Base de dados : LILACS
Pesquisa : H02.403.850 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 7 [refinar]
Mostrando: 1 .. 7   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 7 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1087814
Autor: Chaves, Tânia S. S; Bellei, Nancy.
Título: SARS-COV-2, o novo Coronavírus: uma reflexão sobre a Saúde Única (One Health) e a importância da medicina de viagem na emergência de novos patógenos / SARS-COV-2, the new coronavirus: a reflection about "One Health" and the importance of travel medicine when new pathogens emerge
Fonte: Rev. med. (Säo Paulo);99(1), jan.-fev. 2020.
Idioma: pt.
Descritores: Infecções por Coronavirus/história
Infecções por Coronavirus/transmissão
Medicina de Viagem/tendências
Saúde Única/tendências
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-749114
Autor: García-Zapata, Marco Túlio Antonio; Aires, Letícia Mara Conceição; Morais, Raphael Gomes; Gontijo, Cássio Eduardo da Silva; Viana, Jackeline Karoline Brito; Borges, Thiago Raphael Sousa Alencar.
Título: Medicina de viagem: doenças, medidas profiláticas, profissionais atuantes e obstáculos / Travel medicine: diseases, profilatic measures,working professionals and obstacles
Fonte: RBM rev. bras. med;72(5):209-216, maio 2015.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: O número de viagens nacionais e internacionais cresceu muito nos últimos anos, tanto pelo turismo como por interesses comerciais, militares e/ou humanísticos. Neste contexto, surge a Medicina de Viagem que visa reduzir a morbi-mortalidade associada às viagens utilizando a conscientização e medidas preventivas. Os objetivos do estudo foram avaliar a situação atual da Medicina de Viagem no mundo, identificando as doenças e medidas profiláticas relacionadas à saúde do viajante, os profissionais atuantes e relatar os principais obstáculos enfrentados pelos centros de atendimento aos viajantes. Métodos: Pesquisa sistemática e estruturada da literatura científica, utilizando três bases de dados em ciências da saúde: Lilacs, Medline e SciELO,utilizando-se os seguintes descritores "travel and medicine", "travel and prevention", "travel and disease and Medicine" e "traveler and medicine". Selecionou-se artigos publicados em inglês, espanhol e português, de 2004 e 2008. Resultados: Foram encontrados 1.301 artigos, sendo 184 (14,1%) da Lilacs, 1.087 (83,6%) da Medline e 30 (2,3%) da SciELO. A aplicação do teste de relevância I resultou na seleção de 197 artigos para análise da obra completa. O teste de relevância II, aplicado às 177 obras completas encontradas, resultou na exclusão de 105 artigos. Conclusões: A Medicina de Viagem ainda enfrenta muitos obstáculos, devido principalmente à deficiência de instrumentos de orientação e capacitação e a resistência de profissionais de saúde e viajantes. Devem-se elaborar planos que envolvam entidades de Medicina de Viagem e órgãos governamentais, pois grande parte das doenças que acometem os viajantes pode ser prevenida com medidas simples e de baixo custo.
Descritores: Doença
Medicina de Viagem
Prevenção de Doenças
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  3 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-702152
Autor: Gallego, Viviana.
Título: Medicina del viajero aplicada al deporte: infectología aplicada al deporte / Travel medicine applied to sport
Fonte: Rev. Asoc. Argent. Traumatol. Deporte;20(2):16-20, 2013.
Idioma: es.
Descritores: Atletas
Controle de Doenças Transmissíveis
Medicina Esportiva
Medicina de Viagem
Prevenção de Doenças
Limites: Humanos
Responsável: AR337.1 - Biblioteca A.A.O.T.


  4 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-721825
Autor: Martino, Olindo; Masana Wilson, Mario; Lloveras, Susana.
Título: Universalización de las vacunas / Universal vaccines
Fonte: Bol. Acad. Nac. Med. B.Aires;90(2):185-200, 2012. mapas, tab.
Idioma: es.
Conferência: Apresentado em: Reunión de la Asociación Latinoamericana de Academias Nacionales de Medicina, 20, Ciudad Autónoma de Buenos Aires, 27-29 sept. 2012.
Descritores: Doenças Transmissíveis/epidemiologia
Programas de Imunização
Vacinação Obrigatória
-Argentina
Medicina de Viagem
Vacinas
Responsável: AR1.1 - Biblioteca Rafael Herrera Vegas


  5 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-645594
Autor: Esposto, Amadeo; Yantorno, María L; Aguilera, Karina; Lares, Mónica; de la Parra, Gloria; Rossi, Inés Roccia.
Título: Primer Centro de Medicina del Viajero en un hospital público de la Provincia de Buenos Aires, República Argentina: Dos años de experiencia / First Travel Medicine Center in a public hospital from Buenos Aires Province, Argentina Republic: The first 2 years of experience
Fonte: Rev. chil. infectol;29(3):273-277, jun. 2012. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Introduction: Although Buenos Aires is the biggest province in Argentina, there was no program for Travel Medicine in any public hospital until 2008, when the Travel Medicine Center (CEMEVI) was established in our hospital. Objective: To analyze the first 24 months of experience in the CEMEVI. Results: A total of 278 travelers were assisted. Most of them consulted before traveling (pre-travel visits). The most common destinations were countries in South America and urban as well as rural areas. Travelling to malaria and yellow fever endemic countries represented 35% and 16% of the total of destinations, respectively. Only 4% were post-travel interviews. Conclusion: It is feasible and frutful to implement a Travel Medicine Center in the public health system.

Introducción: La Provincia de Buenos Aires, a pesar de ser la mayor de nuestro país, no contaba con ningún sitio de asesoramiento al viajero instalado en un hospital público, hasta que en el año 2008 se crea el Centro de Medicina del Viajero (CEMEVI) en nuestro hospital. Objetivo: analizar de manera retrospectiva los primeros 24 meses de experiencia en el CEMEVI. Resultados: Recibimos un total de 278 consultas, la mayoría durante el pre-viaje, a países de América del Sur, a sitios urbanos- rurales, de los cuales 35 y 16% de los viajeros visitaron zonas de riesgo para malaria y fiebre amarilla, respectivamente. Sólo 4% de las consultas fueron en el post-viaje. Conclusión: Es posible y fructífero implementar un Centro de Medicina del Viajero en el sector público de salud.
Descritores: Hospitais Públicos/organização & administração
Ambulatório Hospitalar/organização & administração
Medicina de Viagem/organização & administração
-Argentina
Estudos Transversais
Hospitais Públicos/estatística & dados numéricos
Imunização/estatística & dados numéricos
Ambulatório Hospitalar/estatística & dados numéricos
Estudos Retrospectivos
Inquéritos e Questionários
Medicina de Viagem/estatística & dados numéricos
Limites: Adolescente
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Criança
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  6 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-597790
Autor: Igreja, Ricardo Pereira.
Título: Medicina de viagem, o novo código de ética médica e o futebol no ar rarefeito / Travel medicine, the new medical ethics code and the football in the thin air
Fonte: Rev. bras. med. esporte;17(3):218-218, maio-jun. 2011.
Idioma: pt.
Descritores: Códigos de Ética
Doença da Altitude/prevenção & controle
Medicina de Viagem/ética
Futebol
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  7 / 7 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Barcellos, Christovam
Texto completo
Id: lil-561451
Autor: Matos, Vanina; Barcellos, Christovam.
Título: Relações entre turismo e saúde: abordagens metodológicas e propostas de ação / Tourism and health: methodological approaches and courses of action
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;28(2):128-134, Aug. 2010. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Identificar as relações entre turismo e saúde e as metodologias empregadas em estudos publicados sobre esse tema. MÉTODO: Realizou-se uma busca nas bases PubMed e SciELO em março de 2008 utilizando a seguinte estratégia: traveler or traveller or tourism or tourist AND risk or hazard or vulnerability AND health or surveillance. Foram excluídos os artigos sobre saúde animal, artigos conceituais e de revisão, artigos sobre viajantes que não turistas, artigos escritos em idiomas diferentes de português, inglês, italiano e espanhol. Dos 153 artigos localizados, 112 foram eliminados e 41 foram examinados. RESULTADOS: O número de artigos sobre o tema cresceu de um artigo na década de 1970 para 34 na década de 2000. A maior parte dos estudos foi realizada na Europa, seguida das Américas, e abordou doenças transmitidas por insetos, doenças transmitidas entre pessoas por via respiratória e doenças gastrointestinais. Foi predominante a utilização de questionários para a coleta de dados, aplicados pessoalmente, por telefone ou por carta. Quanto ao local da pesquisa, 21 estudos foram realizados no local de origem da viagem, 17 no destino e 3 não informaram. Quatro estudos foram realizados antes da viagem, 9 durante a viagem, 24 após a viagem, e 3 não informaram. A maioria dos estudos abordou o turista como vítima preferencial de problemas de saúde, despreparado para enfrentar situações de vulnerabilidade durante a viagem. CONCLUSÕES: É clara a necessidade de implantar políticas de saúde voltadas para o turista, com ênfase em doenças infecciosas e ações emergenciais para detectar surtos envolvendo turistas. Também é necessário um sistema de vigilância e notificação específico para turistas, e maior preparo das instituições de saúde para atender demandas individuais dessa população.

OBJECTIVE: To identify relationships between tourism and health as well as the methods employed in studies about this topic. METHODS: The PubMed and SciELO databases were searched in March of 2008 using the following strategy: traveler or traveller or tourism or tourist AND risk or hazard or vulnerability AND health or surveillance. The following were excluded: articles on animal health, conceptual and review articles, articles about non-tourist travel, and articles written in languages other than Portuguese, English, Italian, and Spanish. Of 153 articles identified, 112 were excluded, and 41 articles were examined. RESULTS: The number of articles on tourism and health increased from one in the 1970s to 34 in the 2000s. Most studies were carried out in Europe, followed by the Americas, and most covered insect-borne diseases, respiratory diseases transmitted from person to person, and gastrointestinal diseases. Mail, telephone, or face-to-face questionnaires were generally used for data collection. In terms of location, 21 studies were performed at the place of departure, 17 at the destination, and in 3 this information was not specified. Four studies were carried out before the trip, 9 during the trip, 24 after the trip, and 3 did not specify this information. Most studies focus on the tourist as a likely victim of health problems, unprepared to face situations of exposure during the trip. CONCLUSIONS: The need to implement health care policies aimed at the tourist population is evident, with emphasis on infectious diseases and emergency actions to detect outbreaks involving tourists. A tourist-specific surveillance and notification system is also necessary, together with measures to prepare health care institutions to meet the individual demands of this population.
Descritores: Saúde
Viagem
Medicina de Viagem
-América
Bibliometria
Bases de Dados Bibliográficas
Transmissão de Doença Infecciosa/prevenção & controle
Emergências
Europa (Continente)
Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde
Vigilância da População
Inquéritos e Questionários
Medicina de Viagem/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde