Base de dados : LILACS
Pesquisa : H02.403.220 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 292 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 30 ir para página                         

  1 / 292 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1282028
Autor: Fontenelle, Leonardo Ferreira; Oliveira, Miguel Henrique Moraes de; Rossi, Stephani Vogt; Brandão, Diego José; Sarti, Thiago Dias.
Título: In which journals do family and community physicians in Brazil publish? The Trajetórias MFC project / Em que revistas publicam os médicos de família e comunidade no Brasil? O projeto Trajetórias MFC / ¿En qué revistas publican los médicos de familia y comunidad en Brasil? El proyecto Trajetórias MFC
Fonte: Rev. bras. med. fam. comunidade;16(43):2589, 20210126. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Introduction: Authors choose scholarly journals not only to advance their careers but also to interact with their respective scholarly communities. Objective: To describe the journals where family and community physicians in Brazil publish their work. Methods: In late 2018, we compiled a nationwide list of family and community physicians, and downloaded their curricula from the Lattes Platform. We extracted data on their complete journal articles from their curricula, completed these data with queries to CrossRef, VHL/LILACS, and PubMed/MEDLINE, and obtained data on the journals with queries to the United States NLM Catalog. Results: We found 3558 unique articles, published by 1011 journals. The most productive journal was RBMFC (Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade), which published 347 (9.8%) of these articles. About one in six articles were published in journals on family practice or primary health care. The proportion of articles published in journals in Brazil decreased during the study period from 83.8% to 58.4%. Conclusion: As in other countries, family and community physicians in Brazil usually publish in the national journal dedicated to their scholarly community, while also publishing extensively in journals from other disciplines. The increasing proportion of articles published in journals outside Brazil suggests primary care research in Brazil is increasingly of international relevance.

Introdução: Os autores escolhem periódicos acadêmicos não apenas para avançar em suas carreiras, mas também para interagir com suas respectivas comunidades acadêmicas. Objetivo: Descrever as revistas onde médicos de família e comunidade do Brail publicam seus trabalhos. Métodos: No final de 2018, compilamos uma lista nacional de médicos de família e comunidade e baixamos seus currículos da Plataforma Lattes. Extraímos dados de seus artigos completos de periódicos de seus currículos, completamos esses dados com consultas a CrossRef, BVS/LILACS e PubMed/MEDLINE, e obtivemos dados dos periódicos com consultas ao NLM Catalog, dos Estados Unidos. Resultados: foram encontrados 3558 artigos únicos, publicados por 1011 periódicos. O periódico mais produtivo foi a RBMFC (Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade), que publicou 347 (9,8%) desses artigos. Cerca de um em cada seis artigos foram publicados em periódicos sobre medicina de família e comunidade ou atenção primária à saúde. A proporção de artigos publicados em periódicos no Brasil diminuiu no período do estudo de 83,8% para 58,4%. Conclusão: Como em outros países, os médicos de família e comunidade no Brasil costumam publicar em periódico nacional dedicado à sua comunidade acadêmica, ao mesmo tempo que publicam extensivamente em periódicos de outras disciplinas. A crescente proporção de artigos publicados em periódicos fora do Brasil sugere que a pesquisa em atenção primária no Brasil é cada vez mais de relevância internacional.

Introducción: Los autores eligen revistas académicas no solo para avanzar en sus carreras, sino también para interactuar con sus respectivas comunidades académicas. Objetivo: Describir las revistas donde los médicos de familia y comunidad en Brasil publican su trabajo. Métodos: a fines de 2018, compilamos una lista nacional de médicos de familia y comunidad y descargamos sus currículos de la Plataforma Lattes. Extrajimos datos sobre sus artículos completos de revistas de su currículos, completamos estos datos con consultas a CrossRef, BVS/LILACS y PubMed/MEDLINE, y obtuvimos datos sobre las revistas con consultas al NLM Catalog, de Estados Unidos. Resultados: se encontraron 3558 artículos únicos, publicados por 1011 revistas. La revista más productiva fue RBMFC (Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade), que publicó 347 (9,8%) de estos artículos. Aproximadamente uno de cada seis artículos se publicó en revistas de medicina familiar o atención primaria de salud. La proporción de artículos publicados en revistas en Brasil disminuyó durante el período de estudio del 83,8% al 58,4%. Conclusión: Al igual que en otros países, los médicos de familia y comunidad en Brasil suelen publicar en la revista nacional dedicada a su comunidad académica, mientras que también publican extensamente en revistas de otras disciplinas. La creciente proporción de artículos publicados en revistas fuera de Brasil sugiere que la investigación en atención primaria en Brasil es cada vez más de relevancia internacional.
Descritores: Publicações Periódicas como Assunto
Editoração
Medicina Comunitária
Medicina de Família e Comunidade
-Brasil
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  2 / 292 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1282189
Autor: Otero, Graciela Teresa; Rodríguez, Rosana; Weller, Silvana; Barre, María Sofía; Rosas y Belgrano, Brenda; Macías, Guillermo; Szultz, Gabriela.
Título: Intervención educativa, intersectorial e interdisciplinaria para la promoción de alimentación saludable en el ámbito escolar / Educational and interdisciplinary intervention for promotion of healthy nutrition habits in the school enviroment
Fonte: Actual. nutr;21(1):10-15, Enero-Marzo de 2020.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: el ámbito escolar es propicio para desplegar los mensajes de salud, dentro del cual la tarea del pediatra y el nutricionista se extiende en el trabajo interdisciplinar y se enriquece con el aporte del sector docente. La elección de los alumnos como multiplicadores resulta en un impacto hacia toda la comunidad escolar que abarca el entorno familiar. Objetivos: se describe una intervención educativa desarrollada en el ambiente escolar dirigida a alumnos de 7... grado de una escuela pública de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires, con el propósito de formarlos como agentes multiplicadores de hábitos y estilos de vida saludables. Materiales y métodos: se expone un modelo socio-ecológico de medicina y se discuten qué tipos de resultados deben eva- luarse. Se detalla el trabajo en sus tres etapas: inicial (planifi- cación interdisciplinaria y vinculación con los docentes), central (desarrollo de los talleres) y final (evaluación de resultados). Resultados: se destaca como principal resultado del impacto de la intervención el conjunto de productos finales determinados por las actividades que los multiplicadores realizan para comu- nicar los mensajes de salud a la comunidad escolar. Se dan por cumplidos los resultados de meta como cronograma y cobertura. Conclusiones: se concluye que la escuela es un ámbito propicio para el despliegue de la educación alimentaria y que la formación de los niños como agentes multiplicadores tiene un efecto am- plificador hacia toda la comunidad. En este sentido, este artículo detalla la aplicación concreta de acciones intersectoriales y mul- tidisciplinarias dentro del marco escolar y la salud comunitaria
Descritores: Equipe de Assistência ao Paciente
Serviços Preventivos de Saúde
Serviços de Saúde Escolar
Educação Alimentar e Nutricional
Medicina Comunitária
Responsável: AR605.1 - Biblioteca


  3 / 292 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-735034
Autor: Correal-Muñoz, Camilo Alejandro; Arango-Restrepo, Pablo.
Título: Aspectos bioétcoos en la salud comuittaria / Bioetical issuess in community health / Aspectos bioétioos na saúde comunitáiaa
Fonte: Pers. bioet;18(2):194-212, jul.-dic. 2014.
Idioma: es.
Resumo: La investigación y las intervenciones que se realizan desde la salud comunitaria requieren de criterios y pautas que consideren las particularidades de este trabajo en contraste con disciplinas que han elaborado códigos de ética para su desarrollo. Algunos principios ofrecen aspectos fundamentales para tener en cuenta, tales como la dignidad y el respeto, la protección, la autonomía, la justicia distributiva, la equidad, la interculturalidad, la intersectorialidad y la interdisciplinariedad. Con estas consideraciones iniciales, algunas organizaciones e instituciones han formulado pautas, códigos y principios que van conformando ese cuerpo de conocimientos adecuado al trabajo en salud comunitaria, aunque sigue siendo necesario un mayor desarrollo del tema y una consolidación de estos aspectos para que sean más considerados e incluidos en las iniciativas que se llevan a cabo en colectivos. Este artículo hace una revisión inicial del concepto de salud comunitaria y sus elementos fundamentales, para luego exponer los principios éticos que deben guiar el trabajo en salud comunitaria y revisar algunos de los que se han propuesto desde organizaciones e instituciones que, de una u otra manera, trabajan en el tema para finalmente proponer algunas reflexiones que contribuyan a consolidar una orientación bioética de la investigación y la intervención desde la salud comunitaria.

The research and interventions that are made from the community-based health require criteria and guidelines to address the peculiarities of this work in contrast to disciplines that have developed codes of ethics for their development. Some principles provide key aspects to be taken into consideration, such as dignity and respect, protection, autonomy, distributive justice, equity, interculturality, intersectorality and interdisciplinarity. With these initial considerations, some organizations and institutions have developed guidelines, codes and principles that shape this body of knowledge ideally suited for working in the community health area, although a further elaboration and consolidation of these aspects still needs to be taken more into consideration and included in the initiatives being undertaken in the collectives. This paper does an initial review of the concept of community health and its key elements, to then expose the ethical principles that should guide the work within the community health area and examine some of those that have been proposed by organizations and institutions which, one way or another, work in the field to finally propose some thoughts that contribute to consolidating a bioethics orientation of the research and involvement from the community health services.

A pesquisa e as intervenções que se realizam na saúde comunitária requerem critérios e normas que considerem as particularidades desse trabalho em comparação a disciplinas que têm elaborado códigos de éticas para seu desenvolvimento. Alguns princípios oferecem aspectos fundamentais para serem considerados: a dignidade e o respeito, a proteção, a autonomia, a justiça distributiva, a equidade, a interculturalidade, a intersetorialidade e a interdisciplinariedade. Com essas considerações iniciais, algumas organizações e instituições têm formulado normas, códigos e princípios que vão conformando esse corpo de conhecimentos adequado ao trabalho em saúde comunitária, embora continue sendo necessário um maior desenvolvimento do tema e uma consolidação desses aspectos para que sejam mais considerados e incluídos nas iniciativas que se realizam em coletivos. Este artigo faz uma revisão inicial do conceito de saúde comunitária e seus elementos fundamentais para, em seguida, expor os princípios éticos que devem guiar o trabalho em saúde comunitária e revisar alguns dos quais foram propostos, provenientes de organizações e instituições que, de uma ou outra maneira, trabalham no tema. Finalmente, propõem-se algumas reflexões que contribuam para consolidar uma orientação bioética da pesquisa e da intervenção a partir da saúde comunitária.
Descritores: Pesquisa
Medicina Comunitária
Justicia, Planta
Equidade
Respeito
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO243.1 - Biblioteca Octavio Arizmendi Posada


  4 / 292 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1181944
Autor: Martínez Horna, Oscar(edt); Vallenas Gamarra, Félix; Benavente Ercilla, Miyaray; Donet Gamarra, Martha.
Título: Propuesta de integración de la atención primaria de salud en los proyectos de desarrollo microregional / Proposal for integration of primary health care in the micro-regional development projects.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud. Escuela Nacional de Salud Pública; 1985. 36 p. (Serie Colección Salud y Desarrollo, 3).
Idioma: es.
Resumo: La presente publicación describe el rol protagónico de las organizaciones sociales de base y en lo concerniente a la integración de las acciones de salud en el proceso de desarrollo socio-cultural histórico de cada comunidad
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Medicina Comunitária
Organização Comunitária
Participação da Comunidade
-Peru
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central
[{"text": "PE18.1", "_a": "IDREH 0089", "_b": "(Formato Digital)"}]


  5 / 292 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011800
Autor: Nabuco, Guilherme; Nunan, Berardo Augusto; Soares, Juliana Oliveira; Marques, Luisa Portugal; Nakanishi, Patrícia Taira; Cardoso, Raquel Vaz; Neiva, Tiago Sousa; Afonso, Marcelo Pellizzaro Dias.
Título: Avanços e conquistas na saúde pública do DF, Brasil: uma contribuição essencial da medicina de família e comunidade / Advancements and achievements in the Brazilian Federal District public health: an essential contribution by family and community medicine
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(6):2221-2232, jun. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A história da Atenção Primária à Saúde (APS) no Distrito Federal (DF) é tão antiga quanto a história da unidade federativa. A história da especialidade Medicina de Família e Comunidade (MFC), porém, é relativamente recente, tanto em âmbito local como nacional. O presente artigo se propõe a focar na fundamental contribuição da MFC para os avanços na Saúde Pública do DF, sobretudo nos últimos 10 anos, após a fundação da Associação Brasiliense de Medicina de Família e Comunidade (ABMFC). Para tanto, foram rememorados os eventos e os contextos históricos mais relevantes, relacionados às áreas de Assistência à Saúde, Gestão, Controle Social e Ensino Médico - incluindo Graduação e Residência -, que embasam essa posição, paralelamente à evolução da própria especialidade no DF. Sua organização foi, portanto, dividida em quatro etapas históricas: até 2008, de 2008 a 2011, de 2011 a 2016, e de 2016 até 2018.

Abstract The history of Primary Health Care (PHC) in the Federal District (DF) is as old as the history of the Federative Unit. The history of Family and Community Medicine (MFC), however, is relatively recent, both locally and nationally. This paper proposes to focus on the fundamental contribution of MFC to advances in Public Health in the Federal District, especially in the last 10 years, after the founding of the Family and Community Medicine Association of Brasília (ABMFC). In order to do so, the most relevant historical events and contexts related to Health Care, Management, Social Control and Medical Education - including Undergraduate course and Residency - were documented, which support this position, in parallel with the evolution of the specialty in the Federal District. Therefore, its organization was divided into four historical stages: until 2008, from 2008 to 2011, from 2011 to 2016, and from 2016 to 2018.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Saúde Pública
Atenção à Saúde/organização & administração
-Atenção Primária à Saúde/tendências
Brasil
Medicina Comunitária/organização & administração
Medicina Comunitária/tendências
Atenção à Saúde/tendências
Educação Médica/métodos
Educação Médica/tendências
Medicina de Família e Comunidade/organização & administração
Medicina de Família e Comunidade/tendências
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 292 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Campos, Gastao Wagner de Sousa
Texto completo
Id: biblio-1089517
Autor: Cardoso, Felipe Monte; Campos, Gastão Wagner de Sousa.
Título: Aprendendo a clínica do sofrimento social: narrativas do internato na Atenção Primária à Saúde / Learning the clinic of social suffering: narratives of Internship in Primary Health Care
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1251-1260, abr. 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo No Brasil, o descompasso entre a formação médica e as necessidades assistenciais na atenção primária à saúde, em especial para as populações mais vulneráveis, demandou mudanças nas Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de Medicina, com ampliação da carga horária do Internato na APS. Este trabalho é uma pesquisa qualitativa exploratória, que investigou documentos da avaliação formativa do Internato Integrado em Medicina de Família e Comunidade e Saúde Mental da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que atendem populações vulneráveis no município do Rio de Janeiro. Ao todo, foram analisados documentos produzidos por 55 estudantes e utilizou-se a hermenêutica dialética como método de análise. A investigação apontou distintos graus de sensibilidade ao sofrimento social experimentado por usuários de Clínicas da Família, ao longo das 22 semanas de estágio. As narrativas foram agrupadas em 5 eixos: tensionando a cisão medicina/sociedade; vulnerabilidade extrema e saúde; violência estrutural cotidiana e saúde; serviço de saúde como recurso ou intruso; território como potência de vida. O internato contribuiu para aprimorar visões clínicas centradas nas necessidades dos usuários, sendo necessários estudos adicionais para avaliar a incorporação efetiva destas competências à prática profissional.

Abstract In Brazil, the mismatch between medical education and care needs in primary health care, especially for the most vulnerable populations, required changes in the National Curriculum Guidelines of the Medical School, with an increased workload of the internship in PHC. This work is exploratory, qualitative research, which investigated documents of the formative evaluation of the Integrated Internship in Family and Community Medicine and Mental Health of the Federal University of Rio de Janeiro, which serves vulnerable populations in the city of Rio de Janeiro. The documents produced by 55 students were analyzed, and dialectical hermeneutics was used as a method of analysis. The investigation showed different levels of sensitivity to social distress experienced by users of Family Clinics during the 22 weeks of internship. The narratives were grouped into five axes: highlighting the Medicine-society split; extreme vulnerability and health; daily structural violence and health; health service as a resource or intruder; territory as the power of life. The internship contributed to improve clinical views focused on users' needs, and further studies are required to evaluate the effective incorporation of these competencies into professional practice.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Condições Sociais
Medicina Comunitária
Medicina de Família e Comunidade
Angústia Psicológica
Internato e Residência
-Pesquisa Qualitativa
Populações Vulneráveis
Hermenêutica
Exposição à Violência/psicologia
Visita Domiciliar
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 292 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089501
Autor: Gérvas, Juan; Oliver, Lourdes Luzón; Pérez-Fernandez, Mercedes.
Título: Medicina de Familia y Comunidad y su papel en evitar los excesos sanitarios (preventivos, diagnósticos, terapéuticos y rehabilitadores) / Family and Community Medicine and its role in preventing health overuse (preventive, diagnostic, therapeutic and rehabilitative)
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1233-1240, abr. 2020.
Idioma: es.
Resumo: Resumen En Medicina es clave "ofrecer el 100% de lo que se precisa y evitar el 100% de lo que no se precisa". Lamentablemente, es difícil cumplir con esta cuestión clave y generalmente se ofrece más de lo que se precisa y no se evita todo lo que no se precisa. Este texto es una revisión no sistemática con objetivo docente en que se revisa el problema general en atención primaria y se proponen formas de evitar los excesos y defectos respecto a intervenciones preventivas, diagnósticas, terapéuticas y de rehabilitación. Saber no hacer es ciencia y arte que se enseña poco y se practica menos. Los excesos que dañan son parte casi diaria de la práctica clínica, en prevención, diagnóstico, tratamiento y rehabilitación. Es imprescindible fomentar "el arte y la ciencia de no hacer".

Abstract In Medicine, it is critical "to offer 100% of what is needed and avoid 100% of what is not needed." Unfortunately, this primary issue is challenging, and generally, more than required is offered, and everything that is unnecessary is not avoided. This is a nonsystematic review with a teaching objective that reviews the general issue in primary care and suggests ways to avoid overuse and shortcomings concerning preventive, diagnostic, therapeutic, and rehabilitative interventions. Knowing not to do is science and art that is hardly taught and practiced less. The overuse that harm are an almost daily part of clinical practice in prevention, diagnosis, treatment, and rehabilitation. It is essential to promote "the art and science of not doing".
Descritores: Medicina Comunitária
Medicina de Família e Comunidade
Mau Uso de Serviços de Saúde/prevenção & controle
-Relações Médico-Paciente
Prevenção Primária/ética
Reabilitação
Terapêutica
Procedimentos Desnecessários
Técnicas e Procedimentos Diagnósticos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 292 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-1103847
Autor: Martínez Vasallo, Belkis; Placeres Hernández, José Fernando; Alonso Gómez, Mileidys; Cabrera Pérez, Maridena; Cepero Molina, Niraida; Alonso Triana, Lena.
Título: Memorias de la Jornada Científica Provincial de la Sociedad Cubana de Medicina Familiar en Matanzas / Memoirs of the Provincial Scientific Meeting of the Cuban Society of Family Medicine in Matanzas
Fonte: Rev. medica electron;41(6):[4], oct.-dic. 2019.
Idioma: es.
Descritores: Sociedades Médicas
Sociedades Científicas
Medicina Comunitária
Eventos Científicos e de Divulgação
-Atenção Primária à Saúde
Congressos como Assunto
Cuba
Pesquisa Participativa Baseada na Comunidade
Determinantes Sociais da Saúde
Ganhos em Saúde
Tipo de Publ: Congresso
Responsável: CU424.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas


  9 / 292 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089513
Autor: Teixeira Junior, Jorge Esteves; Romano, Valéria Ferreira; Izecksohn, Mellina Marques Vieira; Faria Neto, Ernesto; Paiva, Marcele Bocater Paulo de.
Título: Interlocuções entre a Declaração de Astana, o Direito à Saúde e a formação em Medicina de Família e Comunidade no Rio de Janeiro, Brasil / Dialogues between the Astana Declaration, the Right to Health and Family and Community Medicine training in Rio de Janeiro, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1261-1268, abr. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo discute e promove inquietações à luz da repercussão dos 40 anos da Declaração de Alma-Ata e também da Declaração de Astana, discutindo os possíveis impactos na formação em Medicina de Família e Comunidade, segundo o olhar de 2 Programas de Residência de 3 instituições públicas: a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, a Universidade Federal do Rio de Janeiro e a Fundação Oswaldo Cruz. Estes estão inseridos em um contexto histórico e social, entre o mundo do trabalho, as políticas públicas, os organismos internacionais, a população e os sujeitos envolvidos na construção, manutenção e consolidação da Atenção Primária no Brasil. Assim, em um breve resgate histórico, contextualizamos qual Atenção Primária era cenário de prática e para onde, possivelmente, estaríamos nos deslocando. Conclui que a garantia do Direito à Saúde, estaria ameaçada pelo conceito de Cobertura Universal, preconizado pela Declaração de Astana; o que provoca importantes discussões: garantia de ofertas de serviços providos pelo estado, defesa da equidade e integralidade das ações. Reafirmação sobre o risco de gerar desigualdade ao se criar múltiplas ofertas de serviços para diferentes segmentos da população, reiteração sobre a importância do acesso às Unidades de Saúde, valorização da territorialização.

Abstract This paper discusses and fosters concerns in light of the repercussions of both the 40th anniversary of the Alma-Ata Declaration and the Astana Declaration, discussing the possible influence on Family and Community Medicine training, as per the lenses of two Residency Programs of three public institutions, namely, State University of Rio de Janeiro, Federal University of Rio de Janeiro, and the Oswaldo Cruz Foundation. These are inserted in a historical and social context, between the world of work, public policies, international organizations, the population and subjects involved in the construction, maintenance, and consolidation of the Brazilian PHC. Thus, in a brief historical revival, we contextualized which Primary Care was a practice setting and where we might be headed. We concluded that the willingness to ensure the Right to Health would be threatened by the concept of Universal Coverage, advocated by the Astana Declaration, which leads to essential discussions: ensuring state-provided services, advocating for equity and integrality of actions, reaffirming the risk of generating inequality by creating multiple service offerings for different segments of the population, reiterating the relevance of access to health, and valuation of territorialization.
Descritores: Medicina Comunitária/educação
Medicina de Família e Comunidade/educação
Direito à Saúde
Internato e Residência
-Brasil
Cazaquistão
Congressos como Assunto
Cobertura Universal do Seguro de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 292 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089530
Autor: Ponzo, Jacqueline.
Título: La Medicina Familiar y Comunitaria en Uruguay de 1997 a 2019: ¿cuántos kilómetros faltarán para llegar al pueblo aquel? / Family and Community Medicine in Uruguay from 1997 to 2019: how many kilometers will it take to reach that town?
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1205-1214, abr. 2020. graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen La residencia de medicina familiar y comunitaria comenzó en Uruguay en el año 1997. A través de un proceso autogestionado, las primeras generaciones se moldearon en una formación que integraba en ellos el conocimiento y la experiencia hospitalarios junto con la praxis territorial en un servicio de salud de base comunitaria con población de referencia. El reconocimiento académico de la especialidad y la instalación de los ámbitos institucionales para su gestión fueron conquistas paralelas a ese proceso en la primera década. La segunda década estuvo marcada por la expansión territorial de la estructura docente-asistencial, la descentralización de la universidad y la participación activa de la medicina familiar y comunitaria en la reforma de la salud y la agenda de derechos. La tercera década de la especialidad se presenta en su inicio como crisis dada por la caída sostenida en la aspiración a la residencia. Desde una aproximación inicial a las explicaciones, se reflexiona sobre la posibilidad de estar frente a una crisis más profunda y la necesidad de encontrar las claves de una medicina del siglo XXI que permita alcanzar los principios de Alma Ata, siempre vigentes.

Abstract The Family and Community Medicine Residency started in Uruguay in 1997. Through a self-managed process, the first generations were molded into training that integrated hospital knowledge and experience with territorial praxis in a community-based health service with a population of reference. The academic recognition of the specialty and the installation of the institutional areas for its management were achievements parallel to that process in the first decade. The second decade was marked by the territorial teaching-assistance expansion in the country, university decentralization and the active participation of Family and Community Medicine in the Health Reform, and the country's rights agenda. The third decade of the specialty begins with a crisis triggered by the sustained decline in the aspiration for residency. An initial approach to explanations reflects on the possibility of facing a more profound crisis and the need to find the keys to a 21st century Medicine that allows us to achieve the principles of Alma-Ata that are still current.
Descritores: Desenvolvimento de Pessoal/história
Internato e Residência/história
-Uruguai
Cazaquistão
Reforma dos Serviços de Saúde/história
Reforma dos Serviços de Saúde/legislação & jurisprudência
Reforma dos Serviços de Saúde/organização & administração
Medicina Comunitária/educação
Medicina Comunitária/história
Medicina Comunitária/tendências
Congressos como Assunto/normas
Medicina de Família e Comunidade/educação
Medicina de Família e Comunidade/história
Medicina de Família e Comunidade/tendências
Internato e Residência/tendências
Limites: Humanos
História do Século XX
História do Século XXI
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 30 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde