui-se que as concentrações de progesterona salivarmensuradas pela técnica de enzimaimunoensaio podem ser utilizadas para avaliar a ocorrência ou ausência de ovulação em cadelas.

Several authors have emphasized the importance of monitoring estrous cycle in bitches and mentioned technique examples of how it can be done. The aim of this study was to evaluate the salivary progesterone quantification technique in order to identify ovulation in this species. To compound the experimental group, 13 bitches of different breeds (no specific breed, English Bulldog, Bernesse Mountain Dog)and different ages (from 11 months to 9 years old) were used. Blood and saliva samples were collected simultaneously in all animals, starting about the first day of proestrus clinical signs. Salivary samples were collected with a specific commercial device (Salivette®). This method was effective, since it has become possible to obtain enough volume in almost all samples to quantify salivary progesterone (100 μL for duplicate quantification). Serum progesterone was quantified by radioimmunoassay and salivary progesterone by enzyme immunoassay, both of them with commercial kits. There was an increasing, linear and positive correlation between salivary and serum progesterone (r=0.704; p<0.0001) in bitches. One of the animals had an anovulatory cycle, in which, for 13 days, seric progesterone levels were maintained between 1.67 and 3.76 ng/mL and salivary progesterone levels were maintained between 19.55 and 236.77 pg/mL. It was concluded that salivary progesterone levels measured by enzyme immunoassay is a technique that can be used to evaluate the presence or absence of ovulation in bitches.
Descritores: Cães/classificação
Progesterona/química
Reprodução/fisiologia
-Proestro/fisiologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Baracat, Edmund Chada
Texto completo
Id: lil-528536
Autor: Gomes, Regina Célia Teixeira; Oliveira, Patrícia Bedesco de; Rossi, Alexandre Guilherme Zabeu; Baracat, Maria Cândida Pinheiro; Simões, Ricardo Santos; Baracat, Edmund Chada; Junior, José Maria Soares.
Título: Efeitos da hiperprolactinemia sobre o útero de camundongos no proestro / Hyperprolactinemia effects on the female mice uterus during proestrous
Fonte: Rev. bras. ginecol. obstet;31(8):385-390, ago. 2009. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: avaliar o efeito da hiperprolactinemia induzida pela metoclopramida sobre o endométrio e miométrio de camundongos fêmeas na fase de proestro. MÉTODOS: 24 camundongos fêmeas foram divididas aleatoriamente em dois grupos: GCtr/controle e GExp/tratadas com metoclopramida (6,7 µg/g por dia). Após 50 dias, os animais foram sacrificados na fase de proestro, e o sangue foi coletado para determinação dos níveis de estradiol, progesterona e prolactina. Os cornos uterinos foram removidos e fixados em formol a 10 por cento; foram, então, processados para inclusão em parafina. Cortes de 4 µm foram corados pela hematoxilina-eosina (H/E). Na análise morfológica, foi utilizado microscópio de luz, da marca Carl Zeiss, com objetivas variando de 4 a 400 X, para caracterização de cada corte histológico. Na análise morfométrica, foi avaliada a espessura do epitélio superficial, da lâmina própria e do miométrio, com auxílio de um analisador de imagem (AxionVision, Carl Zeiss) acoplado ao microscópio de luz (Carl Zeiss). A análise estatística foi realizada pela ANOVA seguida pelo teste Wilcoxon. O valor de p foi considerado significante quando < 0,05. RESULTADOS: os achados mostraram aumento dos níveis séricos de prolactina (295,6±38,0 ng/mL) e redução significante dos de progesterona (11,3±0,9 ng/mL) no GExp em comparação ao GCtr (45,5±5,2 ng/mL e 18,2±1,6 ng/mL, respectivamente) (p<0,001). Com relação aos níveis séricos de estradiol, não foram obtidas diferenças significantes entre os grupos (GExp=119,1±12,3 pg/mL e o GCtr=122,7±8,4 pg/mL, p=0,418). O estudo morfológico mostrou que o útero do GExp apresentou endométrio com epitélio superficial e lâmina própria mais desenvolvida quando comparado ao GCtr, o mesmo ocorrendo no miométrio. Os valores morfométricos das espessuras do epitélio luminal (8,0±1,1 µm) e do endométrio (116,2±21,1x10² µm) do GCtr foram inferiores ao GExp (10,2±0,8 µm e 163,2±23,3x10² µm com p<0,05) respectivamente. Já os dados ...

PURPOSE: to evaluate the effect of hyperprolactinemia induced by metoclopramide on the endometrium and myometrium of female mice in the proestrus phase. METHODS: 24 female mice were randomly divided in two groups: CtrG/control and ExpG/treated with metoclopramide (6.7 mg/g daily). After 50 days, the animals were sacrificed in the proestrus phase, and the blood was collected to determine the levels of estradiol, progesterone and prolactin. The uterine horns were removed, fixed in 10 percent formaldehyde and processed before being included in paraffin. Slices of 4 µm were stained by hematoxylin and eosin (H/E). In the morphological analysis, a Carl Zeiss light microscope, with objectives varying from 4 to 400 X was used for each histological slice characterization. In the morphometrical analysis, the superficial epithelium, the lamina propria and the myometrium thickness were evaluated, with the help of an image analyzer (AxionVision - Carl Zeiss) attached to the light microscope (Carl Zeiss). The statistical analysis was done by ANOVA, followed by the Wilcoxon test. P-value was considered as significant, when <0.05. RESULTS: our findings have shown an increase in the seric levels of prolactin (295.6±38.0 ng/mL) and significant decrease in the progesterone levels (11.3±0.9 ng/mL) in the ExpG, as compared to the CtrG (45.5±5.2 ng/mL and 18.2±1.6 ng/mL, respectively; p<0.001). Concerning the seric level of estradiol, significant differences between the groups were not obtained (ExpG=119.1±12.3 pg/mL and CtrG=122.7±8.4 pg/mL; p=0.418). The morphological study has shown that the uterus from the ExpG presented the endometrium with more developed superficial epithelium and lamina propria, as compared to the CtrG, the same happening with the myometrium. The thickness morphometrical values of the luminal epithelium (8.0±1.1 µm) and endometrium (116.2±21.1x10² µm) from the CtrG were lower than the ones from the ExpG (10.2±0.8 µm and 163.2±23.3x10² ...
Descritores: Hiperprolactinemia/patologia
Proestro
Útero/patologia
-Hiperprolactinemia/sangue
Limites: Animais
Feminino
Camundongos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-480247
Autor: Vilela, Márcio Gomes; Santos Júnior, João Lúcio dos; Silva, João Gilberto de Castro e.
Título: Determinação do ciclo estral em ratas por lavado vaginal / Determination of estrous cycle in rats by vaginal lavage
Fonte: Femina;35(10):667-670, out. 2007. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: determinar as fases do ciclo estral em ratas, utilizando o lavado vaginal, fornecendo a pesquisadores considerações úteis para o seu reconhecimento. Métodos: coleta da secreção vaginal de ratas wistar, por lavado vaginal a fresco, observada em microscópio ótico com objetivas de 10 e 40 vezes, realizada pela manhã, durante dois ciclos completos, em 70 ratas. Resultados: o ciclo estral tem duração média de quatro dias e pode ser dividido em diestro I e II, proestro e estro, os quais podem ser determinados pela distribuição dos tipos celulares no lavado vaginal. Os três tipos celulares que predominam são os leucócitos, células arredondadas nucleadas e células epiteliais cornificadas. Conclusão: o lavado vaginal de ratas constitui um método importante para o estudo das alterações que ocorrem durante o ciclo estral, devido às mudanças abruptas nos níveis de estradiol que ocorrem nas quatro fases do ciclo. A observação é rápida e fácil de ser realizada.
Descritores: Diestro/fisiologia
Estradiol
Estro
Estro/fisiologia
Proestro/fisiologia
Vagina/citologia
-Ratos Wistar
Limites: Feminino
Ratos
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  8 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Simöes, Manuel de Jesus
Baracat, Edmund Chada
Texto completo
Id: lil-439306
Autor: Verna, Carina; Soares Júnior, José Maria; Martins, Fernanda Watanabe; Teixeira, Regina Célia; Mosquette, Rejane; Simões, Ricardo Santos; Simões, Manuel de Jesus; Baracat, Edmund Chada.
Título: Efeito da hiperprolactinemia induzida pela metoclopramida na córnea de camundongas / Effects of metoclopramide-induced hyperprolactinemia on the murine corneal
Fonte: Arq. bras. oftalmol;69(5):645-649, set.-out. 2006. ilus, tab.
Idioma: pt; en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: OBJETIVO: Avaliar as alterações morfológicas promovidas pela hiperprolactinemia induzida pela metoclopramida na córnea de camundongas durante a fase de proestro e na gestação. MÉTODOS: Quarenta camundongas adultas foram divididas, aleatoriamente, em dois grupos, a saber: controle (CTR1) e metoclopramida (MET1). Após 50 dias metade dos animais de cada grupo foram sacrificados. O restante dos animais foi acasalado, constituindo dois grupos: controle prenhe (CTR2) e o metoclopramida prenhe (MET2), que foi sacrificado no 6° dia de gestação. Após decapitação dos animais coletou-se sangue para dosagens de estradiol, progesterona e prolactina, em seguida removidos os globos oculares para estudo histomorfométrico da córnea. RESULTADOS: As espessuras do epitélio, estroma, endotélio e a espessura total das córneas dos grupos experimentais: MET1 e MET2 mostraram-se mais espessados quando comparados com os grupos controles: CTR1 e CTR2, respectivamente. Houve redução dos níveis hormonais do estrogênio e da progesterona nos animais que receberam metoclopramida em comparação com os respectivos controles (CTR1: estradiol = 156,6±42,2 pg/ml; progesterona = 39,4±5,1 ng/ml; prolactina = 130,4±26,2 ng/ml; MET1: estradiol = 108,0±33,1 pg/ml; progesterona = 28,0±6,4 ng/ml; prolactina = 551,5± 23,3 ng/ml; CTR2: estradiol = 354,0±56,0 pg/ml; progesterona = 251,0± 56,0 ng/ml; prolactina = 423,2±28,1 ng/ml; MET2: estradiol = 293,0± 43,0 pg/ml; progesterona = 184,0±33,0 ng/ml; prolactina = 823,1±51,1 ng/ml). CONCLUSÃO: A hiperprolactinemia induzida pela metoclopramida produziu espessamento da córnea, sobretudo, em camundongas prenhes. Possivelmente este efeito está relacionado com a redução da produção hormonal de estrogênio e de progesterona.

PURPOSE: To evaluate the morphological changes in murine cornea upon metoclopramide-induced hyperprolactinemia during the proestrous phase or pregnancy. METHODS: Forty adult mice were divided into two groups: (control) CTR1 and (treated with metoclopramide (MET1). After fifty days, half of the mice were sacrificed. The remaining animals were mated, and then labeled as pregnant controls (CTR2). Part of these animals were treated with metoclopramide and constituted the metoclopramide-treated pregnant (MET2) group. The groups CTR2 and MET2 were sacrificed on the 6th day of pregnancy. The hormonal levels were assessed by chemioluminescence and radioimmunoassay methods and the cornea was removed for the histomorphometric study. RESULTS: The epithelial, stromal, endothelial and total thickness in the experimental group was: MET1 and MET2 were higher than one in the control group: CTR1 and CTR2. There was a significant reduction of the hormonal level in the animals that received metoclopramide as compared to controls (CTR1: estradiol = 156.6±42.2 pg/ml; progesterone = 39.4±5.1 ng/ml; prolactin = 130.4±26.2 ng/ml; MET1: estradiol = 108.0±33.1 pg/ml; progesterone = 28.0±6.4 ng/ml; prolactin = 551.5±23.3 ng/ml; CTR2: estradiol = 354.0±56.0 pg/ml; progesterone = 251.0±56.0 ng/ml; prolactin = 423.2±28.1 ng/ml; MET2: estradiol = 293.0±43.0 pg/ml; progesterone = 184.0±33.0 ng/ml; prolactin = 823.1±51.1 ng/ml). CONCLUSION: The metoclopramide-induced hyperprolactinemia may increase corneal layers, mainly in pregnant mice. Possibly, this effect is related to reduction in estrogen and progesterone production.
Descritores: Córnea/efeitos dos fármacos
Antagonistas de Dopamina/toxicidade
Hormônios Gonadais/sangue
Hiperprolactinemia/patologia
Metoclopramida/toxicidade
Proestro/efeitos dos fármacos
-Humor Aquoso
Córnea/patologia
Modelos Animais de Doenças
Estradiol/sangue
Histocitoquímica
Hiperprolactinemia/induzido quimicamente
Processamento de Imagem Assistida por Computador
Prenhez
Progesterona/sangue
Prolactina/sangue
Limites: Animais
Feminino
Gravidez
Camundongos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-317069
Autor: Tanno, Ana Paula; Bianchi, Fábio José; Marcondes, Fernanda Klein.
Título: Influência do ciclo estral sobre a sensibilidade da resposta cronotrópica à norepinefrina em ratas submetidas a estresse oxidativo / Influence of estrous cycle on the sensitivity of cronotropic answer to norepinephrine in rats submitted to acute stress
Fonte: RBCF, Rev. bras. ciênc. farm. (Impr.);38(1):63-70, jan.-mar. 2002. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O estresse pode alterar a sensibilidade da resposta cronotrópica às catecolaminas em vários tecidos. O objetivo deste estudo foi avaliar a sensibilidade à norepinefrina (NE) em átrios direitos de ratas submetidas ao estresse agudo por nataçäo nas fases de estro e proestro. Ratas Wistar em estro ou proestro foram submetidas a um sessäo de 50min de nataçäo, após a qual foram anestesiadas e sacrificadas. Os átrios direitos destes animais e de ratas controle foram isolados para a obtençäo de curvas concentraçäo-efeito à NE antes e após o bloqueio dos sistemas de metabolizaçäo das catecolaminas (fenoxibenzamina + estradiol). Os dados foram analisados por ANOVA ou teste t de Student. Näo houve diferenças...
Descritores: Estro
Natação/fisiologia
Norepinefrina
Proestro
Estresse Fisiológico
-Análise de Variância
Anestesia
Coleta de Dados
Estudo de Avaliação
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  10 / 17 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-314063
Autor: Bianchi, Fábio José; Tanno, Ana Paula; Marcondes, Fernanda Klein.
Título: Relação entre nível de estresse e supersensibilidade à norepinefrina em ratas no proestro / Relationship between the level of stress and supersensitivity to norepinephrine in female rats at proestrus
Fonte: RBCF, Rev. bras. ciênc. farm. (Impr.);37(3):391-398, set.-dez. 2001. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Nosso objetivo foi estudar a relação entre o nível de estresse avaliado comportamentalmente, e a sensibilidade da resposta cronotrópica à norepinefrina (NE) de ratas submetidas ao estresse por natação. Ratas em estro ou proestro foram submetidas a uma sessão de 50 min. de natação. Foram avaliados o tempo de tentativa de fuga e o tempo de imobilidade durante a natação. Imediatamente após o estresse, ratas estressadas e controles foram sacrificadas e o átrio direito foi isolado para obtenção de curvas concentração-efeito à NE. No proestro, o tempo de tentativa de fuga foi maior do que no estro (p<0,05). O tempo de imobilidade, por outro lado, foi menor no proestro do que no estro (p<0.05)...
Descritores: Comportamento Animal
Estro
Natação/fisiologia
Norepinefrina
Proestro
Síndrome de Adaptação Geral/fisiopatologia
Síndrome de Adaptação Geral/metabolismo
-Coleta de Dados
Estudo de Avaliação
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde