Base de dados : LILACS
Pesquisa : HP4.018.592.653 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-669543
Autor: Miranda, G. S; Santana, G. S; Machado, B. B; Coelho, F. P; Carvalho, C. A.
Título: Atividade antibacteriana in vitro de quatro espécies vegetais em diferentes graduações alcoólicas / In vitro antibacterial activity of four plant species at different alcoholic contents
Fonte: Rev. bras. plantas med;15(1):104-111, 2013. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Neste trabalho foi realizada a caracterização fitoquímica e avaliada a atividade antibacteriana in vitro dos extratos de Ageratum conyzoides L. (mentrasto), Gossypium hirsutum (algodão), Phyllanthus tenellus (quebra pedra), e Polygonum hydropiperoides (erva de bicho) frente à Staphylococcus aureus e Escherichia coli. Para a avaliação da atividade antibacteriana foi utilizado o método de difusão em ágar. Os testes foram realizados com o extrato nas graduações alcoólicas de 0 a 100% (v/v), na proporção de 20% (m/v - massa/extrator). Os testes fitoquímicos constataram a presença de açucares redutores, compostos fenólicos, flavonoides, taninos, triterpenos, e esteróides nas quatro espécies. O crescimento das culturas de S. aureus foi inibido por todos os extratos, com exceção do extrato de Mentrasto. A maior atividade de inibição foi observada pelo extrato de quebra pedra. Entretanto, nenhum dos extratos foi capaz de inibir o crescimento das cepas de E. coli. Os resultados são promissores, visto que três das quatro plantas selecionadas demonstraram possuir substâncias antibacterianas, o que motiva estudos subsequentes para o isolamento e identificação dos princípios ativos responsáveis por essa atividade, com potencial de uso na indústria farmacêutica.

In this study, phytochemical characterization was conducted and the in vitro antibacterial activity of extracts of Ageratum conyzoides L. (whiteweed), Gossypium hirsutum (cotton), Phyllanthus tenellus (shatterstone) and Polygonum hydropiperoides (swamp smartweed) was evaluated against Staphylococcus aureus and Escherichia coli. To assess the antibacterial activity, the agar diffusion method was used. Tests were performed with the extract at alcoholic contents from 0 to 100% (v/v), at 20% proportion (m/v - mass/extractor). Phytochemical tests indicated the presence of reducing sugars, phenolic compounds, flavonoids, tannins, triterpenes and steroids in all four species. The growth of S. aureus cultures was inhibited by all extracts, except for whiteweed extract. The highest inhibitory activity was observed for shatterstone. However, none of the extracts was capable of inhibiting the growth of E. coli strains. Results are promising since three of the four selected plants showed to have antibacterial substances, which stimulates further studies for the isolation and the identification of active principles responsible for this activity, with potential to be used in the pharmaceutical industry.
Descritores: Ageratum/efeitos adversos
Antibacterianos/análise
Gossypium/efeitos adversos
Extratos Vegetais/análise
-Escherichia coli/isolamento & purificação
Phyllanthus/efeitos adversos
Fitoterapia/instrumentação
Polygonum hydropiperoides/efeitos adversos
Staphylococcus aureus/isolamento & purificação
Tipo de Publ: Técnicas In Vitro
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde