Base de dados : LILACS
Pesquisa : H01.158.273.248.875 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 24 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 24 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-441185
Autor: Lima, Ivan Bergier Tavares de; Barbosa, Cláudio Clemente; Novo, Evlyn Márcia Leão de Moraes; Carvalho, João Carlos; Stech, José Luiz.
Título: Localização de áreas de monitoramento telemétrico em ambientes aquáticos da Amazônia / Location of telemetric monitoring sites in Amazon floodplain lakes
Fonte: Acta amaz;36(3):331-334, jul.-set. 2006. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O presente trabalho demonstra a aplicabilidade de imagens de sensoriamento remoto e de métodos de processamento de imagens digitais para definição de locais adequados à instalação de sistemas telemétricos de monitoramento de variáveis ambientais em sistemas aquáticos, localizados em regiões de difícil acesso. A técnica consiste essencialmente da aplicação de operações Booleanas entre mapas da pluma do Rio Amazonas e de zonas inundadas do Lago de Curuai em diferentes etapas do ciclo hidrológico. A localização exata para o sistema de monitoramento telemétrico será vital para o desenvolvimento de modelos de troca de gases traço entre a planície de inundação Amazônica e a atmosfera.

The present work illustrates the application of remote sensing and image processing methods to define appropriate sites for installing buoy moored telemetric systems at the surface of Amazon floodplain lakes for long-term limnologic-micrometeorologic monitoring. The technique consists essentially of Boolean operations over Amazon plume maps and historic inundation of the Curuai Lake at distinct stages of the hydrologic cycle. The precise location for the long-term monitoring is vital to the development of models concerning air-water trace gas exchange in the Amazon floodplains.
Descritores: Hidrologia
Estudos de Séries Temporais
Processamento Espacial
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  2 / 24 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1092601
Autor: Wolfarth-Couto, Bruna; Filizola, Naziano; Durieux, Laurent.
Título: Padrão sazonal dos casos de malária e a relação com a variabilidade hidrológica no Estado do Amazonas, Brasil / Seasonal pattern of malaria cases and the relationship with hydrologic variability in the Amazonas State, Brazil
Fonte: Rev. bras. epidemiol;23:e200018, 2020. graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO: Introdução: A malária é uma doença infecciosa de alta transmissão na região amazônica, porém sua dinâmica e distribuição espacial podem variar, dependendo da interação de fatores ambientais, socioculturais, econômicos e políticos e serviços de saúde. Objetivo: Verificar a existência de padrões de casos de malária em consonância com os regimes fluviométricos da bacia amazônica. Métodos: Foram utilizados métodos de estatística descritiva e inferencial nos dados de casos de malária e nível d'água para 35 municípios do estado do Amazonas, no período de 2003 a 2014. Resultados: A existência de uma tendência que module a sazonalidade dos casos de malária, devido a períodos distintos de inundação dos rios, foi demonstrada. Diferenças foram observadas na variabilidade hidrológica anual, acompanhada por diferentes padrões de casos de malária, mostrando uma tendência de remodelação do perfil epidemiológico em função do pulso de inundação. Conclusão: O estudo sugere a implementação de estratégias regionais e locais, considerando os regimes hidrológicos da Bacia Amazônica, possibilitando ações municipais de atenuação da malária no estado do Amazonas.

ABSTRACT: Introduction: Malaria is an infectious disease of high transmission in the Amazon region, but its dynamics and spatial distribution may vary depending on the interaction of environmental, socio-cultural, economic, political and health services factors. Objective: To verify the existence of malaria case patterns in consonance with the fluviometric regimes in Amazon basin. Method: Methods of descriptive and inferential statistics were used in malaria and water level data for 35 municipalities in the Amazonas State, in the period from 2003 to 2014. Results: The existence of a tendency to modulate the seasonality of malaria cases due to distinct periods of rivers flooding has been demonstrated. Differences were observed in the annual hydrological variability accompanied by different patterns of malaria cases, showing a trend of remodeling of the epidemiological profile as a function of the flood pulse. Conclusion: The study suggests the implementation of regional and local strategies considering the hydrological regimes of the Amazon basin, enabling municipal actions to attenuate the malaria in the Amazonas State.
Descritores: Estações do Ano
Incidência
Malária/diagnóstico
-Movimentos da Água
Brasil/epidemiologia
Hidrologia
Características de Residência
Rios
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 24 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888762
Autor: Picapedra, P H S; Fernandes, C; Lansac-Tôha, F A.
Título: Zooplankton community in the Upper Parnaíba River (Northeastern, Brazil) / Comunidade zooplanctônica do alto rio Parnaíba (Nordeste, Brasil)
Fonte: Braz. j. biol;77(2):402-412, Apr.-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The objective of the present work is to evaluate the seasonal patterns of species richness and abundance of the zooplankton community in a semi-arid river, Northeastern of Brazil. Zooplankton samples were taken in four hydrological periods along the Upper Parnaíba River: April (low), August (dry), November (rising) 2013 and January (flood) 2014. The zooplankton community consisted of 125 species; the testate amoebae was the most species-rich (56 species) and the most abundant group (71.5%) of total zooplankton abundance. Season-specific differences were highly significant. The overall zooplankton richness and abundance was significantly higher during the low (71 species) and flood (878.47 ind.m-3) period, respectively. The hydrological regime was important in structuring the zooplankton community, emphasising the importance of the Parnaíba River and its seasonal variation for biodiversity conservation in the Brazilian semi-arid region.

Resumo O objetivo deste trabalho foi avaliar os padrões sazonais da riqueza de espécies e abundância da comunidade zooplanctônica em um rio do semi-árido, Nordeste do Brasil. As amostragens do zooplâncton foram realizadas em quatro períodos hidrológicos ao longo do alto rio Parnaíba: Abril (vazante), Agosto (seca), Novembro (enchente) de 2013 e Janeiro (cheia) de 2014. A comunidade zooplanctônica foi constituída por 125 espécies, sendo as amebas testáceas o grupo mais rico em espécies (56 espécies) e o grupo mais abundante (71,5%) do zooplâncton. Diferenças significativas foram registradas entre os períodos. A riqueza e a abundância do zooplâncton foram significativamente maiores durante o período de vazante (71 espécies) e cheia (878,47 ind.m-3), respectivamente. Os resultados mostraram ainda, que o regime hidrológico foi importante na estruturação da comunidade zooplanctônica, ressaltando a importância do rio Parnaíba e sua variação sazonal para a conservação da biodiversidade do semi-árido brasileiro.
Descritores: Zooplâncton/fisiologia
Biodiversidade
Inundações
-Estações do Ano
Brasil
Hidrologia
Densidade Demográfica
Rios
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 24 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001445
Autor: Souza-Cruz-Buenaga, F V A; Espig, S A; Castro, T L C; Santos, M A.
Título: Environmental impacts of a reduced flow stretch on hydropower plants / Impactos ambientais do trecho de vazão reduzida em usinas hidrelétricas
Fonte: Braz. j. biol;79(3):470-487, July-Sept. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract In Brazil, given its privileged hydrology, the unexplored economic use of water resources has many dimensions, such as hydroelectric power. This energy will face increasingly rigorous social and environmental impact assessments (40% of potential is located in the Amazon region). Hydropower inventory studies conducted over decades, with solutions such as ecological river flows, that flood smaller areas and reduce natural river flows modifications, are being reviewed. The river extension from dam to the point where the waters are returned after the powerhouse is known as the Reduced Flow Stretch (RFS). Even mega-projects, such as the 11.3 GW Belo Monte dam, are designed with deviating flows reaching an astounding 13,000 m 3/s (excavated material higher than Panama Canal). RFS requires to be carefully studied to achieve appropriate ecological flows, since RFS flows increased reduces the plant's electricity production to the same installed capacity. Balancing RFS requirements and hydroelectric power remains a challenge and, clearly, there is no consensus. Here, we performed an analysis of the main environmental impacts caused by RFS requirements, considering the multiple water use specific for each dam site. The natural variability of river flows provides diversity of habitats and maintains the richness and complexity of biological communities. Therefore, the present study has great ecological, social and economic relevance, since proper evaluation of the RFS requirements avoids potential destabilization of biological communities and even loss of biodiversity. This type of arrangement was more common in dams located in headwaters of rivers, as in the slopes of the Andes mountain range, and in regions like the Alps. There are many hydroelectric plants in South America and Europe that have this type of arrangement of engineering works. But the times are different and the environmental impacts have to be better evaluated. A final aspect also involves the maintenance of ecological flows downstream of dams. Regularization reservoirs need to keep downstream, even if they do not have a TVR, adequate flows that represent minimally the seasonality of the river, with floods and droughts, that propitiate the maintenance of the ecosystems downstream. There are cases such as the Sobradinho Plant in the São Francisco River that has been much questioned in this regard, especially when the climate is changing in the basin, with long periods of drought, and with increasing water use. So this is a very important and increasingly current issue.

Resumo No Brasil, dada a sua hidrologia privilegiada, o uso econômico dos recursos hídricos tem muitas dimensões, como a energia hidrelétrica, agricultura, abastecimento humano. A energia hidrelétrica tem enfrentado e enfrentará cada vez mais avaliações de impacto social e ambiental rigorosas (notadamente na região amazônica onde está localizado 40% do potencial). Os últimos estudos de inventário de para implantação de hidrelétricas por esse motivo tem sido feitos procurando soluções que minimizem a área de inundação e abandonando aquelas alternativas que propunham a modificação dos fluxos naturais dos rios, com a construção de reservatórios de regularização. Algumas dessas soluções de engenharia envolvem a proposição de um trecho de vazão reduzida, um trecho de rio que vai da barragem até o ponto em que as águas são devolvidas ao seu curso natural, após passar pelas turbinas, de forma a aproveitar a queda proporcionada pelo rio e pela barragem. Esse estirão fluvial é conhecido como trecho de fluxo ou vazão reduzida (TVR). Mesmo mega-projetos, como a represa de Belo Monte (11,3 GW), são projetados desta forma, com fluxos desviados por vales e canais laterais, escavados (nesse caso chegando a um surpreendente 13000 m3 (de material escavado superior ao do Canal do Panamá). Assim o TVR sofre um impacto severo e definitivo, local onde a vazão natural será diminuída e que precisa ser cuidadosamente estudado para se possa propor fluxos ecológicos adequados, uma vez que um aumento nos fluxos no TVR reduz a produção de eletricidade da planta para a mesma capacidade instalada. A forma de equilibrar os requisitos do TVR e a energia hidroelétrica continua a ser um desafio, e claramente não há consenso. Neste estudo, realizamos uma análise dos principais impactos ambientais causados pelos requisitos do TVR, considerando as múltiplas utilizações de água específicas para cada local da barragem. O estudo é relevante porque a variabilidade natural dos fluxos dos rios fornece diversidade de habitats e mantém a riqueza e a complexidade das comunidades biológicas. Se os requisitos do TVR não forem adequadamente avaliados, pode haver uma desestabilização de comunidades biológicas e até mesmo uma perda de biodiversidade. Esse tipo de arranjo era mais comum em barragens localizadas em cabeceiras de rios, como nas encostas da cordilheira dos Andes, e em regiões como os Alpes. Existem muitas hidrelétricas na América do Sul e na Europa que possuem esse tipo de arranjo de obras de engenharia. Mas os tempos são outros e os impactos ambientais tem que ser melhor avaliados. Um último aspecto também envolve a manutenção de fluxos ecológicos a jusante de barragens. Reservatórios de regularização precisam manter a jusante, mesmo que não tenham um TVR, fluxos adequados que representem minimamente a sazonalidade do rio, com cheias e estiagens, que propiciem a manutenção dos ecossistemas a jusante. Existem casos como o da Usina de Sobradinho no rio São Francisco que tem sido muito questionado nesse aspecto, notadamente quando o clima está mudando na bacia, com longos períodos de estiagem, e com crescimento dos conflitos de uso da água. Portanto esse é um tema importantíssimo e cada vez mais atual.
Descritores: Movimentos da Água
Rios
Meio Ambiente
-Brasil
Hidrologia
Secas
Inundações
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 24 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-607983
Autor: Almeida, Flavio Guilherme Vaz de; Calmant, Stephane; Seyler, Frédérique; Ramillien, Guillaume; Blitzkow, Denizar; Matos, Ana Cristina Cancoro; Silva, Joecila Santos.
Título: Time-variations of equivalent water heights'from Grace Mission and in-situ river stages in the Amazon basin / Variações temporais do equivalente à altura d'água obtidas da Missão Grace e da altura d'água in-situ nos rios da bacia Amazônica
Fonte: Acta amaz;42(1):125-134, mar. 2012. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Gravity Recovery and Climate Experiment (GRACE) mission is dedicated to measuring temporal variations of the Earth's gravity field. In this study, the Stokes coefficients made available by Groupe de Recherche en Géodésie Spatiale (GRGS) at a 10-day interval were converted into equivalent water height (EWH) for a ~4-year period in the Amazon basin (from July-2002 to May-2006). The seasonal amplitudes of EWH signal are the largest on the surface of Earth and reach ~ 1250mm at that basin's center. Error budget represents ~130 mm of EWH, including formal errors on Stokes coefficient, leakage errors (12 ~ 21 mm) and spectrum truncation (10 ~ 15 mm). Comparison between in situ river level time series measured at 233 ground-based hydrometric stations (HS) in the Amazon basin and vertically-integrated EWH derived from GRACE is carried out in this paper. Although EWH and HS measure different water bodies, in most of the cases a high correlation (up to ~80 percent) is detected between the HS series and EWH series at the same site. This correlation allows adjusting linear relationships between in situ and GRACE-based series for the major tributaries of the Amazon river. The regression coefficients decrease from up to down stream along the rivers reaching the theoretical value 1 at the Amazon's mouth in the Atlantic Ocean. The variation of the regression coefficients versus the distance from estuary is analysed for the largest rivers in the basin. In a second step, a classification of the proportionality between in situ and GRACE time-series is proposed.

A missão espacial Gravity Recovery and Climate Experiment (GRACE) é dedicada às medidas das variações temporais no campo gravitacional da Terra. Neste estudo, os coeficientes de Stokes disponibilizados pelo Groupe de Recherche en Géodésie Spatiale (GRGS) com intervalos de 10 dias foram convertidos no equivalente à altura d'água (EWH) para um período de 4 anos na bacia Amazônica (de julho de 2002 a maio de 2006). As amplitudes sazonais do EWH no centro da bacia são as maiores encontradas no mundo (~1250 mm). Os erros na estimativa do EWH são de ~130 mm, incluindo os erros nos coeficientes de Stokes, erros de vazamento de informações das bacias vizinhas (12 ~ 21 mm) e truncamento do espectro (10 ~ 15 mm). Neste trabalho, são feitas comparações entre as informações de altura d'água in-situ medidas em 233 estações hidrológicas (HS) na bacia Amazônica com EWH obtido pelo GRACE. Embora o EWH e as HS meçam diferentes corpos d'água, na maioria dos casos, uma alta correlação (até 80 por cento) é encontrada entre ambas as séries ao mesmo local. Esta alta correlação permite ajustar uma relação linear entre as séries para os maiores tributários do rio Amazonas. O coeficiente de regressão decresce da montante para a vazante, tendendo para o valor teórico 1 na foz do rio Amazonas. A variação deste coeficiente versus a distância ao estuário é analisada para os maiores rios da bacia. Em uma segunda etapa, uma classificação da defasagem entre as séries dos dados in-situ e GRACE são apresentadas.
Descritores: Hidrologia
Geodésia
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  6 / 24 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-984141
Autor: Wolfarth-Couto, Bruna; Silva, Rosimeire Araújo da; Filizola, Naziano.
Título: Variabilidade dos casos de malária e sua relação com a precipitação e nível d'água dos rios no Estado do Amazonas, Brasil / Variabilidad de los casos de malaria y su relación con las precipitaciones y nivel del agua de los ríos en el estado del Amazonas, Brasil / Variability in malaria cases and the association with rainfall and rivers water levels in Amazonas State, Brazil
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);35(2):e00020218, 2019. graf.
Idioma: pt.
Resumo: O entendimento das relações entre as variáveis de precipitação e nível d'água dos rios com os casos de malária podem fornecer indícios importantes da modulação da doença no contexto da variabilidade climática local. No intuito de demonstrar como essas relações variam no mesmo espaço endêmico, realizou-se a análise de coerência e fase de ondeletas entre as variáveis ambientais e epidemiológica no período de 2003 a 2010 para 8 municípios do Estado do Amazonas (Barcelos, Borba, Canutama, Carauari, Coari, Eirunepé, Humaitá e São Gabriel da Cachoeira). Os resultados indicam coerências significativas principalmente na escala de variabilidade anual, contudo, escalas menores que 1 ano e bienal também foram encontradas. As análises mostram que casos de malária apresentam pico com aproximadamente 1 mês e meio antes ou depois dos picos de chuva, e em média 1-4 meses após o pico dos rios para grande parte dos municípios estudados. Foi notado que cada variável ambiental apresentou atuação local distinta no tempo e no espaço, sugerindo que outras variáveis locais (a topografia é um exemplo) possam controlar as condições ambientais favorecendo uma atuação diferenciada em cada município, porém, quando as análises são feitas em conjunto é possível ver uma ordem não aleatória destas relações acontecerem. Embora os fatores ambientais e climáticos denotem certa influência sobre a dinâmica da malária, questões de vigilância, prevenção e controle não devem ser desprezadas, significando que as atuações governamentais de saúde podem mascarar possíveis relações com as condições hidrológicas e climáticas locais.

La comprensión de las relaciones entre las variables de precipitaciones y el nivel de agua de los ríos con los casos de malaria pueden proporcionar indicios importantes sobre la modulación de la enfermedad en el contexto de la variabilidad climática local. Con el fin de demonstrar cómo varían esas relaciones en el mismo espacio endémico, se realizó un análisis de coherencia y fase de ondeletas entre las variables ambientales y epidemiológicas, durante el período de 2003 a 2010, en 8 municipios del estado de Amazonas (Barcelos, Borba, Canutama, Carauari, Coari, Eirunepé, Humaitá y São Gabriel da Cachoeira). Los resultados indican coherencias significativas, principalmente en la escala de variabilidad anual, sin embargo, también se detectaron escalas menores de 1 año y bienal. Los análisis muestran que los casos de malaria presentan un pico con aproximadamente 1 mes y medio antes o después de la pluviosidad más alta, y de media 1-4 meses tras el pico de los ríos para gran parte de los municipios estudiados. Se observó que cada variable ambiental presentó una actuación local distinta en el tiempo y en el espacio, sugiriendo que otras variables locales (la topografía es un ejemplo) puedan controlar las condiciones ambientales, favoreciendo una actuación diferenciada en cada municipio, no obstante, cuando los análisis se realizan en conjunto es posible ver un orden no aleatorio de estas relaciones para que se produzcan. A pesar de que los factores ambientales y climáticos denoten una cierta influencia sobre la dinámica de la malaria, cuestiones de vigilancia, prevención y control no se deben despreciar, lo que significa que las actuaciones gubernamentales de salud pueden enmascarar posibles relaciones con las condiciones hidrológicas y climáticas locales.

Understanding the relations between rainfall and river water levels and malaria cases can provide important clues on modulation of the disease in the context of local climatic variability. In order to demonstrate how these relations can vary in the same endemic space, a coherence and wavelet phase analysis was performed between environmental and epidemiological variables from 2003 to 2010 for 8 municipalities (counties) in the state of Amazonas, Brazil (Barcelos, Borba, Canutama, Carauari, Coari, Eirunepé, Humaitá, and São Gabriel da Cachoeira). The results suggest significant coherences, mainly on the scale of annual variability, but scales of less than 1 year and of 2 years were also found. The analyses show that malaria cases display a peak at approximately 1 and a half months before or after peak rainfall and on average 1-4 months after peak river water levels in most of the municipalities studied. Each environmental variable displayed distinct local behavior in time and in space, suggesting that other local variables (e.g. topography) may control environmental conditions, favoring different patterns in each municipality. However, when the analyses were performed jointly it was possible to show a non-random order in these relations. Although environmental and climatic factors indicate a certain influence on malaria dynamics, surveillance, prevention, and control issues should not be overlooked, meaning that government public health interventions can mask possible relations with local hydrological and climatic conditions.
Descritores: Chuva
Hidrologia
Clima
Malária/prevenção & controle
Malária/epidemiologia
-Estações do Ano
Brasil/epidemiologia
Características de Residência
Incidência
Rios
Vetores de Doenças
Limites: Humanos
Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 24 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-270443
Autor: Becker Martinez, Jorge Daniel.
Título: Impacto ambiental de la obra de regularización de niveles de agua del lago Ypacraí.
Fonte: Asunción; Universidad Catolica Nuestra Señora de la Asunción. Facultad de Ciencias y Tecnologia; 1996. 57 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: es; en.
Resumo: Presenta la evaluación del inpacto ambientalproducida por la obra de regularización de niveles del agua del lago Ypacaraí
Descritores: Hidrologia
Meio Ambiente
Geologia
-Paraguai
Responsável: PY2.1 - Centro de Documentación
PY2.1; STC, 99, 187


  8 / 24 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-964634
Autor: Santos, Guillermo; Faustino, Jorge; Quezada, Ruperto.
Título: Caracterización y modelado hidrometeorológico en la cuenca del río Atulapa, Guatemala / Characterization and hydrometeorological modeling in the Atulapa River basin, Guatemala
Fonte: Cienc. tecnol. salud;4(2):159-176, 2017. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Los modelos hidrometeorológicos, facilitan el control, monitoreo y planificación del recurso agua en cuencas hidrográficas, representando variables meteorológicas de forma distribuida. El objetivo del estudio, es proponer modelos hidrometeorológicos bidimensionales para cuantificar de forma precisa, las variables básicas que determinan la dinámica del recurso hídrico en la cuenca del río Atulapa, Esquipulas, departamento de Chiquimula, Guatemala. Se generaron y recopilaron datos hidrometeorológicos, con estaciones digitales instaladas y estaciones locales. Para el desarrollo de los modelos se elaboró una correlación entre altitud de las estaciones meteorológicas, como variable explicativa y registros climáticos como variable de respuesta. El modelo de escorrentía es una correlación entre alturas limnimétricas en la estación hidrométrica, como variable explicativa y el caudal óptimo de los aforos como variable de respuesta. La precipitación media de la cuenca obtenida con los modelos generados, es de 1,884 mm/año y la temperatura media de 18.92°C. El cambio de temperatura entre la parte baja y alta disminuye a razón de 1°C por cada 175 m.snm. El caudal medio anual es a razón de 0.5 m3 /seg en la estación hidrométrica del Puente. Los modelos hidrometeorológico generados en la cuenca del río Atulapa representaron la variabilidad climática en forma bidimensional, permitiendo un control y monitoreo del recurso hídrico en la cuenca, para la planificación del uso sostenible. La orografía en la cuenca, definió la estrecha relación con las variables meteorológicas precipitación y temperatura obteniendo modelos de regresión lineal precisos.

The hydrometeorological models facilitate the control and monitoring of the water resource in watersheds, representing meteorological variables in a distributed way, for the planning of the water resource. The objective of the study is to propose two-dimensional hydrometeorological models to accurately quantify the basic variables that determine the dynamics of water resources in the Atulapa River basin, Esquipulas, department of Chiquimula, Guatemala. Hydrometeorological data were generated and collected, with installed digital stations and local stations. For the development of the models, a correlation was made between the altitude of the meteorological stations, as an explanatory variable and climatic records as a response variable. The runoff model is a correlation between limnimetric heights in the hydrometric station, as an explanatory variable and the optimum flow of the gauging as a response variable. The average precipitation of the basin obtained with the generated models is 1,884 mm/ year and the average temperature is 18.92°C. The temperature change between the low and high part decreases at a rate of 1°C for every 175 masl. The average annual flow is at a rate of 0.5 m3 /sec at the Puente hydrometric station. The hydrometeorological models generated in the Atulapa River basin represented the climatic variability in two-dimensional form, allowing a control and monitoring of the water resource in the basin, for the planning of the sustainable use. The orography in the basin, defined the close relationship with meteorological variables precipitation and temperature obtaining accurate linear regression models.
Descritores: Hidrologia/métodos
Hidrologia/normas
Medidas de Precipitação
Limites: Humanos
Animais
Responsável: GT49.1


  9 / 24 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-841877
Autor: Rabuffetti, Ana P; Abrial, Elie; Espínola, Luis A; Amsler, Mario L; Eberle, Eliana G; Blettler, Martín C. M; Paira, Aldo R.
Título: Influence of hydrology on the fish body condition in a large subtropical floodplain
Fonte: Neotrop. ichthyol;15(1):e160049, 2017. mapas, tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas.
Resumo: With the objective of finding fluctuations on fish body condition in the Middle Paraná River floodplain in different hydrological scenarios, this attribute was analyzed in several trophic groups of a secondary floodplain channel and its associated lakes between 2010 and 2012. Standardized residuals generated by length-weight regressions were calculated for each species and the relative weight (Wr) of the most abundant species per group was examined. A two-way factorial ANOVA was carried out (factors: hydrology and habitats) to evaluate the existence of significant spatial-temporal differences by groups and species. Results showed that body condition in detritivorous, herbivorous and omnivorous species fluctuated significantly depending on hydrology and the environment. Optimal body condition was recorded after the largest flood pulse in most species. Body condition decreased during the low-water period and after two disconnection periods, whereas during the second flood pulse it increased in detritivores, herbivores and omnivores. No floods occurred thereafter, but two flow pulses were registered, and body condition increased under these hydrologic scenarios, with similar or higher values to those recorded after the largest pulse. These results indicate that flow pulses, which are supplementary to flood pulses, may have a positive effect on fish body condition.(AU)

Con el objetivo de conocer la fluctuación de la condición corporal de peces en la planicie de inundación del tramo medio del río Paraná ante diferentes escenarios hidrológicos, se analizó este atributo de diferentes grupos tróficos en un cauce secundario de la planicie y sus lagunas asociadas durante 2010 a 2012. Se calcularon los residuos estandarizados generados por las regresiones longitud-peso para cada especie y se examinó el peso relativo (Wr, por sus siglas en ingles) de las especies más abundantes de cada grupo. Se llevó a cabo un ANOVA factorial de dos vías (factores: hidrología y ambientes) para evaluar la existencia de diferencias significativas espacio-temporales por grupos y por especies. Los resultados mostraron que la condición corporal de las especies detritívoras, herbívoras y omnívoras fluctuó significativamente en función de la hidrología y los ambientes. Óptimas condiciones corporales se registraron en la mayoría de las especies después del mayor pulso de inundación. La condición corporal disminuyó durante el período de aguas bajas y luego de dos períodos de desconexión, mientras que, durante el segundo pulso, aumentó en detritívoros, herbívoros y omnívoros. No hubieron inundaciones luego, pero ocurrieron dos pulsos de flujo y las condiciones corporales se incrementaron bajo estos escenarios hidrológicos, presentando valores similares o incluso mayores a los registrados luego del gran pulso. Esto destaca que los pulsos de flujo complementarios a los pulsos de inundación pueden tener un efecto positivo sobre la condición corporal de peces.(AU)
Descritores: Peixes/anatomia & histologia
Hidrologia/classificação
-Composição Corporal
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 24 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-769610
Autor: Nóbrega, M. T.; Serra, E.; Silveira, H.; Terassi, P. M. B.; Bonifácio, C. M..
Título: Landscape structure in the Pirapó, Paranapanema 3 and 4 Hydrographic Unit, in the state of Paraná, Brazil / Estrutura da paisagem na Unidade Hidrográfica Pirapó, Paranapanema 3 e 4, no estado do Paraná, Brasil
Fonte: Braz. j. biol;75(4,supl.2):107-119, Dec. 2015. graf.
Idioma: en.
Resumo: The aim of this study is to characterize the Pirapó, Paranapanema 3 and 4 Hydrographic Unit, emphasizing its physical attributes and processes of use and occupation, responsible for the structure of the current landscape and the state of its water resources. The recognition of the landscape’s spatial structure in the hydrographic unit and its drainage basins was obtained by integrated analysis of the main elements that compose it: geology, landforms (hypsometric and slope), soils, climate and land use. Analysis revealed that within each drainage basin several variations in the spatial structure of the landscape occur which produce an internal compartmentalization. Each compartment is defined by its own geo-ecological structure, physiognomic standards and dynamics, reflected in its potentialities and vulnerabilities and in the conditions of water resources in the wake of occupation and use over time.

Resumo O objetivo deste trabalho é caracterizar a Unidade Hidrográfica do Pirapó, Paranapanema 3 e 4, ressaltando os seus atributos físicos e os processos de uso e ocupação, responsáveis pela estrutura da paisagem atual e pelo estado dos seus recursos hídricos. O reconhecimento da estrutura espacial da paisagem na unidade hidrográfica e nas suas bacias foi obtido por meio da análise integrada dos principais elementos que a compõe: geologia, relevo, solos, clima e uso da terra. A análise mostrou que no interior de cada bacia hidrográfica ocorrem variações na estrutura espacial da paisagem que produzem uma compartimentação interna. Cada compartimento se define por uma estrutura geoecológica, padrões fisionômicos e dinâmicos próprios o que se reflete nas suas potencialidades e vulnerabilidades e nas condições dos seus recursos hídricos, em face das formas de ocupação e uso ao longo do tempo.
Descritores: Clima
Ecossistema
Fenômenos Geológicos
Rios
-Brasil
Hidrologia
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde