Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.409.418 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 226 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 23 ir para página                         

  1 / 226 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1254554
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias e Inovação em Saúde.
Título: Diretrizes metodológicas: elaboração de revisão sistemática e meta-análise de ensaios clínicos randomizados [recurso eletrônico] / Methodological guidelines: elaboration of systematic review and meta-analysis of randomized clinical trials [electronic resource].
Fonte: Brasília; Brasil. Ministério da Saúde; 2021.
Idioma: pt.
Resumo: DEFINIÇÃO DE REVISÃO SISTEMÁTICA: A RS sintetiza os resultados de estudos primários que se enquadram nos critérios de elegibilidade para responder uma pergunta de pesquisa3. A busca por estudos é realizada de forma sistemática, por meio de várias fontes de dados, com o uso de uma estratégia de busca ampla e sensível7 . A pergunta da pesquisa nas RS de ECR é estruturada no formato PICO (População, Intervenção, Comparador e Desfecho ­ em inglês, outcome). Esse tipo de revisão se baseia em métodos rigorosos, explícitos e reprodutíveis, para minimizar o risco de viés, entender as inconsistências dos resultados e então fornecer resultados confiáveis para a tomada de decisão. DEFINIÇÃO DE META-ANÁLISE META-ANÁLISE: é um método estatístico que pode ser realizado em RS para combinar os resultados de dois ou mais estudos independentes, que podem testar ou não a mesma pergunta/hipótese, gerando uma única estimativa de efeito8. A meta-análise pode ser em pares/ direta ou as meta-análises em rede, ou meta-análises de comparações múltiplas. Na presente diretriz, serão apresentados apenas os conceitos de meta-análise em pares. A vantagem da meta-análise é que esta pode apresentar uma estimativa mais precisa do tamanho do efeito, com considerável aumento do poder estatístico, o que é importante quando o poder do estudo primário é limitado devido ao pequeno tamanho da amostra9. Uma meta-análise pode, em alguns casos, produzir resultados conclusivos quando estudos individuais primários são inconclusivos. Uma RS não necessariamente precisa apresentar uma meta-análise para sintetizar seus resultados. Ao contrário, em alguns casos não é apropriado que elas sejam realizadas, podendo até mesmo gerar conclusões errôneas. Nesse caso, sínteses qualitativas devem ser utilizadas. IMPORTÂNCIA DAS REVISÕES SISTEMÁTICAS: A RS sintetiza os estudos primários da literatura sobre uma questão específica de pesquisa, auxiliando a tomada de decisão na saúde em torno da melhor conduta terapêutica ou profilática. Além disso, esse tipo de estudo ajuda a evitar desperdícios de pesquisa, garantindo que novas pesquisas primárias sejam realizadas com pleno conhecimento da evidência existente11. Um único estudo primário frequentemente não consegue detectar diferenças clinicamente relevantes de efeitos entre dois tratamentos, pois elaborar um ECR, com estimativas corretas para o cálculo do tamanho de amostra e poder estatístico adequados, exige, na maioria das vezes, um tamanho de amostra bastante significativo. Finalizar um ECR com um tamanho de amostra grande necessita de infraestrutura, recursos humanos especializados e recursos financeiros importantes, não disponíveis na maioria das vezes. De qualquer forma, RS com ou sem meta-análise são complementares aos estudos randomizados, por fornecerem ao profissional de saúde uma síntese do conhecimento atual disponível11. As RS também podem contribuir para aumentar a validade externa dos estudos, ou seja, contribuir para a generalização dos resultados. Em algumas situações, os achados de um estudo particular podem ser válidos apenas para uma população com as mesmas características das investigadas no estudo 10. LIMITAÇÕES E DESAFIOS DA ELABORAÇÃO DE REVISÕES SISTEMÁTICAS: As RS possuem alguns desafios, como a gestão de grande volume de informações e extração de dados, o tempo para a realização do estudo e as possíveis limitações de recursos humanos e materiais disponíveis12. As principais limitações que podem afetar a confiabilidade dos resultados de uma RS são o viés de publicação, além de dificuldades em combinar estudos que possam ter diferenças nas populações, nas intervenções, nos comparadores e na definição dos desfechos (diversidade clínica). Assim, é necessário explorar criticamente a evidência apresentada pela RS. Interpretações enganosas podem ser evitadas se princípios básicos forem observados. Nessa diretriz, serão discutidas as etapas para realização de RS de ECR, com ênfase em princípios básicos para garantir a validade dos resultados. RECURSOS NECESSÁRIOS: O conjunto de recursos, conhecimentos e habilidades da equipe envolvida é decisivo para a realização de uma RS de forma otimizada. O tempo é fator predominante e vai depender do tema e do escopo da revisão, assim como das habilidades e dos conhecimentos técnicos dos revisores. É preciso estimar o tempo que será necessário para a condução da RS e a disponibilidade que cada membro da equipe terá para trabalhar na revisão. A elaboração de um cronograma é importante, e este deve incluir todas as etapas, como treinamentos, reuniões, desenvolvimento do protocolo, busca e seleção dos estudos, extração e análise de dados etc. É importante prever gastos, como a necessidade de contratar um tradutor, para tradução de estudos em idioma não dominado pela equipe, ou comprar estudos em texto completo, não disponíveis para os revisores. Assim, sugere-se a elaboração de um orçamento, contemplando todos os itens com seus respectivos valores. Os recursos financeiros podem ser próprios ou podem ser financiados por entidades de agências de fomento à pesquisa (ex.: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico [CNPq], Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo [Fapesp] etc.), instituições responsáveis pela avaliação tecnológica (Ministério da Saúde) ou envolvidas na elaboração de diretrizes para prática clínica (sociedades brasileiras de especialidades clínicas). Recursos humanos: é importante estimar o número de pessoas que irão compor a equipe da revisão, em quais etapas, quem será o coordenador principal da revisão, a necessidade de consultoria de especialistas no assunto, além de apoio estatístico e bibliotecário (se necessário). É importante ter pelo menos três pesquisadores envolvidos para que seja possível minimizar os vieses e os erros em todos os estágios da RS7 . A equipe de pesquisa pode conter outros membros da sociedade envolvidos com o tema, os quais podem ser consultados em vários estágios da RS, como profissionais de saúde especialistas no tema pesquisado, representantes de pacientes, usuários de serviços e especialistas em métodos estatísticos7 . As habilidades e os conhecimentos são fundamentais para a garantia da qualidade metodológica da RS. Assim, conhecimentos aprofundados sobre métodos de pesquisa, epidemiologia, conhecimento clínico da questão de pesquisa, informática e domínio de língua inglesa são necessários. Além disso, a equipe deve saber utilizar as ferramentas necessárias à condução da revisão, como os gerenciadores de referência, bases de dados bibliográficas, softwares que auxiliem na condução ou no relato da revisão sistemática, programas estatísticos para meta-análise. Recursos materiais: é importante estimar todos os recursos necessários para elaboração da RS, como computadores, acesso à internet, softwares de gerenciamento de referências (por exemplo, Mendeley, Endnote, Zotero), e softwares estatísticos (RevMan, R, Stata, Comprehensive Meta-Analysis, por exemplo), além de eventual aquisição de textos completos de publicações com acesso restrito.
Descritores: Metanálise como Assunto
Ensaios Clínicos como Assunto/normas
Análise Custo-Benefício
Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde
Órgãos Governamentais/normas
-Brasil
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 226 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1254529
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias e Inovação em Saúde.
Título: Diretrizes metodológicas: elaboração de pareceres técnico-científicos [recurso eletrônico]: 2021 / Methodological guidelines: preparation of technical-scientific opinions [electronic resource]: 2021.
Fonte: Brasília; Brasil. Ministério da Saúde; 2021.
Idioma: pt.
Resumo: PARECER TÉCNICO-CIENTÍFICO (PTC): é um tipo de estudo para avaliação de tecnologias em saúde (ATS) com foco em respostas rápidas e com objetivo de fornecer suporte à gestão e à tomada de decisão em saúde baseada em evidências científicas. Sua execução e seu conteúdo devem ser simplificados e de linguagem acessível. Além de subsidiar a tomada de decisão, os resultados de um PTC podem sugerir a realização de novos estudos quando a evidência é insuficiente (1). Estudos de ATS que focam resposta rápida, como o PTC, têm surgido como uma opção válida para subsidiar decisões de forma mais rápida que outros tipos de estudos, como as revisões sistemáticas (2, 3). Assim como o PTC, existe grande variedade de termos para descrever estudos de ATS que se concentram em resposta rápida, como revisões rápidas, sumário da evidência, revisões breves, entre outros (4-7). Entretanto, ainda não há uma definição clara desses estudos, assim como não há padronização de como estes devem ser produzidos (8, 9). A padronização de métodos em ATS é uma preocupação constante do Ministério da Saúde (MS). Já foram elaboradas diretrizes metodológicas para pareceres técnico-científicos, revisões sistemáticas, análise de impacto orçamentário, estudos de avaliação econômica e estudos de avaliação de equipamentos (1, 10-14). A diretriz atual tem o objetivo de promover a qualidade e a uniformidade na produção de PTCs. A POLÍTICA DE GESTÃO DE TECNOLOGIAS NO BRASIL: A implantação do processo de gestão de tecnologias no sistema de saúde brasileiro, orientado pela Política Nacional de Gestão de TecO nologias em Saúde (PNGTS), norteia as ações em ATS no Brasil. Nesse caminho, as ações culminaram com a Lei n. 12.401, de 28 de abril de 2011, que dispõe sobre a assistência terapêutica e a incorporação de tecnologias em saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), e atribui à Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec) a função de inclusão, exclusão ou alteração dessas tecnologias no SUS (15). A Lei n. 12.401/2011 estabelece a análise baseada em evidências como fundamental à tomada de decisão, levando em consideração aspectos como eficácia, efetividade, segurança e acurácia da tecnologia, além da avaliação econômica comparativa dos benefícios e dos custos em relação às tecnologias já existentes. Para atingir esse objetivo, o regimento interno da Conitec (Portaria GM/MS n. 2.009, de 13 de setembro de 2012) orienta que a "apresentação de evidências científicas relativas à […] tecnologia proposta […] deve se dar por meio de Revisão Sistemática ou Parecer Técnico-Científico (PTC), desenvolvido de acordo com a edição atualizada da Diretriz Metodológica de Elaboração de PTC do Ministério da Saúde". Isso reforçou a importância da elaboração de PTCs sobre as tecnologias para as quais exista demanda no sistema de saúde (15). O uso da Diretriz Metodológica de Elaboração de PTC também é aplicado em outras instâncias, como no contexto hospitalar e no fomento de pesquisa para subsidiar questões políticas, regulatórias e judiciárias. Desse modo, a presente diretriz possui dois objetivos: apresentar conceitos atualizados de avaliação de tecnologias em saúde e orientar a elaboração de pareceres técnico-científicos, de modo a garantir sua qualidade e padronização. Pesquisadores, técnicos do Ministério da Saúde e profissionais da saúde são o seu principal público-alvo. Pretende-se que as diretrizes se estabeleçam na soma dos vários esforços empreendidos para a estruturação e a disseminação da ATS no Brasil. METODOLOGIA UTILIZADA PARA ESTA ATUALIZAÇÃO DAS DIRETRIZES METODOLÓGICAS DE PARECERES TÉCNICO-CIENTÍFICOS: Estudo metaepidemiológico para análise dos Pareceres Técnico-Científicos: Para realização desta atualização das diretrizes metodológicas para elaboração de PTCs, foi realizado um estudo metaepidemiológico para avaliar a qualidade de condução e relato dos PTCs (16). Os resultados desse estudo foram utilizados para embasar as recomendações sugeridas nesta atualização. Esse estudo foi realizado pelos pesquisadores da Unidade de Avaliação de Tecnologias em Saúde do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. No estudo metaepidemiológico foram avaliados 103 PTCs publicados na base de dados do Sistema de Informação da Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologia em Saúde (SisRebrats), http://www.saude.gov.br/sisrebrats, e na página eletrônica da Conitec (www.conitec.gov.br) entre 2014 e 2019. Para realização da avaliação da qualidade de relato e condução dos PTCs, foi criado um formulário baseado em diretrizes e estudos de revisão rápida para avaliação de tecnologias em saúde. A avaliação dos PTCs foi realizada de forma independente por dois pesquisadores. Quando necessário, um terceiro pesquisador era solicitado para realizar o consenso da avaliação. Os principais pontos analisados foram: formato da pergunta estruturada por meio do acrônimo PICO (População, Intervenção, Comparação e Outcomes [desfecho]) ­ definição da população-alvo; definição das tecnologias comparadas; identificação de desfechos primários e secundários; justificativa para escolha dos desfechos; critérios de inclusão e exclusão com relação ao delineamento dos estudos; bases de dados utilizadas; apresentação do fluxograma de seleção; número de pesquisadores envolvidos na seleção dos estudos e extração dos dados; semelhança entre os desfechos pré-especificados no PICO e os apresentados nos resultados; forma de apresentação dos resultados; avaliação do risco de viés (ou da qualidade metodológica) dos estudos incluídos e da qualidade da evidência (16). Os resultados desse estudo serão abordados no decorrer deste documento como forma de enfatizar a necessidade das alterações sugeridas nesta nova versão das diretrizes. Checklist como guia para condução e relato de PTCs: Foi realizado, para a presente atualização das Diretrizes Metodológicas de PTC, um checklist (Anexo A) que servirá de guia para condução e relato dos PTCs. Esse checklist foi baseada nas informações obtidas a partir do estudo metaepidemiológico e na literatura científica disponível sobre o tema. Tal guia será importante para orientar os autores de PTCs com o passo a passo das informações que devem ser contempladas em cada seção do documento. Acreditamos que esse guia contribuirá para a padronização do planejamento, da condução e do relato dos PTCs e, consequentemente, para a melhoria da qualidade de tais estudos.
Descritores: Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde
Normas Técnicas/métodos
Órgãos Governamentais/normas
-Brasil
Análise Custo-Benefício
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 226 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1103965
Autor: Guerrero-Nancuante, Camilo; Manríquez P, Ronald.
Título: Proyección epidemiológica de COVID-19 en Chile basado en el modelo SEIR generalizado y el concepto de recuperado / An epidemiological forecast of COVID-19 in Chile based on the generalized SEIR model and the concept of recovered
Fonte: Medwave;20(4):e7898, 2020.
Idioma: en; es.
Resumo: La pandemia de COVID-19 declarada por la Organización Mundial de la Salud (OMS) ha generado un amplio debate respecto de las proyecciones epidemiológicas que tendrá a nivel global en nuestro planeta. Con los datos obtenidos del Ministerio de Salud de Chile (MINSAL), se efectuó un estudio prospectivo utilizando un modelo SEIR (Susceptible-Expuesto-Infectado-Recuperado) generalizado con el objetivo de estimar la evolución del COVID-19 en Chile. La estimación se realizó bajo tres escenarios con datos oficiales del Ministerio de Salud: escenario 1 solo con datos oficiales; escenario 2 se añade el criterio de recuperados propuesto por organizaciones internacionales de salud y escenario 3 se incorpora el criterio de recuperados propuesto por organizaciones internacionales de salud, sin considerar fallecidos en el total de recuperados. Existen diferencias considerables entre el escenario 1 en comparación al 2 y 3 en número de fallecidos, enfermos activos y duración de la enfermedad. El escenario 3, considerado el más adverso, estima un total de 11 000 personas contagiadas, 1151 fallecidos y que el máximo de la enfermedad ocurriría durante los primeros días de mayo. Se concluye que el concepto de "recuperado" puede ser decisivo para las proyecciones epidemiológicas de COVID-19 en Chile.

The COVID-19 pandemic declared by the World Health Organization (WHO) has generated a wide-ranging debate regarding epidemiological forecasts and the global implications. With the data obtained from the Chilean Ministry of Health (MINSAL), a prospective study was carried out using the generalized SEIR model to estimate the course of COVID-19 in Chile. Three scenarios were estimated: Scenario 1 with official MINSAL data; scenario 2 with official MINSAL data and recovery criteria proposed by international organizations of health; and scenario 3 with official MINSAL data, recovery criteria proposed by international organizations of health, and without considering deaths in the total recovered. There are considerable differences between scenario 1 compared to 2 and 3 in the number of deaths, active patients, and duration of the disease. Scenario 3, considered the most adverse, estimates a total of 11,000 infected people, 1,151 deaths, and that the peak of the disease will occur in the first days of May. We concluded that the concept of "recovered" may be decisive for the epidemiological forecasts of COVID-19 in Chile.
Descritores: Pandemias
SARS-CoV-2
COVID-19/epidemiologia
-Fatores de Tempo
Chile/epidemiologia
Saúde Global
Estudos Prospectivos
Guias como Assunto
Recuperação de Função Fisiológica
Suscetibilidade a Doenças
Previsões
COVID-19/mortalidade
COVID-19/transmissão
Órgãos Governamentais
Modelos Teóricos
Limites: Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 226 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1094420
Autor: Caetano, Rosângela; Rodrigues, Paulo Henrique Almeida; Corrêa, Marilena C Villela; Villardi, Pedro; Osorio-de-Castro, Claudia Garcia Serpa.
Título: The case of eculizumab: litigation and purchases by the Brazilian Ministry of Health / O caso do eculizumabe: judicialização e compras pelo Ministério da Saúde
Fonte: Rev. saúde pública (Online);54:22, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVES This study examined the purchases of eculizumab, a high-cost monoclonal antibody used in the treatment of rare diseases by Brazilian federal agencies, in terms of purchased quantities, expenditures, and prices. METHODS Eculizumab purchases made between March 2007 and December 2018 were analyzed, using secondary data extracted from the Federal Government Purchasing System (SIASG in Portuguese). The following aspects were assessed: number of purchases, purchased quantities, number of daily doses defined per 1,000 inhabitants per year, annual expenditures, and prices. The prices were adjusted by the National Broad Consumer Price Index for December 2018. Linear regression was used for trend analysis. RESULTS All acquisitions by federal agencies were made by the Brazilian Ministry of Health. The purchases began in 2009 with tender waiver to comply with legal demand. There was an increasing trend in the number of purchases and quantities acquired over time. Two hundred and eighty-three purchases were made, totaling 116,792 units purchased, 28.2% of them in 2018. The adjusted total expenses summed more than R$ 2.44 billion. After market approval by the Brazilian Health Regulatory Agency, the weighted average price fell approximately 35%, to values under the Medicines Market Chamber of Regulation established prices. CONCLUSION Eculizumab represented extremely significant expenditures for the Brazilian Ministry of Health during the period. All purchases were made to meet demands from lawsuits, outside the competitive environment. The market approval of eculizumab promoted an important price reduction. This study indicates the relevance of licensing and the need for permanent monitoring and auditing of drug purchases to meet legal demands.

RESUMO OBJETIVOS O estudo examinou as aquisições de eculizumabe, um anticorpo monoclonal de alto custo utilizado no tratamento de doenças raras, pelos órgãos federais brasileiros, em termos das quantidades compradas, gastos e preços. MÉTODOS Foram analisadas compras de eculizumabe realizadas entre março de 2007 e dezembro de 2018, por meio de dados secundários extraídos do sistema de compras do governo federal (Siasg). Foram examinados o número de compras, quantidades adquiridas, número de doses diárias definidas por 1.000 habitantes por ano, gastos anuais e preços praticados. Os preços foram corrigidos pelo índice nacional de preços ao consumidor amplo para dezembro de 2018. Regressão linear foi utilizada para análises de tendência. RESULTADOS Todas as aquisições por órgãos federais foram realizadas pelo Ministério da Saúde. As compras se iniciaram em 2009, sendo efetuadas por dispensa de licitação e para atendimento de demanda judicial. Houve tendência crescente no número de compras e quantidades adquiridas ao longo do tempo. Foram realizadas 283 compras, totalizando 116.792 unidades adquiridas, 28,2% compradas em 2018. Os gastos totais contratados corrigidos somaram mais de R$ 2,44 bilhões. Após a aprovação do registro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o preço médio ponderado caiu aproximadamente 35%, para valores abaixo dos preços estabelecidos pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos. CONCLUSÃO O eculizumabe representou gastos extremamente significativos para o Ministério da Saúde no período. Todas as compras foram feitas para atendimento de demandas judiciais, fora do ambiente competitivo. Seu registro promoveu queda importante nos preços praticados. O estudo aponta a relevância do registro sanitário e da necessidade de monitoramento e auditoria permanentes das compras de medicamentos para atendimento de demandas judiciais.
Descritores: Gastos em Saúde
Governo Federal
Anticorpos Monoclonais Humanizados/economia
-Brasil
Controle de Medicamentos e Entorpecentes/legislação & jurisprudência
Inativadores do Complemento
Inativadores do Complemento/economia
Órgãos Governamentais
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 226 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Pompeo, Antônio Carlos Lima
Texto completo
Id: biblio-828932
Autor: Tourinho-Barbosa, Rafael Rocha; Pompeo, Antonio Carlos Lima; Glina, Sidney.
Título: Prostate cancer in Brazil and Latin America: epidemiology and screening
Fonte: Int. braz. j. urol;42(6):1081-1090, Nov.-Dec. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Introduction: Prostate cancer is one of the tumors with higher incidence and mortality among men in the World. Epidemiological data are influenced by life expectancy of population, available diagnostic methods, correct collection of data and quality of health services. Screening of the disease is not standardized around the World. Up till now there is no consensus about the risks versus benefits of early detection. There are still missing data about this pathology in Latin America. Objective: to revise current epidemiologic situation and early diagnosis policies of prostate cancer in Brazil and Latin America. Materials and Methods: Medline, Cochrane Library and SciELO databases were reviewed on the subject of epidemiology and screening of prostate cancer. Screening research was performed in websites on national public health organizations and Latin America. Screening recommendations were obtained from those governmental organizations and from Latin American urological societies and compared to the most prominent regulatory agencies and societies of specialists and generalists from around the World. Results: Brazil and Latin America have a special position in relation to incidence and mortality of prostate cancer. In Brazil, it occupies the first position regarding incidence of cancer in men and the second cause of mortality. Central America has the highest rate of mortality of the continent with lower incidence/mortality ratios. Screening recommendations are very distinct, mainly among regulatory organs and urological societies. Conclusion: prostate cancer epidemiology is an important health public topic. Data collection related to incidence and mortality is still precarious, especially in less developed countries. It is necessary to follow-up long term screening studies results in order to conclude its benefits.
Descritores: Neoplasias da Próstata/diagnóstico
Neoplasias da Próstata/epidemiologia
Programas de Rastreamento
-Neoplasias da Próstata/mortalidade
Sociedades Médicas/estatística & dados numéricos
Brasil/epidemiologia
Saúde Global
Incidência
Antígeno Prostático Específico
Diagnóstico Precoce
Países em Desenvolvimento/estatística & dados numéricos
Órgãos Governamentais
Política de Saúde
América Latina/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 226 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1240964
Autor: Kalk, Andreas.
Título: A cooperação entre uma ONG e os Estados anfitriões no controle da hanseníase na América Latina / Cooperation between an NGO and \"host\" states in the control of leprosy in Latin America.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; Mar.-Abr. 2003. 4 p.
Idioma: pt.
Resumo: A proliferação das Organizações Não-Governamentais (ONGs), pode ser considerada como um resultado da incapacidade do sistema democrático atual de desempenhar todas as tarefas desejadas pelos seus cidadãos. Embora que as ONGs muitas vezes realizem um trabalho bastante positivo, elas têm uma tendência de diminuir o poder governamental e são capazes de interferir nos assuntos internos de outros países. Neste contexto, observam-se esforços de controlar as suas atividades e este controle pode resultar em efeitos negativos (bloqueio da defesa dos direitos humanos) e efeitos positivos (correção da falta de coordenação no trabalho das ONGs). ONGs ativas no controle da hanseníase têm uma história longa de cooperação com Estados "anfitriões" na América Latina. No pior dos casos, trabalham num vácuo deixado pelo Estado. Num país como o Brasil - onde o Governo dá prioriade ao controle da hanseníase e à participação da comunidade no processo político - as ONGs trabalham geralmente de um modo "harmônico" com as autoridades nacionais. A contribução mais útil aos esforços estaduais tem sido o apoio técnico-financeiro à capacitação do pessoal de saúde, à supervisão e às campanhas de conscientização. Assim, a ONG torna-se "quase-governamental" na execução das suas tarefas.
Descritores: América Latina
Cooperação Internacional
Hanseníase/prevenção & controle
Organizações
Órgãos Governamentais
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Resumo em Inglês
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer
[{"text": "BR191.1", "_a": "09130/s"}]


  7 / 226 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-829531
Autor: Costa, Élide Sbardellotto Mariano da; Hyeda, Adriano.
Título: Analysis of the costs and quality of cardiovascular care in oncological monitoring / Análise dos custos e da qualidade da assistência cardiovascular no seguimento oncológico
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);62(8):748-754, Nov. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Summary Objective: To analyze the health care costs specifically related to cardiovascular diseases, which were spent by patients of a private healthcare provider in southern Brazil, after their diagnosis of cancer. Method: We developed an observational, cross-sectional, retrospective study, with a qualitative-quantitative strategy, through the activity of analytical internal audit of medical accounts. Results: 860 accounts from 2012 to 2015 were analyzed, 73% referred to female users, with average age of 62.38 years, and a total direct cost of BRL 241,103.72. There was prevalence of 37% of breast cancer, 15% of prostate cancer and 9% of colon cancer. In relation to the cardiovascular care, 44% were consultations, 44% were complementary exams, 10% were emergency care, and 3% were hospitalizations. Regarding the health care costs with cardiovascular services, higher costs were in hospitalizations (51%), followed by complementary exams (37%), consultations (8%) and emergency care (4%). Conclusion: The cancer survivors commonly use health care in other specialties such as cardiology, and the main cost refers to hospitalization. It is recommended to invest in prevention (consultation and complementary exam) as well as in programs of chronic disease management to reduce costs and improve the quality of health care.

Resumo Objetivo: analisar os custos assistenciais com afecções cardiovasculares utilizados por usuários sobreviventes do câncer de uma operadora de saúde suplementar na região Sul do Brasil. Método: foi desenvolvido um estudo observacional, transversal, retrospectivo, com estratégia quali-quantitativa, através de atividade de auditoria interna analítica de contas médico-hospitalares. Resultados: foram analisadas 860 contas, de 2012 a 2015, com 73% de usuários femininos e uma média etária de 62,38 anos, somando um custo total direto de R$ 241.103,72. Houve predomínio de 37% de neoplasias de mamas, 15% de próstata e 9% de cólon. Com relação à assistência cardiovascular, 44% foram consultas, 44% foram exames complementares, 10% foram atendimentos de emergência e 3% foram hospitalizações. Os custos em assistência cardiovascular foram maiores nas hospitalizações (51%), seguidos pelos exames complementares (37%), pelas consultas (8%) e pelos atendimentos emergenciais (4%). Conclusão: os sobreviventes de câncer habitualmente utilizam a assistência à saúde em outras especialidades, como a cardiologia, e o principal custo é em hospitalização. Recomenda-se investir em prevenção (consultas e exames), assim como em programas de gestão de casos crônicos para reduzir os custos e melhorar a qualidade da assistência à saúde.
Descritores: Doenças Cardiovasculares/economia
Gastos em Saúde/estatística & dados numéricos
Setor Privado/economia
Sobreviventes/estatística & dados numéricos
Neoplasias/terapia
-Brasil/epidemiologia
Doenças Cardiovasculares/diagnóstico
Doenças Cardiovasculares/prevenção & controle
Estudos Transversais
Estudos Retrospectivos
Cardiotoxicidade/diagnóstico
Órgãos Governamentais
Hospitalização/economia
Pessoa de Meia-Idade
Neoplasias/tratamento farmacológico
Neoplasias/epidemiologia
Antineoplásicos/efeitos adversos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 226 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012961
Autor: Martelli, Daniella Reis; Oliveira, Maria Christina Lopes; Pinheiro, Sergio Veloso; Santos, Maria Luiza; Dias, Veronica; Silva, Ana Cristina Simões e; Martelli-Júnior, Hercílio; Oliveira, Eduardo Araujo.
Título: Profile and scientific output of researchers recipients of CNPq productivity grant in the field of medicine
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);65(5):682-690, May 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: SUMMARY BACKGROUND. This study aimed to evaluate the scientific production of researchers in the field of Medicine who receive a productivity grant from the CNPq. METHODS: The curriculum Lattes of 542 researchers with active grants from 2012 to 2014 were included in the analysis. Grants categories/levels were stratified into three groups according to the CNPq database (1A-B, 1C-D, and 2). RESULTS. There was a predominance of grants in category 2. During their academic career, Medicine researchers published 76512 articles, with a median of 119 articles per researcher (IQ, interquartile range, 77 to 174). Among the 76512 articles, 36584 (47.8%) were indexed in the Web of Science (WoS database). Researchers in Medicine were cited 643159 times in the WoS database, with a median of 754 citations (IQ, 356 to 1447). There were significant differences among the categories of grants concerning the number of citations in WoS (P <0.001). There was a significant difference in the number of times researchers were cited according to the specialty included in Medicine area. (P < 0.001). CONCLUSION. Strategies to improve the scientific output qualitatively possibly can be enhanced by the knowledge of the profile of researchers in the field of Medicine.

RESUMO OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar a produção científica de pesquisadores da área de Medicina que recebem bolsa de produtividade do CNPq. MÉTODOS: Os currículos Lattes de 542 pesquisadores com bolsas ativas de 2012 a 2014 foram incluídos na análise. As categorias/níveis das bolsas de produtividade foram estratificadas em três grupos de acordo com a classificação do CNPq (1A-B, 1C-D e 2). RESULTADOS: Houve predomínio de bolsas na categoria 2. Durante a carreira acadêmica, pesquisadores da Medicina publicaram 76.512 artigos, com mediana de 119 artigos por pesquisador (Intervalo Interquartil, IQ, 77 a 174). Entre os 76.512 artigos, 36.584 (47,8%) foram indexados no banco de dados da Web of Science (WoS). Pesquisadores em Medicina receberam 643.159 citações no banco de dados de WoS, com uma mediana de 754 citações (IQ, 356 a 1.447). Houve diferenças significativas entre as categorias de bolsas em relação ao número de citações em WoS (P < 0,001). Houve uma diferença significativa no número de citações recebidas pelos pesquisadores de acordo com a especialidade incluída na área de Medicina (P < 0,001). CONCLUSÃO: Estratégias para melhorar qualitativamente a produção científica possivelmente podem ser aprimoradas pelo conhecimento do perfil dos pesquisadores no campo da Medicina.
Descritores: Pesquisadores/estatística & dados numéricos
Apoio à Pesquisa como Assunto/estatística & dados numéricos
Bibliometria
Pesquisa Biomédica/estatística & dados numéricos
-Publicações Periódicas como Assunto/estatística & dados numéricos
Fatores de Tempo
Brasil
Estudos Transversais
Bases de Dados Bibliográficas/estatística & dados numéricos
Distribuição por Sexo
Organização do Financiamento
Órgãos Governamentais
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 226 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1160816
Autor: Mazza, Alberto.
Título: Modelos alternativos en atención médica / Alternative models in medical education
Fonte: Bol. Acad. Nac. Med. B.Aires;(supl):115-22, jul. 1992.
Idioma: es.
Conferência: Apresentado em: Seminario sobre Calidad y costo de la Atención Médica, 3, Buenos Aires, 12-13 jun. 1991.
Descritores: Assistência Médica/economia
Cobertura de Serviços de Saúde
Previdência Social
-Análise Custo-Benefício
Financiamento da Assistência à Saúde
Internato e Residência
Prática de Grupo Pré-Paga
Órgãos Governamentais
Responsável: AR1.1 - Biblioteca Rafael Herrera Vegas


  10 / 226 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Ribeiro, Antonio Luiz Pinho
Texto completo
Id: biblio-1038558
Autor: Rochitte, Carlos E; Quadros, Alexandre Schaan de; Sousa, Amanda Guerra de Moraes Rego; Ladeia, Ana Marice Teixeira; Brandão, Andréa Araujo; Lorenzo, Andrea De; Sposito, Andrei; Ribeiro, Antonio Luiz Pinho; Mesquita, Claudio Tinoco; Colombo, Fernanda Marciano Consolim; Marin-Neto, José Antônio; Hajjar, Ludhmila Abrahão; Bertolami, Marcelo; Stein, Ricardo; Fuchs, Sandra; Kaiser, Sergio Emanuel; Meneghelo, Romeu Sergio; Oliveira, Gláucia Maria Moraes de.
Título: Arquivos Brasileiros de Cardiologia (ABC Cardiol) and the new classification Qualis of Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Arquivos Brasileiros de Cardiologia (ABC Cardiol) e a nova classificação Qualis da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fonte: Arq. bras. cardiol;113(3):333-334, Sept. 2019.
Idioma: en.
Descritores: Publicações Periódicas como Assunto/normas
Cardiologia/educação
-Publicações Periódicas como Assunto/classificação
Controle de Qualidade
Brasil
Educação Médica Continuada
Fator de Impacto de Revistas
Órgãos Governamentais
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 23 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde