Base de dados : LILACS
Pesquisa : G16.500.750.274.100 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 16 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 16 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-960910
Autor: Ciofi-Silva, Caroline Lopes; Hansen, Lisbeth Lima; Almeida, Alda Graciele Claudio dos Santos; Kawagoe, Julia Yaeko; Padoveze, Maria Clara; Graziano, Kazuko Uchikawa.
Título: Negative pressure of the environmental air in the cleaning area of the materials and sterilization center: a systematic review / Pressão negativa do ar ambiente em área de limpeza do centro de material e esterilização: revisão sistemática / Presión ambiental negativa de aire en el área de limpieza del centro de materiales y esterilización: revisión sistemática
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);24:e2781, 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: to analyze the scientific evidence on aerosols generated during cleaning activities of health products in the Central Service Department (CSD) and the impact of the negative pressure of the ambient air in the cleaning area to control the dispersion of aerosols to adjacent areas. Method: for this literature systematic review the following searches were done: search guidelines, manuals or national and international technical standards given by experts; search in the portal and databases PubMed, Scopus, CINAHL and Web of Science; and a manual search of scientific articles. Results: the five technical documents reviewed recommend that the CSD cleaning area should have a negative differential ambient air pressure, but scientific articles on the impact of this intervention were not found. The four articles included talked about aerosols formed after the use of a ultrasonic cleaner (an increased in the contamination especially during use) and pressurized water jet (formation of smaller aerosols 5μm). In a study, the aerosols formed from contaminated the hot tap water with Legionella pneumophila were evaluated. Conclusions: there is evidence of aerosol formation during cleanup activities in CSD. Studies on occupational diseases of respiratory origin of workers who work in CSD should be performed.

RESUMO Objetivo: analisar as evidências científicas sobre aerossóis gerados durante atividades de limpeza dos produtos para saúde no Centro de Material e Esterilização (CME) e o impacto da pressão negativa do ar ambiente na área de limpeza para controle da dispersão de aerossóis para áreas adjacentes. Método: para essa revisão sistemática de literatura foram realizadas: busca de diretrizes, manuais ou normas técnicas nacionais e internacionais indicadas por especialistas; busca no portal e bases de dados PUBMED, SCOPUS, Cinahl e Web of Science; e busca manual de artigos científicos. Resultados: Os cinco documentos técnicos analisados preconizam que na área de limpeza do CME haja diferencial negativo de pressão do ar ambiente, porém não foram encontrados artigos científicos sobre o impacto dessa intervenção. Os quatro artigos incluídos trataram dos aerossóis formados após uso de lavadora ultrassônica (aumento da contaminação principalmente durante o uso) e do jato de água pressurizado (formação de aerossóis menores que 5µm). Em um estudo foram avaliados aerossóis formados a partir de torneira de água quente contaminada com Legionella pneumophila. Conclusões: há evidências sobre formação de aerossóis durante atividades de limpeza em CME. Estudos sobre doenças ocupacionais de origem respiratória dos trabalhadores que atuam em CME devem ser realizados.

RESUMEN Objetivo: examinar la evidencia científica sobre los aerosoles generados durante las actividades de limpieza de productos de salud en el Centro de Materiales y Esterilización (CME) y el impacto de la presión negativa del aire ambiente en la zona de limpieza para controlar la dispersión de aerosoles a las zonas adyacentes. Método: para esta revisión sistemática de literatura se llevaron a cabo: búsqueda de directrices, manuales o normas técnicas nacionales e internacionales impartidas por expertos; búsqueda en las bases de datos PUBMED, SCOPUS, Cinahl y Web of Science; y búsqueda manual de artículos científicos. Resultados: Los cinco documentos técnicos analizados recomiendan que el área de limpieza del CME tenga un diferencial negativo de presión en el aire ambiente, aunque no se han encontrado artículos científicos sobre el impacto de esta intervención. Los cuatro artículos incluidos fueron sobre los aerosoles formados después del uso de la lavadora ultrasónica (aumento de la contaminación, especialmente durante el uso) y chorro de agua a presión (formación de aerosoles menores a 5µm). De esta forma, en un solo estudio se evaluaron los aerosoles formados a partir de un grifo de agua caliente contaminada con Legionella pneumophila. Conclusiones: hay evidencia de formación de aerosoles durante las actividades de limpieza en CME. Sin embargo, es necesario realizar estudios sobre las enfermedades profesionales de origen respiratorio de los trabajadores que trabajan en CME.
Descritores: Ventilação
Esterilização/métodos
Pressão do Ar
-Aerossóis
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  2 / 16 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-217214
Autor: Barbosa, Pedro Marco Karan; Santos, Branca Maria de Oliveira.
Título: Determinaçäo do volume de ar no "cuff" de sondas endotraqueais / Determination of air volume in endotracheal tube cuff
Fonte: Rev. bras. enferm;49(2):225-38, abr.-jun. 1996. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste estudo foi determinar o melhor ajuste do volume de ar a ser insuflado no "cuff" de diferentes diâmetros de cânulas endotraqueais de alto volume residual e baixa pressäo, mantendo a pressäo exercida pelo balonete na mucosa da traquéia entre os limites preconizados de 20 a 30 mmHg (menor que a pressäo capilar da traquéia). Para tanto, foram insuflados 10 ml de ar no "cuff" de cânulas de pacientes intubados com diferentes diâmetros internos (7,0 - 7,5 - 8,0 - 8,5 - 9,0), mensurando, uma a uma, a cada ml de ar insuflado, a pressäo correspondente do "cuff" na mucosa da traquéia. A monitoraçäo da pressäo foi realizada através de um manômetro previamente calibrado. O procedimento foi realizado em 25 pacientes adultos, de ambos os sexos, agrupados em número de 5, para cada diâmetro interno de cânula. Os resultados obtidos foram analisados através da análise de regressäo linear que demonstrou a relaçäo aproximada entre ml/ar insuflado, pressäo do "cuff", por diâmetro de cânula. Após análise dos resultados, o autor construiu um quadro com a indicaçäo da quantidade de ar a ser insuflado no balonete e a respectiva pressäo exercida sobre a mucosa da traquéia, por diâmetro de cânula, oferecenco uma contribuiçäo para o pessoal que presta assistência a pacientes intubados no sentido de minimizar os possíveis danos e complicaçöes e assegurar uma melhor ventilaçäo respiratória.
Descritores: Intubação Intratraqueal
Pressão do Ar
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  3 / 16 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-690604
Autor: Correia, Fernando Faria; Ramos, Isaac; Roberts, Cynthia J.; Steinmueller, Andreas; Krug, Matthias; Ambrósio Jr., Renato.
Título: Impact of chamber pressure and material properties on the deformation response of corneal models measured by dynamic ultra-high-speed Scheimpflug imaging / Impacto da pressão na câmara artificial e das propriedades do material sobre a resposta de deformação de modelos de córnea medido por imagem de Scheimpflug ultradinâmica de alta velocidade
Fonte: Arq. bras. oftalmol;76(5):278-281, set.-out. 2013. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: To study the deformation response of three distinct contact lenses with known structures, which served as corneal models, under different chamber pressures using ultra-high-speed (UHS) Scheimpflug imaging. METHODS: Three hydrophilic contact lenses were mounted on a sealed water chamber with precisely adjustable pressure: TAN-G5X (41% hydroxyethylmethacrylate/glycolmethacrylate, 550 µm thick), TAN-40 (62% hydroxyethylmethacrylate, 525 µm thick) and TAN-58 (42% methylmethacrylate, 258 µm thick). Each model was tested five times under different pressures (5, 15, 25, 35 and 45 mmHg), using ultra-high-speed Scheimpflug imaging during non-contact tonometry. 140 Scheimpflug images were taken with the UHS camera in each measurement. The deformation amplitude during non-contact tonometry was determined as the highest displacement of the apex at the highest concavity (HC) moment. RESULTS: At each pressure level, the deformation amplitude was statistically different for each lens tested (p<0.001, ANOVA). Each lens had different deformation amplitudes under different pressure levels (p<0.001; Bonferroni post-hoc test). The thicker lens with less polymer (TAN-G5X) had a higher deformation (less stiff behavior) than the one that was thinner but with more polymer (TAN-40), when measured at the same internal pressure. The thinnest lens with less polymers (TAN-58) had a lower deformation amplitude (stiffer behavior) at higher pressures than the thicker ones with more polymer (TAN-40 and TAN-G5X) at lower pressures. CONCLUSIONS: UHS Scheimpflug imaging allowed for biomechanical assessment through deformation characterization of corneal models. Biomechanical behavior was more influenced by material composition than by thickness. Chamber pressure had a significant impact on deformation response of each lens.

OBJETIVO: Estudar a resposta de deformação de três lentes de contato com estruturas conhecidas, que serviram como modelos de córnea, recorrendo à imagem de Scheimpflug de alta velocidade. MÉTODOS: Três lentes de contato hidrófilas foram montadas em uma câmara de água selada com pressão ajustável: TAN-G5X (41% hidroxietilmetacrilato/glycolmethacrylate, 550µm de espessura), TAN-40 (hidroxietilmetacrilato 62%, 525 µm de espessura) e TAN-58 (42% metilmetacrilato, 258 µm de espessura). Cada modelo foi testado cinco vezes sob pressões diferentes (5, 15, 25, 35 e 45 mmHg), recorrendo a um tonómetro de não-contato acoplado a uma câmara de Scheimpflug de alta velocidade. Cento e quarenta imagens de Scheimpflug foram capturadas em cada medição. A amplitude de deformação foi determinada como o maior deslocamento do ápice no momento de maior concavidade do modelo testado. RESULTADOS: Em cada nível de pressão, a amplitude de deformação foi estatisticamente diferente para cada lente testada (p<0,001, ANOVA). Cada lente teve amplitude de deformação diferente sob distintos níveis de pressão (p<0,001; Bonferroni teste post-hoc). A lente mais espessa e com menos polímero (TAN-G5X) apresentou maior deformação (comportamento menos rígido) do que aquela que era mais fina mas com mais polímero (TAN-40), quando testadas sob a mesma pressão. A lente mais fina e com menos polímero (TAN-58) apresentou uma menor amplitude de deformação (comportamento mais rígido) sob pressões mais elevadas, em comparação com as lentes mais grossas e com mais polímero (TAN-40 e TAN-G5X) em pressões mais baixas. CONCLUSÕES: A imagem de Scheimpflug de alta velocidade permite uma avaliação biomecânica através da medição da amplitude de deformação dos modelos de córnea. O comportamento biomecânico foi mais influenciado pela composição do que pela espessura da lente. A pressão da câmara apresentou um impacto significativo sobre a amplitude de deformação de cada lente.
Descritores: Pressão do Ar
Lentes de Contato/normas
Córnea/fisiologia
Processamento de Imagem Assistida por Computador/métodos
Modelos Biológicos
-Análise de Variância
Fenômenos Biomecânicos
Córnea/cirurgia
Paquimetria Corneana/métodos
Manometria/métodos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 16 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-600841
Autor: Güler, Ahmet Umut; Duran, Ibrahim; Yücel, Ali Çağin; Özkan, Pelin.
Título: Effects of air-polishing powders on color stability of composite resins
Fonte: J. appl. oral sci;19(5):505-510, Sept.-Oct. 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVES: The purpose of this study was to investigate the effect of different air-polishing powders on the color stability of different types of composite resin restorative materials. MATERIAL AND METHODS: Thirty cylindrical specimens (15×2 mm) were prepared for each of 7 composite resin restorative materials. All specimens were polished with a series of aluminum oxide polishing discs (Sof-Lex). The prepared specimens of each composite resin were randomly divided into 3 groups of 10 specimens each, for control (Group-C) and two air-powder applications (Group-CP: Cavitron Prophy-Jet; Group-PS: Sirona ProSmile prophylaxis powder). A standard air-polishing unit (ProSmile Handly) was used. All specimens were air-powdered for 10 s at 4-bar pressure. The distance of the spray nosel from the specimens was approximately 10 mm and angulation of the nosel was 90°. Specimens were stored in 100 mL of coffee (Nescafe Classic) for 24 h at 37°C. Color measurement of all specimens was recorded before and after exposure to staining agent with a colorimeter (Minolta CR-300). Color differences (∆E*) between the 2 color measurements (baseline and after 24 h storage) were calculated. The data were analyzed with a 2-way ANOVA test, and mean values were compared by the Tukey HSD test (p<0.05). RESULTS: According to the 2-way ANOVA results, composite resin restorative materials, air-polishing powders, and their interaction were statistically significant (p<0.05) For Aelite Aesthetic Enemal, Filtek Z250, Grandio, CeramX Mono, and Quixfil composite resin restorative materials, no significant difference was observed between Group-PS and Group-CP (p>.05) and these groups demonstrated the highest ∆E* values. For Filtek Silorane and IntenS, the highest ∆E* values were observed in Group-PS. The lowest ∆E* values for all composite resin groups were observed in Group-C. When comparing the 7 composite resin restorative materials, Aelite Aesthetic Enemal demonstrated significantly less ∆E* values than the other composite resins tested. The highest ∆E* values were observed in Quixfil. CONCLUSION: Except for Quixfil, all control groups of composite resins that were polished Sof-Lex exhibited clinically acceptable ∆E values (<3.7). Air-polishing applications increased the color change for all composite resin restorative materials tested. Composite restorations may require re-polishing after air-polishing.
Descritores: Cor
Resinas Compostas/química
Polimento Dentário/métodos
-Pressão do Ar
Análise de Variância
Óxido de Alumínio/química
Colorimetria
Teste de Materiais
Pós
Pigmentação em Prótese
Distribuição Aleatória
Propriedades de Superfície
Fatores de Tempo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 16 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-463788
Autor: Godoy, Armando Carlos Franco de; Vieira, Ronan José.
Título: Medida de prevenção de lesões traqueias nos pacientes portadores de tudo traqueal / Preventative measures against traqueal injuries in patientes with endotracheal tubes
Fonte: Rev. ciênc. méd., (Campinas);14(5):421-424, set.-out. 2005. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: estudar o comportamento da pressão intracuff quando o balonete piloto está localizado nas regiões subcorpóreas do paciente. Pesquisa transversal controlada, composta por amostra de conveniência de 26 pacientes intubados. Foram obtidas 31 medidas de pressões intracuff, com média de 42,6 + - 6,8 mm Hg, a qual era significativamente maior que o valor médio inicial (p<0,05). Sugerimos que o balonete piloto do tubo endotraqueal seja a este fixado por uma fita adesiva, de modo a impedir a sua migração para as regiões subcorpóreas dos pacientes, evitando o aumento da pressão intracuff.
Descritores: Pressão do Ar
Intubação Intratraqueal
Traqueia/lesões
Limites: Humanos
Responsável: BR409.1 - Biblioteca


  6 / 16 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-463465
Autor: Rivoire, Henri Chaplin; Fagundes, Djalma José; Bigolin, Sergio; Fagundes, Anna Tereza Negrini.
Título: Hysteroscopy and the butyl-cyanoacrylate on experimental sterilization of rabbit uterine tubes
Fonte: Acta cir. bras;22(5):396-400, Sept.-Oct. 2007. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: To assess the sterilization effectiveness on uterine tube of rabbit by the cyanoacrylate adhesive. METHODS: Hysteroscopy tubal catheterization was performed randomly in 12 animals (24 uterine tubes) assigned to the sham group (GS) and 15 animals (30 uterine tubes) to the n-butyl-cyanoacrylate (GB). The female rabbits were observed during 30, 90 and 180 days and mated to fertile males. The no pregnant rabbits were submitted to in vitro burst pressure test for patency by air insufflation (40 mmHg). The microscopic assessment was performed to parameters of damages in epithelium caused by the adhesive, the degree of inflammatory process, morphometry data values of tube diameter (UT) (cm), mucosa thickness (MT) and the myosalpinx thickness (MyT) (mm). The mucosa cells densitometry (total optical density) was expressed by the amount of DNA. The significance of the differences in histological scores and in thickness measurements were made by ANOVA test (P value < 0.05). RESULTS: In all animals of GB: the adhesive was attached to the mucosa; there was no pregnancy; no records of significant degree on inflammatory process; the patency test was negative and densitometry of DNA showed similar values to the both groups independently of observation periods. The layers thickness of GB-UT(1.118±0.117), GB-MT(0.447±0.247) and GB-MyT(0.853±0.097) were larger than the GS-UT(0.666±0.409), GS-MT(0.211±0.070) and GS-MyT(0.442±0.143). CONCLUSION: This approach offers a safe and feasible method of uterine tube obstruction.

OBJETIVO: Verificar a eficácia do adesivo de cianoacrilato na esterilização de tubas uterinas de coelhas. MÉTODOS: A cateterização tubária por histeroscopia foi realizada randomicamente em 12 animais (24 tubas uterinas) formando o Grupo Sham (GS) e 15 animais (30 tubas uterinas) para o grupo do n-butil-cianoacrilato (GB). As coelhas foram observadas por 30, 90 e 180 dias e acasaladas com machos férteis. As tubas uterinas das fêmeas que não ficaram grávidas foram submetidas ao teste de pressão de rompimento in vitro, com insuflação de ar (40mmHg). A microscopia óptica estudou os danos causados ao epitélio pelo adesivo, o grau de processo inflamatório, a morfometria do diâmetro tubário (UT) (cm), da mucosa (MT) e do miosalpinge (MyT) (mm). A densitometria das células da mucosa (Densidade Optica Total) foi expressa pela contagem do DNA. As significâncias dos diferentes escores histológicos e das medidas das camadas foram avaliadas pelo Teste de ANOVA (P<0,005). RESULTADOS: Em todos os animais do GB: o adesivo estava aderido na mucosa tubária, não ocorreu prenhez, não houve significância nos graus do processo inflamatório, o teste de perviedade foi negativo e a densitometria do DNA apresentou valores similares em todos os grupos, independente do período de observação. A medida das camadas do GB-UT(1.118±0.117), GB-MT(0.447±0.247) e GB-MyT (0.853±0.097) foi maior que as dos GS-UT(0.666±0.409), GS-MT(0.211±0.070) e GS-MyT(0.442±0.143). CONCLUSÃO: O procedimento proposto foi de fácil execução e eficaz para obstrução da tuba uterina de coelhas.
Descritores: Cianoacrilatos/uso terapêutico
Tubas Uterinas
Histeroscopia
Esterilização Tubária/métodos
Adesivos Teciduais/uso terapêutico
-Pressão do Ar
Análise de Variância
Densitometria
Tubas Uterinas/anatomia & histologia
Tubas Uterinas/cirurgia
Modelos Animais
Taxa de Gravidez
Distribuição Aleatória
Esterilização Tubária/efeitos adversos
Limites: Animais
Feminino
Gravidez
Coelhos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 16 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-461987
Autor: Bergonse Neto, Nelson; Von Bahten, Luiz Carlos; Moura, Luís Mauro; Coelho, Marlos de Souza; Stori Junior, Wilson de Souza; Bergonse, Gilberto da Fontoura Rey.
Título: Modelo mecânico para simulação do condicionamento pulmonar do ar respirado / Mechanical model for simulating the conditioning of air in the respiratory tract
Fonte: J. bras. pneumol;33(3):255-262, maio-jun. 2007. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: A criação de um modelo mecânico que pudesse ser regulado para simular o condicionamento do ar inspirado e expirado nos mesmos valores normais de temperatura, pressão e umidade relativa do aparelho respiratório de um homem jovem hígido sob ventilação mecânica. MÉTODOS: Utilizando-se diversos tipos de materiais, um aparelho mecânico foi construído e regulado com valores normais de capacidade vital, volume corrente, pressão inspiratória máxima, pressão expiratória final positiva e temperatura do gás dentro do sistema. O aparelho foi submetido a ventilação mecânica por um período de 29,8 min. A cada dois segundos, foram registradas as alterações de temperatura do ar circulado no sistema. RESULTADOS: Mediante análise estatística dos dados coletados observou-se que o aparelho construído foi eficiente no condicionamento do ar aproximadamente nos moldes do aparelho respiratório de um ser humano. CONCLUSÃO: Ao final deste estudo, conseguiu-se desenvolver um aparelho mecânico capaz de simular o condicionamento do ar respirado nas mesmas condições de temperatura, pressão e umidade do aparelho respiratório de um ser humano hígido.

OBJECTIVE: To create a mechanical model that could be regulated to simulate the conditioning of inspired and expired air with the same normal values of temperature, pressure, and relative humidity as those of the respiratory system of a healthy young man on mechanical ventilation. METHODS: Using several types of materials, a mechanical device was built and regulated using normal values of vital capacity, tidal volume, maximal inspiratory pressure, positive end-expiratory pressure, and gas temperature in the system. The device was submitted to mechanical ventilation for a period of 29.8 min. The changes in the temperature of the air circulating in the system were recorded every two seconds. RESULTS: The statistical analysis of the data collected revealed that the device was approximately as efficient in the conditioning of air as is the respiratory system of a human being. CONCLUSION: By the study endpoint, we had developed a mechanical device capable of simulating the conditioning of air in the respiratory tract. The device mimics the conditions of temperature, pressure, and relative humidity seen in the respiratory system of healthy individuals.
Descritores: Ar
Modelos Anatômicos
Sistema Respiratório
Respiração Artificial/instrumentação
Ventiladores Mecânicos
-Pressão do Ar
Umidade
Respiração Artificial/normas
Temperatura
Capacidade Pulmonar Total
Limites: Adulto
Humanos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 16 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-453805
Autor: Caviedes S., Iván; Soto F., Rodrigo.
Título: Evaluación de pacientes con patología respiratoria que efectúan vuelos en avión / Assessment of fitness to fly in patients with respiratory disease
Fonte: Rev. chil. enferm. respir;22(3):181-188, sep. 2006. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: To keep a pressure that allows human life, commercial airplanes need to pressurize their cabins, which mean an equilibration between the fuselage structure, the fuel consumption and the operational costs. In this condition they can only maintain cabin pressures of a simulated altitude of 8,000 feet. The Dalton´s law indicates that the inspired partial pressure of oxygen is severely reduced, meaning a real hypoxic condition for humans. Another physical modifications that take place in this artificial media, such as low air humidity and reduced vital capacity because of abdominal gas decompression. These alterations are well tolerated by normal individuals, but this is not the case for chronic respiratory patients. They suffer a severe deterioration of their oxygenation. There are only limited studies about patients in these conditions. On the other hand, control has not been obligatory and the decision to allow the flight depends on the pulmonary physician´s advice or on the patient´s own decision. In this article we discuss general concepts about this merging problem and describe some rational ways to evaluate these patients based on available information.

La necesidad de que los aviones comerciales presuricen su cabina para mantener presiones compatibles con la vida, requiere equilibrar la estructura del fuselaje, el consumo de combustible y el costo operacional, limitaciones que sólo permiten mantener presiones de cabina correspondientes a 8.000 pies (2.438 m). Según la ley de Dalton, esta altura sobre el nivel del mar implica una acentuada disminución de la presión inspirada de oxígeno, situación de hipoxia real para el ser humano. Otras alteraciones de este medio artificial afectan también la respiración normal, como la humedad ambiental de un 20 por ciento y la disminución de la capacidad vital por descompresión del gas abdominal. Estos cambios, habitualmente bien tolerados por un individuo normal, no lo son para pacientes con patología respiratoria crónica, en quienes se ha demostrado profundo deterioro de la oxigenación. Los estudios al respecto son limitados y basados en restringidas series de casos. Por otro lado, el control de este aspecto no ha sido obligatorio, por lo que la decisión de aconsejar el vuelo en avión en un paciente, depende del criterio de su médico o bien de la propia decisión del paciente. En este artículo presentamos conceptos generales de este problema emergente y planteamos algunas líneas racionales de evaluación.
Descritores: Medicina Aeroespacial
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/fisiopatologia
Viagem
-Pressão do Ar
Aeronaves
Altitude
Hipóxia/fisiopatologia
Hipóxia/terapia
Consumo de Oxigênio/fisiologia
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/terapia
Pneumopatias/fisiopatologia
Oxigenoterapia
Valor Preditivo dos Testes
Pressão Sanguínea/fisiologia
Testes de Função Respiratória/métodos
Limites: Humanos
Criança
Adulto
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  9 / 16 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-449882
Autor: Benseñor, Fábio Ely Martins; Vieira, Joaquim Edson; Auler Júnior, José Otávio Costa.
Título: Thoracic sympathetic block reduces respiratory system compliance
Fonte: Säo Paulo med. j;125(1):9-14, Jan. 2007. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: CONTEXT AND OBJECTIVE: Thoracic epidural anesthesia (TEA) following thoracic surgery presents known analgesic and respiratory benefits. However, intraoperative thoracic sympathetic block may trigger airway hyperreactivity. This study weighed up these beneficial and undesirable effects on intraoperative respiratory mechanics. DESIGN AND SETTING: Randomized, double-blind clinical study at a tertiary public hospital. METHODS: Nineteen patients scheduled for partial lung resection were distributed using a random number table into groups receiving active TEA (15 ml 0.5 percent bupivacaine, n = 9) or placebo (15 ml 0.9 percent saline, n = 10) solutions that also contained 1:200,000 epinephrine and 2 mg morphine. Under general anesthesia, flows and airway and esophageal pressures were recorded. Pressure-volume curves, lower inflection points (LIP), resistance and compliance at 10 ml/kg tidal volume were established for respiratory system, chest wall and lungs. StudentÆs t test was performed, including confidence intervals (CI). RESULTS: Bupivacaine rose 5 ± 1 dermatomes upwards and 6 ± 1 downwards. LIP was higher in the bupivacaine group (6.2 ± 2.3 versus 3.6 ± 0.6 cmH2O, p = 0.016, CI = -3.4 to -1.8). Respiratory system and lung compliance were higher in the placebo group (respectively 73.3 ± 10.6 versus 51.9 ± 15.5, p = 0.003, CI = 19.1 to 23.7; 127.2 ± 31.7 versus 70.2 ± 23.1 ml/cmH2O, p < 0.001, CI = 61 to 53). Resistance and chest wall compliance showed no difference. CONCLUSION: TEA decreased respiratory system compliance by reducing its lung component. Resistance was unaffected. Under TEA, positive end-expiratory pressure and recruitment maneuvers are advisable.

CONTEXTO E OBJETIVO: Os benefícios pós-operatórios da anestesia peridural torácica (APT) na analgesia e respiração após toracotomias são conhecidos. Contudo, bloqueio simpático torácico pode desencadear hiperreatividade das vias aéreas. Este estudo pesou tais efeitos benéficos e indesejáveis na mecânica respiratória intra-operatória. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo clínico, randomizado, duplo-cego realizado em hospital público terciário. MÉTODOS: Uma tabela de números aleatórios dividiu 19 pacientes submetidos a ressecção pulmonar parcial entre duas soluções administradas na APT: ativa (15 ml 0,5 por cento bupivacaína, n = 9) ou placebo (15 ml 0,9 por cento NaCl, n = 10). Ambas continham epinefrina 1:200,000 e morfina 2 mg. Sob anestesia geral, pressões esofágicas e de vias aéreas foram registradas. Curvas de pressão versus volume, pontos de inflexão inferior (PII), resistências e complacências sob volume corrente de 10 ml.kg-1 foram aferidos para sistema respiratório, parede torácica e pulmões. O teste t de Student foi realizado (p < 0,005), incluindo intervalos de confiança (IC). RESULTADOS: A dispersão cefálica e caudal da bupivacaína foi, respectivamente, de 5 ± 1 e de 6 ± 1 dermátomos. A curva PII foi maior no Grupo Bupivacaína (6,2 ± 2,3 versus 3,6 ± 0,6 cm H2O, p = 0,016, IC = -3,4 a -1,8). Complacências do sistema respiratório e pulmões foram maiores no Grupo Placebo (respectivamente 73.3 ± 10.6 versus 51.9 ± 15.5, p = 0,003, IC = 19,1 a 23,7, e 127,2 ± 31,7 versus 70,2 ± 23,1 ml.cm H2O-1, p < 0,001, IC = 61 a 53). Resistências e complacências da parede torácica não mostraram diferenças. CONCLUSÃO: APT diminui a complacência do sistema respiratório por reduzir seu componente pulmonar. Resistências não são afetadas. Sob APT, pressão positiva expiratória final e manobras de recrutamento são recomendáveis.
Descritores: Bloqueio Nervoso Autônomo/efeitos adversos
Bupivacaína/efeitos adversos
Complacência Pulmonar/fisiologia
Mecânica Respiratória/fisiologia
-Pressão do Ar
Anestesia Epidural
Resistência das Vias Respiratórias/efeitos dos fármacos
Resistência das Vias Respiratórias/fisiologia
Bupivacaína/administração & dosagem
Método Duplo-Cego
Esôfago/efeitos dos fármacos
Esôfago/fisiologia
Volume Expiratório Forçado
Complacência Pulmonar/efeitos dos fármacos
Pulmão/efeitos dos fármacos
Pulmão/fisiologia
Pulmão/cirurgia
Monitorização Intraoperatória
Respiração com Pressão Positiva
Mecânica Respiratória/efeitos dos fármacos
Volume de Ventilação Pulmonar/efeitos dos fármacos
Volume de Ventilação Pulmonar/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 16 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-430830
Autor: Fernandes, Cláudia Regina.
Título: A importância da pressão pleural na avaliação da mecânica respiratória / Importance of pleural pressure for the evaluation of respiratory mechanics
Fonte: Rev. bras. anestesiol;56(3):287-303, maio-jun. 2006. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Para a partição das medidas de mecânica do sistema respiratório em seus componentes pulmão e parede torácica, faz-se necessário o conhecimento da pressão pleural. A finalidade desta revisão foi discutir sobre medidas alternativas à obtenção da pressão pleural para o cálculo da mecânica pulmonar, relatar as peculiaridades do método do balão esofágico para obtenção indireta da pressão pleural, as particularidades da obtenção da medida da pressão esofágica em pacientes sedados ou anestesiados, discorrer sobre a medida direta da pressão pleural e sua correlação com a pressão esofágica, assim como relatar sobre o reflexo da PEEP nas pressões pleural e esofágica. CONTEUDO: A variação da pressão intra-esofágica reflete a variação da pressão intrapleural, podendo ser usada como medida alternativa à pressão pleural direta, no estudo da mecânica dos componentes pulmão e parede do sistema respiratório. A medida da pressão esofágica pode ser realizada por meio de um delicado balão posicionado no interior do esôfago. O método e a técnica foram observados e validados em seres humanos e animais em diferentes condições e posturas corporais. O emprego da PEEP em pacientes sob ventilação controlada mecânica está consolidado; no entanto, existem controvérsias da correlação próxima entre a pressão esofágica e a pressão pleural em pacientes ventilados com PEEP, o que pode resultar em erros de cálculo de mecânica respiratória considerando a pressão esofágica. CONCLUSÕES: O método do balão esofágico é o mais utilizado para a obtenção da medida indireta da pressão pleural. Em pacientes sedados ou anestesiados sem alterações significativas da complacência respiratória, a variação da pressão esofágica corresponde à variação da pressão pleural quando a PEEP é aplicada.
Descritores: Pressão do Ar
Cateterismo
Esôfago/fisiologia
Mecânica Respiratória/fisiologia
Respiração com Pressão Positiva
Pleura/fisiologia
Respiração Artificial
Limites: Humanos
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde