Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.655.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 207 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 21 ir para página                         

  1 / 207 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1007408
Autor: Moscoso, Nebel; Lago, Fernando.
Título: Impacto del gasto en salud en el status de salud poblacional: el caso argentino / The impact of health expenditures on the population's health status: the argentine case
Fonte: Rev. Asoc. Med. Bahía Blanca;16(4):110-116, oct-dic, 2006.
Idioma: es.
Resumo: El presente trabajo tiene por objetivo analizar el impacto de los recursos asignados al cuidado de la salud sobre el status de salud poblacional en Argentina. Para cumplir con el objetivo se analiza en primer lugar cuáles son las variables que determinan el status de salud de una población en términos generales y el peso relativo de cada una de ellas sobre la producción total de salud. En la segunda parte se muestran algunos indicadores sanitarios de Argentina en relación al resto del mundo, en un intento de especificar el nivel de salud de nuestra población. Dadas las diferencias encontradas en relación a los resultados de salud pese a no manifestarse grandes discrepancias en términos del gasto total asignado como porcentaje de PIB, en la tercera parte se examinan las posibles causas de dicho fenómeno. Finalmente, y a modo de conclusión se exponen posibles estrategias para conducir el gasto en salud hacia políticas sanitarias que conlleven a mejores resultados.

The objective of this work is to analyze the impact of the resources assigned to health care on the population's health status in Argentina. In order to reach this objective, in first place, we analyze which are the variables that determine the health status of a population in general and the relative weigh of each of them on the whole health production. Secondly, we show some health indicators in Argentina in comparison with the rest of the world, in an attempt to specify the health level of our population. Given the differences found regarding the health results in spite of the fact that no great discrepancies were found regarding the total expense assigned as GDP percentage, in the third part we examine the possible causes of such phenomenon. Finally, as a conclusion, we present possible strategies to lead health expenditures towards health policies that imply better results.
Descritores: Política de Saúde
-Características da População
Políticas de Controle Social
Saúde da População
Gasto per capita em Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudo de Avaliação
Responsável: AR393.1 - Centro de Información y Documentación Dr H. Urquiola


  2 / 207 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1007595
Autor: Barbieri, Adrián.
Título: Políticas sociales en los años de centenario y filantropía en clase de género: la sociedad de beneficencia / Social Policies in the Centennial Years and Philanthropy in Terms of Gender: The Charitable Society
Fonte: Rev. argent. salud publica;39(9):42-47, Julio 2019.
Idioma: es.
Resumo: El presente trabajo aborda el nacimiento de las políticas sociales en Argentina, en un período histórico que abarca aproximadamente desde 1880 hasta el advenimiento del primer gobierno radical de Hipólito Yrigoyen. Para ello, describe el modelo de Estado instituido en Argentina por esos años, las políticas concebidas en ese modelo de un universo de asistencia y las instituciones de la época que llevaron adelante intervenciones concretas respecto del universo social. Dentro del conjunto de instituciones forjadas en las últimas décadas del siglo XIX, como forma de respuesta a las tensiones sociales crecientes y como producto de variados factores políticos, sociales, económicos y culturales, interesa abordar el papel de la Sociedad de Beneficencia de Buenos Aires: la labor realizada por este grupo de mujeres de los sectores dominantes y sus campos de intervención, que incluyeron la creación y el gerenciamiento de establecimientos de salud y salud mental (lo que constituye un antecedente en la gestión de lo público, ámbito que por aquellos años estaba reservado a la participación de los hombres de las clases dirigentes). El accionar inédito de estas mujeres irrumpió en la escena de lo público y retrospectivamente puede habilitar a una mirada con perspectiva de género.
Descritores: Política Pública
Políticas de Controle Social
Identidade de Gênero
-Argentina
Fatores Socioeconômicos
Construção Social do Gênero
Limites: Humanos
Responsável: AR650.1 - Biblioteca


  3 / 207 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-290785
Autor: Brasil. Ministério da Saúde.
Título: A prática do controle social: Conselhos de saúde e financiamento do SUS / The Social Control Practice - Health Councils and SUS Financing.
Fonte: Brasília; Brasil. Ministério da Saúde; 2000. 60 p. tab. (Série histórica do CNS, 1).
Idioma: pt.
Descritores: Políticas de Controle Social
-Sistema Único de Saúde
Brasil
Limites: Humanos
Responsável: BR599.1 - Coordenação Geral de Documentação e Informação (CGDI)
BR599.1; WA541, B823p, 2000


  4 / 207 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Vasconcellos, Maria da Penha Costa
Id: lil-127317
Autor: Pimenta, Aparecida Linhares; Sá, Evelin Naked de Castro; Wanderley, Luiz Eduardo W; Vasconcellos, Maria da Penha Costa.
Título: Saúde e revisäo constitucional: controle social e formas organizacionais do SUS / Health and constitutional revision: social control and SUS organizational types.
Fonte: Brasília; Organizaçäo Pan-Americana da Saúde; 1993. 35 p. (OPAS. Série Direito e Saúde, 2).
Idioma: pt.
Resumo: Apresenta os temas debatidos em 2 eventos: Políticas públicas e movimentos sociais - formas e estratégias de luta e Contradiçöes administrativas - formas de administraçäo no Sistema Unico de Saúde (MLFF)
Descritores: Constituição e Estatutos
Participação da Comunidade
Política de Saúde
Sistemas de Saúde/organização & administração
-Políticas de Controle Social
Brasil
Cidades
Direito à Saúde
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1/362.1*166; BR67.1/AdS-24


  5 / 207 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Assis, Marluce Maria Araújo
Id: lil-394034
Autor: Assis, Marluce Maria Araújo.
Título: O processo de construção do controle social no Sistema Único de saúde e a gestão nos espaços institucionais / The building processo of social control in the Brazilian Health System and administration in institucional areas
Fonte: Saúde debate;27(65):324-335, set.-dez. 2003.
Idioma: pt.
Resumo: O presente artigo resgata brevemente a história do controle social, descreve a legislação brasileira que assegura a participação da comunidade no Sistema Único de Saúde (SUS), e aponta a gestão institucional como espaços coletivos de participação, envolvendo diversas representações sociais (governo, trabalhadores de saúde, prestadores de serviço e usuários). Tomando como base as análises de Campos (2000;2003) e do Ministério da saúde (Brasil, 1998), são ressaltados as condições de legitimidade dos espaços coletivos organizados como lócus de enfrentamento, autonomia, visibilidade e articulação institucional e social. Conclui-se que o controle social vem sendo experimentado por coletivos organizados em realidades locais e regionais. O desafio é a construção de um sistema de saúde universal, resolutivo e compartilhado pela sociedade.
Descritores: Controle Social Formal
Sistema Único de Saúde
Políticas de Controle Social
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR430.1 - Biblioteca


  6 / 207 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-394022
Autor: Bartolomei, Carlos Emmanuel Fontes; Carvalho, Mariana Siqueira de; Delduque, Maria Célia.
Título: A saúde é um direito! / Health is right!
Fonte: Saúde debate;27(65):184-191, set.-dez. 2003.
Idioma: pt.
Resumo: Traça-se uma retrospectiva dos direitos fundamentais até o direito à saúde, trazendo a visão de como os direitos fundamentais estão dispostos na Constituição Federal de 1988, como os direitos sociais fazem parte deste rol e como o direito à saúde é tratado pelo ordenamento jurídico nacional. Salienta-se a necessidade de implementação do direito à saúde pela vontade política para realizar políticas públicas
Descritores: Controle Social Formal
Direito à Saúde
Direito Sanitário
Legislação como Assunto
-Brasil
Jurisprudência
Políticas de Controle Social
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR430.1 - Biblioteca


  7 / 207 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-337034
Autor: Guedes, Dionéia Garcia de Medeiros; Garcia, Telma Ribeiro.
Título: Atendimento nos serviços do Sistema Único de Saúde e satisfação do usuário: estudo no município de Campina Grande (PB) / Attention in unified health system services and user satisfaction: study in the city of Campina Grande (PB)
Fonte: Saúde debate;25(59):40-49, set.-dez. 2001. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Este trabalho apresenta os resultados obtidos no processo de avaliação de satisfacao do usuario com o atendimento nos serviços do Sistema Único de Saúde no município de Campina Grande (PB), ocorrido no segundo semestre de 1999. Embora importante do ponto de vista de conhecimento da realidade da oferta dos serviços de saúde, foram identificados e discutidos alguns problemas de ordem metodológica durante o desenvolvimento do estudo, de modo a serem evitados em trabalhos posteriores envolvendoa avaliação de usuários sobre a qualidade do atendimento nos serviços do SUS.
Descritores: Avaliação de Processos e Resultados em Cuidados de Saúde
Saúde Pública
-Atenção Primária à Saúde
Políticas de Controle Social
Satisfação do Paciente
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR430.1 - Biblioteca


  8 / 207 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-706436
Autor: Aquino, Jael Maria de; Monteiro, Estela Maria Leite Meirelles; Brandão Neto, Waldemar; Silva, Andreza Cristina Velez; Albuquerque, Bruno Lima de; Batista, Rebeca Barroso.
Título: Participação comunitária no contexto da atenção básica em saúde na perspectiva de usuários / Participación comunitaria en el contexto de la atención básica en salud en la perspectiva de usuarios / Community participation in basic health care in the user's perspective
Fonte: Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online);6(1):364-377, jan.-mar. 2014.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objective: To know from the perspective of the user, the contributions of community participation in health activities of a family health unit of Recife-PE, Brazil. Method: Qualitative study conducted with 65 users a basic health Unit in the months of November 2010 to January 2011. The interviews recorded, transcribed and analyzed by means of the collective subject discourse. Results: Two central ideas identified: - existing in the Community Leadership and participation of the population in the planning of health;-Suggestions for change /improvements in health service offered by the basic unit. Conclusion: Evidenced that the question of community leadership needs to strengthen througt a politic action.

Objetivo: Conhecer, sob a ótica do usuário, as contribuições da participação da comunidade nas ações de saúde de uma Unidade de Saúde da Família da cidade do Recife-PE, Brasil. Método: Estudo qualitativo realizado com 65 usuários de uma Unidade Básica de Saúde nos meses de novembro de 2010 a janeiro de 2011. Os depoimentos foram gravados, transcritos e analisados mediante o Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: Foram identificadas duas ideias centrais: - Lideranças existentes na comunidade e participação da população no planejamento das ações de saúde; - Sugestões para mudanças /melhorias no serviço de saúde ofertado pela Unidade Básica. Conclusão: Evidencia-se que a questão da liderança comunitária necessita ser fortalecida por meio de uma ação política-ética-cidadã compartilhada, onde profissionais e usuários sejam ativos neste processo, reconhecendo-se como aliados dentro da complexidade que envolve as questões de saúde no contexto do capitalismo e dos interesses privados.

Objetivo: para conocer, desde la perspectiva del usuario, las contribuciones de la participación comunitaria en las actividades de salud de una unidad de salud de la familia de Recife-PE, Brasil. Método: estudio cualitativo había realizado con 65 usuarios una unidad de salud básica en los meses de noviembre de 2010 a enero de 2011. Las entrevistas fueron grabadas, transcritas y analizadas mediante el discurso del sujeto colectivo. Resultados: se identificaron dos ideas centrales:-los líderes existentes en la comunidad y la participación de la población en la planificación de la salud; -Sugerencias de cambios/mejoras en el servicio de salud ofrecido por la unidad básica. Conclusión: se pone de manifiesto que la cuestión del liderazgo comunitario debe fortalecerse a través de un ciudadano político acción-ética compartido, donde profesionales y usuarios están activos en este proceso, se reconoce como aliados dentro de la complejidad que implica problemas de salud en el contexto del capitalismo y los intereses privados.
Descritores: Centros de Saúde
Enfermagem em Saúde Comunitária
Participação da Comunidade
Políticas de Controle Social
Saúde da Família
-Brasil
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1208.1 - BSEN - Biblioteca Setorial de Enfermagem e Nutrição


  9 / 207 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Rocha, Semiramis Melani Melo
Texto completo
Id: lil-407318
Autor: Rocha, Semíramis Melani Melo; Ogata, Márcia Niituma; Arantes, Cássia Irene Spinelli.
Título: A inserção da enfermagem nas políticas de ciência e tecnologia / Nursing inclusionn in science and technology policies
Fonte: Rev. bras. enferm;56(5):558-562, set.-out. 2003.
Idioma: pt.
Resumo: A enfermagem brasileira está inserida no sistema nacional de ciência e tecnologia, como parte da grande área de conhecimento do setor de saúde. Sua produção científica é reconhecida, contudo, ainda precisa fortalecer sua posição. Entre as estratégias destacamos: estudar formas de promover a aproximação entre a universidade e os serviços; criar ou intensificar interfaces entre os enfermeiros que atuam nas instituições de saúde e os que atuam na academia; promover pesquisas estratégicas de utilização de inovações tecnológicas, educação continuada de recursos humanos e implementar estudos sobre o cuidado de enfermagem numa integração entre habilidades exigidas para intervenções em sistemas tecnológicos complexos e intersubjetividade, atuando de forma terapêutica.
Descritores: Pesquisa em Enfermagem
Política de Saúde/tendências
Políticas de Controle Social
-Pesquisa
Ciência
Tecnologia
Limites: Humanos
Responsável: BR905.1 - Biblioteca


  10 / 207 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-150756
Autor: Fernandes, Josicélia Dumêt.
Título: A privatizaçäo do ensino de enfermagem no Brasil: economia da qualidade / The process to privative nursing teaching in Brazil
Fonte: Rev. bras. enferm;47(2):144-59, abr.-jun. 1994. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O presente estudo tem como objeto de análise a trajetória do processo de privatizaçäo do ensino de enfermagem no Brasil, consolidada através da política educacional de expansäo do número de vagas e de escolas/cursos, e as implicaçöes desse processo na qualidade do ensino de enfermagem. Perseguindo esse objeto de análise, procura-se identificar as relaçöes que se estabelecem entre o modelo de organizaçäo econômica do país, a política educacional de expansäo do ensino superior e o conjunto de idéias que permeiam essa política. Estabelecidas essas relaçöes, procura-se desenhar as consequências dessa política para a qualidade do processo de formaçäo do enfermeiro, agora ameaçado pela intençäo neo-liberal do governo em implantar o ensino pago nas universidades federais.
Descritores: Ensino
Políticas de Controle Social
Enfermagem
Privatização
-Brasil
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG



página 1 de 21 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde