Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.261.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 140 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 14 ir para página                         

  1 / 140 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055736
Autor: Rossi, Thais Regis Aranha; Lorena Sobrinho, José Eudes de; Chaves, Sonia Cristina Lima; Martelli, Petrônio José de Lima.
Título: Crise econômica, austeridade e seus efeitos sobre o financiamento e acesso a serviços públicos e privados de saúde bucal / Economic crisis, austerity and its effects on the financing of oral health and access to public and private services
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(12):4427-4436, dez. 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O presente estudo analisou os efeitos da austeridade e crise econômica sobre o financiamento da saúde bucal, oferta e utilização de serviços públicos e acesso a planos exclusivamente odontológicos no Brasil, no período de 2003 a 2018. Foi realizado um estudo retrospectivo, descritivo, com abordagem quantitativa. Foram coletados dados da base do Fundo Nacional de Saúde, da Agência Nacional de Saúde Suplementar, da Sala de Apoio à Gestão Estratégica, do Sistema e-gestor. Observou-se que o repasse federal fundo a fundo apresentou tendência crescente de 2003 a 2010 e estável de 2011 a 2018. A oferta decresceu ao final do período com redução da cobertura da primeira consulta odontológica programática, média da escovação dental supervisionada e número de tratamentos endodônticos. Na contramão da crise financeira pública, as empresas de planos exclusivamente odontológicos expandiram o mercado de 2,6 milhões de usuários em 2000 para 24,3 milhões em 2018, com lucro de mais de R$240 milhões. A austeridade fiscal tem forte influência sobre a utilização de serviços públicos odontológicos no Brasil, que pode beneficiar o mercado privado e ampliar as desigualdades.

Abstract The present study analyzed the effects of austerity and economic crisis on the financing of oral health, provision and use of public services and access to exclusively dental plans in Brazil, from 2003 to 2018. A retrospective, descriptive study was carried out, with a quantitative approach. Data were collected from the National Health Funding database, the National Supplementary Health Agency, the Strategic Management Support Room, and from the e-manager system. The federal fund-to-fund transfer was increasing from 2003 to 2010 and remained stable from 2011 to 2018. The supply decreased at the end of the period, with reduced coverage of the first programmatic dental appointment, average supervised tooth brushing and number of endodontic treatments. Against the background of the public financial crisis, exclusively dental plan companies expanded the market from 2.6 million users in 2000 to 24.3 million in 2018, with a profit of more than R$ 240 million. Fiscal austerity has a strong influence on the use of public dental services in Brazil, which can benefit the private market and widen inequalities.
Descritores: Alocação de Recursos para a Atenção à Saúde/economia
Assistência Odontológica/economia
Alocação de Recursos/economia
Recessão Econômica
Financiamento Governamental/economia
Acesso aos Serviços de Saúde/economia
-Saúde Bucal/economia
Saúde Bucal/tendências
Estudos Retrospectivos
Setor Público
Setor Privado
Alocação de Recursos
Financiamento Governamental/tendências
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055730
Autor: Schenkman, Simone; Bousquat, Aylene Emilia Moraes.
Título: Alteridade ou austeridade: uma revisão acerca do valor da equidade em saúde em tempos de crise econômica internacional / Alterity or austerity: a review on the value of health equity in times of international economic crises
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(12):4459-4473, dez. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Nas últimas décadas, o sistema capitalista, transformado por meio de crises mais agressivas e globais, tem submetido a sociedade à austeridade fiscal e tensionado a garantia dos direitos à saúde, como imposição para ampliar a eficiência e efetividade dos sistemas de saúde. A equidade em saúde, por outro lado, opera como fator protetor em relação aos efeitos nocivos da austeridade sobre a saúde da população. O objetivo deste artigo é analisar o efeito da crise financeira global quanto à valorização da equidade em saúde frente à efetividade nas comparações internacionais de eficiência dos sistemas de saúde na literatura científica. Realizada revisão integrativa, com busca nas bases de dados PubMed e BVS, de 2008-18, com análise cross-case. O equilíbrio entre equidade e efetividade deve ser buscado desde o financiamento até os resultados em saúde, de modo eficiente, como forma de fortalecimento dos sistemas de saúde. A escolha entre alteridade ou austeridade deve ser feita de forma explícita e transparente, com resiliência dos valores societais e princípios de universalidade, integralidade e equidade.

Abstract In recent decades, the global and aggressive crises-transformed capitalist system has subjected society to fiscal austerity and strained the assurance of its right to health, as an imposition to increase health systems efficiency and effectiveness. Health equity, on the other hand, provides protection against the harmful effects of austerity on population health The aim of this article is to analyse the effect of the global financial crisis on how health equity is considered against effectiveness in international comparisons of health systems efficiency in the scientific literature. Integrative review, based on PubMed and VHL databases searches, 2008-18, and cross-case analysis. The balance between equity and effectiveness must be sought from health financing to results, in an efficient way, as a means to strengthening health systems. The choice between alterity or austerity must be made explicitly and transparently, with resilience of societal values and the principles of universality, integrality and equity.
Descritores: Reforma dos Serviços de Saúde/economia
Equidade em Saúde/economia
Internacionalidade
Recessão Econômica
Financiamento da Assistência à Saúde
-Eficiência Organizacional
Capitalismo
Assistência à Saúde/economia
Alocação de Recursos/economia
Determinantes Sociais da Saúde
Direito à Saúde
Acesso aos Serviços de Saúde/economia
Acesso aos Serviços de Saúde/normas
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055760
Autor: Bernat, María Sofía.
Título: "Nacer en determinado lugar te condiciona". Salud, derecho a la ciudad, crisis y participación en un barrio reubicado / "Being born in a certain place conditions you". Health, right to the city, crisis and participation in a relocated neighborhood
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(12):4569-4578, dez. 2019.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Este artículo analiza, en el marco de una relocalización de asentamientos, la participación y las tácticas de los/as habitantes de Barrio Nuevo y médicos/as de un Centro de Salud de La Plata (Argentina) ante la crisis acontecida a partir de la aplicación de políticas de austeridad.El supuesto del que partimos es que la participación comunitaria y en el campo de la salud (entendida en un sentido holístico) posibilita identificar e incidir en los condicionantes sociales, como el derecho a la ciudad, para favorecer transformaciones de la situación de salud del territorio. Para ello, indagaremos la crisis, las políticas actuales y los modos de participación. En particular, desarrollaremos la experiencia de un Análisis de Situación de Salud (ASIS) en el barrio y analizaremos la relación entre derecho a la salud y derecho a la ciudad.Se empleó una metodología etnográfica. Se realizaron observaciones participantes, entrevistas en profundidad, un taller de salud y se participó en el ASIS.Concluimos que hay una relación dialéctica entre derecho a la ciudad y a la salud y ésta es una construcción colectiva. Toda participación barrial fortalece las intervenciones en salud. Ello es indispensable en contextos de crisis para luchar por derechos vulnerados.

Abstract The present paper analyzes, in the context of a settlements' relocation, the participation and tactics developed by the Barrio Nuevo inhabitants and doctors of a Health Centre in La Plata (Argentina), to face the crisis that is taking place in the country from the application of austerity policies. Our assumption is that community participation and in health issues (understood in a holistic sense) makes it possible to identify and intervene in social conditions, such as the right to the city, to produce changes in the health situation of the territory. For this, we will investigate the crisis, the current public policies and the modes of participation. Specifically, we will develop the experience of a Health Situation Analysis (ASIS) held in the territory and we will analyze the relationship between the right to health and the right to the city.The methodology used is ethnography. We carried out participant observations, in-depth interviews, a health workshop and participated in the ASIS.We conclude that there is a dialectical relationship between the right to the city and to health and this is a collective construction. All community participation strengthens health interventions. This is essential in crisis contexts to fight for violated rights.
Descritores: Alocação de Recursos para a Atenção à Saúde
Características de Residência
Centros Comunitários de Saúde
Participação da Comunidade/métodos
Alocação de Recursos
-Argentina
Dinâmica Populacional
Cidades
Pesquisa Qualitativa
Direito à Saúde
Política de Saúde
Corpo Clínico
Programas Nacionais de Saúde/organização & administração
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Barreto, Mauricio Lima
Texto completo
Id: biblio-1055762
Autor: Machado, Daiane Borges; Pescarini, Julia Moreira; Araújo, Luís Fernando Silva Castro de; Barreto, Maurício Lima.
Título: Austerity policies in Brazil may affect violence related outcomes / Políticas de austeridade no Brasil podem afetar os desfechos relacionados à violência
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(12):4385-4394, dez. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Economic crisis is often managed with austerity policies. These measures seem to burden the population disproportionately, with the poorer being more affected. This paper aims to investigate health outcomes performance after the recent Brazilian crisis and gauge whether that pattern also emerged. Public domain data from 2010 to 2017 was used, and it was found that suicide and homicide rates increased after 2014, while mortality by road traffic injuries decreased at the same time. Furthermore, these trends were exacerbated in the North and Northeast regions and in the municipalities with the poorest quintiles of Human Development Index (HDI). The austerity policies followed by the Brazilian economic crisis may have influenced the mortality trends due to external causes, with a possible stronger impact in the North and Northeast regions and among less developed municipalities.

Resumo Crises econômicas são comumente administradas com políticas de austeridade. Estas medidas atingem a população de modo desproporcional, sendo os mais pobres os mais afetados. Este artigo pretende investigar a performance dos desfechos de saúde após a crise econômica recente e avaliar se o padrão de desproporcionalidade também ocorreu no Brasil. Dados públicos de 2010 a 2017 foram utilizados e encontramos que suicídios e taxas de homicídios aumentaram depois de 2014, enquanto mortalidade por acidentes de trânsito diminuíram. Além disto, estas tendências foram exacerbadas no Norte e no Nordeste e em municípios no quintil mais pobre em termos de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). As políticas de austeridade que se seguiram à crise econômica brasileira podem ter influenciado a tendência de mortalidade por causas externas, com um possível maior impacto no Norte e no Nordeste e em municípios menos desenvolvidos.
Descritores: Suicídio/estatística & dados numéricos
Acidentes de Trânsito/mortalidade
Alocação de Recursos/economia
Recessão Econômica
Homicídio/estatística & dados numéricos
-Suicídio/tendências
Fatores de Tempo
Violência
Brasil/epidemiologia
Acidentes de Trânsito/tendências
Áreas de Pobreza
Análise de Regressão
Mortalidade/tendências
Causas de Morte
Homicídio/tendências
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1142714
Autor: Bezerra, Évilly Carine Dias; Santos, Priscila Soares dos; Lisbinski, Fernanda Cigainski; Dias, Lázaro Cezar.
Título: Análise espacial das condições de enfrentamento à COVID-19: uma proposta de Índice da Infraestrutura da Saúde do Brasil / Spatial analysis of Brazil's COVID-19 response capacity: a proposal for a Healthcare Infrastructure Index
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(12):4957-4967, Dec. 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Uma das preocupações ligadas à pandemia da COVID-19 se refere à capacidade da estrutura do sistema de saúde suportar a demanda por atendimento e tratamento de pessoas acometidas por esta doença. Diante disso, o objetivo deste estudo consiste em criar e mapear o Índice de Infraestrutura de Saúde (IIS) das Unidades da Federação (UFs) brasileiras, bem como verificar a sua distribuição espacial. Para isso, foi aplicada a metodologia de Análise Fatorial por Componentes Principais. Aplicou-se os testes de Bartlett e Kaiser-Meyer-Olkin para verificação da sua adequabilidade. Em seguida procedeu-se a Análise Exploratória de Dados Espaciais. Os dados foram coletados no DATASUS, COFEN, Ministério da Saúde, Portal de Compras do Governo e Portal da Transparência. Quanto aos resultados, o índice revelou que nove estados do Norte e Nordeste registraram os menores índices e cinco estados do Sudeste e Sul apresentaram os maiores índices. Foi registrado um cluster baixo-baixo nos estados do Amazonas e Pará e um Cluster alto-alto em Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná.

Abstract One of the concerns linked to the COVID-19 pandemic is the capacity of health systems to respond to the demand for care for people with the disease. The objective of this study was to create a COVID-19 response Healthcare Infrastructure Index (HII), calculate the index for each state in Brazil, and determine its spatial distribution within and across regions. The HII was constructed using principal component factor analysis. The adequacy of the statistical model was tested using the Kaiser-Meyer-Olkin test and Bartlett's test of sphericity. The spatial distribution of the HII was analyzed using exploratory spatial data analysis. The data were obtained from DATASUS, the Federal Nursing Council, Ministry of Health, Government Procurement Portal, and the Transparency Portal. The nine states in the country's North and Northeast regions showed the lowest indices, while the five states from the Southeast and South regions showed the highest indices. Low-low clusters were observed in Amazonas and Pará and high-high clusters were found in Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, and Paraná.
Descritores: Infecções por Coronavirus/terapia
Análise Espacial
Betacoronavirus
Instalações de Saúde/provisão & distribução
Acesso aos Serviços de Saúde
-Brasil/epidemiologia
Análise Multivariada
Análise Fatorial
Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Alocação de Recursos/provisão & distribução
Pandemias
Mão de Obra em Saúde/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1056962
Autor: Barbi, Lucas; Carvalho, Liliany Mara Silva; Luz, Tatiana Chama Borges.
Título: Antidepressivos, ansiolíticos, hipnóticos e sedativos: uma análise dos gastos em Minas Gerais / Antidepressive, anti-anxiety and hypnotics and sedatives agents: an analysis of public expenditure in Minas Gerais state, Brazil
Fonte: Physis (Rio J.);29(4):e290407, 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A alocação de recursos com a aquisição de medicamentos é um dos maiores desafios para a efetivação da assistência farmacêutica no SUS. No entanto, poucos estudos avaliam a evolução desses gastos no nível estadual, especialmente com as classes dos antidepressivos, ansiolíticos e hipnótico-sedativos. O objetivo do estudo foi analisar e identificar os determinantes dos gastos com essas classes terapêuticas em Minas Gerais. Foram utilizados dados de compras públicas do Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços (SIAD-MG) entre 2010 e 2015. Estimaram-se os gastos e volumes totais, além dos gastos com medicamentos não constantes nas listas de medicamentos essenciais. As análises de "Top 10" e de "Drug Cost 90%" identificaram os medicamentos responsáveis pelo maior gasto, e a análise de decomposição estabeleceu os determinantes da variação das despesas. Os gastos com as três classes totalizaram R$ 81 milhões e aumentaram 2,5 vezes entre 2010 e 2015, passando de R$ 7,5 milhões para R$ 18,7 milhões. Os antidepressivos representaram 89% dos gastos e 71% do volume adquirido. O preço foi o principal fator determinante do aumento das despesas, especialmente na classe dos antidepressivos. Os aumentos dos gastos ressaltam a necessidade de aprimoramento dos procedimentos de compra adotados pelo estado.

Abstract The allocation of financial resources on medicines procurement is one of the greatest challenges to the effectiveness of the Pharmaceutical Services in the Brazilian National Health System. However, there are few studies evaluating this expenditure trends at state level, especially with antidepressants, anxiolytics, hypnotics and sedatives. The study evaluated public expenditure trends and drivers for these therapeutic classes in Minas Gerais state, Brazil, by using data from SIAD database [Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços] from 2010 to 2015. Total expenditure, volume and also expenditures with medicines not included in the essential lists were estimated. The top 10 medicines in terms of expenditure and drugs accounting for 90% of the total cost were identified. Decomposition analysis was conducted to assess the drivers of expenditure. Expenditure in the period totaled R$ 81 million and increased 2.5 times from 2010 to 2015. Antidepressants accounted for 89% of expenses and 71% of volume. Price contributed positively to the expenditure variation during the period, especially in antidepressants. The results highlight the need of improvement of public procurement procedures adopted by Minas Gerais state.
Descritores: Assistência Farmacêutica
Ansiolíticos
Custos de Medicamentos
Gastos em Saúde
Alocação de Recursos
Hipnóticos e Sedativos
Antidepressivos
-Governo Estadual
Sistema Único de Saúde
Brasil
Gestão em Saúde
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  7 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1145570
Autor: Acero, Liliana.
Título: Enquadramentos na medicina regenerativa: os relatos recentes na imprensa brasileira / Frames in regenerative medicine: recent news in the Brazilian press / Marcos referenciales de la medicina regenerativa: noticias recientes en la prensa brasileña
Fonte: RECIIS (Online);14(4):942-959, out.-dez. 2020. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A mídia funciona como uma ponte entre a medicina e o público, e impacta como a informação é organizada e apresentada às pessoas. Realizou-se uma análise de conteúdo, quantitativo e qualitativo, dos enquadramentos principais nas matérias sobre medicina regenerativa publicadas pela Folha de São Paulo e O Globo, entre janeiro de 2012 e maio do 2019. A análise mostrou algumas limitações nas informações publicadas: um número bastante escasso de relatos, com poucas matérias sobre controvérsias sociais e regulatórias e matérias de tons otimistas demais sobre os benefícios das terapias celulares. Conclui-se que falta uma contribuição mais sistemática da imprensa à legitimação social e institucional desta área de ponta no país, desenvolvida com recursos públicos e que oferece uma oportunidade imperdível no aumento da consciência em saúde coletiva, assim como, na participação competitiva do Brasil no cenário global.

Mass media works as a bridge between medicine and the public and produces an impact according to how information is organized and presented. A quantitative and qualitative content analysis was developed on the main framings on regenerative medicine found in reports by the newspapers Folha de São Paulo and O Globo between January 2012 and May 2019. The analysis found limitations in the information published: a reduced number of stories, the presence of few articles on social and regulatory controversies and a portrayal of over-optimistic accounts on the benefits of cellular-based therapies. The article concludes that there is a lack of a more systematic contribution of the printed press to the social and institutional legitimation of the local area, one developed with public resources and that offers a valuable opportunity to raise awareness on collective health, as well as, for a competitive inclusion of Brazil at the global level.

Los medios de comunicación masiva funcionan como un puente entre la medicina y el público, e impactan en los públicos según cómo la información sea organizada y presentada. Se realizó un análisis de contenido, cuantitativo y cualitativo, de los encuadramientos principales en los diarios: Folha de S.Paulo y O Globo sobre la medicina regenerativa entre enero de 2012 y mayo de 2019. El análisis demostró las limitaciones de los contenidos: um número bastante escaso de reportajes, pocas noticias sobre debates y controversias sociales y de tono demasiado optimista acerca de los beneficios de las terapias celulares. Se concluye que falta una contribución sistemática de la prensa a la legitimación social e institucional de esta área de punta em el país, desarrollada com recursos públicos y que ofrece una valiosa oportunidad para un aumento de conciencia sobre la salud colectiva y una participación competitiva de Brazil en el escenario global.
Descritores: Saúde Pública
Medicina Regenerativa
Terapia Baseada em Transplante de Células e Tecidos
Meios de Comunicação de Massa
-Pobreza
Ciência
Fatores Socioeconômicos
Violência
Alocação de Recursos
Mídias Sociais
Governo Eletrônico
Limites: Humanos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  8 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1137125
Autor: Cândido, Artur Mamed; Alcântara, Ricardo; Garrafa, Volnei.
Título: Secularismo, pós-modernidade e justiça na assistência à saúde em Engelhardt / Secularism, postmodernity and justice in healthcare in Engelhardt / Secularismo, posmodernidad y justicia en la asistencia sanitaria en Engelhardt
Fonte: Rev. bioét. (Impr.);28(3):471-478, jul.-set. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo tem por objetivo analisar conceitos centrais do pensamento de Hugo Tristram Engelhardt Junior. Inicialmente são introduzidos os principais elementos de sua argumentação, com ênfase na maneira como o autor percebe a bioética, considerando o fracasso do projeto filosófico moderno e sua concepção original de "estranhos morais". Em seguida, o estudo procura interpretar o posicionamento de Engelhardt quanto à moralidade e à justiça na distribuição dos recursos de saúde. Ao final, critica-se a concepção marcadamente ultraliberal do autor, que, ao se colocar no extremo do espectro do liberalismo, nega qualquer dever moral do Estado em prover assistência à saúde.

Abstract This study presents and critically analyzes the main conceptual aspects of the moral thinking of US physician and bioethicist Hugo Tristram Engelhardt Jr. Initially, the theoretical elements that frame Engelhardt's arguments are introduced, emphasizing how the author perceives the status of bioethical morality in postmodernity, including the "failure of the modern philosophical project" and his original notion of "moral strangers". After addressing these epistemological aspects, the study examines Engelhardt's position on morality and justice in the allocation of healthcare resources. Finally, Engelhardt's ultraliberal approach is critically analyzed, concluding that by putting himself at the radical end of the liberal spectrum, he denies the State any moral duty to play a role in healthcare provision.

Resumen Este artículo tiene como objetivo analizar los conceptos centrales del pensamiento de Hugo Tristram Engelhardt Junior. Inicialmente, se introducen los principales elementos de su argumento, con énfasis en la forma en que percibe la bioética, considerando su concepción original de "extraños morales" y el fracaso del proyecto filosófico moderno. Al final, se critica a la concepción marcadamente ultraliberal del autor, que al situarse en el extremo del espectro del liberalismo niega cualquier deber moral del Estado en la atención en salud.
Descritores: Bioética
Consenso
Alocação de Recursos
Secularismo
Princípios Morais
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  9 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Luís, Margarita Antonia Villar
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-898260
Autor: Souza, Jacqueline de; Almeida, Letícia Yamawaka de; Luis, Margarita Antonia Villar; Nievas, Andreia Fernanda; Veloso, Tatiana Maria Coelho; Barbosa, Sara Pinto; Giacon, Bianca Cristina Ciccone; Assad, Francine Baltazar.
Título: Mental health in the Family Health Strategy as perceived by health professionals / Salud mental en la Estrategia Salud de la Familia: la visión de los profesionales / Saúde mental na Estratégia Saúde da Família: a percepção dos profissionais
Fonte: Rev. bras. enferm;70(5):935-941, Sep.-Oct. 2017. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: to analyze the management of mental health needs in primary care as perceived by Family Health Strategy professionals. Method: this was a qualitative descriptive exploratory study developed within the coverage area of five family health teams. The data were collected using observation, group interviews, individual semi-structured interviews, and focus groups. Content analysis was conducted using text analysis software and interpretation was based on the corresponding analytical structures. Results: numerous and challenging mental health demands occur in this setting, for which the teams identified care resources; however, they also indicated difficulties, especially related to the operationalization and integration of such resources. Conclusion: there is a need for a care network sensitive to mental health demands that are better coordinated and more effectively managed.

RESUMEN Objetivo: analizar el manejo de necesidades de salud mental en la atención primaria de salud, según la visión de los profesionales de la Estrategia Salud de la Familia. Método: estudio cualitativo, descriptivo, exploratorio, desarrollado en el campo de acción de cinco equipos de salud familiar. Participaron cinco enfermeras, cinco coordinadores y diecisiete agentes comunitarios de salud. Datos recolectados mediante observación, entrevistas grupales, entrevistas individuales semiestructuradas y grupos focuses. Se aplicó análisis de contenido, con ayuda de software de análisis textual. La interpretación se basó en las correspondientes estructuras analíticas. Resultados: numerosas y desafiantes demandas de salud mental fueron recogidas en este setting, para las cuales los equipos identificaron recursos de atención; aunque detectaron dificultades, particularmente relacionadas a la puesta en marcha e integración de tales recursos. Conclusión: se enfatiza la necesidad de una red de atención sensible a tales demandas, aunque articulada y gerenciada de manera eficaz.

RESUMO Objetivo: analisar o manejo das necessidades de saúde mental na atenção primária à saúde de acordo com a percepção dos profissionais da Estratégia Saúde da Família. Método: estudo qualitativo, descritivo exploratório, desenvolvido no território de abrangência de cinco equipes de saúde da família. Os participantes foram cinco enfermeiras, cinco coordenadores e 17 agentes comunitários de saúde. Os dados foram coletados utilizando observação, entrevistas grupais, entrevistas individuais semiestruturadas e grupos focais. Fez-se a análise de conteúdo com o auxílio de um Software de análise textual, e a interpretação baseou-se nas estruturas analíticas correspondentes. Resultados: inúmeras e desafiadoras demandas de saúde mental têm sido acolhidas nesse setting, para as quais as equipes identificaram recursos de atendimento; no entanto, apontaram dificuldades, sobretudo relacionadas à operacionalização e integração destes recursos. Conclusão: destaca-se a necessidade de uma rede de cuidados sensível a tais demandas, mais articulada e gerida de modo eficaz.
Descritores: Pessoal de Saúde/psicologia
Serviços de Saúde Mental/normas
Programas Nacionais de Saúde/tendências
-Atenção Primária à Saúde/métodos
Atenção Primária à Saúde/normas
Atenção Primária à Saúde/tendências
Brasil
Pessoal de Saúde/tendências
Pesquisa Qualitativa
Alocação de Recursos/normas
Alocação de Recursos/tendências
Serviços de Saúde Mental/tendências
Programas Nacionais de Saúde/normas
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 140 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1139888
Autor: Bassi, Camillo de Moraes.
Título: PEC N° 10/2020: sugestões sobre recursos suplementares à composição do orçamento de guerra / Nota Técnica n. 82 (Disoc) : PEC do Pacto Federativo ­ PEC N° 10/2020 : sugestões sobre recursos suplementares à composição do orçamento de guerra.
Fonte: Brasília; IPEA; 2020. 15 p. (Nota Técnica / IPEA. Disoc, 82).
Idioma: pt.
Resumo: Esta Nota Técnica tem como objetivo sugerir fontes suplementares à composição do "orçamento de guerra". Pautando-se pela desvinculação anteriormente elencada (permitir que os recursos voltados à rolagem da dívida pública também possam pagar os encargos financeiros), a ideia é estender esse desaperto legal a um conjunto de ativos que, além de financeiramente robusto, já foi aventado como funding a finalidades que, por sinal, alinham-se parcialmente às associadas ao combate da pandemia.
Descritores: Alocação de Recursos
Pandemias
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
[{"text": "BR1541.1"}]



página 1 de 14 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde