Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.198.240.856.350 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2152 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 216 ir para página                         

  1 / 2152 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-783561
Autor: Arruda da Silva, Priscila; Lerch Lunardi, Valéria; Lerch Lunardi, Guilherme; Algeri, Simone; Souza, Tamara.
Título: Reporting of violence against children and adolescents in a protective institution in southern Brazil / Notificación de la violencia contra los niños y adolescentes en una institución de protección en el sur de Brasil / Notificação de violência contra crianças e adolescentes em uma instituição de proteção no sul do Brasil
Fonte: Invest. educ. enferm;34(1):152-161, Jan.-Apr. 2016. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Objective.This study aimed to analyze the reports of violence against children and adolescents in the period between January 2009 and May 2014 in a municipality protection institution of Rio Grande, RS. Methods. This is a descriptive and documentary study with a quantitative approach that analyzed 800 medical records of Specialized Reference Center for Social Assistance (CREAS), from the development of a research instrument containing the study variables. Results. The results show that 44.5% of the notifications sent to the protection of organs were carried out by family members and evidence of physical signs was the reason that triggered them (34%). The dismissing by abandonment of families is very present in the institution (36.9%), which possibly supports the maintenance of the cycle of violence. Conclusion. The results of this study show that although there were improvements regarding the notification by the family, the number of notifications made by the health and education sectors are still reduced, thereby increasing the need for more effective and articulated actions in these sectors.

Objetivo.Analisar las notificaciones de violencia contra niños y adolescentes en el período comprendido entre enero de 2009 a mayo de 2014 en una institución de protección del municipio do Rio Grande, RS. Métodos. Se trata de un estudio descriptivo y documental de abordaje cuantitativo en el que fueron analizados 800 prontuarios del Centro de Referencia Especializado en Asistencia Social (CREAS), a partir de la elaboración de un instrumento de investigación que contenía las variables de estudio. Resultados. El 44.5% de las notificaciones remitidas a los organismos de protección fueron realizadas por los familiares y una proporción pequeña fue reportada por las instituciones de salud y por las escuelas (4% cada una). La evidencia de signos físicos de violencia fue el principal motivo que desencadenó la denuncia (34%). El desligamiento por el abandono de las familias fue bastante frecuente en la institución (36.9%), corroborando posiblemente el mantenimiento del ciclo de violencia. Conclusión. Los resultados de este estudio muestran que el número de notificaciones realizadas por los sectores salud y educación son muy reducidas, y que se necesitann acciones más efectivas y articuladas de estos sectores para la atención.

Objetivo.Analisar as notificações de violência contra crianças e adolescentes, no período compreendido entre janeiro de 2009 e maio de 2014 em uma instituição de proteção do município do Rio Grande, RS. Métodos. Trata-se de um estudo descritivo e documental, de abordagem quantitativa em que foram analisados 800 prontuários do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), a partir da elaboração de um instrumento de pesquisa contendo as variáveis de estudo. Resultados. A 44.5% das notificações encaminhadas aos órgãos de proteção foi realizada pelos familiares e a evidência de sinais fisicos foi o motivo que as desencadeou (34%). O desligamento por abandono das famílias é bastante presente na instituição (36.9%), corroborando possivelmente a manutenção do ciclo de violência. Conclusão. Os resultados desse estudo mostram que embora tenham ocorrido avanços em relação à notificação pelos familiares, destaca-se que o número de notificações realizadas pelo setor saúde e educação ainda se mostra reduzido, reforçando, assim, a necessidade de ações mais efetivas e articuladas desses setores.
Descritores: Enfermagem
Violência Doméstica
Notificação de Abuso
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO103.1 - Biblioteca


  2 / 2152 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Menezes, Maria do Rosário de
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: lil-735645
Autor: Menezes, Maria do Rosário de; Alves, Manuela Bastos; Souza, Andréa dos Santos; Silva, Valdenir Almeida da; Silva, Eduardo Nunes da; Oliveira, Cíntia Maria Souza.
Título: Comportamento agressivo na relação entre idoso e cuidador familiar em doenças demenciais / Aggressive behavior in the relationship between old and the family caregiver in dementias / Comportamiento agresivo en la relación entre un mayor y el cuidador familiar em demencias
Fonte: Ciênc. cuid. saúde;12(4):744-751, out.-dez. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo tem como objetivo analisar o comportamento agressivo ocorrido na relação entre idoso e cuidador familiar, registrado por meio de denúncia, em delegacias de Salvador-BA. Os dados foram coletados através de levantamento em boletins de ocorrências e de entrevistas semi-estruturadas realizadas nos domicílios dos cuidadores, vítimas de agressão dos idosos cuidados. Foram analisados mediante a técnica de análise de conteúdo, a partir da qual emergiram as seguintes categorias: percebendo a mudança de comportamento do idoso cuidado; buscando uma explicação para o comportamento agressivo do idoso cuidado; relatando a agressão sofrida; e vivenciando a expectativa de uma solução para a agressão sofrida. Concluiu-se que tanto as agressões verbais como as físicas foram de natureza não intencional. O cuidador mostrou-se despreparado para sua prática, necessitando de apoio formal. Nesse sentido, é importante estruturar uma Rede de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa, com sistema de referência para os idosos com diagnóstico de demência.

This study aims to analyze the aggressive behavior occurred in the relationship between elderly and family caregivers registered through complaint in police stations in Salvador, Bahia. Data were collected through survey data in reports and occurrences of semi-structured interviews in the homes of caregivers, victims of assault of elderly care, and were analyzed by the technique of content analysis, emerging the following categories: realizing the change of behavior of elderly care, seeking an explanation for the aggressive behavior of elderly care, reporting the assault, experiencing the expectation of a solution to the aggression. It was concluded that both the verbal and / or physical in nature were unintentional. The caretaker showed up unprepared for their practice, lacking formal support. In this sense it is important to structure a network of Health Care of the Elderly with reference system for the elderly with dementia.

Este estudio tiene como objetivo analizar el comportamiento agresivo ocurrido en la relación entre un anciano y el cuidador familiar, registrado por medio de denuncias en comisarías de Salvador-BA. Los datos fueron recolectados a través de análisis de atestados policiales y de entrevistas semiestructuradas realizadas en los domicilios de los cuidadores, víctimas de agresión de los ancianos cuidados; y se analizaron por la técnica de análisis de contenido, emergiendo así las siguientes categorías: Percibiendo el cambio de comportamiento del anciano cuidado; Buscando una explicación para el comportamiento agresivo del anciano cuidado; Relatando la agresión sufrida; y Viviendo la expectativa de una solución para la agresión sufrida. Se concluyó que tanto las agresiones verbales como las físicas fueron de naturaleza no intencional. El cuidador no se mostró preparado para su práctica, requiriendo apoyo formal. En este sentido, es importante estructurar una Red de Atención a la Salud de la Personas Anciana, con sistema de referencia para los ancianos con diagnóstico de demencia.
Descritores: Saúde do Idoso
Cuidadores
Violência Doméstica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  3 / 2152 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1177749
Autor: Meque, Etelvina Alexandre Caetano.
Título: A violência doméstica contra mulher e o atendimento jurídico na cidade de Maputo - Mocambique / Domestic violence against women and legal services in Maputo - Mozambique.
Fonte: São Paulo; s.n; 2016. 181 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introdução: A violência doméstica contra as mulheres apresenta-se, na atualidade, como relevante questão social e problema de saúde pública que afeta a maioria dos países. Portanto, não está mais restrita a países considerados do terceiro mundo e tende a ampliarse e a se generalizar. Em Moçambique pouco se investigou sobre a importância e papel das Delegacias de Mulheres no processo de implementação da Lei 29/2009 sobre Violência Doméstica contra a Mulher. Objetivo: Conhecer como profissionais de Delegacias de Mulheres acolhem e encaminham aos Tribunais os casos de violência doméstica; como interpretam o texto da lei, seu alcance, limitação e desafios na defesa dos direitos das mulheres vivendo em situação de violência na cidade de Maputo. Metodologia: Trata-se de pesquisa de natureza qualitativa, na qual foram realizadas entrevistas com 21 profissionais, operadores de Delegacias da cidade de Maputo Moçambique, que autorizaram a entrevista, segundo Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Resultados e Discussão: Os entrevistados apresentaram, em seus relatos, grande identificação com o tipo de trabalho exercido, considerando as Delegacias como espaços significativos para o reconhecimento da cidadania das mulheres, assim como um campo de atuação políticojurídica em defesa dos direitos das mesmas via atuação na implementação da Lei 29/2009. Reconhecem a relevância da Lei, tendo em vista a significativa expressão da violência como prática naturalizada, na sociedade moçambicana, pela cristalização de valores tradicionais do poder masculino sobre as mulheres, secundados por diferentes práticas culturais. Tais entrevistados Identificam alcances, mas igualmente limites no processo de implementação da mesma, destacando a importância de sua maior divulgação em todas as regiões do país, quer urbanas, sobretudo nas periferias, assim como zonas rurais. Destacam, igualmente, a necessidade de maior capacitação dos próprios agentes do setor jurídico, considerando a multiplicidade de aspectos envolvidos na prática cotidiana dos serviços, notadamente nas delegacias, em relação à aplicação e ampliação do alcance da Lei. Considerações Finais: As tradicionais práticas culturais vigentes na sociedade moçambicana apresentaram-se como aspecto limitante para a implementação da Lei, assim como a remissão das penas, prevista na Lei, que, impossibilita a punição do agressor, em termos de detenção, uma vez que substitui a mesma por prestação de serviços à comunidade, pagamento de cestabásica e/ou multas, tendo em vista, sobretudo, sua estreita relação com o artigo 37 sobre a salvaguarda da família. Diante disso, foram sugeridas, para maior alcance e efetividade na aplicação da Lei, modalidades como o trabalho reflexivo com grupos de homens, com o objetivo de desconstrução dos tradicionais valores sobre masculinidade vigentes nas relações entre homens e mulheres nessa sociedade, que mantém tanto a desigualdade quanto a iniquidade de gênero, pela permanência de tradicionais valores culturais, a exemplo do lobolo e da poligamia.

Introduction: Domestic violence against women is presented, today, as a relevant social issue and a public health problem that affects most countries. Therefore, it is no longer restricted to countries considered third world and tends to extend up and to generalize. In Mozambique little investigated on the importance and role of Police Stations for Women in Law 29/2009 implementation process on Domestic Violence against Women. Objective: To learn as Women Police Stations professionals welcome and refer to the courts cases of domestic violence; they interpret the text of the law, their scope, limitations and challenges in defending the rights of women living in situations of violence in the city of Maputo. Methodology: This is qualitative research, in which interviews were conducted with 21 professionals, operators delegacies of Maputo - Mozambique, which authorized the interview, according Term of Consent. Results and Discussion: respondents had in their accounts, great identification with the kind of exercised work, considering the police stations as significant spaces recognition of citizenship of women, as well as a political-legal field of action in defense of the rights of same via actions in the implementation of Law 29/2009. Recognize the relevance of Law, with a view to significant expression of violence as a naturalized practice in Mozambican society, the crystallization of traditional values of male power over women, seconded by different cultural practices. These respondents identified scope, but also limits the implementation of the same process, highlighting the importance of its dissemination in all regions of the country or urban areas, especially in the suburbs, and rural areas. Emphasize also the need for greater training of the agents of the legal sector, considering the multiplicity of aspects involved in the daily practice of services, particularly in police stations, in relation to the implementation and expansion of the scope of Law. Conclusions: Traditional cultural practices existing in Mozambican society is presented as a limiting aspect to the implementation of the Law, and the remission of penalties provided for in the law that prevents the punishment of the offender in terms of detention, as it replaces the same for service the community, payment basket of food staples and / or fines, with a view, above all, its close relationship with Article 37 on the "protection of the family." Thus, were suggested for greater reach and effectiveness in the application of the law, modalities such as reflective work with groups of men, in order to deconstruct the traditional values of prevailing masculinity in relationships between men and women in this society that keeps both inequality as gender inequity, the permanence of traditional cultural values, such as lobolo and polygamy.
Descritores: Valores Sociais
Direitos da Mulher
Violência Doméstica
Violência contra a Mulher
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  4 / 2152 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-834663
Autor: Monterrosa Castro, Álvaro; Arteta Acosta, Cindy; Ulloque Caamaño, Liezel.
Título: Violencia doméstica en adolescentes embarazadas: caracterización de la pareja y prevalencia de las formas de expresión / Domestic violence in pregnant adolescents: characterization of the partners and prevalence ofthe different forms of expression / Violência doméstica em adolescentes grávidas: caracterização do casal e prevalência das formas de expressão
Fonte: Iatreia;30(1):34-46, ene. 2017. tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: El embarazo en adolescentes y la violencia doméstica (VD) son problemas mundiales, cuya prevalencia está influenciada por factores culturales. Objetivo: caracterizar a las embarazadas adolescentes y a sus parejas sexuales y determinar la prevalencia de VD psicológica, física y sexual. Metodología: estudio transversal en 406 adolescentes colombianas gestantes. Se registraron las características sociodemográficas y se aplicaron las escalas Are you being abused? y Abuse Assessment Screen. La primera establece la VD por la pareja y la segunda, la VD en alguna época, en el último año o en el embarazo. Resultados: edad: 16,5 ± 1,5 años; 92,9 % en adolescencia tardía; promedio de escolaridad 9 años; deserción escolar al quedar en embarazo: 50,0 %; dependencia de los padres antes y después del embarazo: 70,0 %. Frecuencia de VD por la pareja 7,1 %; VD física 6,7 %; VD psicológica 3,7 % y VD sexual 2,2 %. VD por la pareja, el marido u otra persona: 12,4 %; maltrato físico o emocional por la pareja u otra persona: 21,7 %; miedo a la pareja: 3,4 %. El consumo de alcohol todos los fines de semana por la pareja fue un factor significativo de riesgo para VD. Conclusión: es alta la frecuencia de VD contra las adolescentes embarazadas y el consumo de alcohol por parte de la pareja es un factor de riesgo importante para sufrirlá.

Introduction: Pregnancy in adolescents and domestic violence (DV) are worldwide problems. Their prevalence is influenced by cultural factors. Objectives: To characterize pregnant adolescents and their sexual partners, and to determine the prevalence of psychological, physical and sexual DV. Methodology: Cross-sectional study of 406 Colombian pregnant teenagers. Socio-demographic data were collected, and the scales “Are you being abused?” and “Abuse Assessment Screen” were applied. The former identifies domestic violence by the partner, and the latter, DV at any moment, the last year or during pregnancy. Results: Age: 16.5 ± 1.5 years, 92.9 % were in late adolescence, average years of schooling: nine; 50 % dropped out from school when they became pregnant; 70 % depended on their parents, both before and after pregnancy. DV by the partner: 7.1 %; physical DV: 6.7 %; psychological DV: 3.7 %; sexual DV: 2.2 %. DV by partner/husband/other person: 12.4 %; physical or emotional abuse by partner/another person: 21.7 %; fear from the partner: 3.4 %. There was significant association between alcohol consumption by the partner every weekend and DV. Conclusion: Frequency of DV against pregnant adolescents is high and alcohol consumption by the partner is an important risk factor for it.

Introdução: A gravidez em adolescentes e a violência doméstica (VD) são problemas mundiais, cuja prevalência está influenciada por fatores culturais. Objetivo: Caracterizar às grávidas adolescentes e a seus parceiros sexuais e determinar a prevalência de VD psicológica, física e sexual. Metodologia: Estudo transversal em 406 adolescentes colombianas gestantes. Se registraram as características sócio-demográficas e se aplicaram as escalas are you being abused? e Abuse Assessment Screen. A primeira estabelece a VD pelo companheiro e a segunda, a VD em alguma época, no último ano ou na gravidez. Resultados: Idade: 16,5 ± 1,5 anos; 92,9 % em adolescência tardia; média de escolaridade 9 anos; deserção escolar ao ficar grávida: 50,0 %; dependência dos pais antes e depois da gravidez: 70,0 %. Frequência de VD pelo companheiro 7,1 %; VD física 6,7 %; VD psicológica 3,7 % e VD sexual 2,2 %. VD pelo companheiro, o marido ou outra pessoa: 12,4 %; maltrato físico ou emocional pelo companheiro ou outra pessoa: 21,7 %; medo do companheiro: 3,4 %. O consumo de álcool todos os fins de semana pelo casal foi um fator significativo de risco para VD. Conclusão: É alta a frequência de VD contra as adolescentes grávidas e o consumo de álcool por parte do companheiro é um fator de risco importante para sofrê-la.
Descritores: Gravidez na Adolescência
Serviços de Saúde do Adolescente
Violência Doméstica
-Gravidez
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adolescente
Responsável: CO56.1 - Biblioteca


  5 / 2152 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147701
Autor: García Rueda, Laura; Jenaro, Cristina.
Título: Alteraciones en funciones cognitivas en mujeres maltratadas: revisión sistemática y meta-análisis / Alterações nas funções cognitivas em mulheres maltratadas: revisão sistemática e meta-análise / Alterations in cognitive functions in battered women: systematic review and meta-analysis
Fonte: Psico (Porto Alegre);51(3):33346, 2020.
Idioma: es.
Resumo: El presente estudio ha tenido como objetivo realizar una revisión sistemática y meta-análisis sobre alteraciones en funciones cognitivas en mujeres maltratadas. Se ha contado con una muestra inicial de 643 registros obtenidos de las bases de datos: Medline, ERIC, PsycInfo, CNAIL, Proquest y Scielo. Su análisis llevó a la retención de 12 artículos sobre los que se ha centrado el estudio. Los resultados de la síntesis cualitativa indican que la atención, lenguaje, memoria, habilidades visoespaciales, función ejecutiva, velocidad motora y rendimiento educativo se encuentran alteradas en las mujeres maltratadas, con mayor evidencia de deterioro en las áreas de atención, memoria y funciones ejecutivas. Los resultados del meta-análisis sugieren presencia de daño cerebral en estas mujeres y una especial afectación de la memoria y funciones ejecutivas. Estos resultados avalan la existencia de alteraciones en funciones cognitivas en las mujeres que han sido víctimas de maltrato.

O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática e meta-análise das alterações nas funções cognitivas em mulheres agredidas. Para arealização do estudo, foi utilizada uma amostra inicial de 643 registos nas bases de dados: Medline, ERIC, PsycInfo, CNAIL, Proquest e Scielo. O procedimentode seleção levou à retenção de 12 artigos nos quais o estudo se centrou. Os resultados da síntese qualitativa indicam que a atenção, a linguagem, a memória, as habilidades visuoespaciais, a função executiva, a velocidade motora e o desempenho educacional estão alterados em mulheres agredidas, com maior evidência de deterioração nas áreas de atenção, memória e funções executivas.Os resultados da meta-análise sugerem a presença de dano cerebral nessas mulheres e um comprometimento especial da memória e das funções executivas. Estes resultados sustentam a existência de alterações nas funções cognitivas das mulheres vítimas de abuso.

The present study aimed to perform a systematic review and meta-analysis on alterations in cognitive functions in battered women. We selected an initial sample of 643 records obtained from the databases: Medline, ERIC,PsycInfo, CNAIL, Proquest and Scielo. Following the study selection procedureled to the retention of 12 articles on which the study has focused. The results of the qualitative synthesis indicate that attention, language, memory, visuospatial skills, executive function, motor speed and educational performance are altered in battered women, with greater evidence of deterioration in the areas of attention, memory and executive functions. The results of the meta-analysis suggest presence of brain damage in these women and a special affectation of the memory and executive functions. These results support the existence of alterations in cognitive functions in women who have been victims of abuse.
Descritores: Cognição
Mulheres Maltratadas
-Mulheres/psicologia
Violência Doméstica
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão


  6 / 2152 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1144421
Autor: Peña Cuervo, Juan José; Martínez Espinosa, Luisa Fernanda; González Ríos, Juan Felipe.
Título: La punición de la reincidencia en el delito de violencia intrafamiliar: una vulneración al principio de derecho penal de acto en Colombia / Punishment of recidivism in intra-family violence crimes: a violation of the criminal law principle of action in Colombia / A pena de reincidência no crime de violência doméstica: uma violação do princípio do direito penal do fato na Colômbia
Fonte: Rev. crim;62(3):65-77, sep.-dic. 2020. tab.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Esta investigación se ocupa del análisis del inciso 3 del artículo I de la Ley 1959 de 2019 que modifica el artículo 229 de la Ley 599 de 2000 frente al principio constitucional de derecho penal de acto en el ordenamiento jurídico colombiano, siendo este un principio que se proyecta a partir de la Teoría del Garantismo como una garantía de la dignidad humana y el derecho fundamental de la libertad de las personas. Para lograr el objetivo se realizó una investigación eminentemente jurídica, enmarcada en un tipo de estudio correlacional, a través de los métodos del análisis y la síntesis. Se analiza en primer lugar el contenido normativo del principio de derecho penal de acto para determinar el lugar que ocupa dentro del engranaje de las garantías penales en Colombia, después, se identifican los elementos del tipo penal de la violencia intrafamiliar en el ordenamiento jurídico colombiano, luego, se estudian las razones legislativas esgrimidas para establecer la reincidencia en el delito de violencia intrafamiliar. Se concluye que el legislador extralimitó sus funciones y configuró una norma inválida en términos garantistas, lo que implica un desbordamiento de los límites del ius puniendi del Estado.

Abstract This study analyzes subsection 3 of article 1 of Law 1959/2019, which amended article 229 of Law 599/2000, regarding the constitutional criminal principle of action in the Colombian legal system. Said principle is based on the Theory of Guarantees, as a guarantee for human dignity and people's fundamental right to freedom. To this end, a solely juridical study was carried out, in the framework of a study of correlations, using the methods of analysis and synthesis. Firstly, the legal content of the criminal law principle of action is reviewed, in order to determine its place in the framework of criminal guarantees in Colombia. Then, the criminal elements of intra-family violence in the Colombian legal system are identified, to subsequently study the arguments made by the legislators to establish recidivism in the crime of intra-family violence. We conclude by arguing that the legislators overreached their functions and designed a law that is invalid in terms of providing guarantees, which implies going beyond the Government's ius puniendi limits.

Resumo Esta investigação trata da análise do parágrafo 3° do artigo 1 ° da Lei 1959 de 2019 que altera o artigo 229 da Lei 599 de 2000, em relação ao princípio constitucional do direito penal do fato no ordenamento jurídico colombiano, sendo este um princípio projetado a partir da Teoria do Garantismo como garantia da dignidade humana e do direito fundamental da liberdade das pessoas. Para atingir o objetivo, foi realizada uma investigação eminentemente jurídica, enquadrada num tipo de estudo correlacional, através dos métodos de análise e síntese. Em primeiro lugar, analisa-se o conteúdo normativo do princípio do direito penal do fato para determinar o lugar que ocupa dentro do mecanismo de garantias penais na Colômbia. A seguir, são identificados os elementos do tipo penal da violência doméstica no ordenamento jurídico colombiano. Depois, são estudadas as razões legislativas apresentadas para estabelecer a reincidência no crime de violência doméstica. Conclui-se que o legislador extrapolou suas funções e configurou uma norma inválida nos termos de garantistas, o que implica em extravasamento dos limites do ius puniendi do Estado.
Descritores: Violência Doméstica
-Constituição e Estatutos
Direito Penal
Reincidência
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Bibliografia
Artigo Clássico
Responsável: CO340.1 - Centro de Investigaciónes Criminológicas


  7 / 2152 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Clapis, Maria José
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-829052
Autor: de Jesus Silva, Monica Maria; Peres Rocha Carvalho Leite, Eliana; Alves Nogueira, Denismar; Clapis, Maria José.
Título: Depression in pregnancy. Prevalence and associated factors / Depresión en el embarazo. Prevalencia y factores asociados / Depressão na gravidez. Prevalência e fatores associados
Fonte: Invest. educ. enferm;34(2):342-350, June 2016. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Objective.To evaluate the occurrence of depression during pregnancy and its associated factors. Methods. Epidemiological, quantitative, descriptive and cross-sectional study, conducted from January to May 2013 with 209 pregnant women in the city of Alfenas, State of South Minas Gerais, Brazil. The Hospital Anxiety and Depression Scale (HASD) of Zigmond y Snaith and a form for characterization of participants were used for data collection. Results. Depression was present in 14.8% of the pregnant women and was more frequent during the second trimester of pregnancy. Depression during pregnancy was significantly associated with number of births, number of children, ranking as the number of pregnancies, family support, amount of cigarettes smoked per day, consumption of alcohol, use of daily medications, history of mental disorder, presence of striking events in the last 12 months and history of domestic violence. Conclusion. The evaluation of depression showed that this disorder is common during pregnancy, and the risk is higher among primigravidae women, women who use alcohol, use daily medications, have history of mental disorder, have experienced a striking event in the last 12 months and who have suffered domestic violence. Knowledge of the factors associated with occurrence of depression allows early adoption of interventions to monitor the mental health of women throughout pregnancy, preventing this and other disorders.

Objetivo.Evaluar la incidencia de la depresión en el embarazo y cuáles con los factores asociados. Métodos. Estudio epidemiológico, cuantitativo, descriptivo, transversal, correlacional, realizado de enero a mayo de 2013, con 209 mujeres embarazadas en la ciudad de Alfenas, Minas Gerais, Brasil. La recolección de datos utilizó la subescala de depresión del instrumento a Escala Hospitalaria de Ansiedad y Depresión (HADS) creado por Zigmond y Snaith, y una forma de caracterización de los participantes. Resultados. La depresión estaba presente en el 14.8% de las mujeres embarazadas, siendo más frecuente en el segundo trimestre. La depresión en el embarazo se asoció significativamente con el número de nacimientos, así como con el número de niños. A su vez, la depresión también se relacionó con otros factores como el apoyo familiar, la cantidad de cigarrillos fumados por día, el consumo de alcohol, el uso de medicamentos diarios, antecedentes de trastorno mental, la presencia de eventos marcantes en los últimos 12 meses y la historia de la violencia doméstica. Conclusión. La evaluación de la depresión mostró que este trastorno es común en el embarazo y el riesgo es mayor entre las mujeres embarazadas por primera vez, que consumen alcohol, usan diariamente medicamentos, tienen una historial de trastorno mental, y han experimentado eventos marcantes en los últimos 12 meses y han sufrido violencia doméstica. El conocimiento de los factores asociados a su aparición permite la adopción temprana de intervenciones para controlar la salud mental de las mujeres durante el embarazo al impedir que éste y otros trastornos puedan afectar su desarrollo normal y el posterior parto.

Objetivo.Avaliar a ocorrência da depressão na gravidez e seus fatores associados. Métodos. Estudo epidemiológico, quantitativo, descritivo, de corte transversal, l, realizado de janeiro a maio de 2013 com 209 gestantes no município de Alfenas, Estado de do Sul de Minas Gerais, Brasil. A coleta de dados utilizou a Subescala de Depressão que compõe a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS) criado por Zigmond e Snaith, e um formulário de caracterização das participantes. Resultados. A depressão esteve presente em 14.8% das gestantes, sendo mais frequente no segundo trimestre. A depressão na gravidez esteve estatisticamente associada ao número de partos, ao número de filhos, classificação quanto ao número de gestações, ao apoio familiar, à quantidade de cigarros consumidos por dia, ao consumo de bebida alcoólica, ao uso de medicamentos diários, ao histórico de transtorno mental, à presença de eventos marcantes nos últimos 12 meses e ao histórico de violência doméstica. Conclusão. A avaliação da depressão mostrou que esse transtorno é comum na gestação, sendo seu risco de ocorrência maior entre primigestas, que consomem bebida alcoólica, usam medicamentos diários, possuem histórico de transtorno mental, vivenciaram algum evento marcante nos últimos 12 meses e sofreram violência doméstica. O conhecimento dos fatores associados a sua ocorrência permite a adoção precoce de intervenções para o monitoramento da saúde mental da mulher durante toda a gravidez, prevenindo este e outros transtornos.
Descritores: Tabagismo
Gravidez
Estudos Transversais
Enfermagem
Violência Doméstica
Depressão
Bebidas Alcoólicas
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO103.1 - Biblioteca


  8 / 2152 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890298
Autor: Lugarinho, Leonardo Planel; Avanci, Joviana Quintes; Pinto, Liana Wernersbach.
Título: Perspectivas dos estudos sobre violência na adolescência e cortisol: revisão bibliográfica sistemática / Prospects of studies on violence, adolescence and cortisol: a systematic literature review
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(4):1321-1332, Abr. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A violência afeta negativamente a saúde de crianças e adolescentes, impactando sua qualidade de vida. Provoca estresse e exige da vítima uma capacidade adaptativa, o que pode acarretar mudanças psicológicas e biológicas. Os níveis do hormônio cortisol têm sido utilizados como biomarcador de estresse em vários estudos. Este artigo se propõe a realizar uma revisão bibliográfica sistemática das publicações sobre cortisol e violência envolvendo adolescentes no período de 2000 a 2013. Os seguintes descritores foram usados: "violência", "adolescente" e "cortisol", "violence, "adolescent", cortisol", que incluiu as bases bibliográficas PubMed/Medline, Lilacs, BVS e SciELO. Foram analisados 12 artigos. A maior parte dos estudos envolve participantes dos Estados Unidos, de ambos os sexos e sem grupo controle. Diferentes tipos de violência são estudados, destacando-se a familiar, vitimização ou testemunho. Todos utilizaram a saliva para medição do cortisol. Não existe uma padronização metodológica para a análise. A maior parte dos estudos (83,3%) encontrou associação estatisticamente significativa entre o nível de cortisol e a exposição à violência. Ainda não existe uniformidade nos resultados encontrados, seja quanto ao sexo, tipo de violência, condição socioeconômica ou forma de análise de cortisol.

Abstract Violence has a negative impact on adolescents and affects their quality of life. It causes stress and requires the victim's adaptive capacity, which can cause psychological and biological changes. Hormone cortisol levels have been used as stress biomarker in several studies. This paper aims to perform a systematic literature review of publications on cortisol and violence involving teenagers from 2000 to 2013. Descriptors "cortisol", "violence" and "adolescent" were used in both English and Portuguese in this review, which included bibliographic databases PubMed/Medline, Lilacs, BVS and SciELO. Twelve papers were analyzed. Most studies involve participants from the United States, of both genders and without a control group. Different types of violence are studied, especially family violence, victimization or testimony. All studies used saliva to measure cortisol and no standard methodology was used for the analysis. Most studies (83.3%) found a statistically significant association between cortisol levels and exposure to violence. Results regarding gender, type of violence, socioeconomic status or cortisol analysis methods are not yet uniform.
Descritores: Estresse Psicológico/mortalidade
Violência/psicologia
Hidrocortisona/metabolismo
-Qualidade de Vida
Saliva/metabolismo
Biomarcadores/análise
Violência Doméstica/psicologia
Vítimas de Crime/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Tipo de Publ: Revisão
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 2152 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890458
Autor: Malta, Deborah Carvalho; Bernal, Regina Tomie Ivata; Pugedo, Fabricia Soares Freire; Lima, Cheila Marina; Mascarenhas, Marcio Denis Medeiros; Jorge, Alzira de Oliveira; Melo, Elza Machado de.
Título: Violências contra adolescentes nas capitais brasileiras, segundo inquérito em serviços de urgência / Violence against adolescents in Brazilian capitals based on a survey conducted at emergency services
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(9):2899-2908, Set. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo No estudo descrevem-se as características das violências praticadas contra os adolescentes atendidos em serviços de urgência e emergência participantes do inquérito Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA), em 2014, e analisar possíveis associações entre as variáveis. Foram analisados dados de 815 adolescentes na amostra e utilizada a análise de correspondência, que consiste em análise exploratória, visando identificar variáveis associadas de forma simultânea à violência contra eles. A agressão praticada contra os adolescentes teve como vítimas mais frequentes o sexo masculino, o meio de agressão utilizado foi a arma de fogo e objeto pérfuro cortante. Na faixa etária de 15 a 19 anos, predominaram as ocorrências praticadas nas vias públicas, por agressores desconhecidos e predominaram lesões como fraturas e cortes. Entre as vítimas entre 10 e 14 anos, o local de ocorrência foi a escola e o agressor foi o amigo, por meio de ameaças. Entre as vítimas do sexo feminino, as ocorrências foram mais frequentes na residência. Conclui-se que a violência envolvendo adolescentes perpassa as mais importantes instituições socializadoras: a família, a escola, apontando a necessidade de mobilizar toda a sociedade na perspectiva do seu enfrentamento.

Abstract This study explored the characteristics of violence against adolescents who received treatment at urgent and emergency care centers participating in the 2014 Violence and Accident Surveillance System (Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes, VIVA) survey and determined the association between demographic variables and the characteristics of violent events. The sample was composed of 815 adolescents who responded to the 2014 VIVA survey. Correspondence analysis was used to determine possible associations between the variables. Victims were predominantly males and the most common form of aggression was the use of firearms and sharp objects. Among males aged between 15 and 19 years, violent acts were predominantly committed in public thoroughfares and by strangers, and the most common injuries consisted of fractures and cuts, while among younger adolescents aged between 10 and 14 years the most common form of aggression was threats made by friends at school. The most common place of occurrence among females was the home. It is concluded that violence against adolescents permeates the chief agencies of socialization - the family and school - demonstrating the need to mobilize the whole society in tackling this problem.
Descritores: Violência/estatística & dados numéricos
Violência Doméstica/estatística & dados numéricos
Serviços Médicos de Emergência/estatística & dados numéricos
-Armas de Fogo/estatística & dados numéricos
Brasil/epidemiologia
Fatores Sexuais
Estudos Transversais
Fatores Etários
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 2152 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Assis, Simone Gonçalves de
Texto completo
Id: biblio-890467
Autor: Avanci, Joviana Quintes; Pinto, Liana Wernersbach; Assis, Simone Gonçalves de.
Título: Atendimento dos casos de violência em serviços de urgência e emergência brasileiros com foco nas relações intrafamiliares e nos ciclos de vida / Treatment for cases of violence by Brazilian emergency services focusing on family relationships and life cycles
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(9):2825-2840, Set. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O presente estudo analisa dados de violência intrafamiliar atendidos nos serviços de emergência segundo as características sociodemográficas das pessoas atendidas, do evento e a evolução do atendimento, da infância à velhice por sexo; e os fatores que diferenciam os eventos de violência intrafamiliar em comparação aos cometidos por não familiares. Foram analisados dados de 24 capitais brasileiras e do Distrito Federal, compreendendo 86 serviços de urgência e emergência e englobando um total de 4.893 indivíduos. Dentre o total de atendimentos, 26,6% sofreram violência intrafamiliar (40,0% crianças/adolescentes, 57,2% adultos e 2,8% idosos). O modelo ajustado, que compara as vítimas de violências cometidas por familiares em relação aos não familiares, mostra que ser do sexo masculino possui menor chance de sofrer violência intrafamiliar, ter menos anos de estudo tem risco aumentado e mulheres têm maior chance de cometerem violência intrafamiliar se comparado com a categoria "ambos os sexos". O estudo reforça que os profissionais de saúde precisam ser habilitados a lidar com o fenômeno da violência familiar, prestando apoio e suporte, realizando boas práticas e cuidados protocolares, cuidando das lesões e promovendo acesso a outros serviços.

Abstract This article analyzes data regarding cases of domestic violence treated by the emergency services through the following: the sociodemographic characteristics of the people who were treated; the events themselves; the evolution of care (from childhood to old age by gender); and the factors that differentiate cases of domestic violence compared to those committed by non-family members. Data from 24 Brazilian state capitals and the Federal District were analyzed, comprising 86 emergency services: a total of 4,893 individuals were surveyed. Of those people who were treated by emergency services, 26.6% suffered domestic violence: 40.0% were children/adolescents, 57.2% were adults and 2.8% were elderly. The adjusted model, which compared victims of violence committed by other family members with those who were not family members, showed that males were less likely to suffer from domestic violence; those that had fewer years of education were at increased risk; and that women were more likely to commit domestic violence compared to the category of "both genders". This study reinforces the fact that health sector professionals need to be able to deal with domestic violence by providing support, performing good practices, abiding by care protocols, taking care of injuries, and facilitating access to other services.
Descritores: Família
Violência Doméstica/estatística & dados numéricos
Serviços Médicos de Emergência/estatística & dados numéricos
Relações Familiares
-Brasil/epidemiologia
Fatores Sexuais
Inquéritos e Questionários
Fatores de Risco
Fatores Etários
Escolaridade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 216 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde