Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.240.205 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 387 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 39 ir para página                         

  1 / 387 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-982215
Autor: Sousa, Alyne Dayane Pacífico; Cárdenas, Carmen Jansen de.
Título: Estudo sobre a incidência, de pessoas idosas com deficiência, com enfoque na cor, raça e sexo, nos dados do censo IBGE/2010 / Study on the incidence of elderly people with disabilities, focusing on color, race and sex, the IBGE / 2010 Census data
Fonte: Rev. Kairós;18(4):378-388, dez. 2015. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O presente artigo consiste em realizar uma análise do perfil sociodemográfico de pessoas idosas com deficiência, a partir da sistematização dos dados disponibilizados pelo Censo 2010, com um recorte específico, quanto à distribuição de atributos como cor, raça e sexo. A abordagem é descritiva.

The present article is to conduct an analysis of the socio-demographic profile of older people with disabilities, from the systematization of data provided by the 2010 Census, with a specific focus on the distribution of attributes such as color, race and sex. The approach is descriptive.
Descritores: Idoso
Envelhecimento
Pessoas com Deficiência
Censos
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR195.3 - Biblioteca Nadir Gouvêa Kfouri


  2 / 387 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-955467
Autor: Marinho, Gerson L; Caldas, Aline Diniz Rodrigues; Santos, Ricardo Ventura.
Título: Indígenas residentes em domicílios "improvisados" segundo o Censo Demográfico 2010 / Indigenous residents in "improvised" households according to the 2010 Brazilian National Census
Fonte: Physis (Rio J.);27(1):79-102, jan.-mar. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro.
Resumo: Resumo Os censos nacionais brasileiros empregam uma classificação de domicílios que se baseia nas categorias de "permanente", "improvisado" e "coletivo". Tal categorização é relevante para o campo da saúde, pois informações detalhadas sobre saneamento são coletadas somente para domicílios classificados como "permanentes". Este estudo descreve características sociodemográficas dos indígenas (sexo, idade, alfabetização, rendimento e etnia) que residiam em domicílios "improvisados" segundo o Censo Demográfico de 2010. A ocorrência de indígenas em domicílios "improvisados" (3,3 por mil indígenas) foi o dobro daquela observada para o país como um todo (1,5 por mil pessoas). Comparados aos indígenas em domicílios "permanentes", aqueles em "improvisados" apresentaram menores proporções de pessoas alfabetizadas e menores rendimentos, sobretudo em áreas urbanas e fora de terras indígenas. Guarani Kaiowá e Kaingang residentes fora de terras indígenas apresentaram as mais expressivas ocorrências de residentes em domicílios "improvisados" (82,0 e 90,9 por mil, respectivamente). Argumenta-se que, ao mesmo tempo que a caracterização de uma moradia indígena como "improvisada" pode decorrer de problemas na definição e aplicação das categorias, é possível que, sobretudo no contexto urbano e fora de terras indígenas, os indígenas residentes em domicílios "improvisados" apresentem maior vulnerabilidade socioeconômica.

Abstract Brazilian national censuses classify households according to three categories: "permanent", "improvised", and "collective". This classification scheme is relevant for analysis of health profiles because detailed sanitation data are only collected for the subset of "permanent" households. Based on data from the 2010 Brazilian National Census, in this paper we investigate sociodemographic characteristics (sex, age, literacy, per capita income, and ethnic affiliation) of Indigenous persons residing in households classified as "improvised". The occurrence of indigenous residents in "improvised" households (3.3 per thousand Indigenous individuals) was twice that observed for non Indigenous persons (1.5 per thousand individuals). Indigenous persons residing in "improvised" households presented lower literacy rates and per capita income, especially in urban areas and outside Indigenous reserves. Guarani Kaiowá e Kaingang in urban areas and outside Indigenous reserves had greater proportions of individuals residing in "improvised" households (82.0 and 90.9 per thousand, respectively). While the higher frequencies of Indigenous persons living in "improvised" households may involve problems in defining and applying these categories, it is possible that Indigenous persons living in "improvised" households, especially in urban areas and outside indigenous reservations, are more socioeconomically vulnerable.
Descritores: Brasil
Distribuição Espacial da População
Saneamento
Censos
Saúde de Populações Indígenas
Iniquidade Social
Habitação
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  3 / 387 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-897213
Autor: Santos, Eli Izidro dos; Carvalho, Ícaro Célio Santos de; Barreto, Ricardo Candéa Sá.
Título: Pobreza multidimensional no estado da Bahia: uma análise espacial a partir dos censos de 2000 e 2010 / Pobreza multidimensional en el estado de Bahia: un análisis espacial de los censos de 2000 y 2010 / Multidimensional poverty in the state of Bahia: a spatial analysis from the censuses of 2000 and 2010
Fonte: Rev. adm. pública (Online);51(2):240-263, Mar.-Apr. 2017. tab, graf, mapas.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo teve como intuito realizar uma análise do comportamento espacial da pobreza no estado da Bahia nos anos 2000 e 2010, a partir do cálculo do Índice Municipal de Pobreza (IMP), colaborando com as análises da pobreza já realizadas para o estado. O índice permitiu a criação de rankings municipais de pobreza, que em comparação com o ranking do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), nos mesmos períodos em análise, mostraram-se eficientes para mensuração da pobreza espacial na região. Com isso, encontraram-se evidências de um padrão de espacialização, bem como a existência de clusters de pobreza regional. Para este estudo foram utilizadas, além da renda, outras variáveis como educação, habitação e saúde, o que caracteriza o trabalho como multidimensional.

Resumen Este trabajo tiene como objetivo colaborar con las análisis de comportamiento de la pobreza espacial en el estado de Bahia, en 2000 y 2010 a partir del cálculo del Índice de Pobreza Municipal (PIM), con el fin de colaborar con el análisis de la pobreza en el estado. El índice permitió la creación de rankings de pobreza municipales, que en comparación con el ranking del Índice de Desarrollo Humano (IDHM) durante los mismos periodos de revisión fueron efectivas para la medición de la pobreza espacial en la región. Por lo tanto, se encontraron pruebas de un patrón de espacio, así como la existencia de clusters regionales de pobreza. Para este estudio se utilizaron además de los ingresos, otras variables como la educación, la vivienda y la salud, que cuenta con el trabajo como multidimensional.

Abstract The article aims to collaborate with the analysis about poverty in the state of Bahia, studying the spatial behavior of poverty in the state in 2000 and 2010, using the Municipal Poverty Index (MPI). The MPI allowed the creation of a ranking of municipalities, which in comparison with the ranking based on the Municipal Human Development Index (MHDI) in the same years analyzed, was effective for measuring the spatial poverty in the state. The study found evidence of a pattern of spatialization as well as the existence of clusters of regional poverty. It is a multidimensional study using variables such as income, education, housing and health.
Descritores: Pobreza
Condições Sociais
Análise por Conglomerados
Distribuição Espacial da População
Censos
Indicadores de Desenvolvimento
Iniquidade Social
-Demografia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  4 / 387 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-898648
Autor: Silva, Lúcia.
Título: Baixada Fluminense como vazio demográfico? População e território no antigo município de Iguaçu (1890/1910) / Baixada Fluminense as demographic void? Population and territory in the old municipality of Iguaçu (1890/1910) / ¿Baixada Fluminense como vacío demográfico? Población y territorio en lo antiguo municipio de Iguaçu (1890/1910)
Fonte: Rev. bras. estud. popul;34(2):415-425, mayo-agosto 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O município de Iguaçu ocupava o que atualmente é denominado de Baixada Fluminense, englobando o que hoje são os municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias, Japeri, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados e São João de Meriti, com um território que representava 35% da atual região metropolitana do Rio de Janeiro. A noção de Baixada Fluminense unifica o que as emancipações fragmentaram, já que a região no final do século XIX era um município com atividades rurais e, ao longo do século XX, transformou-se em periferia urbana. Chama a atenção a afirmação recorrente dos pesquisadores que estudam a região acerca da existência de um vazio demográfico que teria ocorrido no final do século XIX (1890/1910). O objetivo deste texto é apresentar os principais argumentos utilizados na construção da imagem de vazio demográfico e, com base nos dados obtidos nos censos, oferecer alguns elementos que questionam essa leitura na forma como é enunciada, pois a principal tese é a de que a região da Baixada (como um todo) ficou despovoada e, com as terras vazias, foi ocupada desordenadamente por uma população urbana fugindo dos altos preços da capital federal. Esta leitura recorrente obscurece outras dinâmicas existentes no território, além da própria história da região.

The municipality of Iguaçu occupied what is currently known as the Baixada Fluminense, i.e., it was part of the large municipality which are now Belford Roxo, Duque de Caxias, Japeri, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados and São João de Meriti, covering a territory representing 35% of the current metropolitan area of Rio de Janeiro city. The term Baixada Fluminense unifies what emancipations divided, since, at the end of the XIXth Century, the region was a municipality with rural activities and throughout the 20th century, it became an urban periphery. The recurring claim from researchers studying the region, regarding the existence of a demographic void which would have occurred in the late nineteenth century (1890-1910) drew our attention. The aim of this paper is to present the main arguments used in the construction of said image of demographic void and, based on the data obtained in the censuses, to offer some elements which challenge this reading in the manner in which it is stated, since the main thesis is that the region of Baixada (asa whole) became uninhabited, its empty lands becoming disorderly occupied by an urban population fleeing the federal capital and its high prices. This recurrent reading obscures other existing dynamics in the territory beyond the region's own history.

El municipio de Iguaçu ocupaba la que ahora se llama Baixada Fluminense, es decir que Belford Roxo, Duque de Caxias, Japeri, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados y São João de Meriti eran parte del grande municipio y abarcaban un territorio que representaba 35% de la actual región metropolitana de la ciudad de Río de Janeiro. La noción de Baixada Fluminense unifica lo que las emancipaciones fragmentaron, ya que a finales del siglo XIX la región era un municipio con actividades rurales y a lo largo del siglo XX se convirtió en la periferia urbana. Llamó nuestra atención la recurrente declaración de los investigadores que estudian la región sobre la existencia de un vacío demográfico que se habría producido a finales del siglo XIX (1890-1910). El propósito de este trabajo es presentar los principales argumentos utilizados en la construcción de la imagen de vacío demográfico y, con base en los datos obtenidos a partir de los censos de, proporcionar algunos elementos que cuestionan esta lectura que lleva a la afirmación mencionada y cuya tesis principal es que el conjunto de la región de la Baixada se despobló y que las tierras fueron ocupadas por una población urbana desordenada que huía de los altos precios de la capital federal. Esta lectura recurrente opaca la existencia de otras dinámicas en el territorio y la propia historia de la región.
Descritores: População
Dinâmica Populacional
Demografia
Censos
Historiografia
-População Urbana
Características da População
Economia
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  5 / 387 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-898647
Autor: Gama, Luiz Carlos Day; Hermeto, Ana Maria.
Título: Diferencial de ganhos entre migrantes e não migrantes em Minas Gerais / Income gaps between migrants and non-migrants in Minas Gerais / Brechas salariales entre migrantes y no migrantes en Minas Gerais
Fonte: Rev. bras. estud. popul;34(2):341-366, mayo-agosto 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo analisa as causas dos diferenciais de rendimentos entre migrantes e não migrantes no estado de Minas Gerais. Sob a hipótese de que os diferenciais e suas causas se distinguem ao longo da distribuição de ganhos, são estimadas regressões quantílicas e, com os resultados destas estimativas, realizadas decomposições de diferenças, pelo método de Junh, Murphy e Pierce (JMP). Os resultados indicam que: existe desigualdade de rendimentos em favor dos migrantes, tendo crescido entre 2000 e 2010; como esperado, diferencias são explicados de forma diferenciada em cada quantil da distribuição de rendimentos; efeitos não observados (produtividade, esforço, etc.) são importantes para explicar as desigualdades, em ambos os anos; entretanto, para explicar o crescimento da divergência de rendimentos entre migrantes e não migrantes, as características observáveis e não observáveis são mais importantes do que os retornos em si de tais características. Conclui-se, dessa forma, como defende grande parte da literatura, que os migrantes realmente são positivamente selecionados, porém, entre aqueles com maior nível de educação formal, principalmente em 2010, não é possível adquirir o rendimento esperado, ou a diferença de rendimento esperada, dadas suas maiores habilidades.

This paper analyzes the causes of income gaps between migrants and non-migrants in the state of Minas Gerais. Under the hypothesis that these differentials and its causes are distinct along the wage distribution, we estimate quantile regressions e, with the results, we decompose the differences by the Junh, Murphy e Pierce (JMP) method. The main results indicate that: i) there is income inequality in favor of migrants, and it got higher between 2000 and 2010; ii) as expected, differentials present different reasons in each quantile of the income distribution; iii) non-observed effects (productivity, effort, etc.) are important in explaining inequality, for both years; iv) however, to explain the raise in the income gap, both observable and non-observable characteristics are more important than the returns to such characteristics. In this way, as most of the literature attests, migrants are positively selected, but among those with higher formal education, especially in 2010, it is not possible to acquire the expected income, or differential in income, given their greater skills.

En este trabajo se analizan las causas de la brecha salarial entre migrantes y no migrantes en el estado de Minas Gerais. Bajo la hipótesis de que estos diferenciales y sus causas son distintos a lo largo de la distribución de salarios, estimamos las regresiones cuantílicas e, con los resultados, se descomponen las diferencias por el método de Junh, Murphy e Pierce (JMP). Los principales resultados indican que: i) hay desigualdad de salariales a favor de los migrantes, y se ha incrementado entre 2000 y 2010; ii) como se esperaba, los diferenciales presentan diferentes razones en cada cuantil de la distribución del salare; iii) los efectos no observados (productividad, esfuerzo, etc.) son importantes para explicar la desigualdad, para ambos años; iv) sin embargo, para explicar el aumento de la brecha de salares, tanto las características observables como las no observables son más importantes que las rentabilidades de tales características. De esta manera, como lo atestigua la mayoría de la literatura, los migrantes son seleccionados positivamente, pero entre los que tienen mayor educación formal, especialmente en 2010, no es posible obtener el rendimiento esperado, o diferencial esperado en los rendimientos, dadas sus mayores habilidades.
Descritores: Fatores Socioeconômicos
Migrantes
Censos
Iniquidade Social
Migração Humana
-Fatores Socioeconômicos
Estatística como Assunto
Economia
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  6 / 387 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-487480
Autor: Golgher, André Braz.
Título: As cidades e a classe criativa no Brasil: diferenças espaciais na distribuição de indivíduos qualificados nos municípios brasileiros / Las ciudades y la clase creativa en Brasil: diferencias espaciales en la distribución de individuos cualificados en los municipios brasileños / Cities and creative class in Brazil: spatial differences in the distribution of qualified individuals in Brazilian municipalities
Fonte: Rev. bras. estud. popul;25(1):109-129, jan.-jun. 2008. mapas, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Partindo da premissa de que estudos regionais devem incorporar aspectos econômicos e culturais conjuntamente e tendo como base empírica os indicadores propostos por Florida, são confeccionados vários indicadores relacionados à distribuição de indivíduos qualificados nos municípios brasileiros. Análises descritivas e a utilização da técnica multivariada de aglomerados mostram que alguns municípios destacam-se com os valores mais elevados para diversos dos indicadores, tais como: São Caetano do Sul (SP), Niterói (RJ) e Florianópolis (SC). Estudos econométricos indicam que municípios com maior população, que são capitais de estado, mais urbanizados, localizados nas regiões Sul, Sudeste ou Centro-Oeste e com maior participação dos setores secundário e terciário na economia tendem a ter maiores proporções de trabalhadores na economia criativa, ou maiores índices de qualificação. A hipótese de Florida, que propõe que locais com atmosfera mais vibrante também apresentam essa tendência, não foi corroborada por esses estudos.

Based on the idea that regional studies should be addressed jointly through economic and cultural aspects, and based empirically on indicators proposed by Florida, numerous indicators of the distribution of qualified individuals were used to compare municipalities in Brazil. Cluster and descriptive analyses showed that some municipalities showed higher values for a number of indicators, including São Caetano do Sul (SP), Niterói (RJ) and Florianópolis (SC). Econometric analyses indicated that more urbanized municipalities with larger populations, located in the southern, southeastern and center-western regions, and with larger industrial and services sectors, tend to show higher proportions of workers in the creative economy or who show higher indicators of qualified individuals. Florida's hypothesis, which suggests that municipalities with more vibrant atmospheres also concentrate this type of individuals, was not corroborated by these studies.

Partiendo de la premisa que los estudios regionales deben incorporar aspectos económicos y culturales conjuntamente y teniendo como base empírica los indicadores propuestos por Florida, son confeccionados varios indicadores relacionados a la distribución de individuos cualificados en los municipios brasileños. Análisis descriptivos y la utilización de la técnica multivariada de aglomerados muestran que algunos municipios se destacan con valores más elevados para diversos indicadores, tales como: São Caetano do Sul (SP), Niterói (RJ) y Florianópolis (SC). Estudios econométricos indican que municipios con mayor población, que son capitales de estado, más urbanizados, localizados en las regiones Sur, Sudeste o Centro-Oeste y con mayor participación del sector secundario y del terciario en la economía, tienden a tener mayores proporciones de trabajadores en la economía creativa, o mayores índices de cualificación. La hipótesis de Florida, que propone que lugares con ambiente más estimulante también presentan esa tendencia, no fue corroborada por estos estudios.
Descritores: Trabalhadores
Demografia
Censos
Educação Superior
Economia
-Brasil
Cidades
FUCOSIDOSISABDOMINAL NEOPLASMS
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  7 / 387 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-487479
Autor: Tomás, Maria Carolina; Oliveira, Ana Maria Hermeto C. de; Rios-Neto, Eduardo Luiz G.
Título: Adiamento do ingresso no mercado de trabalho sob o enfoque demográfico: uma análise das regiões metropolitanas brasileiras / Aplazamiento del ingreso al mercado laboral bajo el enfoque demográfico: un análisis de las regiones metropolitanas brasileñas / Demographic perspectives on delayed labor market entry in metropolitan areas in Brazil
Fonte: Rev. bras. estud. popul;25(1):91-107, jan.-jun. 2008. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O trabalho analisa o adiamento do ingresso no mercado de trabalho entre jovens, através de duas técnicas demográficas: o método singulate mean age; e tabelas de sobrevivência. A base de dados utilizada foi a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), considerando-se as seis regiões metropolitanas estudadas (São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Recife) conjuntamente. Os períodos analisados foram 1983 e 2001. Ao final, contatou-se um adiamento maior entre os homens, o que os aproxima do padrão de transição feminino, embora eles continuem entrando mais cedo no mercado de trabalho. Ademais, está ocorrendo uma alteração no padrão etário de inserção, já que houve diminuição no contingente de jovens entrando no mercado de trabalho até os 17 anos.

The article analyzes late entry into the labor market among Brazilian youth, using two demographic techniques: the singulate mean age, and survival tables. The data basis used is the Monthly Employment Survey (PME) carried out and published by the Brazilian Census Office (IBGE). The analysis considers six metropolitan areas (São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Rio de Janeiro, Porto Alegre and Recife) in 1983 and 2001. The findings show that men enter the labor market later than women, even though they begin their professional life before women. There is also evidence of changes in the age pattern of transition, as there was a fall in the number of people under age 17 entering in the labor market.

El trabajo analiza el aplazamiento del ingreso al mercado laboral entre jóvenes, a través de dos técnicas demográficas: El método singulate mean age; y tablas de sobrevivencia. La base de datos utilizada fue la Encuesta Mensual de Empleo (PME), considerándose las seis regiones metropolitanas estudiadas (San Pablo, Belo Horizonte, Salvador, Río de Janeiro, Porto Alegre y Recife) conjuntamente. Los períodos analizados fueron 1983 y 2001. Al final, se constató un aplazamiento mayor entre los hombres, lo que los aproxima al padrón de transición femenino, aunque éstos continúen entrando más temprano al mercado laboral. Además, está ocurriendo una modificación en el padrón etario de inserción, ya que hubo una disminución en el contingente de jóvenes entrando al mercado laboral hasta los 17 años.
Descritores: Mulheres Trabalhadoras
Zonas Metropolitanas
Demografia
Adolescente
Mercado de Trabalho
-Trabalhadores
Brasil
Distribuição por Sexo
Censos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  8 / 387 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-487477
Autor: Vieira, Joice Melo.
Título: Transição para a vida adulta no Brasil: análise comparada entre 1970 e 2000 / Transición a la vida adulta en Brasil: análisis comparado entre 1970 y 2000 / Transition to adult life in Brazil: comparative analysis between 1970 and 2000
Fonte: Rev. bras. estud. popul;25(1):27-48, jan.-jun. 2008. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A transição para a vida adulta é um momento-chave do curso de vida dos sujeitos. É uma fase marcada por importantes mudanças de status, como a passagem de estudante para trabalhador, de membro dependente de um domicílio para chefe de domicílio, de solteiro para pessoa em união, de filho(a) para pai ou mãe. A partir da aplicação de uma metodologia nova, que mede mudanças na estrutura do curso de vida, desenvolvida por pesquisadores associados à IUSSP, comparou-se a transição para a vida adulta no Brasil em dois momentos, 1970 e 2000, segundo a renda domiciliar per capita, a situação de domicílio e o sexo dos indivíduos. Em síntese, a técnica - conhecida como análise de entropia de combinações de status de coortes sintéticas - consiste em construir índices que combinam a proporção de pessoas em determinada idade que freqüentam escola, trabalham e formaram família, ou não. A partir dos resultados é possível identificar quando a transição para a vida adulta começa e termina, bem como quando atinge um pico. O recurso gráfico permite visualizar que, partindo de idades mais próximas à infância (quando a maioria das pessoas encontra-se em uma combinação de status bem característica: estudante, não trabalha, é membro dependente no domicílio, sem experiência conjugal e sem filhos), em direção à adolescência/juventude, em algum ponto o índice de entropia aumenta significativamente, o que evidencia mudança de status, sinalizando o início da passagem para a vida adulta. O que se explora nesse texto são as desigualdades nos marcos temporais e na extensão da transição para a vida adulta de jovens de diferentes estratos de renda, segundo o sexo.

The transition to adult life is a key phase in young person's life. It is a phase marked by important changes in status, such as the passage from student to worker, from dependent member of a household to the head of a family, from single to married person and from child to parent. By applying a new methodology which measures changes in the structure of a person's life course, developed by researchers associated with IUSSP, the transition to adult life in Brazil in two different periods, 1970 and 2000, was compared. The subjects were classified according to per capita household income, household situation and gender. In synthesis, the technique - known as analysis of entropy of status combinations of synthetic cohorts - consists of constructing indexes that combine the proportion of persons of a given age who attend school, have a job, and have or have not set up a family. Based on the findings, it is possible to identify when the transition to adult life begins and ends, and when it reaches a peak. The graphic resource makes it possible to visualize that, starting from the ages closest to childhood (when most people are located in a very characteristic status combination: student, does not work, is dependent on the household, without conjugal experience and without children), toward adolescence/youth, at some point the entropy index increases significantly. This represents a change in status and is an indication of the beginning of the passage to adult life. This article explores the inequalities in temporal milestones and in the length of the transition to adult life of young people of different income levels, according to gender.

La transición a la vida adulta es un momento clave del curso de vida de los sujetos. Es una fase marcada por importantes cambios de status, como el pasaje de estudiante a trabajador, de miembro dependiente de una familia a jefe de familia, de soltero a persona en unión, de hijo(a) a padre o madre. A partir de la aplicación de una metodología nueva, que mide cambios en la estructura del curso de vida, desarrollada por investigadores asociados a IUSSP, se comparó la transición a la vida adulta en Brasil en dos momentos, 1970 y 2000, según los ingresos domiciliarios per cápita, la situación de familia y el sexo de los individuos. En síntesis, la técnica - conocida como análisis de entropía de combinaciones de status de cohortes sintéticas - consiste en construir índices que combinan la proporción de personas de determinada edad que frecuentan la escuela, trabajan y formaron familia, o no. A partir de los resultados es posible identificar cuando la transición a la vida adulta comienza y termina, así como cuando alcanza un pico. El recurso gráfico permite visualizar que, partiendo de edades más próximas a la infancia (cuando la mayoría de las personas se encuentran en una combinación de status muy característica: estudiante, no trabaja, es miembro dependiente de la familia, sin experiencia conyugal y sin hijos), en dirección a la adolescencia/juventud, en algún punto el índice de entropía aumenta significativamente, lo que evidencia cambio de status, señalizando el inicio del pasaje a la vida adulta. Lo que se explora en este texto son las desigualdades en los marcos temporales y en la extensión de la transición a la vida adulta de jóvenes de diferentes estratos de ingresos, según el sexo.
Descritores: Mudança Social
Distribuição Espacial da População
Adulto Jovem
Identidade de Gênero
Acontecimentos que Mudam a Vida
-Brasil
Demografia
Censos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  9 / 387 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-898646
Autor: Lobo, Carlos; Cardoso, Leandro; Almeida, Ivânia Linhares de; Garcia, Ricardo Alexandrino.
Título: Mobilidade pendular e a integração metropolitana: uma proposta metodológica para os municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte/MG - 2010* / Commuting and metropolitan interaction/cohesion: a methodological proposal for the municipalities of the Metropolitan Region of Belo Horizonte/MG - 2010 / Movilidad pendular e interacción/coesión metropolitana: uma proposta metodológica para os municipios de la Región Metropolitana de Belo Horizonte/MG - 2010
Fonte: Rev. bras. estud. popul;34(2):321-339, mayo-agosto 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Não é raro na literatura acadêmica específica haver controvérsias sobre os limites e a própria configuração territorial das regiões metropolitanas no Brasil. Afora a falta de consenso e critérios bem definidos para o estabelecimento desses recortes regionais e político-administrativos, parece relevante considerar o significado da mobilidade pendular como indicador da dinâmica econômica e social metropolitana. O objetivo desse artigo é investigar o nível de integração dos municípios que compõem a Região Metropolitana de Belo Horizonte, tendo como base os fluxos de deslocamentos pendulares. Com informações extraídas dos microdados amostrais do Censo Demográfico 2010, a metodologia apresentada permitiu a proposição, para cada município da região, de um Índice de Integração Regional, derivado da razão de pendularidade interna, razão de conectividade pendular e razão de pendularidade nuclear. Em geral, os resultados indicaram sensíveis diferenças regionais no espaço metropolitano, o que permitiu destacar alguns níveis muito baixos de integração, especialmente para os casos dos municípios de Itatiaiuçu, Itaguara e Baldim.

It is not unusual for specific academic literature to contain controversies regarding the limits and actual territorial configuration of the metropolitan regions in Brazil. Aside from the lack of consensus and well defined criteria to establish these regional and political-administrative outlines, it seems relevant to consider the meaning of commuting as an indicator of the metropolitan social and economic dynamic. The objective of this article is to investigate the level of integration of the municipalities that make up the Metropolitan Region of Belo Horizonte (MRBH), based on the flows of pendular displacement. With information extracted from the sample micro-data of the Demographic Census 2010, the methodology presented made it possible to propose an Index of Metropolitan Integration for each municipality in the region, derived from the Internal Pendularity Ratio, Pendular Connectivity and Nuclear Pendularity In general, the results highlighted some very low levels of integration, especially in the cases of the municipalities of Itatiaiuçu, Itaguara and Baldim.

No é raro na literatura acadêmica, existe controvérsias sobre los límites y la configuración territorial de las regiones metropolitanas no Brasil. Afora a falta de consenso y objetivos bien definidos para los sistemas de recortes regionales y políticos-administrativos, parece importante considerar el significado de la movilidad pendular como indicador de la dinámica económica y social metropolitana. El objetivo de este artículo es investigar el nivel de integración de los municípios que integran una RMBH, teniendo como base los flujos de desplazamientos pendulares. Comisiones extraídas de los Censo Demográficos 2010, una metodología permitida una propuesta para cada municipio de la región de un Índice de Integración Metropolitana, derivada de la Pendularidad Interna, de la Conectividad Pendular y de la Pendularidad Nuclear. En general, los resultados indicaron sensibles diferencias regionales en el espacio metropolitano, lo que permitió destacar algunos niveles muy bajos de integración, especialmente para los casos de los municipios de Itatiáñez, Itaguara y Baldim.
Descritores: Zonas Metropolitanas
Distribuição Espacial da População
Demografia
Cidades
Censos
-Urbanização
Dinâmica Populacional
Migração Humana
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  10 / 387 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-898644
Autor: Rosemback, Roberta Guerra; Rigotti, José Irineu Rangel; Feitosa, Flávia da Fonseca; Monteiro, Antônio Miguel Vieira.
Título: Demografia, planejamento territorial e a questão habitacional: prognóstico da situação habitacional do Litoral Norte Paulista / Demography, territorial planning and housing: prognosis of the housing situation in the North Coast of São Paulo / Demografía, planificación territorial y vivienda: prognosis de la situación de la vivienda en la Costa Norte de São Paulo
Fonte: Rev. bras. estud. popul;34(2):301-320, mayo-agosto 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Técnicas de análise demográfica são indispensáveis para o planejamento urbano, pois mudanças nos regimes populacionais se relacionam diretamente à produção e reprodução do espaço nas cidades. A questão habitacional é central nessa relação, já que o ambiente construído é predominantemente composto de residências. Todavia esses temas ainda não têm sido frequentemente abordados de forma conjunta. O objetivo desse artigo é discutir tais relações e mostrar, em um exercício prático de prognóstico para a região do Litoral Norte Paulista, como técnicas de projeção da demanda futura por habitação podem ser úteis às análises territoriais. Observam-se uma tendência de envelhecimento da população e o aumento do número de mulheres nos municípios do Litoral Norte, o que significa que grupos com autonomia para constituir um novo domicílio tendem a aumentar em proporção. Os resultados da projeção da demanda futura por habitação refletem este aumento, que terá influência direta na ocupação do território.

Demographic analysis techniques are indispensable for urban planning because changes in population regimes are directly related to the production and reproduction of space in cities. The housing issue is central in this relationship because the man-made environment is predominantly composed by residences. However, these themes have not been tackled together yet. The objective of this article is to discuss these relationships and to show, in a practical exercise of prognosis for the region of the North Coast of São Paulo, how techniques for projecting future housing demands can be useful for territorial analyzes. There is a trend towards an aging population and an increase in the number of women in these towns, it means that groups that have the autonomy to establish a new home tend to increase in proportion. The results of future demand for housing projections reflect this increase and will have a direct influence on the occupation of the territory.

Las técnicas de análisis demográfico son indispensables para la planificación urbana porque los cambios en los regímenes de población se relacionan directamente con la producción y reproducción del espacio en las ciudades. La vivienda es uma cuestión central en esta relación, ya que el entorno construido está compuesto principalmente por residencias. Sin embargo, estos temas aún no han sido abordados conjuntamente. El objetivo de este artículo es discutir estas relaciones y mostrar, en un ejercicio práctico de pronóstico para la región de la costa norte de São Paulo, cómo las técnicas para proyectar la demanda futura de vivienda pueden ser útiles para los análisis territoriales. Hay una tendencia hacia un envejecimiento de la población y un aumento en el número de mujeres en este tipo de ciudades, lo que significa que grupos que tienen autonomía para establecer un nuevo hogar tienden a aumentar en proporción. Los resultados de la proyección de la demanda futura de vivienda reflejan este aumento, que tendrá una influencia directa en la ocupación del territorio.
Descritores: Urbanização
Dinâmica Populacional
Demografia
Planejamento de Cidades
Habitação
-Distribuição Espacial da População
Crescimento Demográfico
Censos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública



página 1 de 39 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde