Base de dados : LILACS
Pesquisa : G08.686.784.769.490 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1431 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 144 ir para página                         

  1 / 1431 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1145872
Autor: Silva, Sarah Dias; Nakano, Andreza Rodrigues; Bonan, Cláudia.
Título: Percursos de mulheres submetidas à cesariana no setor público de atenção à saúde / Routes of women submitted to cesariana in the public health care sector / Percursos de mujeres submetidas a la cesariana en el sector público de atención a la salud
Fonte: Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online);13:8-16, jan.-dez. 2021.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: explorar os itinerários de cuidados à gestação e ao parto de mulheres submetidas à cesariana no setor público de saúde e analisar os elementos dos itinerários que colaboram para este desfecho. Métodos: estudo qualitativo no qual foram analisadas 16 entrevistas com usuárias do setor público, de municípios do Rio de Janeiro, entre os anos de 2011 e 2012, com intervalo de 6 a 18 meses pós-parto. Resultados: realizar o pré-natal em serviços de saúde, fazer exames laboratoriais e ultrassonográficos são cuidados presentes nos itinerários de todas as entrevistadas, e a participação da família reforça estes cuidados. A maioria sabia qual maternidade procurar para o parto e entendia que a via seria definida por indicações médicas. Conclusão: Prevalece o cuidado à dimensão biológica da gestação e do parto, e a cesariana aparece como parte do acervo de cuidados e não como uma escolha

Objective: to explore the routes of gestation and delivery care of women undergoing cesarean sections in the public health sector and to analyze the elements of the itineraries that collaborate for this outcome. Methods: a qualitative study in which 16 interviews with public sector users from Rio de Janeiro municipalities between 2011 and 2012 were analyzed, ranging from 6 to 18 months postpartum. Results: performing prenatal care in health services, performing laboratory and ultrasound examinations are all present in the itineraries of all the interviewees, and the participation of the family reinforces these care. Most knew which maternity to look for in childbirth and understood that the pathway would be defined by medical indications. Conclusion: care for the biological dimension of gestation and delivery prevails, and cesarean delivery appears as part of the collection of care and not as a choice

Objetivo: explorar los itinerarios de cuidados a la gestación y al parto de mujeres sometidas a la cesárea en el sector público de salud y analizar los elementos de los itinerarios que colaboran para este desenlace. Métodos: estudio cualitativo. Analizadas 16 entrevistas con usuarias del sector público, de municipios de Río de Janeiro, entre los años 2011 y 2012, con intervalo de 6 a 18 meses post-parto. Resultados: realizar prenatal en servicios de salud, hacer exámenes de laboratorio y ultrasonográficos son cuidados presentes en los itinerarios de todas entrevistadas, y la participación de la familia refuerza estos cuidados. La mayoría sabía qué maternidad buscar para el parto y entendía que la vía sería definida por indicaciones médicas. Conclusión: Prevalece el cuidado a la dimensión biológica de la gestación y del parto. La cesárea aparece como parte del acervo de cuidados, no como una elección
Descritores: Cuidado Pré-Natal
Cesárea/psicologia
Parto
-Atenção Primária à Saúde/métodos
Sistema Único de Saúde
Limites: Feminino
Gravidez
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1208.1 - BSEN - Biblioteca Setorial de Enfermagem e Nutrição


  2 / 1431 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1145155
Autor: Nicácio, Marina Caldas; Pereira, Adriana Lenho de Figueiredo; Oliveira Neto, Mercedes de; Almeida, Luana Ferreira de; Penna, Lucia Helena Garcia.
Título: Women's safety culture in childbirth and related institutional factors / Cultura de seguridad de las mujeres en el parto y factores institucionales relacionados / Cultura de segurança das mulheres no parto e fatores institucionais relacionados
Fonte: Texto & contexto enferm;29:e20190264, Jan.-Dec. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: to analyze the safety culture of women in childbirth and related institutional factors based on the perceptions of nursing and medical professionals. Methods: a mixed, sequential explanatory study, conducted with nursing technicians, nurses and physicians of the obstetric center of a public maternity hospital in the city of Rio de Janeiro. Data collection took place from May to July 2018. The Hospital Survey on Patient Safety Culture questionnaire and descriptive statistical treatment were applied. Then, 12 semistructured interviews and thematic content analysis were applied and, finally, this data set was integrated. Results: most of the dimensions of the safety culture are weakened, especially in the areas of institutional organization, and the team lacks knowledge about the actions of the Patient Safety Center in the institution, the uniformity of care is deficient and the number of personnel for care is limited. The safety management process and work organization need adaptations. Conclusion: the safety culture of women requires improvements in team training, skilled care, work organization, and commitment of local management to qualified and safe care in hospital births.

RESUMEN Objetivo: analizar la cultura de seguridad de las mujeres en el parto y los factores institucionales relacionados a partir de las percepciones de los profesionales de enfermería y medicina. Métodos: estudio misto, secuencial explanatorio, desarrollado con técnicas de enfermería, enfermeras y médicas del Centro Obstétrico de una maternidad pública del municipio de Rio de Janeiro. Los datos fueron recolectados de mayo a julio de 2018. Se aplicaron el cuestionario Hospital Survey on Patient Safety Culture y el tratamiento estadístico descriptivo. A seguir, se llevaron a cabo 12 entrevistas semiestructuradas y análisis de contenido temático y, al final, ese conjunto de datos fue integrado. Resultados: la mayor parte de las dimensiones de la cultura de seguridad está fragilizada, sobretodo en las áreas de la organización institucional, y hay desconocimiento del equipo sobre las acciones del Nucleo de Seguridad del Paciente en la institución, deficiencia en la uniformidad de la atención y número limitado de personal para los cuidados. Son necesarias adecuación del proceso de gestión de la seguridad y organización del trabajo. Conclusión: la cultura de seguridad de las mujeres requiere mejoras en la capacitación del equipo, adecuación de la atención, organización del trabajo y comprometimiento de la gestión local con la atención cualificada y segura al parto hospitalario.

RESUMO Objetivo: analisar a cultura de segurança das mulheres no parto e os fatores institucionais relacionados a partir das percepções dos profissionais de enfermagem e medicina. Métodos: estudo misto, sequencial explanatório, realizado com técnicas de enfermagem, enfermeiras e médicas do Centro Obstétrico de uma maternidade pública do município do Rio de Janeiro. A coleta de dados ocorreu de maio a julho de 2018. Aplicaram-se o questionário Hospital Survey on Patient Safety Culture e o tratamento estatístico descritivo. Em seguida, realizaram-se 12 entrevistas semiestruturadas e análise de conteúdo temática e, por fim, esse conjunto de dados foi integrado. Resultados: a maior parte das dimensões da cultura de segurança está fragilizada, sobretudo nas áreas da organização institucional, e há desconhecimento da equipe sobre as ações do Núcleo de Segurança do Paciente na instituição, deficiência na uniformidade da assistência e quantitativo limitado de pessoal para os cuidados. Adequação do processo de gestão da segurança e organização do trabalho são necessárias. Conclusão: a cultura de segurança das mulheres requer melhorias na capacitação da equipe, adequação da assistência, organização do trabalho e no comprometimento da gestão local com a assistência qualificada e segura ao parto hospitalar.
Descritores: Segurança
Cultura Organizacional
Parto
Segurança do Paciente
Enfermagem Obstétrica
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  3 / 1431 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1145165
Autor: Junges, Carolina Frescura; Brüggemann, Odaléa Maria.
Título: Factors associated with support provided to women during childbirth by companions in public maternity hospitals / Factores asociados con el apoyo brindado a las mujeres durante el parto por acompañantes en maternidades públicas / Fatores associados ao apoio realizado à mulher durante o parto pelos acompanhantes em maternidades públicas
Fonte: Texto & contexto enferm;29:e20180239, Jan.-Dec. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: to identify the factors associated with providing emotional, physical, informational and intermediation support for companions during childbirth. Method: this is a cross-sectional study, whose sample consisted of 861 companions from public maternity hospitals in Florianópolis, SC. Data collection was carried out from March/2015 to May/2016, using a questionnaire as a data collection instrument. The data were analyzed by Binary Logistic Regression, using the Hierarchical Model of Multivariate Analysis. Results: the factors associated with emotional support were: having between 8 and 11 years of study (OR: 2.70 - CI: 1.19-6.13), participation in prenatal care (OR: 3.40 - CI: 1.63 -7.10), adequate environment (OR: 3.02 - CI: 1.35-6.75) and concern about pain (OR: 2.95 - CI: 1.33-6.50); in relation to physical support: having 12 or more years of study (OR: 1.68 - CI: 1.10-2.56); in relation to informational support: companion being a woman's mother (OR: 2.96 - CI: 1.71 to 5.12) and having knowledge about the Companion Law (OR: 1.47 - CI: 1.04 - 2.08); in relation to intermediation support: maternity hospital characteristics. Having received guidance from health professionals and participating in prenatal care were also associated with informational and intermediation support. Providing support in all four dimensions in labor was associated with all outcomes. Conclusion: the companion's participation in prenatal and labor, maternity hospital characteristics and professionals' attitude were the factors associated with support in childbirth.

RESUMEN Objetivo: identificar los factores asociados al apoyo emocional, físico, informativo e intermediación de los acompañantes durante el parto. Método: estudio transversal, cuya muestra estuvo conformada por 861 acompañantes de maternidades públicas de Florianópolis, SC. La recolección de datos se realizó desde marzo/2015 hasta mayo/2016, utilizando un cuestionario com un instrumento de recolección de datos. Los datos fueron analizados por Regresión Logística Binaria, utilizando el Modelo Jerárquico de Análisis Multivariante. Resultado: los factores asociados al apoyo emocional fueron: tener entre 8 y 11 años de estudio (OR: 2.70 - IC: 1.19-6.13), participación en la atención prenatal (OR: 3.40 - IC: 1.63-7.10), ambiente adecuado (OR: 3.02 - IC: 1.35-6.75) y preocupación por el dolor (RC: 2.95 - IC: 1.33-6.50); en relación al apoyo físico: tener 12 o más años de estudio (OR: 1.68 - IC: 1.10-2.56); en relación al apoyo informativo: acompañante ser madre de la mujer (OR: 2.96 - CI: 1.71 a 5.12) y tener conocimientos sobre la Ley de Acompañantes (OR: 1.47 - CI: 1.04 - 2.08); en relación al apoyo a la intermediación: las características de la maternidad. Haber recibido orientación de profesionales de la salud y participar en la atención prenatal también se asoció con el apoyo informativo y de intermediación. Brindar apoyo en las cuatro dimensiones en el trabajo de parto se asoció con todos los resultados. Conclusión: la participación de la acompañante en la atención prenatal y el parto, las características de la maternidad y la actitud de los profesionales fueron los factores asociados al apoyo durante el parto.

RESUMO Objetivo: identificar os fatores associados à realização de apoio emocional, físico, informacional e de intermediação por acompanhantes durante o parto. Método: estudo transversal, cuja amostra foi composta por 861 acompanhantes de maternidades públicas, da Grande Florianópolis, SC. A coleta de dados foi realizada de março/2015 a maio/2016, a partir da utilização de um questionário como instrumento de coleta de dados. Os dados foram analisados por Regressão Logística Binária, a partir do Modelo Hierarquizado de Análise Multivariada. Resultado: fatores associados ao apoio emocional: ter entre 8 e 11 anos de estudo (RC: 2,70 - IC: 1,19-6,13), participação no pré-natal (RC: 3,40 - IC: 1,63-7,10), ambiente adequado (RC: 3,02 - IC: 1,35-6,75) e a preocupação com a dor (RC: 2,95 - IC: 1,33-6,50); ao apoio físico: ter 12 ou mais anos de estudo (RC: 1,68 - IC: 1,10-2,56); ao apoio informacional: o acompanhante ser mãe da mulher (RC: 2,96 - IC: 1,71-5,12) e ter conhecimento sobre a Lei do Acompanhante (RC: 1,47 - IC: 1,04-2,08); ainda, ao de intermediação: as características da maternidade. Ter recebido orientações de profissionais da saúde e participado do pré-natal, também estiveram associadas ao apoio informacional e de intermediação. Ter prestado apoio nas quatro dimensões no trabalho de parto teve associação com todos os desfechos. Conclusão: a participação do acompanhante no pré-natal e trabalho de parto, somado às caraterísticas da maternidade e à atitude dos profissionais, foram os fatores associados ao apoio no parto.
Descritores: Apoio Social
Parto Humanizado
Parto
Acompanhantes Formais em Exames Físicos
Enfermagem Obstétrica
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  4 / 1431 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1130972
Autor: García-Portuguez, Valentina Andrea; Muñoz-Serrano, Mónica; Uribe-Torres, Claudia.
Título: Father Committed to Early Parenting from the First Father-child Contact Experienced at Birth / Padre comprometido con la crianza temprana desde el primer contacto padre-hijo/a vivido en el nacimiento / Pai comprometido em criar seu filho/a desde o primeiro contato pai-filho/a vivenciado com o parto
Fonte: Aquichan;20(3):e2037, July-Sept. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To know how the phenomenon of active paternal upbringing is shown from the father-child contact experience during birth. Method: Analysis of secondary information from a qualitative study of a phenomenological nature. Transcripts of interviews and focus groups of all the fathers who participated in a father-child contact protocol for a doctoral thesis. Results: The study revealed the global structure of the phenomenon, whose central axis corresponds to "father who advances towards the integral connection with his child and is committed with parenting", and its three comprehensive categories: expectations of being a father and actor in parenting; the experience of being a father at birth time; and the everyday of the upbringing. Conclusion: Prenatal preparation and skin-to-skin contact during birth mobilize the father towards commitment and involvement with the upbringing of his child from the beginning.

RESUMEN Objetivo: conocer cómo se muestra el fenómeno de la crianza paterna activa a partir de la experiencia de contacto padre-hijo/a, vivida durante el nacimiento. Método: análisis de información secundaria de un estudio cualitativo de naturaleza fenomenológica. Transcripciones de entrevistas y grupos focales de todos los padres que participaron de un protocolo de contacto padre-hijo/a para una tesis doctoral. Resultados: el estudio reveló la estructura global del fenómeno, cuyo eje central corresponde a "padre que transita hacia la conexión integral con su hijo/a y se compromete con la crianza", y sus tres categorías comprensivas: expectativas de ser padre y actor en la crianza; la vivencia de ser padre en el momento del nacimiento; el día a día de la crianza. Conclusión: la preparación antenatal y el contacto piel con piel durante el nacimiento movilizan al padre hacia el compromiso e involucramiento con la crianza de su hijo/a desde el comienzo.

RESUMO Objetivo: conhecer como o fenômeno da educação paterna ativa é demonstrado a partir da experiência de contato pai-filho/a vivida durante o nascimento. Método: análise de informações secundárias a partir de um estudo qualitativo de natureza fenomenológica. Transcrições de entrevistas e grupos focais de todos os pais que participaram de um protocolo de contato pai-filho para uma tese de doutorado. Resultados: o estudo revelou a estrutura global do fenômeno, cujo eixo central corresponde ao "pai que transita em direção à conexão integral com o filho / a e está comprometido em criar", e suas três categorias abrangentes: expectativas de ser pai e ator na criação; a experiência de ser pai ao nascer; o dia a dia no processo de criação. Conclusão: o preparo pré-natal e o contato pele a pele durante o parto mobilizam o pai para o comprometimento e o envolvimento com a criação do filho desde o início.
Descritores: Educação Infantil
Relações Pai-Filho
-Parto
Pesquisa Qualitativa
Educação Pré-Natal
Limites: Humanos
Masculino
Responsável: CO171.1 - ACOFAEN - Asociación Colombiana de Facultades de Enfermeria


  5 / 1431 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1022349
Autor: Oliveira, Maria do Socorro Santos de; Rocha, Victor Sebastião Carvalho da; Arrais, Teresa Maria Siqueira Nascimento; Alves, Sabrina Martins; Marques, Amanda de Andrade; Oliveira, Dayanne Rakelly de; Santana, Milana Drumond Ramos.
Título: Vivências de violência obstétrica experimentadas por parturientes / Experiences of obstetric violence experienced by parturients
Fonte: ABCS health sci;44(2):114-119, 11 out 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: A violência apresenta várias faces e, nesse contexto, pode ocorrer no cenário das instituições de saúde a violência obstétrica, que pode ser definida por qualquer ato ou conduta que venha a causar morte, sofrimento seja de ordem sexual, física ou psicológica à mulher, que pode ocorrer em instituições públicas ou privadas. OBJETIVO: Analisar as experiências de trabalho de parto e parto de mulheres que sofreram violência obstétrica. MÉTODO: Estudo descritivo, transversal, com abordagem qualitativa. Desenvolveu-se em Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Juazeiro do Norte, região Sul do Ceará, Brasil. Foram convidadas a participar do estudo mulheres que sofreram violência obstétrica no referido município e que estivessem cadastradas em UBS desta mesma cidade. Os critérios de inclusão, mulheres que foram mães em um período de até seis meses e sofreram violência obstétrica. Para a coleta de dados, realizou-se uma entrevista semiestruturada, utilizando-se do critério de saturação dos dados. Para a interpretação dos resultados foi utilizada a técnica de análise de conteúdo. RESULTADOS: O estudo evidenciou que as mulheres sentiram medo, insegurança e ficaram de fato assustadas em estar no ambiente da maternidade. Revelou que à assistência precisa ser modificada, com maior clareza, até para os profissionais, sobre a violência obstétrica. Notou-se que as mulheres não souberam identificar ao certo o que é violência obstétrica e de que forma sofreu essa violência. E por fim, percebeu-se que essa violência afeta no vinculo do binômio mãe-filho. CONCLUSÃO: É preciso uma assistência humanizada e qualificada a estas mulheres neste momento tão delicado e importante de suas vidas.

INTRODUCTION: Violence has many faces and, in this context, may occur in the setting of health institutions obstetric violence, act or conduct based on gender, causing death, damage or suffering of a physical, sexual or psychological nature to women, both in the public sphere and in private. OBJECTIVE: To analyze the labor and delivery experiences of women who suffered obstetric violence. METHODS: Descriptive, cross-sectional study with qualitative approach, developed at Primary Health Centers (UBS) of the municipality of Juazeiro do Norte, southern region of Ceará, Brazil. Women registered in UBS of this city who suffered obstetric violence were invited to participate in the study. The inclusion criteria were women who were mothers in a period of up to six months and who suffered obstetric violence. Data collection used a semi-structured interview, using the data saturation criterion. The interpretation of the results used the content analysis technique. RESULTS: The study showed that these women felt fear, insecurity and were actually scared to be in the maternity setting. It revealed the need for care change, and the need for more clarity, even for professionals, on obstetric violence. These women do not know for sure what obstetric violence is and the way they suffered this violence. Finally, the study showed that this violence affects the bond of the mother-child binomial. CONCLUSION: It is necessary to provide humanized and qualified assistance to these women at this very delicate and important time in their lives.
Descritores: Trabalho de Parto
Parto
Exposição à Violência
-Centros de Saúde
Relações Mãe-Filho
Obstetrícia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1342.1 - Biblioteca da Escola de Enfermagem BENF


  6 / 1431 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1145566
Autor: Malta, Renata Barreto; Santos, Jônatas Breno Silva.
Título: A encenação da violência obstétrica: (dis)junções entre ficção e realidade / The representation of obstetric violence: (dis)junctions between fiction and reality / La representación de la violencia obstétrica: (dis)yuncións entre ficción y realidad
Fonte: RECIIS (Online);14(4):892-911, out.-dez. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo se propõe a analisar cenas de parto exibidas em telenovelas brasileiras, criteriosamente selecionadas, com o objetivo de identificar as representações de diferentes formas de violência obstétrica, explícitas ou veladas. Para tanto, optamos por dois métodos complementares: a análise de conteúdo e a análise de imagens em movimento. Como resultado, identificamos três eixos que abarcam as diferentes expressões midiatizadas da violência contra a parturiente: violência pela situação, violência pelo abandono e violência direta. Na discussão, pontuamos consonâncias e dissonâncias entre ficção e realidade, além da falta de problematização acerca do tema, o que, de forma sintomática, contribui para a sua naturalização.

This article proposes to analyze scenes of childbirth broadcasted by Brazilian soap operas, carefully selected, aiming to identify the representation of different forms of obstetric violence, explicit or veiled. Therefore, we selected two complementary methods: the content analysis and the analysis of moving images. As a result, we have identified three axes that include the different expressions of the violence against the parturient by the media: violence by situation, violence by abandonment and direct violence. Through the discussion, we pointed consonances and dissonances between fiction and reality, as well as the lack of problematization regarding the theme, which, symptomatically, contributes to its naturalization.

Este artículo se propone a analizar escenas de parto exhibidas en telenovelas brasileñas, criteriosamente seleccionadas, con el objetivo de identificar las representaciones de diferentes formas de violencia obstétrica, explicitas o veladas. Para eso, optamos por dos métodos complementares: el análisis de contenido y el análisis de imágenes en movimiento. Como resultado, identificamos tres ejes que abarcan las diversas expresiones mediatizadas de la violencia contra la parturiente: violencia por la situación, violencia por abandono y violencia directa. En la discusión, puntuamos consonancias y disonancias entre ficción y realidad, además de la falta de problematización acerca del tema, lo que, de forma sintomática, contribuye para su naturalización.
Descritores: Televisão
Violência
Encenação
Parto
Gestantes
-Comportamento Social
Saúde da Mulher
Comunicação
Participação da Comunidade
Obra de Ficção
Narração
Filmes Cinematográficos
Limites: Humanos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  7 / 1431 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1141442
Autor: Mazzeo, Victoria.
Título: ¿Qué pasó con la fecundidad de la Ciudad de Buenos Aires en los últimos veinte años? / What happened to the fertility of the City of Buenos Airs in the last twenty years?.
Fonte: Buenos Aires; GCBA. Dirección General de Estadística y Censos; dic 2004. a) f: 43 l:54 p. tab. (Población de Buenos Aires, 1, 1).
Idioma: es.
Resumo: Las nuevas modalidades de formación y disolución de parejas y familias, así como las migraciones, han afectado la fecundidad. Este trabajo avanza en la descripción y el análisis transversal de la fecundidad en la Ciudad de Buenos Aires entre 1980 y 2001. El análisis partió de constatar las limitaciones de las fuentes de datos y su comparación; luego, se acotó para determinar el comportamiento del patrón de la fecundidad, diferenciando el origen y la situación conyugal de las mujeres. Para estudiar la magnitud del cambio se usa la tasa global de fecundidad, medida no afectada por las diferencias en las estructuras por edad. En conclusión, se observa que, si bien la fecundidad ha descendido entre 1980 y 1991, experimenta un leve repunte entre 1991 y 2001. (AU)
Descritores: Casamento/tendências
Casamento/estatística & dados numéricos
Declaração de Nascimento
Dinâmica Populacional/tendências
Dinâmica Populacional/estatística & dados numéricos
Características da Família
Coeficiente de Natalidade/tendências
Parto
Fertilidade
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: AR494.1 - Centro de Documentación en Salud
AR494.1; CEDOS/CD 6


  8 / 1431 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1141435
Autor: Pantelides, Edith Alejandra.
Título: La transición de la fecundidad en la Ciudad de Buenos Aires: Una aproximación / Fertility in the City of Buenos Aires: An approximation.
Fonte: Buenos Aires; GCBA. Dirección General de Estadística y Censos; dic. 2004. a) f: 35 l:41 p. tab. (Población de Buenos Aires, 1, 1).
Idioma: es.
Resumo: A través de un análisis de indicadores de fecundidad realizado entre 1869 y 1947 se estudia la trayectoria del proceso de transición de la fecundidad ocurrido en la Ciudad de Buenos Aires. Se concluye, en primer lugar, que el nivel de fecundidad de la Ciudad de Buenos Aires en el siglo XIX era menor que el del total del país y, probablemente, menor que el de cualquier otra de las jurisdicciones. En segundo lugar, que ello se debía a un control de la fecundidad por algún método distinto al del celibato o la postergación del matrimonio, es decir, según el momento histórico, por abstinencia, coito interrumpido o aborto. En tercer lugar, que ese nivel de control se mantuvo constante en el tiempo durante la última parte del siglo XIX, ya que la fecundidad de la Ciudad de Buenos Aires sólo comenzó a descender en algún momento después de 1914. (AU)
Descritores: Dinâmica Populacional/tendências
Dinâmica Populacional/estatística & dados numéricos
Coeficiente de Natalidade/tendências
Estatísticas Vitais
Taxas, Razões e Proporções/tendências
Anticoncepção/tendências
Anticoncepção/estatística & dados numéricos
Censos
Parto
Planejamento Familiar
Taxa de Fecundidade
Fertilidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: AR494.1 - Centro de Documentación en Salud
AR494.1; CEDOS/CD 6


  9 / 1431 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1099968
Autor: Souza, Ana Clara Alves Tomé de; Lucas, Pedro Henrique Campolina Silva; Lana, Tahbatha Costa; Lindner, Sheila Rubia; Amorim, Torcata; Felisbino-Mendes, Mariana Santos.
Título: Violência obstétrica: uma revisão integrativa / Obstetric violence: integrative review / Violencia obstétrica: una revisión integradora
Fonte: Rev. enferm. UERJ;27:e45746, jan.-dez. 2019. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: revisar pesquisas brasileiras, identificando os tipos de violência obstétrica, possíveis causas observadas e o papel do enfermeiro nesse cenário. Método: revisão integrativa realizada em 2018, com artigos brasileiros selecionados na Biblioteca Virtual em Saúde. Resultados: revisados 16 artigos publicados entre 2004 e 2018. A violência obstétrica pode ser associada a: ofensa verbal e psicológica, expropriação do corpo feminino, privação de acompanhante, falta de informações, privação dos movimentos, banalização da dor e falta de privacidade. Possíveis causas: despreparo institucional e profissional, autoritarismo/hierarquização profissional, medicalização da assistência, nível socioeconômico e escolaridade das mulheres, e negação ou não reconhecimento da violência obstétrica. Conclusão: a enfermeira obstétrica pode contribuir para a redução dessa violência. São necessários mais investimentos na formação dessas profissionais e proporcionar assistência de qualidade no pré-natal e parto.

Objective: review Brazilian researches, identifying the types of obstetric violence, possible causes observed and the role of nurses in this scenario. Method: integrative review realized in 2018, with Brazilian articles selected from the Virtual Health Library. Results: obstetric violence can be associated with: verbal and psychological offense, expropriation of the female body, deprivation of companion, lack of information, deprivation of movement, trivialization of pain, and lack of privacy. Possible causes: institutional and professional unpreparedness, authoritarianism/professional hierarchy, medicalization of care, women's socioeconomic status and education, and denial or non-recognition of obstetric violence. Conclusion: the obstetric nurse can contribute to the reduction of this violence. More investments are needed in the formation of these professionals and provide quality assistance in prenatal and delivery obstetric

Objetivo: revisar las investigaciones brasileñas, identificando los tipos de violencia obstétrica, las posibles causas observadas y el papel del enfermero en este escenario. Método: revisión integradora realizada en 2018, con artículos brasileños seleccionados de la Biblioteca Virtual en Salud. Resultados: la violencia obstétrica puede estar asociada con: ofensa verbal y psicológica, expropiación del cuerpo femenino, privación de compañero, falta de información, privación de movimiento, trivialización del dolor y falta de privacidad. Posibles causas: falta de preparación institucional y profesional, autoritarismo / jerarquía profesional, medicalización de la asistencia, nivel socioeconómico y escolaridad de las mujeres y negación o no reconocimiento de la violencia obstétrica. Conclusión: la enfermera obstétrica puede contribuir para la reducción de esta violencia. Se necesitan mas inversiones en la formación de estas profesionales y proporcionar una asistencia de calidad en prenatal y parto.
Descritores: Papel do Profissional de Enfermagem
Parto
Violência contra a Mulher
-Trabalho de Parto
Procedimentos Desnecessários/enfermagem
Parto Humanizado
Enfermeiras Obstétricas
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  10 / 1431 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1141359
Autor: Leister, Nathalie.
Título: Transformações no modelo assistencial ao parto: história oral de mulheres que deram à luz nas décadas de 1940 a 1980 / Changes on childbirth model care: oral history of women who gave birth from 1940s to 1980s.
Fonte: São Paulo; s.n; 2011. 172 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo - USP para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Na literatura, existem inúmeras produções sobre a memória de profissionais relacionada à assistência ao parto; no entanto, o registro de memórias maternas é escasso. A perspectiva das mulheres é importante por representar a opinião e a experiência dos sujeitos da assistência ao longo da história. Este estudo teve o objetivo de compreender as transformações no modelo de assistência ao parto a partir da experiência de mulheres que deram à luz no Estado de São Paulo nas décadas de 1940 a 1980. Para isso, fez-se um estudo do tipo descritivo, com abordagem qualitativa, segundo o método da História Oral Temática. A colônia foi constituída por 20 mulheres que são mães, avós e bisavós de egressos da primeira turma do Curso de Obstetrícia da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. Os dados foram coletados por meio de entrevista não estruturada, com base em um roteiro com temas relativos à experiência no parto. Foi realizada a transcrição integral, textualização e transcriação das narrativas orais. O texto final foi submetido à análise de conteúdo. O projeto foi aprovado por Comitê de Ética e o uso das narrativas foi autorizado pelas entrevistadas mediante carta de Cessão Gratuita de Direitos de Depoimento Oral. Os resultados mostraram que as mulheres entrevistadas tiveram um total de 49 partos, em São Paulo, no período estudado. Nas décadas de 1940 a 1970 (1ª geração), ocorreram 22 partos normais, um fórcipe e duas cesarianas, enquanto que na década de1980 (2ª geração), as mulheres tiveram 16 cesarianas, sete partos normais e um fórcipe. Até a década de 1960, o local do parto predominante foi o domicílio (16 partos, do total de 25) e as mulheres foram assistidas majoritariamente por parteiras (20 partos). A partir da década seguinte, todos os partos ocorreram no hospital. Na análise temática, foram identificados os temas: A Experiência do Parto (abordando a experiência na gravidez, parto e puerpério e a escolha do profissional) e A Maternidade e seu Contexto (abordando a contracepção, o planejamento e confirmação da gravidez, a amamentação, os cuidados com o bebê e as tarefas do lar). Os resultados indicaram uma demarcação geracional e temporal nos anos de 1970. A experiência das mulheres da 1ª geração ocorreu no contexto de transição do modelo assistencial, enquanto que as mulheres da 2ª geração experienciaram, a partir de 1980, a consolidação de um modelo de parto hospitalocêntrico. A década de 1980 representa um momento de inflexão dos elementos que compõem o modelo assistencial, como o tipo e o local do parto e o profissional que assiste a mulher, com incremento da tecnologia e das intervenções obstétricas.

In literature, there are numerous papers on the memories of professionals related to childbirth model care; however, maternal memories are scarce. The womens perspective is important because it represents the views and experience of those subjects to childbirth care throughout the history. This study aimed to understand the changes in the childbirth model care from the experience of women who gave birth in the State of Sao Paulo from 1940s to 1980s. A descriptive study was developed with a qualitative approach, using the method of thematic oral history. The colony consisted of 20 women who are mothers, grandmothers and great-grandmother of the first group of graduates of the Midwifery Course - School of Arts, Sciences and Humanities, Universidade de São Paulo. Data were collected through unstructured interviews, based on issues related to the experience of giving birth. A full transcription, textualization and transcriation of oral narratives were made. The final text was submitted to content analysis. The project was approved by the ethics committee and the use of narratives authorized by those interviewed who signed a letter of Oral Testimony Agreement Rights Transfer. The results showed that the women interviewed had a total of 49 births in Sao Paulo, during the period studied. In the decades from 1940 to 1970 (1st generation), there were 22 normal births, one forceps and two cesarean sections, whereas in the 1980s (2nd generation), 16 women had caesarean sections, sevennormal births and one forceps. Until the 1960s, home was the predominant place of birth (16 births, out of 25) and the majority was assisted by midwives (20 births). From the next decade on, all births occurred in hospital facilities. Two themes were identified in the thematic analysis: \"The Experience of Childbirth\" (addressing the themes pregnancy and childbirth and the choice of the birth professional) and \"Motherhood and its Context\" (addressing contraception, planning and confirming pregnancy, breastfeeding, caring for the baby and housework). The result indicated a time and generational demarcation in the 1970s. Women\'s experiences of the 1st generation occurred in the context of the transitional childbirth model care while women from the 2nd generation experienced, in the 1980s, the consolidation of a hospital-centered birth model. The 1980s represent a turning point in the elements that compose the childbirth model care, such as the type and place of birth and the professional who assists the mother, with increasing advance in technology and obstetric interventions.
Descritores: Parto
Memória
Obstetrícia
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta
BR41.1



página 1 de 144 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde