Base de dados : LILACS
Pesquisa : I01.696.116 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 86 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 9 ir para página                      

  1 / 86 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Costa Rica
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1091608
Autor: Rodríguez-González, Reynier.
Título: Pensamiento Decimonónico Cubano: contribución a la educación física y el deporte / Cuban Nineteenth-Century Thought: Contribution To Physical Education And Sports / Pensamento Decimonônico Cubano: Contribuição Para A Educação Física E O Esporte
Fonte: Pensar mov;15(2):e29590, jul.-dic. 2017.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Rodríguez-González, R. (2017). Pensamiento decimonónico cubano: contribución a la educación física y el deporte. PENSAR EN MOVIMIENTO: Revista de Ciencias del Ejercicio y la Salud, 15(2), 1-12. El objetivo de este artículo es profundizar en las relaciones existentes entre la formación humanista y la Cultura Física en el pensamiento pedagógico cubano del siglo XIX. Con este fin, se realizó una revisión bibliográfica de las publicaciones de autores relevantes que han abordado el tema y de aquellas que se refieren a las fuentes de pensamiento, para una mejor interpretación y valoración del problema. Se constató el sentido integrador, selectivo y crítico del pensamiento pedagógico cubano de esa época en su carácter sociocultural universal y autóctono, manifestado en acciones diversas para introducir la formación humanista y la Cultura Física en el contexto formativo. Los resultados muestran las insuficiencias en el tratamiento actual de los aspectos relacionados con la Cultura Física en la historiografía cubana y la escasa profundización en los aportes de los pedagogos cubanos del siglo XIX a la formación humanista y su estrecha relación con la Cultura Física. Se proponen futuras líneas de investigación como posible contribución a la formación de licenciados en dicha área.

Abstract Rodríguez-González, R. (2017). Cuban Nineteenth-Century Thought: Contribution to Physical Education and Sports. PENSAR EN MOVIMIENTO: Revista de Ciencias del Ejercicio y la Salud, 15(2), 1-12. The objective of this article is to explore the existing relationships between the humanistic formation and physical culture in the Cuban pedagogical thinking during the nineteenth century. With this goal in mind, a bibliographical search was performed including the most relevant authors who had addressed the topic and including some sources of their thinking, in order to better interpret and assess this topic. The integrative, selective and critical approach of Cuban pedagogical thinking from that era was verified in its sociocultural, universal, and autochthonous character, patent in different actions meant to introduce the humanistic model and physical culture into the formative process. We show some shortcomings in the present approach to those elements associated with physical culture in Cuban history, and the lack of solid discussion about 19th century Cuban teachers' contributions to the humanistic model and its close relation to physical culture. Future research topics are proposed as a possible contribution to training professionals in this field.

Resumo Rodríguez-González, R. (2017). Pensamento decimonônico cubano: contribuição para a educação física e o esporte. PENSAR EN MOVIMIENTO: Revista de Ciencias del Ejercicio y la Salud, 15(2), 1-12. O objetivo deste artigo é aprofundar nas relações existentes entre a formação humanista e a Cultura Física no pensamento pedagógico cubano do século XIX. Com esse fim, realizou-se uma revisão bibliográfica das publicações de autores relevantes que abordaram o tema e daquelas que se referem às fontes de pensamento, para uma melhor interpretação e avaliação do problema. Constatou-se o sentido integrador, seletivo e crítico do pensamento pedagógico cubano dessa época em seu carácter sociocultural universal e autóctone, manifestado em diversas ações para introduzir a formação humanista e a Cultura Física no contexto formativo. Os resultados mostram as insuficiências no tratamento atual dos aspectos relacionados com a Cultura Física na historiografia cubana e o escasso aprofundamento nas contribuições dos pedagogos cubanos do século XIX à formação humanista e sua estreita relação com a Cultura Física. Propõem-se futuras linhas de investigação como possível contribuição para a formação de licenciados em tal área.
Descritores: Educação Física e Treinamento/história
Esportes
Colonialismo
Cultura
-Cuba
História do Século XIX
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CR1.1 - BINASSS - Biblioteca Nacional de Salud y Seguridad Social


  2 / 86 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1282058
Autor: Bravo Villa, Ninosca; Mansilla Sepúlveda, Juan.
Título: Crítica al Diseño Universal de Aprendizajes: reflexiones desde territorios interculturales locales / Criticism of Universal Learning Design: reflections from local intercultural territories
Fonte: Salud bienestar colect;4(3):74-82, sept.-dic. 2020.
Idioma: es.
Resumo: Este artículo desarrolla una aproximación crítica al enfoque metodológico didáctico que subyace al Diseño Universal de Aprendizaje (DUA) surgido desde el campo de la neurociencia clínica en Estados Unidos de América. Para ello se discute conceptualmente la categoría "universal" confrontada con la idea de "territorio local" mediado por el aprendizaje. El DUA parte de la premisa que toda la población estudiantil es capaz de aprender cuando se toma en cuenta la diversidad en el aula, previa construcción de uncurrículo flexible en su mediación pedagógica para que así realmente se logre el cometido de la inclusión. No obstante, en sistemas educativos centralizados como es el caso chileno, no solo hay riesgos de viabilidad, sino también, de asumir modelos exógenos con sutilezas colonialistas no visibles desde un análisis meramente técnico y de carácter instrumental.

This article develops a critical approach to the didactic methodological approach that underlies the Universal Desing for learning that emerged from the field of clinical neuroscience in the United States of America. For this, the "universal" category confronted with the idea of "local territory" mediated by learning is conceptually discussed. The DUA starts from the premise that the entire student population is capable of learning when diversity in the classroom is taken into account, after the construction of a flexible curriculum in its pedagogical mediation so that the mission of inclusion is really achieved. However, in centralized educational systems such as the Chilean case, there are not only risks of viability, but also, of assuming exogenous models with colonial subtleties not visible from a merely technical and instrumental analysis.
Descritores: Colonialismo
Diversidade Cultural
Design Universal
-Controle de Qualidade
Estados Unidos
Competência Cultural
Aprendizagem
Limites: Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  3 / 86 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1134095
Autor: Havik, Philip J.
Título: Regional cooperation and health diplomacy in Africa: from intra-colonial exchanges to multilateral health institutions / Cooperação regional e diplomacia sanitária na África: dos intercâmbios intracoloniais às instituições multilaterais de saúde
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;27(supl.1):123-144, Sept. 2020.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Tracing the pathways of cooperation in health in sub-Saharan Africa from hesitant exchanges to institutionalized dimensions from the 1920s to the early 1960s, this article addresses regional dynamics in health diplomacy which have so far been under-researched. The evolution thereof from early beginnings with the League of Nations Health Organization to the Commission for Technical Assistance South of the Sahara and the World Health Organization's Regional Office for Africa, shows how bilateral dimensions were superseded by WHO's multilateral model of regional cooperation in health. Alignments, divergences, and outcomes are explored with respect to the strategies and policies pursued by colonial powers and independent African states regarding inter-regional relations, and their implications for public health and epidemiological interventions.

Resumo Trilhando os caminhos da cooperação sanitária na África subsaariana, de intercâmbios incertos a dimensões institucionalizadas dos anos 1920 até início dos anos 1960, este artigo aborda a dinâmica regional na diplomacia sanitária que, até o momento, carece de pesquisas. A evolução, desde os primórdios da Organização da Saúde da Liga das Nações até a Cooperação Técnica na África Subsaariana e o Escritório Regional da África da OMS, demonstra como dimensões bilaterais foram substituídas pelo modelo multilateral da OMS de cooperação sanitária regional. São analisados alinhamentos, divergências e resultados de estratégias e políticas empregados por potências coloniais e Estados africanos independentes em relações inter-regionais, bem como suas implicações em intervenções epidemiológicas e de saúde pública.
Descritores: Administração em Saúde Pública/história
Congressos como Assunto/história
Diplomacia/história
Cooperação Internacional/história
-Organização Mundial da Saúde/história
África ao Sul do Saara
Colonialismo/história
Limites: História do Século XX
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 86 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1142987
Autor: Correa, Sílvio Marcus de Souza.
Título: "Hipnóticos" na metrópole: africanos no Hospital Colonial de Lisboa nas primeiras décadas do século XX / "Hypnotics" in the metropolis: Africans in the Colonial Hospital of Lisbon during the early twentieth century
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;27(4):1125-1147, Oct.-Dec. 2020. graf.
Idioma: pt.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; . Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: Resumo No início do século XX, alguns médicos portugueses foram à África estudar a chamada doença do sono. Entre eles estava Ayres Kopke, membro da primeira missão médica à África Ocidental Portuguesa. De regresso a Lisboa, o professor da Escola de Medicina Tropical continuou suas pesquisas, inclusive por meio da observação de doentes trazidos para a metrópole. Desde 1903, as repartições de saúde nas colônias estavam incumbidas de enviar doentes com determinadas patologias exóticas para o Hospital Colonial de Lisboa. Com base em documentos desse hospital, incluindo fotografias dos doentes, então chamados de hipnóticos, o artigo aborda a importância das experiências com humanos na metrópole para o avanço da medicina tropical durante o colonialismo.

Abstract At the start of the twentieth century, some Portuguese physicians traveled to Africa to study sleeping sickness (African trypanosomiasis). One was Ayres Kopke, a member of the first medical mission to Portuguese West Africa and professor at the School of Tropical Medicine. After returning to Lisbon, Kopke continued his research, which included observation of patients brought to the metropolis. Starting in 1903, health departments in the colonies were responsible for sending patients with certain exotic diseases to the Colonial Hospital of Lisbon. Based on documents from this hospital including photographs of patients (who at that time were called "hypnotics"), this article discusses the importance of human experiments in Lisbon for advances in tropical medicine during the colonial period.
Descritores: Medicina Tropical/história
Tripanossomíase Africana/história
Colonialismo/história
Missões Médicas/história
-Portugal
África Ocidental
Hospitais/história
Experimentação Humana/história
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
História do Século XX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 86 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1142991
Autor: Murari, Luciana.
Título: "As glebas bárbaras do Brasil Central": os sertões de Mato Grosso e Goiás nas narrativas de viagem de Hermano Ribeiro da Silva, 1935-1936 / "The barbarous glebes of Central Brazil: " the hinterlands of Mato Grosso and Goiás in the travel narratives of Hermano Ribeiro da Silva, 1935-1936
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;27(4):1055-1075, Oct.-Dec. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O artigo analisa as narrativas de viagem ao interior de Mato Grosso e Goiás publicadas em 1935 e 1936 pelo explorador paulista Hermano Ribeiro da Silva, que obtiveram considerável sucesso editorial e impacto no meio letrado brasileiro. Concentramo-nos em suas ideias sobre a relação entre o ambiente do Brasil Central e o homem sertanejo, sobre as potencialidades de exploração econômica da região e sobre o papel do Estado na condução de iniciativas capazes de promover sua incorporação efetiva à nacionalidade. Buscamos também compreender a fundamentação de seu discurso em conceitos e esquemas científicos genéricos dotados de poder retórico e argumentativo.

Abstract The article analyzes the travel narratives to the hinterlands of the states of Mato Grosso and Goiás published in 1935 and 1936 by the São Paulo-based explorer Hermano Ribeiro da Silva, which proved a great publishing success and had a considerable impact on lettered society in Brazil. The analysis focuses on his ideas about the relationship between the environment in Central Brazil and the man who inhabited it, the potential economic exploitation of the region, and the role of the State in orchestrating initiatives capable of promoting its effective incorporation into the nationhood. It also seeks to understand how he grounded his discourse on generic scientific concepts and schemas endowed with rhetorical and argumentative power.
Descritores: Viagem/história
Índios Sul-Americanos/história
Meio Ambiente
-Portugal/etnologia
Seleção Genética
Brasil
Ecossistema
Colonialismo/história
Governo Federal/história
Grupo com Ancestrais do Continente Europeu/história
Pessoas Famosas
Povos Indígenas/história
Aclimatação
Limites: Humanos
História do Século XX
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Artigo Histórico
Bibliografia
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 86 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-898653
Autor: Fonseca, André Augusto da.
Título: Os mapas da população no Estado do Grão-Pará: consolidação de uma população colonial na segunda metade do século XVIII / Population Tables in Grao-Para captaincies: consolidation of a colonial population in the final half of the XVIIIth century / Los mapas de población en el Estado de Grão-Pará: consolidación de una población colonial en la segunda mitad del siglo XVIII
Fonte: Rev. bras. estud. popul;34(3):439-464, set.-dez. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A partir de meados do século XVIII, no contexto das chamadas Reformas Pombalinas, as "Leis de Liberdade dos Índios" incorporaram uma vasta região no norte da América portuguesa à administração civil, transformando mais de 60 aldeamentos missionários em vilas e lugares portugueses de população majoritariamente indígena. Esta pesquisa propõe-se a investigar a evolução demográfica dos índios aldeados e da população livre não aldeada sob esse novo regime. Para uma parte da historiografia, a população das vilas e lugares indígenas, sob o Diretório (1757-1798), era mantida artificialmente pelo constante aporte de novos contingentes de povos nativos, por meio dos descimentos. No entanto, a análise dos mapas de população elaborados a partir de 1773 mostra um crescimento lento, mas consistente de todos os grupos da população das capitanias do Estado do Grão-Pará, mesmo sofrendo os danos das frequentes epidemias e do trabalho compulsório ao qual estava sujeita a maior parte da população indígena.

As of the mid-eighteenth century, in the context of the so-called Pombaline Reforms, Indian Freedom Laws incorporated a large region in northern Portuguese America into civilian administration, transforming more than sixty missionary settlements into Portuguese villages and sites with predominantly indigenous population. This paper seeks to research into the demographic evolution of "aldeado" (subject to compulsory labour) indians and the free non- "aldeado" population under this new regime. For some historians, the population of Indian villages under the Directorio (1757-1798) was artificially maintained by the constant influx of new contingents of native peoples through descimentos. However, the analysis of population tables produced since 1773 shows a slow but consistent growth of all population groups in the captaincies of the State of Grão-Pará, even suffering frequent epidemics and harm from compulsory work to which by the majority of the indigenous population was subject.

Desde mediados del siglo XVIII, en el contexto de las denominadas reformas pombalinas, las Leyes de Libertad de los Indios incorporaran una inmensa región en el norte de la América portuguesa a la administración civil y transformaron más de sesenta reducciones misioneras en municípios portugueses de población predominantemente indígena. Esta investigación se propone investigar la evolución demográfica de los indios «aldeados¼ y de la población libre no «aldeada¼ bajo el nuevo régimen. Para una parte de la historiografía, la población de las villas y lugares indígenas se mantuvo artificialmente, en el marco del Directorio (1757-1798), por el suministro constante de nuevos contingentes de pueblos nativos por medio de los descensos. Sin embargo, el análisis de los mapas de población compilados desde 1773 muestra un crecimiento lento pero consistente de todos los grupos de población de las capitanías del estado de Grão-Pará, a pesar de las epidemias frecuentes y de los daños provocados por el trabajo obligatorio que sujetaba a la mayoría de la población indígena.
Descritores: Índios Sul-Americanos/história
Colonialismo/história
Censos/história
Políticas
-População
Brasil
Índios Sul-Americanos/estatística & dados numéricos
Coeficiente de Natalidade
Mortalidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
História do Século XVII
História do Século XVIII
História do Século XIX
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  7 / 86 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-898654
Autor: Mota, Antonia da Silva; Cunha, Maísa Faleiros da.
Título: No âmago da africanização: pessoas negras e de cor nos mapas populacionais do Maranhão colonial (1798-1821) / At the Core of Africanization: Black and Colored People in Population Maps of Colonial Maranhão, Brazil (1798-1821) / En el núcleo de africanización: pueblo negro y de color en los mapas de población del Maranhão colonial, Brasil (1798-1821)
Fonte: Rev. bras. estud. popul;34(3):465-484, set.-dez. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O estudo analisa o "boom" demográfico das populações escravas de origem africana nas áreas de plantation a partir dos Mapas Estatísticos do Maranhão. Em especial, focalizamos a freguesia do Rosário do Itapecuru utilizando outras fontes documentais - inventários post mortem e registros paroquiais de batismo. Os Mapas de 1798 e 1821 possibilitaram evidenciar o perfil sexual, etário, étnico e a condição jurídica da população, mostrando a importância da população escrava nas áreas de cultivo do algodão e arroz, que chegava a quase 80% dos residentes. Essas populações, por sua vez, guardavam algumas particularidades em relação a outras áreas de plantation do Estado do Brasil, como, por exemplo, a razão de sexo marcada pela quase paridade entre homens e mulheres.

The study analyzes the demographic boom of African slave populations in the plantation areas from the Mapas de População of Maranhão. In particular, we focus on the parish of Rosário do Itapecuru using other sources - post-mortem inventories and parish baptismal records. The maps from 1798 and 1821 made it possible to evidence the gender, age, ethnicity and legal status of the resident population as well as show the importance of slave population in cotton and rice crop areas, reaching almost 80% of residents. These populations, in turn, presented certain peculiarities in relation to other plantation areas in the State of Brazil, such as the sex ratio marked by the almost parity between men and women.

El estudio analiza el boom de las poblaciones esclavas de origen africano en las áreas de plantación a partir de los Mapas Estadísticos de Maranhão. En particular, nos centramos en la parroquia Rosario del Itapecurú utilizando otras fuentes documentales: inventarios post mortem y registros parroquiales de bautismo. Los mapas de 1798 y 1821 posibilitaron evidenciar el perfil sexual, la edad, la condición étnica y jurídica de la población residente y muestran la importancia de la población esclava en las áreas de cultivo de algodón y de arroz, que llega a casi 80% de los residentes. Estas poblaciones mantenían a su vez algunas peculiaridades en relación con otras áreas de plantación del Estado de Brasil, por ejemplo, la proporción de sexos marcada por la casi paridad entre hombres y mujeres.
Descritores: População
Colonialismo/história
Censos/história
Escravização/história
-Brasil
Cultivos Agrícolas
Características da Família
Distribuição por Sexo
ABATTOIRSHEALTH SERVICES ACCESSIBILITY
Grupo com Ancestrais do Continente Africano/história
Escravização/economia
Mapas como Assunto
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
História do Século XVIII
História do Século XIX
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  8 / 86 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-898655
Autor: Bacellar, Carlos de Almeida Prado.
Título: As famílias de povoadores em áreas de fronteira da Capitania de São Paulo na segunda metade do século XVIII / Families settlers in border areas of the captaincy of São Paulo during the second half of the 18th century / Las familias de colonos en las zonas fronterizas de la Capitanía de São Paulo durante la segunda mitad del siglo XVIII
Fonte: Rev. bras. estud. popul;34(3):549-566, set.-dez. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Ao tomar posse do governo da capitania de São Paulo em 1765, o Morgado de Mateus instaurou um processo de expansão do povoamento. A crise da economia colonial e os conflitos com os castelhanos exigia a intervenção da Coroa, que buscava implantar novas atividades econômicas e preparar a defesa do território. Ao criar vilas e povoados, o governador buscou reunir indivíduos que classificava como desregrados e os enviou, algumas vezes à força, para serem os pioneiros nestas áreas de fronteira. Muitos desses povoadores eram indígenas, considerados vadios, e que deviam ser submetidos ao novo modelo de organização social proposto pela Coroa. Este esforço pode ser avaliado a partir das listas nominativas de habitantes de três destas iniciativas de povoamento: São Luiz do Paraitinga, Piracicaba e o Caminho de Goiás. A análise do perfil dos indivíduos instalados nestas novas povoações permite melhor entender as estratégias de organização da população colonial desejadas pela Coroa.

After assuming the Government of the captaincy of São Paulo in 1765, Morgado de Mateus established an expansion process of the settlement. The crisis of the colonial economy and conflicts with the Castilians demanded the intervention of the Crown, seeking to deploy new economic activities and preparing the defense of the territory. When creating towns and villages, the Governor would seek bringing together individuals classified as unruly and would send them, sometimes by force, to be the pioneers in border areas. Many of these settlers were indigenous people, considered as vagabonds, who should be submitted to the new model of social organization proposed by the Crown. This effort can be accessed through inhabitants lists of three settlement initiatives: São Luiz do Paraitinga, Piracicaba and the Caminho de Goiás. The profile analysis of the individuals installed in these new villages allows for a better understanding of the organizational strategies of the colonial population desired by the Crown.

Asumiendo el gobierno de la Capitanía de São Paulo en 1765, el Morgado de Mateus establece un proceso de expansión del asentamiento. La crisis de la economía colonial y los conflictos con los castellanos exigían la intervención de la Corona, buscando implementar nuevas actividades económicas y preparando la defensa del territorio. Cuando se instalaban ciudades y pueblos, el gobernador buscaba reunir individuos clasificados como indisciplinados y los enviaba, a veces utilizando fuerza, para ser los pioneros en las zonas fronterizas. Muchos de estos pobladores eran indígenas, considerados vagabundos, que debían ser sometidos al nuevo modelo de organización social propuesto por la Corona. Este esfuerzo puede ser evaluado utilizándose las listas de los habitantes de tres de estas iniciativas: São Luiz do Paraitinga, Piracicaba y el Caminho de Goiás. El análisis del perfil de los individuos en estas nuevas villas permite comprender mejor las estrategias de organización de la población deseada por la Corona.
Descritores: Áreas de Fronteira
Colonialismo/história
Censos/história
Economia/história
-Brasil
Índios Sul-Americanos/história
Características da Família/história
ABATTOIRSHEALTH SERVICES ACCESSIBILITY
Pessoas Escravizadas/história
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
História do Século XVIII
História do Século XIX
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  9 / 86 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-898656
Autor: Stumpf, Roberta Giannubilo.
Título: Minas contada em números - A capitania de Minas Gerais e as fontes demográficas (1776-1821) / Minas counted in number: Capitania of Minas Gerais and the Demographic sources (1776-1821) / Minas contada en números: la capitanía de Minas Gerais y las fuentes demográficas (1776-1821)
Fonte: Rev. bras. estud. popul;34(3):529-548, set.-dez. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os "mapas da população" produzidos a partir da década de 1770 contribuem para a análise de um período da história de Minas Gerais que foi particularmente importante pelas mudanças vivenciadas em âmbitos muito diversos. Tendo por base as informações destes documentos, o presente artigo analisa as transformações na economia mineira, assim como a redefinição daquela sociedade em um período no qual Minas Gerais ganha um novo perfil, mas mantém seu papel fundamental nas dinâmicas do centro-sul da América portuguesa.

The "population tables" available since the 1770's shed new light on a period in the history of Minas Gerais which was particularly important for the transformations experienced in very different fields. Based on information gathered in these documents, this paper focuses on the transformations of Minas Gerais' economy as well as the redefinition of that society in a period 548 R. bras. Est. Pop., Belo Horizonte, v.34, n.3, p.529-548, set./dez. 2017 Stumpf, R.G. Minas contada em números in which captaincy gains a new profile, yet maintaining its fundamental role in the dynamics of the center-south of Portuguese America.

Los "mapas de población" producidos a partir de la década del setenta del siglo XVIII contribuyen al análisis de un período de la historia de Minas Gerais que fue especialmente importante por todos los cambios experimentados en ámbitos muy diferentes. Con base en los datos que proporcionan estos documentos, el presente artículo analiza las transformaciones en la economía minera y la redefinición de aquella sociedad en un período en el cual Minas Gerais gana un nuevo perfil, al mismo tiempo que mantiene su papel fundamental en las dinámicas centro-sur de la América portuguesa.
Descritores: Características da População
Crescimento Demográfico
Colonialismo/história
Censos/história
Economia/história
-População
Brasil
Escravização/história
Mineração/economia
Mineração/história
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
História do Século XVIII
História do Século XIX
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  10 / 86 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-898657
Autor: Teixeira, Paulo Eduardo.
Título: Campinas, uma vila colonial (1774-1822) / Campinas, a colonial village (1774-1822) / Campinas, una villa colonial (1774-1822)
Fonte: Rev. bras. estud. popul;34(3):567-591, set.-dez. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A agricultura paulista apresentou uma significativa expansão durante o final do século XVIII e início do XIX. Representativa de uma região de grandes propriedades escravistas, Campinas foi a localidade estudada devido à grande riqueza documental, de tal forma que este artigo foi pautado, principalmente, pelo Mapa Geral de Habitantes existente para o período de 1798 a 1822, acrescentando-se informações provenientes das Listas Nominativas de habitantes e dos Registros Paroquiais. Os resultados do estudo mostraram um crescimento demográfico de grande intensidade, sobretudo da população cativa.

The development of agriculture in São Paulo, Brazil, presented a significant expansion during the late eighteenth and early nineteenth centuries, which is the focus of this paper. The purpose is to understand the dynamics and movements of these populations of a region of plantations (slaveholding properties). The sources for this discussion are derived from the General Map of Inhabitants existing for the period 1798-1822 in Campinas, with added data from the Nominative Lists of inhabitants and Parish Registers. Despite evident data limitation, there was a strong demographic increase, especially in captive population.

La agricultura paulista tuvo una expansión significativa durante los últimos años del siglo XVIII y los comienzos del XIX. En tanto región de grandes propiedades esclavistas, Campinas se estudia por su gran riqueza documental, de modo que este artículo fue pautado principalmente por el Mapa General de Habitantes del período 1798-1822, ampliado con información proveniente de las listas nominativas de habitantes y de los registros parroquiales. Finalmente, se verificó un crecimiento demográfico de gran intensidad, sobre todo en lo que refiere a la población esclava.
Descritores: Casamento/história
Coeficiente de Natalidade
Mortalidade/história
Crescimento Demográfico
Colonialismo/história
Escravização/história
-Brasil
Registros
Distribuição por Sexo
Indicadores Demográficos
Taxa de Fecundidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
História do Século XVIII
História do Século XIX
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública



página 1 de 9 ir para página                      
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde