Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.655.500.608.400.650 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 383 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 39 ir para página                         

  1 / 383 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-670707
Autor: Cavalcante, Ana Carolina Montenegro; Sampaio, Helena Alves de Carvalho; Almeida, Paulo Cézar de.
Título: Recomendações dietéticas no tratamento da obesidade infantil: semelhanças e discrepâncias segundo categoria profissional / Dietary recommendations to treat childhood obesity: similarities and differences according to the professional category / Recomendaciones dietéticas para el tratamiento de la obesidad infantil: semejanzas y discrepancias de acuerdo con la categoría profesional
Fonte: Rev. baiana saúde pública;36(3), jul.-set. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A obesidade infantil já é considerada um problema de saúde pública em ascensão, sendo fundamental a discussão sobre a forma de tratamento realmente eficiente. O objetivo deste trabalho é conhecer o protocolo de tratamento de pediatras, endocrinologistas e nutricionistas que atuam na cidade de Fortaleza, Ceará, incluindo modalidade terapêutica, dieta prescrita e critérios de avaliação para alta do paciente. Para a coleta de dados, utilizou-se um formulário semiestruturado, que foi enviado a esses profissionais em seus locais de trabalho. Os resultados indicam, entre as orientações prescritas como práticas principais e unânimes entre as categorias profissionais: modificações na alimentação da família, aumento no consumo de frutas e hortaliças e restrição de alimentos específicos (guloseimas doces e salgadas, massas e frituras). Dieta individualizada é uma conduta adotada pela maioria dos nutricionistas, seguidos pelos endocrinologistas. Outras orientações dietéticas importantes e constantes em referenciais teóricos de consenso foram lembradas por poucos profissionais, independente da categoria na qual estava inserido. Concluiu-se que o uso de dietas previamente planejadas, sem direcionamento a um cliente em particular e/ou a orientação genérica de elevação e restrição de alimentos pode ser uma prática mais comum a pediatras e endocrinologistas.

Childhood obesity is considered an increasing public health problem,making it elementary the discussion on how to treat it effectively. This study aimed to investigate the dietary recommendations prescribed by health professionals such as pediatricians, endocrinologists and nutritionists that work in the city of Fortaleza, Ceará, Brazil, taking into account their therapeutic style, diet prescriptions and criteria toevaluate the recovery of patients. For data collection a semi-structured questionnaire was conducted with the health professionals in their workplaces. The results show that the three categories of professionals use the same guidelines regarding their prescriptions, moreover, there were changes in family nutrition, increased consumption of fruits and vegetables and restriction of specific foods (sweet and salty snacks, pastries and fried foods). Diet is an individualized procedure adopted by most nutritionists, followed by endocrinologists. Other important dietary guidelines acknowledged as theoretical references were remembered by very few professionals; regardless of the category in which they were inserted. It can be concluded from this study that the use of previously planned diet without being directed to a particular patient and/or generalorientation of rising or restricting food can be a common practice among pediatricians and endocrinologists.

La obesidad infantil ya se considera un problema de salud pública en ascenso, siendo fundamental el debate sobre la forma de tratamiento realmente eficaz. El objetivo de este estudio es conocer el protocolo del tratamiento de pediatras, endocrinólogos y nutricionistas, que actúan en la ciudad de Fortaleza, Ceará, Brasil, incluyendo la modalidad terapéutica, la dieta prescrita y los criterios de evaluación para el alta del paciente. Parala recolecta de datos se utilizó un formulario semiestructurado, el cual fue enviado a esos profesionales en sus lugares de trabajo. Los resultados indican que entre las orientaciones prescritas, como practicas principales y unánimes entre las categorías profesionales, están: modificaciones en la alimentación familiar, el aumento del consumo de frutas y hortalizas y la restricción de determinados alimentos (golosinas dulces y saladas, pastas y frituras). Una dieta individualizada es una conducta adoptada por la mayoría de los nutricionistas, seguidos por los endocrinólogos. Otras importantes y constantes orientaciones dietéticas en referencias teóricas de consenso fueron recordadas por algunos profesionales, independientemente de la categoría a la cual pertenecen. Se concluye que el uso de dietas, previamente planificadas, sin ser destinada a un cliente en particular y/o a orientación genérica de aumento y restricción de alimentos, puede ser una práctica más común a pediatras y endocrinólogos.
Descritores: Comportamento
Política Nutricional
Dieta
Obesidade Pediátrica
Alimentos
Obesidade
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  2 / 383 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Stefanini, Maria Lúcia Rosa
Id: lil-343334
Autor: Stefanini, Maria Lúcia Rosa.
Título: O saber e a prática da Nutrição / Knowing and the practical one of the Nutrition
Fonte: In: Villela, Wilza; Kalckmann, Suzana; Pessoto, Umberto Catarino. Investigar para o SUS: construindo linhas de pesquisa. São Paulo, Instituto de Saúde, 2002. p.27-33. (Temas em saúde coletiva, 2).
Idioma: pt.
Descritores: Sistema Único de Saúde
Programas e Políticas de Nutrição e Alimentação
-Política Nutricional
Ciências da Nutrição
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; 362.10425, V735


  3 / 383 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo SciELO Saúde Pública
Monteiro, Carlos Augusto
Texto completo
Texto completo
Id: lil-507814
Autor: Sarno, Flavio; Claro, Rafael Moreira; Levy, Renata Bertazzi; Bandoni, Daniel Henrique; Ferreira, Sandra Roberta Gouvêa; Monteiro, Carlos Augusto.
Título: Estimativa de consumo de sódio pela população brasileira, 2002-2003 / Estimación del consumo de sodio por la población brasilera, 2002-2003 / Estimated sodium intake by the Brazilian population, 2002-2003
Fonte: Rev. saúde pública = J. public health;43(2):219-225, abr. 2009. tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: OBJETIVO: Estimar a magnitude e a distribuição regional e socioeconômica do consumo de sódio no Brasil e identificar as fontes alimentares que mais contribuem para esse consumo. MÉTODOS: As estimativas foram baseadas nos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares, realizada no Brasil entre julho de 2002 e junho de 2003. Foram analisados 969.989 registros de aquisição de alimentos efetuados por uma amostra probabilística de 48.470 domicílios localizados em 3.984 setores censitários do País. Realizou-se conversão dos registros das aquisições de alimentos em nutrientes por meio de tabelas de composição de alimentos. Foram calculadas a disponibilidade média de sódio por pessoa e por dia e a disponibilidade média ajustada para um consumo energético equivalente a 2.000 kcal. Calculou-se a contribuição de grupos de alimentos selecionados para o total de sódio disponível para consumo no domicílio. As estimativas são apresentadas segundo regiões, situação urbana ou rural do domicílio, e estratos de renda. RESULTADOS: A quantidade diária de sódio disponível para consumo nos domicílios brasileiros foi de 4,5 g por pessoa (ou 4,7 g para uma ingestão diária de 2.000 Kcal), excedendo, assim, em mais de duas vezes o limite recomendado de ingestão desse nutriente. Embora a maior parte do sódio disponível para consumo em todas classes de renda provenha do sal de cozinha e de condimentos à base desse sal (76,2 por cento), a fração proveniente de alimentos processados com adição de sal aumenta linear e intensamente com o poder aquisitivo domiciliar, representando 9,7 por cento do total de sódio no quinto inferior da distribuição da renda per capita e 25,0 por cento no quinto superior. CONCLUSÕES: Os resultados indicam que o consumo de sódio no Brasil excede largamente a recomendação máxima para esse nutriente em todas as macrorregiões brasileiras e em todas as classes de renda.

OBJECTIVE: To estimate the magnitude and distribution of sodium intake in Brazil and to identify major dietary sources contributing to this intake. METHODS: Estimates were based on data from a Brazilian household budget survey carried between July 2002 and June 2003. A total of 969,989 food purchase records from a probabilistic sample of 48,470 households located in 3,984 census tracts across the country were analyzed. Purchase records were converted into nutrients using food composition charts. Mean sodium availability per person per day and mean adjusted availability considering a 2,000 kcal daily energy intake were calculated, as well as the contribution of selected food groups to total household sodium availability. Estimates are presented according to geographical region, urban or rural status of the household, and income stratum. RESULTS: Mean daily sodium availability in Brazilian households was 4.5 g per person (or 4.7 g considering a daily calorie intake of 2,000 kcal), thus exceeding by more than two times the recommended levels of intake for this nutrient. Although most of the sodium available for intake across all income strata was derived from kitchen salt or salt-based condiments (76.2 percent), the fraction derived from processed foods with added salt showed a strong linear increase as household purchasing power increased, representing 9.7 percent of total sodium intake in the lower quintile of the per capita income distribution and 25.0 percent in the upper quintile. CONCLUSIONS: Results indicate that sodium intake in Brazil widely exceeds the maximum recommended intake level for this nutrient in all of the country's macro regions and across all income strata.

OBJETIVO: Estimar la magnitud y la distribución regional y socioeconómica del consumo de sodio en Brasil e identificar las fuentes alimenticias que más contribuyen para ese consumo. MÉTODOS: Las estimaciones fueron basadas en los datos de la Pesquisa de Presupuestos Familiares, realizada en Brasil entre julio de 2002 y junio de 2003. Fueron analizados 969.989 registros de adquisición de alimentos efectuados por una muestra probabilística de 48.470 domicilios localizados en 3.984 sectores censados del País. Se realizó conversión de los registros de las adquisiciones de alimentos en nutrientes por medio de tablas de composición de alimentos. Fueron calculadas la disponibilidad promedio de sodio por persona y por día y la disponibilidad promedio ajustada para un consumo energético equivalente a 2.000 kcal. Se calculó la contribución de grupos de alimentos seleccionados para el total de sodio disponible para consumo en el domicilio. Las estimaciones son presentadas según regiones, situación urbana o rural del domicilio e estratos de renta. RESULTADOS: La cantidad diaria de sodio disponible para consumo en los domicilios brasileros fue de 4,5 g por persona (o 4,7 g para una ingestión diaria de 2.000 kcal), excediendo así, en más del doble el límite recomendado de ingestión de ese nutriente. A pesar de que la mayor parte del sodio disponible para consumo en todas clases de renta provenga de la sal de cocina y de condimentos a base de sal (76,2 por ciento), la fracción proveniente de alimentos procesados con adición de sal aumenta linear e intensamente con el poder adquisitivo domiciliar, representando 9,7 por ciento del total de sodio en el quinto inferior de la distribución de la renta per capita y 25,0 por ciento en el quinto superior. CONCLUSIONES: Los resultados indican que el consumo de sodio en Brasil excede grandemente la recomendación máxima para ese nutriente en todas las macroregiones brasileras y en todas las clases de renta.
Descritores: Inquéritos sobre Dietas
Política Nutricional
Necessidades Nutricionais
Cloreto de Sódio na Dieta/administração & dosagem
-Brasil
População Rural
Fatores Socioeconômicos
População Urbana
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 383 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Venezuela
Texto completo
Id: lil-630306
Autor: Bauermann Gubert, Muriel; D'Aquino Benício, Maria Helena; Padilha da Silva, Joseane; Etsuko da Costa Rosa, Tereza; Mota dos Santos, Soane; Pacheco dos Santos, Leonor Maria.
Título: Use of a predictive model for food insecurity estimates in Brazil / Uso de un modelo estadístico predictivo para inseguridad alimentaria grave en Brasil
Fonte: Arch. latinoam. nutr;60(2):119-125, jun. 2010. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: In 2004 the National Household Survey (Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios - PNAD) estimated the prevalence of food and nutrition insecurity in Brazil. However, PNAD data cannot be disaggregated at the municipal level. The objective of this study was to build a statistical model to predict severe food insecurity for Brazilian municipalities based on the PNAD dataset. Exclusion criteria were: incomplete food security data (19.30%); informants younger than 18 years old (0.07%); collective households (0.05%); households headed by indigenous persons (0.19%). The modeling was carried out in three stages, beginning with the selection of variables related to food insecurity using univariate logistic regression. The variables chosen to construct the municipal estimates were selected from those included in PNAD as well as the 2000 Census. Multivariate logistic regression was then initiated, removing the non-significant variables with odds ratios adjusted by multiple logistic regression. The Wald Test was applied to check the significance of the coefficients in the logistic equation. The final model included the variables: per capita income; years of schooling; race and gender of the household head; urban or rural residence; access to public water supply; presence of children; total number of household inhabitants and state of residence. The adequacy of the model was tested using the Hosmer-Lemeshow test (p=0.561) and ROC curve (area=0.823). Tests indicated that the model has strong predictive power and can be used to determine household food insecurity in Brazilian municipalities, suggesting that similar predictive models may be useful tools in other Latin American countries.

La Investigación Nacional por Muestreo de Domicilios de 2004 (PNAD), generó estimativas de la prevalencia de inseguridad alimentaria y nutricional en Brasil. Todavía las informaciones de PNAD no pueden ser desagregadas para las municipalidades. El objetivo de este estudio fue construir un modelo estadístico predictivo para inseguridad alimentaria grave en las municipalidades empleando la base de datos PNAD. Los criterios de exclusión fueran: hogares con datos incompletos (19.30%), informantes menores de 18 anos (0.07%), hogares colectivos (0.05%) y hogar con jefe indígena (0.19%). El modelaje fue realizado en 3 etapas, la primera fue la selección de las variables relacionadas con inseguridad alimentar grave mediante regresión logística única. Fueron escogidas variables presentes en PNAD y en el Censo Demográfico de 2000. Por último se realizó regresión logística múltiple, siendo retiradas las variables no significativas según el Odds Ratio ajustado. Fue usado el test de Wald para evaluar la significancia estadística de los coeficientes en la ecuación logística. El modelo final incluye las variables: renta domiciliar per cápita, años de escolaridad, raza y sexo del jefe de familia, localización urbana o rural del domicilio, disponibilidad de red de agua potable, presencia de niños, total de miembros en la familia y provincia de residencia. Se verificó la adecuación del modelo usando el test de Hosmer-Lemeshow (p=0,56) y la Curva de ROC (área=0,823). Los testes indican que el modelo tiene gran poder predictivo para estimar la inseguridad alimentaria grave en municipalidades brasileñas, sugiriendo que modelos predictivos similares puedan ser herramientas útiles en otros países Latinoamericanos.
Descritores: Abastecimento de Alimentos/estatística & dados numéricos
Política Nutricional
-Brasil
Características da Família
Previsões
Modelos Estatísticos
Análise Multivariada
Fatores Socioeconômicos
Limites: Humanos
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  5 / 383 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1036164
Autor: Pan American Health Organization.
Título: Vigesima Sexta Reunion del Comite Asesor de Investigaciones en Salud: Documentos de trabajo / Twenty-Six Meeting of the Advisory Committee on Health Research: Working documents.
Fonte: Washington, D.C; s.n; 1987. <470> p. tab. (CAIS/26/87.13). (ACHR/26/87.).
Idioma: es; en.
Conferência: Apresentado em: Reunion del Comite Asesor de Investigaciones en Salud de la OPS/OMS, 26, Rio de Janeiro, 3-7 ago. 1987.
Símbolo: CAIS/26/87.13ACHR/26/87..
Descritores: Ciências da Nutrição
Pesquisa
Política Nutricional
Prioridades em Saúde
-Congresso
Responsável: US1.1 - HQ Library
US1.1/2/PAHO COLL/ACHR/26/87.13


  6 / 383 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1097622
Autor: Ottoni, Isabela Cicaroni; Domene, Semiramis Martins Álvares; Bandoni, Daniel Henrique.
Título: Educação Alimentar e Nutricional em escolas: uma visão do Brasil / Food and Nutrition Education in Schools: the view from Brazil
Fonte: Demetra (Rio J.);14:38748, mar. 2019. tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivos: Analisar as ações de educação alimentar e nutricional no Brasil e ampliar nossa compreensão sobre sua aplicação nas escolas. Métodos: Estudo exploratório transversal que utilizou banco de dados secundário obtido do Prêmio de Gestor Eficiente da Merenda Escolar, de 2010. Participaram do prêmio, neste ano, 786 municípios. As variáveis relacionadas à Educação Alimentar e Nutricional foram: execução de ações e as estratégias teórico-metodológicas utilizadas para realizá-las. Utilizou-se estatística descritiva com o teste Qui-quadrado de Pearson para dados quantitativos e o método de Análise de Conteúdo para dados qualitativos. Resultados: A maioria relatou a execução de hortas pedagógicas e uso de alimentos da agricultura familiar, principalmente na Região Sul do Brasil, com diferença estatisticamente significante (p <0,05). Discussão: Houve predomínio de métodos passivos e ações pontuais na implementação da educação alimentar e nutricional nas cidades brasileiras, assim como a valorização da nutrição (nutrientes e funções) em detrimento da alimentação e da cultura alimentar local. Conclusões: A implementação de metodologias ativas com abordagem integral à alimentação deve ser estimulada no ambiente escolar. A experiência do Programa pode ser importante para a implementação de diretrizes para a educação alimentar e nutricional e sua execução em escolas. (AU)

Objective: To analyze food and nutrition education initiatives in Brazilian towns and cities to provide further insights into Food and Nutrition Education-related theoretical and methodological strategies and the application of them in schools. Methods: Cross-sectional exploratory study that used a secondary database obtained from the "Efficient School Meal Manager" Award database, in 2010. A total of 786 municipal schools enrolled in this award. The variables relative to Food and Nutrition Education were execution of activities and theoretical-methodological strategies used to perform them, as well as frequency of activities. Descriptive statistics was performed using Pearson´s Chi-square test for quantitative data and Content Analysis method for qualitative data. Results: The activities reported most often were development of pedagogical gardens and use of food from family farmers, manly in the south region of Brazil, with a significant statistical difference (p <0.05). Discussion: There was predominance of passive methods and one-off activities in the implementation of food and nutrition education in Brazilian towns and cities, as well as appreciation of nutrition (nutrients and functions) to the detriment of food and local food culture. Conclusions: The implementation of active methodologies with a comprehensive approach to food should be encouraged in the school environment. This experience of the program can be important for implementation of Food and Nutrition Education guidelines in schools (AU)
Descritores: Alimentação Escolar
Educação Alimentar e Nutricional
-Política Pública
Brasil
Política Nutricional
Responsável: BR1691.1 - Biblioteca CEH/A


  7 / 383 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1041191
Autor: Carvalho, Nágila Araújo de; Martins, Karine Anusca; Sousa, Lucilene Maria de; Diáz, Mário Ernesto Piscoya.
Título: Feeding in full-time public schools: Do students adhere and accept? / Alimentação em escolas públicas de tempo integral: alunos aderem e aceitam?
Fonte: Rev. Nutr. (Online);30(3):357-368, May-June 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective Identifying adherence to, and acceptance of school feeding, and analyzing the factors associated with non-adherence/non-acceptance in full-time public schools in Goiânia, Goiás, Brazil. Methods Cross-sectional study with students of both sexes aged 6-14 years. Issues regarding the consumption of meals, food distribution, food eaten outside the school and socioeconomic data, including nutritional assessment of students, were investigated. Adherence to meals was defined as the consumption of school meals four to five times/week, and acceptance was defined as meal approval, using the facial hedonic scale. Results A total of 359 students participated in this study and it was observed that adherence was high for lunch (95%) and afternoon snacks (78%), and low for morning snacks (44%). Acceptance did not reach the required minimum percentage of 85% for any of the meals. Factors associated with non-adherence were the presence of >4 people in a household, having meals in a refectory, the meal location being considered uncomfortable and a negative evaluation of utensils used in eating meals. Factors associated with non-acceptance were age >10 years, female sex, the negative evaluation of utensils used in eating meals and inadequate food temperature. Conclusion Lunch and afternoon snacks showed the highest adherence, but the stipulated acceptance was not reached. Non-adherence and non-acceptance were mainly associated with aspects related to school feeding. This study allowed the evaluation of feeding in full-time public schools, in order to influence its improvement.

RESUMO Objetivo Identificar a adesão e a aceitação à alimentação escolar e analisar os fatores associados à não adesão/não aceitação em escolas públicas de tempo integral de Goiânia, Goiás. Métodos Estudo transversal realizado com alunos de 6 a 14 anos de ambos os sexos. Investigou-se questões sobre o consumo das refeições e de alimentos externos à escola, distribuição de alimentos, dados socioeconômicos e avaliação nutricional. Definiu-se adesão às refeições como o consumo em 4 a 5 vezes/semana e aceitação como a aprovação das refeições, utilizando-se a escala hedônica facial. Resultados Participaram 359 alunos e observou-se que a adesão foi alta para o almoço (95%) e lanche da tarde (78%) e baixa para o lanche da manhã (44%). A aceitação não alcançou o percentual mínimo exigido de 85%. A não adesão associou-se ao número de pessoas maior que quatro no domicílio, realização da refeição no refeitório, o local de consumo considerado desconfortável e a avaliação negativa dos utensílios. A não aceitação associou-se à idade >10 anos, sexo feminino, avaliação negativa dos utensílios e inadequação da temperatura dos alimentos. Conclusão O almoço e o lanche da tarde apresentaram as maiores adesões e não se alcançou a aceitação estipulada. A não adesão e não aceitação associaram-se principalmente aos aspectos relacionados à alimentação escolar. Esse estudo permitiu avaliar a alimentação nas escolas públicas de tempo integral, com vistas a favorecer seu aprimoramento.
Descritores: Alimentação Escolar
-Serviços de Saúde Escolar
Instituições Acadêmicas
Política Nutricional
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  8 / 383 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1041188
Autor: Gasparini, Max Felipe Vianna; Bigoni, Alessandro; Medeiros, Maria Angélica Tavares de; Furtado, Juarez Pereira.
Título: Evaluation practices in the field of Food and Nutrition / Práticas avaliativas no campo da Alimentação e Nutrição
Fonte: Rev. Nutr. (Online);30(3):391-407, May-June 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT The objective of this study was to characterize and analyze the different existing methods for the evaluation of food and nutrition programs and services in Brazil, through a systematic review of the literature focused on complete articles published in national indexed journals. We searched the PubMed, MedLine and LILACS databases using the following search terms and Boolean operators: "evaluation and program"; "project"; "intervention"; "servisse"; "actions and nutrition"; "nutritional". The research was restricted to articles written in Portuguese, English and Spanish and published between 2001 and 2015. Twenty-two studies were selected and the analysis indicates; most were carried out through quantitative approaches and external evaluations based on epidemiological theory; participatory evaluation strategies are still uncommon; Impact assessments and implementation were predominant; there is little diversity in terms of references to the theoretical framework in the field of evaluation of health care programs in the planning and execution of the evaluation processes analyzed. The results of this study indicate the need for a more comprehensive evaluation considering the complexity of the interventions evaluated using the theoretical-methodological apparatus available in the literature to understand the importance of the different perspectives of the agents involved in the evaluation processes.

RESUMO O objetivo deste estudo foi caracterizar e analisar os diferentes métodos existentes para a avaliação de programas e serviços de alimentação e nutrição no Brasil, por meio de revisão sistemática da literatura focada em artigos completos publicados em revistas indexadas nacionais. Foi realizada uma pesquisa nas bases de dados PubMed, MedLine e LILACS utilizando os seguintes termos de busca e operadores booleanos: "avaliação e programa"; "projeto"; "intervenção"; "serviço"; "ações e nutrição"; "nutricional". A pesquisa foi restrita a artigos escritos em português, inglês e espanhol e publicados entre 2001 e 2015. Vinte e dois estudos foram selecionados e a análise indica; a maioria foi realizada por meio de abordagens quantitativas e avaliações externas baseadas na teoria epidemiológica; as estratégias de avaliação participativa ainda são incomuns; as avaliações de impacto e implementação foram predominantes; há pouca diversidade em termos de referências ao arcabouço teórico no campo da avaliação de programas de atenção à saúde no planejamento e execução dos processos de avaliação analisados. Os resultados deste estudo indicam a necessidade de uma avaliação mais abrangente, considerando a complexidade das intervenções avaliadas utilizando o aparato teórico-metodológico disponível na literatura para compreender a importância das diferentes perspectivas dos agentes envolvidos nos processos de avaliação.
Descritores: Ciências da Nutrição
-Brasil
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Política Nutricional
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  9 / 383 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-974602
Autor: Carmo, Ariene Silva do; Assis, Maíra Macário de; Cunha, Cristiane de Freitas; Oliveira, Tatiana Resende Prado Rangel de; Mendes, Larissa Loures.
Título: The food environment of Brazilian public and private schools / O ambiente alimentar das escolas públicas e privadas no Brasil / El ambiente alimentario de las escuelas públicas y privadas en Brasil
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);34(12):e00014918, 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract: This study's aim was to characterize the food environment of Brazilian public and private schools. This was a national school-based cross-sectional study with 1,247 schools - among which 81.09% were public and 18.91% were private - in 124 Brazilian municipalities. The data originated from the Questionnaire on Aspects of the School Environment, used in the Study of Cardiovascular Risk in Adolescents (ERICA) in 2013 and 2014. Data analysis was conducted in 2017. The chi-square test was used to compare proportions. A greater proportion of public schools offered school meals (98.15%) in comparison to private schools (8.07%) (p < 0.001). The internal sale of food and beverages was more prevalent in private schools (97.75% vs. 45.06%, p < 0.001). Also, sale and advertisement of processed and ultra-processed foods (sodas, cookies, savory snacks, sandwiches and pizza), as well as the presence of vending machines for industrialized products (18.02% vs. 4%) (p < 0.001) were more common in private schools. Street vendors at the school gate or surroundings were identified in 41.32% of the public schools and 47.75% of the private schools (p > 0.05). These findings reveal the predominance of obesogenic environments mainly in private schools, and can contribute to the design of Brazilian public policies to promote a healthy school food environment.

Resumo: O estudo teve como objetivo caracterizar o ambiente alimentar das escolas públicas e privadas no Brasil. Este foi um estudo transversal nacional de base escolar com 1.247 escolas (81,09% públicas e 18,91% privadas) em 124 municípios brasileiros. Os dados foram obtidos do Questionário sobre Aspectos do Ambiente Escolar utilizado no Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes (ERICA) em 2013 e 2014. Os dados foram analisados em 2017. O teste do qui-quadrado foi usado para comparar as proporções. Proporcionalmente mais escolas públicas ofereciam refeições escolares (98,15%), em comparação com as escolas privadas (8,07%) (p < 0,001). A venda de alimentos e bebidas no ambiente escolar interno era mais prevalente nas escolas privadas (97,75% vs. 45,06%, p < 0,001). Além disso, a propaganda e venda de alimentos processados e ultra-processados (refrigerantes, biscoitos, salgadinhos, sanduiches e pizza) também eram mais comuns nas escolas privadas, assim como, a presença de máquinas de autoatendimento com venda de produtos industrializados (18,02% vs. 4%) (p < 0,001). Os vendedores ambulantes no portão ou nos arredores da escola foram identificados em 41,32% das escolas públicas e 47,75% das escolas privadas (p > 0,05). Os achados revelam a predominância de ambientes obesogênicos, especialmente nas escolas privadas, e podem contribuir para a elaboração de políticas públicas brasileiras para promover um ambiente alimentar saudável nas escolas.

Resumen: El objetivo de este estudio fue caracterizar el ambiente alimentario de las escuelas públicas y privadas en Brasil. Se trata de un estudio transversal nacional con base escolar, en 1.247 escuelas (81,09% públicas y 18,91% privadas), de 124 municipios brasileños. Los datos se obtuvieron del Cuestionario sobre Aspectos del Ambiente Escolar, utilizado en el Estudio de Riesgos Cardiovasculares en Adolescentes (ERICA) en 2013 y 2014. Los datos fueron analizados en 2017. El test de chi-cuadrado se usó para comparar las proporciones. Proporcionalmente, más escuelas públicas ofrecían comidas escolares (98,15%), en comparación con las escuelas privadas (8,07%) (p < 0,001). La venta de alimentos y bebidas en el ambiente interno escolar era más prevalente en las escuelas privadas (97,75% vs. 45,06%, p < 0,001). Además, la propaganda y venta de alimentos procesados y ultraprocesados (refrescos, galletas, aperitivos, sándwiches y pizza) también eran más comunes en las escuelas privadas, así como la presencia de máquinas de autoservicio con venta de productos industrializados (18,02% vs. 4%) (p < 0,001). Los vendedores ambulantes a la puerta de la escuela o en los alrededores de la escuela fueron identificados en un 41,32% de las escuelas públicas y 47,75% de las escuelas privadas (p > 0,05). Los hallazgos revelan la predominancia de ambientes obesogénicos, especialmente en las escuelas privadas, y pueden contribuir a la elaboración de políticas públicas brasileñas para promover un ambiente alimentario saludable en las escuelas.
Descritores: Instituições Acadêmicas/estatística & dados numéricos
Estudantes/estatística & dados numéricos
Bebidas Gaseificadas/estatística & dados numéricos
Comportamento Alimentar
Serviços de Alimentação/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Características de Residência
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Setor Público
Setor Privado
Política Nutricional
Valor Nutritivo
Obesidade
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 383 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Veiga, Gloria Valeria da
Sichieri, Rosely
Texto completo
Id: biblio-952294
Autor: Vasconcelos, Thais Meirelles de; Veiga, Gloria Valeria da; Sichieri, Rosely; Pereira, Rosângela Alves.
Título: Evolução da ingestão de energia e nutrientes de adolescentes de escolas públicas de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil, 2003-2008 / Trends in energy and nutrient intake by adolescents in public schools in Niterói, Rio de Janeiro State, Brazil, 2003-2008 / Evolución de la ingestión de energía y nutrientes en adolescentes de escuelas públicas de Niteroi, Río de Janeiro, Brasil, 2003-2008
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(8):e00026915, 2016. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj).
Resumo: Resumo: Analisaram-se as variações na ingestão de energia e nutrientes de adolescentes, estudantes de escolas públicas, examinados em dois estudos de base escolar, com desenho seccional, realizados em 2003 e 2008. O consumo alimentar foi avaliado com a aplicação de três registros alimentares. A condição de peso foi classificada segundo os critérios da Organização Mundial da Saúde. Em 2003, foram investigados 433 adolescentes, e, em 2008, 510 adolescentes. A prevalência de excesso de peso foi de 17%, em 2003, e de 22%, em 2008 (p > 0,05). Observou-se redução na ingestão de gorduras saturadas e de vitamina A entre os meninos. Entre as meninas, houve incremento na ingestão de energia, carboidratos e cálcio e redução para proteína e ferro. Ambos os grupos reduziram a ingestão de vitamina E e de lipídios e aumentaram a de sódio. Entre os adolescentes sem excesso de peso, observou-se incremento da ingestão de cálcio, e, para aqueles com peso excessivo, houve redução de gordura saturada e de vitamina A. No decorrer de cinco anos, a dieta dos adolescentes sofreu prejuízo da qualidade nutricional.

Abstract: The study analyzed variations in energy and nutrient intake by adolescents enrolled in public schools, examined in two school-based cross-sectional surveys, in 2003 and 2008. Food consumption was assessed with three food records. Weight was classified according to World Health Organization criteria. A total of 433 adolescents were studied in 2003 and 510 in 2008. Prevalence of excess weight was 17% in 2003 and 22% in 2008 (p > 0.05). There was a reduction in the intake of saturated fats and vitamin A in boys. Girls showed an increase in the intake of energy, carbohydrates, and calcium and a reduction in protein and iron. Both boys and girls reduced their intake of vitamin E and lipids and increased their sodium. Adolescents with excess weight showed an increase in calcium intake and a decrease in saturated fat and vitamin A. The nutritional quality of the adolescents' diet declined over the course of the five years.

Resumen: Se analizaron las variaciones en la ingestión de energía y nutrientes en estudiantes adolescentes de escuelas públicas, examinados en dos estudios de base escolar, con diseño seccional, realizados en 2003 y 2008. El consumo alimenticio fue evaluado con la aplicación de tres registros alimentarios. La condición de peso fue clasificada según los criterios de la Organización Mundial de la Salud. En 2003, se investigaron a 433 adolescentes y en 2008, a 510 adolescentes. La prevalencia de exceso de peso fue de un 17% en 2003 y de un 22% en 2008 (p > 0,05). Se observó una reducción en la ingestión de grasas saturadas y vitamina A entre los niños. Entre las niñas, hubo un incremento en la ingestión de energía, carbohidratos y calcio y reducción para proteína e hierro. Ambos grupos redujeron la ingestión de vitamina E y lípidos y aumentaron la de sodio. Entre los adolescentes sin exceso de peso se observó un incremento de la ingestión de calcio, y para aquellos con peso excesivo hubo reducción de grasa saturada y vitamina A. En el transcurso de cinco años la dieta de los adolescentes sufrió un perjuicio de su calidad nutricional.
Descritores: Ingestão de Energia/fisiologia
Dieta/tendências
Alimentos
-Instituições Acadêmicas
Brasil
Estado Nutricional
Estudos Transversais
Setor Público
Política Nutricional
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 39 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde