Base de dados : LILACS
Pesquisa : H02.478.676.416 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 342 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 35 ir para página                         

  1 / 342 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1290500
Autor: Gonçalves, Débora Lucas Viana; Reis, Síntia Nascimento dos; Souza, Luís Paulo Souza e; Souza, Kleyde Ventura de.
Título: Trajetória de mulheres assistidas em centro de parto normal e sua relação com escolhas terapêuticas / Trayectoria de mujeres atendidas en centro de parto normal y su relación con las opciones terapéuticas / Trajectory of women assisted in birth centers and their relationship with therapeutic choices
Fonte: Rev. enferm. Cent.-Oeste Min;11:4139, 20210000.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Conhecer trajetórias de mulheres assistidas em Centro de Parto Normal e a relação com suas escolhas de cuidado no parto e nascimento. Método: Pesquisa qualitativa com 28 mulheres em um Centro de Parto Normal utilizando-se entrevistas em profundidade. Resultados: Emergiram duas grandes categorias. Na primeira, os depoimentos demonstraram o trajeto percorrido para o parto e nascimento e escolhas no cuidado influenciados pelas vivências individuais, impressões da família e pessoas do convívio social. Na segunda, as mulheres reconheceram o Centro de Parto Normal, como um local de práticas diferenciadas no cuidado, sendo um local de aconchego que se assemelha ao lar. Conclusão: Os Centros de Parto Normal e a qualificação dos profissionais da enfermagem obstétrica são estratégias para a mudança do modelo de atenção obstétrica e, também, para que as mulheres possam (res)significar o cuidado que lhes é prestado, possibilitando que recontem suas histórias no processo de parto e nascimento(AU)

Purpose: To know about the trajectories of women assisted in Birth Centers and their relationship with their care choices during and after labor. Method: This is a qualitative research, done with in-depth interviews with 28 women in a Birth Center. Results: Two major categories emerged. First, the statements showed the trajectory taken for labor and labor, as well as choices in care influenced by individual experiences, family impressions and people living together. In the second category, the women recognized Birth Centers as a place of differentiated practices in care, offering coziness that resembles their home. Conclusion: Birth Centers and the qualification of obstetric nursing professionals are strategies to change the model of obstetric care and for women to (re)understand the care provided to them, enabling them to retell their stories in process of labor and labor(AU)

Objetivo: conocer las trayectorias de las mujeres atendidas en los Centros de Maternidad y su relación con sus opciones de cuidado durante y después del parto. Método: Se trata de una investigación cualitativa, realizada con entrevistas en profundidad a 28 mujeres en un Centro de Maternidad. Resultados: Surgieron dos categorías principales. En primer lugar, los enunciados muestran la trayectoria del trabajo y el trabajo, así como las opciones de cuidado influenciadas por las experiencias individuales, las impresiones familiares y las personas que conviven. En la segunda categoría, las mujeres reconocieron a los Centros de Maternidad como un lugar de prácticas diferenciadas en el cuidado, ofreciendo calidez que asemeja a su hogar. Conclusión: Los centros de maternidad y la capacitación de los profesionales de enfermería obstétrica son estrategias para cambiar el modelo de atención obstétrica y para que las mujeres (re) comprendan el cuidado que se les brinda, permitiéndoles volver a contar sus historias en el proceso de parto y parto(AU)
Descritores:
Centros de Assistência à Gravidez e ao Parto
Parto Humanizado
Tocologia
Parto Normal
Enfermagem Obstétrica
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR1259.1 - DIBIB - Divisão de Biblioteca


  2 / 342 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Rattner, Daphne
Texto completo
Id: biblio-1287523
Autor: Vidal, Ávila Teixeira; Come, Yamilla; Barreto, Jorge Otávio; Rattner, Daphne.
Título: Barreiras à implementação das Diretrizes Nacionais de Assistência ao Parto Normal: uma análise prototípica das representações sociais de atores estratégicos / Barriers to the implementation of the National Guidelines for Assistance to Normal Childbirth: a prototypical analysis of the social representations of strategic actors
Fonte: Physis (Rio J.);31(1):e310110, 2021. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este estudo tem por objetivo analisar as representações sociais de atores estratégicos envolvidos na assistência ou gestão em saúde, sobre as questões que envolvem a mulher, o parto e o nascimento, buscando identificar e compreender barreiras à implementação das Diretrizes Nacionais de Assistência ao Parto Normal. Realizou-se estudo qualitativo descritivo, de corte transversal, baseado num teste de associação livre de palavras, com 12 atores estratégicos. As palavras - Parto; Enfermeira obstétrica; Nascimento; Médico obstetra; Mãe; Complicação; Mulher - foram selecionadas a partir de uma análise textual das contribuições da sociedade na Consulta Pública das Diretrizes, com o software IRaMuTeQ. A análise do resultado do teste de associação de palavras foi realizada na abordagem estrutural das Representações Sociais, com os softwares OpenEVOC e IRaMuTeQ. Foram identificadas como potenciais barreiras à implementação as representações sobre parto associado a dor, o médico obstetra como obstrutor e os estereótipos que marcam o papel da mulher e da mãe na sociedade. Compreender essas representações é importante para evidenciar as convenções que subjazem nas atitudes e práticas de profissionais e usuárias, possibilitando a definição de estratégias específicas para cada grupo.

Abstract This study aims to analyze the social representations of strategic actors involved in health care or management, on issues involving women, childbirth, and birth, seeking to identify and understand barriers to the implementation of the National Guidelines for Assistance to Normal Childbirth. A qualitative, descriptive, cross-sectional study was conducted, based on a word association test with 12 strategic actors. The words - Childbirth; Midwife; Birth; Obstetrician; Mother; Complication; Woman - were selected from a textual analysis of society's contributions to the Public Consultation of the Guidelines, supported by IRaMuTeQ software. The analysis of the word association test result was carried out in the structural approach of Social Representations, with the OpenEVOC and IRaMuTeQ software. Representations about childbirth associated with pain, the obstetrician as an obstructer and the stereotypes that mark the role of women and mothers in society were identified as potential barriers to implementation. Understanding these representations is important to highlight the conventions that underlie the attitudes and practices of professionals and users of services, enabling the definition of specific strategies for each group.
Descritores: Protocolos Clínicos
Saúde Materno-Infantil
Parto Humanizado
Fatores Sociais
Tocologia/normas
Parto Normal/normas
-Brasil
Atitude do Pessoal de Saúde
Gestão em Saúde
Política de Saúde
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  3 / 342 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1283835
Autor: Paraguay. Ministerio de Salud Pública y Bienestar Social; .Dirección de Programas de Salud; .Dirección de salud sexual y reproductiva.
Título: Manual nacional de normas de cuidados preconcepcional, prenatal, parto, nacimiento y perperio, seguros e inclusivos / Safe and inclusive preconception, prenatal, delivery, birth and perperium care standards.
Fonte: Asunción; MSPBS/OPS/OMS/UNICEF/UNFPA; setiembre 2015. 59 p. ilus, graf.
Idioma: es.
Resumo: El Ministerio de Salud Pública y Bienestar Social reafirma su visión del embarazo y del parto, reconociéndolos como hechos fisiológicos, trascendentes, íntimos y personales, que deben ser seguros e inclusivos. Asimismo,la reducción de la mortalidad materna y neonatal es una prioridad a nivel mundial y nacional. Mejorar la calidad de la atención en los centros e instituciones de salud, es por lo tanto, una urgencia.Desde el sector salud, se reconoce que toda mujer es protagonista de su embarazo, trabajo de parto y parto,lo que implica de hecho, el respeto a sus tradiciones,lenguaje y otros factores de su cultura. Atendiendo esto,los pilares de esta norma son: Derechos sexuales y reproductivos; Seguridad de la mujer y del recién nacido; Medicina basada en la evidencia científica; Calidad y calidez en la atención del parto; Alivio del dolor; Tecnología mal aplicada y su impacto en la morbilidad y mortalidad materna y neonatal; Riesgo y complicaciones de cesárea.Los principios de las mejores prácticas para los cuidados del embarazo, del parto y del nacimiento; Respeto a los derechos humanos y derechos sexuales y reproductivos. Respeto de la cultura, ritual y conocimientos ancestrales; Visión del proceso embarazo y parto como un hecho fisiológico, trascendente, íntimo y personal; Embarazo y parto liderados por la mujer con autonomía y libertad, en una atmósfera de intimidad, respeto, seguridad y confidencialidad; Principio de no intervención rutinaria e innecesaria en el proceso natural del parto; Respeto de la elección de la mujer sobre las personas que la acompañarán durante el embarazo y el parto(familia, amigos/as, partera, doula) y Ambiente adecuado para los cuidados prenatales, parto y puerperio.
Descritores: Mulheres
Cesárea
Saúde Pública
Parto
Período Pós-Parto
Tocologia
-Paraguai
Tecnologia
Trabalho de Parto
Mortalidade Materna
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Manual de Referência
Responsável: PY40.1 - Biblioteca


  4 / 342 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1155303
Autor: Stofel, Natália Sevilha; Christinelli, Daiany; Silva, Rebeca Cardoso de Souza; Salim, Natália Rejane; Beleza, Ana Carolina Sartorato; Bussadori, Jamile Claro de Castro.
Título: Perinatal care in the COVID-19 pandemic: analysis of Brazilian guidelines and protocols / Atenção perinatal na pandemia da COVID-19: análise de diretrizes e protocolos nacionais
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);21(supl.1):89-98, Feb. 2021. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: to analyze protocols and direct Brazilian women to prevent perinatal seizures during the CO VID-19 pandemic, based on the positive perinatal experience. Methods: exploratory analysis of document analysis. In the first phase, from April 11 to May 14, in order to search for words with keywords, 402 documents were found. The second phase consisted of reading the set of selected documents and dividing them into categories. The analysis was carried out in light of the guidelines for a positive perinatal experience of the World Health Organization. Results: as well as directing flow detection phase protocols to mice that show or do not receive COVID-19 symptoms and are being updated with new evidence of systemic evidence. It appears that there are several guidelines for prenatal, partial and puerperium, divergences in some documents for example umbilical cord clamping, skin-to-skin contact, newborn bath. Conclusions: analyze the permissible conclusions that most recommendations are in line with preconceived notions of positive perinatal experience, but is necessary to adaptation to the Brazilian context.

Resumo Objetivos: analisar à luz da experiência positiva na perinatalidade, protocolos e diretrizes brasileiras acerca da atenção à saúde perinatal durante a pandemia da COVID-19. Métodos: pesquisa exploratória de análise documental. Na primeira fase, de 11 de abril a 14 de maio de 2020, foram realizadas as buscas com palavras-chave,encontrando-se 402 documentos. A segunda fase consistiu na leitura dos sete documentos selecionados e divisão do conteúdo nas categorias. A análise foi realizada à luz das orientações para a experiência positiva na perinatalidade da Organização Mundial da Saúde. Resultados: as diretrizes e protocolos fazem distinção do fluxo de atendimento para mulheres que apresentam ou não sintomas da COVID-19 e são atualizados à medida que novas evidências surgem.Constatou-se que dentre as diversas orientações para pré-natal, parto e puerpério, divergências em algumas categorias como clampeamento de cordão umbilical, contato pele a pele, banho do recém-nascido. Conclusões: a análise permitiu concluir que a maioria das recomendações estão em consonância com os preceitos para a experiência positiva na perinatalidade, mas carecem de adaptação ao contexto brasileiro.
Descritores: Cuidado Pré-Natal
Atenção Primária à Saúde
Assistência Perinatal
Serviços de Saúde Materno-Infantil
COVID-19/epidemiologia
-Brasil/epidemiologia
Período Pós-Parto
Tocologia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  5 / 342 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1155294
Autor: Lucena, Fabiana Santos; Garcia, Mariana Tarricone; Duarte, Lígia Schiavon.
Título: Cesarean section rates in São Paulo State: regional inequalities in SUS obstetric care / Taxas de cesárea no Estado de São Paulo: desigualdades regionais na assistência obstétrica prestada pelo SUS
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);20(4):1137-1149, Oct-Dec. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: to analyze the relation between cesarean section rates in SUS childbirth care establishments in São Paulo State and urbanization conditions, according to Robson group classification system. Methods: Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (Live Births Information System) and Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (National Registry of Health Establishments) 2016 databases were analyzed. The studied outcome was cesarean section rates in the establishments, grouped by administration type (public or nonprofit entities) and urbanization condition. Results: the cesarean section rate in SUS childbirth care establishments was 50.5%, ranging from 41.1% in metropolitan regions up to 75.2% in the low urbanized regions. Cesarean section rates in public administration establishments (38.2%) were significantly lower than the nonprofit administration maternity hospitals (62.3%). Robson groups 5 and 2 contributed mostly to the cesarean section global rate (36.6% and 21.5%, respectively). Conclusions: The less urbanized regions showed significantly higher cesarean section rates than the metropolitan and highly urbanized regions. Cesarean section rates of public administration establishments were significantly lower than the nonprofit administration establishments. However, when separated by urbanization condition its difference was only observed in the metropolitan regions.

Resumo Objetivos: analisar a relação entre as taxas de cesárea, segundo grupos da classificação de Robson, dos estabelecimentos que prestam assistência ao parto no SUS no estado de São Paulo e as condições de urbanização. Métodos: foram analisados dados de 2016 do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos e do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. O desfecho estudado foi a taxa de cesárea dos estabelecimentos, agrupados por tipo de administração (pública ou por entidades filantrópicas) e por condição de urbanização. Resultados: a taxa de cesárea dos serviços que prestam assistência ao parto no SUS no estado de São Paulo foi de 50,5%, variando de 41,1% nas regiões metropolitanas até 75,2% nas regiões de baixa urbanização. As taxas de cesárea dos estabelecimentos de administração pública (38,2%) foram significativamente menores que dos estabelecimentos administrados por entidades filantrópicas (62,3%). Os grupos de Robson que mais contribuíram na taxa global de cesárea foram o 5 (36,6%) e o 2 (21,5%). Conclusões: as regiões menos urbanizadas apresentaram taxas de cesárea significativamente maiores que as regiões metropolitanas e de alta urbanização. As taxas de cesárea dos estabelecimentos públicos foram significativamente menores que dos filantrópicos, entretanto, quando separados por condição de urbanização, essa diferença só foi observada nas regiões metropolitanas.
Descritores: Urbanização
Sistema Único de Saúde
Zonas Metropolitanas
Cesárea/estatística & dados numéricos
Tocologia
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  6 / 342 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1155291
Autor: Pinto, Keli Regiane Tomeleri da Fonseca; Zani, Adriana Valongo; Bernardy, Cátia Campaner Ferrari; Rossaneis, Mariana Angela; Rodrigues, Renne; Parada, Cristina Maria Garcia de Lima.
Título: Factors associated with obstetric interventions in public maternity hospitals / Fatores associados a intervenções obstétricas em maternidades públicas
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);20(4):1081-1090, Oct-Dec. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: to identify the prevalence and factors associated with obstetric interventions in parturients assisted in public maternity hospitals. Methods: a cross-sectional study with 344 puerperal women, from two public maternity hospitals, referring to childbirth by Sistema Único de Saúde (SUS) (Public Health Service System) in Londrina City, Paraná, Brazil, between January and June 2017. The medical records were the data source. The following obstetric interventions were considered: oxytocin use, artificial rupture of the membranes, instrumental childbirth and episiotomy. Multivariate Poisson regression was used to analyze associated factors, with p<5% being significant. Results: the prevalence of obstetric intervention was 55.5%, the maximum number of interventions in the same parturient woman was three. The most frequent interventions were the use of oxytocin (50.0%) and artificial rupture of membranes (29.7%). The variables associated on maternal disease (p=0.005) and intrapartum meconium (p=0.022) independently increased, the risk of obstetric intervention, while dilation was equal to or greater than 5 cm at admission, there was a protective factor against this outcome (p=0.030). Conclusion: the prevalence of obstetric interventions was high. In the case of maternal disease and intrapartum meconium, special attention should be given to the parturient woman, in order to avoid unnecessary interventions. Thus, the maternity hospitals need to review their protocols, seeking good practices in childbirth care.

Resumo Objetivos: identificar a prevalência e os fatores associados a intervenções obstétricas em parturientes atendidas em maternidades públicas. Métodos: estudo transversal, com 344 puérperas, de duas maternidades públicas, referência ao parto pelo Sistema Único de Saúde no município de Londrina, Paraná, Brasil, entre janeiro e junho de 2017. Constituíram fonte de dados os prontuários hospitalares. As seguintes intervenções obstétricas foram consideradas: uso de ocitocina, rotura artificial das membranas, parto instrumental e realização de episiotomia. Para análise dos fatores associados utilizou-se a regressão multivariada de Poisson, sendo significativo p<5%. Resultados: a prevalência de intervenção obstétrica foi de 55,5%, o número máximo de intervenções em uma mesma parturiente foi três. As intervenções mais frequentes foram o uso de ocitocina (50,0%) e a rotura artificial das membranas (29,7%). As variáveis doença materna associada (p=0,005) e mecônio intraparto (p=0,022) aumentaram, de maneira independente, o risco de intervenção obstétrica, enquanto que a dilatação igual ou superior a 5 cm na internação constituiu fator de proteção a esse desfecho (p= 0,030). Conclusão: a prevalência de intervenções obstétricas foi elevada. Na vigência de doença materna e de mecônio intraparto, especial atenção deve ser dedicada à parturiente, para que sejam evitadas intervenções desnecessárias, assim as maternidades precisam rever seus protocolos, buscando as boas práticas de atenção ao parto.
Descritores: Trabalho de Parto
Fatores de Risco
Medicalização
Tocologia
Parto Normal/estatística & dados numéricos
-Cuidado Pré-Natal
Brasil
Ocitocina
Distribuição de Poisson
Estudos Transversais
Episiotomia
Amniotomia
Maternidades
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  7 / 342 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1284580
Autor: Ferreira, Felipe Sá.
Título: Efeito do Projeto Parto Adequado nas taxas de cesárea, segundo a classificação de Robson / Effect of the Parto Adequado Project on caesarean rate, according to Robson's classification.
Fonte: São Paulo; s.n; 2021. 105 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introdução O excesso de cesarianas pode ser considerado um problema de saúde pública, envolvendo não só consequências materno-fetais, mas também gerando maiores custos e onerando o setor público e privado. Intervenções no Brasil têm acontecido há alguns anos para a melhoria da assistência obstétrica, como por exemplo, o Projeto Parto Adequado (PPA), um projeto com vistas à melhoria da qualidade na assistência ao parto e nascimento, que proporcionou apoio institucional, científico e metodológico a hospitais selecionados. Método Trata-se de estudo descritivo, longitudinal retrospectivo baseado na análise de dados de 34 estabelecimentos de saúde das redes pública e privada participantes da primeira fase do Projeto Parto Adequado (PPA), entre os anos de 2014 e 2018, a partir de dados contidos no Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos e Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos segundo Classificação de Risco Epidemiológico (Grupos de Robson), ambos bancos de dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC). Individualizando cada instituição por ano avaliado com os respectivos números de nascidos e números de cesáreas realizadas, distribuindo-os entre os dez grupos da classificação de Robson, e separadas em instituições públicas e não públicas, foi possível analisar a variação de cada grupo de Robson ao longo dos anos estudados em cada hospital participante desta pesquisa. Foram coletados dados sobre nascimentos e cesáreas de hospitais do Brasil com características semelhantes aos hospitais participantes da fase 1 do PPA, para elaborar comparações entre os dois grupos de hospitais (participantes e não participantes da primeira fase do PPA). Resultados Observou-se, no período estudado, redução da porcentagem de cesarianas de 70,49% para 62,16% nos hospitais públicos e de 81,86% para 73,09% nos hospitais não públicos participantes. Analisando os resultados a partir da classificação de Robson, a redução nos grupos 1, 2, 3 e 4 agrupados foi de 58,31% para 52,83% nos hospitais públicos e de 65,69% para 57,85% nos não públicos. A média da taxa de cesárea dos participantes do projeto diminuiu de 62,14% em 2014 para 55,34% em 2018. Ao avaliar a diferença da taxa de cesáreas entre o início e final do período estudado, tanto dos hospitais selecionados para o projeto quanto dos demais hospitais do Brasil que atendem ao critério de ao menos 500 nascimentos por ano, nota-se que, de modo geral, os indicadores apresentam valores menores para os hospitais selecionados no PPA em relação aos demais hospitais não participantes, tanto nos estabelecimentos públicos quanto não públicos, para a maior parte dos grupos de Robson, indicando que a queda na taxa de cesárias entre 2014 e 2018 foi maior para os hospitais participantes do PPA. Conclusão Políticas públicas bem conduzidas podem mudar o cenário da atenção ao parto e nascimento, promovendo a redução de cesarianas desnecessárias e de desfechos maternos e neonatais negativos. O Projeto Parto Adequado demonstrou potencial em diminuir as cesáreas nos hospitais participantes, com redução mais acentuada destes percentuais quando comparados a outros hospitais brasileiros, de mesmo porte, não participantes do projeto, sendo um exemplo pioneiro de modelo de mudança e intervenção que pode ser aprimorado e replicado no Brasil.

Introduction Excessive caesarean sections can be considered a public health problem, involving not only maternal-fetal consequences, but also generating higher costs and burdening the public and private sector. Interventions in Brazil have been taking place for some years to improve obstetric care, such as the Parto Adequado Project (PAP), a project aimed at improving the quality of delivery and birth care, which provided institutional, scientific, and methodological support to selected hospitals. Method This is a descriptive, retrospective longitudinal study based on the analysis of data from 34 public and private health establishments participating in the first phase of the PAP, between 2014 and 2018, based on data contained in the Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos and Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos segundo Classificação de Risco Epidemiológico (Grupos de Robson), both databases of the Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC). Individualizing each institution by year evaluated with the respective numbers of births and numbers of caesarean sections performed, distributing them among the ten groups of the Robson's classification, and separated into public and non-public institutions, it was possible to analyze the variation of each Robson's group over the years studied in each hospital participating in this research. Data on births and caesarean sections from hospitals in Brazil with similar characteristics to those participating in phase 1 of the PPA were collected, in order to make comparisons between the two groups of hospitals (participating and non-participating in the first phase of the PPA). Results During the study period, a reduction in the percentage of caesarean sections from 70.49% to 62.16% in public hospitals and from 81.86% to 73.09% in participating non-public hospitals was observed. Analysing the results from the Robson's classification, the reduction in groups 1, 2, 3 and 4 grouped was from 58.31% to 52.83% in public hospitals and from 65.69% to 57.85% in non-public hospitals. The average caesarean rate of project participants decreased from 62.14% in 2014 to 55.34% in 2018. When evaluating the difference in the caesarean rate between the beginning and end of the study period, both in the hospitals selected for the project as for other hospitals in Brazil that meet the criterion of at least 500 births per year, it is noted that, in general, the indicators show lower values for hospitals selected in the PAP compared to other non-participating hospitals, both in public establishments and non-public, for most of the Robson's groups, indicating that the drop in the caesarean rate between 2014 and 2018 was greater for the hospitals participating in the PAP. Conclusion Well-conducted public policies can change the scenario of delivery and birth care, promoting the reduction of unnecessary caesarean sections and negative maternal and neonatal outcomes. The Parto Adequado Project demonstrated the potential to reduce caesarean sections in participating hospitals, with a sharper reduction in these percentages when compared to other Brazilian hospitals, of the same size, not participating in the project, being a pioneering example of a model of change and intervention that can be improved and replicated in Brazil.
Descritores: Política Pública
Cesárea
Saúde Materno-Infantil
Tocologia
Parto Normal
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  8 / 342 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1149702
Autor: Silva, Lahys Firmino; Sanches, Maria Elisângela Torres de Lima; Santos, Amuzza Aylla Pereira; Oliveira, Julio Cesar Silva; Acioli, Deborah Moura Novaes; Santos, José Augustinho Mendes.
Título: Adesão às boas práticas obstétricas: construção da assistência qualificada em maternidades-escolas / Adhesión a las buenas prácticas obstétricas: creación de asistencia cualificada en las maternidades escuelas / Adherence to good obstetric practices: building qualified assistance in maternity schools
Fonte: Rev. baiana enferm;35:e37891, 2021. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo analisar a frequência da realização das boas práticas obstétricas em maternidades-escolas. Método trata-se de estudo descritivo, retrospectivo e documental, de abordagem quantitativa, que analisou 428 prontuários. Resultados 90,91% das parturientes possuíam acompanhante, 81,82% alimentou-se, 82,50% pariu em posição verticalizada e 83,12% teve contato pele a pele. O clampeamento precoce apresentou-se em 28,90%, e 44,17% usaram ocitocina sintética. Foram observados a amniotomia (15,00%), o uso do partograma (37,50%) e aplicação de métodos não farmacológicos para alívio da dor (43,18%). Conclusão nas maternidades-escolas analisadas, a frequência da realização das boas práticas obstétricas ocorria de forma mais criteriosa em alguns casos, mas ainda seria necessária adequação da assistência.

Objetivo analizar la frecuencia de las buenas prácticas obstétricas en las maternidades escuelas. Método es un estudio descriptivo, retrospectivo y documental, de enfoque cuantitativo, que analizó 428 registros médicos. Resultados 90,91% de las mujeres en parto tuvieron acompañante, 81,82% fueron alimentadas, 82,50% tuvieron un parto en posición vertical, y 83,12% tuvieron contacto piel a piel. El pinzamiento temprano fue del 28,90%, y el 44,17% usó oxitocina sintética. Se observó la amniotomía (15,00%), el uso de la partografía (37,50%) y la aplicación de métodos no farmacológicos para el alivio del dolor (43,18%). Conclusión en las maternidades escuelas analizadas, la frecuencia de las buenas prácticas obstétricas era más juiciosa en algunos casos, pero aun así sería necesario ajustar la atención.

Objective to analyze the frequency of good obstetric practices in maternity schools. Method this is a descriptive, retrospective and documental study of a quantitative approach, which analyzed 428 medical records. Results 90.91% of the women in labor had a companion, 81.82% had been fed, 82.50% had childbirth in vertical position and 83.12% had skin to skin contact. Early clamping was present in 28.90%, and 44.17% used synthetic oxytocin. It was observed the amniotomy (15.00%), the use of the partograph (37.50%) and the application of non-pharmacological methods for pain relief (43.18%). Conclusion in the maternity schools analyzed, the frequency of good obstetric practices occurred more criteriously in some cases, but it would still be necessary to adjust the assistance.
Descritores: Parto Humanizado
Tocologia
Enfermagem Obstétrica
Limites: Feminino
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  9 / 342 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1224513
Autor: Gomes, Samara Calixto; Brito, Nayara Santana; Silva, Natácia Élem Félix; Cavalcante, Edilma Gomes Rocha; Pinto, Antonio Germane Alves; Quirino, Glauberto da Silva.
Título: Cuidados domiciliares de parteiras tradicionais na assistência ao parto / Home care by traditional midwives in childbirth care / Cuidados domiciliarios de parteras tradicionales en la atención del parto
Fonte: Rev. enferm. UERJ;29:e53642, jan.-dez. 2021.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: descrever os cuidados domiciliares prestados por parteiras tradicionais durante a assistência ao parto. Método: estudo qualitativo conduzido por meio do método da História Oral Temática, realizado com 16 parteiras em nove municípios do Cariri cearense. A coleta de dados ocorreu entre julho e dezembro de 2015 por meio de entrevista semiestruturada, os relatos foram transcritos, textualizados e transcriados. Resultados: as parteiras prestavam cuidados familiares, assistência ao parto vaginal, cuidados com o recém-nascido e no puerpério imediato. Usavam chás e orações como adjuvantes do seu ofício. Conclusão: o cuidado das parteiras na assistência ao parto centralizava-se nas necessidades da mulher e da família, sendo, em alguns casos, extensivo à casa. As parteiras conheciam os sinais e sintomas do trabalho de parto e agiam nas possíveis intercorrências.

Objective: to describe home care provided by traditional midwives during childbirth care. Method: this qualitative study, using the Thematic Oral History method, was conducted with 16 midwives from nine municipalities in Cariri, Ceará. Data were collected from July to December 2015 through semi-structured interviews, the reports were transcribed, textualized and transcreated. Results: midwives provided family care, vaginal delivery care, newborn care and immediate postpartum care. They used teas and prayers as an adjuncts to their craft. Conclusion: childbirth care by midwives centered on the women's and families' needs and, in some cases, extended to the home. Midwives knew the signs and symptoms of labor and acted on possible complications.

Objetivo: describir los cuidados domiciliarios brindados por parteras tradicionales durante la atención al parto. Método: estudio cualitativo conducido mediante el método de Historia Oral Temática, realizado con 16 parteras en nueve municipios de Cariri en Ceará. La recolección de datos se realizó entre julio y diciembre de 2015 a través de entrevistas semiestructuradas; los relatos fueron transcritos, textualizados y transcreados. Resultados: las parteras brindaron atención familiar, asistencia en el parto vaginal, cuidados al recién nacido y en el puerperio inmediato. Usaban tés y oraciones como complemento de su oficio. Conclusión: el cuidado de las parteras en la atención al parto se centraba en las necesidades de la mujer y de la familia, extendiéndose, en algunos casos, al hogar. Las parteras conocían los signos y síntomas del trabajo de parto y actuaban sobre las posibles complicaciones.
Descritores: Trabalho de Parto
Assistência Perinatal
Parto Domiciliar
Tocologia
Enfermagem Obstétrica
-Parto
Período Pós-Parto
Assistência Domiciliar
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  10 / 342 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1155730 LILACS-Express
Autor: Bomfim, Aiara Nascimento Amaral; Couto, Telmara Menezes; Lima, Keury Thaisana Rodrigues dos Santos; Almeida, Lais Teixeira da Silva; Santos, Gleice de Oliveira; Santana, Ariane Teixeira de.
Título: Percepções de mulheres sobre a assistência de enfermagem durante o parto normal / Percepciones de las mujeres sobre la atención de enfermería durante el parto normal / Women's perceptions about nursing care during normal delivery
Fonte: Rev. baiana enferm;35:e39087, 2021.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo conhecer a percepção de mulheres sobre a assistência de Enfermagem recebida durante o processo de parto normal. Método pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, efetuada em duas maternidades públicas de Salvador, Bahia, Brasil. A coleta de dados foi efetuada por entrevista, entre os meses de novembro de 2017 e abril de 2018. Participaram da pesquisa 13 mulheres. A sistematização dos dados foi realizada pelo referencial teórico de Bardin. Resultados emergiram duas categorias científicas: assistência de Enfermagem permeada por satisfação; e assistência permeada por relações verticais e sentimentos de abandono. As mulheres verbalizaram satisfação com a assistência de Enfermagem relacionadas à aplicação dos métodos não farmacológicos para alívio da dor, apoio e promoção do bem-estar, embora também se fez presente a verticalização das relações e a ausência de acompanhamento profissional. Conclusão a percepção das mulheres sobre a assistência de Enfermagem recebida durante o processo de parto normal foi dicotômica.

Objetivo conocer la percepción de las mujeres sobre la atención de enfermería recibida durante el proceso normal de parto. Método investigación descriptiva con enfoque cualitativo, realizada en dos hospitales públicos de maternidad en Salvador, Bahía, Brasil. Los datos fueron recogidos por entrevista entre noviembre de 2017 y abril de 2018. Participaron en el estudio 13 mujeres. La sistematización de datos fue realizada por el marco teórico de Bardin. Resultados surgieron dos categorías científicas: cuidados de enfermería impregnados de satisfacción; y la asistencia impregnada de relaciones verticales y sentimientos de abandono. Las mujeres verbalizaron la satisfacción con la atención de enfermería, relacionada con la aplicación de métodos no farmacológicos para el alivio del dolor, el apoyo y la promoción del bienestar, aunque también estuvieron presentes la verticalización de las relaciones y la ausencia de seguimiento profesional. Conclusión la percepción de las mujeres sobre la atención de enfermería recibida durante el proceso normal de parto fue dicotómica.

Objective to know women's perception about the nursing care received during the normal delivery process. Method descriptive research with qualitative approach, carried out in two public maternity hospitals in Salvador, Bahia, Brazil. Data were collected by interview between November 2017 and April 2018. The participants were 13 women. Data systematization was performed by Bardin's theoretical framework. Results two scientific categories emerged: Nursing care permeated by satisfaction; and care permeated by vertical relationships and feelings of abandonment. The women verbalized satisfaction with Nursing care, related to the application of non-pharmacological methods for pain relief, support and promotion of well-being, despite the vertical-oriented process of relationships and the absence of professional follow-up. Conclusion women's perception about Nursing care received during the normal delivery process was dichotomous.
Descritores: Percepção
Parto Humanizado
Parto Normal
Cuidados de Enfermagem
Enfermagem Obstétrica
-Tocologia
Obstetrícia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde



página 1 de 35 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde