Base de dados : LILACS
Pesquisa : G08.686.784.769.490.249 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 518 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 52 ir para página                         

  1 / 518 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Toma, Tereza Setsuko
Texto completo
Id: biblio-1251995
Autor: Oliveira, Cintia de Freitas; Ribeiro, Aline Ângela Victoria; Luquine Junior, Cézar D; de Bortoli, Maritsa Carla; Toma, Tereza Setsuko; Chapman, Evelina Maria Gracia; Barreto, Jorge Otávio Maia.
Título: Barriers to implementing guideline recommendations to improve childbirth care: a rapid review of evidence / Obstáculos a la aplicación de las recomendaciones para la atención del parto normal: revisión rápida de evidencia / Barreiras à implementação de recomendações para assistência ao parto normal: revisão rápida de evidências
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;45:e7, 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective. To identify potential barriers to the implementation of the National Childbirth Guidelines in Brazil based on the best available global evidence. Method. A rapid review of evidence was performed in six databases in March/April 2019. Secondary studies published in English, Spanish, or Portuguese with a focus on barriers of any nature relating to the implementation of the Guidelines were retrieved. Results. Twenty-three documents (21 reviews and two practice guides) were included in the review. The barriers identified were grouped into 52 meaning categories and then reorganized into nine thematic clusters: delivery and childbirth care model, human resource management, knowledge and beliefs, gender relations, health care service management, attitudes and behaviors, communication, socioeconomic conditions, and political interests. Conclusions. The results show that combined approaches may be required to address different barriers to the implementation of the Guidelines. For successful implementation, it is essential to engage health care leaders, professionals, and users in the effort to change the delivery and childbirth care model. Also necessary is the development of intersectoral initiatives to improve the socioeconomic conditions of women and families and to curtail gender inequalities.

RESUMEN Objetivo. Identificar los posibles obstáculos a la aplicación de las recomendaciones formuladas en las Directrices Nacionales para la Atención del Parto Normal en Brasil a partir de la mejor evidencia disponible a nivel mundial. Métodos. Entre marzo y abril de 2019 se llevó a cabo una revisión rápida de seis bases de datos. Se seleccionaron estudios secundarios publicados en español, inglés o portugués sobre los obstáculos de cualquier tipo que pudieran estar relacionados con la aplicación de las recomendaciones contenidas en las Directrices. Resultados. Se incluyeron 23 documentos (21 revisiones sistemáticas y 2 guías de práctica clínica). Los obs- táculos identificados se agruparon en 52 categorías con base en su semejanza de significado y luego se reorganizaron en nueve grupos temáticos: modelo de atención del parto, gestión de recursos humanos, cre-encias y conocimientos, relaciones de género, gestión de servicios de salud, actitudes y comportamientos, comunicación, condiciones socioeconómicas e intereses políticos. Conclusiones. La aplicación de las Directrices puede requerir enfoques combinados para hacer frente a diferentes obstáculos. La participación de los administradores y los trabajadores de la salud en el proceso de cambio del modelo de atención del parto, así como la participación de los usuarios, son fundamentales para que la aplicación de las Directrices sea satisfactoria. Además, se necesitan medidas intersectoriales para mejorar las condiciones socioeconómicas de las mujeres y las familias y para combatir las desigualdades entre los géneros.

RESUMO Objetivo. Identificar potenciais barreiras à implementação das recomendações das Diretrizes Nacionais de Assistência ao Parto Normal a partir das melhores evidências globais disponíveis. Métodos. Realizou-se uma revisão rápida com consulta a seis bases de dados em março/abril de 2019. Foram selecionados estudos secundários publicados em inglês, espanhol ou português sobre barreiras de qualquer natureza que pudessem ser relacionadas à implementação das recomendações das Diretrizes. Resultados. Foram incluídos 23 documentos (21 revisões sistemáticas e dois guias de prática clínica). As barreiras identificadas foram agrupadas em 52 categorias por semelhança de significado e, em seguida, reorganizadas em nove núcleos temáticos: modelo de atenção ao parto e nascimento, gestão de recursos humanos, crenças e saberes, relações de gênero, gestão de serviços de saúde, atitudes e comportamentos, comunicação, condições socioeconômicas e interesses políticos. Conclusões. Os resultados mostraram que a implementação das Diretrizes pode requerer abordagens combinadas para o enfrentamento de diferentes barreiras. O engajamento de gestores e profissionais de saúde no processo de mudança do modelo de atenção ao parto e nascimento e o envolvimento de usuários são indispensáveis para o sucesso da implementação. São necessárias, ainda, ações intersetoriais para melhorar as condições socioeconômicas de mulheres e famílias e para combater as iniquidades de gênero.
Descritores: Guias de Prática Clínica como Assunto/normas
Parto Normal/normas
-Brasil
Medicina Baseada em Evidências
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 518 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Rattner, Daphne
Texto completo
Id: biblio-1287523
Autor: Vidal, Ávila Teixeira; Come, Yamilla; Barreto, Jorge Otávio; Rattner, Daphne.
Título: Barreiras à implementação das Diretrizes Nacionais de Assistência ao Parto Normal: uma análise prototípica das representações sociais de atores estratégicos / Barriers to the implementation of the National Guidelines for Assistance to Normal Childbirth: a prototypical analysis of the social representations of strategic actors
Fonte: Physis (Rio J.);31(1):e310110, 2021. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este estudo tem por objetivo analisar as representações sociais de atores estratégicos envolvidos na assistência ou gestão em saúde, sobre as questões que envolvem a mulher, o parto e o nascimento, buscando identificar e compreender barreiras à implementação das Diretrizes Nacionais de Assistência ao Parto Normal. Realizou-se estudo qualitativo descritivo, de corte transversal, baseado num teste de associação livre de palavras, com 12 atores estratégicos. As palavras - Parto; Enfermeira obstétrica; Nascimento; Médico obstetra; Mãe; Complicação; Mulher - foram selecionadas a partir de uma análise textual das contribuições da sociedade na Consulta Pública das Diretrizes, com o software IRaMuTeQ. A análise do resultado do teste de associação de palavras foi realizada na abordagem estrutural das Representações Sociais, com os softwares OpenEVOC e IRaMuTeQ. Foram identificadas como potenciais barreiras à implementação as representações sobre parto associado a dor, o médico obstetra como obstrutor e os estereótipos que marcam o papel da mulher e da mãe na sociedade. Compreender essas representações é importante para evidenciar as convenções que subjazem nas atitudes e práticas de profissionais e usuárias, possibilitando a definição de estratégias específicas para cada grupo.

Abstract This study aims to analyze the social representations of strategic actors involved in health care or management, on issues involving women, childbirth, and birth, seeking to identify and understand barriers to the implementation of the National Guidelines for Assistance to Normal Childbirth. A qualitative, descriptive, cross-sectional study was conducted, based on a word association test with 12 strategic actors. The words - Childbirth; Midwife; Birth; Obstetrician; Mother; Complication; Woman - were selected from a textual analysis of society's contributions to the Public Consultation of the Guidelines, supported by IRaMuTeQ software. The analysis of the word association test result was carried out in the structural approach of Social Representations, with the OpenEVOC and IRaMuTeQ software. Representations about childbirth associated with pain, the obstetrician as an obstructer and the stereotypes that mark the role of women and mothers in society were identified as potential barriers to implementation. Understanding these representations is important to highlight the conventions that underlie the attitudes and practices of professionals and users of services, enabling the definition of specific strategies for each group.
Descritores: Protocolos Clínicos
Saúde Materno-Infantil
Parto Humanizado
Fatores Sociais
Tocologia/normas
Parto Normal/normas
-Brasil
Atitude do Pessoal de Saúde
Gestão em Saúde
Política de Saúde
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  3 / 518 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1287945
Autor: Biana, Camilla Benigno; Cecagno, Diana; Porto, Adrize Rutz; Cecagno, Susana; Marques, Vanessa de Araujo; Soares, Marilu Correa.
Título: Non-pharmacological therapies applied in pregnancy and labor: an integrative review / Terapias no farmacológicas aplicadas en el embarazo y el parto: una revisión integradora / Terapias não farmacológicas aplicadas na gestação e no trabalho de parto: revisão integrativa
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;55:e03681, 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To identify non-pharmacological therapies applied during pregnancy and labor. Method: Integrative review conducted in the databases: PubMed, ScieLO and PEDro, searching for articles from 2008 in English, Spanish and Portuguese. The descriptors used were: pregnancy, childbirth, physiotherapy, alternative and complementary medicine, alternative therapy, non-pharmacological therapy, biomechanical therapy. Results: Forty-one articles were analyzed and subdivided into ten categories of nonpharmacological therapies: massage, perineal massage, hot bath, supportive care, childbirth preparation group, breathing techniques, pelvic floor exercises, transcutaneous electrostimulation, Swiss ball and spontaneous pushing. Six articles (60%) showed a positive outcome for reduction of pain in labor and all of them had a positive outcome for different variables of labor, such as reduction of time, anxiety and pelvic floor laceration rates. Conclusion: The use of non-pharmacological therapies was efficient to reduce the effects of labor and childbirth, such as pain, duration of labor, anxiety, laceration and episiotomy.

RESUMEN Objetivo: Identificar las terapias no farmacológicas aplicadas durante el embarazo y el parto. Método: Revisión integradora realizada en las bases de datos PubMed, ScieLO y PEDro, buscando artículos de 2008 en inglés, español y portugués. Los descriptores utilizados fueron: embarazo, parto, fisioterapia, medicina alternativa y complementaria, terapia alternativa, terapia no farmacológica, terapia biomecánica. Resultados: Se analizaron 41 artículos y se subdividieron en diez categorías de terapias no farmacológicas: masaje, masaje perineal, baño caliente, cuidados de apoyo, grupo de preparación al parto, técnicas de respiración, ejercicios del suelo pélvico, electroestimulación transcutánea, pelota suiza y pujo espontáneo. Seis artículos (60%) tuvieron un resultado positivo para la reducción del dolor en el trabajo de parto y todos tuvieron algún resultado positivo para diferentes variables del trabajo de parto, como la reducción del tiempo, la ansiedad y las tasas de laceración del suelo pélvico. Conclusión: El uso de terapias no farmacológicas fue eficaz para reducir los efectos del trabajo de parto y el parto, como el dolor, la duración del trabajo de parto, la ansiedad, la laceración y la episiotomía.

RESUMO Objetivo: Identificar terapias não farmacológicas aplicadas na gestação e no trabalho de parto. Método: Revisão integrativa realizada nas bases de dados: PubMed, ScieLO e PEDro, buscando-se artigos de 2008 nos idiomas inglês, espanhol e português. Os descritores utilizados foram: gravidez, parto, fisioterapia, medicina alternativa e complementar, terapia alternativa, terapia não farmacológica, terapia biomecânica. Resultados: Foram analisados 41 artigos e subdivididos em 10 categorias de terapias não farmacológicas: massagem, massagem perineal, banho quente, cuidado de suporte, grupo de preparação para o parto, técnicas de respiração, exercícios de assoalho pélvico, eletroestimulação transcutânea, bola suíça e puxo espontâneo. Seis artigos (60%) apresentaram desfecho positivo para redução da dor no trabalho de parto e todos apresentaram algum desfecho positivo para diferentes variáveis do trabalho de parto, como redução do tempo, da ansiedade e das taxas de laceração do assoalho pélvico. Conclusão: O uso de terapias não farmacológicas foi eficiente para reduzir os efeitos do trabalho de parto e parto, como dor, duração do trabalho de parto, ansiedade, laceração e episiotomia.
Descritores: Terapias Complementares
Parto Normal
Enfermagem Obstétrica
-Gravidez
Revisão
Terapia por Exercício
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta


  4 / 518 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1155291
Autor: Pinto, Keli Regiane Tomeleri da Fonseca; Zani, Adriana Valongo; Bernardy, Cátia Campaner Ferrari; Rossaneis, Mariana Angela; Rodrigues, Renne; Parada, Cristina Maria Garcia de Lima.
Título: Factors associated with obstetric interventions in public maternity hospitals / Fatores associados a intervenções obstétricas em maternidades públicas
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);20(4):1081-1090, Oct-Dec. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: to identify the prevalence and factors associated with obstetric interventions in parturients assisted in public maternity hospitals. Methods: a cross-sectional study with 344 puerperal women, from two public maternity hospitals, referring to childbirth by Sistema Único de Saúde (SUS) (Public Health Service System) in Londrina City, Paraná, Brazil, between January and June 2017. The medical records were the data source. The following obstetric interventions were considered: oxytocin use, artificial rupture of the membranes, instrumental childbirth and episiotomy. Multivariate Poisson regression was used to analyze associated factors, with p<5% being significant. Results: the prevalence of obstetric intervention was 55.5%, the maximum number of interventions in the same parturient woman was three. The most frequent interventions were the use of oxytocin (50.0%) and artificial rupture of membranes (29.7%). The variables associated on maternal disease (p=0.005) and intrapartum meconium (p=0.022) independently increased, the risk of obstetric intervention, while dilation was equal to or greater than 5 cm at admission, there was a protective factor against this outcome (p=0.030). Conclusion: the prevalence of obstetric interventions was high. In the case of maternal disease and intrapartum meconium, special attention should be given to the parturient woman, in order to avoid unnecessary interventions. Thus, the maternity hospitals need to review their protocols, seeking good practices in childbirth care.

Resumo Objetivos: identificar a prevalência e os fatores associados a intervenções obstétricas em parturientes atendidas em maternidades públicas. Métodos: estudo transversal, com 344 puérperas, de duas maternidades públicas, referência ao parto pelo Sistema Único de Saúde no município de Londrina, Paraná, Brasil, entre janeiro e junho de 2017. Constituíram fonte de dados os prontuários hospitalares. As seguintes intervenções obstétricas foram consideradas: uso de ocitocina, rotura artificial das membranas, parto instrumental e realização de episiotomia. Para análise dos fatores associados utilizou-se a regressão multivariada de Poisson, sendo significativo p<5%. Resultados: a prevalência de intervenção obstétrica foi de 55,5%, o número máximo de intervenções em uma mesma parturiente foi três. As intervenções mais frequentes foram o uso de ocitocina (50,0%) e a rotura artificial das membranas (29,7%). As variáveis doença materna associada (p=0,005) e mecônio intraparto (p=0,022) aumentaram, de maneira independente, o risco de intervenção obstétrica, enquanto que a dilatação igual ou superior a 5 cm na internação constituiu fator de proteção a esse desfecho (p= 0,030). Conclusão: a prevalência de intervenções obstétricas foi elevada. Na vigência de doença materna e de mecônio intraparto, especial atenção deve ser dedicada à parturiente, para que sejam evitadas intervenções desnecessárias, assim as maternidades precisam rever seus protocolos, buscando as boas práticas de atenção ao parto.
Descritores: Trabalho de Parto
Fatores de Risco
Medicalização
Tocologia
Parto Normal/estatística & dados numéricos
-Cuidado Pré-Natal
Brasil
Ocitocina
Distribuição de Poisson
Estudos Transversais
Episiotomia
Amniotomia
Maternidades
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  5 / 518 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1284580
Autor: Ferreira, Felipe Sá.
Título: Efeito do Projeto Parto Adequado nas taxas de cesárea, segundo a classificação de Robson / Effect of the Parto Adequado Project on caesarean rate, according to Robson's classification.
Fonte: São Paulo; s.n; 2021. 105 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introdução O excesso de cesarianas pode ser considerado um problema de saúde pública, envolvendo não só consequências materno-fetais, mas também gerando maiores custos e onerando o setor público e privado. Intervenções no Brasil têm acontecido há alguns anos para a melhoria da assistência obstétrica, como por exemplo, o Projeto Parto Adequado (PPA), um projeto com vistas à melhoria da qualidade na assistência ao parto e nascimento, que proporcionou apoio institucional, científico e metodológico a hospitais selecionados. Método Trata-se de estudo descritivo, longitudinal retrospectivo baseado na análise de dados de 34 estabelecimentos de saúde das redes pública e privada participantes da primeira fase do Projeto Parto Adequado (PPA), entre os anos de 2014 e 2018, a partir de dados contidos no Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos e Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos segundo Classificação de Risco Epidemiológico (Grupos de Robson), ambos bancos de dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC). Individualizando cada instituição por ano avaliado com os respectivos números de nascidos e números de cesáreas realizadas, distribuindo-os entre os dez grupos da classificação de Robson, e separadas em instituições públicas e não públicas, foi possível analisar a variação de cada grupo de Robson ao longo dos anos estudados em cada hospital participante desta pesquisa. Foram coletados dados sobre nascimentos e cesáreas de hospitais do Brasil com características semelhantes aos hospitais participantes da fase 1 do PPA, para elaborar comparações entre os dois grupos de hospitais (participantes e não participantes da primeira fase do PPA). Resultados Observou-se, no período estudado, redução da porcentagem de cesarianas de 70,49% para 62,16% nos hospitais públicos e de 81,86% para 73,09% nos hospitais não públicos participantes. Analisando os resultados a partir da classificação de Robson, a redução nos grupos 1, 2, 3 e 4 agrupados foi de 58,31% para 52,83% nos hospitais públicos e de 65,69% para 57,85% nos não públicos. A média da taxa de cesárea dos participantes do projeto diminuiu de 62,14% em 2014 para 55,34% em 2018. Ao avaliar a diferença da taxa de cesáreas entre o início e final do período estudado, tanto dos hospitais selecionados para o projeto quanto dos demais hospitais do Brasil que atendem ao critério de ao menos 500 nascimentos por ano, nota-se que, de modo geral, os indicadores apresentam valores menores para os hospitais selecionados no PPA em relação aos demais hospitais não participantes, tanto nos estabelecimentos públicos quanto não públicos, para a maior parte dos grupos de Robson, indicando que a queda na taxa de cesárias entre 2014 e 2018 foi maior para os hospitais participantes do PPA. Conclusão Políticas públicas bem conduzidas podem mudar o cenário da atenção ao parto e nascimento, promovendo a redução de cesarianas desnecessárias e de desfechos maternos e neonatais negativos. O Projeto Parto Adequado demonstrou potencial em diminuir as cesáreas nos hospitais participantes, com redução mais acentuada destes percentuais quando comparados a outros hospitais brasileiros, de mesmo porte, não participantes do projeto, sendo um exemplo pioneiro de modelo de mudança e intervenção que pode ser aprimorado e replicado no Brasil.

Introduction Excessive caesarean sections can be considered a public health problem, involving not only maternal-fetal consequences, but also generating higher costs and burdening the public and private sector. Interventions in Brazil have been taking place for some years to improve obstetric care, such as the Parto Adequado Project (PAP), a project aimed at improving the quality of delivery and birth care, which provided institutional, scientific, and methodological support to selected hospitals. Method This is a descriptive, retrospective longitudinal study based on the analysis of data from 34 public and private health establishments participating in the first phase of the PAP, between 2014 and 2018, based on data contained in the Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos and Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos segundo Classificação de Risco Epidemiológico (Grupos de Robson), both databases of the Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC). Individualizing each institution by year evaluated with the respective numbers of births and numbers of caesarean sections performed, distributing them among the ten groups of the Robson's classification, and separated into public and non-public institutions, it was possible to analyze the variation of each Robson's group over the years studied in each hospital participating in this research. Data on births and caesarean sections from hospitals in Brazil with similar characteristics to those participating in phase 1 of the PPA were collected, in order to make comparisons between the two groups of hospitals (participating and non-participating in the first phase of the PPA). Results During the study period, a reduction in the percentage of caesarean sections from 70.49% to 62.16% in public hospitals and from 81.86% to 73.09% in participating non-public hospitals was observed. Analysing the results from the Robson's classification, the reduction in groups 1, 2, 3 and 4 grouped was from 58.31% to 52.83% in public hospitals and from 65.69% to 57.85% in non-public hospitals. The average caesarean rate of project participants decreased from 62.14% in 2014 to 55.34% in 2018. When evaluating the difference in the caesarean rate between the beginning and end of the study period, both in the hospitals selected for the project as for other hospitals in Brazil that meet the criterion of at least 500 births per year, it is noted that, in general, the indicators show lower values for hospitals selected in the PAP compared to other non-participating hospitals, both in public establishments and non-public, for most of the Robson's groups, indicating that the drop in the caesarean rate between 2014 and 2018 was greater for the hospitals participating in the PAP. Conclusion Well-conducted public policies can change the scenario of delivery and birth care, promoting the reduction of unnecessary caesarean sections and negative maternal and neonatal outcomes. The Parto Adequado Project demonstrated the potential to reduce caesarean sections in participating hospitals, with a sharper reduction in these percentages when compared to other Brazilian hospitals, of the same size, not participating in the project, being a pioneering example of a model of change and intervention that can be improved and replicated in Brazil.
Descritores: Política Pública
Cesárea
Saúde Materno-Infantil
Tocologia
Parto Normal
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  6 / 518 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Vargens, Octávio Muniz da Costa
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1224567
Autor: Vargens, Octavio Muniz da Costa; Alehagen, Siw; Silva, Alexandra Celento Vasconcellos da.
Título: Desejando parir naturalmente: perspectiva de mulheres sobre o parto domiciliar planejado com uma enfermeira obstétrica / Wanting to give birth naturally: women's perspective on planned homebirth with a nurse midwife / Deseando parir naturalmente: perspectiva de mujeres sobre el parto domiciliario planificado con una enfermera obstétrica
Fonte: Rev. enferm. UERJ;29:e56113, jan.-dez. 2021.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: descrever a escolha do parto domiciliar planejado acompanhado por enfermeira obstétrica em um centro urbano de grande porte, na perspectiva de mulheres brasileiras. Métodos: estudo qualitativo guiado pela Grounded Theory. Foram entrevistadas dez mulheres com idade entre 20 e 41 anos que tiveram parto domiciliar planejado acompanhadas por enfermeiras obstétricas. As participantes foram recrutadas por meio de rede social, acessando um grupo de mulheres que escreveram sobre seu parto domiciliar. Resultados: Emergiram duas categorias: Não vendo possibilidade de parir naturalmente no ambiente hospitalar e Pensando na segurança do parto domiciliar planejado. O hospital representou vários aspectos desfavoráveis como intervenções desnecessárias e solidão. As mulheres consideravam o lar um lugar seguro para parir, conectado aos cuidados de enfermeiras obstétricas. Conclusão: há mulheres que não desejam parir no hospital, preferindo parir em casa e do ponto de vista dos direitos humanos e dos cuidados desmedicalizados, as enfermeiras obstétricas devem apoiar as mulheres nessa sua decisão.

Objective: to describe the choice of planned homebirth attended by a nurse midwife in a large urban centre, from the perspective of Brazilian women. Methods: in this Grounded Theory study, ten women aged 20 to 41 years, who had a planned homebirth accompanied by a nurse midwife, were interviewed. Participants were recruited through a social network by accessing a group of women who wrote about their homebirth. Results: two categories emerged: seeing no possibility of giving birth naturally in the hospital environment; and thinking about the safety of a planned homebirth. Hospital represented several unfavourable aspects, such as unnecessary interventions and loneliness. Women thought of home as a safe place to give birth, connected with nurse midwife care. Conclusion: there are women who do not wish to give birth in hospital, but prefer to give birth at home and, from the point of view of human rights and de-medicalized care, nurse midwives should support women in their decision.

Objetivo: describir la elección del parto domiciliario planificado con enfermera obstétrica en un gran centro urbano, desde la perspectiva de mujeres brasileñas. Métodos: estudio cualitativo guiado por la Grounded Theory. Se entrevistó a diez mujeres entre 20 y 41 años que tuvieron parto domiciliario planificado, siendo acompañadas de enfermeras obstétricas. Las participantes fueron reclutadas a través de red social, accediendo a un grupo de mujeres que escribieron sobre su parto en domicilio. Resultados: surgieron dos categorías: las que no veían posibilidad de dar a luz naturalmente en el hospital y las que pensaron en la seguridad del parto domiciliario planificado. El hospital representó varios aspectos desfavorables como intervenciones innecesarias y soledad. Las mujeres consideraban que el hogar era un ambiente seguro para dar a luz, vinculado al cuidado de enfermeras obstétricas. Conclusión: hay mujeres que no desean dar a luz en el hospital, prefieren hacerlo en casa y, desde el punto de vista de los derechos humanos y de los cuidados sin la intervención de un médico, las enfermeras obstétricas deben apoyarlas en esa decisión.
Descritores: Saúde da Mulher
Parto
Gestantes/psicologia
Parto Domiciliar/enfermagem
Enfermeiras Obstétricas
-Percepção
Teoria de Enfermagem
Entrevista
Segurança do Paciente
Parto Domiciliar/psicologia
Parto Normal/enfermagem
Parto Normal/psicologia
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  7 / 518 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1155730 LILACS-Express
Autor: Bomfim, Aiara Nascimento Amaral; Couto, Telmara Menezes; Lima, Keury Thaisana Rodrigues dos Santos; Almeida, Lais Teixeira da Silva; Santos, Gleice de Oliveira; Santana, Ariane Teixeira de.
Título: Percepções de mulheres sobre a assistência de enfermagem durante o parto normal / Percepciones de las mujeres sobre la atención de enfermería durante el parto normal / Women's perceptions about nursing care during normal delivery
Fonte: Rev. baiana enferm;35:e39087, 2021.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo conhecer a percepção de mulheres sobre a assistência de Enfermagem recebida durante o processo de parto normal. Método pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, efetuada em duas maternidades públicas de Salvador, Bahia, Brasil. A coleta de dados foi efetuada por entrevista, entre os meses de novembro de 2017 e abril de 2018. Participaram da pesquisa 13 mulheres. A sistematização dos dados foi realizada pelo referencial teórico de Bardin. Resultados emergiram duas categorias científicas: assistência de Enfermagem permeada por satisfação; e assistência permeada por relações verticais e sentimentos de abandono. As mulheres verbalizaram satisfação com a assistência de Enfermagem relacionadas à aplicação dos métodos não farmacológicos para alívio da dor, apoio e promoção do bem-estar, embora também se fez presente a verticalização das relações e a ausência de acompanhamento profissional. Conclusão a percepção das mulheres sobre a assistência de Enfermagem recebida durante o processo de parto normal foi dicotômica.

Objetivo conocer la percepción de las mujeres sobre la atención de enfermería recibida durante el proceso normal de parto. Método investigación descriptiva con enfoque cualitativo, realizada en dos hospitales públicos de maternidad en Salvador, Bahía, Brasil. Los datos fueron recogidos por entrevista entre noviembre de 2017 y abril de 2018. Participaron en el estudio 13 mujeres. La sistematización de datos fue realizada por el marco teórico de Bardin. Resultados surgieron dos categorías científicas: cuidados de enfermería impregnados de satisfacción; y la asistencia impregnada de relaciones verticales y sentimientos de abandono. Las mujeres verbalizaron la satisfacción con la atención de enfermería, relacionada con la aplicación de métodos no farmacológicos para el alivio del dolor, el apoyo y la promoción del bienestar, aunque también estuvieron presentes la verticalización de las relaciones y la ausencia de seguimiento profesional. Conclusión la percepción de las mujeres sobre la atención de enfermería recibida durante el proceso normal de parto fue dicotómica.

Objective to know women's perception about the nursing care received during the normal delivery process. Method descriptive research with qualitative approach, carried out in two public maternity hospitals in Salvador, Bahia, Brazil. Data were collected by interview between November 2017 and April 2018. The participants were 13 women. Data systematization was performed by Bardin's theoretical framework. Results two scientific categories emerged: Nursing care permeated by satisfaction; and care permeated by vertical relationships and feelings of abandonment. The women verbalized satisfaction with Nursing care, related to the application of non-pharmacological methods for pain relief, support and promotion of well-being, despite the vertical-oriented process of relationships and the absence of professional follow-up. Conclusion women's perception about Nursing care received during the normal delivery process was dichotomous.
Descritores: Percepção
Parto Humanizado
Parto Normal
Cuidados de Enfermagem
Enfermagem Obstétrica
-Tocologia
Obstetrícia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  8 / 518 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1136451
Autor: Resende, Maria Tainara dos Santos; Lopes, Denise Semirames; Bonfim, Elisiane Gomes.
Título: Profile on childbirth care at a public maternity hospital / Perfil da assistência ao parto em uma maternidade pública
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);20(3):863-870, July-Sept. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: to describe the profile on childbirth care at a reference maternity hospital in the State of Piauí based on the 2018 World Health Organization Recommendations. Methods: retrospective cross-sectional quantitative study, descriptive documentary, population census, containing vaginal deliveries performed in 2017. The data was entered in Microsoft Excel for simple statistical analysis. Results: the percentages registered at the Centro Obstétrico Superior (Superior Obstetric Center) and Centro de Parto Normal (Normal Delivery Center) were, respectively, 85.5% and 98% with the presence of a companion, 34.2% and 94% used the partogram, 63.8% and 98% took non-pharmacological methods for pain relief, 74.8% and 98.7% received fluids during labor. Amniotomy at 15.2% and 17.2%, oxytocin was administered at 26.5% and 14.6% in the 1st and 2nd periods, non-lithotomic position at 39.7% and 93.4%, episiotomy 9.9% and 6.6%. After birth, 85.5% and 96% of newborns had skin-to-skin contact and, in 65.5% and 94% there were maternal breastfeeding promotion. Conclusions: this study comprehended the indicators on childbirth care service, which are, in general, better than the national and the northeast region ones. The importance of registering indicators to evaluate care is emphasized.

Resumo Objetivos: descrever o perfil da assistência ao parto em uma maternidade de referência do estado do Piauí, a partir das Recomendações da Organização Mundial da Saúde de 2018. Métodos: estudo quantitativo transversal retrospectivo, descritivo documental, população censitária, contendo os partos vaginais realizados em 2017. Os dados foram inseridos no Microsoft Excel para análise estatística simples. Resultados: os percentuais registrados no Centro Obstétrico e Centro de Parto Normal foram, respectivamente, 85,5% e 98% da presença de acompanhante, 34,2% e 94% utilizaram partograma, 63,8% e 98% métodos não-farmacológicos para alívio da dor, 74,8% e 98,7% receberam líquidos durante o trabalho de parto. Amniotomia em 15,2% e 17,2%, ocitocina foi administrada em 26,5% e 14,6% no 1° e 2a períodos, posição não-litotômica em 39,7% e 93, 4%, episiotomia 9,9% e 6,6%. Após o nascimento, 85, 5% e 96% dos recém-nascidos em contato pele a pele e, em 65,5% e 94% houve promoção do aleitamento materno. Conclusões: este estudo permitiu conhecer os indicadores de assistência ao parto do serviço, que de maneira geral estão melhores que os indicadores nacionais e da região nordeste. Ressalta-se a importância do registro de indicadores para a avaliação da assistência.
Descritores: Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde
Maternidades
Serviços de Saúde Materna/estatística & dados numéricos
Tocologia/estatística & dados numéricos
Parto Normal/estatística & dados numéricos
-Organização Mundial da Saúde
Brasil
Estudos Transversais
Hospitais Públicos
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  9 / 518 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Uruguai
Texto completo
Id: biblio-1088694
Autor: Ormaechea Fossati, Martín Álvaro.
Título: Gastrosquisis: análisis de situación entre los años 2011 y 2016 en el Hospital Pediátrico Pereira Rosell / Gastroschisis: study of the situation in the period between 2011-2016 at the Pereira Rossell Pediatric Hospital / Gastrosquise: análise da situação entre 2011 e 2016 no Hospital Pediátrico Pereira Rosell
Fonte: An. Facultad Med. (Univ. Repúb. Urug., En línea);6(1):67-76, jun. 2019. tab.
Idioma: es.
Resumo: La gastrosquisis es el defecto congénito más frecuente de la pared abdominal anterior. Se clasifican en simple o complicadas según si presentan o no anomalías a nivel intestinal. El diagnóstico prenatal se realiza en un 75%-95% de los pacientes. El tratamiento es quirúrgico, lográndose un cierre primario en el 80% de los casos. La mortalidad global reportada a nivel internacional es de un 10%. Se realizó un estudio observacional descriptivo retrospectivo transversal en el que se analizaron los pacientes con gastrosquisis operados en el Hospital Pediátrico del Centro Hospitalario Pereira Rossell entre el primero de enero de 2011 y el 30 de mayo de 2016. Se estudiaron las siguientes variables: incidencia de la patología, edad materna, edad gestacional al diagnóstico y al nacimiento, vía de nacimiento, anomalías asociadas, técnica quirúrgica, incidencia de complicaciones y mortalidad. En el período estudiado se intervinieron 62 pacientes con diagnóstico de gastrosquisis, de los cuales 48 fetos (77,4%) tenían diagnóstico prenatal. El 53,2% nacieron por parto vaginal y 53 % nacieron pretérmino. En el 85,5% se logró realizar un cierre primario. El 69,4% de los neonatos presentaron complicaciones, siendo las infecciosas las más frecuentes. La mortalidad fue de 12,9%, siendo la sepsis la causa más frecuente. Si bien hemos mejorado en el índice de diagnóstico prenatal y en la vía de nacimiento, y las cifras de tratamiento y mortalidad se encuentran dentro de las cifras publicadas a nivel internacional, existe un elevado número de complicaciones infecciosas, que condicionan la evolución y pronóstico de estos pacientes.

Gastroschisis is the most frequent congenital defect of the anterior abdominal wall. They are classified as simple or complicated according to whether or not they present abnormalities at the intestinal level. Prenatal diagnosis is made in 75%-95% of the patients. The treatment is surgical, achieving a primary closure in 80% of cases. The global mortality reported at an international level is 10%. A cross-sectional retrospective observational study was performed in which gastroschisis patients operated at the Pediatric Hospital of the Pereira Rossell Hospital Center between January 1, 2011 and May 30, 2016 were analyzed. The following variables were studied: the pathology, maternal age, gestational age at diagnosis and at birth, birth route, associated anomalies, surgical technique, incidence of complications and mortality. In the period under study, 62 patients diagnosed with gastroschisis were operated on, of which 48 fetuses (77.4%) had a prenatal diagnosis. 53.2% were born by vaginal delivery and 53% were born preterm. In 85.5% a primary closure was achieved. 69.4% of the neonates presented complications, infectious being the most frequent. Mortality was 12.9%, with sepsis being the most frequent cause. Although we have improved in the prenatal diagnosis index and in the route of birth, and the figures of treatment and mortality are among the figures published internationally, there is a high number of infectious complications, which condition the evolution and prognosis of these patients.

A gastrosquise é o defeito congênito mais freqüente da parede abdominal anterior. São classificadas como simples ou complicadas de acordo com a presença ou não de anormalidades no nível intestinal. O diagnóstico pré-natal é feito em 75% a 95% dos pacientes. O tratamento é cirúrgico, atingindo o fechamento primário em 80% dos casos. A mortalidade global reportada a nível internacional é de 10%. Um estudo observacional transversal foi realizado em gastrosquise retrospectiva que os pacientes operados no Hospital Pediátrico Pereira Rossell Hospital do Centro entre 1 de Janeiro de 2011 e 30 maio de 2016 foram analisados. As variáveis estudadas foram: a patologia, idade materna, idade gestacional no diagnóstico e no nascimento, rota nascimento, anomalias associadas, técnica cirúrgica, a incidência de complicações e mortalidade. No período em estudo, 62 pacientes diagnosticados com gastrosquise foram operados, dos quais 48 fetos (77,4%) tiveram o diagnóstico pré-natal. 53,2% nasceram por parto vaginal e 53% nasceram prematuros. Em 85,5%, um fechamento primário foi alcançado. 69,4% dos neonatos com o ser infeccioso mais freqüente. A mortalidade foi de 12,9%, sendo a sepse a causa mais freqüente. Temos melhorado, embora diagnóstico pré-natal no índice e na rota de nascimento, e os números de tratamento e mortalidade estão entre os números publicados Internacionalmente, há um elevado número de complicações infecciosas, que condicionam a evolução eo prognóstico desses pacientes.
Descritores: Gastrosquise/cirurgia
Gastrosquise/diagnóstico
Gastrosquise/epidemiologia
-Diagnóstico Pré-Natal/estatística & dados numéricos
Uruguai
Comorbidade
Cesárea/estatística & dados numéricos
Incidência
Estudos Transversais
Estudos Retrospectivos
Idade Gestacional
Distribuição por Idade
Gastrosquise/complicações
Gastrosquise/mortalidade
Parto Normal/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina


  10 / 518 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-990873
Autor: Muñoz-Dueñas, Carla; Contreras-García, Yolanda; Manríquez-Vidal, Camilo.
Título: Vivencias de mujeres con asistencia de parto personalizado / Women's experiences with personalized delivery assistance
Fonte: Rev. chil. obstet. ginecol. (En línea);83(6):586-595, 2018. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN El parto personalizado, centrado en la mujer y sus necesidades, es una tendencia de atención sanitaria que propone un complemento de calidad al modelo biomédico. Existe escasa evidencia en Chile sobre estas experiencias. Objetivo: Explorar las vivencias de mujeres que optaron por un parto personalizado, en casa o en clínicas privadas, en la provincia de Concepción, Chile. Metodología: Estudio cualitativo. Los relatos se obtuvieron mediante entrevista semi-estructurada, a 12 mujeres que constituyeron la muestra. El análisis identificó categorías y subcategorías mediante codificación abierta, aplicando la comparación constante, basado en la Teoría Fundamentada. Se utilizó el software Atlas Ti versión 7.5 y el software estadístico R Project versión 3.5.1.El estudio fue aprobado por el comité de ética de la Facultad de Medicina de la Universidad de Concepción. Resultados: Edad promedio de las mujeres fue 30 años, 7 eran primíparas y 5 multíparas. La experiencia reveló seis categorías, tres fueron propuestas (expectativas y experiencias, influencias asociadas a la decisión del parto personalizado y preparación prenatal previa), tres emergieron de manera espontánea (el parto como plenitud femenina, apoyo social, facilitadores y obstaculizadores del parto personalizado). Las primíparas enfatizan el dolor, la anestesia y los profesionales, mientras que las multíparas destacan a su recién nacido y el lugar de nacimiento. Conclusión: La experiencia de parto personalizado transforma a la mujer en su percepción de la femineidad y la maternidad. Valora su protagonismo, la presencia de personas significativas, las relaciones que se construyen con profesionales y la mínima aplicación de intervenciones.

ABSTRACT The Personalized birth, focused on the woman and her needs, is a health care tendency. There is little evidence in Chile about these experiences. Objective: To explore the experiences of women who chose a personalized birth at home or private clinics, in the Concepción province, Chile. Methodology: Qualitative study. The stories were obtained by semi-structured interview to 12 women who made up the sample. The analysis identified categories and subcategories through open coding, applying constant comparison, based on Grounded Theory. Software Atlas Ti version 7.5 and R Project version 3.5.1 were used. The study was approved by the Concepcion University Medicine faculty ethics committee. Results: The average age of the women was 30 years old, seven were primiparous and five were multiparous. Six categories were identified: three proposed (the expectations and experiences, influences associated to the personalized birth decision and prenatal preparation) and three emerging (childbirth as feminine fullness, social support, facilitators and hinders of natural birth). Primiparous stand out pain, anesthesia and professionals while the multiparous highlight their newborn and the place of birth. Conclusion: Personalized birth experience transforms women about her perception of femininity and motherhood, value their empowerment, the presence of significant people, the relationships built with the professionals and the minimum application of interventions.
Descritores: Parto Humanizado
Parto Normal
-Chile
Inquéritos e Questionários
Parto Obstétrico
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adulto
Responsável: CL126.2 - Biblioteca Médica Dr. Profesor Hernán Alessandri R.



página 1 de 52 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde