Base de dados : LILACS
Pesquisa : H02.403.014 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 204 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 21 ir para página                         

  1 / 204 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Bastos, Alvaro da Cunha
Tufik, Sérgio
Id: biblio-1074058
Autor: Takiuti, Albertina Duarte; Pinto e Silva, João Luiz Carvalho; Colli, Anita Szochor; Bastos, Álvaro da Cunha; Spinola e Castro, Angela Maria; Buoncopano, Everardo Moraes; Guimarães, Jael de Paula; Bortolatto, José CarlosSaúde; Saito, Maria Ignês; Knobel, Maurício; Sarmento, Regina Célia; Tufik, Sérgio; Petri, Valéria.
Título: Serviço de referência do adolescente - PAM Tatuapé / Reference service of adolescent PAM TATUAPE.
Fonte: São Paulo; s.n; s.d. 40 p. ilus, map.
Idioma: pt.
Descritores: Cuidados Médicos
Medicina do Adolescente
Saúde do Adolescente
Serviços de Saúde do Adolescente
Limites: Adolescente
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; WA330, T136s, s.d


  2 / 204 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-1070603
Autor: Secretaria de Estado da Saúde. Coordenação de Planejamento da Saúde. Comissão de Saúde do Adolescesnte.
Título: Adolescência e saúde / Adolescence and health.
Fonte: São Paulo; Secretaria de Estado da Saúde; 2008. 585 p. tab.
Idioma: pt.
Descritores: Aborto Induzido
Comportamento do Adolescente
Desenvolvimento do Adolescente
Gravidez na Adolescência
Nutrição do Adolescente
Psicologia do Adolescente
Saúde do Adolescente
Sexualidade
-Anticoncepção
Medicina do Adolescente
Limites: Masculino
Feminino
Adolescente
Humanos
Responsável: BR1764.1 - Núcleo de Informação e Documentação
BR17646.1; H, S242a


  3 / 204 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-1017893
Autor: Aquino, Silvino ; Bataglia, Vicente ; Rojas, Gloria ; Vázquez, Gladys.
Título: Atención integral a la salu sexual y reproductiva del adolescente / Integral attention to the sexual and repructive health of the teenager.
Fonte: Itaugúa; MSP y BS ; Hospital Nacional de Itauguá; dic.2001. 41 p. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Proyecto sobre la atención integral a la salud sexual y reproductiva del adolescente, para un consultorio externo del Hospital Nacional de Itaugúa (tercer nivel de complejidad), su objetivo es mejorar el nivel de vida referida al especto biológico, entorno psicológico y social que involucra a los adolescentes, a su núcleo familiar y a la comunidad de Itauguá, tiene previsto 3 años de duración
Descritores: Adolescente
Medicina do Adolescente
Serviços de Saúde do Adolescente
Sexualidade
-Paraguai
Responsável: PY40.1 - Biblioteca
Py40.1. 14/Mon


  4 / 204 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-143694
Autor: Caldas, Márcia Alvarenga de Mello.
Título: Pensamentos e experiências na área da saúde de pessoas que vivenciam o adolescer: uma abordagem fenomenológica / Thought and experience in the health area of persons what lived of the adolescence: a phenomenological approach.
Fonte: Säo Paulo; s.n; 1991. 188 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de Säo Paulo. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Este estudo teve como proposta desocultar a consciência de saúde de jovens que, de alguma forma, necessitam de atençäo à saúde. Para o desenvolvimento da pesquisa, foi percorrida a trajetória metodológica fundamentada no método qualitativo sob a análise do fenômeno situado. Na introduçäo do trabalho foram apresentados os questionamentos do pesquisador e fornecidos elementos para se poder refletir sobre sobre o fenômeno e metodologia em pauta. Após descritas as características do pensamento de quatorze jovens, os quais enfocavam suas experiências vivenciadas relativas ao processo saúde-doença, foram discriminadas quatorze categorias convergentes surgidas sob várias perspectivas de saúde. Através destas categorias foi possível entäo construir a consciência de saúde destes jovens compreendendo-se que as atividades realizadas por eles, no que diz respeito tanto à saúde quanto à doença, näo se baseia em uma experiência refletida de suas atividade de saúde, mas se constitui em uma reiteraçäo acrítica do que foi ensinado e vivenciado, revelando existir em um pano de fundo, experiências amargas o que os leva a ter uma visäo negativa da assistência à saúde, os impossibilitando de estabelecerem vínculos com os profissionais desta área. Pretende-se que os subsídios obtidos nestes estudos possam ser uma contribuiçäo a pais, educadores e a profissionais de saúde que buscam desenvolver uma prática comprometida na assistência à saúde dos jovens.
Descritores: Comportamento do Adolescente
Medicina do Adolescente
-Dissertação Acadêmica
Educação em Saúde
Limites: Humanos
Adolescente
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG
BR21.1/T-WS460*CAPE; BR41.1


  5 / 204 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-183903
Autor: Coates, Maria Verônica Gabriela.
Título: Evoluçäo histórica da medicina do adolescente / Historical evolution of the adolescent medicine
Fonte: In: Academia Nacional de Medicina. I Congresso Nacional - A Saúde do Adolescente. Rio de Janeiro, Academia Nacional de Medicina, 1991. p.368-368.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Nacional - A Saúde do adolescente, 1, Rio de Janeiro, 24-27 jun. 1991.
Descritores: Medicina do Adolescente/história
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/2872.36; BR599.1; WS 460, CONp, 1991


  6 / 204 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-898050
Autor: Rodrigues Júnior, Mário Antônio; Agostinete, Ricardo Ribeiro; Marco, Rafael Luiz de; Ito, Igor Hideki; Santos, Marcelo Rodrigues Ribeiro dos; Fernandes, Rômulo Araújo.
Título: Ganho de densidade mineral óssea relacionado à prática de basquetebol em meninos: estudo de coorte / Bone mineral density gains related to basketball practice in boys: cohort study
Fonte: Rev. bras. crescimento desenvolv. hum;27(1):71-76, 2017. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Support Foundation of São Paulo.
Resumo: INTRODUCTION: In recent decades, the prevalence of osteoporosis has significantly increased, impacting in a significant manner on health care costs worldwide. OBJECTIVE: To analyze the impact of basketball practice on bone mineral density of male adolescents. METHODS: 9 - month cohort study carried out with 27 adolescents (controls, n = 13 [11.9 ± 2.2 years] and basketball players, n = 14 [13.4 ± 1.2 years]). Bone mineral density was measured in different body segments (upper limbs, lower limbs, spine, and total) using the dual energy X-ray absorptiometry technique. Intake of vitamin D, chronological age, somatic maturation, fat-free mass, and height were adopted as confounders. The statistical analysis was composed of the Student's t-test, analysis of covariance, and Pearson/partial correlations. RESULTS: Regardless of confounders, there was a positive relationship between higher basketball practice time and bone density gains in the upper limbs (r = 0487 [95%CI = 0.131 to 0.732 CONCLUSION: The practice of basketball seems to affect bone mineral density gains in adolescents, mainly when the practice is prolonged.

INTRODUÇÃO: Ao longo das últimas décadas, a prevalência de osteoporose tem aumentado de forma significativa, impactando de maneira relevante nos custos com a saúde em todo o mundo OBJETIVO: Analisar o efeito da prática de basquetebol na densidade mineral óssea de adolescentes do sexo masculino. MÉTODO: Coorte de 9 meses de seguimento realizado com 27 adolescentes (n = 13 controles [11,9 ± 2,2 anos] e n = 14 jogadores [13,4 ± 1,2 anos]). Densidade mineral óssea foi mensurada em diferentes regiões do corpo (membros superiores, membros inferiores, espinha e total) por meio da técnica de absortiometria de raio-x de dupla energia. Consumo de vitamina D, idade cronológica, maturação somática, massa livre de gordura e estatura foram adotados como fatores de confusão. Análise estatística foi composta pelo teste t de Student, análise de covariância e correlação de Pearson e parcial. RESULTADOS: Independentemente dos fatores de confusão, houve relação positiva entre maior tempo de prática do basquetebol e ganhos de densidade nos braços e corpo total (r = 0.487 [IC95% = 0.131 a 0.732]; r = 0.162 [IC95% = - 0.232 a 0.511. CONCLUSÃO: A prática do basquetebol parece impactar significativamente os ganhos de densidade mineral óssea de adolescentes.
Descritores: Medicina Esportiva
Basquetebol
Densidade Óssea
Adolescente
Medicina do Adolescente
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  7 / 204 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Vaz, Marco Aurélio
Id: lil-754786
Autor: Dias, Caroline Pieta; Goulart, Natália Batista Albuquerque; Freire, Bruno; Becker, Jefferson; Vaz, Marco Aurélio.
Título: Paralisia cerebral em pediatria / Cerebral palsy in pediatrics
Fonte: Pediatr. mod;51(6), jun. 2015.
Idioma: pt.
Resumo: A paralisia cerebral (PC) é a principal causa de incapacidade na infância, sendo considerada um grupo de desordens do desenvolvimento neurológico comuns no início da primeira infância. Pode ocorrer nos períodos pré-natal, perinatal ou pós-natal e persiste até a idade adulta. As causas da PC são diversas, incluindo genética, congênita, metabólica, inflamatória, infecciosa e etiologias traumáticas. Ela está relacionada com diversas desordens neuromotoras que incluem espasticidade, contraturas, distonia, desenvolvimento ósseo anormal, fraqueza muscular, incapacidade de controle da ativação muscular e perda da coordenação motora, dependendo da extensão da lesão. Dentre os problemas neuromusculares causados pela PC, o distúrbio mais comum é a espasticidade, a qual se refere à perda de vias motoras descendentes que atuam no controle do movimento. Independente da disfunção, a PC determina adaptações dos tecidos muscular e tendíneo, bem como redução na capacidade de recrutamento das unidades motoras com prejuízos na realização de diversas tarefas motoras. Quanto mais precoce for o diagnóstico, melhores serão os resultados do tratamento. Atualmente, o tratamento utilizado na PC se baseia na reabilitação física e no tratamento medicamentoso, o qual age em nível do sistema nervoso central ou perifericamente, quando o medicamento é administrado diretamente no músculo-esquelético. Este artigo procurou revisar aspectos clínicos da PC, discutindo as suas principais alterações neuromusculares e as abordagens terapêuticas utilizadas no seu tratamento.
Descritores: Medicina do Adolescente
Saúde Pública
Saúde do Adolescente
Vulnerabilidade Social
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  8 / 204 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-754771
Autor: Lima, Ciderléia Castro de; Souza, Ana Clara Lopes de; Rotella, Cecília; Silva, Daniela Maria; Santos, Danilo; Assunção, Douglas Silva; Maximino, Thibagy; Castro, Vanusa Moraes de; Luca Neto, Vito Nogueira de; Nascimento Neto, Wagner Guimarães.
Título: Políticas de atenção ao adolescente nos trilhos da ciência para uma atenção integral ao adolescente e jovem brasileiro / Politics of teenage warning: science on rails for an integral attention to teen and young brazilians
Fonte: Pediatr. mod;51(4), abr. 2015.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo versa uma reflexão sobre as políticas de atenção à saúde do adolescente, com foco à adolescente gestante. São abordados fatores que possam influenciar de forma positiva, assim como negativamente, o desenvolvimento biopsicossocial do adolescente e de sua família. O objetivo do artigo é despertar o leitor e tratar de reflexões pertinentes aos aspectos relacionados com a saúde e com atenção ao adolescente, na determinação de suas necessidades, observando a adolescência na perspectiva da cultura na qual está inserida. Trata-se, portanto, de um estudo de reflexão crítica, voltado à construção de um novo olhar às políticas de atenção a esta clientela. Para a discussão três temas foram criteriosamente elencados: vulnerabilidade ligada aos aspectos sociais, de sexualidade, situação psicoemocional e violência; adolescentes querem ser aceitos pela sociedade: sou dono de mim; a menina vira mulher com a gravidez? Por considerar ainda lacunas não preenchidas, mesmo frente a amplos estudos voltados à compreensão desta faixa etária, tão conturbada pela busca por sua identidade, que os expõem a riscos para a saúde. Considera-se, então, que a implementação de políticas mais efetivas, que contemplem o adolescente em sua plenitude, poderiam ser de grande auxílio para o seu desenvolvimento, assim como a redução dos riscos sociais aos quais estão vulneráveis.
Descritores: Medicina do Adolescente
Saúde Pública
Saúde do Adolescente
Vulnerabilidade Social
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  9 / 204 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-961171
Autor: Ferreira, Mayara Kelly Moura; Gurgel, Sabrina de Souza; Lima, Francisca Elisângela Teixeira; Cardoso, Maria Vera Lúcia Moreira Leitão; Silva, Viviane Martins da.
Título: Instruments for the care of pressure injury in pediatrics and hebiatrics: an integrative review of the literature / Instrumentos para cuidado de lesão por pressão na pediatria e hebiatria: revisão integrativa da literatura / Instrumentos para cuidado de lesión por presión en la pediatría y hebiatría: revisión integradora de la literatura
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);26:e3034, 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: to identify existing instruments in the scientific literature about the care of pressure injuries in pediatric and hebiatric patients. Method: an integrative review that selected 32 articles from the PubMed/Medline, LILACS, Scopus and CINAHL databases using the descriptors pressure ulcer, decubitus ulcer, pediatrics, adolescent and protocols and their equivalent terms in Portuguese and Spanish. Inclusion criteria: research articles in full, in Portuguese, English or Spanish without any temporal cut-off. The descriptive analysis was adopted to categorize the instruments found into the three domains of care: evaluative, preventive and curative. Results: 25 instruments for the care of pressure injuries in pediatric and hebiatric patients were found, with an emphasis on the Braden Q Scale being the most commonly used to assess pressure injury risk, and the protocols containing pressure injury staging guidelines developed by the National Pressure Ulcer Advisory Panel (NPUAP) and the European Pressure Ulcer Advisory Panel (EPUAP). Conclusion: the scientific literature has valid and reliable instruments that can be used in nursing care practice aimed at the evaluative, preventive and curative care of pressure injuries in pediatric and hebiatric patients.

RESUMO Objetivo: identificar instrumentos existentes na literatura científica acerca do cuidado de lesão por pressão em pacientes pediátricos e hebiátricos. Método: revisão integrativa, selecionando-se 32 artigos, das bases de dados PubMed/Medline, LILACS, Scopus e CINAHL, usando os descritores lesão por pressão, úlcera de decúbito, pediatria, adolescente e protocolos, e equivalentes, nos idiomas inglês e espanhol. Critérios de inclusão: artigo de pesquisa na íntegra, nos idiomas português, inglês ou espanhol, sem delimitação temporal. Análise descritiva adotada para categorização dos instrumentos encontrados nos três domínios do cuidado: avaliativo, preventivo e curativo. Resultados: encontrados 25 instrumentos para o cuidado de lesão por pressão na pediatria e hebiatria, com destaque para escala de Braden Q, a mais utilizada para avaliação do risco de lesão por pressão, e os protocolos com diretrizes para o estadiamento da lesão, desenvolvidos pela National Pressure Ulcer Advisory Panel (NPUAP) e European Pressure Ulcer Advisory Panel (EPUAP). Conclusão: na literatura científica, há instrumentos válidos e confiáveis que podem ser usados na prática assistencial de enfermagem, voltados para os cuidados avaliativo, preventivo e curativo de lesão por pressão em pacientes pediátricos e hebiátricos.

RESUMEN Objetivo: identificar instrumentos existentes en la literatura científica acerca del cuidado de lesión por presión en pacientes pediátricos y hebiátricos. Método: revisión integradora; fueron seleccionados 32 artículos, en los idiomas inglés y español, en las bases de datos PubMed/Medline, LILACS, Scopus y CINAHL usando los descriptores lesión por presión, úlcera de decúbito, pediatría, adolescente y, también para protocolos y equivalentes. Criterios de inclusión: artículos de investigación completos, en el idioma portugués, inglés o español, sin limitación de tiempo. Se adoptó el análisis descriptivo para categorizar los instrumentos encontrados en tres dominios de cuidado: evaluativo, preventivo y curativo. Resultados: fueron encontrados 25 instrumentos para el cuidado de lesión por presión en pediatría y hebiatría, con destaque para Escala de Braden Q, que fue la más utilizada para evaluar el riesgo de lesión por presión y protocolos con directrices para el estadificación de la lesión, desarrollados por la National Pressure Ulcer Advisory Panel (NPUAP) y por el European Pressure Ulcer Advisory Panel (EPUAP). Conclusión: en la literatura científica, existen instrumentos válidos y confiables que pueden ser usados en la práctica asistencial de Enfermería, dirigidos para cuidado evaluativo, preventivo y curativo, de lesión por presión en pacientes pediátricos y hebiátricos.
Descritores: Medicina do Adolescente/organização & administração
Lesão por Pressão/diagnóstico
Lesão por Pressão/enfermagem
-Pediatria
Protocolos Clínicos
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 204 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-909969
Autor: Andrade, Joana Verdelho; Rocha, Ana Manuela; Santos, Maria Inês; Campos, Joana; Santos, Elisabete; Ferrão, Alzira.
Título: Autoavaliação de médicos sobre sua formação em Medicina do Adolescente / Physicians' self-assessment on their training in Adolescent Medicine
Fonte: Sci. med. (Porto Alegre, Online);28(3):ID29642, jul-set 2018.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVOS: Caraterizar como os especialistas e residentes de Pediatria e de Medicina Geral e Familiar consideram que abordam os adolescentes, identificar as suas habilitações em Medicina do Adolescente, averiguar que tópicos dessa área os médicos gostariam de ver abordados em futuros treinamentos e comparar as percepções dos médicos das duas especialidades em relação à sua experiência na prática em saúde do adolescente. MÉTODOS: Estudo transversal com base em inquérito enviado via correio eletrônico a 241 médicos da área de influência de um hospital de nível II, tendo-se incluído especialistas e residentes de Pediatria e de Medicina Geral e Familiar de centros de saúde do concelho de Viseu, Portugal. Utilizaram-se os testes Qui-quadrado ou teste Exacto de Fisher para testar associações entre variáveis, assumindo-se significado estatístico quando p<0,05. RESULTADOS: Um total de 113 médicos completou o inquérito, sendo 74% do gênero feminino, com uma mediana de anos de prática de 12 anos (intervalo interquartil 5-30, mínimo 2 anos, máximo 38 anos). O grupo de Pediatria tinha mais formação em Medicina do Adolescente (57%) do que o grupo de Medicina Geral e Familiar (25%) (p=0,007). Mais médicos com formação específica em Medicina do Adolescente consideravam-se preparados para a entrevista ao adolescente (51%, vs. 28% dos que não tinham formação específica, p=0,03). Os médicos Gerais e de Família orientavam mais os adolescentes sobre consumo de substâncias, contracepção e doenças sexualmente transmissíveis, enquanto os médicos de Pediatria identificavam mais adolescentes com depressão. A maioria dos médicos avaliou-se como tendo conhecimentos insuficientes em Medicina do Adolescente, sendo o treino insuficiente a barreira mais frequentemente referida. Cinquenta e sete por cento dos médicos de Pediatria, 78% dos médicos Gerais e de Família e 84% dos que não tinham formação específica em Medicina do Adolescente, considerando as duas especialidades, gostariam de aprofundar os seus conhecimentos nessa área. CONCLUSÕES: Este estudo permitiu identificar que áreas de conhecimento sobre Medicina do Adolescente estão deficitárias na formação dos pediatras e dos médicos gerais e de família. A maioria dos médicos, principalmente os que não tiveram formação em Medicina do Adolescente, mostraram-se interessados em preencher essa lacuna.

AIMS: To characterize the way in which General and Family physicians and Pediatricians consider approaching adolescents, identify their qualifications in Adolescent Medicine, ascertain which topics of this specialty these physicians would like to see addressed in future training, and to compare the perceptions of physicians of both specialties with respect to their experience in adolescent health practice. METHODS: Cross-sectional study based on a survey sent by e-mail to 241 physicians in the area of influence of a level II hospital, including specific training interns or experts in Pediatrics and General and Family Medicine from health centers of the municipality of Viseu, Portugal. Chi-square tests or Fisher's exact test were used to test associations between variables, assuming statistical significance when p<0.05. RESULTS: A total of 113 physicians completed the survey, of them 74% female, with a median of 12 years of practice (interquartile range 5-30, minimum 2 years, maximum 38 years). The Pediatrics group had more training in Adolescent Medicine (57%) than the General and Family Medicine group (25%) (p=0.007). More physicians with specific training in Adolescent Medicine considered themselves prepared for the adolescent interview (51%, vs. 28% of those who did not have specific training, p=0.03). Family and General practitioners guided adolescents more about substance use, contraception, and sexually transmitted diseases, while Pediatrics doctors identified more adolescents with depression. Most physicians rated themselves as having insufficient knowledge in Adolescent Medicine, with insufficient training being the most frequently referred barrier. Fifty-seven percent of Pediatrics doctors, 78% of General practitioners and 84% of those with no specific training in Adolescent Medicine, considering the two specialties, would like to deepen their knowledge in this area. CONCLUSIONS: This study allowed identifying which areas of knowledge on Adolescent Medicine are deficient in the training of Pediatricians and General practitioners. Most physicians, especially those with no training in Adolescent Medicine, showed interest in filling this gap.
Descritores: Medicina do Adolescente
Saúde do Adolescente
Educação Médica
-Pediatria
Medicina de Família e Comunidade
Clínicos Gerais/educação
SETIMMEDIATE$0.NISOLDIPINEGLICLAZIDE0LIPOSARCOMAACETANILIDESABATTOIRS$ABELSON MURINE LEUKEMIA VIRUS
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 21 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde