Base de dados : LILACS
Pesquisa : G09.772.705 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 527 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 53 ir para página                         

  1 / 527 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-832010
Autor: Lopes, Diego Patrick Soares; Muniz, Igor Pereira Ribeiro; Silva, Robson Amaro Augusto da.
Título: Intensidade de exercício físico e imunomodulação: impactos em infecções das vias aéreas / Intensit y of physical exercises and immunomodulation: impacts in infections of the aerial pathways
Fonte: Saude e pesqui. (Impr.);9(1):175-186, jan.-abr. 2016. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A atividade física tem sido utilizada como ferramenta de auxílio para a diminuição da incidência de diversos riscos, tais como obesidade, desenvolvimento de doenças cardiovasculares e diabetes. Além disso, ela tem sido descrita como medida imunomodulatória. O exercício físico possui algumas variáveis, dentre elas a frequência do exercício e a intensidade do mesmo. As variáveis nesse âmbito têm sido relacionadas a diferentes efeitos na modulação da resposta desenvolvida em diferentes sistemas e por vezes pode estar associada ao aumento da suscetibilidade a infecções ou ao aumento da resistência a infecções. O sistema respiratório representa uma das maiores portas de entrada para microrganismos patogênicos apresentando grande incidência de doenças infecciosas em atletas de elite. O exercício moderado tem sido associado a uma proteção contra infecções respiratórias causadas por vírus e por bactérias quando comparado ao exercício intenso, que de forma contrária, tem sido relacionado ao aumento da suscetibilidade a essas infecções principalmente em atletas praticantes de atividade física intensa. Nessa revisão pontuamos os aspectos mais recentes associados à modulação da resposta imune pela atividade física e suas implicações em infecções no sistema respiratório.

Physical activity has been employed as a tool to lessen the occurrence of several types of risks, such as obesity, development of cardiovascular diseases and diabetes. In fact, it has been described as an immunomodulating measure. Physical exercise has several variables among which may be mentioned frequency of exercises and their intensity. Variables have been related to different effects in the modulation of response developed in several systems and frequently due to its association to increase in susceptibility to infections or to increase in the resistance to infections. The respiratory system is one of the biggest entrances for pathogenic microorganisms with the occurrence of infectious diseases in athletes. Moderate exercises have been associated to the protection against respiratory infections caused by viruses and bacteria when it is compared to intense exercises; otherwise, it is related to increase in susceptibility to these infections mainly in athletes who practice intense physical activity. Current review demonstrates the most recent aspects associated to the modulation of immune response by physical activity and its implications in the infections of the respiratory system.
Descritores: Respiração
Exercício Físico
Alergia e Imunologia
Microbiologia
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR313.1 - Biblioteca Ana Bove


  2 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-24033
Autor: Lorencette, D. A; Osawa, C; Koizumi, M. S.
Título: Monitorizacao respiratoria em pacientes miastenicos timectomizados. / Respiratory monitoring in thymectomized myasthenic patients
Fonte: Rev. paul. enferm;4(3):109-13, 1984.
Idioma: pt.
Descritores: Timectomia
Unidades de Terapia Intensiva
Miastenia Gravis
Cuidados de Enfermagem
Respiração
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Costa, Dirceu
Texto completo
Id: lil-351003
Autor: Costa, Dirceu; Sampaio, Luciana Maria Malosá; Lorenzzo, Valéria Amorim Pires de; Jamami, Maurício; Damaso, Ana Raimunda.
Título: Avaliacão da forca muscular respiratória e amplitudes torácicas e abdominais após a RFR em indivíduos obesos / Evaluation of respiratory muscle strength and thoracic and abdominal amplitudes after a functional reeducation of breathing program for obese individuals
Fonte: Rev. latinoam. enferm;11(2):156-160, Mar.-Apr. 2003. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo teve como objetivo avaliar os elementos da mecânica respiratória, de indivíduos obesos no que se refere á forca muscular respiratória, através das medidas de Pressão Respiratória Máxima (PImáx e PEmáx) e, da mobilidade tóraco abdominal, através da Amplitude Tóraco-Abdominal nos níveis: axilar (AAx), xifoidiano (AXf) e abdominal (AAb). Avaliaram-se 29 indivíduos obesos com média de idade de 43 n 13 anos, divididos em dois grupos: Grupo Experimental (E) e Grupo Controle (C), através das medidas da PImáx e da PEmáx e Amplitude Tóraco-abdominal. O Grupo E foi submetido a 18 sessões de Reeducacão Funcional Respiratória (RFR) que constituiu-se de orientacão respiratória, exercícios de coordenacão da respiracão associados aos movimentos de tronco e membros, alongamento geral da musculatura e relaxamento muscular, 2 vezes por semana, durante 9 semanas. Constatou-se, através do Teste-t de Student (p<0.05), que não ocorreram diferencas significativas nos valores da PEmáx em ambos os grupos estudados mas, a PImax, a AXif e a AAbd aumentaram significativamente no E. Esses resultados permitem concluir que a RFR causou um aumento na forca muscular inspiratória e das amplitudes tóraco-abdominais desses indivíduos obesos.
Descritores: AVALIACAO
Mecânica Respiratória
Obesidade
Respiração
Limites: Humanos
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1580.1 - Biblioteca Maria Rosa de Sousa Pinheiro


  4 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-682106
Autor: Chagas, Karla Larissa Matoso; Lima, Luisa Helena de Oliveira; Oliveira, Edina Araújo Rodrigues; Luz, Givaneide Oliveira de Andrade.
Título: Diagnósticos de enfermagem em crianças com sinais e sintomas respiratórios: um estudo descritivo / Nursing diagnosis in children with signs and symptoms of asthma: a description study
Fonte: Rev. RENE;12(2), abr.-maio 2011.
Idioma: pt.
Resumo: As doenças respiratórias são muito comuns na infância. A asma merece destaque por ser a principal doença crônica na infância e sua sintomatologia gera sofrimento aos seus portadores e familiares. O estudo teve como objetivo analisar os diagnósticos de Enfermagem presentes em crianças com sinais e sintomas respiratórios no município de Quixadá-CE, Brasil. Pesquisa descritiva, do tipo transversal, realizada com 30 crianças em internamento hospitalar. Os dados foram coletados entre março e abril de 2009. As crianças avaliadas apresentaram 13 diagnósticos de enfermagem, sendo identificadas 41 características definidoras, 23 fatores relacionados e 19 fatores de risco. O diagnóstico de enfermagem mais prevalente foi desobstrução ineficaz das vias aéreas (96,7%), seguido de padrão respiratório ineficaz (80%) e risco de infecção (63,3%). É importante que os enfermeiros que prestam assistência às crianças com doenças respiratórias possam direcionar suas intervenções para os diagnósticos de maior frequência aqui apresentados.
Descritores: Criança
Diagnóstico de Enfermagem
Manifestações Neurocomportamentais
Respiração
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  5 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-508661
Autor: Oliveira, Trícia Guerra e; Britto, Raquel Rodrigues; Parreira, Verônica Franco.
Título: Efeito do posicionamento prono e supino na função respiratória de recém-nascidos pré-termo: uma revisão bibliográfica / Effect of prone and supine positioning on pre-term newborn respiratory function: a bibliographic review
Fonte: REME rev. min. enferm;11(1):73-76, jan.-mar. 2007. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Revisão bibliográfica sistematizada nas bases de dados Medline e Scielo sobre os efeitos dos posicionamentos prono e supino na função respiratória de recém-nascidos prematuros...
Descritores: Mecânica Respiratória
Modalidades de Posição
Recém-Nascido Prematuro
Respiração
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  6 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-177869
Autor: Koizumi, Maria Sumie.
Título: Método de avaliaçäo do nível de consciência e interpretaçäo / Level of consciousness assessment: methods and interpretation
Fonte: Acta paul. enferm;3(1):17-24, mar. 1990. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O presente trabalho tem como finalidade fazer uma revisäo do método de avaliaçäo do nível de consciência usando como parâmetros: a Escala de Coma de Glasgow, o padräo respiratório, o tamanho e a reatividade pupilar, os movimentos oculares e as respostas motoras. Especial ênfase é dada aos sinais obtidos no exame do paciente como suporte fundamental para as condutas de enfermagem.
Descritores: Lesões Encefálicas/diagnóstico
Exame Neurológico/métodos
-Reflexo Pupilar
Morte Encefálica
Pupila
Movimentos Oculares
Unidades de Terapia Intensiva
Respiração
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  7 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-894110
Autor: Torre, Carlos; Guilleminault, Christian.
Título: Establishment of nasal breathing should be the ultimate goal to secure adequate craniofacial and airway development in children / O estabelecimento da respiração nasal deve ser o objetivo final para garantir desenvolvimento craniofacial e respiratório adequados em crianças
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);94(2):101-103, Mar.-Apr. 2018.
Idioma: en.
Descritores: Transtornos do Sono-Vigília/etiologia
Anormalidades Craniofaciais/etiologia
Respiração Bucal/complicações
-Respiração
Nariz
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-894118
Autor: Chambi-Rocha, Annel; Cabrera-Domínguez, Ma Eugenia; Domínguez-Reyes, Antonia.
Título: Breathing mode influence on craniofacial development and head posture / Influência do modo de respiração sobre o desenvolvimento craniofacial e a postura da cabeça
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);94(2):123-130, Mar.-Apr. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective The incidence of abnormal breathing and its consequences on craniofacial development is increasing, and is not limited to children with adenoid faces. The objective of this study was to evaluate the cephalometric differences in craniofacial structures and head posture between nasal breathing and oral breathing children and teenagers with a normal facial growth pattern. Method Ninety-eight 7-16 year-old patients with a normal facial growth pattern were clinically and radiographically evaluated. They were classified as either nasal breathing or oral breathing patients according to the predominant mode of breathing through clinical and historical evaluation, and breathing respiratory rate predomination as quantified by an airflow sensor. They were divided in two age groups (G1: 7-9) (G2: 10-16) to account for normal age-related facial growth. Results Oral breathing children (8.0 ± 0.7 years) showed less nasopharyngeal cross-sectional dimension (MPP) (p = 0.030), whereas other structures were similar to their nasal breathing counterparts (7.6 ± 0.9 years). However, oral breathing teenagers (12.3 ± 2.0 years) exhibited a greater palate length (ANS-PNS) (p = 0.049), a higher vertical dimension in the lower anterior face (Xi-ANS-Pm) (p = 0.015), and a lower position of the hyoid bone with respect to the mandibular plane (H-MP) (p = 0.017) than their nasal breathing counterparts (12.5 ± 1.9 years). No statistically significant differences were found in head posture. Conclusion Even in individuals with a normal facial growth pattern, when compared with nasal breathing individuals, oral breathing children present differences in airway dimensions. Among adolescents, these dissimilarities include structures in the facial development and hyoid bone position.

Resumo Objetivo A incidência da respiração anormal e de suas consequências no desenvolvimento craniofacial aumenta e não é limitada a crianças com fácies adenoideanas. O objetivo deste estudo foi avaliar as diferenças cefalométricas nas estruturas craniofaciais e na postura da cabeça entre crianças e adolescentes com respiração nasal e respiração bucal com padrão de crescimento facial normal. Método 98 pacientes com idades entre 7-16 anos com padrão de crescimento facial normal foram avaliados de forma clínica e radiológica. Eles foram classificados como pacientes com respiração nasal ou respiração bucal de acordo com a predominância do modo de respiração por meio da avaliação clínica e histórica e da predominância da frequência respiratória conforme qualificado por um sensor de fluxo de ar. Os pacientes foram divididos em duas faixas etárias (G1: 7 a 9) (G2: 10 a 16) para contabilizar o crescimento normal facial relacionado à idade. Resultados As crianças com respiração bucal (8,0 ± 0,7 anos) mostraram menor dimensão transversal nasofaríngea (MPP) (p = 0,030), ao passo que outras estruturas foram semelhantes a seus pares com respiração nasal (7,6 ± 0,9 anos). Contudo, os adolescentes com respiração bucal (12,3 ± 2,0 anos) mostraram maior comprimento do palato (espinha nasal anterior-espinha nasal posterior [ENA-ENP]) (p = 0,049), maior dimensão vertical na menor face anterior (Xi-ENA-Pm) (p = 0,015) e menor posição do osso hioide a respeito do plano mandibular (H-PM) (p = 0,017) do que seus pares com respiração nasal (12,5 ± 1,9 anos). Não foram constatadas diferenças estatisticamente significativas na postura da cabeça. Conclusão Mesmo em indivíduos com padrão de crescimento facial normal, em comparação com indivíduos com respiração nasal, as crianças com respiração bucal apresentam diferenças nas dimensões das vias aéreas. Entre os adolescentes, essas dissimilaridades incluem estruturas no desenvolvimento facial e na posição do osso hioide.
Descritores: Postura/fisiologia
Respiração
Ossos Faciais/crescimento & desenvolvimento
Cabeça/crescimento & desenvolvimento
Respiração Bucal/fisiopatologia
-Cefalometria
Ossos Faciais/anatomia & histologia
Cabeça/anatomia & histologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-899506
Autor: Sánchez, Maria Bernarda Salazar; Valdivieso, Alher Mauricio Hernández; Villanueva, Miguel Ángel Mañanas; Salazar, Andrés Felipe Zuluaga.
Título: Potencial aplicação clínica da eletromiografia de superfície como indicador de recuperação neuromuscular durante testes de desmame após envenenamento por organofosforados / Potential clinical application of surface electromyography as indicator of neuromuscular recovery during weaning tests after organophosphate poisoning
Fonte: Rev. bras. ter. intensiva;29(2):253-258, abr.-jun. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: Universidad de Antioquia; . Hospital Universitário San Vicente Fundación.
Resumo: RESUMO Este estudo teve como objetivo explorar a utilidade da avaliação da atividade muscular respiratória em pacientes em uso de ventilação mecânica após envenenamento agudo por organofosforados, para fornecer informações complementares para determinação do melhor momento para suspensão do suporte ventilatório. Foi registrada eletromiografia de superfície em músculos respiratórios (diafragma, intercostais externos e esternocleidomastóideos) em um homem jovem afetado por autoenvenenamento com quantidade desconhecida de paration, para determinar o nível de atividade muscular no decurso de diversas tentativas de desmame da ventilação mecânica. A distribuição de energia de cada frequência de sinal de eletromiografia de superfície; a sincronização entre máquina, paciente e músculos; a atividade da enzima acetilcolinesterase; o trabalho respiratório e os índices de respiração rápida e superficial foram calculados em cada uma das tentativas de desmame. O trabalho respiratório e o índice de respiração rápida e superficial não se correlacionaram com a falha ou o sucesso da tentativa de desmame. O diafragma aumentou gradualmente seu envolvimento com a ventilação, tendo alcançado resposta máxima, que se correlacionou com o sucesso do desmame e a atividade máxima da enzima acetilcolinesterase. Por outro lado, a atividade de músculos respiratórios acessórios mostrou tendência oposta.

ABSTRACT This study aimed to explore the usefulness of measuring respiratory muscle activity in mechanically ventilated patients suffering from acute organophosphate poisoning, with a view towards providing complementary information to determine the best time to suspend ventilatory support. Surface electromyography in respiratory muscles (diaphragm, external intercostal and sternocleidomastoid muscles) was recorded in a young man affected by self-poisoning with an unknown amount of parathion to determine the muscle activity level during several weaning attempts from mechanical ventilation. The energy distribution of each surface electromyography signal frequency, the synchronization between machine and patient and between muscles, acetylcholinesterase enzyme activity, and work of breathing and rapid shallow breathing indices were calculated in each weaning attempt. The work of breathing and rapid shallow breathing indices were not correlated with the failure/success of the weaning attempt. The diaphragm gradually increased its engagement with ventilation, achieving a maximal response that correlated with successful weaning and maximal acetylcholinesterase enzyme activity; in contrast, the activity of accessory respiratory muscles showed an opposite trend.
Descritores: Respiração Artificial/métodos
Desmame do Respirador
Eletromiografia/métodos
Intoxicação por Organofosfatos/terapia
-Acetilcolinesterase/metabolismo
Respiração
Músculos Respiratórios/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 527 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-844288
Autor: Taniguchi, Leandro Utino; Zampieri, Fernando Godinho; Nassar J, Antonio Paulo.
Título: Aplicabilidade das variações respiratórias do volume sistólico e seus substitutos para predição da responsividade dinâmica a fluidos em pacientes críticos: uma revisão sistemática sobre a prevalência das condições requeridas / Applicability of respiratory variations in stroke volume and its surrogates for dynamic fluid responsiveness prediction in critically ill patients: a systematic review of the prevalence of required conditions
Fonte: Rev. bras. ter. intensiva;29(1):70-76, jan.-mar. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: Avaliar os dados publicados em relação à prevalência das condições requeridas para avaliação apropriada em pacientes críticos. Métodos: Foram realizadas buscas nas bases de dados MEDLINE, Scopus e Web of Science para identificar estudos que discutiam a prevalência de condições validadas para avaliação da responsividade a fluidos com uso de variações respiratórias do volume sistólico ou algum outro substituto em pacientes críticos adultos. O desfecho primário foi a prevalência de adequação para avaliação da responsividade. O objetivo secundário foi o tipo e a prevalência de pré-requisitos avaliados para definir a adequação. Resultados: Incluíram-se cinco estudos (14.804 pacientes). Observaram-se elevadas heterogeneidades do ponto de vista clínico e estatístico (I2 = 98,6%), o que impediu o agrupamento dos resultados em uma conclusão sumarizada significativa. A limitação mais frequentemente identificada foi a ausência de ventilação mecânica invasiva com volume corrente ≥ 8mL/kg. A adequação final para avaliação da responsividade a fluidos foi baixa (em quatro estudos, variou entre 1,9 e 8,3% e, em um estudo, foi de 42,4%). Conclusão: A aplicabilidade na prática diária de índices dinâmicos de responsividade da pré-carga que demandam interações cardiopulmonares pode ser limitada.

ABSTRACT Objective: The present systematic review searched for published data on the prevalence of required conditions for proper assessment in critically ill patients. Methods: The Medline, Scopus and Web of Science databases were searched to identify studies that evaluated the prevalence of validated conditions for the fluid responsiveness assessment using respiratory variations in the stroke volume or another surrogate in adult critically ill patients. The primary outcome was the suitability of the fluid responsiveness evaluation. The secondary objectives were the type and prevalence of pre-requisites evaluated to define the suitability. Results: Five studies were included (14,804 patients). High clinical and statistical heterogeneity was observed (I2 = 98.6%), which prevented us from pooling the results into a meaningful summary conclusion. The most frequent limitation identified is the absence of invasive mechanical ventilation with a tidal volume ≥ 8mL/kg. The final suitability for the fluid responsiveness assessment was low (in four studies, it varied between 1.9 to 8.3%, in one study, it was 42.4%). Conclusion: Applicability of the dynamic indices of preload responsiveness requiring heart-lung interactions might be limited in daily practice.
Descritores: Volume Sistólico/fisiologia
Estado Terminal
Hidratação/métodos
-Respiração
Respiração Artificial/métodos
Volume de Ventilação Pulmonar/fisiologia
Prevalência
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 53 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde