Base de dados : LILACS
Pesquisa : H02.478.676.218 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 354 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 36 ir para página                         

  1 / 354 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Angelo, Margareth
Texto completo
Id: biblio-1004059
Autor: Cruz, Andréia Cascaes; Angelo, Margareth.
Título: Impacto de uma intervenção educativa sobre Enfermagem dos Sistemas Familiares nas atitudes dos enfermeiros / Impact on nurses' attitudes of an educational intervention about Family Systems Nursing / Impacto de una interveción educativa sobre Enfermería de los Sistemas Familiares en las actitudes de los enfermeros
Fonte: Rev. enferm. UERJ;26:e34451, jan.-dez. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: avaliar o impacto de uma intervenção educativa sobre Enfermagem dos Sistemas Familiares nas atitudes dos enfermeiros. Método: pesquisa quase experimental realizada com 37 enfermeiros que atuavam no contexto neonatal/pediátrico de um hospital universitário. A etapa de intervenção, realizada em dezembro de 2014, consistiu de um treinamento com etapas teórica e prática. Os dados coletados por meio do autopreenchimento da escala "A Importância das Famílias nos Cuidados de En­fermagem ­ Atitudes dos Enfermeiros" foram analisados por dos testes de Kruskal-Wallis, Wilcoxon Mann-Whitney, Coeficiente de Correlação de Spearman e o teste Steel-Dwass-Critchlow-Fligner. Resultados: os enfermeiros que apresentavam escores mais baixos na fase pré-intervenção foram os que evidenciaram maior diferença positiva após, passando a apresentar escores indicativos de atitudes favoráveis à inclusão das famílias nos cuidados. Conclusão:constatou-se impacto positivo nas atitudes dos enfermeiros em relação à importância que atribuem à inclusão das famílias nos cuidados de enfermagem após a intervenção educativa.

Objective: to evaluate the impact on nurses' attitudes of an educational intervention on Family Systems Nursing. Method: quasi-experimental study with 37 nurses working in the neonatal and pediatric context of a university hospital. The intervention stage, in December 2014, consisted of theoretical and practical training. Data were collected by self-completion of the scale "The Importance of Families in Nursing Care ­ Nurses' Attitudes" and were analyzed by the Kruskal-Wallis, Wilcoxon Mann-Whitney, Spearman Correlation Coefficient and Steel-Dwass-Critchlow-Fligner tests. Results: nurses who scored lower in the pre-intervention phase showed greatest positive difference after the educational intervention, and returned scores indicative of attitudes favorable to the inclusion of the families in care. Conclusion: after the educational intervention, positive impact was found on nurses' attitudes regarding the inclusion of families in nursing care.

Objetivo: evaluar el impacto de una intervención educativa sobre Enfermería de los Sistemas Familiares en las actitudes de los enfermeros. Método: investigación casi experimental realizada junto a 37 enfermeros que trabajaban en el contexto neonatal/pediátrico de un hospital universitario. La etapa de intervención, realizada en diciembre de 2014, consistió en un entrenamiento que integró etapas teórica y práctica. Los datos recolectados por medio de instrumento llenado por el propio enfermero sobre "La Importancia de las Familias en los cuidados de Enfermería - Actitudes de los enfermeros" se analizaron por medio de las pruebas de Kruskal-Wallis, Wilcoxon Mann-Whitney, Coeficiente de Correlación de Spearman y el test Steel- Dwass-Critchlow-Fligner. Resultados: los enfermeros que presentaban escores más bajos en la fase pre-intervención fueron los que evidenciaron mayor diferencia positiva después de la intervención educativa, pasando a presentar escores indicativos de actitudes favorables a la inclusión de las familias en los cuidados. Conclusión: se constató un impacto positivo en las actitudes de los enfermeros, después de la intervención educativa, en relación a la importancia que atribuyen a la inclusión de las familias en los cuidados de enfermería.
Descritores: Atitude Frente a Saúde
Enfermagem Familiar
Capacitação Profissional
Enfermeiras Pediátricas
-Família
Cuidados de Enfermagem
Limites: Humanos
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  2 / 354 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1281978
Autor: Mergen, Natália Taís; Cabral, Fernanda Beheregaray; Hildebrandt, Leila Mariza; Silveira, Andressa da; Girardon-Perlini, Nara Marilene Oliveira; Van der Sand, Isabel Cristina Pacheco.
Título: Gravidez de substituição: ressignificando o adoecimento por câncer / Gestación de sustitución: resignificación de la enfermedad por cáncer / Surrogacy: new meaning for cancer disease
Fonte: J. nurs. health;11(2):2111219967, abr.2021.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: conhecer a vivência da família ampliada quando um de seus membros/casal decide pela gravidez de substituição após diagnóstico e tratamento de câncer ginecológico. Método: estudo de caso de abordagem qualitativa. Participou uma família ampliada de sete pessoas domiciliadas em dois municípios. Os dados foram produzidos pela narrativa de vivências, obtidos por entrevista aberta e submetidos à análise temática. Resultados: a primeira categoria refere-se à união da família para apoiar a familiar que enfrentava um diagnóstico de câncer ginecológico. A segunda discorre sobre sentimentos que representaram o amálgama familiar diante do adoecimento e da decisão pela gravidez de substituição, vitais ao amparo da gestante substituta e mãe biológica. Conclusões: a gravidez de substituição possibilitou que a família ressignificasse o adoecimento e o sentido de família, mobilizada pela solidariedade, altruísmo, empatia e fé.(AU)

Objective: to share experiences of an extended family when one of its members/couple decides for surrogate pregnancy after gynecological cancer's diagnosis and treatment. Method: it is a case study with a qualitative approach. An extended family composed of seven people, residing in two municipalities, participated in the study. Data were produced by the narrative of experiences, obtained by open interviews and submitted to thematic analysis. Results: the first analytical category refers to the union of the family to provide support who faced the diagnosis. The second one is about the feelings that represented the family amalgam face to sickness and the decision for surrogate pregnancy, both vital for the support to the surrogate and the biological mother. Conclusions: the surrogate pregnancy made it possible for the family to resinify the sickness and the sense of the family itself, and had been mobilized by solidarity, altruism, empathy and faith.(AU)

Objetivo: conocer la vivencia de la familia ampliada cuando uno de sus miembros/pareja se decide por gestación de sustitución después del diagnóstico y tratamiento del cáncer ginecológico. Método: estudio de caso cualitativo. Participó una familia de siete personas domiciliadas en dos municipios. Los datos fueron producidos por la narrativa de vivencias, obtenidas por entrevistas abiertas y sometidos a análisis temático. Resultados: la primera categoría se refiere a la unión familiar para apoyar quien enfrenta diagnóstico de cáncer ginecológico. A segunda discurre sobre sentimientos que representan la amalgama familiar delante el proceso de enfermedad y la decisión por el embarazo de sustitución, vitales para el amparo a la embarazada y madre biológica. Conclusiones: el embarazo de reemplazo permitió a la familia replantear la enfermedad y el sentido de familia, movilizados por la solidaridad, el altruismo, la empatía y la fe.
Descritores: Família
Mães Substitutas
Enfermagem
Enfermagem Familiar
Neoplasias
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1060.1 - Biblioteca do Campus Porto


  3 / 354 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1254666
Autor: Osorio Galeano, Sandra Patricia; Salazar Maya, Angela María.
Título: Experiences of Parents of Preterm Children Hospitalized Regarding Restrictions to Interact with Their Children Imposed Because of the COVID-19 Pandemic / Experiencias de los padres de niños prematuros hospitalizados en torno a las restricciones impuestas por la pandemia para la interacción con su hijo / Experiências de pais de bebês prematuros hospitalizadas em relação às restrições de interação com seus filhos impostas pela pandemia
Fonte: Invest. educ. enferm;39(2):[e10], 15 junio 2021. table 1.
Idioma: en.
Resumo: Objective. To describe the experiences of parents of hospitalized preterm children regarding the restrictions implemented in the neonatal intensive care unit -NICU- during the COVID-19 pandemic. Methods. Qualitative study. Semi-structured interviews were conducted between April and October 2020 with 12 parents of preterm children, whose children were hospitalized and discharged from NICU during the pandemic. The analysis was performed with tools from grounded theory through open and axial coding. Results. The study identified four categories regarding the experience: 1) needing information: refers to the need for clear and close information to compensate for the physical distance; 2) limiting the interaction with the children: expressed as a painful situation, which minimizes opportunities for learning to care at home for their preterm child; 3) the pandemic: adding to the fears: in which the virus appears as a new threat for the children, who are vulnerable given their premature condition; and 4) limiting social support after discharge: identifies that the parents had less family and professional support for care after discharge during times of pandemic. Conclusion. Parents of preterm children lived a difficult experience that became complex within the context of the pandemic. The experiences of parents of preterm children during times of COVID-19 indicate that restrictions to enter neonatal units to prevent the virus transmission limited the interaction with the preterm child and with the health staff and increased the needs for information.

Objetivo. Describir las experiencias de padres de niños prematuros hospitalizados frente a las restricciones implementadas en la Unidad de Cuidado Intensivo Neonatal -UCIN- durante la pandemia por la COVID-19. Métodos. Estudio cualitativo. Se realizaron entrevistas semiestructuradas entre abril y octubre de 2020 a 12 padres de niños prematuros; los niños estuvieron hospitalizados y dados de alta en UCIN durante la pandemia. El análisis se realizó con herramientas de la teoría fundamentada mediante codificación abierta y axial. Resultados. Se identificaron cuatro categorías en torno a la experiencia: 1) Necesitando información: se refiere a la necesidad de información clara y cercana para compensar la distancia física; 2) limitando la interacción con los hijos: se expresa como una situación dolorosa, que minimiza las oportunidades de aprendizaje para el cuidado de su hijo prematuro en casa; 3) La pandemia: sumando a los miedos, en la que el virus aparece como una nueva amenaza para los hijos, quienes son vulnerables dada su condición de prematurez; y 4) Limitando el apoyo social después del alta: se identifica que los padres tuvieron menos apoyo familiar y profesional para el cuidado después del alta en tiempos de pandemia. Conclusión. Los padres de los niños prematuros vivieron una experiencia difícil que se complejizó en el contexto de la pandemia. Sus experiencias, en tiempos de COVID 19, indican que las restricciones de ingreso a las unidades neonatales para prevenir la trasmisión del virus limitaron la interacción con el hijo prematuro y con el personal de salud e incrementaron las necesidades de información.

Objetivo. Descrever as experiências de pais de crianças prematuras hospitalizadas frente às restrições implantadas na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal -UCIN- durante a pandemia do COVID-19. Métodos. Estudo qualitativo. Entrevistas semiestruturadas foram realizadas entre abril e outubro de 2020 com 12 pais de crianças prematuras, cujos filhos foram hospitalizados e receberam alta da UTIN durante a pandemia. A análise foi realizada com ferramentas da teoria fundamentada por meio de codificação aberta e axial. Resultados. Quatro categorias foram identificadas em torno da experiência: 1) Necessidade de informação: refere-se à necessidade de informações claras e próximas para compensar a distância física; 2) limitação da interação com os filhos: expressa-se como uma situação dolorosa, que minimiza as oportunidades de aprendizagem para cuidar do filho prematuro em casa; 3) A pandemia: agravando os medos: em que o vírus surge como uma nova ameaça às crianças, vulneráveis pela prematuridade; e 4) Limitação do suporte social após a alta: identifica-se que os pais tiveram menos apoio familiar e profissional para o cuidado após a alta em momentos de pandemia. Conclusão. Os pais das crianças prematuras tiveram uma experiência difícil que se tornou mais complexa no contexto da pandemia. As experiências de pais de bebês prematuros na época do COVID 19 indicam que as restrições de admissão em unidades neonatais para prevenir a transmissão do vírus limitaram a interação com o bebê prematuro e com o pessoal de saúde e aumentaram as necessidades de informação
Descritores: Pais
Recém-Nascido Prematuro
Unidades de Terapia Intensiva Neonatal
Enfermagem Neonatal
Infecções por Coronavirus
Enfermagem Familiar
Pandemias
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO103.1 - Biblioteca


  4 / 354 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1151991
Autor: Schwertner, Marília Von Ende; Nietsche, Elisabeta Albertina; Salbego, Cléton; Pivetta, Adrieli; Silva, Thayná Champe da; Stochero, Helena Moro.
Título: Estratégias de auxílio a famílias no enfrentamento do pós-diagnóstico de câncer infantil / Strategies for aid to families in the course of post-diagnosis of child cancer / Estrategias de ayuda a familias en el enfrentamiento del post-diagnóstico de cáncer infantil
Fonte: Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online);13:443-450, jan.-dez. 2021. tab, ilus.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: analisar a produção científica de enfermagem acerca das estratégias utilizadas pelos enfermeiros para auxiliar familiares no enfrentamento do pós-diagnóstico de câncer infantil. Métodos: as produções foram localizadas nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), National Library of Medicine/ National Institutes of Health (PubMed) e SciVerse Scopus (SCOPUS). Dos 460 artigos analisados, 11 respondiam à questão norteadora: quais as estratégias utilizadas pelos enfermeiros para auxiliar famílias no pósdiagnóstico de câncer infantil. Resultados: as estratégias de auxílio mais utilizadas pelos enfermeiros: o uso de amor, carinho e respeito para o cuidado de familiares e crianças; a comunicação para troca de informações, apoio emocional e encorajamento para a fé e a esperança. Conclusão: concluiu-se que existem boas estratégias utilizadas pelos enfermeiros para auxiliar os familiares no pós-diagnóstico do câncer infantil

Objective: to analyze the scientific production of nursing about the strategies used by nurses to assist family members in coping with post-diagnosis of childhood cancer. Methods: The productions were located in the Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences (LILACS), National Library of Medicine / National Institutes of Health (PubMed) and SciVerse Scopus (SCOPUS) databases. Of the 460 articles analyzed, 11 answered the guiding question: what strategies were used by nurses to assist families in the post-diagnosis of childhood cancer. Results: the most commonly used nursing strategies: the use of love, caring and respect for the care of family and children; communication for information exchange, emotional support and encouragement for faith and hope. Conclusion: it was concluded that there are good strategies used by nurses to help their families in the postdiagnosis of childhood cancer

Objetivo: analizar la producción científica de enfermería acerca de las estrategias utilizadas por los enfermeros para auxiliar a familiares en el enfrentamiento del post diagnóstico de cáncer infantil. Métodos: las producciones fueron localizadas en las bases de datos Literatura Latinoamericana y del Caribe en Ciencias de la Salud (LILACS), National Library of Medicine / National Institutes of Health (PubMed) y SciVerse Scopus (SCOPUS). De los 460 artículos analizados, 11 respondían a la cuestión orientadora: cuáles son las estrategias utilizadas por los enfermeiros para auxiliar a las familias en el post diagnóstico de cáncer infantil. Resultados: las estrategias de ayuda más utilizadas por los enfermeros: el uso de amor, cariño y respeto para el cuidado de familiares y niños; la comunicación para el intercambio de información, el apoyo emocional y el fomento de la fe y la esperanza. Conclusión: concluyó que existen buenas estrategias utilizadas por los enfermeros para auxiliar a los familiares en el post diagnóstico del cáncer infantil
Descritores: Criança Hospitalizada
Enfermagem Familiar/educação
Disseminação de Informação
Neoplasias
-Criança
Cuidados de Enfermagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1208.1 - BSEN - Biblioteca Setorial de Enfermagem e Nutrição


  5 / 354 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-956366
Autor: Fogaça, Naianny Jonas; Carvalho, Marina Medeiros; Montefusco, Selma Rodrigues Alves.
Título: Percepções e sentimentos do familiar/cuidador expressos diante do ente em internação domiciliar / Percepciones y sentimientos de la familia/cuidador expresos delante del pariente en atención domiciliaria / Perceptions and feelings of the family member/caregiver expressed before the patient on home care
Fonte: Rev Rene (Online);16(6):848-855, Nov.-Dez. 2015.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos analisar as percepções e sentimentos expressos pelos familiares em relação ao paciente submetido a internação domiciliar. Métodos estudo descritivo com abordagem qualitativa, a coleta de dados foi realizada por meio de entrevista semiestruturada no domicílio, desenvolvido com quatorze familiares de pacientes atendidos por uma empresa de home care. Os dados foram organizados por meio da Técnica de Análise de Conteúdo. Resultados as percepções e sentimentos expressos foram: insegurança, medo, ansiedade, preocupação, sentimentos de privação da liberdade e ao mesmo tempo, gratidão pela assistência, conforto, segurança e proximidade para o controle do cuidado. Preferindo os entes internados no domicílio e avaliaram o cuidado como satisfatório. Conclusão a internação domiciliar deve ser vista como uma modalidade de atenção humanizada inovadora que visa inverter a lógica de atuação dos profissionais de saúde, que não se limita a atender apenas às necessidades clínicas dos pacientes, mas também fornecer suporte necessário aos familiares envolvidos.

Objetivos analizar percepciones y sentimientos expresados por los familiares en relación al paciente sometido a la atención domiciliaria. Métodos estudio descriptivo, cualitativo, cuya recolección de datos se realizó a través de entrevistas semi-estructuradas en el hogar, desarrollado con catorce familiares de pacientes atendidos por una empresa de atención domiciliaria. Datos fueron organizados por la técnica de análisis de contenido. Resultados percepciones y sentimientos expresados fueron: inseguridad, miedo, ansiedad, preocupación, sentimientos de privación de libertad y, al mismo tiempo, gratitud por la atención, comodidad, seguridad y proximidad a controlar cuidadosamente. Prefiriendo ser admitidos en domicilio y evaluaron la atención como satisfactoria. Conclusión la atención domiciliaria debe ser vista como innovadora modalidad de atención humanizada que tiene como objetivo revertir la lógica del labor de los profesionales de salud, que no se limita sólo a satisfacer las necesidades clínicas de pacientes, sino también proporcionan apoyo necesario a las familias involucradas.

Objective to analyze the perceptions and feelings expressed by relatives regarding the patient undergoing home care. Methods this is a descriptive and qualitative study, with data collection carried out through semi-structured interviews at home, developed with fourteen family members of patients assisted by a home care company. Data were organized by content analysis technique. Results perceptions and feelings expressed were: insecurity, fear, anxiety, worry, feelings of deprivation of liberty and at the same time, gratitude for the care, comfort, safety and proximity to care control, preferring the admitted patients at home and rated the care as satisfactory. Conclusion home care should be seen as an innovative humanized care modality that aims to reverse the logic of work of health professionals, which is not limited to meet the clinical needs of patients, but also provide necessary support to the families involved.
Descritores: Cuidadores
Enfermagem Familiar
Assistência Domiciliar
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  6 / 354 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055779
Autor: Biff, Daiane; Pires, Denise Elvira Pires de; Forte, Elaine Cristina Novatzki; Trindade, Letícia de Lima; Machado, Rosani Ramos; Amadigi, Felipa Rafaela; Scherer, Magda Duarte dos Anjos; Soratto, Jacks.
Título: Cargas de trabalho de enfermeiros: luzes e sombras na Estratégia Saúde da Família / Nurses' workload: lights and shadows in the Family Health Strategy
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(1):147-158, jan. 2020. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Estudo multicêntrico, de abordagem qualitativa, que buscou identificar os elementos que podem aumentar ou reduzir as cargas de trabalho do enfermeiro da Saúde da Família. Foram abordados 40 enfermeiros, de 36 equipes, das cinco Regiões do Brasil, consideradas exitosas segundo o prescrito na Política Nacional da Atenção Básica e com boa avaliação no Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica. A coleta de dados foi realizada pela triangulação de instrumentos, utilizando-se entrevista semiestruturada, observação e estudo documental, de 2013 a setembro de 2016. Os achados foram analisados com base na Análise Temática de Conteúdo e categorizados com auxílio do software Atlas.ti. Identificou-se que os elementos que mais influenciam o aumento das cargas são a precariedade e déficits no ambiente de trabalho, materiais e equipamentos, somados ao déficit numérico da força de trabalho e ao excesso de demanda assistencial. Entretanto, o trabalho em equipe, reconhecimento pelo trabalho realizado, vínculo com usuários e bom relacionamento interpessoal contribuem para diminuir as cargas. Ressalta-se a dialética presente nos elementos do processo de trabalho com influência de condições objetivas, do momento e da forma como são manejados.

Abstract This study was multicenter with a qualitative approach, which sought to identify the elements that can increase or reduce the workloads of the Family Health nurse. Forty nurses were interviewed, from 36 teams from five regions of Brazil, considered successful according to the requirements of the National Policy of Primary Care and with good evaluation in the National Program for Improvement in Primary Care Access and Quality. Data collection was performed by instrument triangulation, using a semi-structured interview, observation and documentary study, from 2013 to September 2016. The findings were analyzed based on the Thematic Content Analysis and categorized with the help of Atlas.ti software. It was identified that the elements that most influence the increase of the workloads are the precariousness and deficits in the work environment, materials and equipment, added to the numerical deficit of the workforce and the excess of health care demand. However, teamwork, recognition for the performed work, bonding with users and good interpersonal relationships, all contribute to reduce the workloads. We highlight the dialectic present in the elements of the work process. They can increase or decrease workloads influenced by objective conditions, the moment and way they are handled.
Descritores: Enfermagem
Carga de Trabalho/estatística & dados numéricos
-Brasil
Saúde da Família
Enfermagem Familiar
Pesquisa Qualitativa
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Multicêntrico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 354 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Barroso, Maria Grasiela Teixeira
Texto completo
Id: lil-767226
Autor: Barroso, Maria Grasiela Teixeira; Silveira, Nara Sibério Pinho; Pinheiro, Patrícia Neyva da Costa.
Título: Contexto familiar da pessoa jovem portadora de DST: um desafio para a enfermagem / Family context of the young person carrier of SDT: a challenge for nursing
Fonte: Rev. baiana enferm;14(1):17-25, 2001.
Idioma: pt.
Resumo: O problema que as DST representam para os adolescentes é grave, principalmente quando os situamos sob o prisma familiar. Objetivou-se conhecer e analisar o contexto sócio-econômico e cultural da família de uma adolescente portadora do HPV. Trata-se de um estudo de caso, de natureza qualitativa, com uma família de uma jovem portadora do Papilomavírus Humano (HPV). A adolescente tem 17 anos, engravidou aos 16, quando também se contaminou com o HPV. O caso foi acompanhado no hospital, até ao domicílio. Para a coleta de dados, foram utilizados registros do prontuário, diário de campo, a observação participante e entrevista na oportunidade de visitas realizadas à família. Os resultados mais significativos foram: contexto familiar desestruturado, valores culturais alterados e dinâmica da família abalada. Concluiu-se que a família é o locus principal frente ao estilo de vida do adolescente e quando este é portador de DST, o contexto familiar se torna alterado, e que a enfermagem é imprescindível na educação em saúde voltada para a família.

The problem that STD represents among adolescents is extremely serious, mainly when we place it under the familiarprism. It was aimed to know and analyze the socio-economical and cultural context of a family whose adolescent wasa carrier of the HPV. The investigation is a study case, of qualitative nature, with the family of a young carrier of thehuman papilomavírus (HPV). The adolescent is 17 years old, who got pregnant when she was 16, at the same time thatshe was also contaminated by the HPV. The case was accompanied from the moment she was taken into hospital, tothe moment she arrived at home. There were used as data; registrations of the handbook, journal, participantobservation and interviews given by the family. The most significant results were: unstructured familiar context,altered cultural values and affected family dynamics. It was concluded that the family is the main locus to theadolescent?s lifestyle when this is a carrier of STD, the familiar context becomes altered, and Nursing is indispensablein the health education regarding the family.
Descritores: Educação Sexual
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Saúde do Adolescente
Relações Familiares
-Fatores Socioeconômicos
Família
Enfermagem Familiar
Limites: Humanos
Adolescente
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería


  8 / 354 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1037921
Autor: Weissheimer, Gisele.
Título: Manejo familiar da criança e adolescente com doença neurológica e sua relação com a estrutura familiar e dependência física: um estudo transversal / Family management of children and adolescents with neurological disease and their relationship with family structure and physical dependence: a cross-sectional study.
Fonte: Curitiba; s.n; 20170213. 185 p. ilus, tab, graf, mapas.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Trata-se de uma pesquisa observacional, transversal e analítica, cujo objetivo foi relacionar a estrutura familiar e a dependência física infantojuvenil com o manejo familiar de crianças/adolescentes com doenças neurológicas. O estudo foi realizado em um Centro de Neuropediatria de um Hospital Público, universitário do Estado do Paraná. A amostra foi por conveniência, sendo incluídas 141 famílias de crianças/adolescentes com doenças neurológicas no período de maio a setembro de 2016. A coleta de dados foi efetuada por meio de entrevistas presenciais com uso de dois instrumentos de pesquisa, o de Condição Familiar e o de Medida de Manejo Familiar. Os dados obtidos foram organizados em tabelas elaboradas no programa Microsoft® Excel 2007 e, efetuada análise descrita, com distribuição de frequência e de medidas expressas em média, desvio padrão, valores mínimos e máximos e testes estatísticos de associação de variáveis. Para o cálculo da relação entre duas variáveis contínuas, utilizou-se o Coeficiente de Spearman; entre uma variável contínua e uma dicotômica, aplicou-se o Teste de Mann Whitney; e, entre uma variável contínua e uma categórica nominal se executou o Teste de Kruskal Wallis. Os valores de p?0,05 foram considerados estatisticamente significativos. Os resultados demonstraram que 58,16% constituíam família nuclear, em 52% algum membro alterou sua condição de trabalho para cuidar da criança/adolescente, 75,9% de pais permaneciam empregados, 67,4% das mães estavam desempregadas, 49,6% das famílias recebiam Benefício da Prestação Continuada (BPC), 44% recebiam medicação do sistema público de saúde e 47,5% das mães estudaram de nove a 11 anos. Sobre a criança/adolescente, 60% estavam com idade de dois a dez anos, 67% eram do sexo masculino, 92% tinham acesso à educação, 92% estudavam em escola pública, destes, 61,54% cursavam ensino regular, 65% possuíam dependência física em uma ou mais atividades de vida diária (AVD) e 56% apresentavam comorbidades. As variáveis de estrutura familiar relacionadas de forma negativa com o manejo familiar foram: maior tempo dos sinais da doença infantojuvenil; maior tempo de atendimento à saúde e maior tempo de atendimento em serviço especializado, famílias compostas por crianças/adolescentes com idade de seis a 12 anos; famílias que recebiam BPC e ou medicação do sistema público de saúde, as que os membros mudaram a condição de trabalho para cuidar do púbico infantojuvenil; crianças/adolescentes que cursavam ensino especial, com acesso à escola pública e dependência física nas AVD. As variáveis de estrutura familiar que se relacionaram de forma positiva com o manejo familiar foram: famílias que não recebiam subsídio governamental, mães com mais anos de estudos, famílias com maior renda per capita, membros familiares que não mudaram a condição de trabalho, crianças/adolescentes que cursavam ensino regular, com acesso à escola privada e eram independentes de forma física nas AVD. As variáveis relacionadas de forma negativa com o manejo evidenciaram a cronicidade da doença infantojuvenil, exigindo-se das famílias maiores esforços. As variáveis de contexto social apontam que as necessidades deste público não estão sendo geridas pelos programas governamentais de forma eficaz, indicando a necessidade de rever a aplicabilidade das políticas públicas, para que possam contribuir no manejo familiar de crianças/adolescentes com doenças neurológicas crônicas.

It is an observational, cross-sectional and analytical research whose objective was to relate the family structure and the physical and child dependence with the family management of children / adolescents with neurological diseases. The study was carried out in a Neuropediatrics Center of a Public Hospital, university of the State of Paraná. The sample consisted of 141 families of children and adolescents with neurological diseases from May to September 2016. Data were collected through face-to-face interviews using two research instruments, Family Status and Or Family Management Measure. The obtained data were organized in tables elaborated in the program Microsoft® Excel 2007 and, with described analysis, with frequency distribution and measures expressed in average, standard deviation, minimum and maximum values and statistical tests of association of variables. For the calculation of the relation between two continuous variables, the Spearman Coefficient was used; Between a continuous and a dichotomous variable, the Mann Whitney test was applied; And, between a continuous variable and a nominal categorical one was executed the Test of Kruskal Wallis. Values of p?0.05 were considered statistically significant. The results showed that 58.16% were a nuclear family, 52% of the members changed their work condition to care for the child / adolescent, 75.9% of the parents remained employed, 67.4% of the mothers were unemployed, 49.6% % Of families received Continuous Care Benefit (BPC), 44% received medication from the public health system and 47.5% of mothers studied from nine to 11 years. About 60% of the children were between the ages of two and ten, 67% were male, 92% had access to education, 92% attended public schools, 61.54% attended regular school, 65% Had physical dependence in one or more activities of daily living (ADL) and 56% had comorbidities. Family structure variables negatively related to family management were: longer time of signs of childhood illness; Greater time of health care and longer time of service in specialized service, families composed of children / adolescents aged 6 to 12 years; Families who received PCBs and / or medication from the public health system, which members changed the condition of work to care for the child and adolescent; Children / adolescents attending special education, with access to the public school and physical dependence on ADL. The family structure variables that were positively related to family management were: families that did not receive government subsidies, mothers with more years of schooling, families with higher per capita income, family members who did not change their working conditions, children / Adolescents who attended regular school, with access to private school and were independent of physical form in ADL. Variables related negatively with management evidenced the chronicity of the infantojuvenile disease, requiring greater efforts from families. The social context variables point out that the needs of this public are not being managed by government programs effectively, indicating the need to review the applicability of public policies, so that they can contribute to the family management of children / adolescents with chronic neurological diseases.
Descritores: Adolescente
Criança
Doença Crônica
Doenças do Sistema Nervoso/reabilitação
Enfermagem Familiar
-Família
Enfermagem em Neurociência
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 610.736, W433


  9 / 354 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1038003
Autor: Alexandre, Ana Maria Cosvoski.
Título: A rede social de apoio às famílias para a promoção do desenvolvimento infantil: potencial para a prática de enfermagem / The social network to support families for promotion of child development: potential for nursing practice.
Fonte: Curitiba; s.n; 20101214. 166 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Trata-se de uma pesquisa qualitativa com método descritivo, cujos objetivos são descrever a rede social de apoio às famílias para a promoção do desenvolvimento infantil, na perspectiva das famílias e identificar a atuação da rede social de apoio às famílias para a promoção do desenvolvimento infantil. O estudo foi realizado em um município da região metropolitana de Curitiba em três unidades de saúde com Estratégia de Saúde da Família que apresentavam o maior número de crianças entre zero e cinco anos na sua área de abrangência. A coleta das informações ocorreu no período de outubro de 2009 a fevereiro de 2010. Participaram da pesquisa 85 representantes de famílias que possuem crianças entre zero e cinco anos e residem na área de abrangência das três unidades de saúde. Os dados foram coletados pelas técnicas de entrevista semiestruturada, realizada com as 85 famílias e três sessões de grupo focal, das quais participaram 19 das 85 famílias entrevistadas, e analisados segundo análise de conteúdo temática. Para descrição e tratamento dos resultados, utilizou-se o Mapa Mínimo de Relações (MMR), que propõe o mapeamento da rede por meio de quatro tipos de relações e três graus de proximidade.. As duas categorias que emergiram foram nominadas: rede social de apoio às famílias, subdividida em Rede Social Familiar, Rede Social de Amizade, Rede Social Comunitária e Rede Social de Trabalho e Estudo, onforme MMR; e Atributos relacionais da rede social de apoio às famílias. Os resultados permitiram descrever a rede social de apoio às famílias para a promoção do desenvolvimento infantil como uma rede numerosa e heterogênea, com diferentes gerações e gêneros, que se encontram distribuídos no MMR por meio de relações com maior e menor grau de compromisso, além das relações ocasionais, estando concentrados nas relações familiares e comunitárias. Destacam-se como elementos de apoio da Rede Social Familiar o gênero feminino, vinculados aos parentes maternos, e a terceira geração; e na Rede Social Comunitária, a resença de diferentes setores, como saúde e social; instituições como unidades de saúde, igrejas; profissionais enfermeiros, médicos e agentes comunitários de saúde; além de programas governamentais; e nas relações de Trabalho e Estudo, enfatizam-se as instituições educacionais. Os diversos tipos de apoio que a rede social propicia às famílias influenciam diretamente no cuidado às crianças e na promoção do esenvolvimento infantil, diferenciados de acordo com os arranjos familiares, a presença ou ausência do fator migração, a composição da rede, além do tipo de relação que as famílias estabelecem com seus componentes. O reconhecimento desta rede e a incorporação da dimensão da rede social na prática profissional de enfermagem possibilitam aos profissionais observar os diversos processos que permeiam o desenvolvimento infantil e enriquecer sua visão multidimensional e seu potencial de a ão junto às famílias na busca do cuidado integral e na promoção do desenvolvimento infantil saudável, tão importante no rocesso de desenvolvimento humano.

It is a qualitative research study with a descriptive approach which objectifies to describe the social network to support families for promotion of child development under family perspective and identify the performance of the social network to support families for promotion of child development. The study was carried out in a municipality from the Metropolitan Area of Curitiba/ Parana State, Brazil in three health units with Family Health Strategy which entailed the highest number of children ranging zero to five years of age within their coverage areas. Data collection was held from October/2009 to February/2010. Eighty-five (85) family representatives having children between zero and five years and residents within the coverage area of the three health units, participated in the research. Data were gathered by means of the semi-structured interview techniques, held with the 85 families and three sessions of focus group when 19 out of the 85 interviewed families attended and analyzed according to thematic content analysis. Minimal ap of Relationships (MMR) which proposes network mapping by means of four relationship types and three closeness degrees, was used for result description and treatment. The two emerging categories were named as follows: social network to family support, subdivided in Social Family Network, Social Friendship Network, Social Community Network and Social Labor, Study Network, according to the MMR as well as Relational Attributes of the social network to family support. The results enabled to de cribe the social network of family support for promotion of child development as a large and heterogeneous network ncompassing different generations and genders, distributed in the MMR by means of relations with smaller or bigger degree of commitment besides occasional relations concentrated on family and ommunity relationships. Elements of support to the Social Family Network can be pointed out as the female gender among the mothers' relatives and the third generation; and in the Social Community Network, the presence of different sectors such as social and health ones; institutions like health units, churches; nurse professionals, doctors and community health agents besides governmental programs; and in the Labor, tudy relations, educational institutions are pointed out. The several types of support made available by the social network to families directly influence child care and the promotion of child development, differing by family arrangements, presence or absence of the migration factor, the network composition, and additionally, the kind of family relationships among their members. The recognition of this network as well as the incorporation of the dimension of the social network in professional nursing practice enable professionals to observe the several processes that permeate child development, and enlarge their multidimensional view as well as their potential to action along with families in the pursuit for full caring and promotion of healthy child development, significant in the process of human development.
Descritores: Apoio Social
Desenvolvimento Infantil
Promoção da Saúde
Prática Profissional
-Desenvolvimento Humano
Enfermagem Familiar
Estratégia Saúde da Família
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico
BR501.1; 610.734, A381


  10 / 354 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120443
Autor: Sousa, Anderson Reis de.
Título: Percepções da violência conjugal e repercussões da prisão: discurso coletivo de homens em processo criminal / Perceptions of domestic violence and the repercussion of imprisonment: Collective discussion of men in criminal proceedings.
Fonte: Salvador; s.n; 2016. 152P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A violência conjugal ganhou notoriedade, sobretudo pelo movimento feminista, que ao identificar o poder patriarcal, denunciava e propagava os seus efeitos opressores executados pelo homem em desfavor as mulheres. Esta problemática é geradora de impactos à saúde pública, constituindo-se relevante problema social em várias partes do planeta. Este estudo teve como objetivo analisar a percepção de homens em processo criminal sobre a violência conjugal e as repercussões da prisão. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, qualitativo, vinculado a uma pesquisa maior intitulada "Reeducação de homens e mulheres envolvidos em processo criminal: estratégia de enfrentamento da violência conjugal", financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. A investigação foi realizada com 20 homens em vivência de prisão, que se encontram em processo criminal junto 1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a mulher de Salvador, Bahia. Para coleta de dados foi realizada uma entrevista individual, guiada por um roteiro semiestruturado, coletados entre o período de abril de 2015 a Janeiro de 2016. Como técnica de aproximação com os participantes, realizou-se um grupo reflexivo de reeducação de gênero, como forma de promover vínculo e estabelecer confiança. Realizou-se ainda, visitas à Vara para aproximação com o histórico dos processos, e levantamento documental dos depoimentos das mulheres descrito nos autos, referentes aos participantes estudados. Para sistematização do material coletado utilizou-se o software NVIVO 11 ®, e organizou-se o material através do método do Discurso do Sujeito Coletivo. A análise fundamentou-se no referencial de Gênero e Masculinidades. Foram atendidos os princípios da Bioética e os preceitos éticos dispostos na Resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde que regulamenta as práticas em pesquisa que envolve seres humanos. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal da Bahia, sob o parecer de número: 877.905. O resultado do estudo revelou que: os homens em situação de violência conjugal que respondem a processo criminal, sofrem repercussões em decorrência da prisão, que impactam à sua saúde mental, física, acarretando em degradação familiar, estigma social e dificuldades financeiras. O discurso masculino sinaliza a dificuldade da compreensão e reconhecimento da situação de violência e os agravos gerados à relação conjugal, saúde e a família em decorrente da construção social de masculinidade hegemônica e patriarcal que reforçam a perpetração da violência. Tais achados apontam para a necessidade da criação de programas e espaços de reeducação de mulheres e homens em situação de violência, com destaque para as escolas como espaço relevante, e necessidade do redirecionamento do olhar no campo da saúde, para a capacitação dos profissionais no enfrentamento do fenômeno. (AU)
Descritores: Violência Doméstica
Violência contra a Mulher
Saúde do Homem
Masculinidade
-Enfermagem Familiar
Identidade de Gênero
Limites: Humanos
Masculino
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde



página 1 de 36 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde