Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.240.600.400 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 105 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 11 ir para página                         

  1 / 105 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1046473
Autor: Cristo Neto, Djalma Vieira.
Título: Características sociodemográficas e clínicas dos pacientes submetidos ao implante de dispositivos cardíacos eletrônicos em um hospital universitário / Sociodemographic and clinical characteristics of patients undergoing implantation of electronic heart devices in a university hospital.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2019. 117 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: As doenças cardiovasculares (DCV) se constituem no mais relevante problema de saúde pública em todo o mundo por serem as principais causas de morbimortalidade, gerando um elevado ônus econômico e social aos países. Neste contexto, como consequência deste grupo de enfermidades ou em virtude de outras causas que acometem o funcionamento do coração, os casos de insuficiência cardíaca têm aumentado, especialmente aqueles que ocorrem devido a falhas ou distúrbios do sistema elétrico do coração. Assim, uma das abordagens terapêuticas para a disfuncionalidade deste sistema elétrico é o implante de dispositivos cardíacos eletrônicos. Alguns estudos têm apontado o perfil sociodemográfico e clínico dos pacientes submetidos a tal procedimento, entretanto, eles são pontuais e não refletem possíveis tendências temporais em decorrência das transições demográfica e epidemiológica. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi analisar as características sociodemográficas e clínicas dos pacientes submetidos ao implante de marcapasso e cardiodesfibrilador implantável. Para tal, foi conduzido um estudo transversal com 2.763 pacientes adultos (≥ 18 anos) que se submeteram ao implante de dispositivo cardíaco eletrônico no período compreendido entre 01 de janeiro de 2007 a 31 de dezembro de 2017 em um hospital de ensino da cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. O perfil sociodemográfico e clínico dos pacientes foi caracterizado por meio da distribuição de frequências absolutas e relativas das variáveis de interesse para o período, bem como para cada ano da série histórica. Uma análise de tendência linear foi conduzida para avaliar as alterações significativas das características dos participantes ao longo do tempo. A maioria dos participantes era do sexo feminino, com idades ≥ 18 anos, pardos, casados/união estável, com nível médio de escolaridade e provenientes de cidades do interior do Estado de Minas Gerais. Com relação a estas características, houve um aumento da proporção de pacientes idosos, casados/união estável e de divorciados, com nível médio de escolaridade e provenientes de Belo Horizonte ao longo do período analisado. Clinicamente, predominaram pacientes com doenças arritmogênicas, classe II de insuficiência cardíaca na classificação da New York Heart Association (NYHA), que receberam implantes de marcapasso e ativos no serviço. Com relação a estas características, houve um aumento proporcional de pacientes com doenças estruturais do coração, classe III de insuficiência cardíaca na classificação NYHA, que receberam implantes de outros tipos de dispositivos que não o marcapasso, ativos no serviço. Ademais, houve diminuição da proporção de óbitos no período analisado. Conclui-se que o perfil sociodemográfico e clínico dos pacientes que foram submetidos a implantes de dispositivos cardíacos eletrônicos variaram ao longo do tempo, acompanhando as modificações semelhantes observadas com as transições demográfica e epidemiológica. Portanto, os serviços e as equipes de saúde de todos os níveis da rede de atenção devem estar atentos a estas mudanças e, no caso da Enfermagem, propor ações de promoção da saúde e prevenção de DCV, a fim de reduzir o impacto deste grupo de enfermidades para a saúde pública brasileira.(AU)

Cardiovascular diseases (CVD) constitute the most relevant public health problem worldwide because they are the main causes of morbidity and mortality, generating a high economic and social burden to countries. In this context, as consequence of this group of diseases or due to other causes that affect the functioning of the heart, cases of heart failure have increased, especially those that occur due to failures or disturbances of the electrical system of the heart. Thus, one of the therapeutic approaches to dysfunctionality of this electrical system is the implantation of electronic heart devices. Some studies have pointed out the sociodemographic and clinical profile of patients undergoing this procedure; however, they are punctual and do not reflect possible temporal trends due to demographic and epidemiological transitions. Thus, the aim of this study was to analyze the sociodemographic and clinical characteristics of patients undergoing pacemaker implantation and implantable cardiodefibrillator. To this end, a cross-sectional study was conducted with 2,763 adult patients (≥ 18 years) who underwent electronic heart device implantation from January 1, 2007 to December 31, 2017 at a teaching hospital in the city of Belo Horizonte, Minas Gerais. Regarding these characteristics, there was an increase in the proportion of elderly patients, married / stable union and divorced, with average level of education and coming from Belo Horizonte over the analyzed period. Clinically, patients with arrhythmogenic diseases class II heart failure predominated in the New York Heart Association (NYHA) classification, who received pacemaker implants and active in the service. Regarding these characteristics, there was a proportional increase in patients with structural heart disease, class III heart failure in NYHA classification, who received implants from other types of pacemaker devices, active in the service. In addition, there was a decrease in the proportion of deaths in the analyzed period. It was concluded that the sociodemographic and clinical profile of patients who underwent implantation of electronic heart devices varied over time, following similar changes observed with demographic and epidemiological transitions. Therefore, health services and teams at all levels of the care network should be aware of these changes and, in the case of nursing, propose actions for health promotion and prevention of CVD in order to reduce the impact of this group. diseases for Brazilian public health(AU)
Descritores: Marca-Passo Artificial
Fatores Socioeconômicos
Doenças Cardiovasculares
-Brasil
Dinâmica Populacional
Inquéritos e Questionários
Transição Epidemiológica
Dissertações Acadêmicas
Hospitais Universitários
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG
BR21.1; T-WA950, CRCA


  2 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-796983
Autor: Bovolenta, Tânia Maria; Felício, André Carvalho.
Título: Parkinson's patients in the Brazilian Public Health Policy context / O doente de Parkinson no contexto das Políticas Públicas de Saúde no Brasil
Fonte: Einstein (Säo Paulo);14(3):7-9, July-Sept. 2016.
Idioma: en.
Descritores: Doença de Parkinson/epidemiologia
Transição Epidemiológica
-Brasil/epidemiologia
Envelhecimento
Política de Saúde/legislação & jurisprudência
Limites: Seres Humanos
Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: lil-762402
Autor: Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Brasil).
Título: A crise contemporânea dos modelos de atenção à saúde / The contemporary crisis of health care models.
Fonte: Brasília; CONASS; nov. 2014. 172 p. tab, graf, ilus, mapas. (CONASS debate, 3).
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Seminário CONASS Debate: A crise contemporânea dos modelos de atenção à saúde, Brasília, 13 maio 2014.
Resumo: Este livro é o registro do seminário CONASS Debate ­ A crise contemporânea dos modelos de atenção à saúde, por meio do qual disseminamos as reflexões obtidas durante o evento a fim de contribuir com a construção de um futuro sustentável para o Sistema Único de Saúde (SUS). Por isso, além desta publicação, disponibilizamos no nosso site (www.conass.org.br) as versões eletrônicas, em PDF e e-book, que poderão ser lidas em computadores, tablets e celulares. O seminário que deu origem a este livro ocorreu no dia 13 de maio de 2014, em Brasília/DF, e contou com a exposição de Rafael Bengoa, assessor do programa Obamacare e ex-ministro da Saúde do país Basco; de Luiz Facchini, professor do Departamento de Medicina Social da Universidade Federal de Pelotas e ex-presidente da Abrasco; de Claunara Schilling Mendonça professora de Medicina de Família da Universidade do Rio Grande do Sul e ex-diretora de Atenção Básica do Ministério da Saúde; de Luis Fernando Rolim Sampaio, chefe do Escritório de Serviços de Saúde da Unimed Belo Horizonte e ex-diretor de Atenção Básica do Ministério da Saúde; e de Frederico Guanais ­ PhD, especialista Líder em Saúde da Divisão de Proteção Social e Saúde do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Dividido em capítulos ordenados pela participação dos expositores e dos debatedores durante o seminário, o livro traz os textos assinados pelos palestrantes, responsáveis pelo sucesso e pela riqueza de conteúdo do CONASS Debate ­ A crise contemporânea dos modelos de atenção à saúde. O último capítulo, produto da relatoria do evento, traz a síntese dos debates.
Descritores: Anos de Vida Perdidos por Incapacidade
Atenção à Saúde
Conselhos de Saúde
Doenças Transmissíveis/epidemiologia
Nível de Saúde
Sistemas de Saúde/organização & administração
Transição Epidemiológica
Transição Nutricional
-Congressos como Assunto
Setor Privado
Setor Público
Dinâmica Populacional
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Conferência de Consenso
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; 362.10420981, B823c


  4 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Arruda, Ilma Kruze Grande de
Lira, Pedro Israel Cabral de
Texto completo
Id: biblio-1041083
Autor: Barbosa, Lizelda Maria de Araújo; Arruda, Ilma Kruze Grande de; Canuto, Raquel; Lira, Pedro Israel Cabral de; Monteiro, Jailma Santos; Freitas, Déborah Lemos; Paula, Weslla Karla Albuquerque Silva de; Batista Filho, Malaquias.
Título: Prevalence and factors associated with excess weight in adolescents in a low-income neighborhood - Northeast, Brazil / Prevalência e fatores associados ao excesso de peso em adolescentes de uma comunidade de baixa renda - nordeste, Brasil
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);19(3):661-670, Jul.-Sept. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: to study the prevalence of excess weight and associated factors among adolescents from a low-income neighborhood located in the city of Recife, Pernambuco. Methods: cross-sectional study, in which behavioral, socioeconomic and demographic information was collected from June to December 2014. Excess weight was calculated based on body mass index for age and the cut-off points, by the World Health Organization (2007). To analyze associations between predictor variables and the outcome, multivariate data analysis was performed following the Poisson Regression (Prevalence Ratio - PR) with their respective 95% confidence intervals (95%CI). Results: twenty-five adolescents participated in the study, with a prevalence of 36.4% of excess weight: 20.4% overweight (95%CI=15.1-25.7) and 16.0% obesity (95%CI= 11.2-20.8), predominantly in female gender (42.5%; p=0.031). The outcome was associated with internet access (PR=1.20; 95%CI=1.01-1.43), the number of people in the family (PR= 1.12; 95%CI=1.01-1.28) and screen time (PR=1.13; 95%CI=1.01-1.27), but only in male gender. Conclusions: the prevalence found was higher than that of other national researches, especially for the female gender. In the male gender, not having internet access, a lesser number of family members and a longer screen time proved to be factors associated with being excess weight.

Resumo Objetivos: investigar a prevalência de excesso de peso e fatores associados entre adolescentes de uma comunidade de baixa renda situada na cidade do Recife, Pernambuco. Métodos: estudo transversal, em que foram coletadas informações demográficas, socioeconômicas e comportamentais no período de junho a dezembro de 2014. O excesso de peso foi determinado pelo índice de massa corporal por idade, baseado nos pontos de corte da Organização Mundial de Saúde (2007). Para investigar as associações entre variáveis predito rase desfecho, empregou-se análise multivariada por meio de Regressão de Poisson (Razão de Prevalência - RP) com seus respectivos intervalos de 95% de confiança (IC95%). Resultados: participaram do estudo 225 adolescentes, sendo encontrada prevalência de 36,4% de excesso de peso; 20,4% sobrepeso (IC95%=15,1-25,7) e 16,0% obesidade (IC95%=11,2-20,8), predominante no sexo feminino (42,5%; p=0,031). O desfecho apresentou-se associado ao acesso à internet (RP=1,20; IC95%=1,01-1,43), número de pessoas na família (RP=1,12; IC95%=1,01-1,28) e tempo de tela (RP=1,13; IC95%=1,01-1,27), porém apenas no sexo masculino. Conclusões: a prevalência encontrada foi superior a de outros estudos nacionais, principalmente no sexo feminino. No sexo masculino, não ter acesso a internet, um menor número de pessoas na família e um maior tempo de tela mostraram-se como fatores associados ao excesso de peso.
Descritores: Pobreza
Transição Epidemiológica
Transição Nutricional
Sobrepeso/epidemiologia
Estilo de Vida Sedentário
Obesidade/epidemiologia
-Fatores Socioeconômicos
Organização Mundial da Saúde
Brasil
Índice de Massa Corporal
Distribuição de Poisson
Estudos Transversais
Doenças não Transmissíveis
FREUDIAN THEORYABDOMEN, ACUTE
Limites: Seres Humanos
Masculino
Adolescente
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  5 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1041090
Autor: Batista Filho, Malaquias.
Título: The worldwide challenge on myopia / O desafio mundial da miopia
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);19(3):509-510, Jul.-Sept. 2019.
Idioma: en.
Descritores: Ecossistema
Transição Epidemiológica
Meio Ambiente
Miopia/epidemiologia
-Refração Ocular
Transtornos da Visão
Organização Mundial da Saúde
Cegueira
Processo Saúde-Doença
Estudos de Séries Temporais
Saúde Pública
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  6 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-980431
Autor: Sequera, G.
Título: La transición epidemiológica y la doble carga de enfermedad / The epidemiological transition and the double burden of disease
Fonte: Rev. salud pública Parag;8(2):[P7-P8], Jul - Dic 2018.
Idioma: es.
Descritores: Efeitos Psicossociais da Doença
Transição Epidemiológica
-Paraguai/epidemiologia
Fatores Epidemiológicos
Causas de Morte
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1013082
Autor: Batista Filho, Malaquias; Rissin, Anete.
Título: WHO and the epidemic of cesarians / A OMS e a epidemia de cesarianas
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);18(1):3-4, Jan.-Mar. 2018.
Idioma: en.
Descritores: Organização Mundial da Saúde
Cesárea/tendências
Transição Epidemiológica
Tocologia
-Doulas
Limites: Seres Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  8 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-961743
Autor: Vea, Héctor Demetrio Bayarre; Lauzarique, María Esther Álvarez; Piñero, Julia Silvia Pérez; Rodríguez, Kenia Almenares; Cabrera, Aida Rodríguez; Barros, María del Carmen Pría; Rivera, Lilliams Rodríguez; Seco, Alberto Fernández; Martín, Ariadna Corral.
Título: Enfoques, evolución y afrontamiento del envejecimiento demográfico en Cuba / Approaches, evolution and coping with the demographic aging in Cuba / Abordagens, evolução e enfrentamento do envelhecimento demográfico em Cuba
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;42:e21, 2018. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN El envejecimiento demográfico en Cuba ha provocado cambios considerables en la mortalidad y la morbilidad; su tendencia creciente y alta velocidad comprometen la atención de la persona mayor, de ahí que sea un desafío para la salud pública. Este artículo, que abarca el período 1950-2015, tiene como finalidad exponer la situación de este fenómeno poblacional desde una visión positiva, según tres aspectos: el envejecimiento como logro, desafío y oportunidad de desarrollo; las transiciones demográfica y epidemiológica; y las políticas y estrategias para afrontarlo. La tasa general de fecundidad ha descendido desde 4,01 hasta 1,45, y la esperanza de vida al nacer y la esperanza de vida a la tercera edad se han incrementado desde 59,40 hasta 78,45 años y desde 16,04 hasta 22,58, respectivamente. La proporción de personas de 60 años o más en Cuba asciende a 19,8%. El cuadro de morbilidad y mortalidad ha cambiado de las enfermedades infectocontagiosas a las no transmisibles. El envejecimiento en Cuba se ha producido por la reducción sostenida de la fecundidad, la mortalidad y un saldo migratorio negativo. Se discute el reto que significa la dependencia de la persona mayor y la necesidad de cuidados que requiere. Además del logro y la oportunidad de desarrollo que representa este indicador demográfico, el envejecimiento poblacional constituye un desafío para el desarrollo y la salud pública, para el que se han establecido políticas y estrategias integrales e intersectoriales encaminadas a mitigar sus efectos negativos.

ABSTRACT The demographic aging in Cuba has caused considerable changes in mortality and morbidity; its growing trend and high speed affect the attention of the elderly, posing a challenge to public health. This article focuses on years 1950-2015, and aims to present the situation of this population phenomenon from a positive view, according to three aspects: aging as an achievement, challenge and development opportunity; demographic and epidemiological transitions; and policies and strategies to address aging. The general fertility rate has decreased from 4.01 to 1.45, and the life expectancy at birth and the life expectancy at third age have increased from 59.40 to 78.45 years and from 16.04 to 22.58, respectively. The proportion of people aged 60 and over in Cuba amounts to 19.8%. Causes of morbidity and mortality have changed from infectious diseases to non-communicable diseases. In Cuba, aging is the result of a sustained reduction in fertility and mortality, and a negative migratory balance. The challenge of the dependency of the elderly person and the need for care is discussed. Although this demographic indicator represents an achievement and a development opportunity, population aging poses a challenge for development and public health, for which comprehensive and cross-sectional policies and strategies aimed at mitigating its negative effects have been established.

RESUMO O envelhecimento demográfico em Cuba causou mudanças consideráveis na mortalidade e morbidade; sua crescente tendência e alta velocidade comprometem a atenção dos idosos, portanto, é um desafio para a saúde pública. Este artigo, que abrange o período 1950-2015, visa expor a situação deste fenômeno da população de uma visão positiva, de acordo com três aspectos: o envelhecimento como realização, desafio e oportunidade de desenvolvimento; transições demográficas e epidemiológicas; e as políticas e estratégias para enfrentá-lo. A taxa geral de fertilidade diminuiu de 4,01 para 1,45, e a expectativa de vida no nascimento e a expectativa de vida na terceira idade aumentaram de 59,40 para 78,45 anos e de 16,04 a 22,58, respectivamente. A proporção de pessoas com 60 e mais anos em Cuba é de 19,8%. O quadro de morbidade e mortalidade mudou de doenças infecciosas para doenças não transmissíveis. O envelhecimento em Cuba foi produzido pela redução sustentada da fertilidade e da mortalidade, e um saldo migratório negativo. O desafio da dependência da pessoa idosa e a necessidade de cuidados que eles requerem são discutidos. Além da conquista e da oportunidade de desenvolvimento representada por esse indicador demográfico, o envelhecimento da população constitui um desafio para o desenvolvimento e a saúde pública, para o qual foram estabelecidas políticas e estratégias abrangentes e intersetoriais destinadas a mitigar seus efeitos negativos.
Descritores: Política Pública
Dinâmica Populacional
Saúde Pública
-Transição Epidemiológica
Cuba
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 105 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-798471
Autor: Loaiza-Valencia, Ana Luz.
Título: Situación demografica y epidemiológica de los adultos mayores: Santander: 1964 a 2011 / Situação demográfica e epidemiológica das pessoas idosas: Santander: 1964 a 2011
Fonte: MedUNAB;18(1):58-65, Abr.-Jul. 2015. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: El envejecimiento poblacional ocurre en todo el mundo, como resultado de la disminución de las tasas de fecundidad, natalidad, mortalidad y aumento en la esperanza de vida. Junto con el resultado natural del envejecimiento ocurren circunstancias como el incremento de la carga de enfermedad, representado en padecimientos cronicos, degenerativos y discapacitantes. Objetivo: Describir la situación demográfica y epidemiológica de los adultos mayores del departamento de Santander entre 1964 y 2020, y la información de morbilidad del año 2011. Metodologia: Se utilizaron los censos y proyecciones de población, e indicadores demográficos entre 1964 y 2020, defunciones no fetales por lugar de residencia, y Registros individuales de prestación de servicios de salud (RIPS) del año 2011. Se realizó análisis descriptivo con base en las variables sexo, edad, diagnóstico de consulta y causa básica de muerte. Resultados: La población santandereana muestra un constante aumento en su número pero a un ritmo menor que décadas atrás. Las tasas de fecundidad y natalidad han venido en descenso, y se proyecta que la tasa de mortalidad empezará a incrementarse de nuevo, así mismo la esperanza de vida tiene un comportamiento ascendente. En el a±o 2015 habrá 251,136 personas de 60 y más años, el 44% serán hombres frente al 56% de mujeres. Conclusiones: Las tasas de natalidad y fecundidad se proyectan al descenso. Por el contrario la tasa bruta de mortalidad se incrementó a partir del 2010 y se proyecta que continúe en esta dirección hasta estabilizarse. La esperanza de vida al nacer es mayor para las mujeres que para los hombres, estos datos ratifican el fenómeno de la feminizaci¾n del envejecimiento. La situación de la morbilidad es de caracter agudo, y crónico y de enfermedades no transmisibles.

Population aging occurs worldwide as a result of declining fertility rates, birth rate, mortality and increased life expectancy. An increased disease burden represented in chronic, degenerative and disabling conditions result from such natural aging process. Objective: To describe the demographic and epidemiological situation of seniors in Santander between 1964 and 2020, as well as morbidity information in the year 2011. Methodology: Censuses, population projections, demographic indicators between 1964 and 2020, non-fetal mortality, and individual records of the health service -RIPS- of 2011 were used. A descriptive analysis was performed based on the variables of sex, age, diagnosis, and cause of death. Results: Population from Santander shows a steady increase in its number but at a slower pace than decades ago. Fertility and birth rates have been dropping, and it is projected that the mortality rate and the life expectancy will begin to increase again. In 2015 there will be 251,136 people 60 and older, 44% will be men versus 56% women. Conclusions: The fertility and birth rates are projected to go down. By contrast, the crude death rate went up in 2010 and it is projected to continue in this direction until it stabilizes. Life expectancy at birth is higher for women than for men. This data confirms the feminization of aging phenomenon. The morbidity situation is characterized for being acute, chronic and belonging to non-communicable diseases.

O envelhecimento populacional ocorre em todo o mundo como resultado do declínio das taxas de fertilidade, natalidade, mortalidade e do aumento da expectativa de vida. Como resultado natural do envelhecimento, observam-se circunstancias tais como o aumento das doenças, muitas se apresentando em condiçoes cronicas, degenerativas e incapacitantes. Objetivo: Descrever a situação demográfica e epidemiológica das pessoas idosas no departamento de Santander, entre 1964 e 2020, e a informaþção sobre a morbidade do 2011. Metodologia: São usados os censos e as projeçoes da população e indicadores demográficos entre 1964 e 2020, mortes nÒo-fetais por lugar de residência, e registros individuais de prestaþção de serviços de saúde -RIPS- de 2011. Foi realizada análise descritiva com base no sexo, idade, diagn¾stico da consulta e causa básica da morte. Resultados: A população Santandereana mostra um aumento constante em seus números, mas a um ritmo mais lento do que nas décadas anteriores. As taxas de fertilidade e as de natalidade têm caído, prevê-se que a taxa de mortalidade vai começar a aumentar novamente, mas a expectativa de vida continua crescendo. Em 2015, haverá 251.136 pessoas com 60 anos ou mais, das quais 44% serão homens e 56% serão mulheres. (Em 2015, havia 251.136 pessoas com 60 anos ou mais, das quais 44% eram homens e 56% mulheres.) Conclusões: As taxas de nascimento e de fertilidade projetam-se em declínio. Em contraste, a taxa bruta de mortalidade aumentou a partir de 2010 e sua projeção continua nesta direção, até sua estabilização. A expectativa de vida ao nascer é maior para mulheres do que para os homens, estes dados confirmam o fenómeno da feminização do envelhecimento. A situação da morbidade é geralmente aguda e crónica, com doenças não transmissíveis.
Descritores: Dinâmica Populacional
Mortalidade/tendências
Taxa de Sobrevida/tendências
Transição Epidemiológica
Dinâmica Populacional
-Distribuição por Idade
Expectativa de Vida/tendências
Indicadores de Morbimortalidade
Previsões Demográficas/métodos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: CO179.1 - Biblioteca


  10 / 105 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-983648
Autor: Alves, Davi da Silveira Barroso.
Título: Mineração de dados na identificação de padrões de mortalidade no Brasil de 1979 a 2013.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2017. 209 p. graf, ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Nos últimos 60 anos observou-se no Brasil um processo de transição demográfica e epidemiológica caracterizado por desigualdades regionais que proporcionou o aparecimento de padrões de mortalidade, gerando demandas de saúde específicas e representando um desafio para a saúde pública. As informações sobre mortalidade somam mais de 32 milhões de óbitos registrados no Sistema de Informação sobre e Mortalidade (SIM) que geralmente são analisados de maneira agregada e fragmentada. A mineração de dados é o instrumental preferencial para a identificação de padrões em grandes massas de dados e sua implementação junto ao grande volume de informações do SIM pode ajudar na compreensão do panorama amplo da mortalidade no país, subsidiando o desenvolvimento de políticas de saúde pública equitativas que possibilitem uma gestão mais efetiva do Sistema Único de Saúde. O objetivo desta tese é analisar padrões regionais e temporais da mortalidade no Brasil no período entre1979 e 2013. Trata-se de um estudo ecológico utilizando dados do SIM, do Censo e das Estimativas Populacionais do IBGE. As análises foram realizadas em três etapas, cada uma abordando diferentes indicadores de mortalidade, unidades de observação, períodos e métodos de análise. Na primeira foi analisada a evolução da mortalidade proporcional e do padrão etário de óbitos nas regiões, e das taxas de mortalidade segundo grupos de causa e causas selecionadas nas unidades da federação. Na segunda foi analisada a evolução das taxas de mortalidade segundo causas selecionadas e dos indicadores sociais, econômicos e demográficos, nas microrregiões e a correlação entre eles. Na terceira foram implementadas técnicas de mineração de dados nas informações individuais do SIM...

In the last 60 years a demographic and epidemiological transition process has been observedin Brazil, resulting in mortality patterns that generate specific health demands that arechallenges to public health. Mortality informations accounts more than 32 million registereddeaths in the Mortality Information System (SIM), generally analyzed in aggregate andfragmented approachs. Data mining is the preferred tool to identify patterns in big data setsand the implemetation of this techniques in the large information volume from SIM can helpto understand the big picture of mortality in Brazil, guiding equity health policiesdevelopment and allowing effective management of SUS. The objective of this thesis isanalyze regional and temporal patterns of mortality in Brazil between 1979 and 2013. This isa Ecological study using data from the SIM, Census and Population Estimatives of IBGE. Theanalysis was performed in three stages, addressing different mortality indicators, observationunits, periods and analysis methods. The first one was the proportional mortality evolutionand the death age in regions,the mortality rates by groups and selected causes in the federationunits. The second one was the mortality rates evolution by selected causes and social,economic and demographic indicators by microregions and the correlation between them. Inthe third, data mining techniques were implemented in SIM individual information...
Descritores: Mineração de Dados
Mortalidade
-Transição Epidemiológica
Aprendizado de Máquina
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; T304.64, A474m



página 1 de 11 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde