Base de dados : LILACS
Pesquisa : G08.686.523 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 637 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 64 ir para página                         

  1 / 637 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1090257
Autor: Amaral, Sheila Afonso do; Bielemann, Renata Moraes; Del-Ponte, Bianca; Valle, Neiva Cristina Jorge; Costa, Caroline dos Santos; Oliveira, Martiele da Silva; Santos, Iná S.
Título: Intenção de amamentar, duração do aleitamento materno e motivos para o desmame: um estudo de coorte, Pelotas, RS, 2014 / Intención de amamantar, duración de la lactancia materna y motivos para la ablactación: estudio de cohorte, Pelotas, RS, Brasil, 2014 / Maternal intention to breastfeed, duration of breastfeeding and reasons for weaning: a cohort study, Pelotas, RS, Brazil, 2014
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;29(1):e2019219, 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: International Atomic Energy Agency (IAEA).
Resumo: Resumo Objetivo: avaliar a intenção materna de amamentar, duração do aleitamento materno até os 24 meses e os motivos para o desmame no primeiro ano de vida. Métodos: trata-se de estudo de coorte realizado em Pelotas, RS, Brasil, com participantes do Multi-Centre Body Composition Study; para a análise da duração da amamentação, utilizou-se tábua de vida. Resultados: das 1.377 mães rastreadas, 74,3% relataram intenção de amamentar exclusivamente até os 6 meses, enquanto 91,1% pretendiam prolongar o aleitamento materno até pelo menos os 12 meses; até pelo menos 6 meses, 58,0% das crianças foram amamentadas; a mediana da amamentação foi de 10,8 meses (IIQ: 5,8 a 23,0); os principais motivos relatados para desmame foram leite insuficiente (57,3%), retorno ao trabalho/escola (45,5%) e recusa inexplicável do bebê (40,1%). Conclusão: apesar da intenção de amamentar, persistem barreiras estruturais e sociais que interferem no sucesso da amamentação, especialmente as relacionadas ao trabalho materno.

Resumen Objetivo: evaluar la intención materna de amamantar, la duración de la lactancia materna hasta los 24 meses de edad y los motivos para la ablactación en el primer año de vida. Métodos: se trata de un estudio de cohorte realizado en Pelotas, RS, Brasil, con participantes del Multi-Centre Body Composition Study; para el análisis de la duración de la lactancia, se utilizó la tabla de vida. Resultados: de las 1.377 madres rastreadas, el 74,3% tenía intención de amamantar exclusivamente hasta los 6 meses, mientras que el 91,1% pretendía prolongarla hasta por lo menos los 12 meses; el 58,0% de los niños fueron amamantados hasta, al menos, los 6 meses; la mediana de la lactancia fue de 10,8 meses (IIQ: 5,8 a 23,0); los principales motivos para el destete fueron: leche insuficiente (57,3%), retorno al trabajo/escuela (45,5%) y la negativa inexplicable del bebé (40,1%). Conclusión: los resultados muestran que, a pesar de la intención de amamantar, todavía hay barreras estructurales y sociales que interfieren en el éxito de la lactancia, especialmente los relacionados con el trabajo materno.

Abstract Objective: to evaluate maternal intention to breastfeed, duration of breastfeeding up to 24 months-of-age and reasons for weaning in the first year of life. Methods: this was a cohort study conducted in Pelotas, RS, Brazil, with participants from the Multi-Center Body Composition Study; a life table was used to analyze duration of breastfeeding. Results: of the 1377 mothers screened, 74.3% reported intending to exclusively breastfeed up until 6 months, while 91.1% intended to prolong breastfeeding until at least 12 months; 58.0% of children were breastfed up to at least 6 months; median breastfeeding duration was 10.8 months (IQR: 5.8 - 23.0); the main reasons reported for weaning were insufficient breast milk (57.3%), return to work/school (45.5%), and unexplained refusal by the baby (40.1%). Conclusion: the results show that despite the intention to breastfeed, there are still structural and social barriers that interfere with successful breastfeeding, especially those related to working mothers.
Descritores: Desmame
Aleitamento Materno
-Lactação
Estudos Transversais
Leite Humano
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  2 / 637 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089523
Autor: Nardi, Adriana Lüdke; Frankenberg, Anize Delfino von; Franzosi, Oellen Stuani; Santo, Lilian Córdova do Espírito.
Título: Impacto dos aspectos institucionais no aleitamento materno em mulheres trabalhadoras: uma revisão sistemática / Impact of institutional aspects on breastfeeding for working women: a systematic review
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1445-1462, abr. 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A amamentação é considerada o método ideal de alimentação no início da vida, porém tem baixa prevalência mundial, sendo o trabalho materno um dos obstáculos para a continuidade dessa prática. O objetivo deste artigo é revisar sistematicamente estudos que avaliaram a associação entre aspectos institucionais e aleitamento materno e aleitamento materno exclusivo em mulheres trabalhadoras. Foi realizada uma revisão sistemática da literatura nas bases de dados PubMed, LILACS e SciELO, até junho de 2016 (termos de indexação: breastfeeding, workplace e observational study). Dezoito estudos foram incluídos nesta revisão sistemática, sendo demonstrada associação positiva com a amamentação: o retorno tardio e o não retorno ao trabalho, o trabalho em tempo parcial, a sala de apoio à amamentação, a disponibilidade de tempo para a expressão do leite materno, a consulta com enfermeiro após o retorno ao trabalho e a participação em programa de apoio à amamentação. Associação negativa com a amamentação foi demonstrada em relação ao trabalho em tempo integral. Intervenções simples no local de trabalho e algumas mudanças na política da empresa direcionadas ao incentivo da amamentação podem influenciar positivamente a continuidade dessa prática após as mães retornarem ao trabalho.

Abstract Breastfeeding is considered the ideal feeding method early in life. Despite the scientific evidence, the worldwide prevalence of breastfeeding is low. Maternal work is pointed out as one of the obstacles to maintain this practice. To systematically review studies that evaluated the association between institutional aspects and breastfeeding and exclusive breastfeeding among working women. A literature search until June 2016 was carried out using PubMed, LILACS, and SciELO (MeSH terms: breastfeeding, workplace and observational study). Eighteen observational studies were included. A positive association with breastfeeding were found for later or not return to work, part-time work, availability or the use of lactation room, breast pumping breaks, professional advice on maintaining breastfeeding after returning to work, and attendance at breastfeeding support program. A negative association with breastfeeding was shown for full-time work. Simple interventions in the workplace and some changes in company policy to encourage breastfeeding can positively influence its maintenance after women return to work.
Descritores: Mulheres Trabalhadoras
Aleitamento Materno
Política Organizacional
Local de Trabalho
Emprego
-Fatores de Tempo
Lactação
Estudos Observacionais como Assunto
Retorno ao Trabalho
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 637 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131469
Autor: Borges, L. A; Ruas, J. R. M; Rocha Júnior, V. R; Carvalho, C. C. S; Monção, F. P; Gomes, V. M; Rigueira, J. P. S; Pinheiro, P. G. M; Sales, E. C. J; Rufino, L. D. A; Silva, E. A; Queiroz, D. S; Ferreira, H. C.
Título: Effects of short-term feed restriction on the physiological parameters and metabolites of F1 Holstein x Zebu cows in different stages of lactation / [Efeitos da restrição alimentar de curto prazo sobre os parâmetros fisiológicos e metabólicos de vacas F1 Holstein x Zebu em diferentes estágios da lactação]
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(4):1545-1554, July-Aug. 2020. tab.
Idioma: en.
Projeto: Finep; . MCTI; . Epamig; . Foundation for Research Support of the State of Minas Gerais; . Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Resumo: This study aimed to evaluate the effects of different nutritional plans on the productive, physiological and metabolic parameters of F1 ½ Holstein x ½ Zebu cows in different stages of lactation. Sixty lactating cows were allotted to a completely randomized 5 x 3 factorial design with five feed allowances and three lactation periods. The dry matter intake, milk yield and heart rate were reduced by 5.69kg, 2.41kg and 10.36 beats/min (morning) and 10.25 beats/min (afternoon) for each 1% feed restriction, respectively. There was no difference in the concentration of glucose, total protein, albumin, cholesterol and non-esterified fatty acids for cows subjected to different feed allowances, with means of 95.25, 7.98, 2.95, 121.68 and 0.45mg/dL, respectively. Feed restriction of up to 2.50% BW is a cost reduction strategy that does not alter milk yield, regardless of the stage of lactation.(AU)

Objetivou-se avaliar os efeitos de diferentes planos nutricionais sobre as características produtivas, fisiológicas e metabólicas de vacas F1 ½ Holandês x ½ Zebu. Foram utilizadas 60 vacas em lactação, seguindo-se o delineamento inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 5 x 3, com cinco níveis de oferta de dieta e três períodos de lactação. À medida que se aumentou 1% na restrição da oferta da dieta, houve redução linear de 5,69kg no consumo de matéria seca pelos animais, 2,41kg na produção de leite, bem como de 10,36bat/min (manhã) e 10,25 bat/min (tarde) na frequência cardíaca dos animais. Não houve diferença para a concentração de glicose, proteínas totais, albumina, colesterol e NEFA com a restrição na oferta da dieta dos animais, sendo a média de 95,25, 7,98, 2,95, 121,68 e 0,45mg/dL, respectivamente. Recomenda-se a restrição de até 2,50% de peso corporal como estratégia de redução dos custos em todos os estágios em lactação, visando não alterar, economicamente, a produção de leite.(AU)
Descritores: Lactação
Colesterol/análise
Dietoterapia/veterinária
Glucose/análise
-Ácidos Graxos não Esterificados
Taxa Respiratória
Limites: Animais
Feminino
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 637 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Costa, M. D
Texto completo
Id: biblio-1131483
Autor: Santana, P. F; Rocha Júnior, V. R; Monção, F. P; Ruas, J. R. M; Borges, L. A; Ramos, J. C. P; Hora, F. F; Oliveira, M. C; Sales, E. C. J; Carvalho, C. C. S; Costa, M. D; Silva, M. F. P.
Título: Nutritional, behavioral and performance parameters of F1 Holstein x Zebu cows at different lactation stages / [Parâmetros nutricionais, comportamento ingestivo e desempenho de vacas F1 Holandês x Zebu em diferentes estádios da lactação]
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(4):1469-1478, July-Aug. 2020. tab.
Idioma: en.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Resumo: The objective of this study was to evaluate the different lactation stages of F1 Holstein x Zebu cows on intake and digestibility of nutrients, nitrogen use efficiency, feeding behavior and performance. Thirty-six F1 Holstein × Zebu cows with initial body weight (BW) of 482±43kg were used. The early, mid and late lactation stages were characterized after 50±13, 111.5±11.75 and 183.0±17.5 days in milk, respectively. A completely randomized design with three lactation stages and 12 cows in each treatment group was used. Dry matter intake (P=0.01) was higher in late lactation. Milk yield (P<0.01) was 24.17% higher in early lactation than in other stages. Body weight was lowest in mid-lactation cows (465.63kg; P<0.01). The feed efficiency was 23.36% higher in early lactation than in other stages (0.82kg of milk/kg of DM). F1 Holstein x Zebu cows have increased dry matter intake in late lactation. Milk yield and feed efficiency in early lactation were benefited by changes in feeding behavior, such as increased rumination time.(AU)

O objetivo deste estudo foi avaliar os diferentes estágios de lactação de vacas F1 Holandês x Zebu quanto ao consumo e à digestibilidade de nutrientes, à eficiência no uso de nitrogênio, ao comportamento ingestivo e ao desempenho. Trinta e seis vacas F1 Holandês × Zebu, com peso corporal inicial (PC) de 482±43kg, foram utilizadas. Os estágios inicial, médio e final da lactação foram caracterizados após 50±13, 111,5±11,75 e 183,0±17,5 dias de lactação, respectivamente. O arranjo experimental adotado foi o delineamento inteiramente ao acaso, com três fases de lactação e 12 vacas em cada grupo de tratamento. O consumo de matéria seca (P=0,01) foi maior no período final da lactação. Na fase inicial da lactação, a produção de leite (P<0,01) foi maior em 24,17% em comparação às demais fases. Na fase intermediária da lactação, as vacas apresentaram menor peso corporal (465,63kg; P<0,01) em relação às demais fases. A eficiência alimentar foi maior em 23,36% na fase inicial da lactação (0,82kg de leite/kg de MS). Vacas F1 Holandês x Zebu aumentam o consumo de matéria seca no período final da lactação. A produção de leite e a eficiência alimentar no início da lactação foram favorecidas por mudanças no comportamento ingestivo, como o aumento do tempo de ruminação.(AU)
Descritores: Nutrientes
Comportamento Alimentar
Nitrogênio/administração & dosagem
-Lactação
Cruzamentos Genéticos
Limites: Animais
Feminino
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 637 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1129314
Autor: Braga, Andressa Pereira; Carneiro Júnior, José Marques; Pinheiro, Antônia Kaylyanne; Silva, Maurício Santos.
Título: Genetic parameters of girolando crossbred cows in dairy herds in the State of Acre, Brazil / Parâmetros genéticos de vacas mestiças girolando em rebanhos leiteiros no Estado do Acre, Brasil / Parámetros genéticos de vacas cruzadas girolando en ganados lecheros en el Estado de Acre, Brasil
Fonte: Arq. Ciênc. Vet. Zool. UNIPAR (Online);23(1, cont.):e2311, 20200000. tab.
Idioma: en.
Resumo: This study aimed at estimating genetic parameters for milk production and conformation characteristics in Girolando crossbred dairy cows reared in the High and Low Acre region using the restricted maximum likelihood methodology, under an animal model. We estimated the variance components and genetic parameters using the REML/BLUP procedure (Restricted Maximum Likelihood Methodology/Best Linear Unbiased Prediction). The estimated average for milk production for 305 days of lactation (P305) was of 1523.25 ± 481.11 kg, with a heritability of 0.38 for this characteristic. The conformation characteristics showed no significant correlation with milk production. The phenotypical correlations between the linear characteristics of type were, in general, positive and moderate. The P305 obtained in this study can be considered low and indicates that there is a possibility of increasing milk production through selection in herds along with the use of tested and proven bulls. The heritability estimate found (0.38) indicates that there is genetic variability for milk production, demonstrating that selection for this characteristic would result in genetic progress.(AU)

Este estudo teve como objetivo estimar parâmetros genéticos para produção de leite e características de conformação em vacas leiteiras mestiças Girolando criadas na região do Alto e Baixo Acre, utilizando a metodologia da máxima verossimilhança restrita, sob modelo animal. As estimativas dos componentes de variância e dos parâmetros genéticos foram realizadas pelo procedimento REML/BLUP (Máxima verossimilhança restrita/Melhor predição linear não viesada). A média estimada para produção de leite aos 305 dias de lactação (P305) foi de 1.523,25 ± 481 kg e a herdabilidade para esta característica foi de 0,38. As características de conformação não apresentaram correlação significativa com a produção de leite. As correlações fenotípicas entre as características lineares de tipo foram em geral positivas e de magnitude moderada. A P305 obtida neste estudo pode ser considerada baixa e indica que existe a possibilidade de aumento da produção de leite através de seleção nos rebanhos, juntamente com a utilização de touros testados e provados. A estimativa de herdabilidade encontrada (0,38) indica que há variabilidade genética para produção de leite, demonstrando que a seleção para esta característica resultaria em progresso genético.(AU)

El objetivo del estudio fue estimar los parámetros genéticos para la producción de leche y las características de conformación en vacas lecheras cruzadas Girolando criadas en la región de Alto y Bajo Acre utilizando el método de máxima verosimilitud restringida, con un modelo animal. Estimamos los componentes de la varianza y los parámetros genéticos mediante el procedimiento REML / BLUP (metodología de máxima verosimilitud restringida / mejor predicción lineal insesgada). El promedio estimado para la producción de leche para los 305 días de lactancia (P305) fue de 1523.25 ± 481.11 kg, con una heredabilidad de 0.38 para esta característica. Las características de conformación no mostraron correlación significativa con la producción de leche. Las correlaciones fenotípicas entre las características lineales de tipo fueron, en general, positivas y moderadas. El P305 obtenido en este estudio puede considerarse bajo y muestra que existe la posibilidad de incrementar la producción de leche a través de la selección en rebaños, junto con el uso de toros probados y comprobados. La estimación de heredabilidad encontrada (0,38) indica que existe variabilidad genética para la producción de leche, lo que demuestra que la selección de esta característica daría lugar a un progreso genético.(AU)
Descritores: Lactação
Bovinos/genética
Parâmetros
Variação Biológica da População/genética
-Leite
Limites: Animais
Feminino
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 637 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1145906
Autor: Prata, Ana Paula; Resende, Inês Gonçalves; Sousa, Joana Alexandra Camacho; Cardoso, Joana Filipa Ferreira; Camelo, Maria Cordeiro dos Santos Pinto; Santos, Margarida Reis.
Título: Relactação: promover a amamentação em mães separadas dos filhos devido à COVID-19 / Relactation: promote breastfeeding in mothers separated from children due to covid-19
Fonte: Enferm. foco (Brasília);11(2,n.esp):240-245, dez. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Analisar a produção científica relativa à relactação como intervenção promotora da amamentação em mulheres que se viram privadas de amamentar os seus filhos. Método: Revisão Integrativa da Literatura. Colheita de dados realizada entre março e abril de 2020 nas bases de dados Academic Search Complete, CINAHL, MedicLatina e MEDLINE, artigos publicados entre 2015 e 2020. Resultados: Após se ter efetuado análise de conteúdo aos cinco artigos selecionados emergiram três temáticas: fatores que comprometem a lactação; fatores que contribuem para o sucesso da relactação e dificuldades no processo de relactação. Se a mulher tiver o desejo de amamentar é possível incrementar a produção de leite por um processo de relactação. A estimulação frequente da mama e a sucção do bebé, a motivação da mãe e o apoio da família e dos enfermeiros são essenciais ao sucesso desta prática, que as mulheres consideram importante, mas difícil. Conclusões: A relactação é uma intervenção, que apesar de não ser isenta de dificuldades, é eficaz na promoção da amamentação em mulheres que se viram privadas de amamentar os seus filhos. É alcançável se as mulheres estiverem motivadas e se for facultado apoio da família e dos enfermeiros. (AU)

Objective: To analyze the scientific production related to relactation as a breastfeeding intervention in women who were deprived of breastfeeding their children. Method: Integrative Literature review. Data collection performed between March and April 2020 in the databases Academic Search Complete, CINAHL, Mediclatina and MEDLINE, articles published between 2015 and 2020. Results: After content analyze of the five select articles, three themes emerged from the analysis of the articles: factors that compromise lactation; factors that contribute to relactation success and difficulties in relactation process. If woman has the desire to breastfeed it is possible to increase milk production through a relactation process. The frequent breast stimulation and the baby's suction, the mother's motivation and the family and nurses' support are essential for the success of this practice, which women consider important, but hard to accomplish. Conclusion: Relactation is an intervention, not free from difficulties, but effective in promoting breastfeeding in women who have been deprived of breastfeeding their children. It is achievable if women are motivated and if support from the family and nurses is provided. (AU)

Objetivo: Analizar la producción científica relativa a la relactación como intervención promotora de la lactancia materna en mujeres que se vieron privadas de dar el pecho a sus hijos. Método: Revisión integrativa de la literatura. Recolección de datos realizada entre marzo y abril del 2020 en las bases de datos Búsqueda Académica Completa, CINAHL, Mediclatina y MEDLINE, artículos publicados entre 2015 y 2020. Resultados: Del analisis de los articulos surgieron tres temas: factores que comprometen la lactancia, factores que contribuyen al éxito de la relactanción y dificultades en el proceso de relactación. Si la mujer tiene el deseo de dar el pecho es posible aumentar la producción de leche por un proceso de relactación. La estimulación frecuente del pecho y la succión del bebe, la motivación de la madre y el apoyo de la familia y de los enfermeros son esenciales para el éxito de esta práctica, la cual las mujeres consideran importante, pero difícil. Conclusiones: La relactación es una intervención, no exenta de dificultades, pero eficaz en la promoción de la lactancia en mujeres que han sido privadas de amamantar a sus hijos. Se puede lograr si las mujeres están motivadas y si se cuenta con el apoyo de la familia y las enfermeras. (AU)
Descritores: Aleitamento Materno
-Desmame
Lactação
Transtornos da Lactação
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1898.2 - Biblioteca


  7 / 637 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Módolo, Norma Sueli Pinheiro
Texto completo
Id: biblio-1003407
Autor: Oliveira, Morenna Ramos e; Santos, Murillo Gonçalves; Aude, Débora Alves; Lima, Rodrigo Moreira e; Módolo, Norma Sueli Pinheiro; Navarro, Lais Helena.
Título: Should maternal anesthesia delay breastfeeding? A systematic review of the literature / Anestesia materna deve atrasar a amamentação? Revisão sistemática da literatura
Fonte: Rev. bras. anestesiol;69(2):184-196, Mar.-Apr. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: The importance and benefits of breastfeeding for the babies and mothers are well established and documented in the literature. However, it is frequent that lactating mothers need to undergo general or spinal anesthesia and, due to the lack of information, many of them interrupt breastfeeding after anesthesia. There are limited data available regarding anesthetics transfer to breast milk. This review aims to develop some considerations and recommendations based on available literature. Methods: A systematic search of the literature was conducted by using the following health science databases: Embase, Lilacs, Pubmed, Scopus, and Web of Science. The latest literature search was performed on April 6th, 2018. Additional literature search was made via the World Health Organization's website. We used the following terms for the search strategy: "Anesthesia" and "Breastfeeding", and their derivatives. Results: In this research, 599 registers were found, and 549 had been excluded by different reasons. Fifty manuscripts have been included, with different designs of studies: prospective trials, retrospective observational studies, reviews, case reports, randomized clinical trials, case-control, and website access. Small concentrations of the most anesthetic agents, are transferred to the breast milk; however, their administration seem to be safe for lactating mothers when administered as a single dose during anesthesia and this should not contraindicate the breastfeeding. On the other hand, high-doses, continuous or repeated administration of drugs increase the risk of adverse effects on neonates, and should be avoided. Few drugs, such as diazepam and meperidine, produce adverse effects on breastfed babies even in single doses. Dexmedetomidine seems to be safe if breastfeeding starts 24 h after discontinuation of the drug. Conclusions: Most of the anesthetic drugs are safe for nursing mothers and offer low risk to the breastfed neonates when administered in single-dose. However, high-dose and repeated administration of drugs significantly increase the risk of adverse effects on neonates. Moreover, diazepam and meperidine should be avoided in nursing women. Finally, anesthesiologists and pediatricians should consider individual risk/benefit, with special attention to premature neonates or babies with concurrent diseases since they are more susceptible to adverse effects.

Resumo Introdução: A importância e os benefícios do aleitamento materno para os bebês e para as mães estão bem estabelecidos e documentados na literatura. No entanto, é frequente que mães lactantes precisem se submeter à anestesia geral ou raquianestesia e, devido à falta de informações, muitas delas interrompem a amamentação após a anestesia. Existem poucos dados disponíveis sobre a transferência de anestésicos para o leite materno. O objetivo desta revisão foi desenvolver algumas considerações e recomendações com base na literatura disponível. Métodos: Uma busca sistemática da literatura realizada usando com os seguintes bancos de dados em ciências da saúde: Embase, Lilacs, Pubmed, Scopus e Web of Science. A pesquisa bibliográfica mais recente foi realizada em 6 de abril de 2018. Uma pesquisa bibliográfica adicional foi realizada através do site da Organização Mundial da Saúde. Usamos os seguintes termos para a estratégia de busca: "Anestesia" e "Aleitamento materno" e seus derivados. Resultados: Nesta pesquisa, 599 registros foram encontrados e 549 foram excluídos por diferentes razões. Foram incluídos 50 manuscritos, com diferentes modelos de estudo: estudos prospectivos, estudos observacionais retrospectivos, revisões, relatos de casos, ensaios clínicos randômicos, caso-controle e acesso a sites. Pequenas concentrações da maioria dos agentes anestésicos são transferidas para o leite materno; entretanto, sua administração parece ser segura para mães lactantes quando administrados em dose única durante a anestesia e isso não deve contraindicar o aleitamento materno. Por outro lado, altas doses, administração contínua ou repetida dos fármacos aumentam o risco de efeitos adversos em neonatos e devem ser evitados. Poucas drogas, como diazepam e meperidina, produzem efeitos adversos em bebês amamentados, mesmo quando administradas em doses únicas. Dexmedetomidina parece ser segura se a amamentação começar 24 horas após a interrupção do medicamento. Conclusões: A maioria dos anestésicos é segura para mães que amamentam e oferecem baixo risco para os recém-nascidos amamentados quando a administração é em dose única. No entanto, altas doses e repetidas administrações de drogas aumentam significativamente o risco de efeitos adversos em recém-nascidos. Além disso, diazepam e meperidina devem ser evitados em mulheres que amamentam. Finalmente, anestesiologistas e pediatras devem considerar o risco-benefício individual, com atenção especial para os recém-nascidos prematuros ou bebês com doenças concomitantes, pois são mais suscetíveis a efeitos adversos.
Descritores: Aleitamento Materno/métodos
Anestesia/métodos
Leite Humano/metabolismo
-Fatores de Tempo
Lactação/psicologia
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Relação Dose-Resposta a Droga
Anestesia/efeitos adversos
Anestésicos/administração & dosagem
Anestésicos/efeitos adversos
Limites: Humanos
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 637 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-767769
Autor: Viduedo, Alecssandra de Fátima Silva; Leite, Juliana Rocha de Carvalho; Monteiro, Juliana Cristina dos Santos; Reis, Márcia Cristina Guerreiro dos; Gomes-Sponholz, Flávia Azevedo.
Título: Mastite lactacional grave: particularidades da internação à alta / Mastitis de la lactancia severa: particularidades desde el ingreso hasta el alta / Severe lactational mastitis: particularities from admission
Fonte: Rev. bras. enferm;68(6):1116-1121, nov.-dez. 2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: RESUMO Objetivo: identificar as características de mulheres que sofreram mastite lactacional grave. Método: estudo descritivo, retrospectivo e documental, com abordagem quantitativa. Os dados foram coletados de registros da assistência nos prontuários de 114 mulheres internadas no período de janeiro de 2009 a dezembro de 2013. Análise mediante estatística descritiva. Resultados: constatou-se maior porcentagem de mastite lactacional grave em mulheres jovens, primíparas, com ensino médio completo, que não tinham companheiro e não trabalhavam fora do lar; 96,5% das mulheres tiveram alguma intercorrência mamária antes da internação e permaneceram internadas em média 4,4 dias; na alta hospitalar 23,7% das mulheres desmamaram. Conclusão: este estudo mostrou que a mastite lactacional grave pode causar grandes danos à mulher e ao bebê.

RESUMEN Objetivo: identificar las características de las mujeres que sufrieron mastitis severa de la lactancia. Método: se realizó investigación descriptiva, retrospectiva y documental con enfoque cuantitativo. Datos eran recogidos procedentes de los registros de hospitalización de las 114 mujeres ingressadas de enero de 2009 a diciembre de 2013. El análisis mediante estadística descriptiva Resultados: encontrado una mayor proporción de mastitis de la lactancia severa en mujeres jóvenes, primíparas, que habían completado la escuela secundaria, que no tenían pareja, y que no trabajan fuera de casa, el 96,5% de las mujeres tenía alguna complicación de mama antes de su ingreso al hospital y permanecieron hospitalizados un promedio de 4,4 días, al momento del alta 23,7% de las mujeres renunció a la lactancia materna. Conclusión: este estudio mostró que la mastitis de la lactancia severa puede causar un gran daño a la mujer y el bebé.

ABSTRACT Objective: to identify characteristics of women who have suffered severe lactational mastitis. Method: a descriptive, retrospective, documentary, quantitative study was performed. Data were collected from patient records of 114 hospitalized women from January of 2009 to December of 2013. Data were analyzed by using descriptive statistics. Results: a higher percentage of severe lactational mastitis was found in young, primiparous women who had completed high school, who had no partner, and did not have a job; 96.5% of women had breast complications before admission and remained hospitalized an average of 4.4 days; at discharge, 23.7% of women had weaned their infants. Conclusion: this study showed that severe lactational mastitis can cause great harm to the woman and the baby.
Descritores: Aleitamento Materno
Mastite/patologia
-Lactação
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Hospitalização
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 637 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1128217
Autor: Luz, G. B; Maffi, A. S; Xavier, E. G; Correa, M. N; Gasperin, B. G; Brauner, C. C.
Título: Induction of lactation in dairy heifers: milk production, inflammatory and metabolic aspects / Indução de lactação em novilhas leiteiras: produção de leite, aspectos inflamatórios e metabólicos
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(2):371-378, Mar./Apr. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The aim of this study was to evaluate the metabolic, inflammatory, and hepatic aspects, as well as the milk yield in heifers submitted to protocol for induction of lactation compared to primiparous cows. Sixty Holstein heifers were selected and enrolled into two groups: Control (n= 30), pregnant heifers and Induction heifers (n= 30), non-pregnant femeales, submitted to a lactation induction protocol. Blood samples were collected at: pre-lactation period (weeks -3, -2 and -1) and post-lactation period (weeks 1, 2 and 3), aiming to evaluate glucose, non-esterified fatty acids, paraoxonase-1, albumin, ALT, GGT and cortisol. The protocol efficiently induced lactation in all the heifers, which produced 74.54% of the total production of milk from primiparous cows. In the pre-lactation period, induced animals presented higher concentrations of non-esterified fatty acids than the Control heifers, and the opposite was observed in the post lactation period. In both moments albumin and ALT were lower in the Induction group, and paraoxonase-1 activity and GGT concentrations were higher, compared to the Control. Thus, lactation induction protocol is efficient to initiate milk production in dairy heifers with no considerable changes in energetic, metabolic and hepatic profile when compared to heifers in physiological lactation.(AU)

O objetivo deste estudo foi avaliar os perfis metabólico, inflamatório, hepático e a produção de leite de novilhas induzidas à lactação comparadas a primíparas. Sessenta novilhas da raça Holandês foram selecionadas e alocadas em grupos: controle (n=30), novilhas prenhas, e indução (n=30), novilhas vazias submetidas a um protocolo de indução de lactação. As amostras de sangue foram coletadas nas semanas -3, -2 e -1 (pré-lactação) e nas semanas 1, 2 e 3 (pós-início de lactação) para avaliação de glicose, ácidos graxos não esterificados, paraoxonase-1, albumina, ALT, GGT e cortisol. O protocolo induziu eficientemente a lactação em todas as novilhas, que produziram 74,54% da produção total de leite do controle. No período pré-lactação, o grupo indução apresentou maiores concentrações de ácidos graxos não esterificados que o controle, e o oposto foi observado pós-lactação. Em ambos os momentos, albumina e ALT foram menores no grupo indução, e a atividade da paraoxonase-1 e as concentrações de GGT foram maiores, em comparação ao controle. Assim, o protocolo de indução de lactação foi eficiente para iniciar a produção de leite em novilhas induzidas, além de terem sido observadas alterações nos perfis energético, metabólico e hepático em comparação a novilhas em lactação fisiológica.(AU)
Descritores: Lactação/fisiologia
Hidrocortisona/análise
Alanina Transaminase/análise
Albuminas/análise
Ácidos Graxos não Esterificados/análise
gama-Glutamiltransferase/análise
-Leite
Limites: Animais
Feminino
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 637 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1123118
Autor: Alves, Tássia Regine de Morais; Miranda, Francisco Arnoldo Nunes de; Silva, Glauber Weder dos Santos; Carvalho, Jovanka Bittencourt Leite de; Valença, Cecília Nogueira; Cavalcante, Rosangela Diniz.
Título: O imaginário feminino e sua invisibilidade no aleitamento materno exclusivo: estudo exploratório / The female imagery and its invisibility in exclusive breastfeeding: an exploratory study / El imaginario femenino y su invisibilidad en la lactancia materna exclusiva: estudio exploratorio
Fonte: Online braz. j. nurs. (Online);15(2):325-335, jun. 2016.
Idioma: en; es; pt.
Resumo: OBJETIVO: compreender a importância e as dificuldades que as mulheres encontram na adesão ao aleitamento materno exclusivo. MÉTODO: estudo de abordagem qualitativa, do tipo exploratório e descritivo. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 14 mulheres. O tratamento dos dados se deu mediante a análise de conteúdo, na modalidade da análise temática. RESULTADOS: a maioria das mulheres revelou conhecer a importância e os benefícios do aleitamento materno, por ser uma prática importante e por proporcionar uma boa condição de saúde e desenvolvimento ao filho. Aspectos que beneficiam a mulher que amamenta foram explicitados, porém, em menor intensidade quando comparável às relacionadas à saúde do bebê. CONCLUSÃO: Acentua-se a necessidade de incorporar práticas além da dimensão biológica, compreender as particularidades de cada mulher e incentivar o cuidar-se como importante para si.

AIM: To understand the importance and the difficulties faced by women when adhering to exclusive breastfeeding. METHOD: This is an exploratory and descriptive study, using a qualitative approach, in which semi-structured interviews were conducted with 14 women. Data treatment occurred by means of the content analysis, in the form of a thematic analysis. RESULTS: Most women revealed knowing the importance and benefits of breastfeeding for being an important practice, since it provides good nourishment and aids the development of the child. The aspects that benefit breastfeeding women were made explicit; however, these were given less focus when compared to the aspects related to the baby's health. CONCLUSION: We should point out the need to incorporate practices beyond the biological dimension, to understand the characteristics of each woman and to encourage self-care as an important issue for them.

OBJETIVO: Comprender la importancia y las dificultades que las mujeres encuentran al adherir a la lactancia materna exclusiva. MÉTODO: Estudio de abordaje cualitativo, del tipo exploratorio y descriptivo. Se realizaron entrevistas semiestructuradas con 14 mujeres. El tratamiento de los datos se hizo mediante el análisis de contenido, en la modalidad del análisis temático. RESULTADOS: La mayoría de las mujeres reveló conocer la importancia y los beneficios de la lactancia materna, por ser una práctica importante y por proporcionarle desarrollo y una buena condición al hijo. Aspectos que benefician a la mujer que amamanta fueron explicitados, pero en menor intensidad cuando se compara a las relacionadas a las de la salud del bebé. CONCLUSIÓN: Se destaca la necesidad de incorporar prácticas que vayan más allá de la dimensión biológica, comprender las particularidades de cada mujer e incentivar el cuidado propio.
Descritores: Aleitamento Materno
Saúde Materno-Infantil
Mães
-Lactação
Educação em Saúde
Estratégia Saúde da Família
Nutrição do Lactente
Promoção da Saúde
Relações Mãe-Filho
Limites: Humanos
Responsável: BR1342.1 - Biblioteca da Escola de Enfermagem BENF



página 1 de 64 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde