Base de dados : LILACS
Pesquisa : H02.403.830.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 4 [refinar]
Mostrando: 1 .. 4   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 4 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011317
Autor: Prado, R. O. F; Morales, B. J. E; García, M. L. J; Molina-Ochoa, J; Valpuesta, S. G; Hernández, R. J. A; García, C. A. C.
Título: Effects of exercise on cations/anions in blood serum of English Thoroughbred horses / Efeito do exercício sobre cátions/ânions em soro sanguíneo de equinos da raça Puro-Sangue-Inglês
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(3):909-916, May-June 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: English Thoroughbred horses, are widespread in Mexico and due to the lack of data on their exercise physiology, it is important to conduct exercise tests in order to obtain information the effects of exercise on more essential cations/anions in blood serum, as these horses are submitted to constant efforts. The study was carried out with 150 blood samples of English Thoroughbred horses clinically healthy. The blood sample collection was performed during three periods: 1) rest, 2) 30min after exercise (speed race of 12km/h for 30min with no rest) and 3) 60min after exercise. Mean values were calculated for cations (sodium and potassium) and anions (chloride and bicarbonate). The resulting data set was analyzed using Gaussian distribution and descriptive statistics. Confidence intervals of 95% were established. The linear relationships between ions were quantified, and an analysis of variance was performed to compare the mean values between groups. The concentrations of the described analytes are consistent with values reported by international literature. The comparison between groups, revealed that during exercise, sodium ion did not show changes 30min after exercise and increase 60min after. Potassium ion showed increase 30min after exercise and decrease 60min after. Chloride ion showed a decrease 30min after exercise, to recover gradually 60min after. Meanwhile, bicarbonate ion showed increase 30min after exercise, decreasing slightly in the final stage. Negative correlation between bicarbonate ion and chloride ion were determined. It was concluded that exercise tests are useful for the determination of acid-base balance and osmotic balance, and their main role is to evaluate the athletic ability of horses.Considering that chloride ion excretion and metabolic adjustments of potassium ion and bicarbonate ion are superior to water loss, compared to the normal osmolarity of blood serum. The results found can be used to structure an adequate replacement program of electrolytes lost in sweat.(AU)

Equinos da raça Puro-Sangue-Inglês são difundidos no México e, devido à falta de dados sobre sua fisiologia do exercício, é importante fazer testes de exercício para obter informações sobre os efeitos do exercício em cátions/ânions mais essenciais no soro do sangue, pois esses equinos são submetidos a esforços constantes. O estudo foi realizado com 150 amostras de sangue de equinos Puro-Sangue-Inglês, clinicamente saudáveis. A coleta de sangue foi realizada em três períodos: 1) descanso, 2) 30min após o exercício (corrida de velocidade de 12km/h por 30min, sem descanso) e 3) 60min após o exercício. Os valores médios foram calculados para cátions (sódio e potássio) e ânions (cloreto e bicarbonato). O conjunto de dados resultante foi analisado utilizando-se distribuição gaussiana e estatística descritiva. Intervalos de confiança de 95% foram estabelecidos. As relações lineares entre os íons foram quantificadas, e uma análise de variância foi realizada para se compararem os valores médios entre grupos. As concentrações dos analitos descritos são consistentes com os valores relatados na literatura internacional. A comparação entre os grupos revelou que, durante o exercício, o sódio íon não mostrou alterações 30min após o exercício e aumentou 60min após. O potássio íon mostrou aumento 30min após o exercício e diminuiu 60min após. O cloreto íon mostrou uma diminuição 30min após o exercício, para recuperar gradualmente 60min depois. O bicarbonato íon mostrou aumento 30min após o exercício, diminuindo ligeiramente no estágio final. Correlação negativa entre bicarbonato íon e cloreto íon foi encontrada. Concluiu-se que os testes de exercício são úteis para a determinação do equilíbrio ácido-base e do equilíbrio osmótico, e seu principal papel é avaliar a capacidade atlética dos equinos. Considerando-se que a excreção de cloro íon e ajustes metabólicos de potássio íon e bicarbonato íon são superiores à perda de água, comparada à osmolaridade normal do soro sanguíneo,os resultados encontrados podem ser usados para estruturar um programa adequado de reposição de eletrólitos perdidos no suor.(AU)
Descritores: Corrida/fisiologia
Esforço Físico/fisiologia
Cavalos/fisiologia
Cavalos/imunologia
-Medicina Veterinária Esportiva
México
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-780255
Autor: Morales Briceño, Abelardo; Mendez, Aniceto; Brewer, Kimberly; Hughes, Charlie; Tobin, Thomas.
Título: Sudden death, aortic rupture in horses, literature review, case studies reported and risk factors / Morte súbita por ruptura da aorta em cavalos, literatura, estudos de casos relatados e fatores de risco
Fonte: Braz. j. vet. res. anim. sci;52(4):298-309, 2015. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Sudden deaths of horses in multiple equestrian disciplines have been attributed to acute and chronic respiratory and cardiovascular diseases. The aim of this study was to perform a review of aortic rupture in horses analyzing, case studies and assessing risk factors. The literature has reported a total of 137 cases of aortic rupture in horses for 28 years (1986-2014), with approximately five horses dying of aortic rupture per year. Histopathologically, there are observed discrete macroscopic degenerative changes in the intima layer only in the aorta. The histological evaluation in the beginning portion of the aorta of the heart evidenced degenerative changes with loss of continuity and distribution of elastic fibers. Risk factors for the rupture of the aorta are: spontaneous rupture associated with hypertension, preexisting vascular injury (aneurysm), dilated or hypertrophic cardiomyopathy, copper levels in the endothelium, genetic factors such as inbreeding, toxicology or pharmacological factors. Aortic rupture shows similarity with pulmonary hemorrhage induced by exercise especially under the locomotors induced trauma theory of exercise that can induce pulmonary hemorrhage. In conclusion, degenerative changes to discrete elastic fiber of the intima of the aorta in the emergence of the heart seem to predispose the aorta wall rupture at the time of maximum blood pressure during exercise and the consequent collapse and athletic horses death...

As mortes súbitas de cavalos em várias provas equestres têm sido atribuídas a doenças respiratórias e cardiovasculares agudas e crônicas. O objetivo deste estudo foi efetuar uma revisão de literatura da ruptura da aorta em cavalos analisando estudos de caso e estabelecendo os possíveis fatores de risco. Na revisão da literatura no período de 28 anos (1986-2014) foram localizados 137 casos de ruptura da aorta em cavalos com aproximadamente cinco cavalos morrendo por essa causa por ano. Histologicamente, são observadas alterações macroscópicas discretas degenerativas na camada íntima da aorta. A avaliação histológica na porção inicial da aorta do coração evidencia alterações degenerativas com perda de continuidade e distribuição das fibras elásticas. Fatores de risco para a ruptura da aorta dos cavalos são: ruptura espontânea associada com hipertensão, lesão vascular pré-existente (aneurisma), cardiomiopatia dilatada ou hipertrófica, níveis de cobre no endotélio, fatores genéticos, tais como a consanguinidade na criação, toxicologia e aspectos farmacológicos. A ruptura aórtica mostra semelhança com hemorragia pulmonar induzida pelo exercício. Em conclusão, alterações degenerativas discretas das fibras elásticas da íntima da aorta parecem predispor a ruptura da parede da aorta, no momento da pressão máxima de sangue durante o exercício determinando o consequente colapso e morte do cavalo atleta...
Descritores: Cavalos/fisiologia
Morte Súbita/veterinária
Ruptura Aórtica/veterinária
-Aneurisma Aórtico/veterinária
Cardiomiopatia Hipertrófica/veterinária
Ecocardiografia/veterinária
Hipertensão/veterinária
Tecido Elástico/patologia
Técnicas Histológicas/veterinária
Medicina Veterinária Esportiva
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-709285
Autor: Siqueira, R. F; Weigel, R. A; Nunes, G. R; Mori, C. S; Fernandes, W. R.
Título: Oxidative profiles of endurance horses racing different distances / Perfil oxidativo em cavalos de enduro competindo em diferentes distâncias
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;66(2):455-461, Jan.-Apr. 2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: Increased oxidative stress during prolonged endurance exercises may result in muscle damage, fatigue and decreased performance. An adequate stress response during training is critical to obtain improved results and high animal welfare standards. The aim of this study was to evaluate the red blood cell haemolysate concentrations of superoxide dismutase (SOD), glutathione peroxidase (GPx), reduced glutathione (GSH) and catalase (CAT) and the plasma concentrations of malondialdehyde (MDA) from endurance horses in different distances at high speed in a tropical climate. Fifteen horses were tested; five at 160km (18.54 - 17.16km/h race speed), five at 120km (21.53 - 17km/h race speed) and five at 80km (20.06 - 18.01km/h race speed). Blood samples were collected at rest, immediately after and three hours after the horses left the final vet check and three, seven and fourteen days after the race. No significant increases (P > 0.05) in the levels of SOD, GPx, GSH, CAT or MDA were observed for any of the times or distances examined. Based on these observations, we conclude that reactive oxygen species (ROS) formation during exercise evokes specific adaptations, such as increased antioxidant/oxidative damage-repairing enzyme activity, increased resistance to oxidative stress and lower levels of oxidative damage...

Aumento do estresse oxidativo durante o exercício prolongado pode resultar em fadiga muscular, lesões e diminuição do desempenho. Uma adequada resposta a esse estresse durante o treinamento é fundamental para a obtenção de melhores resultados e bem-estar dos animais. O objetivo deste estudo foi avaliar a concentração de superóxido dismutase (SOD), glutationa peroxidase (GPx), glutationa reduzida (GSH) e catalase (CAT) no hemolisado sanguíneo e malondialdeído (MDA) plasmático em cavalos de enduro correndo em diferentes distâncias, com alta média de velocidade, em clima tropical. Quinze cavalos foram testados, cinco em 160km (18.54-17.16km/h), cinco em 120km (21.53-17km/h) e cinco em 80km (20.06-18.01km/h). Amostras de sangue foram coletadas em repouso, imediatamente e três horas depois que os cavalos passaram pela inspeção veterinária final e três, sete e 14 dias após a corrida. Não houve aumentos significativos (P>0,05) dos níveis de SOD, GPx, GSH, CAT ou MDA em nenhum tempo nem distâncias analisadas. Com base nessas observações, pode-se concluir que as espécies reativas de oxigênio (ROS) formadas durante o exercício provocam adaptações específicas, tais como atividade antioxidante aumentada da enzima, maior resistência ao estresse oxidativo e menores níveis de danos oxidativos...
Descritores: Catalase/isolamento & purificação
Cavalos/metabolismo
Estresse Oxidativo/fisiologia
Glutationa Peroxidase/isolamento & purificação
Glutationa/isolamento & purificação
Malondialdeído/isolamento & purificação
Superóxido Dismutase/isolamento & purificação
-Condicionamento Físico Animal/efeitos adversos
Corrida/fisiologia
Esforço Físico
Medicina Veterinária Esportiva
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 4 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-705853
Autor: Weigel, Rebeca A; Lima, Alessandra Silva; Morgado, Aline Alberti; Nunes, Giovanna Rocha; Miriam, Maurício M; Hagen, Stefano F; Fernandes, Wilson R; Sucupira, Maria C A.
Título: Oxidative metabolism and muscle biochemical profile of polo horses supplemented with an ADE vitamin complex / Metabolismo oxidativo e perfil bioquímico muscular de cavalos de pólo suplementados com complexo vitamínico ADE
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;33(supl.1):58-62, dez. 2013. ilus, graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: Horses used for the game of polo experience abrupt and frequent changes in exercise intensity. To meet this variable energy demand, the horses use both aerobic and anaerobic pathways in varying proportions and intensities. In this context, there must be a balance between the formation of reactive oxygen species (ROS) and the action of antioxidants to prevent oxidative stress and its consequences. The effect of supplementation with an ADE vitamin complex on oxidative metabolism was evaluated in 18 crossbred horses randomly divided between a treated group (TG) and a control group (CG). The TG animals received the ADE vitamin complex (1mL/50 kg of body weight) by deep intramuscular injection at 30 and 15 days before the game. The CG horses received 10ml of saline by the same administration route and schedule. During the polo match, the animals played for a total of 7.5 min. Blood samples were collected on the same days as the treatments were administered, and immediately before and at 15, 90 and 180 minutes after the game. The concentrations of creatine phosphokinase (CK), lactate dehydrogenase (LDH), lactate, glucose, aspartate aminotransferase (AST), glutathione (GSH), superoxide dismutase (SOD) and malondialdehyde (MDA) were measured in the blood samples. After the game, the TG demonstrated higher levels of AST, lactate and glucose than the CG, suggesting more efficient energy use by the treated animals. The higher GSH and lower lactate levels in the TG before the game suggest the presence of a greater antioxidant supply in the treated animals. The maintenance of the MDA levels indicates that neither of the groups exhibited oxidative stress.

O jogo de pólo se caracteriza por mudanças abruptas e frequentes na intensidade do exercício dos cavalos. Para satisfazer esta demanda inconstante de energia, os animais utilizam as vias aeróbia e anaeróbia em proporções e intensidade variáveis. Neste contexto deve haver equilíbrio entre a formação das espécies reativas de oxigênio (EROs) e a ação das substâncias antioxidantes a fim de evitar o estresse oxidativo e suas consequências. Avaliou-se o efeito da suplementação com vitaminas ADE no metabolismo oxidativo destes animais. Para tanto, 18 equinos mestiços foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos: tratado e controle (GT) e controle (GC).Os animais do GT receberam complexo vitamínico ADE (1 mL/50 kg de peso vivo) pela via intramuscular profunda aos 30 e 15 dias antes do jogo. Os cavalos do GC receberam, pela mesma via de administração e nos mesmos momentos, 10mL de solução fisiológica. Os animais jogaram um tempo de 7,5min. Foram coletadas amostras de sangue nos mesmos dias de tratamento e imediatamente antes e aos 15, 90 e 180 minutos após o jogo. Foram determinadas as concentrações sanguíneas de CK, LDH, lactato, glicose, AST, GSH, SOD e MDA. Após o jogo o GT apresentou maiores valores para AST, lactato e glicemia que o GC, sugerindo melhor aproveitamento energético dos animais tratados. Os valores maiores de GSH e menores de lactato no GT antes da prova sugerem maior aporte antioxidante nos animais tratados. A manutenção dos teores de MDA indica que nenhum dos grupos entrou em estresse oxidativo.
Descritores: Cavalos/metabolismo
Condicionamento Físico Animal/efeitos adversos
Medicina Veterinária Esportiva/tendências
Suplementos Nutricionais/efeitos adversos
Vitaminas na Dieta/administração & dosagem
-Vitamina A/administração & dosagem
Vitamina D/administração & dosagem
Vitamina E/administração & dosagem
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde