Base de dados : LILACS
Pesquisa : H01.158.273.118 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 217 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 22 ir para página                         

  1 / 217 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1177500
Autor: Muñoz, JF.
Título: El cannabidiol y sus indicaciones en psiquiatría / Cannabidiol and its indications in psychiatry / Canabidiol e suas indicações em psiquiatria
Fonte: Med. U.P.B = Med. UPB;40(1):65-76, 03/03/2021. Ilus.
Idioma: es.
Resumo: Esta revisión abarca la historia, el origen, la síntesis biológica del cannabidiol (CBD), su interacción con el sistema de cannabinoides endógenos, las presentaciones para uso clínico, su farmacocinética, tolerabilidad y la evidencia actual de los usos en psiquiatría. Además del origen de su nombre y las precisiones de la taxonomía botánica de la cannabis, es de interés conocer a partir de estudios de polen fósil la cronología y ruta que siguió ancestralmente hasta la llegada a Europa y cómo allí se inició su estudio con la idea de introducirla en la farmacopea del momento y como modelo de estudio de trastornos cerebrales como las psicosis. Jacques Joseph Moreau de Tours (1804-1884), psiquiatra francés, la usó en forma de hachís y propició el consumo experimental por intelectuales de la época. Basado en la presunción de que intelectuales e individuos con una educación eran sujetos de estudio que podían proveer relatos más detallados y floridos de las experiencias vividas bajo sus efectos, Moreau de Tours concibió por primera vez que los efectos de la cannabis eran un paradigma experimental para el estudio de las psicosis. Luego experimentó su uso terapéutico con resultados negativos. En el caso del CBD, extraído de la cannabis, la psiquiatría contemporánea podría vislumbrar resultados más promisorios a través de la investigación clínica en diferentes indicaciones

This review covers the history, origin, and biological synthesis of Cannabidiol (CBD), together with its interaction with the endogenous cannabinoid system, its options for clinical use, its pharmacokinetics, its tolerability, and current evidence for indications in psychiatry. In addition to the origin of its name and the details of the botanical taxonomy of cannabis, it is a matter of interest to review fossil pollen studies to help us trace the chronology and route that it followed until it got to be known in Europe, and how was included in the pharmacological studies of the time, with the aim to use it as a model for studying brain disorders such as psychoses. French psychiatrist Jacques Joseph Moreau de Tours (1804-1884) used it in the form of hashish and encouraged its experimental consumption by intellectuals and famous artists of the time, who were then asked to provide detailed descriptions of their experiences under the effects of cannabis. Moreau de Tours was the first to conceive that the effects of cannabis were an experimental paradigm for the study of psychoses. He went on to experiment its therapeutic use with negative results. In the case of CBD, extracted from cannabis, contemporary psychiatry could foresee more promising results in its therapeutic effects through clinical research in different indications.

Esta revisão cobre a história, origem, síntese biológica do canabidiol (CBD), sua interação com o sistema canabinoide endógeno, apresentações para uso clínico, sua farmacocinética, tolerabilidade e evidências atuais de uso em psiquiatria. Além da origem do seu nome e dos detalhes da taxonomia botânica da cannabis, é interessante saber pelos estudos do pólen fóssil a cronologia e o percurso que ele percorreu ancestralmente até chegar à Europa e como começou seu estudo com a ideia lá para introduzi-lo na farmacopeia do momento e como um modelo para estudar distúrbios cerebrais como as psicoses. Jacques Joseph Moreau de Tours (1804-1884), psiquiatra francês, utilizou-o na forma de haxixe e estimulou o consumo experimental pelos intelectuais da época. Com base na suposição de que intelectuais e indivíduos educados eram sujeitos de estudo que poderiam fornecer relatos mais detalhados e floreados de experiências sob sua influência, Moreau de Tours primeiro concebeu que os efeitos da cannabis eram um paradigma experimental para o estudo das psicoses. Ele então experimentou seu uso terapêutico com resultados negativos. No caso do CBD, extraído da cannabis, a psiquiatria contemporânea poderia ver resultados mais promissores por meio de pesquisas clínicas em diferentes indicações.
Descritores: Canabidiol
-Psiquiatria
Transtornos Psicóticos
Botânica
Encefalopatias
Canabinoides
Cannabis
Usos Terapêuticos
Limites: Humanos
Animais
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO101.1 - BCdeS - Biblioteca Ciencias de la Salud


  2 / 217 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1157356
Autor: Parquet Romina A.
Título: Herman Boerhaave / [Herman Boerhaave].
Fonte: Acta gastroenterol. latinoam;43(1):8, 2013 Mar.
Idioma: es.
Descritores: História da Medicina
-Botânica/história
História do Século XVII
História do Século XVIII
Países Baixos
Química/história
Tipo de Publ: Biografia
Artigo Histórico
Artigo de Revista
Retrato
Responsável: AR5.1 - Centro de Gestión del Conocimiento y las Comunicaciónes


  3 / 217 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1147297
Autor: Santos, Gustavo C; Cardoso, Felipe P; Martins, Adalvan D; Pasqual, Moacir; Ossani, Paulo C; Queiroz, José Magno; Rezende, Renata A L S; Dória, Joyce.
Título: Effect of light and sucrose on photoautotrophic and photomixotrophic micropropagation of Physalis angulata / Efeito da luz e sacarose na micropropagação fotoautotrófica e fotomixotrófica de Physalis angulata
Fonte: Biosci. j. (Online);36(4):1353-1357, 01-06-2020. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: The biotechnological interest in genus Physalis has increased in the last decades, however, there are still few micropropagation studies of this genus. The objective of this study was to evaluate P. angulata photoautotrophic and photomixotrophic micropropagation with gas exchange under seven light spectra and five concentrations of sucrose. Lighting were yellow, blue, white, red, green, red + blue LEDs and natural light filtered by mesh. Sucrose concentrations were 0, 7.5, 15, 22.5 and 30 g.L-1. Phytotechnical, anatomical features and photopigment contents were evaluated through stem and root segment length, leaf number, leaf area, chlorophyll a and b contents, carotenoids, adaxial epidermis, palisadic and spongy parenchyma and abaxial epidermis. The data were compared by Scott-Knott's mean test and principal components analysis using the R software. Comparing the variables within lighting types, it was observed that only the screen treatment, screen-filtered natural illumination, obtained assessment in all variables. Comparing the levels of sucrose, it was observed that the treatment 15 g.L-1 sucrose obtained the highest number of averages with maximum evaluation. It was concluded that the natural light filtered by screen with 50% of shading allowed the photoautotrophic micropropagation of P. angulata. Better development results were observed in photomixotrophic micropropagation with 15 g.L-1 of sucrose.

O interesse biotecnológico em Physalis aumentou nas últimas décadas, porém, ainda existem poucos trabalhos de micropropagação desse gênero. Objetivou-se avaliar sua micropropagação fotoautotrófica e fotomixotrófica com troca gasosa sob sete tipos de iluminação e cinco concentrações de sacarose. Foram utilizados LEDs amarelo, azul, branco, vermelho, verde, vermelho + azul e luz natural filtrada por malha. As concentrações de sacarose foram 0, 7,5, 15, 22,5 e 30 g.L-1. Características fitotécnicas, anatômicas e teor de fotopigmentos foram avaliados através de comprimento de segmento de caule e raíz, número de folhas, área foliar, teores de clorofilas a e b, carotenoides, epiderme adaxial, parênquimas paliçádico e esponjoso e epiderme abaxial. Os dados foram comparados por teste de média Scott-Knott e análise de componentes principais utilizando-se o software R. Comparando-se as variáveis dentro de tipos de iluminação, observou-se que apenas o tratamento screen, iluminação natural filtrada por malha, obteve avaliação máxima em todas as variáveis. Comparando-se os níveis de sucrose, observou-se que o tratamento 15 g.L-1 sacarose obteve o maior número de médias com avaliação máxima. Concluiu-se que a luz natural filtrada por tela com 50% de sombreamento permitiu a micropropagação fotoautotrófica de P. angulata. Observou-se melhores resultados de desenvolvimento na micropropagação fotomixotrófica com 15 g.L-1 de sacarose.
Descritores: Botânica
Physalis
Técnicas de Cultura de Tecidos
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  4 / 217 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-394079
Autor: Osakada, Ayumi; Lisboa, Regina C. L.
Título: Novas ocorrências de hepáticas (Marchantiophyta) para o estado do Pará, Brasil / New occurrences of liverworts for the Pará state, Brazil
Fonte: Acta amaz;34(2):197-200, 2004.
Idioma: pt.
Resumo: Durante o inventário das hepáticas da Serra dos Carajás, foram identificadas quatro novas ocorrências para o estado do Pará: Frullania beyrichiana (Lehm. & Lindenb.) Lehm. & Lindenb, Frullania kunzei (Lehm. & Lindenb.) Lehm. & Lindenb, Symphyogyna aspera Steph. e Lophocolea leptantha (Hook. & Tayl.) Tayl. Esta última espécie, antes somente relacionada para as regiões Sudeste e Sul do Brasil, é nova ocorrência para o eixo Norte-Nordeste brasileiro. Cada espécie é acompanhada de comentários morfológicos, taxonômicos e ecológicos.
Descritores: Botânica
Hepatófitas
Frullania
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  5 / 217 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Almeida, Samuel Soares de
Amaral, Dario Dantas do
Texto completo
Id: lil-512623
Autor: Almeida, Samuel Soares de; Amaral, Dário Dantas do; Silva, Antonio Sérgio Lima da.
Título: Análise florística e estrutura de florestas de várzea no estuário amazônico / Floristic analysis and structure of tidal flooded forests in the amazonian estuary
Fonte: Acta amaz;34(4):513-524, out.-dez. 2004. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este trabalho apresenta os resultados de análise fitossociológica e da estrutura, feita em 4 inventários florísticos executados em parcelas de 1 hectare de florestas inundáveis de várzea localizadas na área do estuário e do baixo Amazonas. As florestas de várzea do estuário albergam uma riqueza de espécies relativamente baixa em relação a outras áreas da região como as florestas de terra firme. No entanto a estrutura de tamanho é considerável, com as árvores atingindo elevada biomassa vegetal. Provavelmente isto é devido ao aporte constante de nutrientes através dos sedimentos que viajam milhares de quilômetros de distância desde as nascentes andinas até o delta do rio Amazonas. As florestas inundáveis de várzea são dominadas por poucas espécies, algumas com muitos indivíduos, como o açaí (Euterpe oleracea) e o muru-muru (Astrocaryum murumuru), outras com árvores muito grandes como a pitaíca (Swartzia polyphylla), pracuúba (Mora paraensis) e a seringueira (Hevea brasiliensis). A ucuúba (Virola surinamensis), uma espécie que apresenta populações ameaçadas pela exploração madeireira, parece apresentar tanto indivíduos grandes como elevada densidade. As florestas de várzea apresentam baixa similaridade entre si, provavelmente decorrente da imensa variação do ambiente de várzea nos rios, paranás, ilhas e lagos, como os efeitos de zonação, altura de inundação, salinidade, velocidade da água, entre outros fatores. Estratégias de seleção de áreas de várzea para conservação devem levar em conta a variação ambiental, o grau de interferência humana e a diversidade local e entre ambientes.

This work presents results of the analysis made in four 1-hectare plots of floristic inventory in the flooded forests located in the delta and lower basin of the Amazon river. The flooded forests, so called "várzea" forests, harbor a relatively low species richness in relation to other areas such as "terra firme" forests. However the structure in size is considerable, with trees attaining high plant biomass. Probably that is due to the constant contribution of nutrients through the sediments that travel thousands of kilometers from the watersheds of the Andes to the delta of the Amazon river. The flooded forests of "várzea" are dominated by very few species (oligarchic forests), some they with so many individuals such us the açaí (Euterpe oleracea) and the muru-muru (Astrocaryum murumuru) palms, another with very big trees like the pitaíca (Swartzia polyphylla), pracuúba (Mora paraensis) and the seringueira (Hevea brasiliensis). The ucuúba (Virola surinamensis), a species whose populations are threatened by the timber logging, it has both large trees and great abundance. The delta flooded forests have low similarity when compared to each other, probably due to the immense variation of the environment in rivers, channels, islands and lakes. Local effects such as topographic gradient, flood height, salinity, velocity of the water can strongly affect the diversity, abundance and distribution of plants. Strategies of selection of várzea areas for conservation should take into account the environmental variation, the degree of human interference and both local and the diversity between habitats.
Descritores: Botânica
Estuários
Ecossistema Amazônico
Floresta Úmida
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  6 / 217 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-512625
Autor: Ruiz, Roberto Rojas; Alencar, Jurandyr da Cruz.
Título: Comportamento fenológico da palmeira patauá (Oenocarpus bataua) na reserva florestal Adolpho Ducke, Manaus, Amazonas, Brasil / Phenology of the patauá palm (Oenocarpus bataua) in the Adolpho Ducke forest reserve, Manaus, Amazonas, Brazil
Fonte: Acta amaz;34(4):553-558, out.-dez. 2004. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Estudou-se a fenologia da palmeira patauá (Oenocarpus bataua Martius) na Reserva Florestal Adolpho Ducke em ecossistema de terra-firme ao longo de 16 anos, e calculou-se a ocorrência média mensal de dez fenofases. Usou-se a análise dos componentes principais entre dez variáveis fenológicas e seis meteorológicas. As porcentagens de ocorrência média mensal apresentaram valores baixos (<14 por cento) e ocorreram todo o ano. Pela análise dos componentes principais a precipitação e a insolação foram as variáveis abióticas que apresentaram alto poder discriminatório na formação da variação dos primeiros componentes, que juntos explicaram 89,6 por cento da variação. As correlações entre a fenofase "cacho com frutos caindo" e as variáveis meteorológicas foram positivas com a insolação (r=0,34), temperatura máxima (r=0,31) e temperatura média (r=0,20), e negativa com a umidade relativa (r=0,-26) e precipitação (r=-0,26).

Phenology of the Patauá palm (Oenocarpus bataua Martius) in the "terra-firme" ecossystem of the Adolpho Ducke Forest Reserve was studied for 16 years. Percentage average occurence of ten phenophases was calculated. Principal Component Analysis of ten phenological variables and six meteorological variables was done. Percentage average occurence of the phenophases presented low values (< 14 percent) occuring the whole year. Precipitation and insolation showed high discriminatory power in the formation of the first two principal components, as calculated by Principal Component Analysis, and together represented 89.6 percent of the total variation. Correlations were positive between "falling fruits" and insolation (r=0.34), maximum temperature (r=0.31) and mean temperature (r=0.20), and negative with precipitation (r=-0,26) and relative humidity (r=-0.26).
Descritores: Botânica
Ecossistema Amazônico
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  7 / 217 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-418681
Autor: Lisboa, Regina C. L; Santos, Rita de Cássia P. dos.
Título: Helicophyllaceae (Bryophyta), nova ocorrência para o Estado do Pará, Brasil / Helicophyllaceae (Bryophyta), a new record to Pará State, Brazil
Fonte: Acta amaz;35(3):343-346, jul.-set. 2005. ilus, mapas.
Idioma: pt.
Resumo: Helicophyllaceae, família monotípica neotropical, é registrada pela primeira vez no Estado do Pará. Sua única espécie, Helicophyllum torquatum (Hook.) Brid., registrada anteriormente no Estado do Amazonas e que recentemente havia sido excluída da lista de musgos amazônicos, é apresentada como nova ocorrência para toda a Amazônia brasileira.
Descritores: Botânica
Ecossistema Amazônico
Bryopsida
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  8 / 217 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039945
Autor: Varela, Alex Gonçalves.
Título: Joaquim Monteiro Caminhoá: um médico ilustrado do Império do Brasil, 1858-1896 / Joaquim Monteiro Caminhoá: an exemplary doctor of the Brazilian Imperial period, 1858-1896
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;26(1):335-345, Jan.-Mar. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O personagem Joaquim Monteiro Caminhoá foi um dos mais importantes homens de ciência que atuaram no Império do Brasil, tendo inclusive uma carreira consolidada e reconhecida internacionalmente. Sua trajetória histórica, contudo, ainda não foi devidamente estudada, existindo lacunas que estimulam reflexões. Este artigo resulta de uma pesquisa cujo objetivo é examinar as produções científicas elaboradas pelo estudioso e analisá-las com a atenção voltada para o contexto social mais amplo em que foram concebidas. As suas produções são testemunhos importantes de comprovação da existência de produção científica no Império do Brasil na segunda metade do século XIX e revelam a riqueza do pensamento ilustrado brasileiro.

Abstract Joaquim Monteiro Caminhoá was one of the most important men of science during the Brazilian Imperial period, with an established career and international recognition. But his historical trajectory has not been properly studied, and it features gaps which can lead to reflections. This article is the result of research examining the scientific production compiled by this scholar and analyzing it with attention to the broader social context in which it was conceived. Caminhoá's production is important proof that scientific production was present in the Brazilian Imperial period during the second half of the nineteenth century, and reveals the richness of thought of this Brazilian scholar.
Descritores: Médicos/história
Botânica/história
-Brasil
Limites: História do Século XIX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Bibliografia
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 217 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Alvino, Fabrizia de Oliveira
Texto completo
Id: lil-420526
Autor: Alvino, Fabrízia de Oliveira; Silva, Manoela Ferreira F. da; Rayol, Breno Pinto.
Título: Potencial de uso das espécies arbóreas de uma floresta secundária, na Zona Bragantina, Pará, Brasil / Potential of use of the tree species in a secondary forest, of the Bragantina zone, Pará, Brazil
Fonte: Acta amaz;35(4):413-420, out.-dez. 2005. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo teve como objetivo avaliar o potencial de uso das espécies arbóreas de uma floresta secundária com aproximadamente 30 anos de idade, abandonada após sucessivos ciclos de agricultura itinerante. A área de estudo está localizada em propriedade de agricultura familiar na Zona Bragantina, PA. A área inventariada corresponde a 1,5 ha, onde foram medidos todos os espécimes arbóreos com DAP ³ 5 cm. Verificou-se a ocorrência de 103 espécies, que totalizaram 1961 indivíduos/ha e área basal de 17,7 m²/ha. As espécies com maior número de indivíduos foram: Sacoglottis amazonica Mart., Ormosia flava (Ducke) Rudd, Eschweilera coriacea (DC.) S.A. Mori e Croton matourensis Aubl.. As categorias de uso que apresentam maior número de espécies foram: Construções rurais (33 por cento), seguida das espécies madeireiras de alto valor comercial (30 por cento), madeireiras de baixo valor comercial e as utilizadas como lenha (9 por cento cada).
Descritores: Botânica
Floresta Úmida
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  10 / 217 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-429315
Autor: Silva, José Augusto Coelho da; Silva, Marlene Freitas da.
Título: Estudos florísticos no município de Presidente Figueiredo, Amazonas. Brasil: I. famílias Annonaceae e Gnetaceae / Floristic studies in township of Presidente Figueiredo, Amazonas. Brazil: I. families Annonaceae and Gnetaceae
Fonte: Acta amaz;36(1):53-57, jan.-mar. 2006. mapas.
Idioma: pt.
Resumo: O Município de Presidente Figueiredo, no Estado do Amazonas, foi visitado durante três anos consecutivos, de 1996 a 1999, com o objetivo de se obter amostras botânicas da área, para estudos no Subprojeto "Elaboração de Revisões e Monografias Taxonômicas" com a finalidade de se elaborar uma Flórula para o Município. As coleções feitas neste período encontram-se depositadas no acervo do Herbário do INPA e as informações gerais sobre os taxa aqui estudados foram complementadas com as obtidas das coleções feitas anteriormente por outros pesquisadores. Para a família Annonaceae Juss. (Magnoliopsida) foram identificadas 39 espécies distribuídas em 15 gêneros. Destes, Duguetia A. St. Hill., Guatteria Ruiz & Pavon, Annona L., Unonopsis R.E.Fries e Xylopia L.destacaram-se pela diversidade em espécies, sendo os dois primeiros representados por oito e seis espécies, respectivamente, e os três últimos, com quatro espécies. A família Gnetaceae Lindl. (Gimnospermae) está representada no Município apenas pelo gênero Gnetum L., com a espécie G. leyboldii Tul.
Descritores: Botânica
Annonaceae
Pool Gênico
-Herbários como Assunto
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde



página 1 de 22 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde