Base de dados : LILACS
Pesquisa : H02.478.676.590 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 365 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 37 ir para página                         

  1 / 365 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-897495
Autor: Sé, Aline Coutinho Sento; Silva, Thiago Augusto Soares Monteiro da; Figueiredo, Nébia Maria Almeida de.
Título: Ambientes do cuidar e a síndrome de burnout: um estudo com enfermeiros do pré-hospitalar / Ambientes del cuidar y la síndrome de burnout: un estudio con enfermeros del prehospitalaria / Healthcare settings and the burnout syndrome: a study with prehospital care nurses
Fonte: Rev. baiana enferm;31(3):e17931, 2017. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos identificar os ambientes em que os enfermeiros do Corpo de Bombeiros realizam atendimentos pré-hospitalares e discutir as implicações desses ambientes do cuidar com o desenvolvimento da síndrome de burnout. Método pesquisa exploratória com 105 enfermeiros atuantes em ambulâncias. Para a coleta de dados, foram visitados 23 quartéis durante os meses de março a maio de 2014. Foi realizada a análise de conteúdo dos dados coletados nos instrumentos respondidos pelos participantes. Resultados os atendimentos são realizados em ambientes abertos e fechados que proporcionam reações diferentes nos profissionais. Foram encontrados dois determinantes adoecedores: os ambientes fechados, relacionados às residências e a atendimentos de baixo risco, e os ambientes abertos, relacionados à periculosidade das comunidades. Conclusão os ambientes estão relacionados ao risco para o adoecimento pela síndrome de burnout, por contribuírem com momentos de estresse, desespero, tristeza, exaustão emocional, despersonalização e baixa realização profissional.

Objetivos identificar los ambientes en que los enfermeros del Cuerpo de Bomberos realizan atendimientos prehospitalarios y discutir las implicaciones de esos ambientes del cuidar con el desarrollo de la síndrome de burnout. Método investigación exploratoria, con 105 enfermeros actuantes en ambulancias. Para la recolecta de datos, fueron visitados 23 cuarteles durante los meses de marzo a mayo de 2014. El análisis de contenido de los datos recolectados se realizó a partir de los instrumentos respondidos por los participantes. Resultados los atendimientos son realizados en ambientes abiertos y cerrados que proporcionan reacciones diferentes en los profesionales. Se encontraron dos motivos para dolencias determinantes: los ambientes cerrados, relacionados a las residencias y a los atendimientos de bajo riesgo y, los ambientes abiertos, relacionados a la peligrosidad de las comunidades. Conclusión los ambientes están relacionados al riesgo de adolecer por la síndrome de burnout, por contribuir con momentos de estrés, desespero, tristeza, agotamiento emocional, despersonalización y baja realización profesional.

Objectives to identify the environments where Fire Department nurses provide prehospital care, and to discuss the implications of these care settings with the development of burnout syndrome. Method exploratory research with 105 nurses working in ambulances. For data collection, 23 quarters were visited from March to May 2014. The content of data collected in the instruments answered by the participants was analyzed. Results care is provided in open and closed settings that create different reactions in the professionals. Two determinants of disease were found: closed settings, related to residences and to low-risk care, and open settings, related to the dangerousness of communities. Conclusion environments are related to the risk for burnout syndrome because they contribute with moments of stress, despair, sadness, emotional exhaustion, depersonalization, and low professional achievement.
Descritores: Condições de Trabalho
Assistência Pré-Hospitalar
Esgotamento Psicológico
Enfermagem do Trabalho
-Saúde do Trabalhador
Enfermeiras e Enfermeiros
Limites: Humanos
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería


  2 / 365 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-897492
Autor: D'Oliveira, Camila Arantes Ferreira Brecht; Almeida, Caroline Muller; Souza, Norma Valéria Dantas de Oliveira; Pires, Ariane da Silva; Madriaga, Luiz Carlos Veiga.
Título: Prazer e sofrimento no trabalho: perspectivas de docentes de enfermagem / Placer y sufrimiento en el trabajo: perspectivas de docentes de enfermería / Pleasure and suffering at work: perspectives of nursing professors
Fonte: Rev. baiana enferm;31(3):e20297, 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos descrever as atividades desenvolvidas pelos docentes de enfermagem e analisar a percepção desses profissionais acerca de suas atividades no trabalho, considerando as situações geradoras de prazer e de sofrimento. Método pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória. O cenário de coleta foi uma faculdade de enfermagem pertencente a uma universidade pública do município do Rio de Janeiro. Os participantes foram 16 docentes de enfermagem. Os dados foram coletados mediante aplicação de entrevista semiestruturada e tratados por meio da análise de conteúdo. Resultados evidenciou-se que o docente desenvolve uma diversidade de atividades que permitem a sensação de prazer e também remetem ao sofrimento. Conclusão o prazer e o sofrimento estão presentes no cotidiano docente, sendo o sofrimento referido a questões atreladas aos preceitos neoliberais, que vêm fundamentando o desenvolvimento do trabalho nos serviços de ensino público.

Objetivos describir las actividades desarrolladas por los docentes de enfermería y analizar la percepción de esos profesionales sobre sus actividades en el trabajo, considerando las situaciones generadoras de placer y de sufrimiento. Método investigación con enfoque cualitativo, descriptivo y exploratorio. El escenario de la recolecta fue una facultad de enfermería perteneciente a una universidad pública del municipio de Rio de Janeiro. Los participantes fueron 16 docentes de enfermería. Los datos fueron recolectados mediante entrevista semiestructurada y tratados a través del análisis de contenido. Resultados se constató que el docente desarrolla una variedad de actividades que lo conducen a una sensación de placer y, también, lo remiten al sufrimiento. Conclusión el placer y el sufrimiento están presentes en el cotidiano docente, siendo el sufrimiento referido a cuestiones relacionadas a los preceptos neoliberales, que vienen orientando el desarrollo del trabajo en los servicios de enseñanza pública.

Objectives to describe the activities developed by nursing professors and to analyze their perception of work activities, considering situations that cause pleasure and suffering. Method a qualitative, descriptive, and exploratory study was performed. The place of collection was the school of nursing of a public university in the city of Rio de Janeiro, Southeast of Brazil. Participants were 16 nursing professors. Data were collected with the application of a semi-structured interview and treated with content analysis. Results professors developed a series of activities that create feelings of pleasure, while causing suffering as well. Conclusions pleasure and suffering are found in the routine of professors. In addition, suffering refers to questions associated with neoliberal concepts, which have been the foundation of work development in public education services.
Descritores: Estresse Psicológico
Condições de Trabalho
Docentes de Enfermagem
Enfermagem do Trabalho
-Ensino
Prazer
Limites: Humanos
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería


  3 / 365 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-772271
Autor: Hermosilla-Ávila, Alicia; Paravic-Klijn, Tatiana; Valenzuela-Suazo, Sandra.
Título: Fuerza laboral que envejece, ¿qué hacer ante esta tendencia? / Ageing workforce: What do to this trend?
Fonte: Cienc. Trab;17(54):166-170, dic. 2015.
Idioma: es.
Resumo: OBJETIVO: Conocer las diversas implicancias del envejecimiento en la fuerza laboral activa, sus consecuencias y las posibles estrategias ante esta tendencia desde el punto de vista de la salud y la enfermería del trabajo. MÉTODO: Se realizó una revisión narrativa consultando diversas bases de datos y textos relacionadas con la temática. DESARROLLO: Se exponen diferentes enfoques del envejecimiento de las personas trabajadoras, considerando su desarrollo humano como un fenómeno multidimensional, que involucra una serie de consecuencias que afectan directamente al desempeño laboral actual. De este modo, se analizan los desafíos enmarcados en las necesidades de salud convocadas por los muchos problemas del adulto trabajador envejecido y se proyecta una serie de estrategias ante esta tendencia. CONCLUSIONES: El envejecimiento de la fuerza laboral y los años de vida socialmente productivos se ven influenciados por varios factores, en donde la condición de salud delimita la calidad y prolongación del período de trabajo activo, por lo cual, el rol de enfermería es preponderante en la protección de la salud y la prevención de accidentes y enfermedades profesionales, guiando por medio de su rol promotor a diversas entidades, fomentando la intersectorialidad con involucramiento de la familia, la comunidad, las empresas y entes afines al trabajador, con el objetivo de propiciar lineamientos y oportunidades para un envejecimiento activo y saludable.

OBJECTIVE: To know the various implications of aging on the active labor force, its consequences and possible strategies to this trend from the point of view of health and nursing work. METHOD: Narrative review made by consulting various databases and texts related to the topic. DEVELOPMENT: In the study are exposed different approaches the aging of working people, given its human development as a multidimensional phenomenon that involves a series of consequences that directly affect the actual job performance. Thus, are analyzed the challenges framed in health needs convened by the many problems of the aged adult worker and a number of strategies projected with this trend. CONCLUSIONS: The aging of the workforce and socially productive years of life are influenced by several factors, where the health condition defines the quality and extension of the period of active work, so the nursing role is predominant in the health protection and prevention of occupational accidents and diseases, through its leading role in promoting in various entities, promoting intersectoral involvement with the family, the community, companies and entities related to the worker, with the aim of promoting guidelines and opportunities for an active and healthy aging.
Descritores: Envelhecimento
Saúde do Trabalhador
Recursos Humanos
Categorias de Trabalhadores
-Enfermagem do Trabalho
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 365 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-647378
Autor: Silva, Larissa Gutierrez da; Yamada, Kiyomi Nakanishi.
Título: Estresse ocupacional em trabalhadores de uma unidade de internação de um hospital-escola / Occupational stress in employees of a unit of internment of a trainee-hospital
Fonte: Ciênc. cuid. saúde;7(1):98-105, jan.-mar. 2008.
Idioma: pt.
Resumo: O estresse ocupacional é resultante de uma relação desarmônica entre o trabalhador e o trabalho, podendodesencadear transtornos pessoais, familiares e ocupacionais. O presente estudo tem como objetivo identificar osníveis de estresse dos profissionais de uma unidade de internação de adultos de um hospital-escola. Foi utilizadoo Job Scale Stress adaptado para o português como Escala de Estresse no Trabalho, que possui 17 questõespara avaliar as dimensões - demanda psicológica, controle (discernimento intelectual e autoridade) e apoiosocial. Trata-se de um estudo de caráter descritivo, com análise quantitativa dos dados. Participaram da pesquisa 59 trabalhadores. Os resultados demonstraram escore alto para as dimensões demanda e controle eescore baixo para a dimensão apoio social, indicativo de sofrimento psíquico e estresse. Conclui-se que énecessária a inclusão de novas estratégias e o aprimoramento das já existentes no sentido de reduzir os níveisde estresse dos trabalhadores.

Occupational stress is a result of an anti-symmetrical relation between the employees and their jobs, and it cancause some personal distress, in a family and at work as well. This present study has the purpose to identify thelevels of stress in employees from a unit of internment of a trainee-hospital. “Job Scale Stress” was used in aversion adapted to portuguese as Escala de Estresse no Trabalho that contains seventeen questions to evaluatethe dimensions - psychological demand, control (intellectual discernment and authority) and social support. It is adescriptive study, with quantitative analysis of the data. Participated of the research 59 employees. The resultshave demonstrated high score on demand and control and low score on social support dimensions, whatindicates a psychological suffering and stress. It was concluded that, it is necessary the inclusion of newstrategies, and improvement on the ones already existent, to reduce the employees level of stress.

El estrés ocupacional es el resultado de una relación de desarmonía entre el trabajador y el trabajo, en el que sepuede desencadenar trastornos personales, familiares y ocupacionales. El estudio tiene por objetivo identificarlos niveles de estrés de los profesionales de un sector de internación de adultos de un hospital escuela. Fueutilizado el Job Scale Stress adaptado para la lengua portuguesa como Escala de Estresse no Trabalho, queposee diecisiete cuestiones para evaluar las dimensiones – demanda psicológica, control (discernimientointelectual y autoridad) y apoyo social. Se trata de un estudio de carácter descriptivo, con análisis cuantitativo delos datos. Cincuenta y nueve trabajadores participaron de la pesquisa. Los resultados mostraron un alto gradopara las dimensiones demanda y control, y bajo para la dimensión apoyo social, indicando sufrimiento psíquico y estrés. Se puede concluir que es necesaria la inclusión de nuevas estrategias y perfeccionamiento de las ya existentes en el sentido de reducir los niveles de estrés de los trabajadores.
Descritores: Enfermagem do Trabalho
Esgotamento Profissional
Saúde do Trabalhador
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  5 / 365 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120528
Autor: Zatti, Maria Laura Rebouças.
Título: Vínculos empregatício e comprometimento da enfermeira no trabalho hospitalar / Employment bonds and commitment of nurses in hospital work.
Fonte: Salvador; s.n; 2007. 199P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Este trabalho objetiva descrever o grau de comprometimento das enfermeiras com diferentes vínculos empregatícios, em relação à organização hospitalar e a profissão/carreira. Analisa-se o comprometimento na vertente organizacional, buscando-se identificar como os indivíduos podem comprometer-se a partir de diferentes processos psicológicos que lhes dão embasamento, nas bases afetiva, instrumental e normativa atitudinais. A análise da perspectiva atitudinal permite compreender como se articulam os vínculos dos indivíduos com diferentes focos (organização, trabalho, carreira). Trata-se de um estudo de caso, de abordagem quantitativa, com método descritivo, analítico - dedutivo desenvolvido em um hospital público, de grande porte, situado em Feira de Santana, Bahia ­ Brasil. De um universo constituído de 146 enfermeiras, selecionou-se uma amostra de 90 enfermeiras, sendo 45 com contrato de trabalho permanente, denominadas estatutárias, e 45 com contrato de trabalho por prazo determinado, denominadas contratadas pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). O instrumento de coleta de dados foi o questionário, composto de nove itens que integram o Organizational Commitment Questionnaire (OCQ), acrescentandose dados pessoais e profissionais para identificar o perfil de cada grupo. A análise deu-se com a utilização do programa Statistical Porckarge for Social Science (SPSS) versão 11.0, submetendo-se à prova estatística teste t de Student para a comparação entre os grupos. Os resultados demonstram que nos dois grupos analisados predominam moderados escores de comprometimento. Com a organização hospitalar, as enfermeiras com vínculo de estatutárias apresentam-se mais comprometidas do que com vínculo de contrato REDA, sendo que dentre as estatutárias, as com idade maior, casadas, sem pós-graduação, que trabalham na assistência, com jornada de trabalho de 30 horas semanais, e com um único vinculo de trabalho apresentaram as maiores médias de comprometimento. Ao se caracterizarem as bases afetiva, instrumental e normativa do comprometimento das enfermeiras com a organização, observase que as contratadas são mais comprometidas com a base instrumental, enquanto que as estatutárias comprometem-se mais com a base normativa, comprovando-se uma das hipoteses deste estudo. Em relação à carreira, as enfermeiras contratadas apresentam-se mais comprometidas do que as estatutárias, embora estes resultados não revelem diferenças estatisticamente significantes entre os dois grupos, na maioria das variáveis estudadas. Os resultados delineiam o perfil dos grupos, encontrando respaldo na literatura examinada e em algumas semelhanças com estudos realizados sobre a temática. Ao se investigar o micro espaço organizacional hospitalar, conclui-se que os resultados do presente estudo podem contribuir na formulação de Políticas de Gestão do Trabalho em Servi;os de Saúde que estimulem o comprometimento das trabalhadoras da enfermagem com a organização hospitalar, o que significa remover possíveis entraves na consolidação do Sistema Único de Saúde brasileiro.(AU)
Descritores: Administração de Recursos Humanos em Hospitais
Categorias de Trabalhadores
Enfermeiras e Enfermeiros
Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital
-Enfermagem do Trabalho/organização & administração
Limites: Humanos
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  6 / 365 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Menezes, Maria do Rosário de
Texto completo
Id: lil-759644
Autor: Silva, Eduardo Nunes da; Matias, Alexandra de Oliveira; Lima, Patricia Julimeire Cunha Fagundes de; Menezes, Maria do Rosário de.
Título: Morbidade e mortalidade por acidentes de trabalho em idosos no brasil / Morbidity and mortality caused by work accidents in elderly in brazil / Morbilidad y mortalidad de mayores por accidentes de trabajo en brasil
Fonte: Rev. baiana enferm;27(1):42-51, jan.-abr. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: Os riscos dos indivíduos sofrerem acidentes de trabalho são inerentes ao processo produtivo e podem ocorrer com pessoas de diversas faixas etárias, inclusive idosos. Trata-se de pesquisa quantitativa, descritiva, com objetivo de identificar as taxas de incidência de acidentes de trabalho típico, de trajeto e de mortalidade específica em idosos no Brasil, de 2008 a 2010. Realizou-se consulta no banco de dados do Departamento de Informática do SUS em meio eletrônico em janeiro de 2013. A análise foi realizada através de frequência simples. As regiões Sul e Centro-Oeste, os estados do Rio Grande do Sul e Mato Grosso apresentaram maiores índices dos indicadores de morbidade. Em relação às taxas de mortalidade, a região Centro-Oeste e o estado do Mato Grosso novamente apresentaram maior índice. Este resultado é relevante para profissionais de saúde, sobretudo de enfermagem, para nortear estratégias de promoção, prevenção e cuidados com a saúde da população idosa trabalhadora.

The risks of individuals to have work accidents are inherent to the production process and may occur with people of different ages, including elderly people. This is a quantitative and descriptive research, with the objective of identifying the incidence rates of typical work accidents, commuting and specific mortality of elderly in Brazil, from 2008 to 2010. An examination was held in the database of the Department of Informatics of SUS (The Brazilian Unified health System) in January 2013. The analysis was performed using simple frequency. The South region and Midwest region, the states of Rio Grande do Sul and Mato Grosso showed higher rates of morbidity indicators. In relation to mortality, the Midwest region and the state of Mato Grosso had higher again. This result is relevant to health professionals, especially nurses, to guide strategies for promotion, prevention and health care of the elderly worker.

Los riesgos de sufrir accidentes de trabajo son inherentes al proceso productivo y pueden ocurrir en personas de diferentes grupos de edad, inclusive a los mayores. Se trata de un estudio con enfoque cuantitativo y descriptivo, con el objetivo de identificar los índices de incidencia de accidentes de trabajo típicos, de trayecto y de mortalidad específica de los mayores en Brasil, de 2008 a 2010. La consulta se realizó en la base de datos del Departamento de Informática del SUS, en enero de 2013. El análisis se realizó a través de frecuencia simple. Las regiones Sur y Centro Oeste, así como los estados de Rio Grande do Sul y Mato Grosso, presentaron mayores tasas de morbilidad. En cuanto a la mortalidad, la región Centro-Oeste y el estado de Mato Grosso presentaron, nuevamente, mayores tasas. Este resultado es relevante para los profesionales de la salud, especialmente de enfermería, para orientar las estrategias de promoción, de prevención y cuidados con la salud de las personas mayores trabajadoras.
Descritores: Idoso
Acidentes de Trabalho/mortalidade
Enfermagem do Trabalho
-Morbidade
Tipo de Publ: Conjunto de Dados
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  7 / 365 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1114686
Autor: Gil de Alcantara, Vanessa Carine; Costa Rosa Andrade Silva, Rose Mary; Ramos Pereira, Eliane; Melo da Silva, Dejanilton; Pinto Flores, Isadora.
Título: O trabalho no trânsito e a saúde dos motoristas de ônibus: estudo fenomenológico / Traffic work and health in bus drivers: phenomenological study
Fonte: Av. enferm;38(2):159-169, May-Aug. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Objetivo: compreender as percepções dos motoristas de ônibus quanto às vivências no trabalho e aos impactos em seu corpo. Métodos: estudo descritivo pautado no pensamento do fenomenólogo Maurice Merleau-Ponty, realizado em uma garagem de ônibus, de julho 2017 a janeiro de 2018. Foram entrevistados 24 motoristas de ônibus, com mais de dois anos de profissão. As perguntas abertas do roteiro de entrevista fenomenológica possibilitaram a livre expressão dos significados do trabalho sobre a saúde. Resultados: as relações interpessoais no trânsito impactam diretamente o estado físico e psicológico, e a relação com o tempo influencia o comportamento dos condutores. Conclusão: melhorias no trabalho e nas relações interpessoais são necessárias a fim de garantir a preservação da saúde do motorista de ônibus, que é parte essencial no processo de deslocamento da população, e atenção à saúde mental dos motoristas é pouco valorizada, mas indispensável para o trabalho com pessoas.

Resumen Objetivo: entender las percepciones de los conductores de autobuses en cuanto a las experiencias en el trabajo y los impactos en sus cuerpos. Métodos: estudio descriptivo basado en el pensamiento de fenomenólogo Maurice Merleau-Ponty, realizado en un garaje de autobuses de julio de 2017 a enero de 2018. Se entrevistaron 24 conductores de autobuses, con más de dos años en la ocupación. Las preguntas abiertas del guion de la entrevista fenomenológica permitieron la libre expresión del significado del trabajo sobre la salud. Resultados: las relaciones interpersonales en el tránsito afectan directamente el estado físico y psicológico, y la relación con el tiempo influye en el comportamiento de los conductores. Conclusión: mejoras en el trabajo y en las relaciones interpersonales son necesarias para garantizar la preservación de la salud del conductor de autobús, que es una parte esencial en el proceso de desplazamiento de la población, y la atención a la salud mental de los conductores es poco valorada, pero indispensable para el trabajo con personas.

Abstract Objective: To understand the perceptions of bus drivers as to the experiences at work and the impacts on their bodies. Methods: Descriptive study based on the phenomenological approach by scholar Maurice Merleau-Ponty, held at a bus garage in the period from July 2017 to January 2018. Twenty-four bus drivers with more than two years of occupation were interviewed. Open-ended questions in the interview script allowed free expression of the phenomenological meanings of work on health. Results: Interpersonal relations directly affect bus drivers' physical and psychological state. Besides, the relationship with time in traffic influences their behavior. Conclusion: Improvements in work and interpersonal relations are necessary in order to ensure the preservation of bus drivers' health, as an essential part for the displacement of the population. Attention to drivers' mental health is little valued, although it becomes essential for a people-related type of work, such as this.
Descritores: Trabalho
Impactos na Saúde
Pesquisa Qualitativa
Existencialismo
Enfermagem do Trabalho
-Percepção
Comportamento
Ocupações
Limites: Humanos
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: CO136.1 - Biblioteca


  8 / 365 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120387
Autor: Guimarães, Zelma Miriam Barbosa.
Título: Qualidade de vida de trabalhadores com distúrbios osteomusculares em Salvador / The quality of life of workers with musculoskeletal disorders in Salvador.
Fonte: Salvador; s.n; 2013. 131P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A qualidade de vida tem se tornado um tema importante na sociedade atual e muito discutido nas últimas décadas. Constitui-se em objetivo geral da pesquisa: analisar o nível de qualidade de vida de pessoas com distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho em Salvador antes e após os distúrbios. Estudo de corte transversal, quantitativo, não experimental, realizado em ambulatórios, clínicas de fisioterapia, serviço médico e centro de atenção à saúde do trabalhador. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi a Escala de Qualidade de vida para Portadores de Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e inferencial. Realizado teste t e Análise de Variância para avaliar se houve diferença nas dimensões de qualidade de vida entre os grupos e a regressão linear para testar o poder preditivo das variáveis quantitativas. Adotou-se o nível de significância estatística de 5%. A amostra foi constituída de 212 trabalhadores. Quanto ao local da coleta, predominou um ambulatório Federal; a média de idade foi de 46,4 anos; predominaram mulheres, estado civil casados e o nível médio completo de escolaridade; a renda mensal entre 1 a 3 salários mínimos; a jornada de trabalho mais de 40 horas; 12,4 anos na função que causou os distúrbios e 2,4 anos o tempo médio que procuraram atendimento médico após os sintomas; 3,4 anos afastados do trabalho e 3,7 anos a quantidadade de afastamentos. A ocupação predominou escriturário, os diagnósticos a Síndrome Túnel do Carpo, problemas de saúde adquiridos após os distúrbios, a depressão; e o tratamento que realizam após os distúrbios é o não medicamentoso. Na análise geral do construto, foi verificado que a média de qualidade de vida piorou após os distúrbios para todos os domínios (p<0,001). Este resultado demontra a sensibilidade da escala em detectar mudanças de qualidade de vida. Verificou-se que os homens (4,18, DP=0,63) possuem uma média de qualidade de vida inferior às mulheres (4,03, DP=0,50). A variável renda, na dimensão psicológica, apresentou diferença significativa (p<0,005). Comparações post hoc com o teste de Tukey mostraram que os trabalhadores com renda de até 1 salário mínimo (5,03, DP=0,93) possuem qualidade de vida inferior aos com renda entre 3 a 6 salários mínimos (4,49, DP=0,90). Na análise de regressão simples, nenhuma das variáveis apresentou correlação significante. Concluiu-se que o nível de qualidade de vida apresenta diferenças significantes em todos os domínios entre o antes e o após os distúrbios osteomusculares.(AU)
Descritores: Qualidade de Vida
Riscos Ocupacionais
Transtornos Traumáticos Cumulativos
Serviços de Saúde do Trabalhador
-Condições de Trabalho
Enfermagem do Trabalho
Limites: Humanos
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  9 / 365 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1121107
Autor: Santos, Cristiane Magali Freitas dos.
Título: Dinâmica do prazer-sofrimento na organização do trabalho da enfermeira / Dynamics of pleasure-suffering in the work organization of nurses.
Fonte: Salvador; s.n; 2008. 135P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Trata-se de um estudo de caso exploratório com abordagem qualitativa com aporte quantitativo, fundamentada na concepção teórico-filosófico da psicodinâmica do trabalho de Dejours, com o objetivo de analisar como a organização do trabalho se relaciona com a dinâmica prazer-sofrimento no trabalho da enfermeira em um hospital privado da cidade de Salvador. A coleta de dados foi realizada através das técnicas de entrevista individual e coletiva e com a aplicação de um inventário com escala de indicadores prazer-sofrimento no trabalho. A amostra foi constituída de enfermeiras gestoras e da assistência no total de trinta e sete (75%) das quarenta e nove enfermeiras do hospital estudado. Os dados empíricos resultantes das entrevistas foram analisados, considerando os núcleos de sentido definidos pela análise categorial de Bardin e conformaram quatro categorias, a saber: A relação entre a organização do trabalho e a dinâmica prazer-sofrimento; As relações profissionais mobilizando sentimentos de prazer e de sofrimento; Condições de trabalho e a dinâmica do sofrimento; Estratégias coletivas e individuais na ressignificacão do sofrimento. Os resultados do inventário e da análise categorial foram submetidos a uma análise por triangulação de dados, numa construção dialética com os pressupostos da psicodinâmica do trabalho de Dejours. Na fala das enfermeiras emergiam comparações sobre a forma como o seu trabalho se organiza nos diferentes vínculos empregatícios, o que contribuiu para a análise sobre a relação entre a organização inflexível e as vivências de frustração, indignação e sofrimento no trabalho. A rigidez na comunicação, a ausência de um planejamento formal e participativo, a inexistência de um plano de cargos e salários e a insegurança gerada pelo vínculo empregatício cooperativado foram referidas como condições desfavoráveis ao prazer, mas que não interferem no desejo de pertencer ao hospital estudado, considerado como um espaço de crescimento profissional. O resultado, alinhado ao pressuposto da psicodinâmica do trabalho, favoreceu a análise de como a organização do trabalho se relaciona com a dinâmica do prazersofrimento. Foi possível identificar a utilização de estratégias individuais e coletivas, como a negação, minimização ou racionalização do sofrimento, a definição de regras de convivência grupal como forma de enfrentar os constrangimentos e favorecer a ressignificacão do sofrimento em prazer no trabalho. Espera-se que o estudo venha a contribuir para uma reflexão mais profunda sobre a organização do trabalho da enfermeira no âmbito hospitalar. (AU)
Descritores: Estresse Psicológico
Condições de Trabalho
Riscos Ocupacionais
Prazer
Satisfação no Emprego
Enfermeiras e Enfermeiros
-Saúde do Trabalhador
Enfermagem do Trabalho
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  10 / 365 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1137045
Autor: Vieira, Katia Maria Rosa; Vieira Jr, Francisco Ubaldo; Bittencourt, Zélia Zilda Lourenço de Camargo.
Título: Subnotificação de acidentes de trabalho com material biológico de técnicos de enfermagem em hospital universitário / Subinforme de accidentes laborales con material biológico de técnicos de enfermería en un hospital universitario / Underreporting of occupational accidents with biological material of nursing technicians in a university hospital
Fonte: Rev. baiana enferm;34:e37056, 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: quantificar a subnotificação e motivos do não registro dos acidentes de trabalho com material biológico de técnicos de enfermagem em hospital universitário. Método: pesquisa de corte transversal quantitativa com proporção amostral de 25%. Participaram 275 profissionais de 9 unidades que responderam questionário sobre risco ocupacional. Resultados: foram relatados 747 acidentes, sendo 71% não notificados. As variáveis: horário de trabalho, unidades e tipos de exposição foram correlacionadas estatisticamente à subnotificação (p < 0,05). Os motivos para não registro: "Quem trabalha na enfermagem sofre acidente com material biológico" apresentou 3,5 vezes mais chances de subnotificar acidente percutâneo com sangue; e "A saída pode sobrecarregar colegas de trabalho" teve 2,3 vezes mais chances de subnotificar acidente mucocutâneo. Conclusão: as subnotificações dos acidentes foram 2,4 vezes maiores que as notificações, com predomínio da exposição mucocutânea e os principais motivos foram relacionados à pouca percepção sobre o risco ocupacional e a sobrecarga de trabalho.

Objetivo: cuantificar la sub-notificación y las razones para no registrar accidentes de trabajo con material biológico de técnicos de enfermería en un hospital universitario. Método: investigación transversal cuantitativa con una proporción de muestra del 25%. Los participantes fueron 275 profesionales de nueve unidades que respondieron un cuestionario sobre el riesgo laboral. Resultados: se notificaron 747 accidentes, 71% de los cuales no fueron reportados. Las variables: horas de trabajo, unidades y tipos de exposición se correlacionaron estadísticamente con la sub-notificación (p< 0.05). Las razones para no registrar: "Quienes trabajan en enfermería sufren accidentes con material biológico" fueron 3,5 veces más propensas a sub-reportar accidente de sangre percutáneo; y "La producción puede sobrecargar a los compañeros de trabajo" era 2,3 veces más probable que notificara un accidente mucocutáneo. Conclusión: la sub-notificación de accidentes fue 2,4 veces mayor que las notificaciones, con predominio de la exposición mucocutánea y las principales razones estaban relacionadas con la baja percepción del riesgo laboral y la sobrecarga de trabajo.

Objective: to quantify the underreporting and reasons for not recording occupational accidents with biological material of nursing technicians in a university hospital. Method: quantitative cross-sectional research with a sample proportion of 25%. Participants were 275 professionals from nine units who answered a questionnaire about occupational risk. Results: 747 accidents were reported, 71% of which were not reported. The variables: working hours, units and types of exposure were statistically correlated with underreporting (p< 0.05). The reasons for not recording: "Nursing work leads to accidents with biological material" were 3.5 times more likely to underreport percutaneous blood accident; and "Leaving the unit can overload co-workers" was 2.3 times more likely to report mucocutaneous accident. Conclusion: the underreporting of accidents was 2.4 times higher than the notifications, with predominance of mucocutaneous exposure and the main reasons were related to the low perception of occupational risk and work overload.
Descritores: Riscos Ocupacionais
Acidentes de Trabalho/estatística & dados numéricos
Notificação
Derramamento de Material Biológico
Técnicos de Enfermagem
Enfermagem do Trabalho
-Inquéritos e Questionários
Saúde do Trabalhador
Hospitais Universitários
Limites: Humanos
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería



página 1 de 37 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde