Base de dados : LILACS
Pesquisa : G11.427.410.698.277 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 5251 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 526 ir para página                         

  1 / 5251 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-698810
Autor: Patiño Villada, Fredy Alonso; Arango Vélez, Elkin Fernando; Zuleta Baena, Lucidia.
Título: Ejercicio físico y depresión en adultos mayores: una revisión sistemática / Physical Exercise and Depression in the Elderly: A Systematic Review
Fonte: Rev. colomb. psiquiatr;42(2):198-211, abr.-jun. 2013. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Antecedentes: La literatura avala los beneficios del ejercicio para personas con trastornos depresivos; sin embargo, hay controversia sobre estos beneficios para personas adultas mayores deprimidas. Objetivo: Determinar el efecto de diferentes tipos de ejercicio en la depresión de adultos mayores mediante una revisión sistemática de ensayos clínicos. Fuentes de los datos: The Cochrane Library; PubMed-MEDLINE (1966-diciembre de 2010); EMBASE (1980-diciembre de 2010); LILACS (1986-diciembre de 2010); SCIELO (1998-diciembre de 2010), y Register of Controlled Trials; búsqueda manual en otros orígenes. Métodos: Se incluyeron ensayos clínicos con personas de edad > 60 años con diagnóstico de depresión, sin restricción por a ño de publicación, idioma y sexo, con intervenciones estructuradas de ejercicio y controlados con el cuidado usual (medicamentos, psicoterapia, terapia de electrochoque), placebo o sin intervención. Tres evaluadores realizaron la búsqueda, aplicaron los criterios de inclusión y exclusión, evaluaron la calidad metodológica y extrajeron los datos de manera independiente; las discrepancias se resolvieron por consenso. El desenlace primario fue la puntuación de los síntomas depresivos. Resultados: Se identificaron 11 estudios (n = 7.195). En general, el ejercicio produce mejoría de la depresión en adultos mayores, con mayor evidencia a corto plazo (3 meses) y con trabajos de fuerza a alta intensidad. Conclusiones: El ejercicio es benéfico para las personas adultas mayores con depresión; sin embargo, los estudios que lo respaldan son de baja calidad metodológica y heterogéneos, lo que hace necesario realizar ensayos clínicos que clarifiquen la magnitud del efecto y las dosis a las cuales es benéfico.

Background: The literature supports the benefits of exercise in people with depressive disorders, but there is controversy over these benefits in depressed elderly. Objective: To determine the effect of different types of exercise on depression in older adults using a systematic review of clinical trials. Data sources: The Cochrane Library; PubMed-MEDLINE (1966-dic 2010); EMBASE (1980-dic 2010); LILACS (1986-dic 2010); SCIELO (1998-dic 2010); Register of Controlled Trials; manual search in other sources. Methods: Clinical trials with people >60 years with diagnosis of depression were included, without restriction by year of publication, language and sex, with exercise intervention structures, controlled with usual care (medication, psychotherapy, electric shock therapy), placebo or non-intervention. Three independent reviewers conducted the search, applied inclusion and exclusion criteria, assessed methodological quality and extracted data; discrepancies were resolved by consensus. The primary outcome was the score for depressive symptoms. Results: A total of 11 studies (n =7195) were identified. In general, exercise produces an improvement in depression in older adults with more evidence in the short-term (3 months) and strength training at high intensity. Conclusions: Exercise is beneficial for older persons with depression, but studies that support this are of low methodological quality and heterogeneous, which makes it necessary to develop clinical trials to clarify the magnitude of the effect and the levels at which it is beneficial.
Descritores: Depressão
-Psicoterapia
Idoso
Exercício Físico
Transtorno Depressivo
Eletrochoque
Revisão Sistemática
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO78 - Asociación Colombiana de Psiquiatría


  2 / 5251 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011988
Autor: Alexandrino, Eduardo Gauze; Marçal, Danilo Francisco da Silva; Antunes, Mateus Dias; Oliveira, Leonardo Pestillo de; Massuda, Ely Mitie; Bertolini, Sonia Maria Marques Gomes.
Título: Physical activity level and lifestyle perception in prebariatric surgery patients / Nível de atividade física e percepção do estilo de vida de pacientes pré-cirurgia bariátrica
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(3):eAO4619, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective To determine sociodemographic characteristics, lifestyle perception and physical activity levels in obese prebariatric surgery patients. Methods A quantitative, cross-sectional study. The sample comprised 96 male and female morbidly obese prebariatric surgery patients. Questionnaires addressing sociodemographic profile, lifestyle perception and physical activity levels were applied. Results Patients were aged 40.3±11.45 years. Inadequate levels of physical activity were reported by 47.8% of patients; most respondents (79.2%) attributed scores defined as inadequate to the physical activity domain of the lifestyle questionnaire. Time spent on physical activity practice per week differed significantly between patients reporting being physically active or physically inactive in adolescence (p=0.046). Conclusion Most obese prebariatric surgery patients perceive their lifestyle as inadequate, in spite of eligibility for bariatric surgery. Results also indicate that physical activity practice and nutrition are the domains with greatest impacts on patient lifestyle, and that physical activity practice in adolescence may contribute to adoption of a more active behavior in adulthood, which may represent a vital tool for health promotion in patients undergoing bariatric surgery.

Resumo Objetivo Identificar as características sociodemográficas, a percepção do estilo de vida e o nível de atividade física dos pacientes obesos em pré-cirurgia bariátrica. Métodos Pesquisa de abordagem quantitativa, do tipo transversal. A amostra foi composta por 96 pacientes obesos mórbidos pré-cirurgia bariátrica de ambos os sexos. Foram aplicados questionários contendo informações sobre o perfil sociodemográfico, a percepção do estilo de vida e o nível de atividade física. Resultados A média de idade dos pacientes foi de 40,3±11,45 anos. O nível inadequado de atividade física avaliado foi verificado em 47,8% dos pacientes, e o domínio atividade física do questionário sobre estilo de vida foi pontuado como inadequado pela maioria dos entrevistados (79,2%). Foram encontradas diferenças estatisticamente significantes entre o tempo de prática de atividade física semanal dos praticantes e não praticantes na adolescência (p=0,046). Conclusão A maioria dos pacientes obesos pré-cirurgia bariátrica apresenta percepção de estilo de vida inadequada, apesar de terem sido considerados aptos à cirurgia bariátrica. A prática da atividade física e a nutrição são os domínios que exercem maior impacto no estilo de vida desses pacientes, e a realização de atividades físicas na adolescência pode contribuir para a adoção de um comportamento mais ativo na idade adulta, o que pode representar ferramenta fundamental para promoção da saúde, a ser considerada com os pacientes após a cirurgia bariátrica.
Descritores: Obesidade Mórbida/cirurgia
Cuidados Pré-Operatórios/estatística & dados numéricos
Exercício Físico/psicologia
Cirurgia Bariátrica
Estilo de Vida
Atividade Motora/fisiologia
-Autoimagem
Fatores Socioeconômicos
Brasil
Índice de Massa Corporal
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 5251 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019802
Autor: Santos, Carina de Sousa; Nascimento, Fabrício Expedito Lopes.
Título: Isolated branched-chain amino acid intake and muscle protein synthesis in humans: a biochemical review / Consumo isolado de aminoácidos de cadeia ramificada e síntese de proteína muscular em humanos: uma revisão bioquímica
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(3):eRB4898, 2019.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Alongside a proper diet, ergogenic aids with potential direct and/or indirect physical performance enhancing effects are sought after for improved adaptation to physical training. Nutritional ergogenics include diet composition changes and/or dietary supplementation. Branched-chain amino acids valine, leucine and isoleucine are widely popular among products with ergogenic claims. Their major marketing appeal derives from allegations that branched-chain amino acids intake combined with resistance physical exercise stimulates muscle protein synthesis. Evidence supporting the efficacy of branched-chain amino acids alone for muscle hypertrophy in humans is somewhat equivocal. This brief review describes physiological and biochemical mechanisms underpinning the effects of complete protein source and branched-chain amino acid intake on skeletal muscle growth in the postabsorptive and post-exercise state. Evidence in favor of or against potential anabolic effects of isolated branched-chain amino acid intake on muscle protein synthesis in humans is also examined.

RESUMO No treinamento físico, buscam-se, além de uma dieta adequada, recursos ergogênicos que possam maximizar direta e/ou indiretamente o desempenho físico. Entre as categorias de recursos ergogênicos, o nutricional compreende a modulação da composição dietética e/ou uso de suplementação. A comercialização dos suplementos de aminoácidos de cadeia ramificada valina, leucina e isoleucina possui muita popularidade entre aqueles com alegação ergogênica. O principal marketing está na afirmação de que o consumo isolado de aminoácidos de cadeia ramificada associado ao exercício físico resistido estimula a síntese de proteína muscular. As evidências da eficácia da ingestão isolada de aminoácidos de cadeia ramificada para a hipertrofia muscular em humanos parecem equivocadas. Nesta breve revisão, apresentamos a compreensão fisiológica e bioquímica de como a ingestão de uma fonte completa de proteína e de aminoácidos de cadeia ramificada afeta o crescimento do músculo esquelético no estado pós-absortivo e pós-exercício. Mostramos também as evidências que suportam ou não a afirmação dos potenciais efeitos anabólicos na síntese de proteína muscular dos aminoácidos de cadeia ramificada quando consumidos isoladamente em humanos.
Descritores: Aminoácidos de Cadeia Ramificada/metabolismo
Proteínas Musculares/biossíntese
-Exercício Físico/fisiologia
Músculo Esquelético/metabolismo
Período Pós-Prandial/efeitos dos fármacos
Suplementos Nutricionais
Absorção Gastrointestinal/efeitos dos fármacos
Aminoácidos de Cadeia Ramificada/fisiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 5251 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-885737
Autor: Terra, Caio Machado de Oliveira; Simões, Caroline Ferraz; Mendes, Anselmo Alexandre; Oliveira, Ronano Pereira; Dada, Rafaela Pilegi; Mendes, Victor Hugo de Souza; Locateli, João Carlos; Nardo-Junior, Nelson.
Título: The relation among the physical activity level during leisure time, anthropometry, body composition, and physical fitness of women underwent of bariatric surgery and an equivalent group with no surgery / Relação entre nível de atividade f/ísica em lazer, antropometria, composição corporal e aptidão física de mulheres submetidas à cirurgia bariátrica e um grupo equivalente não operado
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;30(4):252-255, Oct.-Dec. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: Bariatric surgery is an alternative to the obesity treatment. Aim: To compare anthropometric variables such as body composition and physical fitness of those who performed Roux-en-Y gastric bypass. Methods: Were evaluated 108 women. They were subdivided in three groups: those who performed the bariatric surgery by private health insurance (SAS, n=36); by the public health care (SUS, n=36), and an equivalent group which did not perform the surgery (NO, n=36). Were performed physical fitness, anthropometric and body composition tests. Was evaluated the level of physical activity during the leisure period. Results: Statistically significant differences were observed between the groups sedentary operated (n=28) and sedentary non-operated (n=13) on anthropometry and fat percentage, being the highest indexes in the group operated. Conclusion: The level of physical activity showed a positive influence related to anthropometric variables, body composition of the individuals who performed the bariatric surgery when compared to the ones non-operated.

RESUMO Racional: Observa-se o aumento da realização da cirurgia bariátrica como alternativa de tratamento para obesidade. Objetivo: Comparar a antropometria, composição corporal e aptidão física de pacientes submetidos ao bypass gástrico em Y-de-Roux. Métodos: Foram avaliadas 108 mulheres subdivididas em: operadas por convênios de saúde particulares (SAS, n=36), Sistema Único de Saúde (SUS, n=36) e um grupo equivalente não operado (NO, n=36). Foram realizados testes de aptidão física, antropometria e composição corporal, e avaliado nível de atividade física no lazer. Resultados: Não houve diferença estatisticamente significativa nas variáveis estudadas entre os grupos SAS, SUS e NO. Observaram-se diferenças estatisticamente significativas entre os grupos operados sedentários (n=28) e não operados sedentários (n=13) na antropometria e percentual de gordura, sendo ao grupo operado os índices mais altos. Conclusões: O nível de atividade física apresentou influência positiva sobre as variáveis antropométricas, de composição corporal de pacientes submetidos à cirurgia bariátrica quando comparados aos não operados.
Descritores: Composição Corporal
Exercício Físico
Derivação Gástrica
Aptidão Física
Atividades de Lazer
Obesidade/cirurgia
-Antropometria
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 5251 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Stein, Renato Tetelbom
Texto completo
Id: biblio-1039742
Autor: Santos, Ana Paula dos; Strassburger, Márcio Júnior; Roncada, Cristian; Stein, Renato Tetelbom; Pitrez, Paulo Márcio; Strassburger, Simone Zeni.
Título: Effect of physical activity on asthma control in schoolchildren / Efeito da atividade física no controle da asma em escolares
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO4936, 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To investigate the effect of levels of physical activity on asthma control in children. Methods A cross-sectional study, including public school students aged 8 to 12 years, of both sexes, with asthma, from a capital and a medium-sized cities in Southern Brazil. At home, the students answered the questionnaire on levels of physical activity and disease control. Results A total of 482 schoolchildren with asthma participated in the study, with mean age of 10.9±2.2 years, and 253 (52%) were girls. Regarding disease control, 50% had controlled asthma, and 67% were considered sedentary. Schoolchildren with controlled asthma were more active than those with uncontrolled asthma (p=0.032). Active schoolchildren were more likely to have asthma controlled (OR=1.5; 95%CI: 1.04-2.25). Conclusion The results demonstrated an association between physical activity levels and asthma control. More active schoolchildren were more likely to have asthma controlled.

RESUMO Objetivo Investigar o efeito dos níveis de atividade física no controle da asma em crianças. Métodos Estudo transversal, incluindo escolares da rede pública, de 8 a 12 anos, de ambos os sexos, com asma, de uma capital e de uma cidade de porte médio da Região Sul do Brasil. Os escolares responderam, em seus domicílios, um questionário de níveis de atividade física e de controle da doença. Resultados Participaram da pesquisa 482 escolares com asma, com média de idade de 10,9±2,2 anos, e 253 (52%) eram meninas. Quanto ao controle da doença, 50% apresentavam asma controlada e 67% foram considerados sedentários. Os escolares com asma controlada foram mais ativos do que os com asma não controlada (p=0,032). Os escolares ativos tiveram mais chance de ter a asma controlada (RC=1,5; IC95%: 1,04-2,25). Conclusão Os resultados demonstraram associação entre os níveis de atividade física e controle da asma. Os escolares mais ativos apresentaram mais chance de ter a asma controlada.
Descritores: Asma/prevenção & controle
Estudantes/estatística & dados numéricos
Exercício Físico/psicologia
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Comportamento Sedentário
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 5251 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039745
Autor: Segheto, Kátia Josiany; Juvanhol, Leidjaira Lopes; Carvalho, Cristiane Junqueira de; Silva, Danielle Cristina Guimarães da; Kakehasi, Adriana Maria; Longo, Giana Zarbato.
Título: Factors associated with bone mineral content in adults: a population-based study / Fatores associados ao conteúdo mineral ósseo em adultos: estudo de base populacional
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO4694, 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To determine the association among bone mineral content, sociodemographic, anthropometric and behavioral factors, and health status of Brazilian adults. Methods This was a cross-sectional, population-based study including 701 individuals from both sexes aged between 20 and 59 years. DEXA was used to evaluate dependent variable. The associations were evaluated using linear regression models stratified by sex. Results When mean bone mineral content values were compared, we found significant differences related to sex and all the independent variables evaluated. In the adjusted models, we identified an inverse association between bone mineral content and age in both sexes. Among men, to be overweight and/or obese, be highly educated, and have almost sufficiency of 25(OH)D were associated with higher bone mineral content values. On the other hand, among women, to be non-white skin color, overweight and/or obese were associated with better bone health. The main factors associated with low total bone mineral density were advanced age, white skin color, low level of formal education, eutrophy, and 25(OH)D deficiency. Conclusion Our results may help to identify adults who are at higher risk, and these findings should be used as guidelines for prevention and early diagnosis.

RESUMO Objetivo Verificar a associação entre o conteúdo mineral ósseo e fatores sociodemográficos, antropométricos, comportamentais e condições de saúde em adultos brasileiros. Métodos Estudo transversal, de base populacional, realizado com 701 indivíduos de ambos os sexos, com idade entre 20 e 59 anos. A variável dependente foi avaliada por DEXA. As associações foram avaliadas por modelos de regressão linear estratificados baseados no sexo dos indivíduos. Resultados Quando comparados os valores médios do conteúdo mineral ósseo, observamos diferença estatisticamente significante em relação aos sexos e para todas as variáveis independentes avaliadas. Nos modelos ajustados, identificamos associação inversa entre o conteúdo mineral ósseo e a idade em ambos os sexos. Entre os homens, sobrepeso e obesidade, alta escolaridade e suficiência de 25(OH)D foram associados a maiores valores de conteúdo mineral ósseo. Entre as mulheres, por sua vez, cor da pele não branca, sobrepeso e obesidade foram associados a melhor saúde óssea. Os principais fatores associados à baixa massa óssea total foram idade avançada, cor da pele branca, baixa escolaridade, eutrofia e deficiência de 25(OH)D. Conclusão Esses resultados podem auxiliar na identificação de adultos com maior risco e que devem ser alvo de medidas de prevenção e diagnóstico precoce.
Descritores: Densidade Óssea
Estado Nutricional
-Brasil
Pigmentação da Pele
Exercício Físico
Índice de Massa Corporal
Análise por Conglomerados
Fatores Sexuais
Antropometria
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Fatores de Risco
Fatores Etários
Escolaridade
Hidroxicolecalciferóis/sangue
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 5251 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039746
Autor: Cândido, Raissa Carolina Fonseca; Perini, Edson; Pádua, Cristiane Menezes de; Junqueira, Daniela Rezende.
Título: Prevalence of and factors associated with the use of methylphenidate for cognitive enhancement among university students / Prevalência e fatores associados ao uso de metilfenidato para neuroaprimoramento farmacológico entre estudantes universitários
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO4745, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais.
Resumo: ABSTRACT Objective To estimate the prevalence of and factors associated with the use of methylphenidate for cognitive enhancement among undergraduate students. Methods Simple random sample of students of the Universidade Federal de Minas Gerais (n=438), invited to answer an online questionnaire about the use of methylphenidate. Data collection occurred from September 2014 to January 2015. The sample was described by means of proportions, means and standard deviations. A multivariate analysis was performed using the Classification and Regression Tree algorithm to classify the cases of use of methylphenidate for cognitive enhancement in groups, based on the exposure variables. Results Out of 378 students included, 5.8% (n=22) reported using methylphenidate for cognitive enhancement; in that, 41% (9/22) in the 4 weeks prior to the survey. The housing situation was the variable most often associated with the use of methylphenidate for cognitive enhancement. Eleven students reported using methylphenidate for cognitive enhancement and other purposes 4 weeks prior to the survey, 27% of whom had no medical prescription to purchase it. Conclusion The use of methylphenidate for cognitive enhancement is frequent among Brazilian undergraduate students and should be considered a serious public health problem, especially due to risks of harm and adverse effects associated with its use.

RESUMO Objetivo Estimar a prevalência e os fatores associados ao uso de metilfenidato para neuroaprimoramento entre estudantes universitários. Métodos Amostra aleatória simples de discentes da Universidade Federal de Minas Gerais (n=438), convidados a responder um questionário online sobre o consumo de metilfenidato. A coleta ocorreu de setembro de 2014 a janeiro de 2015. A amostra foi descrita em termos de proporções, médias e desvio padrão. A análise multivariada foi realizada utilizando o algoritmo Classification and Regression Tree para classificação dos casos de uso do metilfenidato para neuroaprimoramento em grupos, com base nas variáveis de exposição. Resultados Dos 378 alunos incluídos, 5,8% (n=22) declararam ter feito uso de metilfenidato para neuroaprimoramento, sendo 41% (9/22) nas 4 semanas anteriores à pesquisa. A situação da moradia foi a variável mais associada ao uso de metilfenidato para neuroaprimoramento. Relataram o uso do metilfenidato para neuroaprimoramento e outros fins nas 4 semanas anteriores à pesquisa 11 estudantes, sendo que 27% não apresentaram prescrição médica para adquiri-lo. Conclusão O uso de metilfenidato para neuroaprimoramento ocorre no meio acadêmico brasileiro e deve ser considerado sério problema de saúde pública, principalmente diante dos riscos de danos e efeitos adversos associados ao seu uso.
Descritores: Estudantes/estatística & dados numéricos
Universidades/estatística & dados numéricos
Nootrópicos/administração & dosagem
Nootrópicos/uso terapêutico
Estimulantes do Sistema Nervoso Central/administração & dosagem
-Fatores Socioeconômicos
Estudantes/psicologia
Brasil/epidemiologia
Árvores de Decisões
Exercício Físico/psicologia
Características de Residência/estatística & dados numéricos
Prevalência
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Fatores de Risco
Uso Off-Label/estatística & dados numéricos
Metilfenidato/administração & dosagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 5251 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1056054
Autor: Gerage, Aline Mendes; Benedetti, Tânia Rosane Bertoldo; Cavalcante, Bruno Remígio; Farah, Breno Quintella; Ritti-Dias, Raphael Mendes.
Título: Efficacy of a behavior change program on cardiovascular parameters in patients with hypertension: a randomized controlled trial / Eficácia de um programa de mudança de comportamento sobre parâmetros cardiovasculares em pacientes com hipertensão arterial sistêmica: ensaio clínico controlado randomizado
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO5227, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To investigate the efficacy of a behavior change program named Vida Ativa Melhorando a Saúde on cardiovascular parameters in hypertensive patients. Methods Ninety hypertensive patients aged over 40 years were randomly allocated to one of two groups: Vida Ativa Melhorando a Saúde or Control (n=45 respectively). Patients in the Vida Ativa Melhorando a Saúde group took part in a behavior change program aimed to encourage changes in physical activity levels and eating habits, according to the Social Cognitive Theory. The program consisted of 90-minute weekly group meetings conducted by a physical therapist and a dietitian. One chapter of the educational material (workbook) provided was discussed per meeting. Participants in the Control Group attended a single educative lecture on lifestyle changes. Brachial and central blood pressure, arterial stiffness and endothelial function parameters were measured pre- and post-intervention. Results Vida Ativa Melhorando a Saúde led to reduction of brachial (131.3±15.8mmHg to 125.1±17.3mmHg; p<0.01) and central (123.6±16.3mmHg to 119.0±20.6mmHg; p=0.02) systolic and brachial diastolic (123.6±16.3mmHg to 119.0±20.6mmHg; p<0.01) blood pressure values, and improvement of post-occlusive reactive hyperemia (from 5.7±2.5mL·100mL−1 to 6.5±2.1mL·100mL−1 tissue·min−1; p=0.04). No changes in body composition, heart rate and arterial stiffness parameters were detected in both groups (p>0.05). Conclusion Vida Ativa Melhorando a Saúde program improved blood pressure and microvascular reactivity in hypertensive patients. Trial registration: ClinicalTrials.gov: NCT02257268

RESUMO Objetivo Analisar a eficácia do programa de mudança de comportamento Vida Ativa Melhorando a Saúde sobre parâmetros cardiovasculares em pacientes hipertensos. Métodos Noventa pacientes hipertensos ≥40 anos foram aleatoriamente randomizados em dois grupos: Vida Ativa Melhorando a Saúde (n=45) e Controle (n=45). O Grupo Vida Ativa Melhorando a Saúde participou de um programa de mudança de comportamento que objetiva motivar mudanças na atividade física e nos hábitos alimentares, de acordo com a teoria sociocognitiva. O programa foi conduzido em grupos, durante 12 semanas consecutivas, em encontros semanais (~90 minutos), conduzidos por um profissional de edução física e um nutricionista. Um capítulo do material didático era discutido em cada um desses encontros. O Grupo Controle participou de uma única palestra educativa sobre mudanças de estilo de vida. Medidas de pressão arterial braquial e central, rigidez arterial, e de função endotelial foram realizadas nos momentos pré e pós-intervenção. Resultados O Grupo Vida Ativa Melhorando a Saúde reduziu a pressão arterial sistólica braquial (de 131,3±15,8mmHg a 125,1±17,3mmHg; p<0,01) e central (de 123,6±16,3mmHg a 119,0±20,6mmHg; p=0,02) e a pressão arterial diastólica braquial (123,6±16,3mmHg a 119,0±20,6mmHg; p<0,01) e apresentou melhora na hiperemia reativa pós-oclusão (de 5,7±2,5mL·100mL−1a 6,5±2,1mL·100mL−1tecido·min−1; p=0,04). Não houve modificação na composição corporal, na frequência cardíaca e nem nos parâmetros de rigidez arterial em ambos os grupos (p>0,05). Conclusão O Programa Vida Ativa Melhorando a Saúde melhorou a pressão arterial e a reatividade microvascular em pacientes hipertensos. Registro do estudo: ClinicalTrials.gov: NCT02257268
Descritores: Comportamentos Relacionados com a Saúde/fisiologia
Hipertensão/fisiopatologia
-Pressão Sanguínea/fisiologia
Composição Corporal
Exercício Físico/fisiologia
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Resultado do Tratamento
Comportamento Alimentar/fisiologia
Rigidez Vascular/fisiologia
Frequência Cardíaca/fisiologia
Hiperemia/fisiopatologia
Hipertensão/psicologia
Estilo de Vida
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 5251 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1290824
Autor: Zaranza Monteiro, Luciana; Souza Soares Parente, Mayara Vinnie; Soares de Oliveira, Divina Marcia; de Oliveira Toledo, Juliana; de Oliveira Silva, Esther; da Silva Montalvão Andrade, Suelene; Ramírez Varela, Andrea.
Título: Health risk behavior of Brazilian university men
Fonte: Arch. latinoam. nutr;71(2):94-103, jun. 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The insertion of men in the university environment is a complex and worrying phenomenon permeated by vulnerabilities, which are associated with the adoption of risky behaviors for health. The objective of this study was to evaluate the health behavior of Brazilian university men. A cross-sectional study with 663 men students. The study used a questionnaire on health-related life habits. All the questions were extracted from the Surveillance of Risk and Protection Factors for Chronic Diseases through Telephone Interviews. Logistic regression was used to estimate odds ratios (OR) and 95% confidence intervals and chi-square tests. The analysis of the joint relationships between nutritional status, physical activity and diet was conducted by the multiple correspondence analysis. Of the 663 students, 67.8% were between 20-29 years of age, 69.2% consumed alcohol, 34.5% did not do physical activity, and 34.2% were overweight. The students who did not engage in physical activity smoked more (p=0.05), consumed less fruit (p<0.01), less salad (p<0.01), and consumed full fat milk (p=0.05). In the physically inactive students, a high prevalence of acquiring diabetes mellitus (p<0.01) and high cholesterol (p<0.01) was observed. University students were found to have unhealthy lifestyles. More public policies aimed at promoting preventive measures at universities are needed to encourage healthier health behaviors(AU)

La inserción de los varones en el ámbito universitario es un fenómeno complejo y preocupante permeado por vulnerabilidades, las cuales están asociadas a la adopción de conductas de riesgo para la salud. El objetivo del trabajo fue evaluar el comportamiento de salud de los varones universitarios brasileños. Estudio transversal con 663 varones. El estudio utilizó un cuestionario sobre hábitos de vida relacionados con la salud. Todas las preguntas fueron extraídas de la Vigilancia de Factores de Riesgo y Protección de Enfermedades Crónicas mediante entrevistas telefónicas (Vigitel). Se utilizó la regresión logística para estimar los odds ratios (OR) y los intervalos de confianza del 95% and pruebas del test chi-cuadrado. El análisis de las relaciones conjuntas entre estado nutricional, actividad física y dieta se realizó mediante el análisis de correspondencias múltiples. De los 663 varones, el 67,8% tenía entre 20 y 29 años, el 69,2% consumía alcohol, el 34,5% no hacía actividad física y el 34,2% tenía sobrepeso. Los varones que no realizaron actividad física fumaron más (p = 0,05), consumieron menos fruta (p<0,01), menos ensalada (p<0,01) y consumieron leche entera (p = 0,05). En los varones físicamente inactivos, se observó una alta prevalencia de diabetes mellitus (p<0,01) y colesterol alto (p<0,01). Se descubrió que los varones universitarios tenían estilos de vida poco saludables. Se necesitan más políticas públicas orientadas a promover medidas preventivas en las universidades para fomentar comportamientos de salud más saludables(AU)
Descritores: Estudantes
Universidades
Exercício Físico
Comportamento Alimentar
Estilo de Vida Saudável
-Autoimagem
Dieta
Promoção da Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  10 / 5251 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1090068
Autor: Fichman, Valéria; Costa, Roseli de Souza Santos da; Miglioli, Teresa Cristina; Marinheiro, Lizanka Paola Figueiredo.
Título: Association of obesity and anovulatory infertility / Associação entre obesidade e infertilidade anovulatória
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO5150, 2020. tab.
Idioma: en.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Resumo: ABSTRACT Objective To verify the association of obesity and infertility related to anovulatory issues. Methods This case-control study was carried out with 52 women, aged 20 to 38 years, divided into two groups (infertile − cases − and fertile − control), seen at outpatient clinics, in the period from April to December, 2017. Results We found significant evidence that obesity negatively affects women's fertility (p=0.017). The group of infertile women was 7.5-fold more likely to be obese than fertile women. Conclusion Strategies that encourage weight control are indicated for women with chronic anovulation, due to hight metabolic activity of adipose tissue.

RESUMO Objetivo Verificar em mulheres a associação entre obesidade e infertilidade relacionada a questões anovulatórias. Métodos Estudo de caso-controle com 52 mulheres, de 20 a 38 anos, divididas em dois grupos (mulheres inférteis − casos − e férteis − controles), atendidas em ambulatórios, no período de abril a dezembro de 2017. Resultados Verificou-se evidência significativa de que a obesidade afeta negativamente na fertilidade das mulheres (p=0,017). O grupo de mulheres inférteis teve 7,5 vezes mais chances de serem obesas quando comparadas às mulheres férteis. Conclusão Estratégias que estimulem o controle do peso são indicadas para mulheres com anovulação crônica devido à elevada atividade metabólica do tecido adiposo.
Descritores: Infertilidade Feminina/etiologia
Anovulação/etiologia
Obesidade/complicações
-Exercício Físico/fisiologia
Estudos de Casos e Controles
Antropometria
Inquéritos e Questionários
Fatores de Risco
Comportamento Sedentário
Infertilidade Feminina/fisiopatologia
Infertilidade Feminina/metabolismo
Anovulação/fisiopatologia
Anovulação/metabolismo
Doenças Metabólicas/complicações
Doenças Metabólicas/fisiopatologia
Obesidade/fisiopatologia
Obesidade/metabolismo
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 526 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde