Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.615.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1663 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 167 ir para página                         

  1 / 1663 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1129080
Autor: Villarroel C, Milena; L Chantada, Guillermo.
Título: Tumores raros en niños y adolescentes / Rare tumors in children and adolescents
Fonte: Rev. Méd. Clín. Condes;26(4):495-502, jul. 2015. tab.
Idioma: es.
Resumo: Los tumores infrecuentes están definidos como cánceres pediátricos con una incidencia anual <2 casos por millón. Aunque son percibidos como raros, constituyen el 15% de todos los cánceres en menores de 20 años y 30% de todos los tumores de pacientes entre 15 y 19 años. Se han desarrollado proyectos cooperativos nacionales e internacionales pediátricos con el fin de mejorar el manejo clínico y la investigación básica en estos tumores. Revisamos los procesos desarrollados y las dificultades que se han enfrentado, como bajas tasas de registro y participación en bancos de tumores y estudios clínicos. Esta experiencia inicial ha permitido desarrollar estrategias alternativas que permitirían implementar una iniciativa similar para América Latina. La experiencia demuestra la factibilidad de cooperación multidisciplinaria a nivel nacional y sugiere que se pueden realizar estudios internacionales, que aumenten nuestro entendimiento de la biología de estos tumores, mejorando los resultados de tratamiento de niños y adolescentes con cánceres infrecuentes.

Although perceived as rare, infrequent tumors, defined as childhood solid malignancies with an annual incidence < 2/million and not considered in other clinical trials, account for 15% of all cancers in patients younger than age 20 and for 30% of all tumors in patients ages 15 to 19. National and international cooperative projects on rare paediatric tumours have been developed to improve the clinical management and basic research on these tumors. We reviewed the process developed and the problems it had to face, as low rates of registration, low levels of participation in tumor banking, and clinical trials. This initial experience has allowed to develop alternative strategies that could help to launch a latinamerican initiative. Experience demonstrates the feasibility of a national multidisciplinary cooperation and suggests that international studies can be performed, increasing our knowledge to understand the biology and improving the treatment results of young patients with rare cancers.
Descritores: Doenças Raras/epidemiologia
Neoplasias/epidemiologia
-Registros
Desenvolvimento de Programas
Cooperação Internacional
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 1663 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1129065
Autor: Cortés M, Fanny.
Título: Las enfermedades raras / Rare diseases
Fonte: Rev. Méd. Clín. Condes;26(4):425-431, jul. 2015. tab.
Idioma: es.
Resumo: A partir de la década de los 80, las enfermedades raras han ido adquiriendo un lugar prioritario en los programas de salud y en la opinión pública. Se definen como aquellas que tienen una prevalencia menor a 1:2.000 individuos. En general son enfermedades crónicas, invalidantes y en más de un 80% de origen genético. Se estima que existen entre 7.000 y 8.000 enfermedades raras y que afectan al 6-8% de la población. Dada la baja prevalencia específica de cada afección, hay muy poco conocimiento de parte de la comunidad médica en relación a su diagnóstico y manejo. En este artículo se discute la importancia del diagnóstico de precisión, para su adecuado manejo y asesoramiento genético, también se muestra la importancia del trabajo en redes en las enfermedades de baja prevalencia y se destaca el rol fundamental de las agrupaciones de padres y familiares en promover políticas de salud para los afectados.

From the early 80's rare diseases had achieved a priority role in national health programs and in public opinion. Rare diseases are define as the ones who have a prevalence lower than 1:2000 habs. Generally, they are chronic and life threatening diseases and more than 80% of them are from genetic origin. It is estimated that there are between 7,000 and 8,000 different rare diseases affecting 6-8% of world population. Due to the low prevalence of each disease, there are very poor knowledge in the medical community about their diagnosis and management. In this review we discuss about the importance of the precise molecular diagnosis for the best treatment and genetic counselling; we also showed the importance of working in network in these diseases of low prevalence and we discuss about the fundamental role of parents associations in promoting public health politics for affected people.
Descritores: Doenças Raras/diagnóstico
Doenças Raras/genética
Doenças Raras/epidemiologia
-Produção de Droga sem Interesse Comercial
Fenótipo
Prevalência
Aconselhamento Genético
Cooperação Internacional
Limites: Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  3 / 1663 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Bermudez, Jorge Antonio Zepeda
Texto completo
Id: biblio-1153847
Autor: Leineweber, Fabius Vieira; Bermudez, Jorge Antonio Zepeda.
Título: A influência da resposta dos EUA à COVID-19 no contexto da Saúde Global / The influence of the U.S. response to COVID-19 in Global Health
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;26(3):1001-1012, mar. 2021. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A resposta americana à pandemia envolve um proeminente volume de recursos federais, em especial destinados ao desenvolvimento e aquisição de produtos no uso interno, como diagnósticos ou vacinas. As justificativas para esse desembolso se baseiam em mecanismos de investimentos e aspectos históricos. Assim, a construção social do nacionalismo na formação na sociedade americana prejudica o acesso a tecnologias em saúde. A revisão desses aspectos demonstra como os Estados Unidos (EUA) garantiram compra de grande quantitativo de produtos em potencial, inclusive assegurando excessiva produção local. Essa política externa unilateral tem influenciado outros países ou blocos regionais e prejudicado a cooperação e a solidariedade global com impacto na saúde coletiva de diversas nações.

Abstract The American response to the pandemic involves a prominent volume of federal resources, especially for developing and acquiring products for internal use, such as diagnostics or vaccines. Investment mechanisms and historical aspects justify this expenditure. Thus, the social construction of nationalism in American society hinders access to health technologies. The review of such aspects shows how the United States (U.S.) secured a large number of potential products, ensuring excessive local production. This unilateral foreign policy has influenced other countries or regional blocs and undermined global cooperation and solidarity, affecting the collective health of several nations.
Descritores: Saúde Global
Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Pandemias
Cooperação Internacional
-Sistemas Políticos
Estados Unidos/epidemiologia
United States Dept. of Health and Human Services/economia
Infecções por Coronavirus/diagnóstico
Infecções por Coronavirus/terapia
Custos e Análise de Custo
Alocação de Recursos/economia
Alocação de Recursos/métodos
Países em Desenvolvimento
Difusão de Inovações
Economia
Recursos em Saúde/economia
Recursos em Saúde/provisão & distribução
Acesso aos Serviços de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 1663 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-859762
Autor: Ferreira, José Roberto; Fonseca, Luiz Eduardo.
Título: Cooperação estruturante, a experiência da Fiocruz / Fiocruz Structural Cooperation, the Fiocruz experience
Fonte: Ciênc. saúde coletiva;22(7):2129-2133, jul. 2017.
Idioma: en; es; pt.
Resumo: O artigo analisa a estratégia de cooperação estruturante em saúde, procurando destacar seu significado como método de promover políticas institucionais para aperfeiçoar o modelo de gestão. No âmbito da saúde, chama a atenção para a diferença que representa em relação à cooperação tradicional mais orientada à doenças, enquanto esta abordagem está centrada no sistema de saúde, reforçando a governança global e aplicando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que ampliam uma influência multisetorial. Tal abordagem potencializa a cooperação com o estabelecimento de redes de Instituições estruturantes, incluindo as relações entre os países participantes no âmbito de seus Institutos Nacionais de Saúde, e Escolas de Saúde Pública e de Pessoal Técnico. Como exemplo se aplica na União de Nações Sul Americanas (UNASUL) e na Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) especialmente na África. Finalmente, ressalta a importância dessa estratégia na relação sul-sul, visando as reais necessidades dos países parceiros em oposição às assimetrias nas dimensões econômicas e cientificas que se observam na cooperação oferecida pelos países desenvolvidos.
Descritores: Internacionalidade
Cooperação Sul-Sul
Cooperação Internacional
-Sistemas de Saúde
ERYTHROCYTES, ABNORMALABATTOIRS
AMBULATORY SURGICAL PROCEDURES9TEMEFOS
Limites: Humanos
Responsável: BR2260 - NETHIS - Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde


  5 / 1663 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-1139115
Autor: Miclau, Theodore.
Título: Agradecido a Cuba / Grateful to Cuba
Fonte: Rev. cuba. ortop. traumatol;34(1):e272, ene.-jun. 2020.
Idioma: en.
Resumo: Estimado amigos, me gustaría aprovechar esta oportunidad para expresar las impresiones que he obtenido de mis muchos viajes a Cuba durante la última década. Lo he visitado como 'Embajador de Pueblo a Pueblo', Profesor, organizador de cursos, y colaborador de investigación. Estas actividades han abarcado prácticamente todo el espectro del conocimiento ortopédico y de la atención al trauma, desde los hallazgos científicos básicos hasta la investigación clínica en las especialidades quirúrgicas
Descritores: Pesquisa
Educação
Cooperação Internacional
-Cuba
Tipo de Publ: Carta
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  6 / 1663 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Buss, Paulo Marchiori
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1151971
Autor: Buss, Paulo Marchiori; Ferreira, José Roberto.
Título: Ensaio crítico sobre a cooperação internacional em saúde / Critical essay on international cooperation in health
Fonte: RECIIS (Online);4(1):93-105, mar. 2010.
Idioma: en; pt.
Resumo: Este ensaio discute as necessidades de cooperação internacional em saúde, o modelo dominante da cooperação neste campo, algumas alternativas ao mesmo − que inclui a cooperação Sul-Sul - e prognósticos para o cenário cooperação internacional, considerada parte da diplomacia da saúde

This essay discusses the need for international cooperation in health, the current dominant model of cooperation in the area, as well as a few alternatives to this model - such as South-South cooperation - and prognoses for the international cooperation sphere, considered a part of health diplomacy
Descritores: Cooperação Horizontal
Cooperação Internacional
-Cooperação Sul-Sul
Diplomacia em Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1663 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1151968
Autor: Campos, Augusto de Souza; Pierantoni, Célia Regina.
Título: Violência no trabalho em saúde: um tema para a cooperação internacional em recursos humanos para a saúde / Violence in the health care workplace: a theme for international cooperation in human resources in the health sector
Fonte: RECIIS (Online);4(1), mar. 2010. ilus.
Idioma: en; pt.
Resumo: Entre os temas dos recursos humanos em saúde vêm recebendo maior atenção as condições de trabalho e os riscos para a saúde dos trabalhadores, dentre os quais, de acordo com o Relatório Mundial da Saúde de 2006, consta a violência no trabalho. A partir do estudo da literatura e de documentos oficiais, o presente artigo procura evidenciar a relevância do problema e identificar elementos para elaboração de estratégias de cooperação internacional nesse tema. Estudos mostram que as agressões podem ultrapassar largamente 50% dos trabalhadores. A Organização Mundial da Saúde defende que a violência seria resultado da interação complexa de diversos fatores, onde se destacam as condições e a organização do trabalho e a interação trabalhador-agressor. Unidades de saúde situadas em locais de maior vulnerabilidade podem apresentar maior risco de violência para seus trabalhadores com implicações inclusive para a fixação de profissionais nessas áreas. Limitações no conhecimento sobre o tema e diferenças regionais justificam a estratégia do estabelecimento de redes entre trabalhadores, usuários, gestores, comunidades e academia para o seu enfrentamento. No Brasil, existem diversas iniciativas dessa natureza. A internacionalização dessas experiências configura oportunidade para a potencialização tanto dessas redes como da cooperação horizontal em recursos humanos em saúde

Among the themes in concerning human resources in the health sector, major attention is being given to working conditions and health risks to workers, including, according to the 2006 World Health Report, violence in the workplace. Based on a study of the literature and official documents, this article seeks to show the problem's relevance and identify elements for creating international cooperation strategies on this theme. Studies show that aggression can affect more than 50% of workers. The World Health Organization argues that violence is the result of the complex interaction of various factors, among which working conditions and organization and worker-aggressor interaction stand out. Health care units situated in more vulnerable locations may present a greater risk of violence for its workers, affecting professionals from those areas. Limited knowledge about the theme and regional differences are the reasons for the strategy of establishing networks among workers, users, managers, communities and academy in order to confront the problem. In Brazil, there are various initiatives of this type. Internationalizing these experiences create opportunities to strengthen these networks and also the horizontal cooperation in human resources in the health sector
Descritores: Violência no Trabalho
Mão de Obra em Saúde
Cooperação Internacional
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1663 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1151964
Autor: Almeida, Celia; Campos, Rodrigo Pires de; Buss, Paulo; Ferreira, José Roberto; Fonseca, Luiz Eduardo.
Título: A concepção brasileira de "cooperação Sul-Sul estruturante em saúde" / Brazil's conception of South-South "structural cooperation" in health*
Fonte: RECIIS (Online);4(1):25-35, mar. 2010.
Idioma: en; pt.
Resumo: No despontar do novo milênio, as necessidades em saúde dos países pobres além de não terem diminuído parecem ter piorado, devido a uma complexa interação entre vários fatores, que resulta em agudas iniquidades, num mesmo país e entre os países. Essa situação crítica questiona, mais uma vez, a cooperação internacional para o desenvolvimento e estimula a reflexão. Nesse processo, a cooperação Sul-Sul tem ganhado crescente importância. No início do século XXI, a cooperação internacional, principalmente no âmbito Sul-Sul, passou a ocupar um lugar estratégico na política externa brasileira e a saúde é considerada um tema prioritário nessa agenda. Este artigo discute a concepção brasileira de "cooperação estruturante em saúde" entre os países em desenvolvimento. Apresenta uma breve revisão histórica sobre a cooperação para o desenvolvimento e a cooperação em saúde; elabora o conceito de "cooperação estruturante em saúde", discute a proposta brasileira formulada ao longo da última década e a sua implementação até o presente momento. A abordagem brasileira está centrada no conceito de "construção de capacidades para o desenvolvimento", mas inova em dois aspectos: integra formação de recursos humanos, fortalecimento organizacional e desenvolvimento institucional; e rompe com a tradicional transferência passiva de conhecimentos e tecnologias. É cedo para avaliar o seu impacto, mas essa cooperação vem sendo implementada com base em cinco aspectos estratégicos, políticos e técnicos interrelacionados: (a) priorização da cooperação horizontal; (b) foco no desenvolvimento de capacidades em saúde; (c) iniciativas coordenadas no contexto regional; (d) forte envolvimento de ministros da saúde na construção de consensos estratégicos e políticos; e (e) estimulo à parceria entre saúde e relações exteriores

At the dawn of the new millennium, not only have poor countries' health needs not diminished, but they seem to have worsened due to a complex interplay among many factors that result in huge inequities within and between countries. This critical situation calls international development cooperation into question once again and prompts new thinking. In this process, South-South cooperation has steadily gained importance. At the start of the 21st century, international ­ particularly South-South ­ cooperation has come to occupy a strategic place in Brazilian foreign policy, and health is a priority item on this agenda. This paper examines the Brazilian conception of horizontal "structural cooperation in health". It presents a brief historical review of international development cooperation and health cooperation, explores the concept of "structural cooperation in health", and discusses the Brazilian proposal formulated over the past decade and its implementation to date. This Brazilian approach centers on the concept of "capacity building for development", but innovates in two respects: by integrating human resource development with organisational and institutional development and by breaking with the traditional passive transfer of knowledge and technology. It is still early to evaluate its impact, but this cooperation has been implemented on the basis of five interrelated strategic, political and technical considerations: (a) priority for horizontal cooperation; (b) focus on developing health capabilities; (c) coordinated initiatives in the regional context; (d) strong involvement of health ministers in building strategic and political consensus; and (e) encouraging partnership between ministries of health and foreign relations
Descritores: Comunidade dos Países de Língua Portuguesa
Cooperação Sul-Sul
Cooperação Internacional
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1663 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-1139116
Autor: Ceballos Mesa, Alfredo.
Título: Propuesta de premio Nobel / Nobel Prize Petition
Fonte: Rev. cuba. ortop. traumatol;34(1):e274, ene.-jun. 2020.
Idioma: es.
Resumo: Por la presente deseo PROPONER, desde las páginas de nuestra revista, al Comité del Premio Nobel por la Paz radicado en Oslo, Noruega; que le sea concedido el Premio Nobel por la Paz 2020. Al Contingente Internacional de Médicos Especializados en Situaciones de Desastres y Graves Epidemias "Henry Reeve" de la República de Cuba

I hereby wish to PROPOSE, from the pages of our magazine, to the Committee of the Nobel Peace Prize based in Oslo, Norway; that he be awarded the Nobel Peace Prize 2020. To the International Contingent of Doctors Specialized in Situations of Disasters and Serious Epidemics "Henry Reeve" of the Republic of Cuba
Descritores: Brigada de Emergência
Cooperação Internacional
Prêmio Nobel
-Cuba
Tipo de Publ: Carta
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  10 / 1663 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: lil-791552
Autor: Rojas Ochoa, Francisco.
Título: Misiones en combate / Missions in combat
Fonte: Rev. cuba. salud pública;42(3), jul.-set. 2016.
Idioma: es.
Resumo: Se conoce la contribución de Cuba a las luchas de liberación y movimientos revolucionarios armados, sobre todo en África. Menos conocido es la participación de personal de salud en estas luchas. El objetivo de este ensayo es presentar algunas experiencias poco conocidas de esta colaboración. Se realizó una revisión de publicaciones acreditadas y testimonios obtenidos por el autor en entrevistas. Se reconoce, a través de relatos de episodios específicos, un alto valor a la cooperación que personal cubano de salud ha prestado a movimientos progresistas en sus luchas de liberación. La política de la Revolución cubana de solidaridad sin restricciones con las mejores cusas de los pueblos se demuestra con absoluta certeza(AU)

Cuba´s contribution to the liberation struggles and to the armed revolutionary movements, particularly in Africa, is well known. However, the involvement of the health professionals in these struggles is barely known. The objective of this paper was to show some less known experiences of this kind of cooperation. Credited publications and testimonies collected by the author in interviews were reviewed. Accounts of specific episodes which recognized the high value of the Cuban health professionals´cooperation with the progressive movements in their liberation struggles were given. The unrestricted solidarity policy of the Cuban Revolution with the best causes of peoples was shown with full certainty(AU)
Descritores: Comportamento Cooperativo
Conflitos Armados/história
Cuidados Médicos
Cooperação Internacional
-Cuba
África
Limites: Humanos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional



página 1 de 167 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde